Você está na página 1de 13

Centro Universitário de Brasília Faculdade de Ciências Jurídicas e Ciências Sociais - FACIJUS

ALUNOS EM ORDEM ALFABÉTICA: Clarice

Santos, Gilmar Santos, Luciano Cosac, Pedro Ronan, Raquel Alves, Wallison José

INICIAÇÃO CIENTÍFICA O QUE É PESQUISA CIENTÍFICA?

Brasília 2010

Luciano Cosac. Gilmar Santos. Pedro Ronan. Wallison José INICIAÇÃO CIENTÍFICA O QUE É PESQUISA CIENTÍFICA? Projeto de trabalho apresentado ao Centro Universitário de Brasília (UniCEUB/FACIJUS) como exercício para a disciplina de Iniciação Científica que faz parte do Curso de Direito.ALUNOS EM ORDEM ALFABÉTICA: Clarice Santos. Professor: Rudhra Brasília 2010 . Raquel Alves.

cá e lá. nem seria possível ver essas imperfeições. a busca de uma definição ‘ideal’ de democracia não leva a desprezar a realidade por um mundo de ideias sem consequências.) na realidade não existe nenhum círculo perfeito.“(. Educar o Cidadão? 1991. mesmo crítico.. as imperfeições dos círculos reais.” (Patrice CANIVEZ. Pois.165) . sem ideia. mas isso não prejudica o geômetra que busca definir o círculo. Por conseguinte. qualquer juízo. é simplesmente impossível. Sem essa idéia ou essa definição puras. Ainda mais: é na medida em que se tem a idéia do círculo que se pode mostrar. p..

1.SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 1. Objetivo Geral 3. CRONOGRAMA REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ANEXOS . REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 5.1. Objetivos Específicos 4. JUSTIFICATIVA 3. OBJETIVOS 3. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS 6.2.Problema 2.

pergunta-chave para elaboração deste trabalho –. o modo de efetuar testes. O subjetivo não pode nunca anunciar um enunciado como lei. a quem Popper discordava de algumas teorias.):“Nada é mais necessário ao investigador do que saber alguma coisa acerca da história (de uma disciplina) e acerca da lógica da pesquisa: . Conforme Popper se se concorda com o fato de serem válidas apenas os enunciados objetivos. assim ao infinito. o uso da imaginação. o uso de hipóteses. pode-se destacar que o ponto comum entre todos eles é que a pesquisa científica não se esgota em si mesma.. 1998):“as hipóteses são redes: só quem as lança colhe alguma coisa” e Lorde Acton: (Op. se a experiência é pessoal? Popper rejeita a dedução e só considera um sistema se ele for confirmado pela experiência. Entre os livros dedicados ao tema também encontramos toda sorte de definições. entretanto. que por sua vez devem ser suscetíveis de teste. Só com a repetição de fenômenos podemos pô-lo à prova. A conceituação definitiva desta questão pode ser mais difícil do que se imagina. por mais forte que seja o sentimento de convicção. Cit. a maneira de descobrir o erro.. propunha que o subjetivo é relativo aos nossos sentimentos de convicção.1. que devem ser passíveis de testes intersubjetivos. não existem enunciados definitivos na ciência. uma vez que cada um persegue objetivos distintos com suas pesquisas. Já para Kant (1987). Em seu livro A lógica da pesquisa científica Popper propõe que "sistemas de teorias são submetidos a testes. deles se deduzindo enunciados de menor universalidade". Questiona como os empiristas poderão ser objetivos. APRESENTAÇÃO Este projeto visa especular o que é pesquisa científica – para quem exerce a função de pesquisador . ou passíveis de teste intersubjetivos. como sabiamente definiu Novalis: (apud Popper. Kant expunha que a .

Esse argumento. a "coisa em si". que está próximo do idealismo é considerado a revolução copernicana realizada por Kant na filosofia. A disposição da percepção do sujeito molda o modo como ele percebe o objeto. Kant dizia também que como a relação é afetada pelo entendimento do sujeito. .relação sujeito-objeto é deturpada pelo entendimento. ele nunca chega a conhecer a realidade tomada nela mesma.

seja de forma inconsciente. o que consideramos ciência empírica.Como a ciência. Isto posto. incentiva a prática da pesquisa científica. para particularizar um fato ele formula hipóteses ou sistemas de teorias e submete-os a teste. seja teórico ou experimental. seja no ambiente acadêmico ou fora dele? .1.Quais os critérios utilizados para a escolha de uma pesquisa científica? . Popper se questiona quais são os métodos das ciências empíricas e mais que isto. Para Popper. formula enunciados ou sistemas de enunciados e verifica-os um a um.DF. a tarefa da lógica da pesquisa científica.Até onde o pesquisador consegue ser impessoal. seja por livre arbítrio. por exemplo.1 PROBLEMA Um cientista. ou da lógica do conhecimento é proporcionar uma análise lógica desse procedimento. confrontando-os com a experiência. A proposta deste projeto é buscar compreender o que é e como se faz pesquisa científica em Brasília . No campo das ciências empíricas. por meio de recursos de observação e experimentação. em função de suas convicções ou forças externas. em sua pesquisa? . não tendencioso. colocam-se algumas questões: . mediante as atividades e as necessidades do conhecimento.

