Você está na página 1de 21

CADERNO DE MATEMÁTICA NOVO ENEM (V)

Exercícios de Aula 01) Determine os valores de k reais, de modo que o ponto:
Exercícios de Aula
01)
Determine os valores de k reais, de modo que o ponto:
a) Ak  2;5 k  pertença ao 1º quadrante.
b) B 1 k ; k 1 pertença ao 2º quadrante.
02)
Determine o valor de k real, de modo que o ponto:
a)
A3k ;3 k  pertença ao eixo das abscissas.
b)
B 1 k ;3 2 k  pertença ao eixo das ordenadas.
3.
Distância entre dois pontos
A x ; y
B x ; y
A
A
B
Sejam
e
d
dois pontos
AB B
distintos do plano cartesiano. A distância
entre os pontos
A e B é o comprimento do segmento AB .
vertical se chama eixo y, eixo Oy ou eixo das
P x ; y
P
P
.
y
 0
x
 0
P
P
.
O triângulo ABC mostrado na figura acima é retângulo em C.
Os seus catetos são:
d
 x  x
d
 y  y
AC
B
A
BC
B
A
e
.
Pelo Teorema de Pitágoras, temos:
d
 d
 d
AB 2
AC 2
BC 2
d
2
 x  x
2
 y  y
2
AB
B
A
B
A

Conhecimentosalgébricos/geométricos: plano cartesiano; retas; circunferências;paralelismo e perpendicularidade, sistemas de equações.

GEOMETRIA ANALÍTICA PONTO

1.

Sistema Cartesiano Ortogonal

ANALÍTICA – PONTO 1. Sistema Cartesiano Ortogonal O eixo horizontal se chama eixo x, eixo Ox

O eixo horizontal se chama eixo x, eixo Ox ou eixo das abscissas.

O eixo

ordenadas.

Todo ponto P do plano cartesiano é formado por duas coordenadas (uma para x e outra para y), que será representada

na forma

Se um ponto P está sobre o eixo Ox ele possui

e, se um ponto P está sobre o eixo Oy ele possui

2.

Quadrantes

se um ponto P está sobre o eixo Oy ele possui 2. Quadrantes  OBSERVAÇÃO Os

OBSERVAÇÃO

Os pontos localizados sobre os eixos cartesianos não pertencem a nenhum quadrante.

03)

04)

05)

4.

03) 04) 05) 4.  d AB   x  x B A  2

d AB


d AB   x  x B A  2   y  y

x x

B

A

2

y y

B

d AB   x  x B A  2   y  y
d AB   x  x B A  2   y  y

A

2

Exercícios de Aula

 y  y B A  2 Exercícios de Aula Calcule a distância entre os

Calcule a distância entre os pontos:

a) b) A1;3A1;1e e B B 5;2 4;2

Quanto aos ângulos internos

a)

  4;  2   Quanto aos ângulos internos a) Retângulo: possui um ângulo
  4;  2   Quanto aos ângulos internos a) Retângulo: possui um ângulo

Retângulo: possui um ângulo de 90º.

2

a

2

b c

Calcule o valor de

k

de

modo

que a distância entre

2
2
 c Calcule o valor de k de modo que a distância entre 2 A 

Ak ;1e B 1;2seja 2 .

b) Sejam Aa;0, B 1;1 e C 2;2 vértices de um a 2  b
b)
Sejam Aa;0, B 1;1 e C 2;2 vértices de um
a
2
 b  c
triângulo ABC . Determine o valor de a , de modo que o
triângulo seja retângulo em C .
2
2
c)
a
2
 b  c
2
2
Classificação de um triângulo
Quanto ao tamanho dos lados
a) Eqüilátero: possui os três lados iguais.
Exercício de Aula
b) Isósceles: possui dois lados iguais (todo triângulo
eqüilátero é isósceles).
5.
Ponto Médio de um segmento
Na figura, o lado BC é chamado de base.
Consideremos o segmento orientado

C 2;2. A x ; y

A

A

c) Escaleno: possui os três lados diferentes

Acutângulo: possui os três ângulos internos agudos (menores que 90º).

Obtusângulo: possui um dos ângulos obtuso (maior que 90º).

possui um dos ângulos obtuso (maior que 90º). 06) Classifique quanto ao tamanho dos lados e

06) Classifique quanto ao tamanho dos lados e quanto a medidas dos seus ângulos internos o triângulo ABC ,

com vértices nos pontos A1;2, B 0;3e

AB com origem no

ponto

Vamos calcular as coordenadas do ponto M que divide o

.

e extremidade no ponto

B x ; y

B

B

segmento AB ao meio.

