Enfermagem – Turma IV – 8º semestre

Exupério Farias Santos
Maria Clara Melo

SUPERVISIONADO II
Dimensionamento de Pessoal
Diagnóstico Situacional
Carrinho de Emergência

Trabalho apresentado à Docente Gisele
Bohana como parte do crédito da disciplina
de Estágio Supervisionado II.

.......................................................................................................................................................................................5 Categoria.............................................................................................................................................5 Aux ou TE.....................................................................................................5 QP (SF) = Km (SF) x TSF...............................................................................................................................................................5 SF........5 Total enfermeiros: Unidade de Internação = 16..........................5 TOTAL.............................................6 Sítio Funcional = 10.....5 2............6 ....5 Sáb e dom.........................5 1.....................5 2..5 2.............................................................................................................................................5 5..5 Aux ou TE.......................................5 -..............................................................................................................................................................................................9200 x 35 = 32..........................................................................................................................................................................................................................................5 1...................5 10.................................................................................5 Enf...............................................................................................................................................................................................6 Total = 26...2 Ilhéus – BA SETEMBRO 2012 Sumário Sumário.................................................................................................................................................................................................................................................................................5 ENF........................................................................................................................................................................................................................................................................................................................6 Total auxiliares ou TE: Unidade de Internação = 33.........................................................................................................................................................................................................................5 1......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................2 = ~ 32 Auxiliares ou TE..5 1...............................................................................................................................................5 1..4 SITIOS FUNCIONAIS....................................................................................................................6 Total = 70..5 1.............5 QP (SF) = 0..................................................................................................................................................................5 10......................................................................................................................................................................5 Área....................................................................5 2..................................................................................................................................................5 Total...............................................................................................5 2ª a 6ª feira..................................................................5 AUX/TEC............................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................6 Sítio Funcional = 37.................................................................................................................................................................5 Aux ou TE.........................................5 10................................................................................5 Ortopedia............................................................. Cirúrgico...................................................................................................................................5 35.................................................................5 At...........5 Medicação.............................................................................................................................................................................................5 4....................................2 UNIDADE DE INTERNAÇÃO................5 20............................................................................................

.........................11 PROPOSTA DE PLANEJAMENTO..........................................13 .....................................................................................................................................................3 DIAGNÓSTICO SITUACIONAL........8 Problemas encontrados.........................................................................7 LEVANTAMENTO DE DADOS .......................................

4) + (PCI X 17. as unidades de internação (UI.2 + 140 + 35.1 > ~ 16 E OS DEMAIS SÃO TÉCNICOS > 33 Legenda: THE = Total de horas de enfermagem PCM = Paciente de cuidados mínimos PCInt = Paciente de cuidados intermediários PCSI = Paciente de cuidados semi-intensivos PCI = Paciente de cuidados intensivos QP = Quantidade de pessoal Km = Coeficiente de Marinho (pré estabelecido conforme carga horária).9 )] THE = [15. UNIDADE DE INTERNAÇÃO THE = [(PCM X 3. Internação masculino e feminino e pediatria) e os sítios funcionais propriamente ditos (sala atendimento cirúrgico.6 QP = 0.6 QP = 49. ali encontram-se setores distintos.4 DIMENSIONAMENTO DE ENFERMAGEM DIMENSIONAMENTO DE PESSOAL HGLVF – UNIDADE DE EMERGENCIA SETEMBRO/2012 A unidade de emergência do HGLVF dispõe de características muito particulares em relação as outras unidades do hospital.9)] THE = [(4 X 3.8 + (PCINT X 5. .6) + (PCSI X 9.8) + (25 X 5.2236 X 219. Além disso a média de ocupação da unidade de internação masculino/feminino geralmente supera os 200% interferindo potencialmente no perfil da Unidade de Emergência.6 ) + ( 2 X 17. ortopédico e sala de medicação.8] THE = 191 IST = 15% THE > 28.1 = ~ 49 33% ENFERMEIROS = 16.

35 = ~1 10 35 . Cirúrgico TOTAL QP (SF) = Km (SF) x TSF QP (SF) = 0.8 = ~ 5 QP (SF) = 0.9200 x 10 = 9.2 = ~ 9 enfermeiros IST 15% = 1.2 = ~ 32 Auxiliares ou TE IST 15% = 4.5 SITIOS FUNCIONAIS Atendimento Cirúrgico – 1 Sala > 1 profissional nível médio  1 profissional nível superior Sala de Medicação – 1 Sala > 2 profissionais de nível médio Sala ortopedia – 1 sala > 1 profissional nível médio Média de atendimentos diários em 2012 > 300 atendimentos por dia Recomendado 1 profissional para cada 20 atendimentos SÍTIOS FUNCIONAIS SF Área Categoria 2ª a 6ª feira Sáb e dom Total ENF AUX/TEC Enf 1 1 2 10 Aux ou TE 1 1 2 10 Medicação Aux ou TE 2 2 4 20 Ortopedia Aux ou TE 1 - 1 5 At.9200 x 35 = 32.

6 Total enfermeiros: Unidade de Internação = 16 Sítio Funcional = 10 Total = 26 Total auxiliares ou TE: Unidade de Internação = 33 Sítio Funcional = 37 Total = 70 .

como instrumento de gestão (CECÍLIO. a finalidade primordial do Serviço de Enfermagem será sempre a de envidar esforços para a prevenção e a promoção da assistência/cuidado. a partir de sua execução. tendo em vista o atendimento aos pacientes/clientes e a comunidade. É importante destacar a importância de toda a equipe de enfermagem e de saúde na elaboração do diagnóstico Administrativo/Situacional e consequente planejamento estratégico participativo. Segundo o COREN-MG. Porém. Nesta proposta. sócio-espirituais. o Diagnóstico Administrativo/Situacional de Enfermagem e de saúde se constitui em uma das atribuições do Enfermeiro responsável técnico que. nos limitaremos a falar sobre o Diagnóstico Situacional como uma das fases da função de planejamento. controle e avaliação. Dessa forma. duas básicas: assistir e gerenciar. permitirá a elaboração de uma proposta de trabalho para o serviço. a visão e os modelos gerencial e assistencial do Serviço de Saúde. Promover assistência envolve administração direta de cuidados aos pacientes e o planejamento e gestão dessa assistência/cuidado. direção. em suas necessidades bio-psíquica. Para obtenção de um diagnóstico que subsidie o planejamento estratégico do Serviço de Enfermagem é fundamental que se leve em consideração a missão. Na atualidade estes conceitos foram incorporados através de especialistas da área de gestão pela qualidade. seja como resultado de estudos científicos ou no contexto de novas abordagens filosóficas. Gerenciar o Serviço de Enfermagem/Saúde envolve várias funções. 1997). coordenação. dentre elas: planejamento. podemos afirmar que o Enfermeiro possui dentre as suas demais funções.7 DIAGNÓSTICO SITUACIONAL A Enfermagem está constantemente mudando. trabalho desenvolvido por . organização.

Intensiva (UI). • Gestão pública e Modelo assistencial médico curativista. radiologia. Sala de Observação pediátrica. • programas da Instituição: atualmente vemos funcionando satisfatoriamente um programa de educação continuada. Recepção. sendo composta de SAME. • visão (não definido). ortopedistas). Unidade Semi. neurologista) e outras especialidades que auxiliam a equipe médica. cirurgião bucomaxilofacial. Consultórios de Pediatria e Clínica Médica. fichas de notificação compulsória de agravos. Sala de atendimento cirúrgico. Censo de enfermagem. • missão (não definido). sistema CIAVE.8 LEVANTAMENTO DE DADOS a) Caracterização da Instituição / Unidade: • HGLVF/Unidade de Emergência. médicos diaristas (UI. pediatras. Almoxarifado. • Materiais Humanos: Sua equipe é composta por Médicos plantonistas (clínicos. • indicadores: gerados pelo SAME e computados no CPD e Faturamento. Internação clínica). médicos de sobre-aviso (anestesista. serviço diurno de ECG solicitado quando . laboratório. cirurgiões. Relatórios diários. 58 Auxiliares ou Técnicos de Enfermagem. A equipe de enfermagem é composta por 27 Enfermeiros. • sistemas de Informação padronizados pelo serviço (AIH. BPA. tomografia e CIHDOT. além de dados estatísticos gerados pelo CPD/faturamento). Observação Clínica Masculina e Feminina (hoje praticamente uma unidade de internação). • recursos Físicos: a unidade de emergência está disposta na entrada principal da unidade hospitalar. Sala de Medicação. Sala de Atendimento Ortopédico. Classificação de Risco (Acolhimento). • hospital público. Serviços auxiliares: Fisioterapia.

O HGLVF está situado no bairro da Conquista em Ilhéus. ortopédica. o serviço faz uso frequente da ferramenta de notificação telefônica do Centro de informação anti veneno (CIAVE) cujo recurso permite o atendimento rápido e eficaz as vitimas de intoxicação exógena. b) Caracterização da área de abrangência e da população do Serviço de Saúde. utilizando inclusive um formulário para relato individual da evolução e pendências dos pacientes internados. formulário de transferência e fichas de investigação epidemiológica.9 necessário. aih e termo de responsabilidade. os relatórios de enfermagem são bastante completos. 06 pediatria. relativamente próximo ao centro da cidade. assistência aos internados em cirurgia bucomaxilofacial. ginecologia. gastroenterologia. • Número de Leitos no hospital = 119 e na unidade de emergência = 20 leitos sendo dispostos da seguinte forma: 02 da UI. • Especialidades que atende (Clínica Médica. . neurologia clínica. • Recursos Administrativos: a unidade utiliza-se de formulários elaborados para composição do prontuário. Administrativamente O SAME dispõe de digitadores que fazem as fichas dos pacientes e recepcionistas que ficam na portaria permitindo o acesso ao serviço. subutilizado devido a inadequação do local. a parte médica acaba relatando somente a adoção de medidas terapêuticas sem que fique claro se sua evolução é satisfatória. na UI existe ainda o serviço de telemedicina. O HGLVF atende a toda a população de Ilhéus além de atender indistintamente a população da micro região Sul da Bahia. completam este quesito solicitação de exames. que embora obedeça a uma ordem padronizada carece da evolução clínica do paciente. Na Classificação de Risco existem ainda 07 enfermeiros e 02 auxiliares ou técnicos de enfermagem. Além disso. pediátrica. 06 clinica feminina e 06 clinica masculina. • Clientela do SUS. cirúrgica. na recepção geralmente estão dispostos 02 seguranças e 01 policial militar. a informatização existe somente no SAME para realização das fichas de atendimento.

sinalizadas. serviço de internet. porém. lanchonetes. mercearias. transporte coletivo interligando o bairro a praticamente toda a cidade. mercados. entre outros. Sua vizinhança é formada predominantemente por imóveis residenciais. rede de esgoto. de telefonia. há um comércio local instalado principalmente na área de serviços com padarias. mototáxi e serviço de táxi. rede elétrica.10 Em sua área de instalação há urbanização evidenciado por ruas asfaltadas. .

Item 32. 3) Balcão de medicações dos internados com espaço reduzido e intensa circulação de pessoas. 11) Higienização precária. a padronização das atividades 15) gerenciais e assistenciais nos serviços hospitalares passa a ser uma exigência legal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).1.2. a padronização das 16) atividades gerenciais e assistenciais nos serviços de enfermagem é uma exigência legal dos Conselhos Federal e Regional de Enfermagem (COFEN/COREN). 13) Comunicação ineficaz entre a equipe de enfermagem. Inexistência de POP’s na unidade.3.5. NR 32. . Inaplicação de sistematização da assistência. 18) Instalações sanitárias insuficientes e sem acessibilidade. 7) Falta de cadeira de rodas. que diz: O recipiente para acondicionamento dos pérfuro-cortantes deve ser mantido em suporte exclusivo e em altura que permita a visualização da abertura para descarte. 9) Estrutura física inadequada. 4) Falta de suporte para soro. 17) Ausência de estrutura para acomodar acompanhantes. 5) Inexistência de POP’s na unidade.11 Problemas encontrados Classificação de risco não inclui esclarecimento ao público e não 1) envolve os demais funcionários da unidade. 8) Funcionários insuficientes na unidade. 6) Excesso de macas em corredores. 2) Excesso de materiais de consumo estocados nos setores. 19) Porta de entrada da unidade sem restrições de acesso. 14) Caixa de pérfuro-cortante aberta e no chão em desacordo com as normas. 10) Falta de insumos e equipamentos. o que a torna uma obrigatoriedade além de uma necessidade institucional. 12) Assistência medica não humanizada. o que torna uma obrigatoriedade além de uma necessidade institucional.

12 20) Demora na entrega de lençóis. 21) Falta de interação entre recepção – portaria – unidade de emergência. .

Instalar trilhos sobre os leitos com correntes e ganchos Enfermeiros Coordenação de emergência.Adequar estoque de 3. hospital internação. unidade e criar POP’s pormenorizada de assistenciais técnicas e operações a serem utilizadas. Gerente administrativo do administração. inserindo os demais profissionais nesta iniciativa. banner com a classificação de risco e Realizar atividade educativa Sensibilizar a desnecessário e equipe materiais e insumos das agilizar ações em demonstrando a salas a demanda diária. Enfermeiros envolvendo as Coordenação de pessoas afetadas e Enfermagem as suas interfaces. medicações. Equipe de Sensibilizar a com descrição Projeto em Enfermagem unidade de Padronizar as ações elaboração. Enfermagem de suportes na 5. Diminuir chance de risco de erros Tentar juntamente relacionados a com toda a equipe interferências providenciar outro durante o preparo de local. Elaborar projeto . situações de eficácia de um alocar prontuários e formulários em outro local.Implantar POP’s da Projeto em para profissionais. Evitar gasto Imprimir panfleto informativo. 2. informativo ao publico e informando-a interação com outras adequadamente e áreas da UE. 4.13 PROPOSTA DE PLANEJAMENTO Atividades PORQUE COMO QUEM QUANDO QUANTO ANDAMENTO Ações Importância Método Responsável Prazo Custo Situação 2 meses A definir 1 mês A definir 1 mês A definir 2 meses A definir 2 meses A definir Melhorar o atendimento a 1. elaboração. reservando o local para medicação. Atender a demanda Estagiários Enfermeiros Coordenação de enfermagem e administração. CriaR de instrumento clientela. setor organizado.Traçar estratégia para Estagiários Manutenção Elaborar da forma mais simples e Estagiários objetiva possível.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful