Você está na página 1de 2

a) Como o Mtodo de Gauss, com condensao pivotal;

Condensao pivotal parcial: Os mtodos de eliminao so exatos, mas podem conduzir a


solues errneas devido ao erro de arredondamento. Para evitar isto, usaremos a
condensao pivotal parcial, cujo procedimento redispor as linhas de tal forma que a linha do
elemento piv permanea fixa e que o elemento piv seja escolhido dentre os elementos da
coluna que tem o maior valor absoluto. A finalidade da condensao pivotal parcial :
Minimizar o erro de arredondamento; Evitar a diviso por zero; Testar a singularidade do
sistema.

b) Como o Mtodo de Gauss-Jordan;
O mtodo de Gauss-Jordan um mtodo de escalonamento que consiste em aplicar
operaes elementares matriz aumentada de um sistema, at que ela esteja na forma
escalonada reduzida. A vantagem deste processo que um sistema cuja matriz aumentada
uma matriz na forma escalonada reduzida tem soluo imediata, enquanto que para resolver
um sistema que est apenas na forma escalonada ainda necessrio fazer uma srie de
substituies para obter a soluo final.
Definio. Uma matriz est na forma escalonada reduzida quando ela satisfaz as seguintes
condies:
1. O primeiro elemento no-nulo de cada linha no-nula (chamado o piv da linha) igual a 1.
2. O piv da linha i + 1 ocorre direita do piv da linha i.
3. Se uma coluna contm um piv, ento todas os outros elementos desta coluna so iguais a
0.
4. Todas as linhas nulas ocorrem abaixo das linhas no-nulas.

c) Como o Mtodo de Inverso de Matrizes;

d) Como o Mtodo de Jacobi;
Considerando o sistema: S
a x a x a x b
a x a x a x b
a x a x a x b
n
n n
n n
n n nn n n
=
+ + + =
+ + + =
+ + + =

11 1 12 2 1 1
21 1 22 2 2 2
1 1 2 2
...
...
...


Explicitemos x
1
na 1 equao, x
2
na 2 equao, at x
n
na n-sima equao. Desse modo,
podemos escrever o sistema da forma x = F x + d, sendo:
x = (x
1
, x
2
, ..., x
n
)
t

F
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
a
n
n
n
nn
n
nn
n
nn
=


(
(
(
(
(
(
0
0
0
12
11
13
11
1
11
21
22
23
22
2
22
1 2 3

d
b
a
b
a
b
a
n
nn
t
=
|
\

|
.
|
1
11
2
22

O mtodo de Jacobi consiste em:
partindo-se da aproximao inicial x
(0)

gera-se a seqncia de aproximaes x
(1)
, x
(2)
, ..., x
(k)

como critrio de parada, utilizamos x x
k k ( ) ( )
<
1
c , onde c = preciso desejada
para raiz.

e) Como o Mtodo de Gauss-Seidel;
Seja o sistema AX = b, na forma X = F X + b. O mtodo iterativo de Gauss-Seidel consiste em:
partindo-se da soluo inicial x
(0)
= ( x
1
(0)
x
2
(0)
x
3
(0)
... x
n
(0)
) gerar a seqncia de
aproximaes x
(1)
, x
(2)
, ..., x
(k)
atravs das equaes de iterao:
) ... (
1

) ... (
1
) ... (
1
) ... (
1
) (
1 ) 1 (
) (
2 2
) (
1 1
) (
) 1 (
3
) (
3 32
) (
2 31 3
33
) (
3
) 1 (
2
) 1 (
3 23
) (
1 21 2
22
) (
2
) 1 (
1
) 1 (
3 13
) 1 (
2 12 1
11
) (
1
k
n n n
k
n
k
n n
nn
k
n
k
n n
k k k
k
n n
k k k
k
n n
k k k
x a x a x a b
a
x
x a x a x a b
a
x
x a x a x a b
a
x
x a x a x a b
a
x



=
=
=
=


Como critrio de parada utilizamos || x
(k)
- x
(k - 1)
|| < c c a preciso desejada.
Obs.: Este mtodo converge mais rpido que o de Jacobi.