Você está na página 1de 124

LIGHT S.A.

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE 11/04/2012

Sumário

Proposta da Administração

2

I - Destinação dos Resultados

3

Orçamento de Capital

8

II - Remuneração dos Administradores e Conselheiros

10

III - Comentários dos Administradores

40

IV Eleição de membros do Conselho de Administração e Fiscal

105

LIGHT S.A.

Proposta da Administração

Prezados Senhores,

A Administração da Light S.A. (“Companhia”) vem submeter as seguintes propostas à apreciação dos seus acionistas reunidos em Assembleia Geral Ordinária a realizar-se cumulativamente em 11 de abril de 2012, às 14h, na sede da Companhia, na Av. Marechal Floriano, 168, Parte, 2° andar, Corredor A, Centro, Rio de Janeiro-RJ:

Assembleia Geral Ordinária:

1) Tomar as Contas dos Administradores, examinar, discutir e votar as Demonstrações Financeiras referentes ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2011 (conforme documento disponível no IPE Categoria: DFP);

2) Deliberar sobre a destinação do resultado do exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2011 (conforme documento disponível no IPE Categoria: Assembléia, Espécie: Proposta da Administração e Assunto: Destinação dos Resultados);

3) Eleger os membros efetivos e suplentes do Conselho de Administração, incluindo conselheiros independentes e representante dos empregados, todos com mandato unificado de 2 (dois) anos, a encerrar-se na Assembleia Geral Ordinária que deliberar sobre as demonstrações financeiras referentes ao exercício social a encerrar-se em 31 de dezembro de 2013 (conforme documento disponível no IPE Categoria:

Assembléia, Espécie: Proposta da Administração e Assunto: Eleição de Membros dos Conselhos de Administração e Fiscal);

4) Fixar a remuneração anual global dos administradores (conforme documento disponível no IPE Categoria: Assembléia, Espécie: Proposta da Administração e Assunto: Remuneração dos Administradores e Conselheiros);

5) Instalar e eleger os membros do Conselho Fiscal (conforme documento disponível no IPE Categoria: Assembléia, Espécie: Proposta da Administração e Assunto:

Eleição de Membros dos Conselhos de Administração e Fiscal); e

6) Fixar a remuneração anual global dos membros do Conselho Fiscal (conforme documento disponível no IPE Categoria: Assembleia, Espécie: Proposta da Administração e Assunto: Remuneração dos Administradores e Conselheiros).

Rio de Janeiro, 12 de março de 2012

A Administração

I - Destinação dos Resultados (Instrução 481 (ANEXO 9-1-II )

Destinação do Lucro Líquido

1. Informar o lucro líquido do exercício

O Lucro líquido do exercício de 2011 foi de R$ 310.647.016,74 (trezentos e dez milhões, seiscentos e quarenta e sete mil, dezesseis reais e setenta e quatro centavos).

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados

A proposta da administração é de distribuir R$295.114.665,90 (duzentos e noventa e cinco milhões, cento e quatorze mil, seiscentos

e sessenta e cinco reais e noventa centavos) do lucro líquido do

exercício de 2011. O valor por ação dos dividendos é de R$1,45.

3. Informar o percentual do lucro líquido do exercício distribuído

A proposta da administração é de distribuir R$ R$295.114.665,90,, que equivale a 100% do lucro ajustado (após a destinação da reserva legal) do exercício de 2011.

4. Informar o montante global e o valor por ação de dividendos distribuídos com base em lucro de exercícios anteriores

A

proposta da administração é de distribuir R$91.421.951,42 (noventa

e

um milhões, quatrocentos e vinte e um mil, novecentos e cinqüenta

um reais e quarenta e dois centavos) com base na reserva de lucros de exercícios anteriores. O valor por ação dos dividendos é de

e

R$0,45.

5. Informar, deduzidos os dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados:

a. O valor bruto de dividendo e juros sobre capital próprio, de forma segregada, por ação de cada espécie e classe

O valor bruto total de dividendos propostos além daqueles já declarados é de R$181.501.313,40 (cento e oitenta e um milhões,

quinhentos e um mil, trezentos e treze reais e quarenta centavos), equivalente a R$0,89 por ação (Light S/A ON).

b. A forma e o prazo de pagamento dos dividendos e juros sobre capital próprio

A

forma

e

o

prazo

de

pagamento

dos

dividendos

serão

definidos em Assembleia Geral Ordinária.

c. Eventual incidência de atualização e juros sobre os dividendos

e juros sobre capital próprio

Não haverá incidência de atualização e juros sobre dividendos.

d. Data da declaração de pagamento dos dividendos e juros sobre capital próprio considerada para identificação dos acionistas que terão direito ao seu recebimento

A ser definida na Assembléia Geral Ordinária

6. Caso tenha havido declaração de dividendos ou juros sobre capital próprio com base em lucros apurados em balanços semestrais ou em períodos menores

a. Informar o montante dos dividendos ou juros sobre capital próprio já declarados

O montante de dividendos antecipados foi de R$118.281.754,80 (cento e dezoito milhões, duzentos e oitenta e um mil, setecentos e cinqüenta e quatro reais e oitenta centavos) e o montante de juros sobre capital próprio declarados foi de R$86.753.549,12 (oitenta e seis milhões, setecentos e cinqüenta e três mil, quinhentos e quarenta e nove reais e doze centavos).

b. Informar a data dos respectivos pagamentos

Os dividendos antecipados foram pagos em 28 de dezembro de 2011 e os juros sobre capital próprios declarados em 16 de dezembro de 2011 serão pagos até 30 de abril de 2012.

7. Fornecer tabela comparativa indicando os seguintes valores por ação de cada espécie e classe:

a. Lucro líquido do exercício e dos 3 (três) exercícios anteriores

b. Dividendo e juro sobre capital próprio distribuído nos 3 (três) exercícios anteriores

 

2009

2010

2011 (1)

Lucro Líquido do exercício

588.804

575.150

310.647

Dividendos distribuídos/propostos

432.340

350.979

208.361

Juros sobre

capital próprio distribuídos

-

-

86.754

Nº ações ordinárias

203.934.060

203.934.060

203.934.060

Lucro Líquido por ação

2,89

2,82

1,52

Dividendo por ação

2,12

1,72

1,02

Juros sobre capital próprio por ação

-

-

0,43

(1) Proposta da Administração, ainda a ser objeto de deliberação em Assembléia Geral Ordinária

8. Havendo destinação de lucros à reserva legal

a. Identificar o montante destinado à reserva legal

A esta reserva são destinados 5% do lucro líquido do exercício até o limite de 20% (vinte por cento) do Capital Social, por força do disposto no artigo 193 da Lei 6.404, ou seja, R$15.532.350,84 (quinze milhões, quinhentos e trinta e dois mil, trezentos e cinqüenta reais e oitenta e quatro centavos).

b. Detalhar a forma de cálculo da reserva legal

5% do lucro líquido do exercício

9. Caso

a

companhia

possua

ações

dividendos fixos ou mínimos

Não aplicável

preferenciais

com

direito

a

a. Descrever a forma de cálculos dos dividendos fixos ou mínimos

b. Informar se o lucro do exercício é suficiente para o pagamento integral dos dividendos fixos ou mínimos

c. Identificar se eventual parcela não paga é cumulativa

d. Identificar o valor global dos dividendos fixos ou mínimos a serem pagos a cada classe de ações preferenciais

e. Identificar os dividendos fixos ou mínimos a serem pagos por ação preferencial de cada classe

10. Em relação ao dividendo obrigatório

a. Descrever a forma de cálculo prevista no estatuto

Conforme artigo 202, da Lei 6.404 e no artigo 25 do Estatuto Social, em cada exercício social, os acionistas farão jus a um dividendo mínimo obrigatório de 25% (vinte e cinco por cento) do lucro líquido da Companhia.

b. Informar se ele está sendo pago integralmente

O dividendo mínimo obrigatório vem sendo pago integralmente

c. Informar o montante eventualmente retido

Não aplicável

11. Havendo

retenção

do

dividendo

financeira da companhia

Não aplicável

obrigatório

devido

a. Informar o montante da retenção

à

situação

b. Descrever, pormenorizadamente, a situação financeira da companhia, abordando, inclusive, aspectos relacionados à análise de liquidez, ao capital de giro e fluxos de caixa positivos

c. Justificar a retenção dos dividendos

12. Havendo destinação de resultado para reserva de contingências

Não aplicável

a. Identificar o montante destinado à reserva

b. Identificar a perda considerada provável e sua causa

c. Explicar porque a perda foi considerada provável

d. Justificar a constituição da reserva

13. Havendo destinação de resultado para reserva de lucros a realizar

Não aplicável

a. Informar o montante destinado à reserva de lucros a realizar

b. Informar a natureza dos lucros não-realizados que deram origem à reserva

14. Havendo destinação de resultado para reservas estatutárias

Não aplicável

a. Descrever as cláusulas estatutárias que estabelecem a reserva

b. Identificar o montante destinado à reserva

c. Descrever como o montante foi calculado

15. Havendo retenção de lucros prevista em orçamento de capital

a. Identificar o montante da retenção

Não aplicável

b. Fornecer cópia do orçamento de capital

Disponibilizado no item 16, logo abaixo.

16. Havendo destinação de resultado para a reserva de incentivos fiscais

Não aplicável

a. Informar o montante destinado à reserva

b. Explicar a natureza da destinação

Orçamento de Capital para o exercício de 2012 da Light S.A.

Com relação aos investimentos constantes no Orçamento de Capital para o exercício findo em 2011, foram realizados 38% acima dos valores previstos, conforme demonstrado na tabela abaixo:

Aplicações S.A. - 2011 - R$ MIL

Previsto

Realizado

Variação

Investimentos em Ativos Elétricos

740.951

758.201

(17.250)

Distribuição

368.448

393.893

(25.445)

Ações Convencionais de Combate à Perdas

51.961

42.759

9.202

Novas Tecnologias de Combate à Perdas

153.842

141.536

12.306

Transmissão

166.700

180.013

(13.313)

Investimentos em Ativos Não Elétricos

89.768

78.613

11.155

Distribuição

13.485

16.647

(3.162)

TI

42.325

47.168

(4.843)

Logística

18.520

2.638

15.882

Patrimônio

12.616

9.700

2.916

Comunicação

2.822

2.460

362

Outras Empresas

129.667

91.789

37.878

ESCO

5.891

2.139

3.752

Energia Geração

31.358

28.861

2.497

PCH Lajes

23.835

21.651

2.184

Eólicas

739

201

538

Itaocara

13.500

4.803

8.697

Paracambi

54.344

34.120

20.224

Outros

-

14

(14)

Sub-Total

960.386

928.603

31.783

Aportes de Capital Renova Energia Belo Monte

-

397.740

(397.740)

-

360.000

(360.000)

-

37.740

(37.740)

Total

960.386

1.326.343

(365.957)

Atendendo ao previsto no parágrafo 2º, do artigo 196, da Lei nº 6.404/76, foi submetido à Assembléia e aprovado por unanimidade dos acionistas presentes, o Orçamento de Capital consolidado do Grupo Light, para o exercício de 2012, no valor de R$842.299 mil, conforme fontes de financiamento abaixo:

Fontes de Recursos - R$ MIL

2012

Retenção de Lucros do Exercício de 2011 Recursos Próprios ou de Terceiros

-

842.299

Total das Fontes de Recursos

842.299

A seguir é apresentado o resumo das aplicações do Orçamento de Capital para o exercício de 2012:

Aplicações S.A. - R$ MIL

2012

Investimentos em Ativos Elétricos

633.195

Distribuição

327.000

Ações Convencionais de Combate à Perdas

50.095

Novas Tecnologias de Combate à Perdas

115.100

Transmissão

141.000

Investimentos em Ativos Não Elétricos

62.615

Distribuição

10.200

TI

35.248

Logística

4.987

Patrimônio

6.980

Comunicação

1.740

Finanças

3.460

Outras Empresas

91.489

ESCO

48.039

Energia Geração

27.958

PCH Lajes

14.587

Eólicas

905

Sub-Total

787.299

Aportes

55.000

LightGer

4.000

Itaocara

11.000

AXXIOM

1.000

Belo Monte

9.000

E-Power

4.000

Guanhães

26.000

Total

842.299

II - Remuneração dos Administradores e Conselheiros (Instrução 481 (Art.12)

Proposta de Remuneração dos Administradores e do Conselho Fiscal

Remuneração dos Administradores e Conselho Fiscal

Para o exercício de 2012, a Companhia apresentou, em Reunião do Conselho de Administração de 02/03/2012, a proposta de remuneração anual global dos Administradores da Companhia, da Light S.E.S.A. e da Light Energia S.A., suas controladas, no valor total de R$15.998.593,00 (quinze milhões, novecentos e noventa e oito mil, quinhentos e noventa e três reais), e de remuneração individual dos membros do Conselho Fiscal, quando titular no cargo, no valor de R$7.045,00 (sete mil e quarenta e cinco reais) e quando suplente no cargo, no valor de R$3.522,00 (três mil, quinhentos e vinte e dois reais), ambos pagos mensalmente.

Item 13 Formulário de Referência - Remuneração dos Administradores e do Conselho Fiscal

13.1 - Descrever a política ou prática de remuneração do conselho de administração, da diretoria estatutária e não estatutária, do conselho fiscal, dos comitês estatutários e dos comitês de auditoria, de risco, financeiro e de remuneração, abordando os seguintes aspectos 1

a. objetivos da política ou prática de remuneração

A política de remuneração da Companhia segue as melhores práticas de

governança corporativa, estabelecida com base em pesquisas de mercado e visa a

atrair e reter profissionais competentes e qualificados.

A estratégia da Companhia é manter uma política transparente e sustentável

voltada para a Cultura de Resultados. Dentro desse contexto, a remuneração variável

tem papel importante, pois os acionistas compartilham com os executivos o sucesso e

criação de valor, criando uma visão de longo prazo e sustentabilidade, e alinhando os

interesses de ambos.

Na estrutura organizacional da Companhia, há um Comitê específico para tratar

das questões de remuneração dos administradores estatutários, o Comitê de Recursos

Humanos. Este Comitê possui caráter permanente e tem por objetivo revisar e propor ao

Conselho de Administração as políticas e diretrizes de remuneração dos diretores

1 As informações sobre a política de remuneração devem abranger comitês de auditoria, de risco, financeiro e de remuneração, bem como estruturas organizacionais assemelhadas, ainda que tais comitês ou estruturas não sejam estatutários, desde que tais comitês ou estruturas participem do processo de decisão dos órgãos de administração ou de gestão do emissor como consultores ou fiscais.

estatutários da Companhia, bem como dos membros do Conselho de Administração e membros do Conselho Fiscal, tendo por base as metas de desempenho estabelecidas pelo Conselho. O Conselho de Administração avalia as recomendações do Comitê de Recursos Humanos e aprova o valor da remuneração fixa e variável, respeitando os limites determinados na Assembleia Geral Ordinária.

b. composição da remuneração, indicando:

i. descrição dos elementos da remuneração e os objetivos de cada um deles:

A Companhia adota um modelo de remuneração composto por remuneração fixa mensal e remuneração variável, de acordo com o resultado de indicadores de performance individual e da Companhia, além de benefícios.

1 Conselho de administração Os membros do Conselho de Administração fazem jus a apenas uma remuneração fixa. Todos os membros recebem a mesma remuneração, baseado no cargo que ocupam: membro efetivo ou membro suplente.

2 Diretoria Os membros da Diretoria estatutária fazem jus à remuneração fixa e variável Os valores pagos a titulo de remuneração fixa estão baseados na média de mercado, possuindo uma parcela mais agressiva na remuneração variável, baseada no desempenho do executivo, bem como indicadores globais da Companhia, o que permite compartilhar os riscos e os resultados, alinhando os interesses da estratégia da Companhia aos executivos. Ressalta-se que a Light Companhia possui um Comitê de Recursos Humanos que analisa a estratégia da remuneração a ser adotada, bem como seus beneficiários, para serem aprovados posteriormente pelo Conselho de Administração.

3 Conselho Fiscal A remuneração desse grupo é fixada pela assembléia geral que os elege e não pode ser inferior a 10% da média da remuneração atribuída a cada Diretor, excluindo benefícios e verbas de representação. Os membros desse grupo fazem jus apenas a remuneração fixa, além dos reembolsos legais de despesas de locomoção e estadias necessários ao desempenho da função.

4 Comitês Todos

remuneração específica pelo fato de participarem desses comitês.

os

membros

dos

Comitês

são

administradores

e

não

recebem

ii.qual a proporção de cada elemento na remuneração total No caso do Conselho de Administração e do Conselho fiscal a remuneração fixa representa 100% da remuneração total dos seus membros. No caso da Diretoria, em 2011, a parcela fixa representou 42% da remuneração total, enquanto que a parcela variável representou 58%. Os percentuais podem variar em decorrência do resultado obtido e o respectivo alcance das metas estabelecidas em cada exercício.

iii. metodologia de cálculo e de reajuste de cada um dos elementos da remuneração Os Diretores têm sua remuneração fixa e variável baseadas na evolução do mercado, por meio de pesquisas realizadas por consultorias externas especializadas, de forma que se possa aferir a competitividade e avaliar a necessidade de se realizar algum reajuste. A remuneração fixa é definida considerando-se empresas de porte similar, bem como as atribuições, a complexidade e o nível de conhecimento exigido pelo cargo. A remuneração variável depende do alcance de metas de resultados financeiros e operacionais que são comuns para todos os membros da Diretoria. O Conselho de Administração e o Conselho Fiscal têm a sua remuneração reajustada anualmente pela inflação.

iv. razões que justificam a composição da remuneração A Companhia adota uma Política de remuneração que concentra uma parcela agressiva na remuneração variável, alinhada a sua estratégia de compartilhar com os executivos o sucesso e criação de valor, além de criar uma visão de longo prazo e sustentabilidade.

c. principais indicadores de desempenho que são levados em consideração na

determinação de cada elemento da remuneração:

Para a determinação da remuneração, são levados em consideração os indicadores globais da Companhia, aprovados pelo Conselho de Administração e que contém as metas definidas para o exercício (como por exemplo os indicadores Ebitda, Lucro Líquido, dividendos, qualidade dos serviços prestados, segurança, perdas, arrecadação, inadimplência dentre outros).

d. como a remuneração é estruturada para refletir a evolução dos indicadores de

desempenho A remuneração variável está diretamente atrelada à performance global da Companhia e ao alcance das metas estabelecidas para o período em questão.

e. como a política ou prática de remuneração se alinha aos interesses do emissor

de curto, médio e longo prazo A política de remuneração da Companhia tem como objetivo principal alinhar os interesses dos Administradores com os dos Acionistas, atribuindo uma remuneração total e respectivos componentes compatíveis com as melhores práticas observadas nos mercados de atuação da Companhia e com seus objetivos de curto, médio e longo prazos, bem como de geração de valor para os acionistas, compartilhando os riscos e

os resultados entre os executivos da Companhia.

f. Existência de remuneração suportada por subsidiárias, controladas ou

controladores diretos ou indiretos As subsidiárias Light SESA e Light Energia suportam parcialmente a remuneração dos Administradores da Companhia. Não há qualquer outra remuneração ou benefício suportado por controladores diretos ou indiretos.

g. existência de qualquer remuneração ou benefício vinculado à ocorrência de

determinado evento societário, tal como a alienação do controle societário do emissor Não há qualquer remuneração ou benefício vinculado à ocorrência de determinado evento societário, tal como a alienação do controle societário da Companhia.

13.2 Remuneração total por órgão 2 :

 

Conselho de Administração

Diretoria

Conselho

 

2012

Total

Estatutária

Fiscal

   

Nº de

       

21,75

8

10

34,32

membros

       

Remuneração

       

fixa anual

1.754.169

6.286.541

627.126

8.667.836

(R$)

Salário/pró-

       

1.754.169

5.681.572

627.126

8.062.867

labore

       

Benefícios

       

diretos e

-

604.969

-

604.969

indiretos

Participação

em comitês

-

Outros

     

-

Remuneração

       

4.934.735

4.934.735

variável

-

-

   

Bônus

-

4.934.735

-

4.934.735

Participação

nos resultados

-

- -

-

Participação

em reuniões

-

- -

-

Comissões

-

 

- -

-

Outros (ILP)

-

- -

-

Benefícios

       

pós-emprego

-

- -

-

Benefícios

       

pela

cessação do

-

- -

-

exercício do

cargo

Remuneração

       

baseada em

-

- -

-

ações

Total Geral

1.754.169

11.221.276

627.126

13.602.571

2 As informações sobre a política de remuneração devem abranger comitês de auditoria, de risco, financeiro e de remuneração, bem como estruturas organizacionais assemelhadas, ainda que tais comitês ou estruturas não sejam estatutários, desde que tais comitês ou estruturas participem do processo de decisão dos órgãos de administração ou de gestão do emissor como consultores ou fiscais.

 

Conselho de Administração

Diretoria

Conselho

 

2011

Total

Estatutária

Fiscal

   

Nº de

       

20,33

7,75

10

38,1

membros

       

Remuneração

       

fixa anual

1.076.323

5.231.339

520.541

6.828.203

(R$)

Salário/pró-

       

1.076.323

4.474.651

520.541

6.071.515

labore

       

Benefícios

       

diretos e

-

756.688

-

756.688

indiretos

Participação

em comitês

-

Outros

     

-

Remuneração

       

7.297.920

7.297.920

variável

-

-

   

Bônus

-

1.802.591

-

1.802.591

Participação

nos resultados

-

-

-

-

Participação

em reuniões

-

-

-

-

Comissões

-

-

-

-

Outros (ILP)

-

5.495.329

-

5.495.329

Benefícios

       

pós-emprego

-

- -

-

Benefícios

       

pela

cessação do

-

- -

-

exercício do

cargo

Remuneração

       

baseada em

-

- -

-

ações

Total Geral

1.076.323

12.529.259

520.541

14.126.123

 

Conselho de Administração

Diretoria

Conselho

 

2010

Estatutária

Fiscal

Total

Nº de

       

membros

22,00

7,17

5,00

34,17

Remuneração

       

fixa anual

1.089.819

5.747.259

369.120

7.145.763

(R$)

Salário/pró-

1.089.819

4.218.507

369.120

5.677.446

labore

Benefícios

       

diretos e

1.468.317

1.468.317

indiretos

Participação

       

em comitês

-

Outros

     

-

Remuneração

 

6.073.715

 

6.073.715

variável

-

-

Bônus

-

5.883.868

-

5.883.868

Participação

       

nos resultados

-

-

-

Participação

       

em reuniões

-

-

-

Comissões

-

-

-

-

Outros (ILP)

-

189.847

-

189.847

Benefícios

       

pós-emprego

-

-

-

-

Benefícios

       

pela

cessação do

-

2.183.430

-

2.183.430

exercício do

cargo

Remuneração

       

baseada em

-

-

-

-

ações

Total Geral

1.089.819

13.943.969

369.120

15.402.908

 

Conselho de Administração

Diretoria

Conselho

 

2009

Total

Estatutária

Fiscal

   

Nº de

       

membros

22,00

7,42

5,00

34,42

Remuneração

       

fixa anual

1.125.000

5.835.430

369.120

7.329.550

(R$)

Salário/pró-

1.125.000

5.271.900

369.120

6.766.020

labore

Benefícios

       

diretos e

-

563.530

-

619.357

indiretos

Participação

       

em comitês

-

-

-

-

Outros

-

-

-

-

Remuneração

 

4.572.056

 

4.572.056

variável

-

-

Bônus

-

4.572.056

-

4.572.056

Participação

       

nos resultados

-

- -

-

Participação

       

em reuniões

-

- -

-

Comissões

-

- -

 

-

Outros (ILP)

-

- -

 

-

Benefícios

       

pós-emprego

-

- -

-

Benefícios

       

pela

cessação do

-

1.613.042

-

1.613.042

exercício do

cargo

Remuneração

       

baseada em

-

-

-

-

ações

Total Geral

1.125.000

12.020.528

369.120

13.514.648

13.3 Remuneração Variável:

Remuneração variável prevista para o exercício social corrente de

 

2012

Conselho de Administração

Diretoria

Conselho

 

Total

Estatutária

Fiscal

 

Nº de membros

21,75

8

-

29,75

Bônus

       

Valor mínimo previsto no plano de remuneração

       

-

zero

-

zero

Valor máximo previsto no plano de remuneração

       

13,55

13,55

-

salários

-

salários

   

Valor previsto no plano de remuneração, caso as metas fossem atingidas

       

Média de

Média

-

9,68

-

de 9,68

salários

salários

Valor efetivamente reconhecido no resultado do exercício social

       

-

- -

-

Participação nos resultados

       

-

Valor mínimo previsto no plano de remuneração

       

-

- -

-

Valor máximo previsto no plano de remuneração

       

-

- -

-

Valor previsto no plano de remuneração, caso as metas fossem atingidas

       

-

- -

-

Valor efetivamente reconhecido no resultado do exercício social

       

-

- -

-

Remuneração variável - exercício social encerrado em 31/12/2011

 

Conselho de Administração

Diretoria

Conselho

 

Total

Estatutária

Fiscal

 

Nº de membros

-

7,75

-

7,75

Bônus

 

1.802.591

 

1.802.591

Valor mínimo previsto no plano de remuneração

       

-

zero

-

zero

Valor máximo previsto no plano de remuneração

       

10,25

10,25

-

salários

-

salários

   

Valor previsto no plano de remuneração, caso as metas fossem atingidas

       

Média de

Média de

-

7,32

-

7,32

salários

salários

Valor efetivamente reconhecido no resultado do exercício social

       

-

1.802.591

-

1.802.591

Participação nos resultados

       

-

Valor mínimo previsto no plano de remuneração

       

-

- -

-

Valor máximo previsto no plano de remuneração

       

-

- -

-

Valor previsto no plano de remuneração, caso as metas fossem atingidas

       

-

- -

-

Valor efetivamente reconhecido no resultado do exercício social

       

-

- -

-

Remuneração variável - exercício social encerrado em 31/12/2010

 

Conselho de Administração

Diretoria

Conselho

 

Total

Estatutária

Fiscal

 

Nº de membros

22

7,17

5

34,17

Bônus

 

5.883.868

-

5.883.868

Valor mínimo previsto no plano de remuneração

-

   

-

Valor máximo previsto no plano de remuneração

 

140% de

 

140% de

-

12,92

12,92

salários

salários

Valor previsto no plano de remuneração, caso as metas fossem atingidas

-

média de

 

média de

10,60

10,60

salários

salários

Valor efetivamente reconhecido no resultado do exercício social

-

5.883.868

-

6.073.715

Participação nos resultados

       

Valor mínimo previsto no plano de remuneração

-

-

-

-

Valor máximo previsto no plano de remuneração

-

-

-

-

Valor previsto no plano de remuneração, caso as metas fossem atingidas

-

-

-

-

Valor efetivamente reconhecido no resultado do exercício social

-

-

-

-

Remuneração variável - exercício social encerrado em 31/12/2009

 

Conselho de Administração

Diretoria

Conselho

 

Total

Estatutária

Fiscal

 

Nº de membros

22

7,42

5

34,42

Bônus

-

4.572.056

-

4.572.056

Valor mínimo previsto no plano de remuneração

-

-

-

-

Valor máximo previsto no plano de remuneração

 

140% de

 

140% de

-

12,92

-

12,92

salários

salários

Valor previsto no plano de remuneração, caso as metas fossem atingidas

-

média de

-

média de

11,29

11,29

salários

salários

Valor efetivamente reconhecido no resultado do exercício social

-

4.572.056

-

4.572.056

Participação nos resultados

     

-

Valor mínimo previsto no plano de remuneração

-

-

-

-

Valor máximo previsto no plano de remuneração

-

-

-

-

Valor previsto no plano de remuneração, caso as metas fossem atingidas

-

-

-

-

Valor efetivamente reconhecido no resultado do exercício social

-

-

-

-

13.4 Em relação ao plano de remuneração baseado em ações do conselho de administração e da diretoria estatutária, em vigor no último exercício social e previsto para o exercício social corrente, descrever:

No último exercício social, não houve plano de remuneração baseado em ações,

e tampouco está previsto para o exercício social corrente. O plano de remuneração

baseado em ações esteve em vigor até o dia 26 de janeiro de 2010, quando as últimas

opções outorgadas foram exercidas. Não está previsto o plano de remuneração

baseado em ações para o exercício social corrente.

a. termos e condições gerais:

Em Assembléia Geral Extraordinária, realizada em 3 de março de 2008, foram

aprovados o Plano de Incentivo de Longo Prazo da Companhia, na modalidade de

Opção de Compra de Ações, e o Plano de Incentivo de Longo Prazo da Companhia, na

modalidade de Opções Fantasma (Phantom Stock), conforme proposta de deliberação

previamente aprovada pelo Conselho de Administração da Companhia, em reunião

realizada no dia 13 de fevereiro de 2008.

Os beneficiários elegíveis da Modalidade de Opção de Compra de Ações

(“Beneficiários”) foram os diretores executivos da Companhia, desde que não indicados

pelo Conselho de Administração para participarem do Plano de incentivo de Longo

Prazo na modalidade de Opções Fantasmas. O total de Opções outorgadas foi de

6.917.733, equivalentes a 3,4% do total de ações de emissão da Companhia, sendo o

preço de exercício a ser pago pelos titulares de R$21,49 por Opção, deduzido de

eventuais valores pagos por ação aos acionistas a título de dividendos, juros sobre

capital próprio ou redução de capital. Essas Opções poderiam ser exercidas

integralmente, em uma única oportunidade, a partir de 10 de agosto de 2010 e até no

máximo 10 de agosto de 2011.

Caso o contrato de trabalho ou o mandato dos Beneficiários das Opções viesse a

cessar, por iniciativa do Conselho de Administração, antes do término do prazo de

carência, o Beneficiário poderia exercer, em até 5 (cinco) dias úteis após seu

desligamento:

50% (cinqüenta por cento) das Opções que lhe foram outorgadas, caso o

desligamento ocorresse entre 12 e 24 meses contados de 10 de agosto de 2006;

70% (setenta por cento) das Opções que lhe foram outorgadas, caso o

desligamento ocorresse entre 24 e 36 meses contados de 10 de agosto de 2006;

95% (noventa e cinco por cento) das Opções que lhe foram outorgadas,

caso o desligamento ocorresse entre 36 e 48 meses contados de 10 de agosto de 2006. Tendo em vista que do total de opções outorgadas (6.917.733 ações) os executivos tiveram direito a 95%, correspondente a 6.571.846 ações, as demais Opções foram automaticamente extintas.

b . principais objetivos do plano:

Este Plano de Opção de Compra de Ações (“Plano”) teve por objeto a outorga de opções de compra de ações de emissão da Light S.A. (“Light” ou “Companhia”) a diretores estatutários elegíveis, tendo os seguintes objetivos, (i) Retenção dos executivos; (ii) Alinhamento dos interesses dos executivos aos objetivos e interesses de acionistas; (iii) Compartilhamento do sucesso e criação de valor com os executivos; e (iv) Criação de uma visão de longo prazo e sustentabilidade.

c. forma como o plano contribui para esses objetivos:

O Plano contribuiu para os objetivos na medida que a criação de valor para o

acionista reflete na valorização das ações da Companhia. Dessa forma, o aumento do valor de mercado da ação da Companhia gerou um aumento do ganho do executivo, já que o valor de compra das ações é fixo e, ainda, dedutível dos dividendos pagos. Além disso, quanto mais tempo o executivo permanecesse na Companhia, maior o percentual apropriado desta valorização.

d. como o plano se insere na política de remuneração do emissor:

O plano se inseria na política de remuneração da Companhia na medida em que

seu objetivo principal era alinhar também os interesses dos Administradores com os dos Acionistas, atribuindo uma remuneração compatível com seus objetivos de curto, médio

e longo prazos, bem como de geração de valor para os acionistas, compartilhando os riscos e os resultados entre os executivos da Companhia.

e. como o plano alinha os interesses dos administradores e do emissor a curto,

médio e longo prazo:

O ganho dos administradores foi diretamente proporcional ao sucesso na criação

de valor e ao prazo de sua permanência na Companhia.

f. número máximo de ações abrangidas:

O Plano de Incentivo de Longo Prazo na modalidade de Opção de Compras de Ações estava limitado à concessão de opções de compra de 6.917.733 ações, que representavam na data da aprovação do plano, em 3 de março de 2008, um total de 3,4% do total de ações da Light S.A. Cada opção atribuía a seu titular o direito à aquisição de 1 (uma) ação ordinária de emissão da Light, estritamente os termos e condições estabelecidas neste plano.

g. número máximo de opções a serem outorgadas:

O Plano de Incentivo de Longo Prazo na modalidade de Opção de Compras de

Ações estava limitado à concessão de opções de compra de 6.917.733 ações, que representavam na data da aprovação do plano, um total de 3,4% do total de ações da Light S.A.

h. condições de aquisição de ações:

O preço de exercício foi de R$21,49 por opção de compra de uma ação ordinária,

deduzido os eventuais valores pagos por ação aos acionistas a título de dividendos, juros sobre capital próprio ou redução de capital, entre a data de aprovação do plano e o

exercício da opção, o que levou a um preço de exercício de R$ 15,86 quando do exercício da opção.

i . critérios para fixação do preço de aquisição ou exercício:

O critério para fixação do preço de aquisição foi um deságio de 20% sobre a

cotação média da ação da Companhia verificada nos 60 dias anteriores à Reunião de

Conselho de Administração que deliberou encaminhar do Plano de Stock Options a Assembléia Geral Extraordinária para aprovação.

j. critérios para fixação do prazo de exercício:

As opções poderiam ser exercidas, em uma única oportunidade, a partir de 10 de agosto de 2010 até no máximo 10 de agosto de 2011, salvo no caso de venda secundária de ações de emissão da Companhia pelos seus atuais controladores, hipótese na qual os beneficiários poderiam exercer sua opção de compra antes de agosto de 2010.

k. forma de liquidação:

O pagamento poderia ser feito à vista, no ato da aquisição, salvo na hipótese de

o Beneficiário notificar a Companhia sua opção por vender imediatamente, em bolsa de

valores, parte ou todas as ações adquiridas, caso em que o pagamento referente à parte

a ser imediatamente vendida poderia ser feito mediante a emissão pelo Beneficiário de

nota promissória pro-soluto (em pagamento) com vencimento no primeiro dia útil após a

liquidação financeira da transação de venda.

l. restrições à transferência das ações:

O número de ações a serem transferidas não poderia ser superior a 30% da média de ações negociadas nos últimos 5 pregões. m. critérios e eventos que, quando verificados, ocasionarão a suspensão, alteração ou extinção do plano:

Em caso de (i) cancelamento do registro de companhia aberta, (ii) saída da Companhia do Novo Mercado; ou (iii) operação de reorganização societária na qual a Companhia resultante dessa organização não fosse admitida para negociação no Novo Mercado, as opções seriam liberadas para serem exercidas em todo ou em parte pelos Beneficiários. O Conselho de Administração deveria estabelecer regras especiais que permitissem que as ações objeto das Opções pudessem ser vendidas na oferta pública de aquisição a ser efetivada nos termos do Regulamento do Novo Mercado da Bovespa

e do Estatuto Social em vigor. Nas hipóteses dos acionistas da RME, daquela época, deixassem de deter, direta ou indiretamente, pelo menos 50% do bloco de controle da Companhia, haveria antecipação do prazo de carência para o exercício das opções de compra, respeitados, com relação ao ano em que se verificasse a transferência de controle, os mesmos percentuais correspondentes ao ano de eventual desligamento do executivo, desde que renunciasse ao seu cargo como diretor da Light. Caso a Companhia fosse parte de: (i) fusão, incorporação resultante da extinção da Light S.A., cisão com versão de todos ou substancialmente todos os ativos operacionais da Light S.A. para outra Companhia; ou (ii) venda de todos ou substancialmente todos os ativos operacionais da Light; ou (iii) outra forma de reorganização societária que produzisse efeito similar, o Conselho de Administração deveria ajustar, de comum acordo com os Beneficiários contemplados nos Programas já havidos e de forma equitativa o Plano e os demais termos e condições das opções às

modificações ocorridas nas ações da Light, de forma a preservar o equilíbrio econômico- financeiro dos direitos atribuídos aos titulares das Opções.

n. efeitos da saída do administrador dos órgãos do emissor sobre seus direitos previstos no plano de remuneração baseado em ações:

Caso o contrato de trabalho ou mandato dos Beneficiários viesse a cessar, por

iniciativa do Conselho de Administração, antes do término do prazo de carência, o Beneficiário poderia exercer, em até 5 (cinco) dias úteis após seu desligamento

* 50% das opções que lhe foram outorgadas, caso o desligamento ocorresse entre 12 e 24 meses contados de 10 de agosto de 2006;

* 70% das opções que lhe foram outorgadas, caso o desligamento ocorresse

entre 24 e 36 meses contados de 10 de agosto de 2006;

* 95% das opções que lhe foram outorgadas, caso o desligamento ocorresse

entre 36 e 48 meses contados de 10 de agosto de 2006. O exercício antecipado das opções não se aplicaria às hipóteses de término do contrato de trabalho e/ou do mandato por "justa causa" (conforme tal termo é definido pela legislação trabalhista em vigor), bem como pelo descumprimento do Estatuto Social da Light e/ou das demais disposições societárias previstas na Lei 6.404/76.

Caso o Beneficiário tivesse o contrato de trabalho e/ou mandato terminado com a Light em função de Aposentadoria, invalidez permanente ou morte, durante a vigência do Plano, o prazo de carência seria antecipado e todas as opções seriam automaticamente exercidas

13.5. Informar a quantidade de ações ou cotas direta ou indiretamente detidas, no Brasil ou no exterior, e outros valores mobiliários conversíveis em ações ou cotas, emitidos pelo emissor, seus controladores diretos ou indiretos, sociedades controladas ou sob controle comum, por membros do conselho de administração, da diretoria estatutária ou do conselho fiscal, agrupados por órgão, na data de encerramento do último exercício social 3 :

 

Light S.A.

 
 

31/12/2011

 
 

Ações Ordinárias

Total de ações

Conselho

de

       

Administração

1.012

0%

1.012

0%

Conselho

       

Fiscal

1.447.100

0,71%

1.447.100

0,71%

Diretoria

4.000

0%

4.000

0%

Total de Ações

203.934.060

100%

203.934.060

100%

 

Light SESA (sociedade controlada)

 
 

31/12/2011

 
 

Ações Ordinárias

Total de ações

Conselho

de

9

0%

9

0%

Administração

Diretoria

0

0%

0

0%

Total

de

203.934.060.011

100%

203.934.060.011

100%

Ações

13.6. Em relação à remuneração baseada em ações reconhecida no resultado dos 3 últimos exercícios sociais e à prevista para o exercício social corrente, do conselho de administração e da diretoria estatutária, elaborar tabela com o seguinte conteúdo :

4

2011: Não houve.

2012: Não há remuneração baseada em ações prevista para o exercício social

corrente.

3 Para evitar a duplicidade, quando uma mesma pessoa for membro do conselho de administração e da diretoria, os valores mobiliários por ela detidos devem ser divulgados exclusivamente no montante de valores mobiliários detidos pelos membros do conselho de administração.

4 Para evitar a duplicidade, os valores computados como remuneração dos membros do conselho de administração devem ser descontados da remuneração dos diretores que também façam parte daquele órgão.

Remuneração baseada em ações exercício social encerrado em 31/12/2010

 

Conselho de Administração

Diretoria Estatutária

Nº de membros

 

0

 

2

Outorga de opções de compras de ações

   

Data de outorga

     

14/3/2008

Quantidade

 

de

   

opções outorgadas

 

6.917.733*

Prazo para

que as

   

opções se tornem

10

de agosto de 2010

exercíveis

   

Prazo máximo para exercício das opções

 

10

de agosto de 2011

Prazo de restrição à transferência das ações

   

-

Preço

 

médio

   

ponderado

 

de

 

-

exercício:

   

(a)

Das

opções

em

   

aberto

no

início

do

exercício social

(b)

Das

opções

   

perdidas

durante

o

 

-

exercício social

 

(c)

Das

opções

   

exercidas durante o exercício social (R$)

 

15,86**

(d)

Das

opções

   

expiradas

durante

o

 

Nulo

exercício social

 

Valor

justo

das

 

O valor justo na data de outorga é de R$

11,28

opções

outorga

na

data

da

Diluição potencial no caso do exercício de todas as opções outorgadas

   

Nulo

* Do total de opções outorgadas (6.917.733 ações) os executivos tiveram direito a 95%, correspondente a 6.571.846 ações. ** Foram exercidas 1.725.346 ações até 26 de janeiro 2010.

 

Remuneração baseada em ações - exercício social encerrado em

 

31/12/2009

 
 

Conselho de Administração

Diretoria Estatutária

Nº de membros

 

0

2

Outorga de opções de compras de ações

   

Data de outorga

   

14/3/2008

Quantidade

de

opções

 

6.917.733*

outorgadas

 

Prazo para que as opções se tornem exercíveis

 

10 de agosto de 2010

Prazo

máximo

para

exercício

das

 

10 de agosto de 2010

opções

 

Prazo de restrição à transferência das ações

   

Preço médio ponderado de exercício:

     

(a) Das opções em aberto no início do exercício social

   

(b)

Das

opções

perdidas

durante

o

   

exercício social

 

(c)

Das

opções

exercidas

durante

o

   

exercício social (R$)

 

15,86**

(d)

Das

opções

expiradas

durante

o

 

Nulo

exercício social

 

Valor

justo

das

opções

na

data

da

 

O valor justo na data de outorga é de R$ 11,28

outorga

 

Diluição potencial no caso do exercício de todas as opções outorgadas

 

Nulo

* Do total de opções outorgadas (6.917.733 ações) os executivos tiveram direito a 95%, correspondente a 6.571.846 ações. ** Foram exercidas 4.846.500 ações até 31 de dezembro 2009.

13.7 - Em relação às opções em aberto do conselho de administração e da diretoria estatutária ao final do último exercício social, elaborar tabela com o seguinte conteúdo 5 :

Não há opções em aberto.

5 Para evitar a duplicidade, os valores computados como remuneração dos membros do conselho de administração devem ser descontados da remuneração dos diretores que também façam parte daquele órgão.

13.8. Em relação às opções exercidas e ações entregues relativas à remuneração baseada em ações do conselho de administração e da diretoria estatutária, nos 3 últimos exercícios sociais, elaborar tabela com o seguinte conteúdo:

2011: Não houve

2008: Não houve

Opções exercidas - exercício social encerrado em

31/12/2010

Conselho de

Diretoria

Administração

Estatutária

Nº de membros

0

2

Opções exercidas

   

Número de ações

 

1.725.346

Preço médio ponderado de exercício

 

15,86

Diferença entre o valor de exercício e o valor de mercado das ações relativas às opções exercidas (R$)

 

15.107.300

Ações entregues

   

Número de ações entregues

 

1.725.346

Preço médio ponderado de aquisição (R$)

 

15,86

Diferença entre o valor de aquisição e o valor de mercado das ações adquiridas (R$)

 

15.107.300

Opções exercidas - exercício social encerrado em

Conselho de

Diretoria

31/12/2009

Administração

Estatutária

Nº de membros

0

2

Opções exercidas

   

Número de ações

 

4.483.900

Preço médio ponderado de exercício

 

15,86

Diferença entre o valor de exercício e o valor de mercado das ações relativas às opções exercidas (R$)

 

40.486.295

Ações entregues

   

Número de ações entregues

 

4.483.900

Preço médio ponderado de aquisição (R$)

 

15,86

Diferença entre o valor de aquisição e o valor de mercado das ações adquiridas (R$)

 

40.486.295

13.9 - Descrição sumária das informações necessárias para a compreensão dos

dados divulgados nos itens 13.6 a 13.8, tal como a explicação do método de

precificação do valor das ações e das opções, indicando, no mínimo:

a . modelo de precificação

Modelo Black & Scholes

b. dados e premissas utilizadas no modelo de precificação, incluindo o preço

médio ponderado das ações, preço de exercício, volatilidade esperada, prazo de

vida da opção, dividendos esperados e a taxa de juros livre de risco

Premissas de cálculo utilizadas no modelo:

- Preço médio ponderado das ações: Não Aplicável.

- Preço de exercício: R$21,49

- Volatilidade esperada: 44%

- Prazo de vida da opção: 890 dias

- Dividendos esperados: Não aplicável.

- Taxa de juros livre de risco: 8%

c. método utilizado e as premissas assumidas para incorporar os efeitos

esperados de exercício antecipado

A melhor estimativa da Companhia à época era de que não haveria exercício

antecipado, portanto essa premissa não foi considerada no modelo de precificação

utilizado.

d . forma de determinação da volatilidade esperada

Foi utilizada a volatilidade histórica tomando como base o retorno das ações.

Foram consideradas as últimas 247 observações, a partir da data de outorga.

e. se alguma outra característica da opção foi incorporada na mensuração de seu

valor justo

Não aplicável.

13.10 - Em relação aos planos de previdência em vigor conferidos aos membros do conselho de administração e aos diretores estatutários, fornecer as seguintes informações em forma de tabela:

 

Conselho de Administração

Diretoria Estatutária

Nº de membros

0

8 (5 são participantes da Braslight, 1 no Plano C e 4 no Plano

D)

Nome do plano

 

Plano C e Plano D

Quantidade

de

 

1 (sendo aposentadoria antecipada reduzida no Plano C)

administradores que reúnem condições para se aposentar

Condições para se aposentar antecipadamente no Plano C

 

Mínimo de 45 anos de idade e de 36 meses de serviço creditado (tempo de serviço ininterrupto na patrocinadora).

Condições para se aposentar antecipadamente no Plano D

 

Ter pelo menos 50 anos completos e sua inscrição no Plano ou contrato de trabalho com sua patrocinadora contar com, pelo menos, 3 anos completos de vigência

Valor acumulado atualizado das contribuições acumuladas até o encerramento do último exercício social, descontada a parcela relativa às contribuições feitas diretamente pelos administradores

 

R$ 1.433.362,94 (ou R$ 1.365.527,28, se consideradas apenas as contribuições relativas ao período de 2007 a 2011)(*)

Valor total acumulado das contribuições realizadas durante o último exercício social, descontada a parcela relativa a contribuições feitas diretamente pelos administradores

 

R$ 212.050,69(*)

Possibilidade de resgate antecipado e condições

Possibilidade de resgate antecipado e condições O resgate é sempre possível. Seu valor corresponde a: [100%

O resgate é sempre possível. Seu valor corresponde a: [100% do saldo da conta individual do participante (resultante das contribuições feitas pelo participante)] + [um percentual da conta individual da patrocinadora (resultante das contribuições feitas pela patrocinadora) dado por 50% mais 0,5% por cada mês de vinculação ao Plano, limitado a 80%] + [100% dos recursos portados de entidades abertas].

(*)Montante apurado com base nas cotas de 31/12/2011 dos Planos C e D.

13.11 - Em forma de tabela, indicar, para os 3 últimos exercícios sociais, em relação ao conselho de administração, à diretoria estatutária e ao conselho fiscal 6 :

     

Conselho de

 
 

2009

Diretoria

Administração

Conselho Fiscal

b - número de membros

7,42

22

5

c

-

valor

da

maior

     

remuneração

individual

3.617.732

90.000

73.824

(R$)

 

d

-

valor

da

menor

     

remuneração

individual

573.032

45.000

73.824

(R$)

 

e

-

valor

médio

de

     

remuneração

individual

1.620.017

67.500

73.824

(R$)

 

6 Para averiguação dos valores a serem inseridos neste item, utilizar os critérios estabelecidos no item 13.2.

     

Conselho de

 
 

2010

Diretoria

Administração

Conselho Fiscal

 

b - número de membros

 

7,17

22

5

 

c

-

valor

da

maior

     

remuneração

individual

 

1.690.341

94.500

73.824

(R$)

 
 

d

-

valor

da

menor

     

remuneração

individual

 

629.742

47.250

73.824

(R$)

 
 

e

-

valor

médio

de

     

remuneração

individual

 

1.944.766

70.875

73.824

(R$)

 
     

Conselho de

 

2011

 

Diretoria

Administração

Conselho Fiscal

b - número de membros

 

7,75

20,33

10

c

-

valor

da

maior

 

remuneração

individual

 

2.815.549

98.519

77.280

(R$)

   

d

-

valor

da

menor

 

remuneração

individual

 

908.181

49.259

26.644

(R$)

   

e

-

valor

médio

de

 

remuneração

individual

 

1.616.678

52.943

52.054

(R$)

   

13.12. Descrever arranjos contratuais, apólices de seguros ou outros instrumentos que estruturem mecanismos de remuneração ou indenização para os administradores em caso de destituição do cargo ou de aposentadoria, indicando quais as consequências financeiras para o emissor Não há.

13.13. Em relação aos 3 últimos exercícios sociais, indicar o percentual da remuneração total de cada órgão reconhecida no resultado do emissor referente a membros do conselho de administração, da diretoria estatutária ou do conselho fiscal que sejam partes relacionadas aos controladores, diretos ou indiretos, conforme definido pelas regras contábeis que tratam desse assunto Não há.

13.14. Em relação aos 3 últimos exercícios sociais, indicar os valores reconhecidos no resultado do emissor como remuneração de membros do conselho de administração, da diretoria estatutária ou do conselho fiscal, agrupados por órgão, por qualquer razão que não a função que ocupam, como por exemplo, comissões e serviços de consultoria ou assessoria prestados. Não há.

13.15. Em relação aos 3 últimos exercícios sociais, indicar os valores reconhecidos no resultado de controladores, diretos ou indiretos, de sociedades sob controle comum e de controladas do emissor, como remuneração de membros do conselho de administração, da diretoria estatutária ou do conselho fiscal do emissor, agrupados por órgão, especificando a que título tais valores foram atribuídos a tais indivíduos

Light SESA:

 

Conselho de

Diretoria

Conselho

 

2011

Total

Administração

Estatutária

Fiscal

   

Nº de membros

16,85

7,75

-

24,33

Remuneração fixa anual (R$)

873.361

4.350.908

-

5.224.268

Salário/pró-labore

873.361

3.686.781

-

4.560.142

Benefícios diretos e indiretos

-

664.126

-

664.126

Participação em comitês

-

-

-

-

Outros

-

-

-

-

Remuneração variável

-

6.114.041

-

6.114.041

Bônus

-

1.490.339

-

1.490.339

Participação nos resultados

-

-

-

-

Participação em reuniões

-

-

-

-

Comissões

-

-

-

-

Outros (ILP)

-

4.623.712

-

4.623.712

Benefícios pós-emprego

-

- -

 

-

Benefícios pela cessação do exercício do cargo

-

- -

 

-

Remuneração baseada em ações

-

- -

 

-

Total Geral

873.361

10.464.948

-

11.338.309

 

Conselho de

Diretoria

Conselho

 

2010

Total

Administração

Estatutária

Fiscal

   

Nº de membros

18

7,17

-

25,17

Remuneração fixa anual (R$)

854.663

4.871.903

-

5.726.566

Salário/pró-labore

854.663

3.449.222

-

4.303.885

Benefícios diretos e indiretos

-

1.422.681

-

1.422.681

Participação em comitês

-

-

-

-

Outros

-

-

-

-

Remuneração variável

-

5.221.886

-

5.221.886

Bônus

-

5.051.024

-

5.051.024

Participação nos resultados

-

-

-

-

Participação em reuniões

-

-

-

-