Você está na página 1de 8
2013 BRASIL' BRASIL' SEM'LIX SEM'LIX ÃO ÃO Fotos: banco de imagens e arquivo do MMA.
2013 BRASIL' BRASIL' SEM'LIX SEM'LIX ÃO ÃO Fotos: banco de imagens e arquivo do MMA.
2013 BRASIL' BRASIL' SEM'LIX SEM'LIX ÃO ÃO Fotos: banco de imagens e arquivo do MMA.
2013
BRASIL' BRASIL' SEM'LIX SEM'LIX ÃO ÃO
Fotos: banco de imagens e arquivo do MMA.

VOCÊ SABIA?

COMO PARTICIPAR DA CONFERÊNCIA?

O DESAFIO É DE TODOS!

Q

u e $a $m a i or $p a r t e $d a $p o p u l a ç ã o $b ra s i l e i r a $m o r a$

O s $ g o v e r n o s $ r e a l i z a m $ c o n f e r ê n ci a s $ p a r a $ p r o m ov e r$

C a d a $ u m $ e s t á $ f a z e n d o $ s u a $ p a r t e . $ A $ l e i$

e

m $c i d a d e s . $Is s o $l e v a $a o $a u m e n t o $d o $c o n s u m o $e$

$ p a r t i c i p a ç ã o $ d a $ p o p u l a ç ã o $ n a s $ p o l í t i c a s $ p ú b l i c a s .$ A $ 4 ª $ C o n f e r ê n cia $ N a c i o n a l $ d o $ M e i o $ A m b i e n t e $ v a i$

a

s

o b r e $ R e sí d u o s $ S ó l i d o s $ e s t á $ v a l e n d o $ d e s d e$

d

a $pr o d u ç ã o $d e $l i xo. $M a s $e s s e $l i xo $v a le $d i n h e i r o$

de z e m b r o $ d e $ 2 010 , $ e $ t o d o s $ n ó s $ t e m o s $ n o ss a s$

q

u a n d o $t r a t a d o $d e $f o r m a $c o r r e t a . $Ve j a $c omo $s e$

t

r a t a r $ d e $ R e sí d u o s $ S ó l i d o s $ – $ p o i s $a $ m e t a $ d o $g o v e r n o $ é$

r e s p o n s a b i l i d a d e s . $C o n h e ç a $o $q u e $o $g ov e r n o , $a$

p

o d e$ g a n h a r $ c om$o$ l i x o .$ $ P g .$ 2

a

c a b a r $ c o m $ o s $ l i x õ e s $ a t é $2 014 . $S u a $p a r t i c i p a ç ã o $n e s t a$

s o c i e d a d e $ e $ a s $ e m p r e s a s $ e s t ã o $ f a z e n d o . $ $ P g . $ 4

 

d

is c u s s ã o $ é $ f u n d a m e n t a l ! $ S a i b a $ c o mo $ f a z e r $ p a r t e $ e$

c

omo$ r e a l i z a r $ c o n f e r ê nci a s $ n a$ s u a $ c i d a d e . $ $ P g . $ 3

Fotos: banco de imagens

Q ue$a$m a ior ia$d a$p opu la çã o$ do $$$$$ $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$Br a si
Q
ue$a$m a ior ia$d a$p opu la çã o$ do $$$$$
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$Br a si l$v ive $e m $$$$
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ cid a de s?
I BGE ,$ 2010
Q u e $ o $ ól e o $ d e $ c o
Q u e
$ o $ ól e o
$ d e $ c
o z i n h a $ jo g a
d
o$
p e l o
$ r a l o $
d
a $ p i
a
ode$se$a cu mu la r$
$ o u $ m e s m o $
n
o$
va so$sa n it á r io$p
n a $ r e d e $ d e $ e sgo t o $ e $ a o $ c a i r $ e m$
r ios $ e$
cór regos $ n ã o $ dei xa $ e nt r a r$
o
x i g ê n i o $ e $ l u z $ n a $ á g u a ,$
p
r ov o c a n d o $ a $ m o r t e $ d e$
p
ei xe s$e$pla nt
a
s?

Q u e $ o $ l i x o $ p r o d u z i d o $ n a $ s u a$ c a s a , $ n o $ s e u $ t r a b a l h o , $ n a $ s u a$ escola$e$na$fábr ica$d a$su a$cid a de$ re pre se nt a$ce nte n a s $de $m i l h a re s$ de$ t onela d a s$ p or$ d ia?$

Q u e $ g r a n d e $ p a r t e $ d e s s e $ l i x o$ é $ d e p o s i t a d a $ e m $ l i x õ e s $ a $ c é u$ a b e r t o , $ n o r m a l m e n t e $ a f a s t a d o$ dos$ ce nt ros$ u r ba nos?

Q u e $ n a $ é p o c a $ d e
Q u e $ n a $ é p o c a $ d e $
v e r ã o$
q u a n d o $ o c o r r e m $ a s$
empest
a
des,$o$l i xo$
n ã o $ c o l e t a d o $ o u$
jog a d o $ n
a
s $ r
u a
s$
e $ n a s $ m a r g e n s$
d e $ r io
s $ p r
ovo
c
a$
e n c h e n t e s $ n a s$
cid a de
s?$
Foto: Milton Jung
e n c h e n t e s $ n a s$ cid a de
Q u e $ p a p e l , $ p l á s
Q
u e $ p a p e l , $
p l á s t i c o ,$
m
e t a l $ e $ v i d
r o $ v a l e m$
d
i n h e i r o? $ S ã o $ m a t e r i a i s$
r e c i c l á v e i s , $ q u e $ p o d e
re aproveit a dos.$
É$impor tante$lembrar$
q
u e $ e l e s $ d e v e m$
e
s t a r $ l i m p o s$
q u a n d o $ f o r e m$
j o g a d o s $ f o r a ,$
s e m $ n e n h u m$
t ip o $ de$ re st o $ de$
com id a .$
u e $ o s $ r e m é d io s $ q
u e $ o s $ r e m é d io s $ q u a n d o$
dos $ no $ l i xo $ comu m $ e$
no$vaso$sanit ár io$podem$
m i n a r $o $solo $e$a s$
s $ q ue $ s e r ã o $ ut i l iJ
a s $ p a r a $ s e $ b e b e r $ e$
coz i n h a r?
a cont a á g u a z a d
a
cont a
á g
u
a
z
a
d
e b e r $ e$ coz i n h a r? a cont a á
Q ue $ o $ l i xo $ dei x a do $ n
Q
ue $ o $ l i xo $ dei x a do $ n a $ pr a ia , $ a $ m a ré$
alt a$leva$pa r a$o$alto Jma r$e$pa r te$volt a$
s
uja ndo$ m a ng ue s$e$ e st u á r ios?$
Que+das+189+mil+toneladas+de+resíduos+sólidos+produzidos+por+dia++ no+Brasil,+apenas+1,4%+é+formalmente+reciclado?++
Que+das+189+mil+toneladas+de+resíduos+sólidos+produzidos+por+dia++
no+Brasil,+apenas+1,4%+é+formalmente+reciclado?++
Se+os+resíduos+forem+reciclados+e/ou+reaproveitados+podem+valer++
cerca+de+R$+8+bilhões+por+ano?+
I BGE ,$ 2010 J M M A ,$ 2012
EXPEDIENTE República Federativa do Brasil Vice-Presidente: Michel Temer Ministério do Meio Ambiente Ministra:
EXPEDIENTE
República Federativa do Brasil
Vice-Presidente: Michel Temer
Ministério do Meio Ambiente
Ministra: Izabella Teixeira
Secretário Executivo: Francisco Gaetani
Secretaria de Articulação Institucional e
Cidadania Ambiental
Secretária: Samyra Crespo
Chefe de gabinete: Aldenir Paraguassú
Departamento de Cidadania e
Responsabilidade Socioambiental
Diretor: Geraldo Vitor de Abreu
Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente
Urbano
Secretário: Pedro Wilson Guimarães
Chefe de Gabinete: Moacir Assunção
Departamento de Ambiente Urbano
Diretor: Silvano Silvério da Costa
Coordenação: Maura Silva e Patrícia Ramos
Mendonça
Colaboradores: Aida Feitosa, Ana Flora Caminha,
Antonia Samir, Débora Angelim, Erick Aguiar,
Marco Moreira, Mariana Nascimento e
Rodrigo Braga.
Programação visual: Ângela Ester M. Duarte
Braga. Programação visual: Ângela Ester M. Duarte NOSSO LIXO VALE DINHEIRO! VAMOS SEPARAR? Nã o $h

NOSSO LIXO VALE DINHEIRO! VAMOS SEPARAR?

Nã o $h á $c om o $n ã o $pr o d u z i r $l i xo $(r e síd u o s) $n a s $i d ú s t r i a s , $n o s $c o m é r c io s$

ã $ s e p a r a n d o $ o s $ m a te r i a i s$

o $ o$

n

e

d e s p e r d í c i o , $ r e u t i l i z a n d

$ n a s $ c a

s a s, $ m a s $ p o d e

m o s $ d im i n u i r $ e ss

a

$ p r

o d u ç ve l $ e

o.

C om o? $

$

Re d

u z i n

d

o

$ s e m p r e $ q u e $ p o s sí

r e c icl áve i s $ p a r a $ a $c ole t a $ s

ele t iva .

r e c icl áve i s $ p a r a $ a $c ole

http://www.caranguejo.org.br/cores-e-simbologia-da-reciclagem/#!prettyPhoto-4742/0/

V o c ê $ j á $ o u v i u $ f a l a r $ n o s$

f i c a m $ REDUZIR –

3 R ’ s ? $ S i g n i

REUTILIZAR – é $ o $ seg u ndo $ “ R”, $ que$

g n i REUTILIZAR – é $ o $ seg u ndo $ “ R”, $

REUTILIZ AR – RECICL AR . $ E l e s$

pro dut o $ pa

r a $ out r a $ c oisa . $ Por $ exe

mJ

c

o n t

r i b u e m $ p a r a $ d i m i n u i r $ a$

plo, $ u m $ c o

p

o $ d e $ r e q

ue ijã o $ p o d e $

s

e

r$

q

u a n t i d a d e $ d e $ l i x o $ q u e $ v ai $ p a r a$

ut i l i z a do $ p

a

r a $ b eb e r $ á g u a $ ou $ fol h

a

s$

o

$ a t e r r o $ s a n i t á r i o $ e $ p o d e m $ s e r$

de $ pap el $ u sa d a s $ p o de m $ se r v i r $ c omo$

t

r a n s f o r m a d o s $ e m $ n o v o s $ p r o d u J

ca de r no$de$ra scu n ho$ou$u ma$ga r r afa$

t

o s ,$ p o r $ i s s o$ v a l e m $ d i n

h e i r o .$

PET $ de $ ref r ige r a nt e $ pode$ ser$ reut iliJ

REDUZIR – é $ o $ “ R” $ q u e $ s i g n i f i c a $$

r e d u z i r $ a $ q u a n t i d a d e $ d e $ l i x o $ q u e$

zado$pa ra$g u a rd a r$out ro$produto.

RECICLAR – $ é $ o $ p ro c e s so $ i nd u st r ia l$

é

$ p r o d u z i d o. $ É $ o $ m a i s $ i

m p o r t a n

t e$

d

e $ r e a p r o v e i t a m e n t o $ d e $ m a te r i a i s$

d

e $ t o d o s . $ P

r e c i s a m

o

s

$ e v i t a r $ o $ d e

s J

q

ue $ s

e r ã o $ ut i l i z a d o

s $ c omo $ m até r ia J

p

e r d íc io $ q

u

a

n d o $ c o

n

s

u mi m o s $ m a i s$

Jpr i m a $ pa r a$ fa z e r $u m$ novo $ pro dut o,$

d

o $ q u e $ pr e c i s a m o s . $ P o r $ e x e m p l o ,$

que$pode$ser$ig ual$ao$or igi nal$ou$não $

p

o de

mo s $r e d u z i r $no ss

a

$p ro d uç ã o $de$

Por $exe mplo, $a s $lat i n h a s $de $ce r veja s$

l

i xo, $ev it a ndo $p

ro d

ut o

s

$de sca r t áveis$

que$os$cat adores$recol hem$são$vendiJ

c

omo$c op os $plá

st ic

os , $ga r r afa s $PET,$

d

a s $pa r a $a s$e mpre sa s $fa z e re m $nova s$

embalagens$desca r t áveis$etc,$ou$seja ,$

l

a t i n h a s $ d e $ c e r ve ja s . $ O s $ p r i nc i p a i s$

t

u d

o $a q u i lo $q u e $vo

c

a

ê $u t i l i z a $a p e n a s$

m a te r i a i s $ r e c i c l á v e i s $ s ã o: $ m e t a i s$

u

m

a $ ve z $ e $ jog a $ fo r

.

