Você está na página 1de 3

Recomendações 46

Técnicas
ISSN 1415-0891
Novembro, 2002
Porto Velho, RO

Recuperação de Pastagens Através


de Métodos Físicos
1
Newton de Lucena Costa
2
Claudio Ramalho Townsend

A pecuária tem sido uma atividade pioneira na nutrientes contidos nas cinzas proveniente da
ocupação de áreas de fronteira e, nos últimos 30 biomassa incinerada. Tal situação perdura
anos vem sendo incrementada na região durante por três a cinco anos após o
Amazônica, transformando segmentos estabelecimento da pastagem. A partir daí, há
significativos da floresta em pastagens, como um decréscimo na produtividade de
consequência da abertura de novas estradas que forragem e incremento na comunidade de
propiciam condições favoráveis para a ocupação plantas invasoras, como consequência da
humana na região. As pastagens têm apresentado incapacidade da planta forrageira em suprir
com o decorrer dos anos um declínio gradual e bons rendimentos em baixos níveis de
acentuado de produtividade, o qual está fertilidade do solo. Este processo de
diretamente relacionado com a fertilidade e as degradação pode culminar com a
características físicas do solo (consistência, taxas inviabilidade bioeconômica da pastagem.
de infiltração, porosidade, textura, densidade etc.). Deste modo, torna-se imprescindível a
Contudo, outros fatores também contribuem para recuperação e intensificação da utilização das
este processo, tais como deficiências em seu pastagens cultivadas, com vistas a reduzir a
estabelecimento (sementes de baixa qualidade, expansão destas em novas áreas de floresta,
mal preparo do solo etc.) e a utilização de práticas além de proporcionar benefícios de ordem
de manejo inadequadas. Em geral, a utilização ecológica (preservação da floresta),
das pastagens cultivadas tem sido realizada sob econômica (custo de formação de pastagem
condições de altas pressões de pastejo, maior que o de recuperação) e social
associadas ao pastejo contínuo ou períodos (necessidade de mão-de-obra).
mínimos de descanso, as quais não são
compatíveis com a manutenção do equilíbrio do As práticas mais utilizadas para deter o
complexo solo-planta-animal que permita uma declínio de produtividade das pastagens tem
produtividade satisfatória da pastagem à longo se restringido ao controle de plantas
prazo. invasoras, através de métodos manuais,
químicos ou físicos, isolados ou integrados.
Nos primeiros anos após a formação da Estes são, geralmente, associados com
pastagem, normalmente, obtém-se bons níveis de queimas periódicas e seguidos de um período
produtividade animal, sendo comum uma de descanso variável, com a finalidade de
capacidade de suporte de até 1,5 UA/ha/ano reduzir a competição da comunidade de
(Unidade Animal = 450 kg de peso vivo). Este plantas invasoras e favorecer um melhor
comportamento é decorrente do incremento da desenvolvimento da planta forrageira.
fertilidade do solo pela incorporação dos

1
Eng. Agrôn., M.Sc., Embrapa Rondônia, Caixa Postal 406, CEP 78900-970, Porto Velho, Rondônia
2
Zootec., M.Sc., Embrapa Rondônia
2 Recuperação de Pastagens Através de Métodos Físicos

Entretanto, na maioria dos casos, mesmo um verificados com a gradagem (2016 kg/ha),
descanso prolongado das pastagens não tem aração (1676 kg/ha) e aração + gradagem
proporcionado o efeito desejado, tornando-se os (1346 kg/ha). As produções de matéria seca
processos de limpeza cada vez mais freqüentes das plantas invasoras foram diretamente
e menos eficientes, pois, geralmente, não é proporcionais à intensidade de preparo do solo,
suficiente para que as gramineas e/ou sendo os maiores valores registrados com a
leguminosas forrageiras recuperem seu vigor. aração + gradagem (1203 kg/ha) e aração
Como as plantas invasoras são, na maioria, (1018 kg/ha). No período seco, com exceção do
nativas e perfeitamente adaptadas às condições tratamento testemunha que apresentou o menor
edafoclimáticas da região e, dificilmente são rendimento de MS, para os demais métodos de
consumidas pelos animais, tendem a recuperação não se observaram diferenças
predominar no ecossistema. significativas. Os maiores rendimentos de
matéria seca das plantas invasoras foram
Quando o principal fator da degradação da obtidos no tratamento testemunha, com a
pastagem é a compactação do solo, a utilização aração e com aração + gradagem. Neste
apenas de métodos físicos pode proporcionar período, a disponibilidade de plantas invasoras
bons resultados. No entanto, esta prática só tem na pastagem, comparativamente ao período
sucesso quando, paralelamente são combatidas chuvoso, foi reduzida em 71%. Os resultados
as causas da compactação, notadamente o obtidos demonstraram que a aração, gradagem
superpastejo. Para pastagens degradadas de e aração + gradagem foram os métodos mais
Digitaria decumbens, os maiores rendimentos eficientes para a recuperação da pastagem
de forragem foram obtidos com a utilização de degradada.
duas gradagens, isto como consequência do
aumento da percentagem da gramínea na No entanto, dependendo do nível de fertilidade
pastagem e do melhoramento das condições natural do solo, em algumas situações a
físicas do solo (porosidade, umidade e utilização apenas de métodos físicos pode não
formação de agregados), além da redução ser suficiente para evitar o declínio da
significativa da percentagem de plantas produtividade das pastagens ainda produtivas,
invasoras. bem como para melhorar a produtividade ou
recuperar aquelas em vias de degradação. Para
A utilização do arado + grade de 1.000 kg foi o pastagens de B. decumbens, o uso isolado da
tratamento mais efetivo, proporcionando um gradagem não proporcionou resultados
incremento de 46,1% no rendimento de matéria positivos, os quais foram significativamente
seca da gramínea, em relação à pastagem ressaltados com a aplicação de 22 kg/ha de P.
testemunha. Para pastagens de Brachiaria A adoção de técnicas de manejo consistindo de
dictioneura e B. brizantha, a aração + duas descanso, limpeza manual, fogo, subsolagem
gradagens ou, gradagem + aração, seguidas de ou gradagem, todos asssociados com a
três gradagens, foram os métodos mais aplicacao de 50 kg de N/ha, permitiram a
eficientes de recuperação, aumentando em recuperação de pastagens de Panicum
mais de dez vezes os rendimentos de forragem maximum, enquanto que para as de B.
das gramineas, em comparação com apenas decumbens os métodos mais eficientes foram a
uma gradagem. A aração em faixas e a gradagem (uma ou duas passagens), seguida
gradagem cruzada incrementaram em 203 e da aplicação de 22 ou 44 kg de P/ha.
148%, respectivamente, os rendimentos de
matéria seca de D. decumbens, quando A utilização de métodos físicos para a
comparados com os da pastagem degradadada recuperação de pastagens degradadas pode
não submetida a nenhum método de ser bioeconomicamente viável, desde que
recuperação. sejam seguidos da adoção de práticas de
manejo que envolva a utilização de
Em Rondônia, em pastagens degradadas de B. germoplasma forrageiro com baixo
brizantha cv. Marandu avaliou-se os efeitos de requerimento de nutrientes e com alta
métodos físicos (roçagem, aração, gradagem, capacidade de competição com as plantas
aração + gradagem) sobre a sua recuperação. invasoras e sistemas e pressões de pastejo
Durante o período chuvoso, os maiores compatíveis com a manutenção do equilíbrio do
rendimentos de forragem da gramínea foram ecossistema.
Recomendações Exemplares desta edição podem ser Comitê de Presidente: Newton de Lucena
adquiridos na: Costa
Técnicas, 46 Embrapa Rondônia
Publicações Secretária: Marly Medeiros
Endereço: BR 364, km 5,5 Normalização: Alexandre Marinho
Caixa Postal 406, CEP 78900-970 Membros: Claudio R. Townsend,
Porto Velho, RO Marilia Locatelli, Maria Geralda de
Fone: (69) 222-0014 Souza, José Nilton M. Costa, Júlio
MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,
PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Fax: (69) 222-0409 César F. Santos, Vanda Gorete
E-mail: sac@cpafro.embrapa.br Rodrigues,

1ª Edição Expediente Supervisor Editorial: Newton de


1ª Impressão 2002 Lucena Costa
Tiragem 100 exemplares Revisão de texto: Ademilde
Andrade Costa
Editoração Eletrônica: Marly
Medeiros