Apostila Sobre Formação da Imagem Radiográfica

Fábio Venceslau dos Santos Técnico em Radiologia 4ª Região/RJ CRTR 12594T

Tipos de Movimentos.Distorção da Imagem. . . . . .Tamanho da Imagem Projetada. .Efeito Mach (positivo e negativo) .Atenuação de Feixe de Radiação.Formação da Imagem da Imagem Radiográfica.Coeficiente de Ampliação da Imagem.Efeito Anódio (HEEL).Princípios Geométricos da Formação da Imagem.Nitidez da Imagem Radiográfica.Programa de Aula para Formação da Imagem . . . .

Não deve se confundido com imagem de qualidade diagnóstica. – Contraste – Habilidade de distinguir as estruturas sob investigação das estruturas adjacentes devido à escolha correta dos parâmetros de irradiação. Objetivo da radiografia médica? Obter a maior quantidade de informação diagnóstica possível sobre as estruturas internas do corpo. • Nitidez – Está relacionada às propriedades fotográficas da imagem • Visibilidade – Está associada às propriedades fotográficas • Definição (detalhe) – Registro das linhas estruturais da peça anatômica no filme radiográfico ou qualquer outro sistema de recepção de imagem • Distorção – Representação irreal do tamanho ou forma das estruturas registradas no filme radiográfico • Densidade Radiográfica – Grau de enegrecimento da imagem registrada no filme radiográfico. Imagem de qualidade Facilidade com que os detalhes podem ser percebidos na radiografia. ou se apresenta contraste inadequado para sua visualização. Indica que as quantidades de radiação que atravessaram as várias estruturas e alcançaram o filme foram adequados ou não. Esta avaliação é parcialmente subjetiva. . Nitidez Definição Detalhe A imagem das estruturas anatômicas (nitidez) é de pouco valor se ela possui enegrecimento (densidade ótica) insuficiente ou excessivo.Princípios Físicos para Formação da Imagem • O termo “Qualidade da Imagem Radiográfica” Efeito produzido pelo conjunto de elementos que interferem no processo de criação e aparência da imagem.

Produto de dois fatores . .Contraste Radiográfico: Diferença de densidade entre as estruturas de interesse e as estruturas vizinhas.O QUE É QUALIDADE? Característica intrínseca (presente) em todas as coisas. QUALIDADE DA IMAGEM RADIOGRÁFICA? Facilidade com que os detalhes podem ser percebidos em uma radiografia. É também a facilidade com que podemos observar os detalhes (nitidez). Fatores que podem modificar a qualidade de uma Imagem radiográfica: Processamento radiográfico Filmes Equipamento de raios x Técnica radiológica Químicos .Borrosidade Radiográfica Nitidez Radiográfica – Contraste Menos contraste MENOS NITIDEZ CONTRA STE Imagem padrão Mais contraste MAIS NITIDEZ MAIS CONTRA Qualidade da Imagem? STE radiografia utilizando a menor quantidade de Radiação possível com o É realizar uma objetivo de obter a maior quantidade de informação diagnóstica sobre as estruturas do corpo.

Formação da imagem Radiográfica É regida pelas leis da ótica geométrica. = Distância Foco Objeto. 1 – Estruturas mostradas: Descreve precisamente que partes e que estruturas anatômicas devem ser claramente visualizadas na radiografia. Podem ser estimados para uma exposição ótima daquela parte do corpo. o objeto (região do corpo em estudo) e o anteparo (filme radiográfico ou tela fluoroscópica). Fo. 2 – Posição: Geralmente descreve duas coisas: a) Posicionamento do corpo em relação ao filme. b) Fatores de posicionamento importante para incidência. = Distância Objeto Filme (distância objeto anteparo). = Filme Radiográfico (Anteparo). (D) e (E) ou da posição do paciente. mas sim uma imagem ótima que possa ser usada como padrão definitivo. D. = Distância Foco Filme.O objeto de todo técnico deve ser não apenas tirar uma radiografia passável. = Foco (foco emissor de radiação). obedecem a uma relação direta das distâncias relativas entre o foco (emissor de radiação). (distância foco anteparo). a) Onde as borda de colimação devem estar em relação àquela parte do corpo. 3 – Colimação e raio central: Descreve duas coisas. . bem como os marcadores de tempo. mA e Tempo). Existem 5 (cinco) critérios radiográficos utilizados para formação da imagem. DOFi. ou seja. DFoO. 4 – Critério de exposição: Descreve como fatores de exposição ou técnicas (KVp. O. DFoFi. = Objeto (região do corpo em estudo). 5 – Marcadores de imagem: Os marcadores de identificação dos pacientes. Fi. devem estar corretamente posicionados para que não fique sobespostos a anatomia essencial. Há ausência de movimento é a prioridade máxima. como descrito nos critérios radiográficos. = Distância. b) Localização do raio central exato.

DFoO. que variam em função dos diferentes planos do objeto e sua distância relativo ao anteparo. Nitidez da Imagem Radiográfica É a capacidade de distinção ou percepção dos limites ou margens de uma estrutura em uma radiografia. Coeficiente de Ampliação da Imagem É a razão entre as dimensões lineares da imagem radiográfica e as dimensões correspondentes do objeto. DFoFi = Distância Foco Filme (Distância Foco Anteparo).Princípios Geométricos da Formação da Imagem A imagem radiográfica de um objeto colocado entre o feixe de radiação e o anteparo corresponde a uma projeção cônica deste objeto. . DfoO = Distância Foco Objeto. Onde: I = Tamanho da Imagem. Tamanho da Imagem Projetada O tamanho da imagem projetada de um objeto pode ser calculado usando-se a seguinte fórmula: I = O x DFoFi. Esse tipo de projeção produz uma ampliação da imagem. A = DFoFi ou A = I DFoO O Onde: A = Coeficiente de Ampliação. O = Tamanho do Objeto.

menor será a distorção geométrica e. DfoO Onde: P = tamanho da zona de Penumbra. P = DOFi x Tamanho do Foco. .O estudo da qualidade da imagem tem como objetivo identificar e compreender os efeitos dos múltiplos fatores que afetam o registro e visibilidade radiográfica das estruturas a serem analisadas. Quanto maior o tamanho do foco emissor de raios-X. consequentemente. maior o detalhe e a nitidez da imagem radiográfica. A zona de penumbra. corresponde à falta de nitidez da imagem radiográfica. Depende de alguns fatores geométricos. • Geometria de Irradiação: – Compressão – Ampliação – • Interação da Radiação com o Paciente: – Contraste Objeto – Espalhamento – • Fonte de Raios-X – Tensão Aplicada (kV) – Contraste Radiográfico – Resolução A nitidez da imagem radiográfica pode ser definida como a de limitação exata das bordas da imagem projetada. maior será a zona de penumbra na formação da imagem radiográfica e. menor será o detalhe e a nitidez da imagem. consequentemente. Tamanho do foco emissor de raios-X – Quanto menor o tamanho do foco emissor de raios-X. causada pela distorção geométrica. também conhecida como FLOU geométrico.

são eles: Movimento Voluntário: Em virtude da respiração ou do movimento de parte do corpo durante a exposição pode ser evitados ou ao menos minimizados por determinados fatores durante o posicionamento. Esses borramentos da imagem podem ser minimizados com o aumento da quilovoltagem exclusivamente com o Foco Grosso.Número Atômico (Z).Espessura: Quanto mais espesso for o objeto irradiado. que podem ser definido como a representação errada do tamanho ou formato do objeto projetado em um meio de registro radiográfico. maior será a atenuação do feixe de radiação. . maior será a atenuação do feixe de radiação. Existem quatro fatores de controle primário da distorção que são eles: .Obs. Quanto menor a (DFoFi) maior a ampliação da imagem radiográfica e maior a zona de penumbra. maior será a atenuação do feixe de radiação. Atenuação do Feixe de Radiação . . Movimento Involuntário: É todo aquele movimento que o paciente é incapaz de neutralizá-lo. Quanto mais denso for o objeto irradiado. Quanto maior for o número atômico (z) do objeto irradiado. A atenuação ocorre pela combinação dos fenômenos de absorção e difusão do feixe de radiação (atenuação = absorção + difusão). gerando assim vários borramentos na imagem. Tipos de Movimentos Há dois tipos de movimentos que influenciam nos detalhes da radiografia.Densidade: (massa por unidade de volume). Obs. Distorção da Imagem Esse fator é o 4° e o último da qualidade de imagem.

Em baixas energias (abaixo Kv). o efeito mach pode ser classificado em negativo e positivo. aproximadamente 5% maior que do do anodo devido à angulação do material alvo que é em de 7° ou 12°. .Difusão elástica (efeito Thomson): Ocorre quando o fóton incidente é desviado de sua trajetória incial sem perda de energia. introduzido pela fisiologia do olho humano (do observador). Neste caso o olho humano (do observador) constrói uma linha escura entre as duas superfícies. Em função da linha de reforço.Efeito mach negativo: Ocorre quando uma superfície convexa de grande luminescência à radiografia é contornada por uma de luminescência mediana.1°) DFoFi. . Pode ser de dois tipos: Difusão elástica e difusão quântica (inelástica). 4°) Alinhamento do raio central. A absorção fotoelétrica e a difusão ocorrem simultaneamente. Efeito Mach É um efeito de borda. sendo menor quanto maior for a intensidade do feixe de radiação (maior mAs) e quanto mais radiotransparente for a estrutura. 2°) DOFi. que afeta todas as regiões da imagem. A difusão atua prejudicialmente na quantidade da imagem radiográfica. Efeito anódio ou Heel O Efeito anódio ou Heel tem por finalidade promover um fenômeno no qual a intensidade da radiação emitida na extremidade do catodo no campo de raios-X é maior que na extremidade do anódio. . . que só ocorre se uma das estruturas anatômicas for esférica ou cilíndrica.Difusão quântica ou inelástica (efeito Compton): É responsável pelo fenômeno da flutuação ou ruído quântico. lado torno lado Difusão É denominada espalhamento. à interação de um fóton de radiação com um elétron fracamente ligado a um átomo do objeto (elétron de órbita mais externa do átomo). É representado por uma linha de reforço ma topografia da superfície limitante entre duas imagens com grande diferença de luminescência na radiografia. em altas energias (alto Kv). Obs. predomina o efeito Compton. sendo o seu percentual de ocorrência determinado pela energia do fóton incidente. O fenômeno que explica os 5% a menos de radiação no do anódio. predomina o efeito fotoelétrico e. 3°) Alinhamento do objeto filme.

Efeito mach positivo: Ocorre quando uma superfície convexa de pequena luminescência à radiografia é contornada por uma de grande luminescência.. Neste caso o olho humano (do observador) constrói uma linha clara entre as duas superfícies. .

menor e maior. consequentemente. menor e maior. c) menor. 10) Quanto _________ denso for o objeto irradiado. 5) Defina a atenuação do feixe de radiação? É a combinação dos fenômenos de absorção e difusão do feixe de radiação. __________ o detalhe e a nitidez da imagem radiográfica. 4) Quais os tipos de movimentos que influenciam nos detalhes da radiografia? Voluntário e Involuntário. d) maior. c) mais e melhor. a) menor. maior e menor. b) menor. menor e maior. menor e menor. a) menos e menor. 7) A zona de penumbra corresponde à falta de: a) Radiação b) Brilho c) Contraste d) Nitidez 8) Quanto ___________ o tamanho do foco emissor de raios-X. d) mais e maior.Equipamento de raios x . b) maior. d) maior. 3) Quais os fatores que podem modificar a qualidade de uma Imagem radiográfica? Processamento radiográfico – Filmes . a) menor. b) mais e menor. ________ será a zona de penumbra na formação da imagem radiográfica e. consequentemente. c) menor. _________ será a distorção geométrica e. maior e menor. menor e maior.Técnica radiológica – Químicos. _________ será a atenuação do feixe de radiação. 9) Quanto ________ o tamanho do foco emissor de raios-X. maior e menor. 6) Defina a nitidez da imagem radiográfica? É a capacidade de distinção ou percepção dos limites ou margens de uma estrutura em uma radiografia. . 2) Dê que forma é regida a formação da imagem radiográfica? É regida pelas leis da ótica geométrica. _________ será o detalhe e a nitidez da imagem.Questionário 1) Quais os critérios radiográficos utilizados para formação da imagem? Estruturas mostradas – Posição – Colimação e Raio central – critério de exposição – marcadores de imagem.

b) uma superfície convexa de pequena luminescência à radiografia é contornada por uma de grande luminescência. b) uma superfície convexa de pequena luminescência à radiografia é contornada por uma grande luminescência. menor e maior. d) O fenômeno que explica os 5% a menos de radiação no lado do catódio. a) menor. d) maior. d) mais e maior. maior e maior. c) uma superfície convexa de grande luminescência à radiografia é contornada por uma luminescência mediana. densidade e número atômico(z). c) mais e melhor. b) menor. _________ será a atenuação do feixe de radiação. c) O fenômeno que explica os 5% a menos de radiação no lado do anódio. b) contraste. c) menor.11) Quanto ________ for o número atômico (z) do objeto irradiado. 14) O efeito mach negativo pode ser observado quando: a) uma superfície convexa de pequena luminescência à radiografia é contornada por uma pequena luminescência. c) uma superfície convexa de grande luminescência à radiografia é contornada por uma luminescência mediana. menor e menor. b) mais e menor. 16) O desalinhamento do tubo de raios X em relação à mesa de Bucky produz uma radiografia com diferença de intensidade entre seus lados que é frequentemente confundida com o efeito: a) Mach b) Compton c) Thomson d) Anódio 17) Quais os fatores que afetam a atenuação do feixe de radiação? a) espessura. d) o fóton incidente é desviado de sua trajetória inicial sem perda de energia. 12) Quanto ________ a (DFoFi) ________ a ampliação da imagem radiográfica e _________ a zona de penumbra. a) maior e maior. 15) O efeito mach positivo pode ser observado quando: a) uma superfície convexa de pequena luminescência à radiografia é contornada por uma pequena luminescência. . d) o fóton incidente é desviado de sua trajetória inicial sem perda de energia. maior e menor. 13) Efeito anódio é: a) O calor gerado pelo anódio. b) O poder de atração do anódio. densidade e número atômico(z).

c) Efeito Anódio. 24 e 25. b) Efeito Thomson. A imagem radiográfica está relacionada com as Leis da Ótica Geométrica. 22) A difusão quântica ou inelástica é denominada: a) Efeito Compton. Sendo assim.5 cm d) 1. d) Efeito Fotoelétrico. nitidez e espessura. A imagem radiográfica está relacionada com as Leis da Ótica Geométrica. Sendo assim. 19 e 20. 18) Calcule o tamanho da imagem projetada.5 cm 20) Calcule a zona de penumbra correspondente à falta de nitidez da imagem radiográfica. observe o esquema abaixo e responda às questões de 23. .5 cm b) 3. contraste e densidade. d) Efeito Fotoelétrico.c) espessura. observe o esquema abaixo e responda às questões de 18. a) 6 cm b) 7 cm c) 8 cm d) 9 cm 19) Calcule o coeficiente de ampliação da imagem. d) número atômico(z).5 cm c) 2. b) Efeito Thomson. a) 4. a) 5 cm b) 6 cm c) 7 cm d) 8 cm 21) A difusão elástica é denominada: a) Efeito Compton. c) Efeito Anódio.

a) 10 cm b) 20 cm c) 30 cm d) 40 cm 24) Calcule o coeficiente de ampliação da imagem (com valor aproximado). b) Preto e Cinza. 29) O contraste pode ser definido como a diferença entre as densidades ópticas máxima _________ e mínima _________ da imagem radiográfica. d) Densidade óptica. c) Preto e Azul. 27) A atenuação ao atravessar o objeto cria uma imagem não perceptível ao olho humano denominada: a) Imagem Latente. a) Branco e Azul. 30) O grau de enegrecimento de uma região do filme é descrito pelo (a): a) Latitude. d) Imagem Invisível.4 cm b) 1. também denominada: a) Fog. c) Florest. c) Contraste. . c) Contraste d) Densidade óptica.1 cm 25) Calcule a zona de penumbra correspondente à falta de nitidez da imagem radiográfica. 28) A falta de nitidez de uma imagem.3 cm c) 1. b) Imagem Real. c) penetração.2 cm d) 1. a) 0. b) Velocidade. d) Borramento. b) Flou. c) Imagem Radiante.5 cm b) 1 cm c) 2 cm d) 3 cm 26) O efeito Compton é responsável pelo seguinte fenômeno: a) Flutuação. b) Velocidade. a) Latitude. b) Aceleração. d) Mach. a) 1. 31) Ao intervalo de exposição nas quais as densidades caem na parte linear da curva chamamos de _____________ de um filme.23) Calcule o tamanho da imagem projetada. d) Preto e Branco.

. d) Distorção. a) Velocidade. maior será o (a).32) Quanto maior a diferença de densidades ópticas para uma mesma diferença de exposição. c) Contraste. b) Latitude.

Gabarito do Questionário. 3 – Processamento radiográfico – Filmes .Técnica radiológica – Químicos. 1 – Estruturas mostradas – Posição – Colimação e Raio central – critério de exposição – marcadores de imagem. 2 – É regida pelas leis da ótica geométrica.Equipamento de raios x . 4 – Voluntário e Involuntário. 6 – É a capacidade de distinção ou percepção dos limites ou margens de uma estrutura em uma radiografia. 7–D 8–C 9–B 10 – D 11 – A 12 – C 13 – C 14 – C 15 – B 16 – D 17 – A 18 – A 19 – D 20 – A 21 – B 22 – A 23 – B 24 – D 25 – C 26 – A 27 – C 28 – B 29 – D 30 – D 31 – A 32 – C . 5 – É a combinação dos fenômenos de absorção e difusão do feixe de radiação.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful