Você está na página 1de 5

OAB SEGUNDA FASE – IX EXAME DE ORDEM UNIFICADO Direito do Trabalho Renato saraiva

DICAS DE ESTUDO Não há necessidade de você memorizar ou decorar assuntos trabalhistas para a 2ª fase. Lembre-se que você poderá utilizar códigos, que irão lhe auxiliar e fornecer conteúdo necessário à solução do problema proposto. Tente, em cada questão apresentada, desenvolver um raciocínio lógico, identificando o problema e a respectiva solução. Você deverá enfrentar a questão como se estivesse no seu escritório profissional e um cliente lhe procurasse com um problema a ser solucionado. Como um médico, você deverá saber identificar a doença (o problema) e prescrever a medicação (solução do problema). Não adianta decorar, você terá que exercitar o raciocínio jurídico; Exercite bastante. Resolva bastantes questões. Treine, exaustivamente, peças processuais (iniciais, defesas, recursos, etc). Um campeão treina muito. Somente a teoria não será suficiente. Uma das minhas maiores recomendações em sala é a de que não basta assistir aula. O sucesso dependerá do esforço individual de cada um, realizando o maior número possível de tarefas práticas. Lembre-se novamente: Não há ganho sem dor; Não treine as peças processuais no computador. No dia da prova você não poderá usar o seu micro. Deixe de preguiça e comece a escrever, utilizando-se de papel e caneta; Utilize letra clara legível. Caso sua escrita não seja das melhores, utilize letra de forma (atenção para distinguir as letras maiúsculas das minúsculas, de modo a não prejudicar a pontuação). Preste atenção: se o examinador não conseguir entender o que você escreveu, é claro que você terá grandes dificuldades de aprovação no certame. Letra ilegível revela comportamento negligente e descuidado por parte do examinado; Evite rasuras, remendos e borrões. A apresentação, a boa aparência e o capricho são detalhes que influenciam, positivamente, o examinador.

Não será permitido a utilização de corretivos. Neste caso, você não precisa rabiscar, por completo, a parte do texto que deseja retirar da prova (alguns, de tão nervosos, chegam a rasgar a folha do caderno de respostas). Errou? Acalme-se. Basta riscar o texto equivocado com um traço -------------------------------; A apresentação estética também é fundamental para uma boa avaliação por parte do examinador; Não utilize lápis. Os editais da OAB não permitem que você responda as questões utilizando-se de lápis. Atenção, no dia da prova (principalmente as meninas que tem esse hábito) não leve lápis. Já presenciei muitos alunos que foram reprovados no exame de ordem porque responderam as questões utilizando-se de lápis, muito embora o conteúdo das respostas estivesse correto. Utilize caneta preta ou azul; Cuidado com o rascunho. O examinador não corrigirá as questões que forem respondidas no rascunho. Sinceramente, só utilize o rascunho se houver necessidade de realizar cálculos ou mesmo para preparar uma síntese dos principais pontos a serem abordados na solução da questão. Normalmente, a prova é extensa e você não terá tempo de fazer as questões no rascunho e “passar a limpo” a resposta. Muita gente boa já ficou reprovada porque não teve tempo de passar a limpo a resposta. Portanto, não seja teimoso. Somente utilize o rascunho nas hipóteses acima mencionadas; O caderno de rascunho é de preenchimento facultativo e não terá validade para efeito de avaliação, podendo o examinando levá‐lo consigo após o horário estabelecido no Edital. Jamais assine ou coloque o seu nome na peça profissional. Caso isso ocorra, a prova estará identificada e você será automaticamente desclassificado. No máximo, coloque o nome da Cidade e a data do dia em que estiver prestando o exame. Caso deseje, desenhe um traço e sob ele escreva: Advogado – OAB/ nº...;

www.cers.com.br

1

etc). seja qual for o seu estilo. ao narrar o ato praticado pelo juiz na execução passível de reforma pelo TRT. Direito do Trabalho para Concursos – Renato Saraiva LIVROS SUGERIDOS: www. típicas de um operador do direito. Ademais. Atenção.. quanto mais você ler e exercitar peças jurídicas. Logo. escrevendo as palavras por extenso. Pois bem.. por exemplo. Agora. de difícil compreensão. Olha. embora não seja proibido o seu uso. desde que escritos e empregados corretamente. Por exemplo: um aluno me apresentou uma peça processual para correção (tratava-se de um agravo de petição). o candidato. Numa determinada prova. o ponto parágrafo e a vírgula).cers. evite abreviaturas. VOCÊ NÃO PODERÁ LEVAR NO DIA DA PROVA QUALQUER LIVRO DOUTRINÁRIO LIVROS SUGERIDOS: PARA O DIA DA PROVA . o que refletirá na sua nota final. Na resolução da peça profissional não invente dados. verbos e concordância. Sem comentários. ação rescisória. foi exigido que o candidato apresentasse uma defesa nominada de “exceção de incompetência”. Você deverá levar para a prova os códigos. o mesmo. mais facilmente você assimilará o vocabulário jurídico. Logo.com. É fundamental que se evite. de preferência condensados em um “vade mecum”.. não há necessidade do examinado utilizar uma linguagem rebuscada. Por último. você precisará de uma CLT atualizada que venha acompanhada de todas as súmulas.CLT RENATO SARAIVA E/OU CLT LTR LIVROS SUGERIDOS PARA ESTUDO: DIREITO DO TRABALHO Curso de Direito do Trabalho – Vólia Bonfim.br 2 . tão somente. prejudicando a qualidade da resposta apresentada e o entendimento pelo examinador. Em outras palavras. MUITO CUIDADO também com o emprego da regência. inquérito para apuração de falta grave. assim expressou o seu pensamento: “E aí. ação de consignação em pagamento. habeas corpus. o Juiz. Procure desenvolver o seu raciocínio jurídico baseando-se.. NUNCA utilize uma linguagem vulgar. você deverá dar prioridade a essas peças jurídicas. orientações jurisprudenciais e precedentes normativos expedidos pelo TST. que poderão ensejar perda de pontos preciosos no certame da OAB. contestação e recurso ordinário. nos dados fornecidos pelo examinador. o que não significa dizer que outras peças não possam também ser eventualmente cobradas (mandado de segurança. não há necessidade de utilização de expressões em latim. você deverá utilizar uma linguagem jurídica clara e de fácil entendimento. Pois bem. devidamente atualizados.OAB SEGUNDA FASE – IX EXAME DE ORDEM UNIFICADO Direito do Trabalho Renato saraiva CUIDADO com a correção gramatical.”. deverá o examinado utilizar-se de vocábulos e expressões jurídicas. após fazer o cabeçalho e qualificação das partes. mais teimoso que jumento empacado. as peças processuais mais exigidas pela OAB são: reclamação trabalhista (procedimento comum e sumaríssimo). indeferiu. Na seara trabalhista. Cuidado com a linguagem utilizada na redação da peça profissional. nominou a peça de “EXSSESSÃO DE INCOMPETÊNCIA”.VADE MECUM (QUALQUER UM DESDE QUE ATUALIZADO) . Curso de Direito do Trabalho – Mauricio Godinho Curso de Direito do Trabalho – Alice Monteiro de Barros. NÃO parece difícil deduzir que o aluno foi reprovado no certame. A utilização inadequada da pontuação pode inverter o sentido da oração. ao máximo. erros de português. Atenção para a pontuação (principalmente o ponto. salvo se a questão assim sugerir.

