Você está na página 1de 5

1

A Importância da Educação a Distância

Faculdades Integradas de Jacarepaguá Pós-Graduação em Direito de Família e Sucessões Disciplina: Didática do Ensino Superior Atividade: O papel da educação à distância na minha área de pesquisa.

A educação à distância proporciona a todos uma grande oportunidade de aprendizagem, sendo um recurso de incalculável importância como modo apropriado para atender, de forma eficiente, a grandes camadas de alunos que não tem oportunidade de freqüentar uma escola ou uma universidade tradicional. No entendimento de Janaina Batista Silva et.al a educação à distância, também conhecida como e-learning, É o modo de ensino que possibilita a auto-aprendizagem, tendo em
vista que a oferta do conhecimento é realizada através de tecnologias de informação e conhecimento, por meio da Internet, de CD-ROOM, de DVD, da televisão e do rádio, do e-mail, entre outros. Além disso, essa modalidade de ensino possibilita um desenvolvimento crítico e de atualização de conhecimentos, que pode alcançar amplas necessidades de qualificação na perspectiva da diversificação do profissional de ensino superior (SILVA et.al, 2011, p.1).

É uma modalidade de aprendizagem em que a comunicação e a construção de conhecimentos pode acontecer com a participação de pessoas em locais e tempos distintos. São necessárias tecnologias cada vez mais sofisticadas para a conexão entre elas, buscando corresponder às necessidades de uma pedagogia que se desenvolve por meio de novas relações de ensino-aprendizagem. Ter como opção essa modalidade da educação à distância, como meio de dotar as instituições educacionais de condições para atender às novas demandas por ensino e treinamento ágil, célere e qualitativamente superior, tem por base a compreensão de que, a partir dos anos sessenta, a educação a distância começou a distinguir-se como uma modalidade não convencional de educação, capaz de atender com grande perspectiva de eficiência, eficácia e qualidade aos anseios de

como meio apropriado à permanente atualização dos conhecimentos gerados de forma cada mais intensa pela ciência e cultura humana. Uma modalidade que possibilita a eliminação das distâncias geográficas. sociais. a concepção de aprendizagem colaborativa. Afinal. 36). constatamos que as desigualdades ainda existem e que a educação. Trata-se de uma forma de ensino que proporciona ao aluno. econômicas. a oportunidade de adquirir os conteúdos que são repassados aos estudantes da educação convencional. antes. sociais. não é uma realidade em nosso país. o conceito de espaço físico tradicional de sala de aula vai sendo substituído pela utilização de espaços presenciais. cultural etc. e desde então vem sempre se aprimorando e alargando seus campos. a figura do professor que incorpora as informações a serem transmitidas muda para a visão do mediador. Esse tipo de educação não surgiu do nada. virtuais. gestor que auxilia o aluno na construção da aprendizagem deste. surgindo. Para atender as exigências das empresas o trabalhador tem que ser polivalente.2 universalização do ensino e. não se imaginavam a freqüentar um ensino superior. culturais e até mesmo psicológicas. diante da constante complexidade da educação. ter um conhecimento e domínio de habilidades para o exercício de varias tarefas. ampliando e estendendo o acesso á educação nos diferentes níveis a quem não tem acesso ao ensino presencial. Muitos ainda não têm acesso à escola. – o que dificulta a tão cobrada formação consistente exigida hoje pelo mercado de trabalho. levando conhecimentos a locais distantes e a pessoas que. garantida na constituição. Na visão de José Manoel Moram et al (2001). maduro e auto-motivado. por vários fatores – econômicos. proporciona ao próprio aluno a organização do seu tempo de estudo. desde a sua origem aos dias atuais. sem limitações físicas (NOGUEIRA. no Brasil a mesma foi regulamentada pela Constituição Federal de 1988 e a Lei de diretrizes e Bases da Educação. com alunos auto-suficientes. ela tem em sua trajetória uma longa história. Mesmo com várias mudanças ocorridas na sociedade em especial na educação. assim. que não possui condições de comparecer diariamente à escola. um direito de todos. p. Principalmente favorecendo a qualificação profissional a docentes . 1996. A EAD surge como uma forma de superação dessas dificuldades. facilitador. também.

O número de instituições e empresas que desenvolvem programas de treinamento e capacitação de recursos humanos através da modalidade da educação à distância cresce a cada dia mais e evita assim os altos custos com a mobilização de pessoas treinadas a oferecem estes cursos em diferentes regiões. (1994. Talvez fosse o caso distinguir os momentos. através de uma teleconferência. ao mesmo tempo em que tem uma enorme necessidade de prosseguir seus estudos ou de aperfeiçoar-se. Sendo que. Assim. Sobretudo cursos de aperfeiçoamento serão futuramente quase todos à distância. Ensino à distância é uma proposta para socializar informação. por sua vez.3 que já se encontram exercendo sua função sem a devida qualificação exigida pela LDB. Educação à distância. a educação a distância aparece como um novo paradigma de ensino. Uma grande quantidade de alunos. Valerá ainda o uso do correio. formando e aperfeiçoando profissionais de novos conhecimentos. Para se falar em educação à distância é mister superar o mero ensino e a mera ilustração. . exige aprender a aprender. com este método. O professor Pedro Demo ao ressaltar a importância desta modalidade alternativa de educação faz uma distinção entre os termos ensino e educação a distância: A educação à distância será parte natural do futuro da escola e da universidade. de uma só vez. Trata-se de refletir de forma crítica e criativa sobre a própria percepção e apreensão da informação. consegue atingir. principalmente adultos. transmitindo-a de maneira mais hábil possível. elaboração e conseqüente avaliação. Concordando com as considerações acima doravante se utilizará à nomenclatura educação à distância por considerá-la mais abrangente e implicar não somente na transmissão de informação. não conseguem acesso ao ensino. todo o seu público alvo. principalmente a falta de condições de subordinar-se à disciplina de horários e locais das escolas presenciais. sem dicotomia. mas parece definitivo que o meio eletrônico dominará a cena. p. prevendo momentos presenciais de avaliação. No caso daqueles que já tem uma profissão e estão trabalhando em horário integral. por motivos variados. dando-lhes oportunidade de acesso a um novo saber e uma nova perspectiva de vida.60). Pode até conferir diploma ou certificado. mas também no processo de construção do conhecimento. é quase impossível compatibilizar seus horários profissionais e suas responsabilidades familiares com um novo curso.

há alguns desafios a serem superados. uma vez que na implementação do EAD na Universidade Pública.al (2005. de 20 de dez. e que a segregação gera os grandes atritos sociais. bem como a falta de instrução.394. 5) a educação à distância é uma ferramenta importante para elevar o nível educacional de uma população. destruindo o edificado e fazendo emergir novos paradigmas. Está na hora de se entender a contribuição que cada forma de educar pode trazer. nº.4 A modalidade educacional à distância não veio para substituir a presencial. A educação deve ter o compromisso de buscar a edificação de um mundo mais solidário. interligando todas as partes. 1998. Brasília. Constituição (1988). . É preciso empreender uma busca pela melhoria da educação utilizando-se as novas tecnologias de comunicação nessa democratização e popularização do ensino de primeiro. BRASIL. de autonomia e de organização de muitos alunos. entre eles. a falta de infraestrutura básica para funcionamento dessa modalidade. REFRÊNCIAS BRASIL. 9. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. que atuam como agentes preponderantes na estratificação social. Congresso Nacional. Entretanto. prejudicam em muito a qualidade do ensino a distância. Senado. pois cada forma possui características próprias e atende a públicos distintos. para que isso ocorra de fato. Experiências inovadoras realizadas em varias partes do mundo demonstram que é possível introduzir no corpo do sistema educacional idéias e conceitos capazes de redefinir linhas de força e de trazer possibilidades reais de transformação. DF. 1996. p. Constituição da República Federativa do Brasil. segundo e terceiro graus no Brasil. prejudicando a plenitude do desenvolvimento humano. fatores quem em conjunto. Sabe-se que o acesso à educação é uma condição imperiosa para a conquista da cidadania plena – direito de todos. e de dar respostas a esse desenvolvimento que se processa em alta velocidade. Segundo Silva et. deve ser considerada uma possibilidade de promoção da igualdade de oportunidades entre as diversas classes sociais a partir da democratização da informação e do conhecimento.

www. ed. MASETTO. Marcos. Marilda.br/blog/?p=1810. Campinas: Papiros. Al. MORAN.5 DEMO. Questões para a Teleducação. Acesso em fevereiro/2011. Disponível em http://www. Acesso em 14/nove/2012. www.usp.br.pro. BEHRENS. Publicado em 31/10/2011. Disponível em: www.portaldaeducação.com. . Pedro. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 1998. SILVA. 3.textolivre. Janaína Batista et.google.br. Petrópolis: Vozes.br/prof/moran. José Manuel. A importância da EAD para o desenvolvimento profissional no ensino superior.com.eca. 2001.