JUSTIFICATIVA A construção da noção do que seja pesquisa científica e suas implicações torna- se muito relevante nos primeiros anos do curso de Direito. . bem como aulas expositivas do curso compreendeuse a importância de se ter conhecimento sobre o que seja pesquisa científica.2. pois. ou deveria. além do curso exigir a construção de mais de uma monografia. para que o profissional esteja em constante busca de informações para seu arsenal de conhecimento. durante a vida profissional será fundamental. desde cedo e que pesquisa científica não realiza somente no meio acadêmico. e sobre como este conhecimento se dá. político e educativo de temas relativos aos estudos sobre pesquisa científica. Partindo da leitura de estudos teóricos e de entrevistas com profissionais que trabalham com pesquisa científica. Ao final deste trabalho pretendemos fornecer elementos que contribuirão para a compreensão e participação no debate social.

. 3. onde se procurará o perfil padrão deste profissional. questões sobre o que representa a pesquisa científica para o pesquisador. Serão propostas questões padrão. .Demonstrar. no que se refere à pesquisa científica. OBJETIVOS 3.2 Objetivos Específicos: . em trabalho escrito.Colaborar com o enriquecimento de conhecimento.1 Objetivo Geral: - Levantar junto a pesquisadores das diversas áreas de conhecimento.Identificar o vínculo entre nós estudantes e a pesquisa científica.3. a análise das respostas às questões propostas aos entrevistados. tanto dos componentes do grupo quanto do restante da classe. independente da sua área de atuação. .

as obras bibliográficas selecionadas para a confecção teórica. diversa de outras. Por fim. não pode se considerar acabada.4. para abordagem de aspectos relacionados à natureza da pesquisa científica. Em seguida. mesmo a passos lentos. Destacamos que. Iniciou-se pela elaboração de questões com as quais se pudesse alcançar os objetivos desejados. Centramos nossa investigação nas possibilidades e espaços existentes. traremos algumas considerações finais. REFERENCIAL TEÓRICO Analisamos. a priori. e a discussão que envolve a construção do conceito do que seja pesquisa científica. . formalizou-se o projeto elegendo os pesquisadores que seriam foco da pesquisa. previamente. do trabalho. as transformações no conceito de ciência se operam. com o cuidado de não esquecer que nosso caminhar envolve a leitura que fazemos. da forma menos tendenciosa possível. Desenvolveu-se propostas temáticas de acordo com as normas da ABNT e as orientações expositivas em sala de aula.

Finalmente. As respostas obtidas passarão por análise e tratamento visando traçar um perfil padrão para o pesquisador. . realizou-se a formulação de questões padrão que serão propostas a todos os entrevistados. METODOLOGIA Para atingir os objetivos propostos.5. propõe-se realizar a análise dos dados obtidos e fazer a apresentação destes resultados. Optou-se por entrevistar pessoas que trabalham com pesquisa científica de áreas bem diversificadas.

Revisão de literatura 2. Apresentação do trabalho em sala de aula 11. CRONOGRAMA CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO MESES / ANO ATIVIDADES 1. Revisão do português 9. Entrevistas 6. Elaboração das perguntas para entrevista 5. Edição do vídeo com as entrevistas 8. Análise do projeto 4. Resultado final 2010 ABR MAIO JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ JAN FEV MAR X X X X X X X X X X X X .6. Elaboração do projeto 3. Entrega do trabalho escrito e vídeo 12. Avaliação dos resultados 7. Digitação final 10.

Secretaria de Educação Fundamental. Novum Organun. 1988. Coleção grandes cientistas Sociais. BRASIL. São Paulo. Sobre a lógica das Ciências Sociais. São Paulo.. BRASIL. Edições Setenta. 1997. T. Coleção Os Pensadores. Parâmetros Curriculares Nacionais: apresentação dos temas transversais/ Brasília: MEC/SEF. São Paulo. Portugal. Francis. SP. CANIVEZ. Editora Ática. BACON. Editora Nova Cultural. Tradução: Estela dos Santos Abreu & Cláudio Santoro. Investigação Sobre o entendimento humano. Educar o Cidadão? Ensaios e textos. Brasília. Parâmetros Curriculares Nacionais: história/ 1º e 2º ciclos/ Brasília: MEC/SEF. Lisboa. SP. Campinas. Secretaria de Educação Fundamental. HUME. A lógica da pesquisa científica. 54-Adorno. David. BRASIL. MEC. ADORNO. Constituição da República Federativa do Brasil. Karl. vol.BIBLIOGRAFIA POPPER. Editora da Universidade de São Paulo. Organizador: Florestan Fernandes. 2ª ed. SP. 1991. Editora Cultrix. (Coleção Filosofar no Presente) . SP: Papirus. Patrice. 1998b.