09) Calcule a medida da altura relativa à base BC de um triângulo isósceles de
09)
Calcule a medida da altura relativa à base BC
de um
triângulo isósceles de vértices A5;8, B 2;2 e
C 8;2.
10)
Determine o simétrico do ponto P 2;1 em relação:
a)
ao eixo 0x.
b)
ao eixo 0y.
AM  MB
c) à origem.
d) ao ponto Q 4;3.
Se M
é o ponto médio de
AB , então
e, portanto:
6.
Mediana de um triângulo
x
 x
x
 x
x
x
x
A
B
B
M
M
A
M
2
É o segmento de reta que
liga um dos vértices do
y
 y
triângulo ao ponto médio do lado oposto.
y
 y
y
y
y
A
B
B
M
M
A
M
2
AB
Exercício de Aula
A e B .
Portanto, as coordenadas do ponto médio do segmento
são as médias aritméticas das abscissas e ordenadas de
11)
Calcule o comprimento da mediana relativa ao vértice C
do triângulo ABC , tal que A2;6, B  4;2 e
C 0;4.
x
y
y 
M   x
A
B
;
A
B
2
2
M
Baricentro, mediacentro, centro de massa ou centro de
gravidade de um triângulo
OBSERVAÇÃO
AB ,
Se
é
o
ponto
médio
do
segmento
É o ponto de encontro das três medianas do triângulo.
ABC
podemos dizer que o ponto B é simétrico do ponto
relação à M , e vice-versa.
A , em
As coordenadas do baricentro do triângulo
são calculadas por:
x
x
y
y
y 
G
  x
A
B
C
;
A
B
C
Exercícios de Aula
3
3
A7;13 e
07)
Uma
das
coordenadas
de
um
segmento
é
o
ponto
a
outra
é
o
ponto
B 2; p . Sendo
Exercícios de Aula
M q;5 o ponto médio desse segmento, determine os
ABC , com A1;2, B 2;3 e
valores de
12)
Do
triângulo
AC
BD .
08) Num paralelogramo ABCD , M 1;2 é o ponto de
encontro
A2;3 e
p e q .
D .
C 5;1. Calcule o ponto de encontro de suas
medianas.
das
diagonais
e
Sabe-se
que
B 6,4. Determine as coordenadas dos
7.
Área de um triângulo
vértices C
e
A x ; y
B x ; y
A área do triângulo ABC cujos vértices são os pontos
C x ; y
A
A
B
B
C
C
,
e
é calculada
através da fórmula:
coordenadas (-1,0), (0,4) e (2,0), respectivamente. Se M e N são pontos médios 1 x
coordenadas (-1,0), (0,4)
e
(2,0),
respectivamente. Se M e N são pontos médios
1
x
y
1
A
A
de AB e BC , respectivamente, a área do
D
A ABC 2
D 
x
y
1
, onde
.
triângulo OMN será igual a
B
B
x
y
1
u.a
C
C
a) 5
3
8
u.a
b) 5
Exercícios de Aula
c) 1 u.a
13)
A1;2, B 3;1 e C 0;1.
são os pontos A0;0, B 2;0, C 3;4 e D 1;3.
A0;3, B k 1;1 e
Calcule
a
área
do
triângulo
formado
pelos
vértices
d) u.a
3
2
14)
Determine a área do quadrilátero ABCD , cujos vértices
02)
A área do quadrilátero abaixo, em unidades
de área, é:
4 .
y
B
15)
(FAAP-SP) Os pontos
8
C  k ;0 são os vértices de um triângulo de área
A
Determine o valor da constante k .
5 C
3
D
8.
Condição de alinhamento de três pontos
A x ; y
B x ; y
x
C x ; y
-1
2
4
A
A
B
B
C
C
a) 20
Os pontos
,
e
estarão alinhados se e somente se:
b) 25
c) 15/2
x
A y
1
A
d) 15
x
B  0
y
1
B
e) 25/2
x
C y
1
C
03)
Observe a figura.
y
Exercícios de Aula
11 .
B .
C
A .
16)
(FATEC-SP)
Os pontos A1;2, B e C 5;2 estão
numa mesma reta. Determine o ponto B , sabendo que o
mesmo é do eixo x .
5
x
-1/2
17)
Determine o valor de m para que os pontos A0;4,
B  m;2 e
C 2;6 sejam os vértices de um
Nessa figura, a reta AC intercepta o eixo das
abscissas no ponto ( -1/2, 0 ) , e a área do
triângulo de vértice A,B e C é 10. Então , a
ordenada do ponto B é:
triângulo.
a) 20/11
ATIVIDADES
b) 31/11
01) Considere, no plano cartesiano com origem
O, um triângulo cujos vértices A, B e C têm
c) 4
d) 5

e)

6

coordenadas. Elas pretendem dividi-lo, construindo uma cerca reta perpendicular ao lado AB e passando pelo ponto P = (a,0). O valor de a para que se obtenham dois lotes de mesma área é:

de a para que se obtenham dois lotes de mesma área é: 04) Considere a figura

04) Considere a figura abaixo, em que as retas r

e s são tangentes à circunferência de raio 2

cm.

y

r e s são tangentes à circunferência de raio 2 cm. y s t C B

s

t

C B
C
B
60º x -2 2 r A A área do triângulo ABC é igual a a)
60º
x
-2
2
r
A
A área do triângulo ABC é igual a
a) 5 1
a) 6 cm 2
b) 3cm
6
2
2
c) 3cm
4
2
b) 5 5 2
c)
2
d) 3cm
3
2
d) 2 
5
e) 5 2
2
05)
A área do triângulo ABC da figura é:
y
07)
Considere a figura abaixo:
. A
y
N
2
M
45º
1
x
.
B
-1
4
x
O comprimento do segmento MN é:
a) 2 1/ 2
.
-2
C
b) 2 
1
2
a) –18 b) –9
a)
–18
b)
–9

c) 9

d) 15

c) 2 1 d) 1 2 2 e) 2 1
c) 2 1
d) 1
2
2
e) 2 1

e) 18

06) Duas irmãs receberam como herança um terreno na forma do quadrilátero ABCD, representado abaixo em um sistema de

cidade

plana,

a

de

uma

central

08) Um programa de rádio é gerado em uma

C

partir

localizada 40 km a leste e 20 km a norte da

antena de transmissão T. C envia o sinal de

rádio para T, que em seguida o transmite em todas as direções, a uma distância
rádio para T, que em seguida o transmite em
todas as direções, a uma distância máxima de
60 km. O ponto mais a leste de C, que está 20
km a norte de T e poderá receber o sinal da
 y
A  y
a
B
 
x
x
b
Fazendo:
teremos:
B
A
 
x y
.
x y
.
c
A
B
B
A
rádio, está a uma distância de C, em km, igual
a
a.
x  b. y  c  0
2 1) .
a)
3 1) .
b)
30( 20( 40(
2 1) .
Exercícios de Aula
c)
d)
01)
(FEI-SP) Os pontos Aa;1 e B 2; b  pertencem à reta
50(2 40( 3  1) 2) .
r : x  2 y  0 . Calcule a distância entre eles.
e)
02)
Encontre a
GABARITO
01-D
05-C
03)
Encontre a equação da reta suporte da mediana relativa ao
vértice A , do triângulo ABC , tal que A3;1,
A2;1 e B 3;2.
B  2;5 e C 6;1 são:
equação
da reta
que passa
pelos pontos
02-E
06-B
03-D
07-E
r ax  by  0
04-B
08-C
04)
(UFRN)
As
retas
e
s ax 3by 12  0 intersectam-se no ponto 1;3.
Portanto a e b são respectivamente:
9.
Equação geral da reta
A x ; y
B x ; y
10.
Inclinação da reta
Queremos
calcular
a
reta
que
passa
pelos
pontos
A
A
B
B
e
.
Suponha um terceiro ponto P x; y 
a essa reta. Já sabemos que:
que
pertença
x
y
1
x
y
1
 0
. Desenvolvendo teremos:
A
A
x
y
1
B
B
Toda reta r tem um ângulo que forma ao cortar o eixo
x . Esse ângulo formado partindo do eixo x até a reta em seu
sentido anti-horário é chamado ângulo de inclinação da reta.
y y . x  y x . x y  x x .  y x  x y . y  y .  x  x . . y  0
OBSERVAÇÃO
A
B
.

