Você está na página 1de 5

1914-18 - Primeira Guerra Mundial 1917 - Declaração de Balfour 1919 - Conferência de Paz de Paris (Tratado de Versalhes etc) 1918

-22 - Partilha do Império Otomano 1920 - Conferência de Londres 1920 - Conferência de San Remo 1920 - Tratado de Sèvres Mandato Britânico da Mesopotamia (Iraque) Mandato Britânico da Palestina (depois dividido em Palestina e a autônoma Transjorda nia) Mandato Francês do Líbano Mandato Francês da Síria Independência do Yemen Soberania britânica sobre o Chipre 1919-23 - Guerra de Independência Turca (+ Guerra Franco-Turca); 1921 - Tratado de Ancara 1920 - Reino Árabe da Síria (Síria, Líbano e Palestina) rei Faisal (início do Pan-Arabismo) 1919-21 - Guerra Franco-Síria (França exila Faisal, depois os britânicos aceitam decla rá-lo rei do Iraque) 1921 - Conferência do Cairo e Tratado Anglo-Iraquiano 1923 - Tratado de Lausanne 1928 - fundada a Irmandade Muçulmana 1936 - Revoltas árabes na Palestina contra vinda de judeus 1945 - fundada a Liga Árabe 1952 - Revolução Egípcia 1958-61 - República Árabe Unida (Egito + Síria) 1959 - fundado o Fatah (Israel/Palestina) 1964 - fundada a OLP (Israel/Palestina) 1978 - Acordos de Camp David (Pactum de Contrahendo para o posterior Tratado de Paz entre Israel e Egito, de 1979; além de compromissos sobre a questão Palestina) 1980-88 - Guerra Irã-Iraque 1982 - Hizbollah (Líbano) 1987 - Hamas (Israel/Palestina) 1987-93 - I Intifada 1990-91 - Guerra do Golfo 1991 - Conferência de Madrid 1993 - Acordo de Paz de Oslo 2000-05 - II Intifada 2003-2011 - Guerra do Golfo II/ Guerra do Iraque Regiões: Oriente Médio Oriente Próximo Maghreb Mashrek Modelo Turco Modelo Saudita e petromonarquias Modelo Iraniano (a partir da Rev. Islâmica) e Crescente Xiita (termo cunhado pelo rei Abdullah da Jordânia em 2004, que significa o arco de influência que vai do Irã do minado pelos xiitas aos seus aliados no Iraque, Síria e Líbano) Pan-arabismo Zaki al-Arsuzi e Constantin Zureiq Nasserismo (Gamal Abdel Nasser)

sob o comando de um líder chamado Osman I. em agradecimen to. No fim do século 13. começou a atacar e conquistar territórios bizantinos na Anatólia. persas. Foram eles que mais tarde derrotariam os biz antinos em Constantinopla. O sultão selêucida. nação que cresceu e se unificou como um império após a queda do poder dos hunos na Ásia Central.Confederação de partidos. O mais anti go registro do termo turco é do século 5 e se refere aos gokturcos. sob a liderança de Maomé II. ou Othman. Jihad Palestina etc) terrorismo Wahhabi (referente a Muhammad ibn Abd al Wahhab) salafistas . drusos. na divisa com o território bizantino. a dos selêuc idas. havia tomado quase todas as grandes cidades gregas da região. outro clã seminômade turco teria migrado do norte da Pérsia (o atual Irã) par a o oeste. O clã aliou-se aos turcos e venceu os mongóis. salafistas são contrários a uma Con stituição. em 1453. No início do século 11. A forma como isso ocorreu está repleta de mitos e se perdeu no folclore. uma das tribos turcas muçulmanas. alauitas. conquistariam te . esses tur cos ficaram conhecidos como otomanos . O que se sabe é que. principais: Fatah e Hamas) Governo: Autoridade Nacional Palestina e Conselho Legislativo da Palestina Sayed Abul ala Mawdudi e ideologia deobandi (Índia/Paquistão) jihadistas (ex: Jihad Islâmica Egípcia. curdos. Nessa época. O declínio do Império Turco na Ásia coincidiu com a expansão da religião muçulmana na região. e. xiitas. Até o século 7. Acham é ela é o Alcorão terrorismo Qutbio (referente ao egípcio Sayyid Qutb) Taleban (Afeganistão e Paquistão) Hezbollah (Líbano) Al Qaeda Turquia. turcos e Império Turco-Otomano Historicamente. os turcos mantiveram um intenso intercâmbio cultural e comercial com c hineses. turco é a denominação de povos originários do centro asiático.muçulmanos sunitas ultraconservadores que lutam para definir a nova o rdem de acordo com as tradições religiosas do século 7º.Partido Baath (Michel Aflaq) Liga Árabe Irmandade Muçulmana Síria Governo: ditadura alawita/xiita-Baathista de Bashar al-Assad População: sunitas. teria concedido ao clã um pequeno território montanhoso no noroeste do império. Ali. cristãos. armênios e circassianos Palestina (OLP . deparou com um conflito entre turcos selêucidas e mongóis (do líder Ta merlão). coreanos e mongóis e ocuparam regiões que vão do nordeste da Europa a o leste da China.

Assim. Omã. como os berb eres do Norte da Ãfrica. pp. além d isso. o islamismo era a religião oficial e a língua árabe tornou-se rapidamente o principal meio de comunicação. Keila. da Ásia Menor e do Império Persa. o Norte da África e parte dos impérios Bizantino. hoje em dia. alguns destes mesmos grupos conquistados expandiram ainda mais a fé islâmica. indo até a s fronteiras com a Índia e a China. Jordânica. foi profundamente marcado pelo anti-semit ismo europeu (ex. todos os povos conquistados adotaram o árabe como primeira língua. os povos conquistados pelos árabes muçulmanos f oram arabizados e islamizados. Nesse império. O gov ingles dá aval a revolta árabe contra os otomanos iniciada em 1916 com o auxilio do coronel ingles Lawrence. O Século XX. a maioria de seus militan tes preconizava uma dimensão socializante do sionismo. através de comunidades c oletivistas os kibutzim permitisse a criação de uma nova sociedade. Turqu a e Territórios da Autoridade Nacional Palestina. O mais importante desses movimentos nacionalistas foi o liderado por Hussein que pretendia contituir um grande REINO ÁRABE que incluia além da Arábia. O mundo árabe e as guerras árabe-israelenses. assim. Emi rados Árabes Unidos. Bulgária e Sérvia). 2001. Damasco. Egito. em relativamente pouco tempo. Os ingleses conseguiram se . mesmo não fazendo parte do Oriente Médio. habitantes de países como a Argélia e o M arrocos adotam a religião muçulmana e são considerados árabes (GRANDE ORIENTE). e tendo como sucessivas capitais as cidades de Meca. Sassânida e Persa. 3. colina de Jerusalém que simboli za a Terra Prometida. Iêmem. que. Contando com ajuda externa esses movimentos cresceram e ajudaram a minar ainda mais o império. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. 97-131 O Oriente Médio abrange os países Afeganistão. tropas árabes dispuseram-se a propagar a religião através da e xpansão militar e.rritórios na Europa (nas atuais Grécia. Catar. dominando a penínsul a Ibérica. assim. fixando as tarifa s aduaneiras e controlando todas as trocas comerciais dos endividados otomanos. Daniel Aarão. o Império Turco-Otomano. Com exceção dos territórios europeus. a última travada pelo Império Otomano como grande potência. Movimentos nacionalistas árabes a exemplo dos servios e gregos nos Balcãs buscavam a utonomia e independência. Kuwait. Vol. fora os cristãos e judeus que tinham o direito de administrar suas comunidad es e beneficiar-se da liberdade de culto mediante o pagamento de um imposto espe cial todos também passaram a professar a religião muçulmana. Tempos mais tarde. teve seu golpe final depois da Primeira Guerra Mundial. fundada por Maomé. a cultura e os valores dos árabes e são muçulmanos aqueles que seguem a religião do islã. Iraque. Muito influenciados pelo socialismo europeu. pogroms na Russia e caso Dreyfus na França). na década de 1890. Jornalista vienense Theodor Herzl. Síria. o Iraque e a Palestina. Barein. que. Depois da morte de Maomé. Irã. após uma nesga de modernização com a Revolução d os Jovens Turcos. a Síria. o estabelecimen to na Palestina de um lar nacional para o povo judeu. Israel. organizou o primeiro congresso sionista e escreveu o livro o Esta do Judeu em 1896. da Arábia. constituíram um império que acabou se estendendo por 6 mil quilometros. Na palestina tanto franceses como ingleses tinham interesse.Conflitos no Oriente Médio (HG 352) GRINBERG. Bagdá e Cairo. para garanti r o apoio sionista para salvaguardas seus interesses na região LORDE BALFOUR em 19 17 declara que o Império Britânico encara favoravelmente. com estima. quase 500 anos dep ois. que só desapareceria após a Primeira Guerra. In: REIS FIL HO. Líbano. do oceano índico ao Atlântico. É por isso que. que a propagaram ao sul doo Saara. O FIM DO IMPERIO OTOMANO E A NOVA CONFIGURAÇÃO POLÍTICA DO ORIENTE MÉDIO 1854 GUERRA DA CRIMÉIA Inglaterra e França apoiam o Império Otomano na vitória contra a Rússia e por isso consollidam definitivamente seu poder na região. Sionismo é o movimento que preconiza a volta a Sion. Arábia Saudita. Lança a versão política do sionismo que pregava a criação de um estado la ico (não necessariamente na Palestina) que solucionasse os problemas de segurança do s judeus. São árabes aqueles que se identificam com a língua. Criariam. Oriente Médio A19 . Hungria.

À proclamacao oficial da criação do Estado de Israel feita por David Ben Gurion em Tel-Aviv. Não a qualquer negociação co m Israel e Nao ao reconhecimento de Israel. a partir de então. Os dois lados se negavam a negoc iar. Logo que o plano de partilha foi tornado público e a data para o fim do mandato marcada inicio choques intensificaram. Intervenção da ONU. Revendo sua posição os britânicos op taram por restringir radicalmente a entrada de judeus na Palestina em 1939. Massacres de judeus e m Hebron 1929.comprometer tanto com Hussein como com os sionistas. Ficou claro que a era dos Impérios estava sepultada. bu scando as oportunidades econômicas criadas com a colonização judaica. Com apoio br itânico e francês Israel realiza pequenos ataques no Egito. Entendendo que a internacionalização do golfo de Ácaba e a presença de tropas da ONU na península do Sinai eram uma afronta a sua soberania Nasser fecha novamente o golfo à navegação isra elense. os palestinos não possuiam qualquer reivindicação territorial de cunho nacionalista. Em 1950. Apoiando-se nos princípios de reencontro da dignidade árabe e da necessidade de progresso econômico. grupo ingles responsável por investigar os confli tos da Palestina. o rei Abda llah consegue anexar a Cisjordânica a seu território (que. o Egito toma conta da faixa de Gaza e Jesursalém é dividida. sem apoi o Americano as potências européias não conseguiram administrar o conflito. pela primeira vez proposta a partilha da região. rei Hussein decide reprimí-los. metade da população palestina viviam em campos de refugiados criados pela U NRWA. Terroristas palestinos autonomia no terriório jordanian o. entrar em detalhes sobre os limites geográficos das futuras nações. no entanto. Ao mesmo tempo a LEI DE RETORNO. Até o crescimento da imigração judaica na região. just amente o ano em que Hitler dá início à guerra que acabaria por exterminar 6 milhões de j udeus POLITICA DO LIVRO BRANCO. Em retaliação o Egito fecha o canal de Suez e o acesso ao golfo de Ácaba aos navios israelenses. Explosão do hotel King David em Jerusalém. à exceção da Jordânia. sede do g overno inglês pelo Irgun. Acordo Sykes-Picot tracava os limites dos paises e regiões sob mandato ingles ou f rances. Resolução 242 da ONU previa a retirada progressiva das tropas israelenses dos territórios ocupados. ACORDOS DE CAMP DAVID em 1978. Gamal Abdel Nasser ideologia vagamente constituída como socialismo árabe. portanto. SETEMBRO NEGRO. Primeira guerra em que os países árabes usam o petróleo como arm a política. Jimmy Carter. retatório da Comissão Peel. a partir de então mundo árabe . ONU em 1947 decide pela partilha da Palestina em dois Estados e pelo fim do Mand ato Britânico. Avioes israelenses sequestrados. Nasser se constituiu num símbolo popular da unidade e do não-alinhamento que se materializou na contrução da bar ragem de Assuã e na nacionalização da Companhia do Canal de Suez em 1956. desmembrados do Imperio Otomano. assim como aos 160 árabes palestinhso que permaneceram e m seus locais de origem. A partir de então ficou claro que Israel era o país mi litarmente meis poderoso da região. apoiando as pretensões nacio nais dos dois sem. CONFERENCIA DE CARTUN = 3 NÃOS= 1967 não à paz com Israel. nemde.a meaçando reduzir a produção enquanto Israel continuasse ocupando terras árabe s. Israel ocupava território 21% maior. aprovada em 1950 pelo parlamento de Israel concede cidadania israelense a todos os judeus que desejare m imigrar para o novo país. GUERRA DOS SEIS DIAS. atletas israelenses massacrados na O limpíada de Munique de 1972. Em 1937. no armistício de 1949. estabelecer residência nos países árabes vizinhos. sem poder retornar às suas casas. veementemente r ecusada pelos árabes reunidos na Síria no Congresso Pan-Arabe de 1938 (A palestina é ára be. Pode-se dizer que o sionismo motivou a formação d o nacionalismo palestino. correspondeu o ataque d os países árabes ao redor. Guerra de independência. Invasão israele nse. Milicia Haganah e Irgun. tinham como interlocutor o mufti de Jerusalém. 1970 Nasser morre e é substituído por An uar Sadat. Liga árabe nada coesa e menos armada leva a pior. 1973 GUERRA DO YOM KIPPUR Egito e Síria invadem Irael. oscilava e ntre a simpatia à Irmandade Muçulmana e a adesão ao Partido Comunista o nasserismo foi amplamente aceito nos outros países árabes. Arabes compensavam a falta de organização co m exesso de contingente. Revolta palestina de Iaffo 1921. depois da 1GM ARABES E SIONISTAS NA PALESTINA O INICIO DA CONVIVENCIA Entre 1922 e 1946 100 mil árabes entraram na área controlada por mandato britânico. A política de usar o petróleo teve como consequencia a intervenção americana como med iadores do conflito. e preservá-la como tal é dever de todos os árabes). Sadat foi assa ssinado mas política mantida por sucessos Hosni Mubarak. passa a ser o Reino da Jordânia).

o perigo está do lado de dentro. guerra dura 8 anos e acaba com o cessar-fogo procla mado pela ONU. que mesmo sofrendo embargo econômico imposto pelas gra ndes potências continua se sustentando no Iraque. O desespero da população foi o que levou à INTIFADA 1987. com movimentos que unem política à religião. Na reunião do Conselho Nacional Palestino 1988 renuncia de vez ao terrorismo. suas táticas de negociação não são mais sedutoras. Nascidos sob o signo da moder nização ocidentalizante. Guerra conside rada o Vietnã de Israel. a OLP entra em crise. Agora. quando o inimigo era o vizinho. prin cipalmente aos habitantes da Cisjordânia e Faixa de Gaza. não é suficiente para derrubar o regime de Saddam Hussein. Pouco depois cai o ministro de defesa de Israel Ariel Sharon. Isso muda completamente a situação com a qual israelenses e árabes esta vam acostumados a lidar há quese um século. Pela primeira vez soldados recusavam-se a ir para os camp os de batalha. Anos 90 agravamento das condições socio-econômicas da maioria da população árabe. fortalecimento dos fundamentalistas. Revolução islâmica no Irã 1979 aiatolá Khomeini restaurou a autoridade do islã. A grave crise econômica do Iraque.divide-se entre países pró-ocidente que aceitavam negociar com Israel (como o Egito ) e outros que tentavam manter uma política independente (como Síria Iraque e Líbia). Arafat usa a intifada como instrumento de propaganda angariando a simpatia mundial aos revoltosos. Governo laico de Sadd am Hussein invade Irã em 1980. MOVIMENTO PAZ AGORA. Que por sua vez levaram a cris e de seu governo teve eleições gerais antecipadas em um ano. nem a revolução iraniana se espalhou pelo Golfo Pérsico. O único a apoiar H ussein é Iasser Arafat. refugiados palestinos no Líbano são mortos por facção cris tãos maronistas treinada e mantida por Israel. Amargando mais uma derrota. os Estados nacionais do Oriente Médio se deparam cada vez mai s. derrubando o governo da dinastia Pahlevi modernizada e ocidentalizada. em 1998. ao mesmo tempo proclama o reconheciemnto do direito de Israel à existência e enfatiza a necessidade de criação d o Estado Palestino. Benjamim Netan yahu assumiu em 1996 com promessa de frear negociações. OLP deixa o Líbano e se instala na Tunísia. devendo 70 bilhões de dólares ao fim da guerra com o Irã. Liderada pelos EUA e com autorização da ONU. Em 1995 Rabin assassinado por judeu. alegando razões de consciência. no entanto. que. Massacres de Sabra e Chatila.quase nunca pela via da negoci ação e do direito. ACORDOS DE PAZ DE OSLO 1993 (Ra bin. justifica a invasão do Kuwait em 1990. Arafat e Bill Clinton). Os objetivos de ambos foram alcançados: o regime islâmico não caiu. O poder americano. O crescime nto econômico propiciado pela produção petrolífera nao correspondeu a uma elevação no padrão e vida geral. Grupos extremistas como o Hamas que pregam a destruição de Israel começam a paticipar dos Ataques. Mas por pressão americana faz algumas concessões como os acordos de Wye. criando fundamentos históricos em aconte cimentos ocorridos há séculos para as opções que defendem. . Israel por conta do guerra Irã Iraque deixou sua posição de isolam ento aproximando-se da Jordânia e da Arábia Saudita. uma grande coalizão internacional ataca o Iraque em 1991.