FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E ORGANIZAÇÃO PÚBLICA

ALEXANDRE MARTINS DA COSTA FILHO

GERENCIAMENTO DO PROGRAMA LINHA DO LAZER

CURITIBA 2012

FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO E ORGANIZAÇÃO PÚBLICA ALEXANDRE MARTINS DA COSTA FILHO GERENCIAMENTO DO PROGRAMA LINHA DO LAZER Artigo apresentado a Faculdade Educacional Araucária com requisito a obtenção do titulo de Especialista em Gestão e Organização Publica Professor Orientador: Luiz Fernando Moraes CURITIBA 2012 .

lazer e atividade física ao cidadão curitibano. Em 2009. O qualtem a obrigação de fomentar a prática de esporte. asilos. municipais e conveniadas. O PLL foi pioneiro no país ao utilizar um ônibus adaptado para levar atividades diversificadas de recreação e lazer a locais desprovidos de infra-estrutura. CMEI. sendo possível destacar áreas que fazem divisa com a região metropolitana e alguns bolsões de pobreza . o PLL ampliou as suas atividades atendendo a 3ª idade em lares. As atividades são planejadas e desenvolvidas pela equipe do PLL. escolas especiais e projetos) no município de Curitiba que apresentem essa vulnerabilidade social. de forma mais intensa para públicos com vulnerabilidade social e econômica que necessitam de atividades direcionadas por parte do poder público.deixou de utilizar o ônibus e passou a usar dois automóveis utilitários para também atender a creches. como forma de promover a saúde e o bem-estar. grupos de convivência. Lazer e Juventude (SMELJ) em 1993 e teve como premissa ofertar atividades educativas e sóciorecreativas à comunidade incentivando a criatividade e a melhoria da condição física em regiões que eram carentes de infra-estrutura física para pratica do lazer. casas de repouso e grupos de convivência além de crianças internadas em enfermarias pediátricas de Hospitais. 2012). Posteriormente. (Constituição da República Federativa do Brasil). ambulatórios e recepções hospitalares. GERENCIAMENTO DO PROGRAMA LINHA DO LAZER O Programa Linha do Lazer (PLL) foi lançado pela Prefeitura Municipal de Curitiba (PMC) através da Secretaria Municipal do Esporte. impulsionado pela demanda. da Prefeitura de Curitiba (CMEIS´S e CEI’s) e projetos de contra turno escolar e educação integral.O programa tem como proposição atender locais (CEI. lares. hospitais. A partir de 1997. o PLL estimulado por novas ações e demandas estende suas ações a escolas de pessoas com deficiência.RESUMO ABSTRACT 1. a inserção e a promoção social. Atualmente o PLL atua de forma permanente com atendimentos diários entre os meses de fevereiro e dezembro. (FILHO. 2012) No cenário municipal há aumento no interesse e na necessidade de atividades de lazer para população em geral. composta por acadêmicos de Educação Física e coordenada por professores do Departamento de Lazer e Atividade Física da SMELJ (FILHO.

idosos e pessoas com deficiência. adultos. de caráter descritivo. a prática esportiva. Jogos recreativos.visa estruturar de forma organizacional o programa. Sendo assim podemos mencionar a maneira como foi estruturado. jovens. Jogos intelectivos. 2012) Contudo. O PLL. Lazer e Juventude executam ações que possibilitem a utilização do tempo livre. através da Prefeitura Municipal de Curitiba por meio da Secretaria Municipal do Esporte. Jogos pré-desportivos. Estas ações. oportuniza atividades sócias recreativas. Tendo em vista a melhoria técnica e profissional do PLL em pro de resultado qualitativos e quantitativos dentro do setor publico a ele vinculado. Brinquedos cantados. Oficinas manuais e musicais. dividido ou sequenciado o trabalho deste. o presente estudo. Ginástica maluca. Gincanas. através de atividades educativas e sócio-recreativas. (FILHO. a melhoria e conservação da saúde por meio da atividade física e da socialização. Jogos gigantes. o PLL não se enquadra completamente a um modelo de gestão.localizados em pontos específicos das 09 regionais da cidade. . Dramatizações. executadas pelo PLL. Jogos motores. físicas e culturais para crianças. Por isso.

Criar organograma do Programa Linha do Lazer. Criar a normativa para o Programa Linha do Lazer.2. Analisar de forma qualitativa e quantitativa do Programa Linha do Lazer. Identificar os clientes do Programa Linha do Lazer.1 OBJETIVO GERAL Estruturar de forma organizacional o Programa Linha do Lazer 2. Identificar o produto e serviço ofertado pelo Programa Linha do Lazer. . OBJETIVO 2. Identificar os macro processos dentro do Programa Linha do Lazer. Lazer e Juventude. Adequar o calendário do Programa Linha do Lazer ao Calendário da Secretaria Municipal do Esporte.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Criar visão e missão para o Programa Linha do Lazer. Estruturar metas e objetivos para o Programa Linha do Lazer. Estruturar a metodologia do Programa Linha do Lazer.

3. com o intuito de potencializar as ações do programa e reduzir custos efetivos. Frare e Ruediger (2008) relatam que há necessidade de revisar os processos.1 A MISSÃO PARA O PROGRAMA LINHA DO LAZER Fomentar práticas de esporte. físicas e culturais para crianças. As obras contemporâneas sobre estratégia empresarial são consensuais a respeito dos fundamentos básicos nos quais ela deve estar alicerçada: formulação da missão (a razão de ser da organização). Lazer e Juventude o Programa Linha do Lazer foi reestruturado em 2012. entre outros. oportuniza atividades sócias recreativas. lazer e atividades físicas ao cidadão curitibano para seu bem estar. promoção social e inserção na sociedade. conforme defi nem autores como Bryson (1995). e determinação dos seus valores essenciais (as “regras morais” que norteiam a conduta dos seus membros). Certo e Peter (1993) e Johnson e Scholes (1999). modernizar as áreas de material e patrimônio. capacitar seus servidores.3 O PRODUTO E SERVIÇO OFERTADO PELO PROGRAMA LINHA DO LAZER O PLL oferta atividades educativas e sócio-recreativas à comunidade incentivando a criatividade e a melhoria da condição física em regiões que eram carentes de infra-estrutura física para pratica do lazer. 3.2 A VISÃO PARA O PROGRAMA LINHA DO LAZER Ser excelência em programas de lazer e recreação na gestão pública.3. Estas ações. GERENCIAMENTO DO PROGRAMA LINHA DO LAZER Para realizar o gerenciamento estratégico o planejamento visa a modernização administrativa da organização. estabelecimento de uma visão (onde e como a instituição deseja estar em um determinado horizonte). executadas pelo PLL. 3. . Com base nas diretrizes da Secretaria Municipal do Esporte.

7 NORMATIVAS DO PROGRAMA LINHA DO LAZER Estas normas foram criadas para melhorar a qualidade de atendimento dos profissionais para com seus clientes.6 ORGANOGRAMA DO PROGRAMA LINHA DO LAZER Ver anexo 1 3.jovens. idosos e pessoas com deficiência. 2008). Hospitais. 3. 2012). A utilização de metodologia participativa permite a discussão sobre o alinhamento entre a visão estratégica e os processos. O bom desempenho das atividades enfoca alguns procedimentos adotados nas relações profissionais. Projetos de contra turno escolar e Hospitais. Grupos de Convivência. mas acima de tudo para que seus funcionários não se percam perante seus deveres e obrigações. ILIPI. o qual permite que decisões sejam tomadas a partir do entendimento dos processos (Magarão e Campos. Do seu comportamento depende o sucesso de seu setor .5 OS MACRO PROCESSOS DENTRO DO PROGRAMA LINHA DO LAZER O mapeamento de processos no PLL foi iniciado juntamente com o exercício de planejamento estratégico. Escolas Especiais. através de atividades educativas e sócio-recreativas (FILHO.4 OS CLIENTES DO PROGRAMA LINHA DO LAZER Destaca se como clientes do PLL a parcela da população de Curitiba que se encontrão em: CEI. 3. dentro de um projeto maior de modernização. A gestão por processos consiste em um aparato metodológico para a modelagem organizacional. CMEIS. adultos. 3.

