Você está na página 1de 1

PERSONALIDADE 18 de Fevereiro de 2009

PSICOLOGIA DA
PERSONALIDADE
INDIVÍDUO: É todo aquele que identidade abraça ação (trabalhar, 1918 - Viena: Ingressa na medicina
é resultante de uma bagagem sócio pensar, sentir, fazer). Trata-se de e é considerado brilhante. Se inte-
histórica adquirida em vida. um fenômeno social e não natural ressa pelos seminários de sexua-
( não é um dado biológico). A iden- lidade ( este foca, diferentemente
PERSONALIDADE: O jogo con- tidade tem um carácter histórico ( da psicanálise que se amplia). Vira
flitivo entre interesses geraias da momento histórico em que se inse- discípulo de FREUD em 1920 (
pessoa em que a medida estão em re) e social ( releativo aos grupos Sociedade Vienense de Psicanálise)
concordância (aparelho psíquico) sociais e seus contextos).
1922 - FREUD contra a Psicaná-
CARÁCTER: (visão psicanáli- -------------------------------- lise eletizada, funda a Policlínica
tico): termo específico - origem Psicanalítica (serviço gratuíto), isto
do termo (Grego: Karassein= WILLIAN REICH tudo no grande momento histórico
Kharakteh) respetivamente sig- (1897~1957) da Revolução Indústrial. Pensan-
nifica gravação, marca. Implica do numa população mais carente,
a aquisição e estruturação de um Família constituída na tradição FREUD nomeia Reich como vice-
certo número de traços ou marcas judaica ( moral acirrado). Aconte- diretor.
deixadas pelo sujeito ao longo do cimentos principais que antecedem
seu processo e que determinaram a 1ª Grande Guerra Mundial. Reich percebe que tipo da queixa
no interior da personalidade, uma mais frequente entre a população
postura “típica”, face aos diferen- Reich presencia uma cena sexual é quanto a “miséria sexual” ( data
tes acontecimentos e situações da entre seu estimado Tutor e sua mãe proxima ao Marxismo- 1 pessoa
vida. ( tinha idolatria), a cena vai ser enriquecendo ás custas de outras).
retratada mais tarde como moral
IDENTIDADE: Inicialmente sexual repressiva. Reich durante A míséria social é pano de fundo.
(psicologia sócio-histórica) pode um impasse mental em contar enão Existe uma moral sexual muito re-
ser considerada através das noções contar ao seu pai ciumento, aca- pressora, aquela que enlouqueceu
de igualdade e diferenças, portanto ba revelendo a verdade, fazendo sua mãe e a matou. Sendo assim
é um conceito relativo. A pessoa se com quê sua mãe seja perseguida Reich passa a criticar e opoia a
diferencia, se iguala dentre os gru- por sua imoralidade e isso acaba legalização do aborto, do divórcio.
pos diversos. Exemplo: brasileiro, deixando-a louca e ela se suicida Da distribuição do anticoncepcio-
homem/mulher, estudante, ideolo- quando Reich tem 14 anos de ida- nal, DST.
gia. O conhecimento em si é dado de. Mais tarde, com 19 anos perde
pelo reconhecimento recíproco dos o pai e aos 26 o irmão. Ele era um homem muito destemi-
indivíduos identificados através de Perde tudo (casa, terreno) quando do e movido por valentia. Tanto é
um determinado grupo social que acontece a 1ª Grande Guerra Mun- que propõem Revolução Sexual (
existe objetivamente. Com sua his- dial. Vai á luta (exército autríaco) e não aquela de orgia, mas sim, da li-
tória, tradições, normas, interesses. perde na guerra. berdade moral acirrada que levava
Está em constante mudança, pois a a miséria sexual).