Você está na página 1de 3
Escola Estadual de Ensino Médio Emílio Nemer Ensino: Médio Disciplina: FÍSICA Série: 2º Turma: Turno:

Escola Estadual de Ensino Médio Emílio Nemer

Ensino: Médio

Disciplina: FÍSICA

Série: 2º Turma:

Turno: Mat./ vesp.

Nome do Aluno:

Professor: Diogo de Azevedo Lima

Data:

/2012 /

“Tentar algo e fracassar é, pelo menos aprender. Mas, não fazer a tentativa é sofrer a inestimável perda do que poderia ter sido”.

(Chester Barnard)

1) (PUCSP – 2002) O coqueiro da

figura tem 5m de altura em relação

ao chão; e a cabeça do macaco está

a 0,5m do solo. Cada coco, que se desprende do coqueiro, tem massa 200g e atinge a cabeça do macaco com 7J de energia cinética. A quantidade de energia mecânica dissipada na queda é:

a) 9 J

b) 7 J

c) 2 J

d) 9000 J

e) 2000 J

na queda é: a) 9 J b) 7 J c) 2 J d) 9000 J e)

2) (PUC SP – 2003) A figura mostra o perfil de uma montanha russa de um parque de diversões.

24 m 4 m
24 m
4 m

O carrinho é levado até o ponto mais alto por uma

esteira, atingindo o ponto A com velocidade que pode ser considerada nula. A partir desse ponto, inicia seu movimento e ao passar pelo ponto B sua velocidade é de 10 m/s. Considerando a massa do conjunto carrinho+passageiros como 400 kg, pode-se afirmar que o módulo da energia mecânica dissipada pelo sistema foi de.

a) 96 000 J

b) 60 000 J

c) 36 000 J

d) 9 600 J

e) 6 000 J

3) (UNESP – 1993) Um bloco de massa m desliza sem atrito sobre a superfície indicada na figura a seguir.

sem atrito sobre a superfície indicada na figura a seguir. Se g é a aceleração da

Se g é a aceleração da gravidade, a velocidade mínima

v que deve ter para alcançar a altura h é:

mínima v que deve ter para alcançar a altura h é: 4) (UFMG – 1995) Um
mínima v que deve ter para alcançar a altura h é: 4) (UFMG – 1995) Um

4) (UFMG – 1995) Um esquiador de massa m = 70 kg parte do repouso no ponto P e desce pela rampa mostrada na figura. Suponha que as perdas de energia por atrito são desprezíveis e considere g = 10 m/s². A energia cinética e a velocidade do esquiador quando ele passa pelo ponto Q, que está 5,0m abaixo do ponto P, são respectivamente,

a) 50 J e 15m/s.

b) 350 J e 5,0m/s.

c) 700 J e 10m/s.

d) 3,5×10³ J e 10m/s.

e) 3,5×10³ J e 20m/s

J e 10m/s. d) 3,5×10³ J e 10m/s. e) 3,5×10³ J e 20m/s 5) (FUVEST –

5) (FUVEST – 1997) Uma pedra com massa m = 0,10 kg é lançada verticalmente para cima com energia cinética EC = 20 joules. Qual a altura máxima atingida pela pedra?

a) 10 m

b) 15 m

c) 20 m

d)

e)

1 m

0,2 m

6) (FEI – 1996) Um corpo de massa 0,5 kg está na posição A da figura onde existe uma mola de constante elástica K = 50 N/m comprimida em 1m. Retirando-se o pino, o corpo descreve a trajetória ABC contida em um plano vertical. Desprezando-se o trabalho de atrito, qual é a altura máxima que o corpo consegue atingir?

qual é a altura máxima que o corpo consegue atingir? a) hC = 6m b) hC

a) hC = 6m

b) hC = 9m

c) hC = 10m

d) hC = 12m

e) hC = 15m

7) (FAAP – 1997) Um carrinho de massa m = 4 Kg e velocidade de 6 m/s choca-se com uma mola de constante elástica k = 100 N/m. Desprezando-se o atrito e a resistência do ar, a máxima compressão da mola ao ser comprimida pelo carrinho é:

a) 1,2 m

b) 0,12 m

c) 0,012 m

d) 12 m

e) outro valor

ar, a máxima compressão da mola ao ser comprimida pelo carrinho é: a) 1,2 m b)