( lat i n h a s), $plá st ic os, $v id ros $e $pap éis $

A META É ACABAR COM OS LIXÕES ATÉ 2014!

$$Ma is $d a$met a de $dos$mu n icípios$ p opu la çã o $ se pa r a$ o $ l i xo $ e $ ex ist e $ u m$

r a b a l h o $ d e $ r e c i c l a g e m $ d e $ p o r t a $ a$

do$Br a sil$ai nd a$possu i$LI XÕES.$Sã o$

2.906$l i xões$que$devem$se r$fe cha dos$

at é$2014.$ ( I PEA , 2012)

 

$ $ N

o $ P r o g r a m a $ d e $ A c e l e r a ç ã o$

d

o $ C r e

s c i m e n t o $ ( PAC 2) $ n a $ á r e a $ d e$

saneamento,$o$Ministér io$das$Cidades$

bi l hõ e s $ a t é $ 2014. $ O$

i n v e s t i m e n t o $ é $ d e s t i n a d o $ p a r a $ o$

u a ,$esgot a mento$

s a n it á r io, $ d r e n a ge m $ u r b a n a , $ s a n e a J me nt o $i nt eg r a do $e$re síduo s +sól idos.$

(

i nve s t i r á $ R $ $ 41 $

aba steci mento$de$ág

MCI DA DES,$ 2012)

t

p or t a$ ou$ p or$ meio$ dos$ cat a dore

s.

Quantidade de Municípios que fazem Coleta Seletiva de Lixo Sim 14% Não 86%
Quantidade de Municípios que fazem
Coleta Seletiva de Lixo
Sim
14%
Não
86%

Fo nt e:$C e m pr e /Ciclo s of t ,$ 2012

$ b ra s i l e i ra s$

$$Dos$5.564$mu nicípios$brasileiros,$ p ossue m$At er ros +San it ár io s. $Há $10$

$ $ 2 7 % $ d a s $ c i d a d e s

s

d o $ l i xo. $ A $ p r efe it u r a $ r e a l i z a $ c ole t selet iva $ qua ndo $ p elo $ me nos $ 10% $ d

om e n t e $ 76 6 $ f a z e m $ c ol e t a $ s e l e t i v

a$ a nos , $ e r a m $ ap e n a s
a$
a
nos , $ e r a m $ ap
e
n a s $ 17% $ d
a s $ cid a de s$
a$
q
u e $ d e sc a r t ava
m $ o $ l i xo $ e
m $ at e r r o s.$
a$
( I BGE , 20 08)

O GOVERNO QUER OUVIR VOCÊ,

PARTICIPE DAS CONFERÊNCIAS!

 

O

it a r "o "de s p

" gove r no " fe de r a l " fa z " c on fe r ê ncia s " p a r a " ouv i r " a " p opu la

e rd ício, "re du z i ndo "a"pro duçã o "de "l i xo "pa r a"t or

ç ã o. " O " obje t ivo " é " c on st r u i r mo s " ju nt

o s " a s " soluçõ

e s " p a r a"

ev

n a r "nossa s "cid a de s "m a is "l i mpa s "e"ag

r a d áveis"pa r

a "v ive r."

É"ne ce ssá r

io"que"a"popu la çã o"br a silei r a"d iscut a"de"for ma"pa r t icipat iva"e st e"a ssu nt o,"que"é"de"i nte re sse"de"t

odos."A"

Con fe rê ncia"Na cional"do"Meio"A mbient e"(C N

M A),"em"2013,"é"u m"conv it e"do"gove r

no"fede r al"a"todos"os"bra

silei ros."

Va mos" d iscut i r"e"colo ca r" e m"pr át ica"o" que" a s" p ol ít ica s" públ ica s"rela cion a d a s"a os"re

síduos"sól idos" e st ã o" prop ondo.

síduos"sól idos" e st ã o" prop ondo. COMO PARTICIPAR DA 4ª CONFERÊNCIA NACIONAL DO MEIO

COMO PARTICIPAR DA 4ª CONFERÊNCIA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE?

A " 4 ª " C o n f e r ê nc i a " N a c i o n a l " d o"

nt e"vai"d iscut i r"a"i mple :

m e n t a ç ã o " d a " Po l í t i c a " N a c i o n a l " d e" Re síduos "Sól idos "( PN R S), "c om "fo co"

nos" seg u i nt e s" t e m a s:"

Meio"A mbie

1. Produção e

Consumo Sustentáveis:

Como"podemos"consumir"de"for ma"

m a is " i nt el ige nt e, " prod u z i ndo " me nos"

l i xo."

2. Redução dos

Impactos Ambientais:

e " r e d u z i r " e" u a d a " o " l i xo"

que"produ z."Como"redu zi r"as"enchen:

C de sc a r t

o m

o " o " c i d a a r " de " for

d ã o " p o m a " a de

d

q

3. Geração de Emprego e Renda:

C om o " m el h o r a r " a s " c o n d i ç õ e s " d e"

vida"das"pessoas"que"hoje"tiram"o"sus:

te nt o "de "su a s "fa m í l ia s "d a"cat a çã o "do"

l i xo."Est e"t ema"é"d i re ciona do"à"orga:

nização"de"cooperativas"de"cat adores,"

q ue " se p a r a m " e " r e cicla m " o s " r e síd uos" sólidos"em"galpões"equipados"para"isso."