A
B
.
B
A
B
A
 .
x y
x y  0
Retas horizontais têm ângulo de inclinação de 0º.
A
B
B
A
A
B
B
A
11.
Coeficiente Angular
Tendo a equação desenvolvê-la da seguinte maneira: a. x  b. y a.  x
Tendo
a
equação
desenvolvê-la da seguinte maneira:
a.
x  b. y a.  x c   b. 0 y  c  0
b. y  a. x  c
iremos
a
y  x  b c .
 y
b
a
e x
x
b
ABC
A
B
B
A
Porém sabemos que y
Observe que o triângulo
é retângulo em C
 a  y  y
y  y
A
B
B
A
 m
e possui o mesmo ângulo
(inclinação da reta
r ).
Do
Assim
b
 x
x
B  x
.
x B
triângulo podemos dizer que:
A
A
y
 y
 a
tg 
B
A
m 
x
 x
b
B
A
A esse valor numérico chamamos de coeficiente angular e
E
chamaremos
p .
de
coeficiente
linear
o
quociente
simbolizamos por m .
b
c , simbolizando-o por
Assim:
m  tg
y
 y
a. x  b. y  c  0
m 
B
A
x
 x
ou
B
A
Assim a equação geral
ser escrita como:
pode
y  mx  p
m
coeficiente angular
Exercícios de Aula
; onde
 
p
 coeficiente linear
05)
Determine o coeficiente angular (ou declividade) da reta
que passa pelos pontos:
Exercícios de Aula
a)
A3;2 A2;3 e e B B 3;1  4;3
07)
Determine o coeficiente angular das retas:
b)
a)
b)
OBSERVAÇÕES
c)
 Retas
verticais
não
possuem
coeficiente
angular,
pois

2
.
3 2 x x x 3   2 y y y 1 3  4   0 0 0
2 x 3 y 1.
08)
Determine
o
coeficiente
linear
da
reta
de
equação
Para que três pontos A , B e C sejam colineares, basta
AB
que o coeficiente angular da reta suporte de
seja o
13. Cálculo da equação da reta
mesmo da reta suporte de BC .
Já sabemos como calcular a equação da reta quando
conhecidos dois pontos A e B dela. Iremos agora aprender uma
outra maneira de calcular equação de reta, quando conhecidos
Exercícios de Aula
um ponto e seu coeficiente angular.
C  5; k 
06) Os pontos A2;3, B 4;3 e
2 
estão
y
y
m 
B
A
m 
0
numa mesma reta. Determine o valor de k .
x
  x y
x
  x y
B
A
0
12. Equação Reduzida da Reta
y  y  m x  x   b 0 0 É a
y  y  m x  x
b
0
0
É a reta que divide ao meio o segundo e quarto quadrantes.
Notação:
24 . Também é chamada de 2ª bissetriz.
Usaremos essa fórmula sempre que for conhecido um
P x ; y
0
0
ponto
qualquer, que pertence à reta, e seu
Um ponto P pertence à segunda bissetriz se, e somente se,
suas coordenadas são simétricas, isto é:
coeficiente angular m .
P  b  P a; a 
Exercícios de Aula
24
09)
Determine
a
equação
da
reta
que
passa
pelo
ponto
Exemplos: A 2;2, B 3;3, C 5;5, O 0;0
A 2;5 e tem coeficiente angular m  2 .
10)
Uma reta passa pelo ponto A2;1 e forma com o eixo 0x
um ângulo de 45°. Ache os coeficientes angular e linear
dessa reta.
Exercício de Aula
11) Ache a equação da reta que passa pelo ponto P 1;3
12)
Determine o valor de k real, de modo que o ponto:
e
tem inclinação igual a 120°.
a) A23k ;5 pertença à primeira bissetriz;
OBSERVAÇÕES.
b) B 2 k ;3 pertença à segunda bissetriz.
Se a reta r for vertical, então todos os seus pontos têm a
mesma abscissa ( x ). Nesse caso, a reta r tem equação:
15.
Intersecção entre retas
x  k , onde k é um número real.
Resolvemos o sistema formado pelas equações das duas
retas.
Se a reta r for horizontal, então todos os seus pontos têm
Exercícios de Aula
a
mesma ordenada ( y ). Nesse caso, a reta r tem
equação: y  k , onde k é um número real.
13)
Calcule
2 x  y 3  0 e x 3 y 1 0 .
5 x  y 9  0 e 3 x  equações 2 y  4 4  x 0 3 se y intersectam  a  0 ;
o
ponto
de
intersecção
das
retas
14.
Duas retas importantes
14)
(FUVEST-SP) As retas de
Bissetriz dos quadrantes ímpares
É
a
reta
que
b
divide
ao
meio
o
primeiro
e
terceiro
13
em apenas um ponto. Determine a e o ponto de
interseção das retas.
quadrantes. Notação:
. Também é chamada de 1ª bissetriz.
Um ponto P pertence à primeira bissetriz se, e somente se,
suas coordenadas são iguais, isto é:
OBSERVAÇÕES
Retas paralelas distintas não têm pontos de intersecção.
P  b  P a; a 
13
Retas
paralelas
iguais
possuem
infinitos
pontos
de
intersecção
Exemplos: A2;2, B 3;3, C 5;5, O 0;0
16.
Condição de paralelismo entre duas retas
 Bissetriz dos quadrantes pares
Duas retas r e s , não verticais, são perpendiculares se, e somente se, o
Duas retas r e s , não verticais, são perpendiculares se,
e somente se, o produto de seus coeficientes angulares é igual a
1, isto é:
m m 1
r
s
r  s 
1
m 
r
m
s
r
Exercícios de Aula
e
s , são paralelas
se,
e
m  m
r :3 x  2 y 1 0
r
s
17)
Mostre
que
as
retas
e
r // s 
s :4 x 6 y 3  0 são perpendiculares.
r P 6;5. :5 x  7 y 1 0
18)
Obtenha
a
equação
da
reta
perpendicular
a
que
passe
pelo
ponto
r
e s
19) Sendo o triângulo com vértices nos pontos A0;1,
B 2;3 e C 1;4. Calcule a equação da reta-suporte
r
s
, então as retas
são concorrentes,
da altura relativa ao vértice A .
OBSERVAÇÃO
Exercícios de Aula
k
Chamamos de ortocentro de um triângulo ao ponto de
encontro de suas três alturas.
Para
que
valores
de
as
retas
Mediatriz de um segmento
AB
A mediatriz do segmento
é a reta perpendicular a
AB e que passa pelo seu ponto médio.
Exercícios de Aula
20) (FUVEST-SP) São dados os pontos A2;3 e B 8;5,
determine equação da mediatriz de AB .

m m

Duas retas não verticais,

somente se, seus coeficientes angulares são iguais, ou seja:

OBSERVAÇÕES.

Se além dos coeficientes angulares iguais, os lineares também forem, as retas são paralelas iguais. Caso os coeficientes lineares forem distintos, as retas são paralelas distintas.

Se

têm um único ponto comum.

15)

(MAPOFEI-SP)

k 1x 6 y 10 e 4 x k 1y 10

são paralelas?

(FAAP-SP) Ache a equação da reta r que é paralela à reta

3 x 2 y 10 e que passa pelo ponto A2;5.

Condição de perpendicularismo entre duas retas

2 y  1  0 e que passa pelo ponto A   2;5 

16)

17.

r r :4 x  2 y 1 0 e s : x  4
r
r :4 x  2 y 1 0 e s : x  4 .
Simetria em relação a uma reta
24)
Calcule
o
menor
ângulo
formado
pelas
retas
r
AB .
Dizemos que o ponto B
é simétrico do ponto
A em
relação a uma reta
r , quando
é a mediatriz do segmento
s :3 x  y  2  0 um
25)
Determine a equação da reta
A0;4 e forma com a reta
que passa pelo ponto
Projeção ortogonal
Chamamos de projeção ortogonal de um ponto
r
ângulo de 45º .
r
A sobre
r .
uma reta r , ao ponto médio do segmento
AB , do qual a reta
19.
ax  by  c  0 e um ponto
é mediatriz.
Distância de um ponto à uma reta
Consideremos uma reta
P x ; y
cuja equação geral é
0
0
fora da reta
A
Exercícios de Aula
P ,
distância do ponto P à reta r é dada por:
'
21)
(FEI-SP)
Determine
o
ponto
simétrico
do
ponto
P 2;1, em relação à reta s , de equação y  2 x .
r ,
ax by
c
0
0
d P r
,
2
x  y 1 0 ,
a 2  b
22)
(MAPOFEI-SP)
São
dados
a
reta
de
equação
e
o
ponto
P 3;2. Determine as
coordenadas da projeção ortogonal de P sobre a reta r .
Exercícios de Aula
18.
Ângulo entre duas retas
26)
(UFAC) Dê a menor distância entre a reta y  x  2 e o
Consideremos duas retas concorrentes, r e s , ambas
não-verticais e não perpendiculares entre si, de coeficientes
m
e m
ponto 3;1.
r
s
angulares
respectivamente.
A tangente do ângulo agudo formado pelas retas r e s é
dada por:
27)
(CESGRANRIO-RJ) O ponto
A1;2 é um vértice de
m r
 m
um triângulo eqüilátero ABC , cujo lado BC está sobre
a reta de equação x  2 y 5  0 . Determine a medida
tg 
s
1  m m
h da altura desse triângulo.
r
s
Distância entre retas paralelas
 ,
: r
180º .
ax  by  c  0
e :
s
ax  by  c  0
Dadas
duas
retas
paralelas
OBSERVAÇÕES
1
2
.
A
 O
ângulo
obtuso
é
o
suplemento
de
isto
é,
distancia entre elas é dada por:
Caso Particular: se a reta s for vertical, então:
c
 c
1
1
2
tg 
d r s
,
a
2  b
2
m
r
Exercícios de Aula
Exercícios de Aula
r
r :3 x  y 5  0 e s :2 x  y 3  0 .
23)
Calcule
o
ângulo
agudo
formado
entre
as
retas
3 y  4 x  2 , e a reta
s ,
28)
(FUVEST-SP)
Calcule
a
distância
entre
a
reta
de
equação
de
equação
3 y  4 x 8 , sabendo que r // s.
ATIVIDADES d) 20 01) 2x  y  4  0 e Sejam (r) x
ATIVIDADES
d) 20
01)
2x  y  4  0 e
Sejam
(r)
x  2y 3  0 ,
e
(s)
retas
de
equações
respectivamente.
Em relação ao losango ACBD, sabe-se que:
- os vértices A e B são os interceptos de (r)
com os eixos cartesianos;
03) (ENEM) O gráfico mostra o resultado de uma
experiência relativa a absorção de potássio
pelo tecido da folha de um certo vegetal, em
função do tempo e em condições diferentes
de luminosidade.
- o vértice
C pertence
à
reta
(s)
e
dista 6
16
unidades da reta (r);
12
- os vértices C e D não são consecutivos.
Em tais condições, a área do losango ACBD é:
a) 12
5
b) 6 4
c)
5
4
2
5
1
2
3
4
tempo (h)
d) 2
5 4
e) 2
02) Ao observar, em seu computador, um
desenho como o apresentado abaixo, um
estudante pensou tratar-se de uma curva.
Nos dois casos, a função linear y = mx ajustou-
se razoavelmente bem aos dados, daí a
referência a m como a taxa de absorção
(geralmente medida em  moles por unidade
de peso por hora). Com base no gráfico, se m 1
é a taxa de absorção no claro e m 2 a taxa de
absorção no escuro, a relação entre essas
duas taxas é:
y
a) m 1 = m 2
5
b) m 2 = 2 m 1
2
c) m 1 . m 2 = 1
d) m 1 . m 2 = -1
1 8
x
e) m 1 = 2 m 2
Porém, após aumentar muito a figura,
verificou que a tal "curva" era, de fato, um
polígono, com o menor perímetro possível,
formado por uma quantidade finita de lados,
todos paralelos ao
eixo
x
ou
ao
eixo
y.
Verificou ainda que esse polígono possuía um
lado em cada uma das seguintes retas: x = 1, x
=
=
8,
y
=
2
e
y
5.
Se foi utilizada a mesma unidade de
comprimento em ambos os eixos, a medida
do perímetro desse polígono é:
04) Um termômetro descalibrado indica 10ºC
quando a temperatura real é 13ºC. Quando
indica 20ºC, a temperatura real é de 21ºC.
Porém, mesmo estando descalibrado, a
relação entre a temperatura real e a
temperatura indicada é linear. Assim sendo, a
única temperatura em que a leitura do
termômetro descalibrado corresponderá à
temperatura real é:
no claro
a) 22ºC.
a) 10
b) 23ºC.
no escuro
b) 13
c) 24ºC.
c) 18
POTÁSSIO ABSORVIDO

d) 25ºC.

e) 26ºC.

a) 6

b) 8

c)

12

d) 14

e) 16

05)

Considere a reta r, representada na figura abaixo.

e) 16 05) Considere a reta r, representada na figura abaixo. 07) y. 3x  y
07) y. 3x  y 1 3 3x  y 1 3 3x  y
07)
y.
3x  y
1 3
3x  y 1
3
3x  y 1
3
3x  y 1
3
3x  y 
3
a) 2x + y  2 = 0
b) x  2y = 0
c) x + 2y  4 = 0
d) x  y  4 = 0
e) x + y + 4 = 0
08)

Na figura abaixo o quadrado ABCD, de

4 2 cm de lado, tem os vértices A e D situados, respectivamente, sobre os eixos coordenados x e

Sua equação é:

a)

b)

c)

d)

e)

A reta que contém o lado AB do quadrado tem a equação indicada na alternativa:

06) Sejam x y = 4, x + y = 0 e y = 2 as equações das retas r, s e t representadas num sistema de eixos cartesianos ortogonais, como mostra o gráfico abaixo.

eixos cartesianos ortogonais, como mostra o gráfico abaixo. Se as retas dadas interceptam-se, duas a duas,

Se as retas dadas interceptam-se, duas a duas, nos pontos A, B e C, a área do triângulo ABC, em unidades de superfície, é:

Na figura abaixo estão construídos os gráficos de uma reta e de uma parábola, contendo os pontos indicados. Os pontos P(x1,y1) e Q(x2,y2 ) são as interseções das duas linhas representadas.

O valor do produto x 1  y 1  x 2  y 2

O valor do produto x1 y1 x2 y2 é:

a) 3.430

b) 4.340

c) 43.400

d) 34.300

09) Numa “caça ao tesouro” promovida por uma escola, a equipe azul recebeu a seguinte

instrução:

“A próxima pista se encontra numa das cartas numeradas fixadas no edital da cantina. A referida carta tem o número correspondente

distância entre os pontos A e B da figura a seguir”.

à

e) 5.

10) Para medir a área de uma fazenda de forma triangular, um agrimensor, utilizando um sistema de localização por satélite, encontrou como vértices desse triângulo os pontos A(2,1), B(3,5) e C(7,4) do plano cartesiano, com as medidas em km. A área dessa fazenda, em km ² , é de:

17 a) 2 b) 17 17 c) 2 4 17 d) 17 e) 2 GABARITO
17
a)
2
b) 17
17
c)
2 4
17
d)
17
e)
2
GABARITO
01-A
06-E
02-D
07-D
03-E
08-D
04-D
09-D
05-A
10-A
20. Equação Reduzida da Circunferência
s
C x ; y
B (1;5)
0
0
ponto
e raio R é:
A r :
3x-2y-27 = 0
x  x  y  y  R
2
2
2
0
0
C (10;-7)

Exercícios de Aula

A equação reduzida da circunferência de centro no

O
O

número contido na carta era:

a) 14. 5 . b) 2
a) 14.
5 .
b) 2

c) 15.

d) 10.

1)

Determine a equação da circunferência cujo centro coincide com a origem do sistema cartesiano e cujo raio mede 5 unidades.

2)

Determine a equação da circunferência com centro no ponto

C 2;3e que passa pelo ponto P 1;2.

A B  C    ,   2  2  3)
A
B 
C
  
,
2
 2 
3) (MACK-SP) Determine a equação da circunferência cujo
diâmetro é o segmento de extremidades A2;8 e
B 4;0.
e o raio é dado por:
4)
Determine a equação da circunferência que passa pelos
pontos A1;4 e B 5;2 e tem centro sobre a reta
x  2 y 9  0 .
R  x  y  C
2
2
0
0
pontos 1;2, 3;2 e 3;0.
x e
5)
Determine a equação da circunferência que passa pelos
OBS: As fórmulas acima só podem ser usadas quando os
2 2
y
coeficientes de
são iguais a 1.
OBSERVAÇÃO
Exercícios de Aula
Chamamos de pontos de ordenada e abscissa máxima e
mínima de uma circunferência aos pontos.
7)
Determine a equação geral da circunferência com centro no
ponto 1;2 e raio r  3 .
máx 0
 x x
0
Ordenada Máxima: O
; ; y y
mín 0
0
8)
Determine o centro e o raio da circunferência de equação
x
2
 y  x  y 
2
4
8
19
0
Ordenada Mínima: O
x  R; y
.
A máx
0
R R    
0
Abscissa Máxima:
x  R; y
A mín
0
0
Abscissa Mínima:
9)
Calcule o centro e o raio da circunferência gerada pela
x
2
 y  x  y  
4
2
4
8
9
0 ,
equação 4
caso ela
gere uma circunferência.
6)
Calcule os pontos de abscissa e ordenada máxima e mínima
da circunferência cujo centro é o ponto C 2;1 e raio 2.
21.
Equação Geral da Circunferência
C x ; y
23.
Condições
para
a
validade
da
equação
da
Circunferência
A equação geral da circunferência de centro no ponto
0
0
e raio R é:
x
2
 y  Ax  By  C  0
2
A
equação
x
2
 y  Ax  By  C  0
2
representa uma circunferência se:
A
2 x
B 2 y
C  x  y  R
2
2
2
x e
2
2
0
0 e
0
0
onde:
,
a)
Os coeficientes de
y são iguais e não nulos.
x
2
 y  C  0
2
0
0
b)
22. Cálculo do Centro e do Raio da Circunferência
x
2
 y  Ax  By  C  0
O
2
centro
da
circunferência
de
equação
c)
Não pode existir termo em xy .
é o ponto:
Exercícios de Aula k 12) Quais as posições dos pontos A 2;3, B  4;6
Exercícios de Aula
k
12) Quais as posições dos pontos A 2;3, B  4;6 e
C 4;2
x
 y  x 
8
em
20
relação
0
à
circunferência
2
o
4
maior
6
inteiro
0
2
2
para
que
a
equação
.
represente
uma
13)
Determine m de modo que o ponto
circunferência
x
2
 y  x  y  m 
2
4
2
de
0
A4;3 seja externo à
equação
.
2
Sabendo
3
4
que
9
0
a
equação
representa
uma
OBSERVAÇÃO
 : x  x
2
 y  y
2
 R
2
0
0
Seja a circunferência
:
P
x
, y
Os
pontos
do
plano
interiores
a
ela
são
definidos
pela
Dados o ponto
P
P
x  x  y  y
e a circunferência 
2
2
 R
expressão:
2
0
0
,
três
x  x  y  y  R
2
2
2
0
0
Os
pontos
do
plano
exteriores
à
ela
são
definidos
pela
expressão:
d
R
PC 
x  x  y  y  R
2
2
2
0
0
é
25.
Posições relativas entre reta e circunferência
r
: ax  by  c  0
d
R
C x ; y
Dadas uma reta
e
uma
PC 
0
0
circunferência  de centro no ponto
e raio R,
três casos podem ocorrer:
é
CASO I) A reta r é externa à circunferência  . Nesse caso, a
distância do centro C à reta r é maior do que o raio R, isto é:
d
R
d
R
PC 
C , r 
Exercícios de Aula
A reta r e a circunferência  não têm ponto comum.

2

x

By Cxy y  

circunferência, calcule o valor de 3 B C .

Posições relativas entre ponto e circunferência

de equação

casos podem ocorrer:

10) Determine

2

x

y x y k

circunferência.

11) (UFPB)

24.

CASO I) O ponto P é externo à circunferência . Nesse

caso, a distância do ponto P até o centro C da circunferência

é

maior do que o raio, isto é:

CASO II) O ponto P pertence à circunferência . Nesse caso,

distância do ponto P até o centro C da circunferência igual ao raio, isto é:

a

CASO III) O ponto P é interno à circunferência . Nesse caso,

distância do ponto P até o centro C da circunferência menor do que o raio, isto é:

