Você está na página 1de 6

Micropigmentação:

Colorimetria Aplicada a Pigmentos

P ar a
que
a 
t écni ca 
de
m i cr opi gm ent ação 
s ej
P ar
a
que
a 
t écni ca 
de
m i cr opi gm ent ação 
s ej a
bem 
 apl i cada
é 
de
 ext r em a

i m por t ânci
a
o 
conheci m ent o

da
 cor 
e
 sua
ut i l i za çã o 
a
c ada
t i po 
de
pel e ,
o
est udar 
a 
segui r 
é 
a 
t eor i a
da

cor 
e 
sua s
apl i c ações 
 nos
var i ados 
t ons

de
p

que 
i r em os

el es .

A
cor 
é 
um 
dos 
el em ent o s
m ai s
i m por t ant es 
da
i m a gem .
Na 
m i cr opi
gm ent
t r abal ham os
pr i nci pal m ent e
com 
a
i m ag
em 
f aci al , 
 por t ant o 
é
es senci al 
sab
ação 

er 
com o 
a 
cor 

f unci ona
e
com o 
usá- l a 
par a
con segui r 
s
eus 
di ver s os
ef ei t os .
É 
pr eci so 
l em br ar 
que 
a

pel e
j á
 é
pi gm ent ada 
pel a 
m
el ani na, 
ent ão 
é
ne ces s ár i o 
saber 
com o 
as 
cor es 
do 
pi gm ent o 

r
eagem 
com

a

cor 
da 
pel e ,
e

com o 
i st o 
 ser á
t r ansm i t i do.

P r i m
ei
r am ent e
i r em os
a
um 
 est udo 
b ási co

da
 cor 
e
 com o 
el a
 é
per cebi da ,
 sua

t
eor i a
e
r eação 
dos 
pi gm ent os .

Luz e cor
A
l uz
br anca 
é 
com post a 
por 
ondas 
que 
vi
br am 
em 
di ver
sas 
f r eqüênci as .
 Cada

f
r eqüênci a
cor r esponde
a 
um
de
di vi
são 
ent r e
a 
vel oci dade
a 
das 
cor es 
do 
ar co- í r i s,
qu e
é 
obt i do 
at r avé s
de 
um 
c ál cul o 


da
l uz 
pel o 
com pr i m ent o
del a. 
O
ol ho 
hum ano 
 consegue 

apenas

vi sual i zar 
um 
pequeno 
aspe ct r o 
de
cor 
que
 vai 
do 
vi ol et
a ,
pa ssando 
pel
o 
v er de

at é
o 
ver m el ho .


Aausên ci ade l uzéo pr et o,por t ant o n ão vem o sco r esi

r

egi st r adapel o no sso cér ebr o.

m

asens ação d ecor


 
 Percepção de cor 
 vi Quando 
um a
l uz sual i zação ,

Percepção de cor
vi
Quando 
um a
l uz
sual i zação ,
 som ent e
a

i nci de 
sobr e
um 
obj et o, 
o 
i l um i na 
r esul t ando 
em 
sua 

s
onda s
qu e
cor r espondem 
 a
cor 
do 
obj et o
s ão 
r ef l et i das .
A s

out r as
são 
absor vi da s
num a 
r eação 
quí m i ca. 
S egun do 
a
t eor i a
t r i cr om át i ca
o 
ol ho 

hum ano 
capt a 
as 
ondas 
de
l u z
ver m el ha ,
l ar anj a ,
a m ar el a,
ver de ,
azul

e
vi ol
et a 
em

t r ês

cat egor i as
de 
f i br i l as
ner vosa s
n a
r et i na
do 
ol ho. 
A 
1 ª
f i br i l a
capt a
a
l
uz

ver
m el ha, 
a
2ª

f
i br i l a
capt a
a
l uz 
ver de

e
a 
3 ª
f i br i l a
capt a
a
l uz 
vi ol et a.
A 
l uz
r ef l et i da

est i m ul
a
a s

f
i br i l as
de
m anei r a
que 
t
em os 
a 
sen sação 
de
 cor 
do 
obj et o.

Cor energia e cor pigmento
É 
de
i m por t ânci a
s aber 
di
f er enci ar 
cor 
de 
pi gm ent o.
Cor 
 ener gi a
 são 
a s

cor es

obt i das
pel o 
p adr ão 
RG B
( r ed - gr
een - bl
pi
gm ent o 
nem 
m at ér i a, 
j á
pi
gm ent o 
é
o
ue


- 


ver m el ho - ver de
– azul ) ,
poi s 
não 
há


m at er i al 
qu í m i co 
que
t i nge
um a
 super f í ci e.

Mistura de pigmentos
S egundo 
a
t eor i a
d as

cor es ,
quando 
m i st ur am os 
as 
 cor es
pr i m ár i as, 
novas 
cor es
são 
obt i da s. 
P or ém 
convém 
l em br ar 
que 
o 
r e sul t ad o 
da
m i st ur a ,
i
qual i dade
do 
pi gm
ent o ,
do 
m at er i al 
quí m i co 
ut i l i za do 
( pur eza
da
r á
d epender 
da 


cor ) 
e
do 
pr oces so 
de
apl i cação. 
Quando 
um 
de sse s
f at or es 
i nt er f er e
na
 m i st ur a,
o 
r e sul t ado 
da 
cor 
é 

com pr om et i do.

Classificação dos pigmentos
 

Ospi

gm ent

os são cl a ssi f i cados em :

1

- Acr om át i cos: br anco, pr et o e ci nza - não cont ém c or .

2 - Cr om át i cos: cont ém cor e são cl as si f i cados 

em t r êscat egor i a s:

a) P

r i m ár i os: são os pi gm ent os pur os, t odas as out r as cor ess ão obt i da s

at r avés
de 
sua 
m i st ur a. 
As 
cor es 
pr i m
at r avés
de 
sua 
m i st ur a. 
As 
cor es 
pr i m ár i as
 são 
a zul 
– 
am ar el
o 
– 

v
er
m el ho,
par a
 se
obt er 
a
 cor 
pr et a, 
é
ne ces sár i o 
qu e
se 
m i st ur em 
a s
t r ês
cor
es,
 as si m 
or i gi nando 
um 
pr et o 
cr om át i co.

b)
S
ecundár i os: 
é
 a
m i st ur a 
de
doi s
pi gm ent os 
pr i m ár i os
pur os
( 
sat ur ados)
Am
ar
el
ar anj a .

Ver
m
el
o 
+
ver m el ho 
 =
l
ho 
+
azul 
= 
r oxo
Azul 
+

.

am ar el o 
= 
ver de.

Cor complementar
Na
cor 
o 
t odo 
é 
com pr eendi do 
pel a s
 cor es
pr i m ár i a s.
 O
com pl em ent o 
é
 aquel e

que
f al t a
par a 
com pl et ar 
o 
t odo .

ent ão 
a
 cor 
com pl em ent o 
 é
a 
cor
Com o 
dua s
cor e

pr i m ár i a
au sent
s
 pr i m ár i as
f or m am 
um a
secund ár i a,

e
 na
m i st ur a.

c)
T
er ci ár i as: 
são 
obt i da s
pel a
m i st ur
com pl em ent ar es
ou 
doi s
pi gm ent
o
a
d e
pi gm ent os 
 das
cor e s

s
 secundár i os .


Marrons
P ar a
a
m i cr
opi gm ent ação 
as 
m ar r ons
s ão 
a s
m ai s
u t i l i zadas, 
um a
ve z
que 
t odo 

t
om 
de
pel e 
é
m
ar r
om . 
Há
um a
var i edade 
de
m ar r ons
que 
vai 
do s
t ons 
quent e s
ou 
f r i os
e 

cl
ar os
e 
escur os
.

O
bege
 é
um a 
var i ação 
de
m ar r om 
que 
é
obt i do 
pel a
m i st ur a
de 
am ar el o, 
r oxo 
e 

br
anco,
con si der ado 
um 
pi gm ent o 
f r i o.

Contrastes de tons - intensidade

T
ons
cl ar os
 cont r ast am 
com

t ons 
escur o s
e 
vi ce- ve r sa.
S ão 
el es: 

• ons
cl ar os: 
am ar el
T
o ,
l ar anj
a 
e
v er de- am ar el ado.

• ons
escur os: 
ver m
T
el ho, 
r oxo ,
a zul 
e 
ver de.


 Contrastes de temperatura 
 As
cor e s
nos 
pa ssam 
sen saçõe s
de 
f r
Contrastes de temperatura
As
cor e s
nos 
pa ssam 
sen saçõe s
de 
f r i o 
e
qu ent e, 
p or 
i
sso 
 a
cl
a ssi f i cam os 
a ssi m : 

• Cor
es
quent e s: 
am ar el o ,
ver m el ho 
 e
l ar anj a .

• Cor
es
f r i as: 
 azul , 
ver de
e 
r oxo.

Concl uí m os
que 
um a
i m ag em 
s er á
quent
secundár i a
pr edom i nant e .

e 
ou 
f r i a
d e
acor
do 
com

a
 cor 
pr i m ár i a
ou 

Tipos cromáticos

P ar a
a
m i cr opi gm ent ação 

a 
t em per at
ur a
da
pel e
t am bém 
é 
cl a ssi f i cado 
d e
a cor do 
com 
a 
t em pe
cabel os
 e
do s
ol hos .

s
cor e s
 é
f undam ent al , 
poi
r at ur a
das
cor e s
de 
sua 
t ez
s
o 
t om 
de 

,
do s


 A
pel e
t em 
um a
t onal i dad e
de 
bas e, 
que
é 
azul ad a
 ( f r i a) 
ou 
dour ada
(
quent e) ,
e

um a
i nt ensi dade 
que
v ai 
do 
 cl
ar o 
ao 
escur o .


 s
f r i as
 são 
azul
As
cor
e
ada s
que 
har m oni zam 
com 
o 
ver m el ho.


 s
quent e s
 são 
dour ada s
qu
As
cor
e
e
har m oni zam 
 co m 
o 
l ar anj a.


 A
par t i r 
dos
t i po s
cr om át i cos ,
 a
cl
a ssi f i cação 
da s
c or es
da
p el e,

cabel
f
or am 
di vi di dos
por 
“est ações ”: 
pr i m aver a, 
ver ão, 
 out ono 
e
i nver no.

E
o
st a
 cl as
apl i cada
par a 
pel es 
cl ar as ,
 as
p el es 
negr as
,
por 
 ser e m 
de
m ai or 
di ver
si dad e
de
s
e 
ol hos 

si f i cação 
é 


t ons 

r
ecebem 
out r a
cl a ssi f i cação: 
ni l o, 
bl ues 
e

saar a
p ar a
as 
f r i as
e 
cal i pso ,
j azz
 e
 spi ke
par a
as
quent e s.

Convém 
l em br ar 
que 
par a
o 
Br asi l , 
e st as 
cl as si f i ca ções
pod em 
sof r er 
var i açõe s,
devi do 
a
m i st ur a 
r aci al 
exi st ent e
no 
paí s .

Classificação dos tipos cromáticos e as cores de pigmentos utilizadas:
1- Peles claras:
Primavera:
est a
cat egor i a 
per t ence
 as
dour ado - am ar el ado.
E st a
é 
um a
 car act

cor es 
quent es,

e
 a
t onal i dade
er í st i ca 
de
i n
gl
eses
,
f r ance ses

bási c a
é 
um 

,
i t al i ano s
e 

por t ugueses. 
O
pi gm ent o 
ca st anho 
cl ar o 
é
i deal 
par
a
sobr
ancel ha s, 
ca st anho 

escur o 
par a
o s
ol ho
não 
é
i ndi c ado 
par a
s
( devi do 
 a
al t a 
concent r ação

d e
azul 
no 
pi gm ent o 
pr et o,

el
e 


pel es 
m ui t o 
cl
ar as) 
e
ver m el
ho -
al ar anj ado 
par a
os 
l
ábi os .

Outono : 
est e
t i po 
de 
pel e
t am bém

é 
quent e, 
com 
p r
edom i nânci a
do 
ver
m el
ho.

O

i
r l andês
r ui vo 
t
sobr ancel has ,
c
em 
e st a
 car act er í st i ca .
O 

pi gm ent o 
 avel ã
com 
cast anho 
cl ar
o 
p
ar a

ast anho 
escur o 
par a
o s
ol hos 
e 
ver m el ho- al ar
anj ado 

par a
o s

l
ábi os.

Verão:
as 
cor es 
dest e 
t i po 
 são 
f r i as ,
c ar act er i zadas 
pel o 
r osa
,
 são 
p
es soas 
m ui t o 

l
oi r as
dos 
paí se s
nór di cos 
e 
E ur opa.
O
pi gm ent o 
ca st anho 
cl ar o 
 é
i ndi cado 
par a

sobr ancel has ,
c ast anho 
escur o 
par a
o s
ol hos 
e 
ver m el ho 
e
nat ur al 
p ar a
os 
l ábi os .


 • Inverno:
as 
cor es 
dest e 
t i po 
 são 
f r i
Inverno:
as 
cor es

dest e 
t i po 
 são 
f r i as 
das 
cat egor i a s
doa 
azul ada s, 
são 
os 

or i ent ai s
e

ár abes.

O 
pi gm ent o 
ca st anho 
m édi o 
par a
sobr ancel ha s, 
pr
et
o 
par a 
os 

ol
hos
e 
cer
âm i ca
p ar a
os 
l ábi os .

2- Peles negras:
As
pel e
s
negr a s
 são 
d e
um a 
var i edade
m ui t o 
gr ande.
Vão 
de sde
a s
m
ai
s
 cl ar
as, 

que
são

aci nzent adas ,
pa ssando 
por 
cl ar a s
am ar el a das, 
m
aver m el hadas, 
at é 
o 
m ui t o 
e scur o, 
que
 é
azul ado.
P or t ant
ai s 
escur a s

o,
t am bém 
 são 

cl
assi f i cados 
em 
t i pos
f r i os
 e
quent e s.

Nilo:
E st e
t i po 
de 
pel e
é 
cl ar a 
am ar
sobr ancel has ,
pr et o 
p ar a
os 
ol hos 
e

el ada
 e
f r i a. 
O
 pi gm ent o 
cast anh o 
m édi o 
par a 

cer âm i ca
par a 
 os
l ábi os .

Blues:
E st e
t i po 
de
p el e
é 
aci nzent ado,
o 
m ai s 
e scu r o 
das
pel es
n egr as, 
t
cl
assi f i cada 
com o 
f r i a. 
O
pi gm ent o 
cast anho 
aver m el
hado 
+
 cast anho 
es
am bém 

cur o 

par a
sobr ancel ha s, 
azul 
r ef l exo 

par a 
os 
ol hos
( pel o 
seu 
br i l ho) 
e
m agent a 
ou 

vi
ol et a
par a
o s
l ábi os .

Saara:
t i po 
de
pel e 
cl ar a
 e
am ar el ada ,
 e
quent e 
. 
O

pi gm ent o 
ca st anho 
m édi o
par a
sobr ancel
ha s, 
pr et o 
par a
o s
ol ho s
e 
ver m el ho - r ubi 
ou 
cer âm i ca
p ar a
os 

l
ábi os.

Calipso:
é
um
a 
pel e
de 
t om 
m édi o ,
com 
car act er í st i cas
quent e s
 e
f r i as, 
por 
i s
so 

com bi na
com 
qua se 
t odas

as 
cor es .
Devi do 
a 
pr
ese nça
do 
 am ar el ado 
o 
i deal 
é 
o 

pi
gm ent o 
cast
anho 
m édi o 
par a 
sobr ancel ha s, 
pr
et o 
 par a
os
ol ho
s
e 
t ons

m ar r ons

a
ver m el hos
p
ar
a
os 
l ábi os .

Jazz:
E st e
é 
um

t i po 
d e
pel e 
e scur a
do 
t i po 
f r i a,
po
t
i po 
bl ues. 
O
pi gm ent o 
ca
st anho 
aver m el hado 
par a
r ém 
não 
t ant

sobr ancel ha
o 
qu
ant
o 
a 
do 

s,

pr
et o 
par a
o s

ol
hos
e 
bor dô
par a
o s
l ábi
o s.

Spike:
t r at a- se
de
um a
p el e
de 
t om 
m édi o ,
m a s
qu ent e
e
 aver m el
hada. 
No 
 Br asi l 

cham am os
de 
j am
sobr ancel has ,
pr et
bo.
anho 
aver m el hado 
par a

o 
p

O 
pi gm ent o 
ca st anho 
m édi o 
 +
ca st
ar a
os 
ol hos 
e
bor dô 
par a
os 
l ábi os.

P
ar a
se
d escobr i r 
o 
t om 
de
p el e, 
al ém 
d a
pr át i ca 
de 
t r abal ho 
de
 apl i cação 
de

pi gm ent os,
um a 
r egr a
nos 
auxi l i a: 


 P el es
f r i as
 com bi nam 
com 
o 
br anco, 
enquant o 
pel e s
quent e s
com bi nam 

com 
o 
bege .

Abai xo 
segue 
um a 
t abel a
d e
cor e s
de 
pi gm ent os 
ut i l i zados
par a 

m
i cr opi gm ent ação,
e 
sua 
com bi nação 
com 
 as 
pel es 
quent es 
e
f r i as .

Cores para pele quente:
• cast
anho - escur o 

• cast
anho - m édi o 


 • cast an ho - cl ar o 
 • ver m el ho
• cast an ho - cl ar o 

• ver
m
el
ho 

• ver
m
el
ho - r ubi 

• nat ur
al
• bege

am ar el o 

ver de
ol i va

azul 
púr pur a

Cores para pele fria:
cast anho 
 aver m el hado

avel ã

bor dô 

cer
âm i ca

nat
ur al 

br anco 

ver de

azul
azul

r ef l exo 

Cores utilizadas para pele negra:
sobr ancel has 
e
p el e: 
ca
escur ecer 

st anho 
 aver m
el hado 
+ 
ca st a nho 
escur o 
 se 
nece ssár i o 

ol hos: 
azul 
r ef l exo ,
poi
s 
cont ém 
m ai
s
br i l ho 
 e
r es s al t a
sobr e
o 
azul 
da
m el ani na.

l ábi os: 
t ons 
ar r
oxeados
– 
m agent a
,
vi ol et a 
e
bor dô . 

É

bom 
l em br ar

que
e st a
t ab el a

q
uent es, 
e
n
em 
s em pr e
cl a ssi f i cam
são 
a s
 cor es
i ndi cad as
par a 
as 
pel e s
f r i as
 e

os 
o 
t om 
 cor r et am ent e,
devi do 
a
m i st ur a
r aci al 

pr
esent e
em

nos so 
paí s, 
al gum as 
veze s
no sso s
ol ho s
não 
consegu em 
enxer gar 
 a

m
el ani na
pr
edom i nant e.


Conhecer 
a
cl a ssi f i caç ão 
do s
t i pos 
cr om át i cos 
nos 
auxi l i a
m
pi
gm ent o 
a
s er 
apl i cado ,
a ssi m 
com o 
l em br ar 
que 
 a
m el ani na
qu
ui t o 
na 
e scol ha
do 

e
da 
cor 
a 
pel e ,

ol
hos
e 
cabel os 
t am bém 
t em 

pr edom i nânci a

da s
c
or es
pr i m ár i as
e 
se cundár i as, 

f
i cando 
m ai s
f áci l 
de
 ser 
r econhe cer 
s eu 
t i po 
cr om
át i co.



E m

um 
pr óxi m o 
en cont r o 
i r em os
expl i car
gm ent
os
i nadequado s
na 
pel e 
e
com o 
podem

o 
que
os 
c or

r esul t a
quando 
col ocam o s

pi
r i gi r .
At é
l á.
Av. Paes de Barros, 3237 • Mooca • São Paulo • SP • Tel.: (11) 6161-7763
www.magestetica.com.br • magestetica@magestetica.com.br