As respostas das questões subjetivas deverão ser sempre fundamentadas. o que nem sempre ocorrerá. jurisprudência (súmulas. O segredo é a chave do sucesso. Mantenha a calma na hora da prova. Na segunda fase. no mínimo. Controle o seu sistema nervoso. o examinado dispõe de 05 (cinco) horas para realizar o certame. § 3º. Portanto. etc). não comente com todo mundo que você se submeterá ao exame de ordem. mesmo que permaneçam dentro da bolsa. Caso deixe uma questão em branco em função do tempo ter sido insuficiente. não cometa excessos. das súmulas e orientações jurisprudenciais e dos. da CLT DO BENEFÍCIO DA JUSTIÇA GRATUITA: “Nos termos do artigo 14. Para maior facilidade em localizar determinadas matérias. Você não poderá portar no dia da prova livros com modelos de petições. mesmo que inconscientemente. Mesmo que você tenha sido reprovado em exames de ordem anteriores. não se esquecendo de levar uma garrafa de água mineral. Você. Só há uma chance de você não conseguir sua carteira profissional de advogado: desistir.br 3 .115/83 e do art. Essas pessoas. Não divulgue para todos o seu projeto. você deverá responder algumas questões subjetivas. sempre que possível. Lembre-se que além da peça profissional. acabando por abalar sua confiança e auto estima. deixando as questões mais complexas para o final. necessariamente. PRINCIPAIS TEMAS DISCUTIDOS NA JUSTIÇA DO TRABALHO: 2. 790. das Leis nºs 1. o dispositivo legal (normalmente artigo da CLT). Também não leve para o dia da prova os exercícios feitos por você em casa ou em sala de aula. o Reclamante declara para os devidos fins e sob as penas da Lei. GRATUIDADE DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA: JUSTIÇA E Lei 1060/50 Lei 7115/83 Lei 5584/70. lhe cobrarão resultados imediatos.cers. MENSAGEM Não desista nunca. utilize sempre o índice remissivo da CLT. ATENÇÃO PARA O TEMPO DE PROVA. ser pobre. na ordem em que são apresentadas.A. Controle o seu tempo.060/50 e 7. Art.com. encontrando-se desempregado e não tendo como arcar com o www. § 3º da CLT. A ORIENTAÇÃO SEMPRE FOI NO SENTIDO DE QUE: As questões não deverão ser resolvidas. Você vencerá. continue tentando e estudando. Uma boa noite de sono na véspera do certame é essencial para que o examinado tenha um bom desempenho. Durma cedo e relaxe. Não desista! 2. Na noite anterior à prova.584/70. parágrafo 1º da Lei nº 5. sem excessos. 1 (uma) hora de antecedência. Comece pelas questões mais fáceis. Chegue ao local da prova com. LUTE. 790. já receberá pressão (e apoio) dos seus familiares.OAB SEGUNDA FASE – IX EXAME DE ORDEM UNIFICADO Direito do Trabalho Renato saraiva PROCESSO DO TRABALHO CURSO DE PROCESSO DO TRABALHO – CARLOS HENRIQUE BEZERRA CURSO DE PROCESSO DO TRABALHO RENATO SARAIVA Você não poderá utilizar Códigos rabiscados ou com observações ou lembretes inseridos a caneta ou a lápis na obra. Mantenha o celular desligado no horário da prova Procure se alimentar bem antes da prova. ou livros que contenham questões de perguntas e respostas. orientações jurisprudenciais. indicando o candidato. você terá grandes dificuldades de alcançar êxito no exame de ordem. naturalmente. A ansiedade e o nervosismo não lhe ajudarão em nada.

“exceto nas lides decorrentes da relação de emprego. 477. HOMOLOGAÇÃO DE VERBAS RESCISÓRIAS E MULTA DO ART. que ampliou a competência material da Justiça do Trabalho para processar e julgar qualquer ação envolvendo relação de trabalho. § 1º. Caso o aviso prévio não seja trabalhado.B. 2. 2. • Adesão a PDV não gera direito ao SeguroDesemprego.CORRENTE LIBERAL (MINORITÁRIA):    Art. ou mesmo tratando-se de terminação normal do contrato por prazo determinado. 20 do CPC. ART. 201. II. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS: . § 8. ou mesmo a inobservância do prazo para quitação das atinentes verbas (art. Caso o aviso prévio seja trabalhado. ou ainda na hipótese de dispensa por justa causa do empregado. seja o mesmo indenizado ou dispensado o seu cumprimento. comprovadamente.º dia útil imediato ao término do pacto laboral. a cada período aquisitivo de 16 meses.Súmula 219 e 329 do TST.CORRENTE RESTRITIVA (MAJORITÁRIA): .F. dispondo sobre inúmeras normas procedimentais aplicáveis ao processo do trabalho. O Seguro-Desemprego somente será devido nas hipóteses de dispensa imotivada ou rescisão indireta (não tem direito em caso de dispensa por justa causa. equivalente a um salário contratual (CLT. ao obreiro inscrito no FGTS. alterada pela Lei 8. período máximo de 03 meses.br 4 . por meio da Resolução 126/2005. os honorários advocatícios são devidos pela mera sucumbência”.B. 477 da CLT.B. 18.C. 477. 7º. 389 TST. • S. 2.D. art. 2.E.cers. FÉRIAS: • • CF/88 – ART.900/94. III. pelo que requer os benefícios da justiça gratuita. CF/88. as verbas rescisórias deverão ser quitadas até o 10.º da CLT). HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS: . • Art.036/90 2. 22 da Lei 8906/94.º que. Art. HOMOLOGAÇÃO DE VERBAS RESCISÓRIAS E MULTA DO ART.com.º dia contado da data da notificação da dispensa.º). 5. • Lei 7998/90. as verbas rescisórias deverão ser pagas até o 1. • Concessão ao trabalhador desempregado. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS: Após a edição da EC 45/2004. SEGURO-DESEMPREGO • Seguro Social – art. estabelecendo no art. Terço Constitucional. SEGURO-DESEMPREGO: Empregado Doméstico – seguro-desemprego de 1 salário mínimo. § 6. 2. FGTS E INDENIZAÇÃO COMPENSATÓRIA (MULTA DE 40% DO FGTS): • • • CF/88 – ART.E. III. XVII.” 2. 2. o Tribunal Superior do Trabalho. 477 § 8º DA CLT Parágrafos do art. • O valor do seguro-desemprego não poderá ser inferior a 1 salário mínimo. DA LEI 8. importará no pagamento de uma multa em favor do empregado.C. CF/88.OAB SEGUNDA FASE – IX EXAME DE ORDEM UNIFICADO Direito do Trabalho Renato saraiva pagamento de custas e demais despesas processuais sem prejuízo do próprio sustento e de sua família. 133 da CF/88. www. editou a IN 27/2005. o obreiro der causa à mora. 15 DA LEI 8036/90 ART. 477 § 8º DA CLT O não pagamento dos haveres rescisórios. Art. 7º. período de 03 a 05 meses. 7º. salvo quando. 2. pedido de demissão ou culpa recíproca).

I. • LEI 10. • Art. • LEI 8213/91.remuneração mensal superior a R$608. • DANO CAUSADO PELO EMPREGADO – DOLO OU CULPA. ART. SALÁRIO-FAMÍLIA • Caso o empregado perceba mais do que R$915. • RSR.. semanal e turnos ininterruptos.80 do • R$22. • COMISSIONISTA – SÚMULA 340 DO TST. • Horas extras e pedidos acessórios. • HORAS IN ITINERE E VARIAÇÕES DE HORÁRIO. LEI 4090/62.br 5 ..G..820/2003. ou inválido de qualquer idade).J – SALÁRIO IN NATURA: • ART. XII.05. 74. • Culpa recíproca e férias proporcionais.remuneração mensal empregado não superior a R$608. 84 DECRETO 3048/99. www. 7º.80 e igual ou inferior a R$915. da CLT – parcelas fornecidas pelo empregador que não são salário in natura. § 2º. Jornada: • INTERVALO INTER E INTRAJORNADA.22. 2. • Pago em razão do dependente do trabalhador de baixa renda (filho ou equiparado até 14 anos de idade.. • R$31. SÚMULA 254 DO TST.. LEI 4749/65.G.com. 458 DA CLT.. Art.cers.OAB SEGUNDA FASE – IX EXAME DE ORDEM UNIFICADO Direito do Trabalho Renato saraiva • Período aquisitivo e concessivo.00.. • DOMÉSTICO – SEM JORNADA. 458.H. 7º. VIII. • • ART..05 2. não fará jus ao salário-família. • TRABALHO NOTURNO. da CLT. DESCONTOS NO SALÁRIO: • ART. • Utilidade para o trabalho ou pelo trabalho. SALÁRIO-FAMÍLIA: • VALOR DA COTA INTERMINISTERIAL Nº 2/2012): (PORTARIA 2. • Gozo ou pagamento de férias simples ou em dobro. • SÚMULA 342 DO TST. § 2º. 462 DA CLT.G. 2. 2. • Formas de prorrogação de jornada (compensação de jornada). • Devido ao segurado empregado e ao avulso (não devido ao doméstico). Jornada: • Jornada diária. 2. 65 e ss. ARTS. • Abono pecuniário. • EMPREGADOS EXCLUÍDOS DO CONTROLE DE JORNADA. 2.K.. • OJ 160 SDI-I/TST.. SALÁRIO-FAMÍLIA • CF/88.. 13º NATALINA): • • • ART.K. CF/88. SALÁRIO (GRATIFICAÇÃO 2.