Você está na página 1de 19
1
1
1 Viola caipira 2 Escola de Música Bela Bartok - Centro 049.33221163 ESCOLA DE MÚSICA BELA

Viola caipira 2

Escola de Música Bela Bartok - Centro

049.33221163

2 Escola de Música Bela Bartok - Centro 049.33221163 ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO
2 Escola de Música Bela Bartok - Centro 049.33221163 ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO
2
2

Viola Caipira 2

ALUNO:

TELEFONE:

TURNO:

2 Viola Caipira 2 ALUNO: TELEFONE: TURNO: ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO – 049.33221163
2 Viola Caipira 2 ALUNO: TELEFONE: TURNO: ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO – 049.33221163
3
3

NOMENCLATURA E NÚMERO DOS DEDOS

3 NOMENCLATURA E NÚMERO DOS DEDOS ESCALAS DUETADAS: 1 e 2 CORDA – 4 e 5

ESCALAS DUETADAS: 1 e 2 CORDA 4 e 5 CORDA

DOS DEDOS ESCALAS DUETADAS: 1 e 2 CORDA – 4 e 5 CORDA ESCOLA DE MÚSICA
DOS DEDOS ESCALAS DUETADAS: 1 e 2 CORDA – 4 e 5 CORDA ESCOLA DE MÚSICA
DOS DEDOS ESCALAS DUETADAS: 1 e 2 CORDA – 4 e 5 CORDA ESCOLA DE MÚSICA
4
4

Saudade de Minha Terra (Goiá / Belmonte)

Tonalidade: A - Guarânea

Intro: A E7 A E7 D C#m Bm A

A

E7

De que me adianta, viver na cidade, se a felicidade não me acompanhar

A

Adeus paulistinha, do meu coração, lá pro meu sertão eu quero voltar

E7

Ver na madrugada, quando a passarada, fazendo alvorada, começa a cantar

D

D C#m

Bm A

Com satisfação, arreio o burrão, cortando o estradão, saio a galopar

D

E7

A

E vou escutando, o gado berrando, o sabiá cantando no jequitibá

(Intro)

A

E7

Por Nossa Senhora, meu sertão querido, vivo arrependido por ter te deixado

A

Esta nova vida, aqui na cidade, de tanta saudade eu tenho chorado

D

E7

Aqui tem alguém, diz que me quer bem, mas não me convém, eu tenho pensado

D C#m

Bm

A

Eu fico com pena, mas esta morena, não sabe o sistema em que fui criado

D

E7

A

Tô aqui cantando, de longe escutando, alguém está chorando com o rádio ligado

(Intro)

A

E7

Que saudade imensa do campo e do mato do manso regato que corta as campinas

A

Aos domingos ia, passear de canoa, na linda lagoa de águas cristalinas

D

E7

Que doce lembrança, daquelas festanças, onde tinha danças e lindas meninas

D

C#m

Bm

A

Eu vivo hoje em dia, sem ter alegria, o mundo judia mas também ensina

D

E7

A

Estou contrariado, mas não derrotado, eu sou bem guiado pelas mãos divinas

mas não derrotado, eu sou bem guiado pelas mãos divinas ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK –
mas não derrotado, eu sou bem guiado pelas mãos divinas ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK –
5
5

(Intro)

A

E7

Pra minha mãezinha, já telegrafei, que já me cansei de tanto sofrer

A

Nesta madrugada estarei de partida, pra terra querida que me viu nascer

D

E7

Já ouço sonhando, o galo cantando, o inhambu piando no escurecer

D

C#m

Bm

A

A lua prateada, clareando as estradas, a relva molhada desde o anoitecer

D

E7

A

Eu preciso ir, pra ver tudo ali, foi lá que nasci, lá quero morrer

ESCALAS DUETADAS: 2 e 3 CORDA

que nasci, lá quero morrer ESCALAS DUETADAS: 2 e 3 CORDA ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK
que nasci, lá quero morrer ESCALAS DUETADAS: 2 e 3 CORDA ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK
que nasci, lá quero morrer ESCALAS DUETADAS: 2 e 3 CORDA ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK
6
6

Anunciação

Ano: 1993 - Album: Em Todos os Cantos - Alceu Valença

Tom: A

E

F#m

Na bruma leve das paixões que vem de dentro A Tu vens chegando prá brincar no meu quintal F#m No teu cavalo peito nu cabelo ao vento

E

E

bis

E o sol quarando nossas roupas no varal

C#m Tu vens, Tu vens tu vens

E

D

A

Eu já escuto os teus sinais

(Bis)

F#m

A voz do anjo sussurou no meu ouvido

A

E

E eu não duvido já escuto os teus sinais F#m Que tu virias numa manhã de domingo

A

E

Eu te anuncio nos sinos das catedrais

manhã de domingo A E Eu te anuncio nos sinos das catedrais ESCOLA DE MÚSICA BELA
manhã de domingo A E Eu te anuncio nos sinos das catedrais ESCOLA DE MÚSICA BELA
manhã de domingo A E Eu te anuncio nos sinos das catedrais ESCOLA DE MÚSICA BELA
7
7

Chalana

Tom: A

Intro: A E7 E7 A A E7 D C#m B#m A

A

Lá vai a chalana bem longe se vai

A

E7

E7

Riscando remanso do rio Paraguai

D

Oh chalana sem querer tu almenta a minha dor

E7

Nessas águas tão serenas vai levando o meu amor

A

A

E7

E

assim ela se foi nem de mim se despediu

 

D

E

A

A

chalana vai sumindo la na curva do rio

 
 

E7

E

se ela vai magoada eu bem sei que tem razão

A

Fui ingrato e eu feri o seu pobre coração

que tem razão A Fui ingrato e eu feri o seu pobre coração ESCOLA DE MÚSICA
que tem razão A Fui ingrato e eu feri o seu pobre coração ESCOLA DE MÚSICA
8
8

Chitãozinho e xororó

Tom: E

Athos Campos e Serrinha com Tonico & Tinoco

E

Eu não troco meu ranchinho

B7

E

'marradinho de cipó

B7

Pr'uma casa na cidade,

E

nem que seja bangalô

E7

Eu moro lá no deserto,

E

Sem vizinho, eu vivo só

A

Refrão:

B7

Só me alegra quando pia,

E

lá pr'aqueles cafundó.

B7

E

É o inhambu-xintã e o xororó

B7

E

É o inhambu-xin-tã e o xororó.

B7

Quando rompe a madrugada,

E

canta o galo carijó

B7

Pia triste a coruja,

E

na cumeeira do paiól

E7

A

Quando chega o entardecer,

E

pia triste o jaó

paiól E7 A Quando chega o entardecer, E pia triste o jaó ESCOLA DE MÚSICA BELA
paiól E7 A Quando chega o entardecer, E pia triste o jaó ESCOLA DE MÚSICA BELA
9
9

Caminheiro

Tom: F

(intro) F F7 Bb C7 F Eb F Eb F

F

Caminheiro que lá vai indo

Am

Bb

Am

Pro rumo da minha terra

Bb

Am

Por favor faça parada

F

F7

Na casa branca da serra

F

Ali mora uma velhinha

F7

F

F7

Chorando um filho seu

F

F7

Esta velha é minha mãe

Bb

F

E o seu filho sou eu

Bb

Vai caminheiro

F

C7

F

leva esse recado meu

(intro)

F

Am

Por favor diga pra mãe

Bb

Am

Zelar bem do que é meu

Bb

Am

Cuidar bem do meu cavalo

F

F7

Que o finado pai me deu

F

F7

Do meu cachorro campeiro

F

F7

Meu galo índio brigador

F

F7

Minha velha espingarda

Bb

F

E o violão chorador

F F7 Minha velha espingarda Bb F E o violão chorador ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK
F F7 Minha velha espingarda Bb F E o violão chorador ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK
10 Bb F
10
Bb
F

Vai caminheiro

C7

F

Me faça esse favor

(intro)

Am

Caminheiro diga pra mãe

Bb

Am

Para não se preocupar

Bb

Se Deus quiser este ano

F F7

Am

Eu consigo me formar

F F7

Eu pegando meu diploma

F

F7

Vou trazer ela pra cá F

Mas se eu for mal nos estudos

F7

Bb

F

Vou deixar tudo e volto pra lá

Bb

Oi caminheiro

F

C7

F

Não esqueça de avisar

Caminheiro Mi maior

e|--7-7-9-10-10-10-10-9-7-10-------14-14-12-12-10-10--9-9-7-7-5-5/7-7------

b|--9-9--9--9--9-9--9-9-9-9-------15-15-14-14-12-12-10-10-9-9-7-7/99------

G#|----------------------------------------------------------------------------

E|----------------------------------------------------------------------------

B|----------------------------------------------------------------------------

e|--14-12-14-14-12-10-12--9---12-11-9-7-7-5-7---7-4--7-2/4----7-4-7-2/4---

b|--15-14-15-15-14-12-14-10----14-12-10-9-9-7-9-5-----5---3/5--5-----5-3/5---

G#|----------------------------------------------------------------------------

E|----------------------------------------------------------------------------

B|----------------------------------------------------------------------------

ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
11
11

G#m

Caminheiro que lá vai indo, pro rumo da minha terra

E

G#m

A

A G#m E

E7

E

Por favor faça parada, na casa branca da serra

E

E7

E

E7

Ali mora uma velhinha, chorando o filho seu

E

Essa velha é minha mãe, e o seu filho sou eu

E E7

A

A

E

B7

E

Ooooooooi, caminheiro, leva esse recado meu

INTRODUÇÃO

E Ooooooooi, caminheiro, leva esse recado meu INTRODUÇÃO ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
E Ooooooooi, caminheiro, leva esse recado meu INTRODUÇÃO ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
E Ooooooooi, caminheiro, leva esse recado meu INTRODUÇÃO ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
12
12

Couro De Boi Tom: E

Conheço um velho ditado, que é do tempo dos agáis.

Diz que um pai trata dez filhos, dez filhos não trata um pai.

Sentindo o peso dos anos sem poder mais trabalhar,

o

velho, peão estradeiro, com seu filho foi morar.

O

rapaz era casado e a mulher deu de implicar.

"Você manda o velho embora, se não quiser que eu vá".

E

o rapaz, de coração duro, com o velhinho foi falar:

E

B7

E

Para o senhor se mudar, meu pai eu vim lhe pedir

B7

E

Hoje aqui da minha casa o senhor tem que sair

A

Leve este couro de boi que eu acabei de curtir

B7

Pra lhe servir de coberta aonde o senhor dormir

E

E

Solo (E,B7,E,B7)

E7

E

B7

E

O

pobre velho, calado, pegou o couro e saiu

B7

E

Seu neto de oito anos que aquela cena assistiu

A

Correu atrás do avô, seu paletó sacudiu

B7

Metade daquele couro, chorando ele pediu

E

E

Solo (E,B7,E,B7)

E7

E

B7

E

O

velhinho, comovido, pra não ver o neto chorando

E

B7

E

E7

Partiu o couro no meio e pro netinho foi dando

A

E

O

menino chegou em casa, seu pai foi lhe perguntando.

B7

Pra quê você quer este couro que seu avô ia levando

E

B7 Pra quê você quer este couro que seu avô ia levando E ESCOLA DE MÚSICA
B7 Pra quê você quer este couro que seu avô ia levando E ESCOLA DE MÚSICA
13
13

Solo (E,B7,E,B7)

E

Disse o menino ao pai: um dia vou me casar

E

O senhor vai ficar velho e comigo vem morar

A

Pode ser que aconteça de nós não se combinar

B7

Essa metade do couro vou dar pro senhor levar

B7

B7

E

E

E7

E

E

Solo

E|-4-5-7-9--9--9--7-5-5-5-9--7-7-7-5-4-4-4-7-5-5-5-4-2-2-2-5-4------|

B|-5-7-9-10-10-10-9-7-7-7-10-9-9-9-7-5-5-5-9-7-7-7-5-4-4-4-7-5----|

G#|-----------------------------------------------------------------------------------|

E|-------------------------------------------------------------------------------------|

B|-------------------------------------------------------------------------------------|

ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
14
14

Luar do sertão - (Catulo da Paixão Cearense)

Tom: G

Am

Não há, ó gente, oh não

G

Em

luar

D7

G

D7

Como este do sertão

(bis)

G

Em

Am

Oh que saudade do luar da minha terra

D7

Lá na serra branquejando

G

D7

Folhas secas pelo chão

G

Em

Am

Esse luar cá da cidade, tão escuro

D7

Não tem aquela saudade

G D7

Do luar lá do sertão

(Refrão)

G

Em

Am

A gente fria desta terra sem poesia

D7

Não se importa com esta lua

G D7

Nem faz caso do luar G

Enquanto a onça, lá na verde capoeira

Em

Am

D7

Leva uma hora inteira,

G

D7

Vendo a lua a meditar

(Refrão)

G

Em

Am

Ai, quem me dera que eu morresse lá na serra

G

Abraçado à minha terra e dormindo de uma vez

D7

G

Em

Am

D7

Ser enterrado numa grota pequenina

D7

G

D7

Onde à tarde a surunina chora sua viuvez (Refrão)

G D7 Onde à tarde a surunina chora sua viuvez ( Refrão ) ESCOLA DE MÚSICA
G D7 Onde à tarde a surunina chora sua viuvez ( Refrão ) ESCOLA DE MÚSICA
15
15

Ainda ontem chorei de saudade (Moacyr Franco)

Tom: E

Introdução: E F#m B7 E

B7

E

E7

A

E

B7

E

E

C#m

F#m

 

Você me pede na carta que eu desapareça

 

B7

E

B7

Que eu nunca mais te procure pra sempre te esqueça

E

Posso fazer sua vontade atender seu pedido

B7

Mas esquecer é bobagem é tempo perdido

C#m

F#m

E

B7

E

Ainda ontem chorei de saudade

B7

E

B7

Relendo a carta, sentindo o perfume

E

Mas que fazer com essa dor que me invade

B7

E

B7

Mato esse amor ou me mata o ciúme

(no fim)

E7 A E B7 E

solo

E

C#m

F#m

O dia inteiro te odeio, te busco, te caço

B7

Mas em meu sonho de noite te beijo e te abraço

E

Porque os sonhos são meus ninguém rouba e nem tira

B7

Melhor sonhar na verdade que amar na mentira

E

B7

C#m

F#m

B7

E

sonhar na verdade que amar na mentira E B7 C#m F#m B7 E ESCOLA DE MÚSICA
sonhar na verdade que amar na mentira E B7 C#m F#m B7 E ESCOLA DE MÚSICA
16 Joao De Barro Tom: D
16
Joao De Barro
Tom: D

Ritmo: Toada

D

O João de Barro

D

Pra ser feliz como eu

A7

A7

Certo dia resolveu

D

Arranjar uma companheira

A7

Num vai e vem

D

Com o barro da biquinha

A7

Ele fez sua cazinha

D

la no galho da paineira

A7

Toda manhã

D

O pedreiro da floresta

A7

Cantava fazendo festa

D

Pra aquela que tanto amava

A7

Mas quando ele

D

Ia buscar uns raminhos

A7

Para construir seu ninho

D

seu amor lhe enganava

raminhos A7 Para construir seu ninho D seu amor lhe enganava ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK
raminhos A7 Para construir seu ninho D seu amor lhe enganava ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK
17
17

A7

Mas neste mundo

D

O mal feito é descoberto

A7

João de Barro viu de perto

D

Sua esperança perdida

A7

Cego de dor

D

Trancou a porta da morada

A7

Deixando a sua amada

D

Preza pro resto da vida

A7

Que semelhança

D

Entre o nosso fadário

A7

Só que eu fiz ao contrário

D

Do que o João de Barro fez

A7

Nosso Senhor

D

Me deu forças nessa hora

A7

e a ingrata eu pus pra fora

D

por onde anda eu não sei

A7 e a ingrata eu pus pra fora D por onde anda eu não sei ESCOLA
A7 e a ingrata eu pus pra fora D por onde anda eu não sei ESCOLA
18
18

Moreninha linda (tablatura) Tom:

Meu coração ta pizado como uma flor que mucha e cai

E---14-14-14-14-14-12-12---12-12-12-14-12-10-9--------

B-----------------------------------------------------------------------

G#--13-13-13-13-13-12-12---12-12-12-13-12-10-8--------

E------------------------------------------------------------------------

B------------------------------------------------------------------------ (Solo 1)

Pizado pelo desprezo, do amor quando desfaz

E---10-10-10-10-10-9-9-7---9-9-9-10-9-7-5-------------

B-------------------------------------------------------------------

G#--10-10-10-10-10-8-8-6---8-8-8-10-8-6-5-------------

E-------------------------------------------------------------------

B-------------------------------------------------------------------- (Solo 2)

Deixando a triste lembrança adeus para nunca mais

E---10-10-10-10-10-9-9^12-12---12-14-12-10-9-7-5------

B------------------------------------------------------------------------

G#--10-10-10-10-10-8-8^12-12---12-13-12-10-8-6-5------

E------------------------------------------------------------------------

B------------------------------------------------------------------------ (Solo 3)

Refrão:

Moreninha linda do meu bem querer,é triste a saudade longe de você

E---14-14-14-12-12-12--12-14-12-10-9--9-10-10-9-12-12--12-10-9-7-5------

B------------------------------------------------------------------------------------------------

G#--13-13-13-12-12-12--12-13-12-10-8--8-10-10-8-12-12--12-10-8-6-5------

E------------------------------------------------------------------------------------------------

B------------------------------------------------------------------------------------------------

ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
19
19

Pro amor nascer sozinho, não é preciso plantar A paixão nascer no peito, farcidade no oiá Você nasceu para outro, eu nasci pra ti amar

Refrão:

(Solo 1)

(Solo 2)

(Solo 3)

Eu tenho meu canarinho que canta quando me vê

Eu canto por ter tristeza, canário por padecer

Da saudade da floresta, e eu de saudade de você

(Solo 1)

(Solo 2)

(Solo 3)

Refrão:

Pagode em Brasilia Tião Carreiro

E|0-0-11---0-2---0-5---0-4---0-7---0-2---0-5---0-4---0-7---0--9---0-11---0-12-----

B|0-0-12---0-4---0-7---0-5---0-9---0-4---0-7---0-5---0-9---0-10---0-12--0-9------

G#|-0--------------------------------------------------------------------------------

E|-0--------------------------------------------------------------------------------

B|-00-----0-----0-----0-----0-----0-----0-----0-----0-----0------0------0----------

ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –
ESCOLA DE MÚSICA BELA BARTOK – CENTRO –