Você está na página 1de 2

CIÊNCIA DE MATERIAIS

2º Semestre - 2006/2007

Capítulo 5 - ESTRUTURA DOS MATERIAIS

1. Uma moeda de “Prata” é feita de uma liga com 90% (em peso) de Prata (Ag) e 10% (em peso) de Cobre (Cu). Sabendo que os pesos atómicos da Ag e do Cu são respectivamente 107,87 e 63,54, calcule:

(a)

o peso em gramas de um átomo de Ag;

(b)

as percentagens atómicas de Ag e de Cu nesta liga.

2. O Tungsténio (W) apresenta estrutura cristalina cúbica de corpo centrado (CCC), sendo o parâmetro da rede a =3,16 Å. A sua densidade é 19,3g/cm 3 .

(a)

Faça um esboço da célula estrutural do W.

(b)

Calcule a massa atómica do W.

(c)

No esboço feito na alínea a) indique o plano (11 0).

(d) Indique uma das direcções mais compactas do plano (11 0)e escreva os respectivos

índices.

3. À temperatura ambiente o Alumínio(Al) apresenta estrutura cristalina cúbica de faces centradas (CFC) e o seu raio atómico é 0,143nm. A massa atómica do Al é 26,98g/mol.

(a) Faça um esboço da célula estrutural do Al à temperatura ambiente. Calcule o valor do parâmetro da rede a do Al.

(b)

Calcule a densidade teórica do Al.

(c)

No esboço feito na alínea a) represente o plano (111). Considerando que o plano do papel

representa o plano referido anteriormente, faça um esboço onde mostre a disposição dos átomos nesse plano. Represente as direcções mais compactas nele contidas e indique os respectivos índices.

(d) Uma amostra de Al foi irradiada utilizando raios-X de comprimento de onda =0,1541nm. Calcule o ângulo 2 para o qual ocorreu a difracção pelos planos {111}.

4. O Titânio (Ti) sofre, ao ser arrefecido, uma transformação alotrópica ao atingir-se a

temperatura de 882ºC, passando a estrutura cristalina de cúbica de corpo centrado (CCC) para hexagonal compacta (HC). A 882ºC, o parâmetro da rede da célula unitária CCC é

a =0,332nm, e a célula unitária HC tem a =0,2950nm e c=0,4683nm. O peso atómico do Ti é

47,88g/mol.

(a)

Defina transformação alotrópica e aplique este conceito ao caso do Ti.

(b)

Faça um esboço da célula estrutural do Ti à temperatura ambiente. Calcule a densidade

teórica do Ti a uma temperatura ligeiramente inferior a 882ºC.

(c) Calcule a percentagem de variação de volume que ocorre quando a estrutura cristalina do

Titânio passa de CCC para HC.

(d) Indique os índices de Miller-Bravais dos planos de máxima compacidade da estrutura

cristalina do Ti à temperatura ambiente.

5. O óxido de magnésio (MgO) é um cerâmico que apresenta a estrutura cristalina do cloreto de

sódio (NaCl). Os raios iónicos do Mg 2+ e do O 2- são, respectivamente, 0,078nm e 0,132nm.

Os pesos atómicos do Mg e do O são, respectivamente, 24,31g/mol e 16,00g/mol.

(a)

Determine o parâmetro da rede ( a) do MgO.

(b)

Calcule o factor de compacidade iónica do MgO.

(c)

Calcule a densidade teórica do MgO.

6. Indique os índices das direcções e dos planos representados nas figuras.

das direcções e dos planos representados nas figuras. 7. Desenhe em cubos unitários os planos com
das direcções e dos planos representados nas figuras. 7. Desenhe em cubos unitários os planos com

7. Desenhe em cubos unitários os planos com os seguintes índices de Miller:

(a) (213)

(b) (331)

(c) (120)

(d) (122)

8. Num metal com estrutura c.f.c., uma deslocação de vector de Burgers

a
a

2 [11 0] é paralela à

intersecção de dois planos {111}, respectivamente (111)e (111).

(a)

Classifique a deslocação.

(b)

Mostre que a deslocação em causa pode mover-se em qualquer dos dois planos referidos.

Outros exercícios do livro “Princípios de Ciência e Engenharia de Materiais”, William F. Smith, McGraw-Hill de Portugal Lda., Lisboa, 1998. 3.35; 3.3.11; 3.3.22; 3.4.2; 3.5.3; 3.5.5; 3.6.2; 3.6.3; 3.6.10; 3.6.14; 3.6.15; 3.7.3; 3.9.1; 3.10.3; 3.11.6; 3.11.8; 4.4.2; 4.4.3; 6.5.3; 6.5.4; 6.5.5; 10.2.5; 10.2.7