O CONVITE VALE PARA TODOS

To dos " os " bra si lei ros " t e r ã o " a " op or:

t u n id a d e " d e " p a r t ic i p a r " e " c o n t r i b u i r" com"a"Con ferência"Nacional,"pa r t ici:

t

e s " e " a " p

olu içã o " dos" m a re s, " prot ege

r"

pa

ndo " d i ret a me nt e" d a s " c on fe rê ncia s"

a

s"n a sce

nt e s "dos "r ios, "os "a n i m a is, "a

s"

m

u n i c i p a i s , " r e g i o n a i s "

e

" e s t a d u a i s ,"

pla nt a s"e"nossa"saúde."E"ai nd a ,"como"

a caba r"c om" os"l i xõ e s" at é"2014.

d a s " c o n f e r ê n ci a s " l i v r e s " e " t a m b é m"

d

a s"c on fe rê ncia s" v i r t u a is.

O que é Conferência Livre?

A Conferência Livre acontece no bairro, no condomínio onde você mora, ou ainda no local em que você trabalha. O ato de convocação pode ser da Associação Comunitária, do síndico ou por solicitação dos moradores interessados em realizar a conferência. Nessas conferências as pessoas interessadas vão se reunir e sugerir propostas para cuidar dos resíduos sólidos gerados naqueles locais. O resultado pode ser um plano de gestão dos resíduos, por exemplo. A Conferência Livre também pode aprovar propostas a serem encaminhadas às etapas municipais, regionais, estaduais e nacional. A importância da Conferência Livre é sensibilizar e mobilizar a comunidade, além de popularizar o tema da CNMA.

O que é Conferência Virtual?

As Conferências Virtuais podem ser convocadas por qualquer grupo de pessoas ou representações governamentais interessadas no debate sobre os temas da conferência. O objetivo das Conferências Virtuais é promover o debate através da internet, videoconferências e outros meios de comunicação virtual. As propostas dessas Conferências serão encaminhadas por meio eletrônico diretamente para as etapas estaduais e nacional da 4ª CNMA.

diretamente para as etapas estaduais e nacional da 4ª CNMA. O " p r o c

O

" p r o c e s s

o " d a " C o n fe

r ê n ci a " c o m

e ç a"

e m b é m " elege r " o s " d eleg a d o s " p a r a"

" t a

p

el

i o

a s " e t a p

" s o z i n h o " c o

a s " lo c a i s , " e

m " u m " mu n

m o " CONFERÊNCIA

ic í :

a a p a " n a c io n a l."

" e t

p

MUNICIPAL o u " e m " u m " g r u p o " d e"

m u n i c í p i o s " c o m o " CONFERÊNCIA

REGIONAL . " Vo c ê " d e v e " p r o c u r a r"

A"ETAPA NACIONAL"é"o"ponto"alto"do" debate"de"u ma"conferência."É"quando"

os"resultados"de"todas"as"conferências"

s

u a " p r e fe i t u r a " p a r a " s

a b e r " o " d i a " e " o"

e

s t a d u a i s , " d a s " c on fe r ê

ncia s " l

iv r e s " e"

l

o c

a l " d a " r e u n i ã o

" e " a

s s i m , " d is c u t i r"

d

a s " c on fe r ê ncia s " v i r t u

a is " se r

ã o " d is :

e

p

r o p o r " s ol u çõ e

s . " N e ss a " p r i me i r

a"

cutidos"pelos"representantes"eleitos."O"

e

t

a

p a " s

e

r ã o " e l e i t o s " d e l e g a d o s " q u

e"

resultado"da"Conferência"Nacional"

p

a r t i c i p a r ã o " d a " CONFERÊNCIA

é" fr uto" do" debate" que" se" i n icia" nos"

ESTADUAL . " C a d a " e s t a d o " v ai " t r a :

municípios"para"construção"de"polí;

t

a r " d a s " s ol u ç õ e s " q u e " d e ve r á " a d o t a r "

t icas"públ icas"para"todo"o"país."

VEJA QUEM FAZ PARTE DA ORGANIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA

A Comissão Organizadora Nacional (CON) organiza e acompanha o processo de conferências e é formada por 34 membros, assim distribuídos:

12 representantes da sociedade civil distribuídos, sendo

2 representantes da comunidade acadêmica 2 representantes de cooperativas ou de outras associações de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis formadas por pes- soas físicas de baixa renda 2 representantes dos povos indígenas e comunidades tradicionais 2 representantes dos trabalhadores 2 representantes das organizações não governamentais 2 representantes dos movimentos sociais

4 representantes dos setores empresariais

18 representantes dos Poderes Público municipal, estadual e federal

Ministério do Meio Ambiente (MMA) Secretaria-Geral da Presidência da República (SGPR) Casa Civil da Presidência da República Ministério das Cidades (MC) Ministério de Minas e Energia (MME)

Ministério da Saúde (MS) Ministério do Desenvolvimento Social e CombateaFome(MDS) Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) Ministério do Desenvolvimento, Indústria e ComércioExterior(MDIC) Ministério da Educação (MEC) Câmara dos Deputados (CD) Senado Federal (SF) Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma) Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema) Confederação Nacional de Municípios (CNM) Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama)

Nos estados serão formadas as Comissões Organizadoras Estaduais (COEs) e Municipais ou Regionais (COMUs e COREs).

Nos estados serão formadas as Comissões Organizadoras Estaduais (COEs) e Municipais ou Regionais (COMUs e COREs).

3

O DESAFIO

DOS GOVERNOS

   

PLANO DE AÇÃO PARA PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEL

POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Vár ios!mi nistér ios!vão!t rabal har!para!acabar!com!os!l i xões!em! 2014.!Eles!estão!sendo!representados!na!Comissão!Organi zadora! Naciona l!da! 4 ª! Con ferênci a .

O " g r a n d e " vo l u m e " d e " r e s í d u o s " é"

O " g r a n d e " vo l u m e " d
 

u m " p roble m a " p a r a " o " meio " a mbie

nt

e"

os"hábitos"dos"consu m idores"e"o"des@

A " l e i " d a " P o l í t i c a " N a c i o n al " d e" Resíduos"Sólidos,"aprovad a"em"2010,"

ser"feito?"Ao"separar mos"os"mater iais"

e " p a r a " n o ss a " q u a l i d a d e " d e " v i d a ."

mos"os"mater iais" e " p a r a " n o ss a " q u

recicláveis"do"lixo"orgânico"–"restos"de"

O " a u m e n t o " d o " c o n s u m o " p r o v o c a"

os"t r abal hos"de"re ciclage m"e"a"colet a" selet iva" no" pa ís.

c

om e

ç a " a " mu d a r " a " m a ne i r a " c om o " o"

comida,"lixo"dos"ban hei ros"etc"–"est a@ mos"fazendo"u m"pouco"a"nossa"par te."

au me

nt

o " d a " qu a nt

id a de " de " re síduos,"

p

a í s " t

r a

t a " o s " r e síd uo s. " E m " p r i me i r o"

como"embalagens"que"jogamos"fora"e"

 

luga r " é"

pre ciso " ev it a r " ge

r a r " re síduos ""

 

produtos"a nt igos"que"são"subst it uídos"

Foto: banco de imagens
Foto: banco de imagens

s

e m p r e " q u e " p o s sível. " P r

o c u r a r " c on @

E!o! l i

xão?

p or"novos.

 

su m i r"sem"desperd ício"e"reut ili za r"os" produtos"que"antes"eram"descar t ados."

Pe l a " l e i " d a " Po l í t i c a " N a c i o n al " d e"

E"o "que "é "o "c on s u mo "su ste nt ável?" É"adqui r i r"apenas"o"que"é"necessá r io,"

Resíduos"Sólidos,"todos"os"municípios"

 

Seg u

ndo " a"

lei, " a"

re s p on sabi l id a de"

d

e ve r ã o " ofe r e c e r " a " c

ole t a " s

ele t iv a " à"

se m " de sp e rd ícios " e " c om " me nos " pro @

p

el a " d e

s t i n a ç

ã o " a d

e q u a d a " d o s " r e sí

@

p

o p u l a ç ã o, " d e

s t i n a n

d o " a o

s

" a t

e r r o

s!

d uç ã

o " de " l i xo. ! É ! rep ensar ! a ! for

ma!

d

u o s " s

ól i d o s " é " d e " t

o d o s: " g

ove r n o s

,"

s

a n i t á r i o s " a p

e n a s " o s " r

e

d u o

s " q u

e"

c o m o ! s e ! c o n s o m e , ! e l im i n a r ! a s!

e

m p r e s a s " e " t o d a " a " s o c i e d a d e . " É " a"

ã o " p o d e m " s e r " r e c i c l a d o s " – " o s" rejeitos."Isso"i rá"acabar"com"os"lixões." Poré m , " como " a " c olet a " selet iva " a i nd a"

n

compras!de snece ssár

t u d o ! o ! que ! for ! p o s s í

ias ,!reut il i zar! ve l ! e ! s e p a r a r!

c

h a m a d a " r e s p o n s ab il i d a d e ! c o m :

p

a

r

ti l h a d a

ti l h a d a

mat er i a i s!para! re cicl ar.

 

p

o

d

e m o s " f i c

a r " d e

" b r

a

ç

o s

" c r u z a d

o

s"

n

ã o " o c o r r e " p l e n a m e n t e , " é " c o m u m"

 

e

s p e r a n d o " u m a " s ol u ç ã o. " D e ve m o s"

e

nc ont r a r mos " nos " at e r

ros " s

a

n it á r ios"

Em"2011,"o"gover no"federal"la nçou"

c

o

b r

a

r " d a s " e

m

pr e s a s "

e " d o " g ove r n o"

m a te r i a i s " r e c i c l á v e i s " q u e " v a l e m"

o " Pl a n o " d e " A ç ã o " p a r a " P r o d u ç ã o " e" Consu mo"Sustent áveis"( PPCS)."É"u m" docu mento"que"contou"com"a"colabo@

a

s" me

d id a s" prev ist a s" na" lei," alé m" de"

i n h e i r o " c o m o: " p l á s t i c o s , " v i d r o s ," met ais," pap éis"e" PET.

d

fazer"a"nossa"par te."E"como"isso"pode"

O que é aterro sanitário?

Aterro sanitário é um depósito onde são descartados resíduos sólidos não rejeitos – produtos que não servem mais para nada. Deve ter um controle da quantidade e tipo de lixo, sistemas de proteção ao meio ambiente e monitoramento ambiental. Até agosto de 2014, todos os municípios brasileiros precisam destinar adequadamente os rejeitos.

brasileiros precisam destinar adequadamente os rejeitos. com 18 estados para elaboração de Planos Estaduais de
brasileiros precisam destinar adequadamente os rejeitos. com 18 estados para elaboração de Planos Estaduais de

com 18 estados para elaboração de Planos Estaduais de Resíduos Sólidos e está apoiando os Planos de Gestão dos Resíduos Sólidos em 478 municípios e 50 Planos de Coleta Seletiva.

r a çã o "de "vá r ios "set ore s "d a "so cie
r a çã
o "de "vá r ios "set ore s "d a "so cie d
a de"
e
" ap
r e
s e nt a " a çõ e
s " a " s e r e m " a dot a
d
a s"
p
o r " t o
d o s " o s " c i d
a d ã o s . " Pa r a " i s s o,
" é"
 

4

p o r " t o d o s " o s " c i d
p o r " t o d o s " o s " c i d

CEMPRE/MMA, 2012

É DE TODOS!

DA SOCIEDADE

s"

S ó l i d o s " pr e v ê " a " p a r t i c i p a ç ã o " d o s" cat a dores" de" mater iais" recicláveis" na"

A " Pol ít ic a " Na c io n a l " d e " Re síd u o

a t a d o r e s " d e " M ate r ia i s " Re c icl áve is"

( M N C R)? " E m " 2 0 0 3 , " f o i " c r i a d o " o"

ê" I nte r m i n iste r ial" de" I nclu são"

Com it

C

g

e s t ã o " d e " r e sí d u o s " c om

o " fo r m a " d e"

S

o c i al

" e " E c o nô m ic a " d o s " C

a t a d o r e s"

i

nclusão"social"e"econôm

ica."Essa"lei"

de" Mater ial" Reut ili zável" e" Reciclável"

most r a" a" i mpor t â ncia" d a s" cooper at i4 vas"de"reciclagem"e"dos"cat adores"na"

colet a"selet

iva"e"na"log íst ica"reversa."

E s t i m a 4 s e " q u e " m a i s " d e " 6 0 0 " m i l"

p e s s o a s " t r a b a l h a m " n a " c a t a ç ã o " d e"

l i x o " n o " B ra s i l . " Vo c ê " s a b i a " q u e"

e x i s t e " o " M o v i m e n t o " N a c i o n a l " d e"

(Ciisc)," que" reú ne" cerca" de" 30" órgãos"

e"

ent id ades" do"

gover no" federal," além"

d

a" pa r t icipação" do" M NCR." Uma"

d as"

g

r a n d e s " c o n q u i s t a s " d o " m ov i m e n t o"

foi " o " r e c o n h e c i m e n t o " d a " p r of i s s ã o"

at a dor e s " d e " M at e r ia l " Re ciclável”"

como" u m"t rabalho" for mal" regist rados"

pelo"Ministério"do"Trabalho"e"Emprego."

“C

Catadores da Bahia trocam lixão pela reciclagem Foto:
Catadores da Bahia trocam lixão pela reciclagem
Foto: http://www.fomezero.gov.br/noticias/catadores-da-bahia-largam-lixao-para-trabalhar-com-reciclagem/
DAS EMPRESAS

DAS EMPRESAS

A"lei"obriga"as"empresas"a"fazerem"a"

s e n t id o. " A s " p r i n c i p a i s " p r á t ic a s " d a s" empresas"incluem:

–"postos"de"coleta"de"pilhas,"baterias"e" out ros"resíduos"perigososO

4 –"planos"inter nos"de"gerenciamento"de" resíduos"sólidosO –"estímulo"a"cooperativas"de"catadores" de"lixo"reciclávelO

nto" de" produtos" que"

c o n s o m e m " m e n o r " q ua n t i d a d e " d e"

matéria4prima"para"serem"produzidos,"

matéria4prima"para"serem"produzidos,"

resíduo"que"ela"produz"para"serem"rea4

proveitados"f ut uramente."É"o"caso"das"

ut uramente."É"o"caso"das" rias,"produtos"elet roelet rônicos,"pneus,"

rias,"produtos"elet roelet rônicos,"pneus,"

rias,"produtos"elet roelet rônicos,"pneus," e " a g r o t óx i c o s "

e " a g r o t óx i c o s " e " s u a s " e m b a l a g e n s ."

Chamamos"essa"atividade"de"logística" –" dese nvolv i me

r eve r s a . " Fab r ic a nt e s , " i m p or t a d or e s ,"

d i s t r i b u i d o r e s " e " c o m e r ci a n t e s " s ã o" obrigados"a"montar"uma"estr utura"para"

recolher"seus"produtos"e"dar"uma"desti4

Em " 2012 ," foi" f i r m a do" o" pr i

Em " 2012 ," foi" f i r m a do" o" pr i mei ro"

Acordo"Setorial"para"o"sistema"de"logís4

t ic a " r e ve r s a " d e " e mb a l a ge n

l u b r i f ic a n t e. " D i v e r s a s " i n s t i t u i ç õ e s" pr ivad as"já"desenvolvem"ações"nesse"

s " d e " óle o"

biodegradáveis"ou"reaproveitáveisO – " p r og r a m a s " d e "
biodegradáveis"ou"reaproveitáveisO
– " p r og r a m a s " d e " i n cl u s ã o " d ig it a l " e"
doação"de"material"usado.
Fonte: http://www.ip.usp.br/imprensa/
aconteceu/2010/papa_pilhas.html

ÉISSOQUEACONFERÊNCIAVAIDISCUTIR!

Pa r a "c ont i nua r "o "d iá logo "c om"a "p
Pa r a "c ont i nua r "o "d iá logo "c om"a "p opu la çã o, "a "Con fe rê
t e m a s"rela cion a dos"à" Pol ít ica"Na cion al" de"Re síduos" Sól
ncia "vai "debat e r "t rê s"
idos:
Geração de Emprego
e Renda
Redução de Impactos
Ambientais
Produção e Consumo
Sustentáveis
Como melhorar os empre-
Atualmente, um dos maiores
gos no setor da reciclagem,
o estabelecimento de coo-
perativas e institucionalizar
municipais é a gestão dos
resíduos sólidos e, espe-
o
trabalho dos catadores.
cialmente, após 2010, com
O
Brasil é, atualmente, líder
mundial na reciclagem de
latas de alumínio, o que
permite ao país economizar
1.976 GWh por ano de eletri-
a instituição da PNRS, a
disposição ambientalmente
adequada dos resíduos sóli-
dos passou a ser prioridade
Os padrões de produção e
consumo de uma sociedade
têm in uência direta no
processo de exploração dos
recursos naturais, do gasto
de água e energia elétrica,
assim como da geração de
resíduos. Resíduos sólidos,
-
cidade (dados de 2006).
dos municípios brasileiros,
uma vez que os lixões deve-
rão ser eliminados até 2014.
sões gasosas signi cam
matérias-primas desperdi-
çadas que, além de prejuízos
econômicos, acarretam con-
sequências irreparáveis ao
na saúde e bem-estar da
população.
além de prejuízos econômicos, acarretam con- sequências irreparáveis ao na saúde e bem-estar da população. 5
além de prejuízos econômicos, acarretam con- sequências irreparáveis ao na saúde e bem-estar da população. 5

5

MUITA COISA ESTÁ SENDO FEITA!

MUITA COISA ESTÁ SENDO FEITA!
MUITA COISA ESTÁ SENDO FEITA!
MUITA COISA ESTÁ SENDO FEITA!

Fotos: banco de imagens

Sacolas Plásticas " p re siste nt e " e " p o de" du
Sacolas Plásticas
" p
re siste nt e " e " p o de" du r
O
l
á
s t ico " é " u
m " m at
e
a
r ial " a lt a m e nt e"
r" at é " 4 0 0 " a nos"
no"meio"ambiente."O"consu mo"exces8
sivo"das"sacolas"plásticas"é"um"g rande"
problema"a mbient al,"pois"são"bil hões"
e " s a c o l a s " q u e " s u j a m " a s " c i d a d e s ,"
p a r a " á g u a " d a s " c h u v a s " e " b e r ç á r i o"
a r a " mo s q u it o s , " e nt u pi
nd o " buei
r
o s"
e " c a u s a n d o " a " mo r t e " d e " a n i m a i s .""
" O que fazer?
R e c u s a r " o u " d i m i n u i r " o " c o n 8
su mo"de"sacos"e"sacolas"plásticas,"
a
d o t a r " u m a
" s a c ol a " r e u t i l i z
ável"
o
u " c a i x a s " s
ã o " a ç õ e s " t í pic a
s " d o"
" con su
consu midor"consciente."Redu zir"
mo" de" sa cola s" plá st ica s" é" só"
" c om e ç o " d e " u m a " s o c i e d a d e " m a i s"
sustent ável."

Separe o Lixo e Acerte na Latas o c i e d a d e " m a i s" sustent ável."

O"pr incipal"objetivo"da"campan ha"é"

sociedade"para"solucionar"o"problema"

au ment a r"a"colet a"selet iva"e"a"recicla8

do"lixo."Além"disso,"per mite"ao"Brasil"

gem"e,"a ssi m,"facilit a r"o"t

r abal ho"dos"

economizar"cerca"de"R$"8"bil hões"por"

cat a dore s"de"mate r

iais"re

cicláveis."A"

ano,"din

hei ro"perdido"por"não"reciclar"

se pa ração,"em"casa

,"dos"dois"t ipos"de"

o

" m ate

r

ia l " q ue " hoje " vai " p a r a " ate r ros"

lixo"–"úmido"e"seco"–"per mite"ao"cata8

e"

l i xõ e

s.

dor "o "a ce sso "m ais "r ápido "e "h ig iê

d o s " r e sí d u o s " d e sc a r t a d o s . " M e s m o"

ico"

n

" d e sc a r t a d o s . " M e s

q

o"se r v iço"de"colet a"selet iva ,"esse"t ipo"

ue " e m " s u a " cid a de " a i nd a " n ã o " ex i st a"

i n icial"de"se pa ração"fa z"pa r te"do"pro8

ce sso" de" e duca çã o"e" mobi l i z a çã o" d a"

e duca çã o"e" mobi l i z a çã o" d a" O que é

O que é reciclável?

Reciclável é todo o resíduo descartado que pode ser transformado para virar o mesmo produto ou produtos diferentes dos originais. Exemplos: papel seco, jornais, revistas, caixas, papelão, garrafas PET, recipientes de limpeza, latas de cerveja e refrigerante, canos, esquadrias, arame, produtos eletroeletrônicos e seus componentes, embalagens em geral e outros.

e seus componentes, embalagens em geral e outros. Como separar o lixo seco do lixo úmido?
Como separar o lixo seco do lixo úmido? Em dois recipientes diferentes, separe restos de

Como separar o lixo seco do lixo úmido?

Em dois recipientes diferentes, separe restos de comida dos produtos recicláveis em geral (vidros, papéis, PET, latas etc). No lixo seco podem ser colocadas embalagens de produtos de limpeza, latas de bebidas em alumínio, latas de alimentos em aço, papéis, garrafas PET, embalagens de vidro e outras embalagens. No lixo úmido ou orgânico pode ir restos de alimentos, lixo de banheiro e qualquer material não reciclável.

VIDRO
VIDRO

CONSUMO CONSCIENTE DE EMBALAGENS

não reciclável. VIDRO CONSUMO CONSCIENTE DE EMBALAGENS s c ie n t e " d e

s c ie n t e " d e " e m b a l a 8 rante"as"compras,"se"

as"embalagens"que"você"est á"leva ndo"

p a r a " c a s a , " j u n t o " c o m " o

s " p r o d u t o s ,"

s ã o " m e s m o " n e c e s s á r i a s

mate r

(m

re nováveis, "fá ceis"de "re cicla r "ou "que"

p

a t e r i a l " r e c i cl a d o , " fe i t o " d e " fo n t e s"

" e " fe i t a s " d e" e"a m igáveis"

C o n s u m o " c o n gens"é"avaliar,"du

PLÁSTICO
PLÁSTICO

iais"a mbient al ment

ossibi l it

A "ge r a

o

l

e m"su a" reut i l i z a çã o)."

çã o "de"re síduos"c re sce "c om"

" a u m e nt o " d o " c o n s u m o " e " a s " e m b a 8

a ge n s " s ã o " o " m a io r " i n d ic a d or"

d e s s e " c r e s c i m e n t o . " Q u a n t o"

m a i o r " o " c o n s u m o , " m a i o r " a"

Foto: banco de imagens
Foto: banco de imagens

p

r o d u ç ã o " d e " e m b a l a g e n s . " E"

e

m b a l a g e m " é " a l g o " p e l o " q u e"

v o c ê " pa g a , " l e v a " p a r a " c a s a " e"

j

o g a " fo r a . " O " c o n

s u

m o " c o n

s

8

c

ie nt e " d e " e m b a l a

ge

n s " é " leva

r"

em"cont a"que"tod a"embalagem"

ai " d e " c a r o n a " e m " n o ss a s"

ra s " t e m " u m " i m p a c t o " n a"

q u e " v

c o m p

nat ureza,"seja"na"sua"fabricação"

ou"no"seu"desca r te.

Praticando o consumo consciente:

Praticando o consumo consciente: Evite produtos com embalagens desnecessárias. Leve sua própria sacola ao fazer

Evite produtos com embalagens desnecessárias. Leve sua própria sacola ao fazer compras. Prestigie mercadorias feitas com produto reciclado. Não jogue no lixo o que você pode doar. Um terço dos alimentos que compramos acaba no lixo. Compre apenas o necessário para um período curto de tempo.

doar. Um terço dos alimentos que compramos acaba no lixo. Compre apenas o necessário para um
doar. Um terço dos alimentos que compramos acaba no lixo. Compre apenas o necessário para um
Onde ? Quanto Conferência? Quando? tempo?
Onde ?
Quanto
Conferência?
Quando?
tempo?

NÃO PERCA ESTAS DATAS!!

 

É"c om"a"re al i z a çã o "de "c on fe rê ncia

s "lo ca is "(mu n icipais "e "reg ion a is)"que "g r

a nde"pa r t e"d a "so cie d a de "p o de "pa r t icipa r "d a "4 ª "C N M A. "Fique"l iga do "n a s"d at a s."

P

ro c u re " a " s

u a " P refeit u r a " ou " a " Se c ret

a r ia " Mu n icipa l " ou " E st a du a l " de " Meio " A

mbie nt e " e " s a iba " qua ndo " e " c omo " vai " se r " re a l i z a d a " a " c on fe rê ncia " m a is " próx i m a"

d

a" su a" ca sa

.

Conferências Livres e Virtuais: contribuições de seu condomínio, seu bairro ou sua empresa para a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos. As contribuições são sistematizadas e destinadas diretamente à Etapa Nacional. (ver página 3) De janeiro a setembro de 2013.

Conferências municipais, regionais e estaduais: debate das questões locais e eleição de delegados estaduais. De fevereiro a agosto de 2013.

Conferências estaduais: debate das questões locais e nacionais e eleição dos delegados nacionais. De maio a setembro de 2013.

Etapa Nacional, em Brasília: debate das deliberações aprovadas nas

Etapa Nacional, em Brasília: debate das deliberações aprovadas nas De 24 a 27 de outubro de

De 24 a 27 de outubro de 2013.

Durante os debates, os diferentes setores da sociedade vão discutir preocu- pações e responsabilidades, apresentando reivindicações e sugestões de aprimoramento da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Todos os setores da sociedade estão convidados a participar da 4ª CNMA!

Para mais informações, procure:

Prefeituras Municipais Secretarias Estaduais de Meio Ambiente

Ministério do Meio Ambiente: cnma@mma.gov.br www.mma.gov.br/cnma

Qual é o tempo que estes materiais levam para se decompor?

Material

Tempo de decomposição

Papel

de 03 a 06 meses

Pano

de 06 meses a um ano

Filtro de cigarro

05

anos

Goma de mascar (chiclete)

05

anos

Madeira pintada

13

anos

Nylon

mais de 30 anos

Plástico

mais de 100 anos

Nylon mais de 30 anos Plástico mais de 100 anos Material Tempo de decomposição Metal mais
Nylon mais de 30 anos Plástico mais de 100 anos Material Tempo de decomposição Metal mais

Material

Tempo de decomposição

Metal

mais de 100 anos

Borracha

Tempo indeterminado

Vidro

Tempo indeterminado

Lata de aço

50

anos

Garrafa plástica

450

anos

Copo plástico

50

anos

Caixa de papelão

02 meses

Lata de alumínio

200

anos

(http://candiba.com/recivida/cartilha/)

anos Caixa de papelão 02 meses Lata de alumínio 200 anos (http://candiba.com/recivida/cartilha/) 7

7

2013 Você se importa com o meio ambiente? Então vamos conferir, encontrando palavras relacionadas com
2013 Você se importa com o meio ambiente? Então vamos conferir, encontrando palavras relacionadas com
2013 Você se importa com o meio ambiente? Então vamos conferir, encontrando palavras relacionadas com
2013 Você se importa com o meio ambiente? Então vamos conferir, encontrando palavras relacionadas com
2013 Você se importa com o meio ambiente? Então vamos conferir, encontrando palavras relacionadas com
2013 Você se importa com o meio ambiente? Então vamos conferir, encontrando palavras relacionadas com
2013 Você se importa com o meio ambiente? Então vamos conferir, encontrando palavras relacionadas com

2013

Você se importa com o meio ambiente? Então vamos conferir, encontrando palavras relacionadas com o tema.

E s t e% p a p el%é% r e c i cl ável .
E
s t e% p a p el%é% r e c i cl ável .
Nã o% jo g u e% n a s% v i a s% p ú bl ic a s .

Como deve ser a coleta? Ligue os resíduos até o recipiente correto.

Como deve ser a coleta? Ligue os resíduos até o recipiente correto. Dica: consulte a página
Como deve ser a coleta? Ligue os resíduos até o recipiente correto. Dica: consulte a página
Como deve ser a coleta? Ligue os resíduos até o recipiente correto. Dica: consulte a página

Dica: consulte a página 2

Como deve ser a coleta? Ligue os resíduos até o recipiente correto. Dica: consulte a página
Fotos: banco de imagens
Fotos: banco de imagens
Como deve ser a coleta? Ligue os resíduos até o recipiente correto. Dica: consulte a página
Fique ligado! O Ministério do Meio Ambiente vai promover um curso de Educação à Distância
Fique ligado!
O
Ministério do Meio Ambiente vai promover um curso de Educação à Distância sobre a
Conferencia Nacional do Meio Ambiente a partir de fevereiro de 2013.
Para saber mais: !
www.mma.gov.br/cnma
www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/residuos-solidos

,aicnêrefnoc,avietlesateloc,serdotaac,oirátinasorreta,oiínumla,aguá,otnemicetsaba:sarvalapaçaC

,samirp-asirétam,ocingârooxil,oxãil,siatneibmasotcapmi,acirtéleaigrene,sievátnetsussomusnoc

.elváziiltueralocas,oãçaziiltuer,sodilsósoudíser,odalcicer,tep,lepap,teneibmaoiemodoirétsiinm

8

.elváziiltueralocas,oãçaziiltuer,sodilsósoudíser,odalcicer,tep,lepap,teneibmaoiemodoirétsiinm 8
.elváziiltueralocas,oãçaziiltuer,sodilsósoudíser,odalcicer,tep,lepap,teneibmaoiemodoirétsiinm 8
.elváziiltueralocas,oãçaziiltuer,sodilsósoudíser,odalcicer,tep,lepap,teneibmaoiemodoirétsiinm 8
.elváziiltueralocas,oãçaziiltuer,sodilsósoudíser,odalcicer,tep,lepap,teneibmaoiemodoirétsiinm 8
.elváziiltueralocas,oãçaziiltuer,sodilsósoudíser,odalcicer,tep,lepap,teneibmaoiemodoirétsiinm 8
.elváziiltueralocas,oãçaziiltuer,sodilsósoudíser,odalcicer,tep,lepap,teneibmaoiemodoirétsiinm 8