a

 . Nesse caso, distância do ponto P até o centro C da circunferência  menor
18) Determine as coordenadas dos pontos de intersecção da x  y  x 
18)
Determine as coordenadas dos pontos de intersecção da
x
 y  x  
CASO II) A reta r é tangente à circunferência  . Nesse caso,
2
2
8
9
0
a distância do centro C à reta r é igual ao raio R, isto é:
circunferência de equação
com
d
R
os eixos coordenados. Determine também o comprimento
das cordas determinadas pelos eixos nas circunferências.
C , r 
19)
Determine a equação da reta tangente em T 5;2 à
circunferência
x
2
 y  x  y 
2
2
6
27
de
0
equação
.
A reta r e a circunferência  tem um ponto comum.
20)
Determine as equações das retas tangentes à circunferência
x 
1
2
2
2
4
CASO III) A reta r é secante à circunferência  . Nesse caso,
de equação 
e que são
a
distância do centro C à reta r é menor do que o raio R, isto é:
paralelas à reta de equação 3 x  4 y  2  0 .
d
R
4
C , r 
21)
Determine as equações das retas tangentes à circunferência
x 
 y 
 y 
2
2
4
de equação 
e
que
são
perpendiculares à reta de equação 3 x  4 y  2  0 .
A
reta r e a circunferência  têm dois pontos comuns.
ATIVIDADES
OBSERVAÇÃO
01) Os pontos A = (0, 0) e B = (3, 0) são vértices
consecutivos de um paralelogramo ABCD situado
AD
Podemos também encontrar a posição relativa entre
reta e circunferência resolvendo a equação gerada pelo sistema
entre a equação da reta e a equação da circunferência.
no
primeiro
quadrante.
O
lado
é
perpendicular à reta y = - 2x e o ponto D pertence
à circunferência de centro na origem e raio 5 .
Então, as coordenadas de C são:
Exercícios de Aula
r : x  y 3  0 em
a) (6, 2)
14)
Determine
a
posição da
reta
b) (6, 1)
relação
:
x  y
2
2
 x  y 
4
2
à
13
0
circunferência
c) (5, 3)
.
d) (5, 2)
4 x 3 y  m  0 ,
15)
Determine os valores de m
de modo
que
a
reta
de
equação
x
2
 y  x  y  
4
2
e
4
0
e) (5, 1)
2
a
circunferência
de
equação
sejam
02)
Na figura abaixo tem-se o hexágono regular
tangentes.
ABCDEF, inscrito na circunferência de equação
x² + y² – 4x – 6y – 3 = 0.
16)
Determine a equação da circunferência com centro no ponto
x
C 1;3 e que é tangente à reta s , de equação
y 
2  0 .
y
C
B
.
x
x
 y  16
D
A
17)
Ache
o
comprimento
da
corda
determinada
2
pela
2
reta
 y  4  0 sobre a circunferência
.
E
F
x
A medida do segmento CF é igual a a) 8 b) 7 c) 6 d)
A medida do segmento CF é igual a
a) 8
b) 7
c) 6
d) 5
e) 4
03) A circunferência de centro no ponto (-2,-2)
e
tangente aos eixos coordenados é
interceptada pela bissetriz do 3 o quadrante,
conforme a figura abaixo.
De
acordo
com
os
textos
e
seus
y
conhecimentos, é correto afirmar que a rua
representada pela equação acima
-2
a) tangencia a praça no ponto A(2, 4).
x
b) tangencia a praça no ponto A(4, 8).
-2
.
c) não atravessa a praça.
P
d) tangencia a praça no ponto A(2, 4).
O
ponto
P,
assinalado
na
figura,
tem
e) atravessa a praça.
coordenadas:
3
3
f) I.R.
a) x = -2
;
y = -2
3
3
05)
b) x = -2 -
;
y = -2 -
2
2
c) x = -2
;
y = -2
2
2
d) x = -2 -
;
y = -2 -
Dados os pontos A (1,1), B o vértice da
parábola cuja equação é dada por y = – x 2 + 8x
– 15 e C o centro da circunferência cuja
equação é dada por x 2 + y 2 – 2x – 10y + 22 = 0.
Então, a área do triângulo ABC, em unidades
de área, é igual a:
04) (ENEM) No chamado meio ambiente
urbano, as praças públicas são bens de uso
comum, contribuindo para o embelezamento das
cidades, auxiliando sobremaneira na melhoria das
condições sanitárias e higiênicas dos núcleos
urbanos e promovendo o intercâmbio social e
cultural. Na figura abaixo, observa-se que algumas
ruas atravessam a praça, outras a tangenciam em
um único ponto e outras nem passam por ela.
Considere uma praça circular delimitada por uma
a) 12.
b) 6.
c) 8.
d) 16.
e) 4.
06)
2
y
2
4x
8y
16
0
A equação da circunferência cuja
representação cartesiana está indicada pela
circunferência de equação x
e
figura abaixo é:
uma
4x  3y 4  0 .
das
ruas
representada
pela
equação
 y ( ) O ponto P(4,7) pertence à circunferência . ( ) Os pontos
y
(
) O ponto P(4,7) pertence à circunferência
.
(
) Os pontos de intersecção de  com o
eixo x são M(5,0) e N(-3,0).
0
4
(
) O ponto Q(3,8) é interior à circunferência
.
-3
x
(
) O ponto de  que possui ordenada
máximo é A(1,8).
a)
x 2 + y 2 – 3x – 4y = 0
(
)
(x
A
1)
2
equação
(y
3)
2
5
da
circunferência
é
b)
x 2 + y 2 + 6x + 8y = 0
.
c)
x 2 + y 2 + 6x – 8y = 0
d)
x 2 + y 2 + 8x – 6y = 0
y
e)
x 2 + y 2 – 8x + 6y = 0
C
3
0
1
x
07)
O esboço que melhor representa a figura
obtida
x
2
2x
y
ao
2
0
girar
o
gráfico
da equação
,
x1,
em
torno
do
eixo
das
abscissas, é
A seqüência correta, de cima para baixo, é:
a) F
-
V
-
F
-
V
-
V
a)
b) V
-
V
-
F
-
V
-
F
c) V
-
F
-
V
-
V
-
F
d) V
-
V
-
V
-
F
-
F
b)
e)
F
-
V
-
F
-
V
-
F
GABARITO
01-E
05-B
c)
02-A
06-C
03-D
07-A
d)
04-E
08-B
08)
Analise as afirmações abaixo, considerando
SISTEMAS DE EQUAÇÕES
a figura que representa uma circunferência  de
centro C(1,3) e raio r  5 , escrevendo V para
verdadeira e F para falsa.
ATIVIDADES
01-Um fazendeiro comprou vacas de duas
raças diferentes, a um custo total de R$
10.000,00. Se cada vaca de uma das raças
custou R$ 250,00 e cada uma da outra raça custou R$ 260,00, o total de
custou R$ 250,00 e cada uma da outra raça
custou R$ 260,00, o total de vacas compradas
pelo fazendeiro foi:
b) R$ 200,00
c) R$ 150,00
a)
25
d) R$ 175,00
b)
30
c)
32
d)
41
y
x
15
14
e)
39
02-(ENEM)Um senhor feudal construiu um
fosso, circundado por muros, em volta de seu
castelo, conforme a planta abaixo, com uma
ponte para atravessa-lo. Em um certo dia, ele
deu um volta completa no muro externo,
atravessou a ponte e deu uma volta completa
no muro interno. Esse trajeto foi completado
em 5320 passos. No dia seguinte, ele deu
duas voltas completas no muro externo,
atravessou a ponte e deu uma volta completa
no muro interno, completando esse novo
trajeto em 8120 passos. Pode-se concluir que
7x
6
10
11
5
13
Preenchendo-se corretamente o quadrado, o
número que deve ser colocado na célula
sombreada é
a) 12
a
largura L do fosso, em passos, é:
b) 11
fosso
L
c) 10
L
L
d) 9
ponte
muro interno
e) 8
L
muro externo
a) 36
b) 40
c) 44
d) 48
e) 50
3
R
03-Um pai realizou duas festas de aniversário
para seus filhos e, entre salgadinhos e
refrigerantes, gastou R$ 250,00 em uma festa
S
e
R$ 150,00 em outra. A festa que teve menor
custo foi realizada com 50% dos salgadinhos
e
75% dos refrigerantes da outra. Sabendo-se
que o preço unitário do salgadinho e do
refrigerante foi o mesmo para ambas as
festas, qual foi o total gasto com refrigerantes
nas duas festas?
a)
R$ 225,00

04-Abaixo há um quadrado mágico incompleto. Nele, a soma dos números de cada linha, coluna ou diagonal é sempre 34.

05-No alvo representado pela figura abaixo, uma certa pontuação é dada para a flecha que cai na região sombreada S e outra para a flecha que cai no círculo central R.

Diana obteve 17 pontos, lançando três flechas, das quais uma caiu em R e duas em S. Guilherme obteve 22 pontos, lançando o mesmo número de flechas, das quais uma caiu em S e duas em R. Considerando-se o desempenho dos dois arremessadores, pode-se afirmar que o número

de pontos atribuídos a cada flecha que cai na região S é:

a) 2

b) 3

c) 4

d) 5

e) 28.

08-João, Maria e Antônia tinham, juntos, R$ 100.000,00. Cada um deles investiu sua parte por um ano, com juros de 10% ao ano. Depois de creditados seus juros no final desse ano, Antônia passou a ter R$ 11.000,00 mais o dobro do novo capital de João. No ano seguinte, os três reinvestiram seus capitais, ainda com juros de 10% ao ano. Depois de creditados os juros de

cada um no final desse segundo ano, o novo capital de Antônia era igual à soma dos novos capitais de Maria e João. Qual era o capital inicial

06- (ENEM) Um comerciante gastou R$250,00, adquirindo as mercadorias A e B para revender. Observando
06- (ENEM) Um comerciante gastou R$250,00,
adquirindo as mercadorias A e B para revender.
Observando a tabela abaixo, calculou e comprou o
número de unidades de A e B para obter o lucro
máximo.
de João?
a) R$ 20.000,00
b) R$ 22.000,00
Mercadoria Preçoporunidade(R$)
máximodeunidadeslibe
c) R$ 24.000,00
radoparaocomerciante
decusto devenda
d) R$ 26.000,00
A 1,00
2,50
100
e) R$ 28.000,00
B 2,00
3,00
200
P
Com a venda de todas unidades compradas, o
lucro máximo, em reais, foi:
Q é:
a) 225
b) 250
c) 275
d) 325
a) 28m
b) 24m
c) 20m
d) 16m

07-Numa determinada empresa, vigora a seguinte regra, baseada em acúmulo de pontos. No final de cada mês, o funcionário recebe: 3 pontos positivos, se em todos os dias do mês ele foi pontual no trabalho, ou 5 pontos negativos, se durante o mês ele chegou pelo menos um dia atrasado. Os pontos recebidos vão sendo acumulados mês a mês, até que a soma atinja, pela primeira vez, 50 ou mais pontos, positivos ou negativos. Quando isso ocorre, há duas possibilidades: se o número de pontos acumulados for positivo, o funcionário recebe uma gratificação e, se for negativo, há um desconto em seu salário. Se um funcionário acumulou exatamente 50 pontos positivos em 30 meses, a quantidade de meses em que ele foi pontual, no período, foi:

de meses em que ele foi pontual, no período, foi: a) 15. b) 20. c) 25.

a) 15.

b) 20.

c) 25.

d) 26.

09-A linha poligonal com extremidades nos pontos

e Q é formada por segmentos horizontais e

segmentos verticais. Se cada segmento horizontal mede 3m e cada segmento vertical mede 3,2m, a medida do segmento cujas extremidades são P e

10-A fim de arrecadar fundos para obras sociais, um grupo de amigos promoveu um almoço beneficente em que adultos pagaram R$6,00 e crianças somente R$3,00. Entre adultos e crianças, compareceram 100 pessoas e o total arrecadado foi de R$555,00. Compareceram ao almoço um total de:

a) 20 crianças.

b) 15 crianças.

c) 25 crianças.

d) 30 crianças. com extremidades em DF e em 4. - O total de medalhas
d)
30 crianças.
com extremidades em DF e em 4.
-
O total de medalhas de Estados Unidos,
China e Rússia foi 258.
-
O total de medalhas de China, Rússia e
Austrália foi 204.
-
Estados Unidos e Austrália somaram 152
medalhas.
O
total
de
medalhas
conquistadas
pela
Austrália foi:
a)
37
b)
45
c)
49
d)
51
e)
63
Suponha que um passageiro de nome Carlos
pegou um avião AII, que seguiu a direção que
forma um ângulo de 135o graus no sentido horário
com a rota Brasília – Belém e pousou em alguma
das capitais brasileiras. Ao desembarcar, Carlos
fez uma conexão e embarcou em um avião AIII,
que seguiu a direção que forma um ângulo reto,
no sentido anti-horário, com a direção seguida
pelo avião AII ao partir de Brasília-DF.
Considerando que a direção seguida por um avião
é sempre dada pela semirreta com origem na
cidade de partida e que passa pela cidade destino
do avião, pela descrição dada, o passageiro
Carlos fez uma conexão em:
A)
Belo Horizonte, e em seguida embarcou para
Curitiba.
a) R$ 17,50.
B)
Belo Horizonte, e em seguida embarcou para
Salvador.
b) R$ 16,50.
C)
Boa Vista, e em seguida embarcou para Porto
Velho.
c) R$ 12,50.
D)
Goiânia, e em seguida embarcou para o Rio de
Janeiro.
d) R$ 10,50.
E)
Goiânia, e em seguida embarcou para Manaus.
e) R$ 9,50.
GABARITO
01-E
02-B
03-D
04-D
05-C
06-A
07-C
08-A
09-A
10-B
11-C
12-D
13-B
04-D 05-C 06-A 07-C 08-A 09-A 10-B 11-C 12-D 13-B 11 -Estados Unidos, China, Rússia, Austrália

11-Estados Unidos, China, Rússia, Austrália e Japão foram, nesta ordem, os cinco países mais bem colocados nas Olimpíadas de Atenas/2004.

12-Em uma mesa de uma lanchonete, o consumo de 3 sanduíches, 7 xícaras de café e 1 pedaço de torta totalizou R$ 31,50. Em outra mesa, o consumo de 4 sanduíches, 10 xícaras de café e 1 pedaço de torta totalizou R$ 42,00. Então, o consumo de 1 sanduíche, 1 xícara de café e 1 pedaço de torta totaliza o valor de:

13-(ENEM) Rotas aéreas são como pontes que ligam cidades, estados ou países. O mapa a seguir mostra os estados brasileiros e a localização de algumas capitais identificadas pelos números. Considere que a direção seguida por um avião AI que partiu de Brasília DF, sem escalas, para Belém, no Pará, seja um segmento de reta