Você está na página 1de 2

Trabalho de Educação Física

Obesidade na Adolescência

que permite o controle dos fluxos de substrato de energia. considerando suas individualidades. conciliando exercícios aeróbicos com anaeróbicos. Portanto. A elevação do gasto energético em resposta do aumento da atividade do SNS. pois a troca de O2 pode tornar-se mais lenta durante o exercício e este custo excessivo de O2 pode predispor o indivíduo a ser fisicamente menos ativo. é imprescindível um maior estímulo para a prática de atividades físicas. fica aqui a dica: reserve algumas horas diárias durante 5 dias da semana para se chegar ao seu objetivo de vida saudável. Também ocorrem diferenças na predisposição dos indivíduos em relação a atividade física. grupo muscular utilizado e a variação da motivação envolvida. o exercício físico parece ser essencial para auxiliar o indivíduo a manter a perda de peso no período de dieta. pois estimula o aumento da atividade do SNS (sistema nervoso simpático). Algumas modalidades de exercício físico podem ser mais benéficos que outras em relação ao impacto sobre o balanço de energia. já o exercício anaeróbico nos possibilita a “queima” de tecido adiposo durante os intervalos das séries e das atividades. frequentemente prescrevem-se diferentes programas de exercícios para essas diferentes populações. Em relação ao gasto energético da atividade. Pessoas obesas tem uma proporção maior de fibras do tipo IIb (fibras rápidas). cuja capacidade oxidativa é menor. Sabendo-se do alto número de pessoas obesas numa sociedade. e até mesmo durante as 24 horas seguintes à atividade.Exercícios Físicos O tratamento básico da obesidade apoia-se na modificação do comportamento alimentar e na prática de atividades físicas. A economia energética da atividade (gasto de energia/ trabalho executado) é modificada pela intensidade. A quantidade de gasto de energia difere de acordo com o tipo de atividade física escolhida. aumento da taxa metabólica de repouso e maior ação na oxidação de gorduras. Por isto é importantíssimo realizar atividades físicas pelo menos cinco vezes na semana. Esta atividade deve então ser individualizada e respeitar as características físicas e clínicas de cada um. Essa diferença na capacidade muscular oxidativa pode influenciar nos níveis de percepção de fadiga. . será relacionado alguns estudos e suas estratégias visando o emagrecimento. muitos dados na literatura concordam que o aumento da intensidade do exercício parece ser mais eficiente para aperfeiçoar o emagrecimento que exercícios de baixa intensidade. Por tanto. pode ter ação na redução do apetite. Com isso. Os exercícios físicos associados à alimentação adequada devem tornar-se permanentes neste programa de redução de peso e estilo de vida saudável. devido a melhora do nosso metabolismo de repouso. Mas é sempre bom lembrar que os efeitos benéficos da atividade física acontecem somente para quem se exercita com certa regularidade. Levando em consideração as diferenças fisiológicas e estruturais que existem entre indivíduos obesos e de peso normal. A atividade física pode ser considerada um dos tratamentos mais eficazes contra o excesso de peso corporal. dependendo do tipo de fibra muscular e características metabólicas. para quem quer emagrecer. pois as atividades de cunho aeróbico nos permite “queimar” gordura durante a atividade. pois períodos de restrição calórica tendem a reduzir a ação do SNS no organismo. O objetivo é eliminar peso.