8) (UNIRIO – 1997) A figura a seguir r epresenta um carrinho de massa m se deslocando s obre o trilho de uma montanha russa num loc al onde a

Considerando

conserva

durante o movimento e, em P, o mó dulo de sua

ponto Q uma

aceleração da gravidade é g = 10 m/s 2 . que a energia mecânica do carrinho

se

velocidade é 8,0 m/s, teremos no velocidade de módulo igual a:

a) 5,0 m/s

b) 4,8 m/s

c) 4,0 m/s

d) 2,0 m/s

e) Zero.

a: a) 5,0 m/s b) 4,8 m/s c) 4,0 m/s d) 2,0 m/s e) Zero. 9)

9) (FATEC – 2002) Um bloco de mas sa 0,60 kg é

ponto A de

uma pista no plano vertical. O ponto A e stá a 2,0 m de

uma mola de

constante elástica 150 N/m. São desprezí veis os efeitos

do atrito e adota-se g = 10 m/s 2 . A máxima compressão da mola vale, em

altura da base da pista, onde está fixa

abandonado, a partir do repouso, no

metros,

onde está fixa abandonado, a partir do repouso, no metros, a) 0,80 b) 0,40 c) 0,20

a) 0,80

b) 0,40

c) 0,20

d) 0,10

e) 0,05

10) 29. (PUC CAMPINAS – 1996) Um co rpo de massa

0,30 kg é seguro encostado a uma mola

de constante

elástica 400N/m, comprimindo-a de 20 cm . Abandonado

o sistema, a mola impulsiona o corpo uma pista sem atrito. que sobe por
o sistema, a mola impulsiona o corpo
uma pista sem atrito.
que sobe por

Se a aceleração local da gravidade é de 1 0 m/s 2 , pode- se afirmar que o corpo:

a) retorna de um ponto entre A e B.

b) retorna de um ponto entre B e C.

c) retorna de um ponto entre C e D.

d) retorna de um ponto além de D.

e) não chega ao ponto A.

11) Um corpo de 2,5 Kg é empurrado co ntra uma mola

cuja constante elástica é 500 N / m, com primindo-a 20

longo de uma numa rampa

inclinada de 45º , conforme a figura. (D ado: g = 10

m/s²). A altura atingida pelo corpo na ram pa é de:

cm. Ele é liberado e a mola o projeta ao superfície lisa e horizontal que termina

a) 10 cm

b) 20 cm

c) 30 cm

d) 40 cm

e) 50 cm

que termina a) 10 cm b) 20 cm c) 30 cm d) 40 cm e) 50

QUESTÕ ES DO ENEM

1. (Enem 2005) Observe

seguir.

a situação descrita na tirinha a

2005) Observe seguir. a situação descrita na tirinha a Assim que o menino lança de um

Assim que o menino lança

de um tipo de energia em outra. A transformação, nesse caso, é de energia

a flecha, há transformação

A)

potencial elástica em e nergia gravitacional.

B)

gravitacional em energ ia potencial.

C)

potencial elástica em e nergia cinética.

D)

cinética em energia po tencial elástica.

E)

gravitacional em energ ia cinética.

2.

. (Enem – 2007)

em energ ia cinética. 2. . (Enem – 2007) de mochila ilustrado acima, pretende-se aproveitar, n

de mochila ilustrado acima,

pretende-se aproveitar, n a geração de energia elétrica

para acionar dispositivos energia desperdiçada

transformações de energ ia envolvidas na produção de eletricidade enquanto um a pessoa caminha com essa mochila podem ser assim esquematizadas:

eletrônicos portáteis, parte da no ato de caminhar. As

Com

o

projeto

portáteis, parte da no ato de caminhar. As Com o projeto As energias I e II,

As energias I e II, represe ntadas no esquema acima, podem ser identificadas, r espectivamente, como.

A) cinética e elétrica.

B) térmica e cinética.

C) térmica e elétrica.

D)

sonora e térmica.

E) radiante e elétrica.