e o equilíbrio está vinculado à responsabilidade de cada um e o desejo sincero de apresentar trabalho condizente. Anexo 2 3. sede de associações. casas de repouso ou grupos de convivência de idosos 4100 atendimentos para idosos 3.9 METODOLOGIA DO PROGRAMA LINHA DO LAZER As atividades desenvolvidas pelo programa serão realizadas em centros de educação infantil do município ou conveniados.Para a realização das atividades. sendo o local escolhido previamente por agendamento e leva em consideração a infra-estrutura existente assim como a proximidade com o público alvo. Ou seja. sendo distribuídas em:           96 visitas em ambientes hospitalares 8000 atendimentos em ambientes hospitalares 96 visitas em CEI / CMEIs 7200 atendimentos em CEI / CMEIs 64 visitas em projetos de contra turno escolar 2560 atendimentos em projetos de contra turno escolar 64 visitas em Escolas Especiais 5200 atendimentos em Escolas Especiais 224 visitas em asilos. hospitais e locais em que programas de contra turno escolar aconteçam. asilos. é planejado e executado atividades de lazer. O programa atende as 9 regionais de Curitiba . recreação e qualidade de vida . salões paroquiais.8 METAS E OBJETIVOS PARA O PROGRAMA LINHA DO LAZER Com base em dados estatísticos dos últimos anos analisados foram propostos de acordo com o calendário do PLL as seguintes metas: 544 visitas anuais e 27060 atendimentos anuais. o planejamento será realizado conforme calendário e agendamento para cada local.

alem disso acontece a orientação e capacitação dos universitários no mesmo dia. Agregado a essas orientações as segundas férias são destinadas a programação e discussão da programação semanal. Pode se destacar atividades desenvolvidas pelo programa como: Atividades educativas e sócio-recreativas. Jogos recreativos. Brinquedos cantados.10. portadores de necessidades especiais. Gincanas Jogos gigantes. bem como.10. Jogos motores.1 CRONOGRAMA ANUAL JAN TREINAMENTO PLANEJAMENTO EXECUÇÃO AVALIAÇÃO INSERÇÕES EM MÍDIA X X FEV X X X MAR ABR MAI JUN JUL X AGO SET OUT NOV DEZ X X X X X X X X X X X X X X X X X X 3. intervenções em pausa para qualidade.10 CRONOGRAMA DO PROGRAMA LINHA DO LAZER 3.2 CALENDÁRIO SEMANAL SEGUNDA TERÇA HOSPITAL CMEI / CEI QUARTA PROJETOS CMEI / CEI QUINTA HOSPITAL SKATE SEXTA ESCOLAS ESPECIAIS GRUPO DE MANHA PLANEJAMENTO . Ginástica maluca. Somado a isso.para crianças de 3 a 15 anos. Oficinas manuais e musicais. a equipe de acadêmicos é orientada diariamente por professores do departamento durante e após a execução de atividades. grupos de convivência. asilos e lares para a 3ª idade. pediatrias e ambulatórios hospitalares. oficinas e cursos. Dramatizações. Jogos pré-desportivos. Anexo 3 3. Jogos intelectivos.

projetos e hospitais) .2 QUALITATIVOS .11.1 QUANTITATIVOS Relatórios mensais com contabilização do número de pessoas beneficiadas e separados por segmentos (idosos.11.11 RECURSOS MATERIAIS E HUMANO MATERIAL DE CONSUMO Água Álcool em gel Papelaria MATERIAL PERMANENTE Material Esportivo Caixa de som amplificada Microfone GPS MP4 Uniforme para equipe EQUIPE Acadêmicos Coordenador Motorista TRANSPORTE Automóvel utilitário QUANTIDADE 72 caixas 15 litros 12. CEI/CMEI.3.11 MENSURAÇÃO DE RESULTADOS 3. escolas especiais.000 itens QUANTIDADE 250 itens 3 2 2 2 120 peças QUANTIDADE 20 2 2 QUANTIDADE 2 3.CONVIVÊNCIA ILIPI HOSPITAL CMEI / CEI PROJETOS ILIPI GRUPO DE CONVIVÊNCIA SKATE ESCOLAS ESPECIAIS TARDE PLANEJAMENTO 3.

Lazer e Juventude através do PPQ ( Plano de Produtividade e Qualidade). Cesar Cunha Campos serviços de qualidade aos clientes do setor já está sendo contemplado e. desencadeado pela mudança da perspectiva burocrática para a gerencial. tornando-se apta a concretizar as políticas de Estado e de governo no médio e longo prazos. Muito já se fez no sentido de ampliar a qualidade dos serviços prestados. sempre ajustando suas ações às crescentes demandas da sociedade. a aumentar de forma signifi cativa a sua produtividade e a uniformizar procedimentos de análise técnica. a administração pública brasileira vê-se envolvida em um profundo processo de transformação.(Gilbert apud Fleury. Diante da crescente pressão da sociedade pela melhora da qualidade dos serviços prestados pelo Estado. ANALISE QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO PROGRAMA LINHA DO LAZER Nas organizações públicas.os indicadores de desempenho devem ir além do espectrotradicional de controle. de forma a ampliar sua transparência e facilitar o controle dos processos de trabalho. além da avaliação periódica aplicada pela Secretaria Municipal do Esporte. CONCLUSÃO á quase 20 anos. entrevistas. a busca pelo aprimoramento tornou-se uma meta contínua. centrado na eficácia e naeficiência interna. Um bom modelo de gestão de administração pública passa pelo atendimento de uma série de princípios. Isso é fundamental para que ela avalie a efi ciência. as formas deinterar com os diversos públicos e a criação de mecanismos de aferição dos resultados por ela produzidos. é preciso qualificar os recursos humanos e criar procedimentos que permitam documentar e supervisionar as orientações adotadas por cada órgão.1 ANALISE QUALITATIVA 4.Será obtido por meio de pesquisas de opinião. 4. xxxx) 4.ampliando-se no sentido da avaliaçãodos resultados das ações associadas à efetividade daspolíticas públicas. e também do próprio modus operandi das organizações públicas.2ANALISE QUANTITATIVA 5. enquanto são verificados os respectivos itens de controle. questionários de avaliação. como a definição clara dos objetivos da organização. sobressaem novas perspectivas . a eficácia e a efetividade da sua atuação.

Cadernos fgv projetos. Alexandre Martins da Costa.br/portal/constituicao/artigobd. Prefeitura Municipal de Curitiba. Agosto 2008.Gerson Gomes da Silva BIBLIOGRAFIA BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Linha do Lazer. SEÇÃO III .stf. F. Maio/jun.jus. Issn 1984-4883) Gerson Gomes da Silva PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA * . Administração pública e políticas públicas.para avaliações de planejamento de médio e longo prazos . Artigo 217. Anais Semana do Conhecimento 2011. M.da educação. 2012 Farah. Título VIII .da ordem social. http://www. Instituto Municipal de Administração Pública. VI Mostra de Boas Praticas e V Mostra de Trabalhos acadêmicos. 2011 Cesar Cunha Campos Newton Meyer Fleury Marília Magarão e Daisy Campos (Gestao publica. — Rio de Janeiro 45(3):813-36.asp?item=%201959 06/08/2012 Acesso em FILHO. da cultura e do desporto. Ano 2 n 6. Capítulo III .do desporto.

Anexo DIRETORIA APOIO ADMINISTRATIVO GERENCIA LAZER ASSESSORIA PROFESSORES LINHA DO LAZER PROFESSORES ACADEMICOS .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful