PORTUGUÊS - ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO

REDAÇÃO TEXTOS DISSERTATIVOARGUMENTATIVOS

CURSO INTERASAT

Professora:Flávia Rita Coutinho Sarmento

APRESENTAÇÃO
APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. 1

PORTUGUÊS - ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO

A folha em branco, o tempo passando. As unhas roídas, o tema dado e nenhuma idéia. Muitas pessoas já passaram por uma situação semelhante, em que não sabiam absolutamente por onde começar a escrever sobre determinado assunto. Escrever pode ser fácil para qualquer pessoa, desde que esta queira se empenhar para tanto. Não há mágicas ou fórmulas práticas para aprender a escrever. Na verdade, é um trabalho que depende sobremaneira do empenho do interessado em aprender. Para este intento, algumas dicas práticas podem ser dadas para auxiliar, mas nada substitui a necessidade de escrever sempre. O ato da escrita deve se tornar algo natural, a fim de afastar o fantasma do "branco total". Além disso, a leitura e a atualização de informações também colaboram muito na qualidade do texto. O objetivo da redação é chegar a um texto que será tão repleto de escolhas pessoais (idéias, palavras, estruturas frasais, organização, exemplos) que, até partindo de um mesmo assunto geral, milhares de pessoas podem chegar a um bom resultado apresentando trabalhos nitidamente diferentes. Para desenvolver esse trabalho, a presente apostila direciona-se ao estudo dissertativo. Será considerada uma média de trinta linhas para as redações, sobretudo no tocante à distribuição destas linhas nas subdivisões textuais apresentadas. Muitas vezes, as maiores dificuldades estão na concretização das idéias no papel. Para auxiliar neste processo, a apostila conta também com um suporte de Língua Portuguesa. A preocupação aqui não é de nomenclaturas ou classificações, o que teve relevo foi a funcionalidade lingüística no momento da escrita. Alguns pontos merecem destaque especial para um aprimoramento da escrita: • • • • • ler mais adquirir o hábito de escrever pontuar adequadamente organizar idéias construir períodos mais curtos

APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO

PÁG. 2

PORTUGUÊS - ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO

Estrutura textual Assunto Delimitar um aspecto acerca do tema proposto é importante para uma boa abordagem do assunto. Não se poderá fazer uma análise aprofundada se o tema for amplo, por isso especifica-se o assunto a ser tratado. A escolha do aspecto, entretanto, não pode restringir demais o tema ou corre-se o risco da falta de idéias. Essa delimitação deve ser feita na introdução e, a partir daí, o leitor sabe que aquele aspecto será explorado no decorrer do texto e a conclusão fará menção direta a ele. Observe alguns exemplos: televisão - a violência na televisão / a televisão e a opinião pública a vida nas grandes cidades - a vida social dos jovens nas grandes cidades / os problemas das grandes cidades preconceitos - preconceitos raciais / causas do preconceito racial progresso - vantagens e desvantagens sociais do progresso / progresso e evolução humana

ITENS NECESSÁRIOS À PRODUÇÃO DE TEXTO 1 Parágrafos São blocos de texto, cuja primeira linha inicia-se em margem especial, maior do que a margem normal do texto. Concentram sempre uma idéia-núcleo relacionada diretamente ao tema da redação. Não há moldes rígidos para a construção de um parágrafo. O ideal é que em cada parágrafo haja dois ou três períodos, usando pontos continuativos (na mesma linha) intermediários. A divisão em parágrafos é indicativa de que o leitor encontrará, em cada um deles, um tópico do que o autor pretende transmitir. Essa delimitação deve estar esquematizada desde antes do rascunho, no momento do planejamento estrutural, assim a redação apresentará mais coerência. 2 Qualidades de uma dissertação O texto deve ser sempre bem claro, conciso e objetivo. A coerência é um aspecto de grande importância para a eficiência de uma dissertação, pois não deve haver pormenores excessivos ou explicações desnecessárias. Todas as idéias apresentadas devem ser relevantes para o tema proposto e relacionadas diretamente a ele.

APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO

PÁG. 3

inclusive para estabelecer semelhanças e/ou diferenças entre eles. Elementos de coesão: Algumas palavras e expressões facilitam a ligação entre as idéias. este.servem para admitir um dado contrário para depois negar seu valor de argumento. à música. apresentado como acréscimo. Seguem algumas sugestões e suas respectivas relações: assim.são chamados termos anafóricos e podem fazer referência a termos anteriormente expressos. desenvolvimento e conclusão. entretanto. É mundial a preocupação com a bomba atômica. ainda . pois sem negar as possíveis objeções. a fim de. em aspecto nenhum. ao cinema. A seqüência introduzida por eles serve normalmente para explicitar. As ideias distribuem-se de forma lógica.introduzem um argumento decisivo. meio e fim. esse e aquele . para o aumento da violência nas cidades. frases. Em todas essas situações e em muitas outras.marcam oposição entre dois enunciados. o emprego destas expressões para que um texto tenha qualidade. é preciso persuadir os outros a adotarem ou aceitarem uma forma de pensar diferente. (conj.PORTUGUÊS . cada um defende seus pontos de vista em relação ao futebol. desse modo . contudo. respectivamente. opiniões e pontos de vista. estejam elas num mesmo parágrafo ou não. embora. 4 . ou para incluir um elemento a mais dentro de um conjunto de idéias qualquer. além disso . Em alguns casos. sem haver fragmentação da mesma ideia em vários parágrafos.serve..ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO A originalidade demonstra sua segurança e faz um diferencial em meio aos demais textos. a solidão. em casos de divergência de opiniões. além de tudo. dados e conceitos. textos. organizam-se palavras. ou seja. Só não se pode. abandonar o tema proposto. diminuir sua importância. a poluição. Não é obrigatório. a AIDS. A vida cotidiana traz constantemente a necessidade de exposição de idéias pessoais. Elas procuram justificativas para a elevação dos preços. porém. afirma-se um ponto de vista contrário. todavia. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. para introduzir mais um argumento a favor de determinada conclusão. confirmar e complementar o que se disse anteriormente. 3 O que é dissertação Dissertar é um ato praticado pelas pessoas todos os dias. Toda redação deve ter início.. Muitas vezes. Trata-se de um recurso dissertativo muito bom. ainda que. adversativas) . entretanto. chegar-se a conclusões. Pode ser usado para dar um "golpe final" num argumento contrário. além do mais. que são designados por introdução. mesmo que .têm valor exemplificativo e complementar. entre outras coisas. por meio da apresentação de idéias. utiliza-se a linguagem para dissertar. aliás. mas. para a repressão dos pais.

argumentação. Algumas expressões indicadoras de causa e consequência: causa: por causa de. deve-se atentar para as relações de causa-conseqüência e pontos favoráveis e desfavoráveis. como resultado. É composta por uma sinopse do assunto a ser tratado no texto... aliado a uma tomada de posição diante desse assunto. . Delimitação do assunto Exemplos: A cidade do Rio de Janeiro. pois é no desenvolvimento que serão detalhadas.. xxx é um fenômeno ambíguo. destacase que a importância dos pontos positivos minimizam a negatividade do outro argumento.2 Partes de uma dissertação Introdução: Constitui o parágrafo inicial do texto e deve ter. 3. muito usadas nesse processo. em decorrência. entretanto.. começar as explicações antes do tempo. organização do pensamento. É. Neste caso. em vista de... sua opinião sobre o assunto. graças a.. enquanto uns afirmam. entretanto. é bom utilizar ponto negativo. Não se pode.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Em suma. se por um lado. efeito de Algumas expressões que podem ser usadas para abordar temas com divergência de opiniões: em contrapartida. defesa de pontos de vista. necessário conhecimento do assunto que se vai abordar. dissertação implica discussão de ideias. devido a. A construção da introdução pode ser feita de várias maneiras: Constatação do problema Exemplos: O aumento progressivo dos índices de violência nos grandes centros urbanos está promovendo uma mobilização político-social.PORTUGUÊS . descoberta de soluções. por motivo de consequência: conseqüentemente. 5 . aparece nos meios de comunicação também como foco de violência urbana. / por outro. Definição do tema APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. / outros dizem que. 5 linhas.1 Argumentação A base de uma dissertação é a fundamentação de seu ponto de vista. 3. Todas as idéias devem ser apresentadas de forma sintética. Para tanto. em virtude de.. em média. Mesmo quando se destacam características positivas. um dos núcleos urbanos mais atrativos turisticamente no Brasil.

De modo prático o procedimento é: . Lembre-se de que as explicações e respectivas fundamentações de cada uma dessas idéias cabem somente ao desenvolvimento. conseqüência. Observe alguns exemplos: A televisão . divulgador de informações e instrumento educacional. É o momento em que se defende o ponto de vista acerca do tema proposto. mas também toda a população num esforço para sua erradicação. causas e conseqüências. para aprofundar essa abordagem buscam-se sempre os porquês. prós e contras.PORTUGUÊS . representa o corpo do texto. Deve-se. Para tanto pode-se levantar 3 argumentos. a utilização de um dos métodos apresentados não seria suficiente. Pode estar dividido em 2 ou 3 parágrafos e corresponde a umas 20 linhas. (as três idéias: manipulador de opiniões. Na construção da introdução. aproximadamente. O conceito de argumento é importante. 6 .Levantar os argumentos referentes ao tema proposto.Se por um lado esse popular veículo de comunicação pode influenciar o espectador. Deve-se atentar para não deixar de abordar nenhum item proposto na introdução.Pode-se associar esse crescimento da violência com o número de jovens envolvidos com drogas e sem orientações familiares. a violência está mobilizando não só o governo brasileiro. logo pode-se apresentar 3 causas. A reflexão sobre o tema proposto não pode ser superficial.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Exemplos: Como um dos mais problemáticos fenômenos sociais. o que gera preconceito em relação a praticantes de esportes de luta e "funkeiros" Desenvolvimento: Esta segunda parte de uma redação. num segundo período. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. problemas com distribuição da energia gerada no Brasil e a conseqüência do racionamento do uso de energia) A juventude e a violência .) Escassez de energia elétrica . causas e conseqüências ou prós e contras. por exemplo.Destacam-se como fatores preponderantes para esse processo o aumento populacional e a má distribuição de energia que podem acarretar novo racionamento. num texto. contra são todos tipos de argumentos. também chamada de argumentação. A abordagem depende da técnica definida na introdução: 3 argumentos. lançar as idéias a serem explicitadas no desenvolvimento. Aqui serão desenvolvidas as idéias propostas na introdução. também se constitui num excelente divulgador de informações com potencial até mesmo pedagógico. (as três idéias: crescimento da população e da demanda de energia. pois ele é a base da dissertação. pró. Causa.

7 . pode-se apresentar de forma bastante objetiva e breve um exemplo relacionado ao assunto. elucidando os motivos e conseqüências dessas transformações. um texto equilibrado tem mais chances de receber melhores conceitos dos avaliadores. Ou agrupam-se causas e conseqüências. Recurso adicional . A relação destacada pode ser de identificação.abordagem histórica: compara-se o antes e o hoje.causas e conseqüências: podem estar distribuídas em 2 ou 3 parágrafos. de que não se tenha certeza.abordagem comparativa: usam-se duas idéias centrais para serem relacionadas no decorrer do texto. de comparação ou as duas ao mesmo tempo. É muito importante manter uma abordagem mais ampla. ou associa-se uma causa a uma conseqüência e com cada grupo constroem-se 2 ou 3 parágrafos.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO . . A distribuição da argumentação em parágrafos depende. relacionando-o diretamente ao tema e à sociedade brasileira atual. da técnica adotada: . Cuidado com dados como datas.3 argumentos: um parágrafo explica cada um dos argumentos. O texto esquematizado previamente reflete organização e técnica.para elucidar uma idéia e demonstrar atualização.PORTUGUÊS . . mostrar os dois lados da questão. nomes etc. Encontre uma causa e uma consequência relacionados à proposição abaixo e construa um parágrafo para cada argumento: O Brasil tem enfrentado graves problemas na área de saúde e previdência públicas A campanha contra a miséria e a fome está mobilizando toda a nação Indique três causas das proposições a seguir e justifique cada uma através de uma frase: Precariedade do sistema de transportes Alto índice de mortalidade infantil Congestionamento nas grandes cidades Aponte três conseqüências para os temas abaixo e construa um parágrafo fundamentando cada uma. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG.Fazer a pergunta por quê? a cada um deles. também. .prós e contras: são as mesmas opções da técnica de causas e conseqüências. substituídas por prós e contras. por demonstrar que o candidato se empenhou para construí-lo. . valorizando bastante a redação.. constituindo 2 parágrafos. Logo.

• • • • Prefira usar palavras de língua portuguesa a estrangeirismos. Construa um parágrafo envolvendo suas idéias. fator. item etc. As greves dos trabalhadores em relação à sociedade e à nação Conclusão: Representa o fecho do texto e vai gerar a impressão final do avaliador. Evite começar com palavras e expressões como: concluindo. sobretudo em sua conclusão.. jamais se inclua. Evitar numa dissertação: • • Após o título de uma redação não coloque ponto. 8 . Deve conter. ditos populares ou frases feitas. não coloque qualquer coisa escrita ou riscos de qualquer natureza. assim como a introdução. em torno de 5 linhas. e ainda assim será uma obra-prima. enfim. Pode-se fazer uma reafirmação do tema e dar-lhe um fecho ou apresentar possíveis soluções para o problema apresentado. provérbios. Não use chavões. Detalhe: não precisa autografar no final também.PORTUGUÊS . APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. índice. tópico. Não use questionamentos em seu texto. por terem sentido vago. conclui-se que. • Repetir muitas vezes as mesmas palavras empobrece o texto. para finalizar. Jamais usar a primeira pessoa do singular. pode-se usar a 3ª pessoa) • Evite usar palavras como "coisa" e "algo".ainda assim.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Baixo índice de mão-de-obra especializada Falta de investimento em tecnologia Uso de agrotóxicos Levante um argumento favorável e um desfavorável para a proposição a seguir. a menos que haja solicitação do tema (Exemplos: O que você acha sobre o aborto . Ao terminar o texto.. Apesar de ser um parecer pessoal. Lance mão de sinônimos e expressões que representem a idéia em questão. Prefira: elemento.

Tomando-se por base o crescimento qualitativo da representatividade feminina. • • Evite o uso de etc. Cabe ressaltar que essa participação não pode nem deve ser analisada apenas pelo prisma quantitativo. Assim como a frase não é uma simples sucessão de palavras. Convém observar o progressivo crescimento da participação feminina em detrimento aos muitos anos em que não tinham espaço na sociedade brasileira e mundial. Faça somente uma breve menção. 9 . A igualdade de oportunidades ainda não se efetivou por completo. ou seja. ordenar. é uma questão de tempo a conquista da real equiparação entre os seres humanos. Estão no comércio. explicar. o texto é uma unidade de significado produzida sempre com uma determinada intenção. No tocante à economia e à política. • A emoção não pode perpassar nem mesmo num adjetivo empregado no texto. preconceitos e ocupando mais espaços. estão vencendo obstáculos. Atenção à imparcialidade.PORTUGUÊS . mas um todo organizado capaz de estabelecer contato com nossos interlocutores. Com efeito. o passar do tempo está a mostrar a participação ativa das mulheres em inúmeras atividades. divertir. sem distinções de sexo. o texto também não é uma simples sucessão de frases. sem narrar seu desenrolar. inclusive em posições de comando. convencer. Muitos preconceitos foram ultrapassados. discordar. e jamais abrevie palavras Não analisar assuntos polêmicos sob apenas um dos lados da questão Exemplo de texto dissertativo A posição social da mulher de hoje Ao contrário de algumas teses predominantes até bem pouco tempo. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. Não há diferença de caráter intelectual ou de qualquer outro tipo que permita considerar aqueles superiores a estas. COERÊNCIA E COESÃO 1. predominam no magistério e destacam-se nas artes. elas estão presentes. Coerência: Produzimos textos porque pretendemos informar. a cada dia que passa. Quando isso ocorre.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO • Só cite exemplos de domínio público. mas muitos ainda perduram e emperram essa revolução de costumes. influindo sobre eles. Até nas áreas antes exclusivamente masculinas. a maioria das sociedades de hoje já começam a reconhecer a não existência de distinção alguma entre homens e mulheres. nas indústrias. temos um texto em que há coerência. sobretudo no mercado de trabalho.

E a coesão. dando coerência ao texto . Claro que. ou seja. Do sentido de um depender da relação com o outro. observando como as palavras se comunicam. No caso de apresentar uma inadequação entre o que informa e a realidade "normal" pré-conhecida. considerando uma realidade "normal". perde-se a coerência textual.PORTUGUÊS . pois o frio era tanto que chegou a nevar". coerência e coesão. não pudemos aproveitar a praia. que por sua vez será pressuposto para o que lhe estender. Ao ler uma frase como "No verão passado. para guardar a coerência o texto deve apresentar elementos lingüísticos instruindo o receptor acerca dessa anormalidade. A coerência é também resultante da adequação do que se diz ao contexto extra verbal. que precisa ser conhecido pelo receptor. pela clareza. 10 . Preste atenção a este texto. Quando há quebra nessa concatenação." é coerente. quando estivemos na capital do Ceará Fortaleza. o exemplo acima poderia fazer sentido. De um fazer referência ao outro.nesse caso. percebemos que ela é incoerente em decorrência da incompatibilidade entre um conhecimento prévio que temos da realizada com o que se relata. em Fortaleza não neva (ainda mais no verão!).ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO A coerência é resultante da não-contradição entre os diversos segmentos textuais que devem estar encadeados logicamente. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. como o próprio nome diz (coeso significa ligado). ou quando um segmento atual está em contradição com um anterior. Sabemos que. objetividade. Cada segmento textual é pressuposto do segmento seguinte. o contexto seria a "anormalidade" e prevaleceria a coerência interna da narrativa. é a propriedade que os elementos textuais têm de estar interligados. como se sabe. 2. Uma afirmação como "Foi um verdadeiro milagre! O menino caiu do décimo andar e não sofreu nenhum arranhão. inserido numa narrativa ficcional fantástica. formando assim uma cadeia em que todos eles estejam concatenados harmonicamente. Coesão: A redação deve primar. como dependem uma das outras. na medida que a frase inicial ("Foi um verdadeiro milagre") instrui o leitor para a anormalidade do fato narrado. àquilo o que o texto faz referência.

Caetano. O avião (1) deixou Maringá às 7 horas de sábado e pousou no aeroporto de Congonhas às 8h27. Vejamos. da empresa J. e Josana Fiorezzi foram socorridos no Pronto Socorro de Santa Cecília. seus (4) filhos Márcio Rocha Ribeiro Neto. o bimotor (1) já estava em chamas antes de cair em cima de quatro casas (9). de 53 anos. Ele foi retomado nove vezes durante o texto. de 28. O avião (1) não tinha caixa preta e a torre de controle também não tem informações. uma espécie de vila fechada. O laudo técnico demora no mínimo 60 dias para ser concluído. 11 . e Gabriela Gimenes Ribeiro (6). por exemplo. de 64 anos. de 33 anos. o sogro de Name Júnior (4). que foi candidato a prefeito de Maringá nas últimas eleições (leia reportagem nesta página). dois tripulantes e uma mulher que viu o avião cair morreram Oito pessoas morreram (cinco passageiros de uma mesma família e dois tripulantes. uma das avenidas mais movimentadas da Zona Sul de São Paulo. Estavam no avião (1) o empresário Silvio Name Júnior (4). referente ao avião envolvido no acidente. Segundo testemunhas. Três pessoas (10) que estavam nas casas (9) atingidas pelo avião (1) ficaram feridas. Elídia Fiorezzi. Isso é necessário à clareza e à compreensão do texto. Elas (10) não sofreram ferimentos graves. Márcio Artur Lerro Ribeiro (5). o elemento (1).ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO São Paulo: Oito pessoas morrem em queda de avião Das Agências Cinco passageiros de uma mesma família. O impacto (2) ainda atingiu mais três residências. no bairro de Jardim Marajoara. próxima à avenida Nossa Senhora do Sabará. minutos depois. prefixo PTI-EE. (10) Apenas escoriações e queimaduras. de 62 anos. Natan Fiorezzi.PORTUGUÊS . de 38. Zona Sul de São Paulo. o bimotor (1) decolou para Maringá às 21h20 e. o piloto (1) José Traspadini (4). empresa proprietária do bimotor (1). de 31. para (7) vir a São Paulo assistir ao velório do filho (7) Sérgio Ricardo de Andrade (8). de 32 anos. Isidoro Andrade (7) havia alugado o avião (1) Rockwell Aero Commander 691. Izidoro Andrade (7) é conhecido na região (8) como um dos maiores compradores de cabeças de gado do Sul (8) do país. A memória do leitor deve ser APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. João Izidoro de Andrade (7). de Maringá. e o marido dela (6). de 57. o co-piloto (1) Geraldo Antônio da Silva Júnior. de 6. por volta das 21h40 de sábado. Ainda não se conhece as causas do acidente (2). além de uma mulher que teve ataque cardíaco) na queda de um avião (1) bimotor Aero Commander. caiu na altura do número 375 da Rua Andaquara. da cidade de Maringá (PR). que (8) morreu ao reagir a um assalto e ser baleado na noite de sexta-feira. O avião (1) prefixo PTI-EE caiu sobre quatro sobrados da Rua Andaquara. Na volta. Márcio Ribeiro (5) era um dos sócios do Frigorífico Naviraí.

como se observa com o elemento (7). repetir somente o(s) seu(s) sobrenome(s). c) ELIPSE: é a omissão de um termo que pode ser facilmente deduzido pelo contexto da matéria. Confira os principais elementos de substituição: APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. por exemplo. foi omitido. obviamente deve ser usada com parcimônia. antes de Apenas. de 38. No último parágrafo ocorre outro exemplo de elipse: Três pessoas (10) que estavam nas casas (9) atingidas pelo avião (1) ficaram feridas. que é o mecanismo pelo qual se usa uma palavra (ou grupo de palavras) no lugar de outra palavra (ou grupo de palavras). o avião fosse citado uma vez no primeiro parágrafo e fosse retomado somente uma vez. Se. de 64 anos. no último. obviamente o piloto será de aviões. que. que é a notícia propriamente dita. é de praxe. a repetição parcial é o mais comum mecanismo coesivo do texto jornalístico. por exemplo. Note que o (10) em negrito. Na verdade. na última linha do segundo parágrafo e na primeira linha do terceiro -. de 33 anos. 12 . talvez a clareza da matéria fosse comprometida. etc. a não ser nos casos em que o sobrenomes sejam. no contexto da matéria. b) REPETIÇÃO PARCIAL: na retomada de nomes de pessoas. etc. E como retomar os elementos do texto? Podemos enumerar alguns mecanismos: a) REPETIÇÃO: o elemento (1) foi repetido diversas vezes durante o texto. d) SUBSTITUIÇÕES: uma das mais ricas maneiras de se retomar um elemento já citado ou de se referir a outro que ainda vai ser mencionado é a substituição. principalmente por ele ter sido o veículo envolvido no acidente. ainda. Farage (para o candidato à prefeitura de Londrina em 2000 Farage Khouri).). A repetição pode ser considerada a mais explícita ferramenta de coesão. Nomes femininos costumam ser retomados pelo primeiro nome. o co-piloto (1) Geraldo Antônio da Silva Júnior. escritores. utilizar a nominalização por meio da qual são conhecidas pelo público. Perceba que não foi necessário repetir-se a palavra avião logo após as palavras piloto e co-piloto. deve dispensar a releitura por parte do receptor (o leitor. artistas. A repetição é um dos principais elementos de coesão do texto jornalístico fatual. o piloto (1) José Traspadini (4). no caso). Exemplos: Nedson (para o prefeito de Londrina. uma vez citado o nome completo de um entrevistado ou da vítima de um acidente. uma vez que um número elevado de repetições pode levar o leitor à exaustão. que foi candidato a prefeito de Maringá nas últimas eleições. Quando os nomes em questão são de celebridades (políticos.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO reavivada a cada instante. Costuma-se. (10) Apenas escoriações e queimaduras. Elas (10) não sofreram ferimentos graves. mais relevantes e as identifiquem com mais propriedade. por sua natureza. Pode perceber que a palavra avião foi bastante usada. durante o texto. Na dissertação cobrada pelos vestibulares. é uma omissão de um elemento já citado: Três pessoas. o leitor não poderia pensar que se tratasse de um piloto de automóveis. Veja-se o seguinte exemplo: Estavam no avião (1) o empresário Silvio Name Júnior (4).PORTUGUÊS . o verbo: (As três pessoas sofreram) Apenas escoriações e queimaduras. Nedson Micheletti). Numa matéria que trata de um acidente de avião.

Sinônimos ou quase sinônimos: palavras com o mesmo sentido (ou muito parecido) dos elementos a serem retomados. Na matériaexemplo. são nítidos alguns casos de substituição pronominal: o sogro de Name Júnior (4).. João Izidoro de Andrade (7). Exemplos: Uma fila de centenas de veículos paralisou o trânsito da Avenida Higienópolis. como exemplo. retoma a ação de centenas de veículos de paralisar o trânsito da Avenida Higienópolis). de 28. e Gabriela Gimenes Ribeiro (6). (o epíteto presidente retoma Fernando Henrique Cardoso. o pronome pessoal ela.PORTUGUÊS . A paralisação foi a maneira encontrada.).. Ambos são sinônimos). o pronome pessoal elas retoma as três pessoas que estavam nas casas atingidas pelo avião: Elas (10) não sofreram ferimentos graves. Exemplo: O prédio foi demolido às 15h. Márcio Artur Lerro Ribeiro (5). O impacto (2) ainda atingiu mais três residências (o nome impacto retoma e resume o acidente de avião noticiado na matéria-exemplo) Elementos classificadores e categorizadores: referem-se a um elemento (palavra ou grupo de palavras) já mencionado ou não por meio de uma classe ou categoria a que esse elemento pertença: Uma fila de centenas de veículos paralisou o trânsito da Avenida Higienópolis. como sinal de protesto contra o aumentos dos impostos. Epítetos: são palavras ou grupos de palavras que. Nomes deverbais: são derivados de verbos e retomam a ação expressa por eles. qualificam-no.. Ele pode.. contraído com a preposição de na forma dela. Para o ex-Ministro dos Esportes. Caso não seja... sociólogo). poder-se-ia usar. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. (o epíteto ex-Ministro dos Esportes retoma Edson Arantes do Nascimento. No último parágrafo.da paralisação -. ao mesmo tempo que se referem a um elemento do texto. usar as formas jogador do século. como um resumo dos argumentos já utilizados. que voltou há dois dias de Cuba. de 57. a seleção.. Exemplos: a) (. ainda. 13 . O protesto foi a maneira encontrada. número um do mundo.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Pronomes: a função gramatical do pronome é justamente substituir ou acompanhar um nome. Essa qualificação pode ser conhecida ou não pelo leitor.. O pronome possessivo seus retoma Name Júnior (os filhos de Name Júnior. b) Edson Arantes de Nascimento gostou do desempenho do Brasil. Muitos curiosos se aglomeraram ao redor do edifício. Servem. poder-se-iam.. por exemplo. seus (4) filhos Márcio Rocha Ribeiro Neto. categorizando-a como um protesto). retoma Gabriela Gimenes Ribeiro (e o marido de Gabriela.. (paralisação... e o marido dela (6).. ainda. de 31. para conferir o espetáculo (edifício retoma prédio. O presidente. entregou-lhes um certificado.). retomar toda uma frase ou toda a idéia contida em um parágrafo ou no texto todo.) foram elogiadas pelo por Fernando Henrique Cardoso. deve ser introduzida de modo que fique fácil a sua relação com o elemento qualificado. de 53 anos.. que deriva de paralisar. etc. (protesto retoma toda a idéia anterior .

a princípio. indicando uma das possíveis classificações que se podem atribuir a eles). conforme. logo após. acima de tudo. cada vez que. todas as vezes que. eventualmente. não raro. afinal. quando. sobretudo. relevância: em primeiro lugar. uma lista dos principais elementos conectivos. isto é. não houve problemas. antes de tudo. Lá. segundo. antes de mais nada. agrupados pelo sentido. Márcio Ribeiro (5) era um dos sócios do Frigorífico Naviraí. que são representados. assim como. por inúmeras palavras e expressões. 14 . Abaixo. freqüentemente. do mesmo modo. Baseamo-nos no autor Othon Moacyr Garcia (Comunicação em Prosa Moderna). principalmente. desde que. anteriormente. pouco depois. primordialmente. por analogia. assim que. ordem. finalmente agora atualmente. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. primeiramente. comparação. é muito comum a utilização de palavras e expressões que se refiram a elementos que ainda serão utilizados. semelhantemente. de conformidade com. nesse hiato. antes que. duração. anterioridade. logo. logo depois. Ao se aproximarem. raramente. a priori (itálico). ali. sob o mesmo ponto de vista. lá. similarmente. nesse meio tempo. ocasionalmente. pouco antes. Exemplo: Izidoro Andrade (7) é conhecido na região (8) como um dos maiores compradores de cabeças de gado do Sul (8) do país. ao mesmo tempo. já. posterioridade): então. conformidade: igualmente. mal. por fim. Semelhança. sucessão. nem bem. precipuamente. em seguida. simultaneamente. os operários não aderiram. Conexão: Além da constante referência entre palavras do texto. sempre. enfim. A palavra região serve como elemento classificador de Sul (A palavra Sul indica uma região do país). sempre que. analogamente. onde.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Quatro cães foram encontrados ao lado do corpo. no momento em que. como se. principalmente as de lugar: Em São Paulo. empresa proprietária do bimotor (1). assim também. Exemplos de advérbios que comumente funcionam como elementos referenciais. de acordo com. Prioridade. os peritos enfrentaram a reação dos animais (animais retoma cães.PORTUGUÊS . bem como. da mesma forma. (o advérbio de lugar lá retoma São Paulo). na Gramática. etc. que só é citada na linha seguinte. aqui. apenas.. de maneira idêntica. tal qual. nesse ínterim. Tempo (freqüência. logo que. como. observa-se na coesão a propriedade de unir termos e orações por meio de conectivos. em princípio.. A escolha errada desses conectivos pode ocasionar a deturpação do sentido do texto. tanto quanto. constantemente às vezes. por vezes. a posteriori (itálico). Porém. hoje. como elementos que se referem a outros do texto: aí. enquanto. Advérbios: palavras que exprimem circunstâncias. posteriormente. imediatamente. Observação: É mais freqüente a referência a elementos já citados no texto. depois que.

como também. mesmo que. haja vista. para. Contraste. lá. isso. uma vez que. aquele.. continuação: além disso.. aquela. demais. esse. isto é. por certo. junto a ou de. possivelmente. em conclusão. indubitavelmente. todavia. portanto. sendo. não é certo. já que. ressalva: pelo contrário. por causa de. Adição. que (= porque). logo. e. com o propósito de. posto. ante. não só . só para exemplificar. Explicação: por conseqüência. imprevisto: inesperadamente. Propósito. contudo. Em princípio. em contraste com. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. dentro. em virtude de. com toda a certeza. Surpresa. como (= porque). salvo. um texto informativo. ademais. Ilustração. por outro lado. com o intuito de. ainda mais.. exceto. oposição. mais adiante. que. tamanho) .. a saber. o relatório. discorrer sobre ele. porque. aquilo. hipótese: se. tão (tanto. menos. 15 . se é que. por isso. certamente. Idéias alternativas: Ou. quem sabe. quer. porquanto. Resumo. posto que. logo. de tal sorte que. aliás. com efeito. com a transmissão de conhecimento. conclusão: em suma. no entanto. de súbito. com a finalidade de. destarte. o texto didático. como também. ainda que. o texto dissertativo não está preocupado com a persuasão e sim. além. não só . aqui. ou por outra. não só. este. ou (quando não for excludente).. ora. em resumo. entretanto. mas... subitamente. restrição. embora. é provável. pois (entre vírgulas). quer dizer. ora. imprevistamente. inopinadamente. mas também. esta. Dúvida: talvez provavelmente. o artigo enciclopédico. a fim de. não apenas . em síntese. juntamente com o texto de apresentação científica.. só que. como resultado. ali. acolá. por conseguinte.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Condição. eventualmente. de fato. fora. RESUMINDO Dissertar é o mesmo que desenvolver ou explicar um assunto. por menos que.PORTUGUÊS . quer. Assim. quiçá. portanto. por mais que.. Certeza. surpreendentemente. inquestionavelmente.. também. inegavelmente. dessarte. recapitulação. se bem que.. visto que. Lugar. com. desse modo. outrossim. de repente. isto. enfim.. portanto. só para ilustrar. ao passo que. para que. intenção.. proximidade. Causa e conseqüência. essa. assim. nem. distância: perto de.. ênfase: decerto. bem como. sem dúvida. esclarecimento: por exemplo. ou. a. conquanto. próximo a ou de. assim. finalidade: com o fim de. ainda cima.. assim sendo. ou. ou seja. o texto dissertativo pertence ao grupo dos textos expositivos. dessa maneira. dessa forma. apesar de. em outras palavras. caso. pois. de tal forma que.. a fim de que.

16 nota obtida faixa valores de . alusões históricas. o autor formula uma tese ou a idéia principal do texto.PORTUGUÊS . Essa estrutura consiste em três partes: a idéia-núcleo. Desenvolvimento Formado pelos parágrafos que fundamentam a tese. também persuade o interlocutor e modifica seu comportamento. geralmente apresentada na introdução. as idéias secundárias (que desenvolvem a idéia-núcleo). como metáforas e alegorias. Normalmente. que é desenvolvida por idéias secundárias. Ao se posicionar. há a combinação da objetividade com recursos poéticos. O Parágrafo Além da estrutura global do texto dissertativo-argumentativo. entretanto. os parágrafos devem estar todos relacionados com a tese ou idéia principal do texto. os espelhos não fogem ao padrão pré-determinado. O parágrafo deve ser formado por duas ou mais frases. Em parágrafos curtos. além de explicar. pesquisas. é apresentado e desenvolvido um argumento. épocas e lugares diferentes. O texto dissertativo-argumentativo tem uma estrutura convencional. No entanto. sendo seu tamanho variável. ESPELHO DA AVALIAÇÃO DA PROVA DISCURSIVA . Atenção: a linguagem do texto dissertativo-argumentativo costuma ser impessoal.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Os textos argumentativos. Cada um deles pode estabelecer relações de causa e efeito ou comparações entre situações. a conclusão pode vir na forma de interrogação ou representada por um elementosurpresa. Mais raramente. formada por três partes essenciais. temos um texto dissertativo-argumentativo. No caso da interrogação. em uma formulação irônica ou em uma idéia reveladora que surpreenda o leitor e. será apresentado um espelho de correção de redação. Embora existam diferentes formas de organização de parágrafos. pode também se apoiar em depoimentos ou citações de pessoas especializadas no assunto abordado. A faixa de valores dos itens analisados sofre alteração a cada concurso. filosófica ou literária. Quando o texto. A seguir. O elemento surpresa consiste quase sempre em uma citação científica. em dados estatísticos. Introdução Que apresenta o assunto e o posicionamento do autor. ela é meramente retórica e deve já ter sido respondida pelo texto. dê novos significados ao texto. Conclusão Que geralmente retoma a tese. Parágrafo é uma unidade de texto organizada em torno de uma idéia-núcleo. objetiva e denotativa. em cada parágrafo. os aspectos macroestruturais e microestruturais são variáveis na maneira como são expostos. No texto dissertativo-argumentativo. ao mesmo tempo. sintetizando as idéias gerais do texto ou propondo soluções para o problema discutido. Mais raramente. ao contrário. é importante conhecer a estrutura de uma de suas unidades básicas: o parágrafo. Predominam formas verbais no presente do indicativo e emprega-se o padrão culto e formal da língua. os textos dissertativo-argumentativos e alguns gêneros jornalísticos apresentam uma estrutura-padrão.MODELO CESPE/UnB Aspectos macroestruturais APRESENTAÇÃO TEXTUAL APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. a conclusão. têm por finalidade principal persuadir o leitor sobre o ponto de vista do autor a respeito do assunto. é raro haver conclusão.

00) (0. No caso de erro.00) (0.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Legibilidade Respeito às margens e indicação de parágrafos ESTRUTURA TEXTUAL (dissertativa) Introdução adequada ao tema/posicionamento Desenvolvimento Fechamento do texto de forma coerente DESENVOLVIMENTO DO TEMA Estabelecimento de conexões lógicas entre os argumentos Objetividade de argumentação frente ao tema/posicionamento Estabelecimento de uma progressividade textual em relação à seqüência lógica do pensamento • Tipo de erro Pontuação Construção do período Emprego de conectores Concordância nominal Concordância verbal Regência nominal Regência verbal Grafia/acentuação Repetição/omissão vocabular Outros (0. Prefira a letra cursiva. ESTRUTURA TEXTUAL DISSERTATIVA 1.Respeito às margens e indicação dos parágrafos. risque com um traço simples. será apresentada a estrutura textual dissertativa. Para dar início aos parágrafos.00 a 2.00 a 2. Na translineação.00) (0. . o trecho ou o sinal gráfico e escreva o respectivo substituto. Observe as margens esquerda e direita na folha para o texto definitivo. o espaço de mais ou menos dois centímetros é suficiente.00) (0.00 a 4.00 a 4. Não deixe “buracos” no texto.0 NOTA DA PROVA EM CONTEÚDO (NC) » NC = 5 : 28 x (soma das notas dos quesitos) Número de linhas efetivamente ocupadas (TL) Número de erros (NE) NOTA DA PROVA DISCURSIVA (NPD): NPD=NC – 3 x NE : TL A seguir. a partir dos dados do espelho de correção da prova discursiva. Não crie outras.00 a 4.00) (0.00 a 4. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG.00) (0. Atenção: não use parênteses para esse fim. A letra de imprensa poderá ser usada desde que se distinga bem as iniciais maiúsculas e minúsculas.00) (0.00 a 4.PORTUGUÊS . obedeça às regras de divisão silábica. 17 . Bases Conceituais PARTE I – O conteúdo da redação a) Apresentação Textual Legibilidade e erro: escreva sempre com letra legível.00 a 4.

da tese. tais como operadores de sequenciação.ausência de texto: quando o candidato não faz seu texto na FOLHA PARA O TEXTO DEFINITIVO. Não misture idéias. Para garantir as devidas conexões entre períodos. Apresentação dos argumentos de forma ordenada. c) Desenvolvimento do Tema c. É também um momento de expansão.registros indevidos: anotações do tipo “fim”. fundamentos. empregar os elementos responsáveis pela coerência e unicidade. a tese a ser defendida. conforme orientação da banca.Enumerações e exemplificações: indicação de fatores. b) Estrutura Textual Dissertativa Não dê título ao texto. .1) Introdução adequada ao tema / posicionamento Apresenta a idéia que vai ser discutida. 18 . efeitos. nada me faltará” ou recados ao examinador.3) Fechamento do texto de forma coerente Retoma ou reafirma todas as idéias apresentadas e discutidas no desenvolvimento. ao contrário. Nele.Limite máximo de linhas. razões. O importante é que a sua introdução seja completa e esteja em consonância com os critérios de paragrafação. Estruture seu texto em conformidade com as orientações explicitadas no caderno da prova discursiva. desde que se mantenha uma conexão lógica entre as idéias. parágrafos e argumentos. A redação começa na linha 1 da folha definitiva. . organizamos o pensamento em favor da tese.Estabelecimento das relações de causa e efeito: motivos. rubricas e desenhos. Deve conter a tese e as generalidades que serão aprofundadas ao longo do desenvolvimento do texto. os porquês/ conseqüências. funções ou elementos que esclarecem ou reforçam uma afirmação. pronomes.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO .2) Desenvolvimento Apresenta cada um dos argumentos ordenadamente. b.1) Estabelecimento de conexões lógicas entre os argumentos. Além de escrever seu texto em local devido (folha definitiva).PORTUGUÊS . com análise detida das idéias e exemplificação de maneira rica e suficiente do pensamento. Estrutura clássica do texto dissertativo b. reflexos. . . -Eliminação do candidato. em contraste. Cabe à introdução situar o leitor a respeito da postura ideológica de quem o redige acerca de determinado assunto.Estabelecimento de comparações e contrastes: diferenças e semelhanças entre elementos – de um lado. alicerces. Cada parágrafo (e o texto) pode ser organizado de diferentes maneiras: . conectores. “the end”. Seu texto poderá ser desconsiderado nas seguintes situações: . analisando detidamente as idéias e exemplificando de maneira rica e suficiente o pensamento. de outro lado.fuga total ao tema: analise cuidadosamente a proposta apresentada. respeite o limite máximo de linhas destinadas a cada parte da prova. com o seu parágrafo de introdução. repercussões. (exceto se este for solicitado). APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. b. Procurar garantir a unidade temática. “O senhor é meu pastor. .ultrapassagem do limite máximo de linhas. As linhas que ultrapassarem o limite máximo serão desconsideradas ou qualquer texto que ultrapassar a extensão máxima será totalmente desconsiderado. tomando uma posição acerca do problema.

temos assistido. em virtude de tantas agressões. nesta últimas décadas. acabe por se transformar em local inabitável. 3: O meio ambiente encontra-se ameaçado por sério desequilíbrio ecológico. Outra preocupação constante é o desequilíbrio ecológico. com certa preocupação. 1: Existem populações imersas em completa miséria. o homem ainda não conseguiu resolver os graves problemas que preocupam a todos. atendendo aos aspectos mencionados no espelho de avaliação. Recorrer ao banco de idéias é um passo importante. 19 . Tais atitudes contribuem para que o meio ambiente. que tanta apreensão nos causou. Muitos trazem na memória a triste lembrança das guerras do Vietnã e da Coréia. a falência da solidariedade humana e da colaboração entre as nações. mal distribuídas. testemunhamos conflitos na antiga Iugoslávia. Dispensar as idéias excessivas e periféricas. por exemplo). quer entre Estados. Selecionar cuidadosamente entre as idéias listadas. Estabelecer a tese que será defendida. sem falar da Guerra do Golfo. as quais provocaram grande extermínio. pois existem populações imersas em completa miséria. o meio ambiente encontra-se ameaçado por sério desequilíbrio ecológico. quer entre indivíduos – encontramos legiões de famintos em pontos específicos da Terra. POR QUÊ? *arg. a paz é interrompida freqüentemente por conflitos internacionais e. aos conflitos internacionais que se sucedem.2) Objetividade de argumentação frente ao tema / posicionamento O texto precisa ser articulado com base nas informações essenciais que desenvolverão o tema proposto. Nos países do Terceiro Mundo. Listar as idéias que lhe vier à cabeça sobre o tema. Embora o planeta disponha de riquezas incalculáveis – estas.3) Estabelecimento de uma progressividade textual em relação à seqüência lógica do pensamento. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. Planejar previamente a redação definindo antecipadamente o que deve ser feito. vemos com tristeza. Além disso. provocado pela ambição desmedida de alguns. sobretudo em certas regiões da África. de acordo com os critérios exigidos no comando da questão (número de linhas. Texto definitivo Chegando ao terceiro milênio. Quando se proceder à seleção dos argumentos no banco de idéias..PORTUGUÊS . deve-se classificá-los segundo a força para convencer o leitor. A redação elaborada a partir de esquema permite-lhes desenvolver o texto com seqüência lógica. EXEMPLO: TEMA: Chegando ao terceiro milênio.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO c. Em nossos dias. *arg. SUGESTÃO DE PRODUÇÃO DE TEXTO COM BASE EM ESQUEMAS ESQUEMA BÁSICO DA DISSERTAÇÃO 1º parágrafo: TEMA + argumento 1 + argumento 2 + argumento 3 2° parágrafo :desenvolvimento do argumento 1 3° parágrafo: desenvolvimento do argumento 2 4° parágrafo: desenvolvimento do argumento 3 5° parágrafo: expressão inicial + reafirmação do tema + observação final. aquelas que delimitarão o tema e defenderão o seu posicionamento. em alguns membros da Comunidade dos Estados Independentes. O texto deve apresentar coerência seqüencial satisfatória. além do mais. c. 2: A paz é interrompida freqüentemente por conflitos internacionais. que promovem desmatamentos desordenados e poluem as águas dos rios. o homem ainda não conseguiu resolver graves problemas que preocupam a todos. partindo dos menos fortes parta os mais fortes. *arg.

não há como fazer a introdução maior que o desenvolvimento.PORTUGUÊS . de estrutura de texto. provando suas opiniões. • Faça letra legível. IV. Conclusão: pode ser feita por uma síntese das ideias discutidas no desenvolvimento. apresentada de modo a sugerir o desenvolvimento. justificativas. 3. Introdução: consiste na proposição do tema. É o resultado final. III. do diálogo. isto é. de forma embrionária. d) Registrar idéias fundamentais numa sequência (ESQUEMA) e) Acrescentar o que faltar. Defender princípios. razões. II. será mais facilmente habitado pelas gerações vindouras. V. Por exemplo. esclarecendo as verdades que o envolvem. Apresentar opiniões positivas e negativas. apresentando propostas. tomando decisões. somos levados a acreditar que o homem está muito longe de solucionar os graves problemas que afligem diretamente uma grande parcela da humanidade e indiretamente a qualquer pessoa consciente e solidária. A orientação dada pelo esquema. Com essa noção clara. por ser justo e pacífico. etc. o que será desenvolvido no corpo do texto. Expor um assunto. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. ou suprimir o que for supérfluo. c) Planejamento: 1. da idéia principal. 20 . b) Reflexões sobre o tema. 2. reafirmando-a. Desenvolvimento: consiste no desenvolvimento da matéria. • Obedeça ao espaço proposto. Analisar objetivamente um assunto por meio de uma sequência lógica de idéias. É desejo de todos nós que algo seja feito no sentido de conter essas forças ameaçadoras. exige-se: a) Conhecimentos do assunto (adquirido por meio da leitura. discutir e avaliar as idéias em torno do assunto permitindo uma conclusão. Para fazer uma boa dissertação. desde o 1º parágrafo. Dissertar é: I. faz com que o candidato não se perca ao longo da produção. para podermos suportar as adversidades e construir um mundo que.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Em virtude dos fatos mencionados. E lembre-se de que a conclusão sempre retoma a idéia apresentada na introdução. citando fatos.). Apresentar opiniões sobre um determinado assunto. discutindo a problemática que nele reside. mantendo sempre fidelidade ao tema. da observação de fatos. procurando descobrir boas idéias e conclusões acertadas (antes de escrever é necessário pensar). desnecessário (RASCUNHO) f) Desenvolvimento do plano com clareza e correção. soluções para o caso apresentado. já que a introdução apresenta. DICAS FINAIS Ao redigir você deve observar alguns aspectos importantes: • Não rasurar e nem rabiscar a sua folha de redação. também é possível melhorar o seu desempenho nas provas de compreensão e interpretação de textos.

º de palavras exclui-se conjunção. evasiva e inadequadamente o tema. o mesmo espaço deixado para a margem do primeiro parágrafo deve ser respeitado para os demais Não usar esta linha Obs: Não há necessidade de preencher toda a folha. 21 . DETALHES QUE DEVEMOS EVITAR CONDIÇÕES DE NULIDADE São condições de nulidade da prova de Redação: a) Ser ilegível. • Observar o número mínimo de palavras exigido. preposição e artigo). Observe o desenho abaixo para maior clareza: ____________________TÍTULO____________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ Centralizar o título na primeira linha Saltar uma linha para começar a redigir Não deixar espaço em branco Iniciar a redação com parágrafo. • Não deixe espaços em branco. c) Abordar superficialmente. mas o número de palavras exigido deve ser respeitado. b) Fugir totalmente ao tema proposto. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO • Onde iniciar o 1º parágrafo. (Lembre-se: para contar o n.PORTUGUÊS . inicie todos os outros.

22 • com direito a • confortável mansão •congestionamento monstro • conseqüências imprevisíveis • consternar-se profundamente • corações e mentes • coroar-se de êxito • correr por fora • debelar as chamas • desabafar (como sinônimo de dizer) • detonar um processo •disparar ( como sinônimo de dizer) • dispensar apresentação • do Oiapoque ao Chuí • duras (pesadas) críticas • em nível de • enquanto (quando significar na condição de • erro gritante • escoriações generalizadas • estrondoso (fulgurante. • abrir com chave de ouro • antes de mais nada • aparar as arestas • ataque fulminante • atirar / lançar farpas • a todo o vapor • a toque de caixa • atuação impecável (irrepreensível.... f) Não obedecer aos tipos de composição propostos. DICAS FINAIS Manual da Redação da Folha de São Paulo CACOETES DE LINGUAGEM Evite. retumbante) sucesso • extrapolar • familiares inconsoláveis • fazer por merecer • fazer uma colocação • fonte inesgotável • fortuna incalculável • gerar polêmica • importância vital • inflação galopante • inserido no contexto • inundar (quando não se referir a enchente) • jóia da coroa • líder carismático • literalmente tomado • luz no fim do túnel • na vida real • no fundo do poço • óbvio ululante • os quatro cantos do mundo • pavoroso incêndio • perda irreparável • pergunta que não quer calar • preencher uma lacuna • prejuízos incalculáveis • quebrar o protocolo • requintes de crueldade • respirar aliviado • rota de colisão • ruído ensurdecedor • sal da terra • ser o azarão • sonora (estrepitosa) vaia • tirar uma resolução • trair-se pela emoção • trocar figurinhas • usina de idéias • verdadeiro tesouro • via de regra • visivelmente emocionado (nervoso) • vítimas fatais • vitória esmagadora APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO . colisão contundido esposa falecer Use..PORTUGUÊS . batida machucado mulher morrer PÁG. g) Ter um número de palavras inferior ao exigido. e) Conter dois ou mais parágrafos agramaticais..ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO d) Evidenciar desconhecimento do tema escolhido.. irretocável) • avançada tecnologia • a voz rouca das ruas • bater de frente com alguém • caixinha de surpresas • calorosa recepção • caloroso abraço • calorosos aplausos • caminho já trilhado • cardápio da reunião • carreira brilhante • carreira meteórica • catapultar • causar espécie • chagar a um denominador comum Não complique Em vez de.

Tratamento periférico do tema. objeto. 18. Objetividade inadequada para a proposta. Falta de entendimento do enunciado ( tema. 14. Desrespeito às margens. Grafia ininteligível. Ausência de conectivos. Ausência de articulação sintática. Uso incorreto de conectivos para estabelecimento de relação lógica. Repetição vocabular ou de idéias inadequada. 4. Inversão de termos sintáticos. Período longo. etc. 11. 13. 19. Vocabulário inadequado para o contexto. 10. Ausência de termos sintáticos ( sujeito. Pontuação e/ou paragrafação incorretas. Período/idéia incompleto. 15. 21. Pequeno recuo de parágrafo. Intercalação excessiva e confusa de orações. BLOCO C: Aspectos sintáticos 6. ) BLOCO D: Aspectos enunciativos 17. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. 8. 23 . 2. 9.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO mansão ou residência miserável óbito sanitário ou toalete viatura casa pobre morte banheiro carro ASPECTOS AVALIADOS EM UM TEXTO (Fundação Carlos Chagas) BLOCO A: Aspectos da leitura 1.PORTUGUÊS . 12. tipologia ). Uso equivocado de preposição ( reg. 5. modalidade. Subjetividade inadequada para a proposta. Ausência de clareza inadequada para a proposta. 20. Verbal e/ou nominal ) 16. 7. Uso de gerúndio para evitar conectivos ou outros fins. BLOCO B: Aspectos estéticos 3.

portanto. Ambigüidade inadequada de idéias. é um fórum social de relevância incomparável. que permite a incorporação das discussões a interferência criteriosa e pautada no meio – o cinema. Sejam qual forem o objetivo primário e seus decorrentes. interferindo na sociedade que o motivou e da qual afluí. o cinema enquanto (hyperlink você sabia 1) fórum. 30. o que se reflete em seus papéis enquanto forma de entretenimento objeto de concepção e expressão artística. 25. todavia. e para galgar uma inserção mais integral no contexto social. Incoerência interna. que conforme o contexto afluem à formação (ou deformação) do intelecto e consciência bem como doutrinamento. e com ela discussão. por extensão. 24. 28. Nesses termos. É sempre essencial todavia. atentar ao processo de crítica. Repetição inadequada de idéias-ausência de progressão. enquanto (hyperlink você sabia 1) mática social. mas da epistemologia em que o homem e toda sua complexidade são passíveis de análise. Argumentação frágil. são absolutamente sui generis. (sem título) O cinema. de idéias e práticas. E tal em instâncias. Incoerência externa. encerrando ou suscitando debates). com crítica e perspectiva em contrapeso à empatia pela expressão comunicativa. sempre. Inadequação do texto aos objetivos. não se limitam a elaborações circulares ou sem compromisso – os filmes são fruto de e visam a necessidades humanas. Inadequação do texto ao interlocutor 2. É nesse fórum que. Variante lingüística equivocada. que. se endossam ou questionam as práticas de vida. 31. 26. No mundo atual (hyperlink você sabia 3) é impossível permanecer alheio às manifestações da cultura. que permita a circulação. abordando o CINEMA COMO PRÁTICA SOCIAL. 27.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO 22. 29. ativo ou sutil. sua atuação formativa e doutrinadora sócio-cultural e mesmo psicológica. 24 . se origem boa parte do ideário e perspectivas humanas. analisa e busca compreender (com mais ou menos sofisticação) a realidade humana e sua problemática. enquanto (hyperlink você sabia 1) veículo da mídia e meio de comunicação. por sua penetrância e apelo. bem como os processos e meios ativos e interativos de relação entre o homem e suas conjecturas. a busca e absorção de suas mensagens faz-se mister. Os filmes não se resumem a histórias. REDAÇÃO COMENTADA TEMA: Redija um texto dissertativo-argumentativo. relativas inevitavelmente às significantes e referentes do universo do expectador. Em seus múltiplos aspectos. a produção cinematográfica responde ao anelo (e hoje necessidade) do lazer ao mesmo tempo que (hyperlink você sabia 2) com mais ou menos sofisticação. hoje mais que nunca. o cinema abarca e trabalha diversas dimensões da vida humana. do expectador. ASPECTOS LINGUÍSTICOS APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. mais delicado. destaca-se sua eminência inequívoca enquanto (hyperlink você sabia 1) recurso social e arena não só de cultura. permitindo o escrutínio do observador às articulações expositivas do cineasta (e. 23. É.PORTUGUÊS . Deste atributo advém sua dimensão a sua dimensão artística (expressiva. Inadequação do texto ao interlocutor 1. Estratégias ineficazes para a enunciação. dos atores sociais a que responde). bom e necessário que se atente aos produtos e obras do cinema. compreensiva) e sua função crítica (intrínseca ou extrínseca. Por essas razões.

complemento do verbo Comentário da Redação (Publicado em 2008 – EDITORA ABRIL / Flávia Rita Coutinho Sarmento) Rigor lingüístico e conteúdo: combinação perfeita! APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. Portanto. são marcadas por vírgulas na escrita. 25 .. são empregadas de forma incorreta.. empregue vírgula! Se um período estiver disposto na ordem direta. Tal conector se limita a situações de tempo simultâneo. não haverá necessidade de sinalizar ao leitor nenhum efeito de sentido pretendido. Essas situações lingüísticas..ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO 1. No entanto. Certo: O Brasil. adjunto adverbial as autoridades sujeito visitaram verbo o salão do automóvel. Por isso. Você sabia? A conjunção ‘enquanto’ é frequentemente empregada de modo inadequado pelos usuários da língua. Você sabia? Locuções prepositivas ou conjuntivas. Confira alguns exemplos para não errar. ao longo dos anos.. deveria. algumas delas acabaram sendo alteradas pelo uso oral.PORTUGUÊS . fique atento! Construções com valor limitativo exigem ‘como’. Exemplo de deslocamento de expressão adverbial Às dez horas. enquanto país exportador. e não enquanto! Errado: O Brasil. Certo X Errado A ponto de Ao ponto de Ao mesmo tempo em que Ao mesmo tempo que Apesar de que Apesar que Na medida em que À medida em que Uma vez que De vez que 3. em geral. mas é usado com valor restritivo em diversas situações. como país exportador. com certa freqüência. 2. há necessidade de se marcar com vírgula fenômenos como:    inversões intercalações omissão de termos que ficam ocultos na cadeia da frase. Você sabia? Nas expressões adverbiais deslocadas. são expressões invariáveis da língua portuguesa. Entretanto. deveria. como ao mesmo tempo em que e a ponto de.

ao apresentar a base argumentativa do texto.”). o candidatou cometeu um deslize lingüístico. como veículo da mídia e meio de comunicação. “mister”. um dos comandos da proposta de redação da UFRJ/2008 .. As idéias defendidas. logo na frase que abre o texto.. mas em diversos outros o vestibulando fez uso desse mecanismo inadequado de restrição. ao longo da produção. apresentando as idéias contidas neles de modo parafraseado. escolhas vocabulares pouco comuns. O terceiro parágrafo faz um link com o anterior. é um fórum social de relevância incomparável. o candidato discorreu sobre aspectos passados e atuais do cinema. demanda estratégias discursivas para a exposição clara das idéias.. garantiram a boa aceitação desse parágrafo. Além de explorar amplamente o tema sob diversas perspectivas. 26 . mas uma interpretação da realidade por meio da qual se pode questionar o mundo em que se vive.é impossível permanecer alheio às manifestações da cultura. O último parágrafo.. não atende ao quesito norma culta. melhorando as condições gerais da redação. o vestibulando mostrou ter domínio acerca da estruturação de textos argumentativos. Assim. na estruturação de seus posicionamentos. o vestibulando apostou na defesa da idéia de que o cinema é não só uma forma de o homem se reconhecer. o vestibulando demonstrou ter compreendido adequadamente os fragmentos apresentados na proposta e fez uma alusão indireta aos três trechos.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Sem título e empregando uma estrutura de paragrafação bastante comum às produções dissertativas: um parágrafo de introdução. não segue os padrões cultos da língua. embora apresente a tese do produtor com clareza. por exemplo. seus pontos de vista acerca do tema.”). Palavras como “epistemologia”. dentro de um contexto pertinente. “mática” entre outras. Desse modo. Não apenas nesse período.PORTUGUÊS . da seguinte forma: O cinema. Essa técnica de introdução é bastante simples porque usa como recurso o material oferecido na própria proposta. O candidato. o vestibulando recorreu aos parênteses como um recurso de marcação do posicionamento enunciativo do locutor-autor. Assim.. Já em seu parágrafo introdutório. enquanto veículo da mídia e meio de comunicação. de modo impessoal (em terceira pessoa). o candidato conseguiu atingir às exigências da proposta de redação da UFRJ/2008. O uso do articulador ‘como’ seria eficiente para esse tipo de recorte. De conteúdo amplo. sem dúvida. Por diversas vezes. . No segundo parágrafo. com traços explícitos de conclusão (“portanto”). Embora o candidato tenha incorrido em uma afirmação muito categórica (“... o que evidencia a necessidade de uma análise crítica do expectador diante do que lhe é oferecido no cinema. A sentença “O cinema. ou seja. podem enriquecer o texto se utilizadas de modo adequado. o candidato.. “conjecturas”. cometeu um equívoco freqüente ao restringir a focalização em diversos pontos de seu texto. conseguiu obter sucesso em seu texto a partir de um conteúdo original e um vocabulário rico. “doutrinamento”.’. ao mesmo tempo. que cometeu pequenos desvios no emprego de vírgulas e na acentuação de palavras. dois de desenvolvimento e um de conclusão. faz uma retomada dos posicionamentos assumidos ao longo do texto. E foi isso que o candidato fez: apostou em um amplo vocabulário para expressar. mas. isto é. abordou aspectos artísticos e sociais relacionados a tal modalidade de expressão. Introduzido pela expressão “por essas razões”. prioriza a exposição de conseqüências a partir do que já foi exposto. O uso da conjunção temporal “enquanto” para limitar um assunto não é normativo. interrompeu a seqüência da frase para expor informações de cunho complementar às apresentadas anteriormente.”. Com idéias originais e boa capacidade argumentativa. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. ela foi adequadamente contrabalanceada pela ressalva introduzida no período seguinte (“É sempre essencial todavia. o candidato poderia se expressar. Merecem destaque.

Se o adj. Exceto: as ligadas pela conjunção e de mesmo sujeito. então.) Para separar expressões corretivas. Para separar conjunção no início do período. Para separar orações subordinadas adjetivas explicativas. for pequeno. porém. ADV. não use vírgula. no entanto. menos. Entre constituintes diretos.. B) Uso de ponto-e-vírgula: Para separar iens de lei. todavia. Para isolar expressões explicativas. (exceto.adv.. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG.PORTUGUÊS . Para indicar deslocamento de termos (principalmente. 27 . isto é. As reduzidas depois da principal não devem ser separadas por vírgulas). Para separar orações coordenadas de grande extensão. conjunções e advérbios) Observações: é proibido usar vírgula quando a frase estiver na ordem natural. apenas.. É proibido separar por vírgula oração subordinada substantiva. ( As desenvolvidas pospostas à principal podem ser separadas por vírgulas. Para separar orações coordenadas simétricas.1) Entre termos da oração (período simples) Para isolar aposto. A) Uso da vírgula: A. A.) Para indicar elipse ou zeugma.. As restritivas não se separam da principal por vírgula. (ou seja.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO USO DE SINAIS DE PONTUAÇÃO Ordem natural da frase (canônica): SUJ. (portanto.2) Entre orações: Para separar orações coordenadas assindéticas e sindéticas. Para separar orações subordinadas adverbiais deslocadas – antes da principal – reduzidas ou desenvolvidas.. + VERBO + COMPLEMENTO + ADJ. a vírgula será opcional.. Use vírgula quando deslocar algum termo ou intercalar.) Para separar itens de enumeração. Para separar orações coordenadas opostas pelo sentido. Para isolar vocativo. vale dizer.

TEMA 3 O programa Fome Zero do Governo Federal e o combate à violência. D) Uso de travessão: Para marcar mudança de interlocutor no discurso direto. O que você acha ser prioridade. G) Uso de aspas: Para indicar que se trata de uma citação alheia (de outro autor) Para indicar mudança de discurso (falas de personagens) Para indicar ironia. até mesmo críticas. Para indicar simultaneidade de ações. 28 . foi instituído o programa de cotas para negros em algumas universidades e. destaque em todos os noticiários brasileiros. o combate à fome ou à violência? TEMA 4 Atualmente.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO Para separar orações coordenadas que já tenham vírgula em seu interior. gíria. TEMAS DE REDAÇÃO TEMA 1 Atualmente os meios de comunicação têm falado muito sobre a Reforma da Previdência. no Brasil. têm participação constante nos debates do cidadão brasileiro. Para separar oração subordinada substantiva apositiva. Para inserir a opinião do narrador no texto. estrangeirismo. Para desenvolver uma sigla. Para marcar início de discurso direto. Veja dois pontos de vista: APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG. principalmente nas grandes cidades. recentemente. principalmente do ponto de vista dos chamados radicais do PT. Não se usa ponto-e-vírgula para separar orações subordinadas. Mas afinal.) Para marcar hesitação. Não se usa ponto-e-vírgula em período simples. C) Uso de reticências: Para marcar suspensão do pensamento (o leitor é capaz de deduzir o que se omitiu. TEMA 2 A violência é. Para separar orações coordenadas (normalmente com valor de pois). Enquanto uma parte da opinião pública e autoridades defendem a manutenção e continuidade de expansão desse projeto.PORTUGUÊS . desde sua importância e necessidade. enfatizar ou destacar palavras dentro do texto. qual seria a sua causa? Redija um texto tentando responder a essa questão. Para marcar uma informação adicional (duplo travessão com valor de vírgula) E) Uso de dois pontos: Para marcar início de enumeração. Redija um texto expondo suas idéias sobre essa reforma. neologismo. há aqueles que acham ser uma forma de discriminação e não de apoio. hoje. há projetos políticos de estender esse critério de acesso para outras instituições de ensino superior para essa parcela da sociedade brasileira. Para dar uma explicação. Para marcar continuidade da idéia. F) Uso de parênteses: Para marcar a inserção de uma informação marginal. desde rodas de botecos a importantes programas de TV.

mas a escolha mais fácil. TEMA 8 “A prostituição não representa a falta de escolha do indivíduo. Isso reflete as tensões do mundo contemporâneo.” ( Danuza Leão ) Redija um texto argumentativo confirmando a assertiva. como funcionário público. 29 . Redija um texto explicando como tais países poderiam usar em benefício próprio as riquezas que possuem. Escolha uma dessas opiniões e redija um texto reforçando as idéias nela apresentada. TEMA 7 Quando é que devemos interferir no curso natural da vida? Médicos e familiares se deparam cotidianamente com árdua tarefa de decidirem manter ou não a vida de pacientes cujas chances são mínimas. PROPOSTAS DE CARTA PROPOSTA 1 Escreva uma carta ao atual Presidente da República relatando o que você.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO . Dê a sua opinião a respeito do assunto.O negro beneficiário desse sistema de cotas poderá ser apontado como incompetente. APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG.PORTUGUÊS . tome como base a realidade brasileira. espera dele. TEMA 6 A criminalidade vem ocupando um espaço cada vez mais amplo dentro da sociedade brasileira. TEMA 10 As buscas por terapias que visem a minimizar o desconforto interior estão cada vez maiores. perante o acesso tradicional do vestibular. O fato de os envolvidos nem sempre serem marginalizados leva a uma acertiva: “A marginalidade no Brasil nem sempre marginaliza os envolvidos. TEMA 5 Os países subdesenvolvidos são hoje os maiores detentores de recursos naturais e reservas ecológicas.” ( Jussara Gomes ) Redija um texto apresentando argumentos contrários e favoráveis ao fragmento apresentado. Para tanto. mas está ocupando uma vaga por critério de apadrinhamento social.A cota para negros diminui o teor de exclusão social. já que as pesquisas do IBGE sempre comprovaram que os negros têm os mais baixos salários e as menores chances de acesso a um emprego. Redija um texto explicando a relação existente entre modernidade e estresse. .” ( Rubem Alves ) Redija um texto argumentativo retificando ou ratificando o excerto de Rubem Alves. TEMA 09 “Os veículos de informação hoje perderam a função de formadores de opinião e passaram a refletir ideologias dos grupos aos quais se vinculam.

30 . APERFEIÇOAMENTO E CAPACITAÇÃO PÁG.PORTUGUÊS . C) Redija uma carta ao PROCON pedindo informações sobre o que pode ser feito com relação ao seu caso. Redija o texto que você julgar apropriado à ocasião. B) Redija uma carta ao ministério da saúde exigindo maior rigor na comercialização de tais produtos. Você deve redigir um texto aos seus colegas expondo os resultados de sua pesquisa. Lembre-se de que o mesmo será publicado em um veículo de grande circulação. PROPOSTA 3 Você é um estudante do segundo grau e realizou uma pesquisa sobre a influência da maconha no aprendizado. A) Redija uma carta à empresa responsável pela fabricação do produto. PROPOSTA 4 O consumidor é constantemente lesado no Brasil.ESPECIAL REDAÇÃO – FLÁVIA RITA COUTINHO SARMENTO PROPOSTA 2 Você é o diretor do Departamento Pessoal de uma empresa e precisa justificar a demissão de 100 pais de família à sociedade. Coloque-se no lugar de uma consumidora que foi enganada por fabricantes de um produto para emagrecer.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful