Você está na página 1de 15

22/03/12

Livros  

Biodiversidade  e  Ecologia  
Professora   Joana  Zanol
e-­‐mail:  prof.joanazanol@gmail.com  

-­‐  Sadava  D,  Heller  C,  Orians  GH,  Purves  WK  &  Hillis  DM,  2009.  Vida:  a   Ciência  da  Biologia  -­‐  Volume  1.  Evolução,  Ecologia  e  Diversidade.  Edição  8.   Editora  Artmed.     -­‐  Sadava  D,  Heller  C,  Orians  GH,  Purves  WK  &  Hillis  DM,  2009.  Vida:  a   Ciência  da  Biologia  -­‐  Volume  2.  Plantas  e  Animais.  Edição  8.  Editora  Artmed.     -­‐  Ferreira-­‐Junior,  N  &  Paiva  PC,  2003.  Introdução  à  Zoologia.  Módulo  I-­‐IV.   Editora  Fundação  CECIERJ,  Rio  de  Janeiro.       -­‐  Barnes  RSK,  Calow  P,  Olive  PJW,  Golding  DW  &  Spicer  JI,  2008.  Os   invertebrados:  uma  síntese.  Atheneu  Editora,  São  Paulo.     -­‐  Brusca  RC  &  Brusca  GJ,  2007.  Invertebrados.  Editora  Guanabara   Koogan,  Rio  de  Janeiro.     -­‐  Textos  avulsos    

Ao  final  de  toda  aula  

Referências  Principais-­‐  básico  para  estudar  a  
matéria  da  aula  

Referências  Complementares-­‐  literatura  
para  se  aprofundar  mais  no  assunto  

Avaliações  
Prova  1  (P1)-­‐  10  pontos     Prova  2  (P2)-­‐  10  pontos   Seminário  (S)-­‐  10  pontos   Relatório  de  aula  práhca-­‐  1,0  ponto  extra  

Nota  Final  
Antes  da  Prova  Final  
Nota  Final  1  =      (P1+P2+S)   3  

Aprovação    
Aprovado  direto-­‐  nota  final  1  ≥  7,0   Nota  final  1  <  7,0             Prova  final  

Depois  da  Prova  Final  
Nota  Final  2  =  (Nota  Final  1  +  Nota  Prova  Final)   2  

Aprovado  COM  prova  final-­‐  nota  final  2  ≥  5,0                                                                                                         Nota  Final  2    <  5,0     reprovado  

Prova  final  será  a  segunda  chamada  de  quem  perder  provas  anteriores  

Março     21-­‐  Introdução  à  Biodiversidade  e  Sistemáhca   28-­‐  Construção  de  Hipóteses  Filogenéhcas.  ESTUDO  DIRIGIDO     Abril   4-­‐  Origem  e  Evolução  da  Vida   11-­‐  Origem  e  Evolução  dos  Fungos   18-­‐  Origem  e  Evolução  dos  Metazoários   25-­‐  Origem  e  Evolução  dos  Metazoários.  ESTUDO  DIRIGIDO     Maio   2-­‐  Evolução  e  Desenvolvimento   9-­‐  Biodiversidade  de  Metazoários-­‐  PRÁTICA   16-­‐  Primeira  Prova   23-­‐  Introdução  à  Ecologia   30-­‐  Ecologia  de  Populações  

Junho   6-­‐  Ecologia  de  Populações  e  Comunidades   20-­‐  Ecologia  de  Comunidades   27-­‐  Ecossistemas     Julho   4-­‐  Apresentação  de  Seminário   11-­‐  Segunda  Prova   18-­‐  Prova  Final      

1

 interação.  populações.22/03/12 Biodiversidade   Diversidade  Biológica   Descreve  a  riqueza  e  a  variabilidade  do  mundo  natural   Biodiversidade   2  milhões  de  espécies  descritas   90% das espécies descritas não se sabe nada além da descrição Organismos.  espécies   Variabilidade  genéhca   O  que  é?   Conjunto  de  comunidades  e  ecossistemas   Biodiversidade   2  milhões  de  espécies  descritas   90% das espécies descritas não se sabe nada além da descrição Biodiversidade   Importância  da  Biodiversidade   Eshmadas  5-­‐30  milhões   Importância  da  Biodiversidade   Diversidade  gera  diversidade   Diretos   -­‐  Alimento     -­‐  Abrigo   -­‐  Medicamentos   Indiretos   -­‐  Água  potável   -­‐  Solos  férteis   -­‐  Regulação  do  Clima   -­‐  Regulação  da  produção  de   alimento   -­‐  Regulação  de  doenças   entre  outros   Abordagens   Biodiversidade   -­‐  Diversidade  Ecossistema-­‐  espécies  no  ambiente.     tempo)       2 .  fatores   que  regulam  a  biodiversidade  do  ecossistema   Área   Fatores  ecológicos  (heterogeneidade  do  ambiente.

    tempo)       -­‐  Diversidade  Ecossistema-­‐  espécies  no  ambiente.  fatores   que  regulam  a  biodiversidade  do  ecossistema   Área   Fatores  ecológicos  (heterogeneidade  do  ambiente.     tempo)       -­‐  Diversidade  Genéhca-­‐  variabilidade  genéhca  em  e  entre   populações   -­‐  Diversidade  Genéhca-­‐  variabilidade  genéhca  em  e  entre   populações   -­‐  Diversidade  Espécies-­‐  riqueza  de  espécies   -­‐  Diversidade  Genéhca-­‐  variabilidade  genéhca  em  e  entre   populações   -­‐  Diversidade  Espécies-­‐  riqueza  de  espécies   Sistemáhca   -­‐  Diversidade  Espécies-­‐  riqueza  de  espécies   Estudo  da  biodiversidade.     tempo)       -­‐  Diversidade  Ecossistema-­‐  espécies  no  ambiente.  interação.  revelando  padrões   geográficos.  interação.  fatores   que  regulam  a  biodiversidade  do  ecossistema   Área   Fatores  ecológicos  (heterogeneidade  do  ambiente.22/03/12 Abordagens   Biodiversidade   Abordagens   Biodiversidade   Abordagens   Biodiversidade   -­‐  Diversidade  Ecossistema-­‐  espécies  no  ambiente.  interação.  fatores   que  regulam  a  biodiversidade  do  ecossistema   Área   Fatores  ecológicos  (heterogeneidade  do  ambiente.  descrevendo-­‐a.  relações  biológicas  e  evoluhvas   Descreve  a  biodiversidade   Classifica   Sistemáhca   Taxonomia-­‐  ciência  da  classificação   conhecimento   Nomeia  e  organiza  a  biodiversidade  conhecida   Reflete  o  relação  evoluhva  entre  organismos   Sistemáhca   Sistemáhca  Filogenéhca   Infere  a  relação  evoluhva  entre  os  organismos     Sistemáhca   Taxonomia-­‐  ciência  da  classificação   Descreve  a  biodiversidade   Classifica   conhecimento   Nomeia  e  organiza  a  biodiversidade  conhecida   Reflete  o  relação  evoluhva  entre  organismos   Descreve  a  biodiversidade   Classifica   Sistemáhca   Taxonomia-­‐  ciência  da  classificação   conhecimento   Nomeia  e  organiza  a  biodiversidade  conhecida   Reflete  o  relação  evoluhva  entre  organismos   Taxonomia-­‐  Descreve  e  Classifica   Sistemáhca  Filogenéhca   Infere  a  relação  evoluhva  entre  os  organismos     3 .

 ovíparos  e  vivíparos    geração  espontânea   4 .C.  vasos  sanguíneos   Ex:  com  sangue  e  sem  sangue              ovovivíparos.  taxa  (lahn)   Taxonomia-­‐  Classifica   2-­‐  Nomeia  os  táxons  uhlizando  nomes  cien6ficos  e  classificação   hierárquica           -­‐   Apenas  um  nome. jaguaretê. canguçu. pintada Classificação   Aristóteles   (384-­‐322  a. acanguçu.  taxon  (lahn)   plural=  táxons  (português).  baseada   em  processos  naturais   Reprodução   Estruturas  do  corpo:  pulmão. jaguar.  não  ambíguo   -­‐  Válidos  no  mundo  todo   -­‐  Corresponde  a  um  único  táxon   -­‐  Não  poder  ser  mudado  injushficadamente   E E SS I NC   AL Aproveitamento  da  biodiversidade   -­‐   -­‐  Aplicação  do  conhecimento  sobre  a  biodiversidade   -­‐  Comunicação  e  entendimento   Taxonomia-­‐  Classifica   2-­‐  Nomeia  os  táxons  uhlizando  nomes  cien6ficos  e  classificação   hierárquica           -­‐   Apenas  um  nome.  não  ambíguo   -­‐  Válidos  no  mundo  todo   -­‐  Corresponde  a  um  único  táxon   -­‐  Não  poder  ser  mudado  injushficadamente   Taxonomia-­‐  Classifica   2-­‐  Nomeia  os  táxons  uhlizando  nomes  cien6ficos  e  classificação   hierárquica           -­‐   Apenas  um  nome. onça.)   Classificação   Carl  Linnaeus  (1707-­‐1778)-­‐  maior  contribuição   Outras  classificações  foram  propostas  ao  longo  dos   séculos  mas  não  havia  unidade   Busca  por  uma  classificação  natural. jaguarapinima.22/03/12 Taxonomia-­‐  Descreve  e  Classifica   Taxonomia-­‐  Descreve   1-­‐  Reconhece  grupos  de  organismos  como  táxons     táxon=  grupo  de  organismos  reconhecido  como  unidade  formal   singular=  táxon  (português).  não  ambíguo   -­‐  Válidos  no  mundo  todo   -­‐  Corresponde  a  um  único  táxon   -­‐  Não  poder  ser  mudado  injushficadamente   Taxonomia-­‐  Classifica   nome científico nomes populares nome científico Loxodonta africana Elephas maximus nome científico nome popular Loxodonta africana elefante Elephas maximus elefante Panthera onca onça–pintada.

 levaria  ao   entendimento  da  sabedoria  de  Deus   -­‐   -­‐   -­‐  Similaridades  e  diferenças  dos  organismos  são   informahvas  sobre  essas  relações  reais.  criação  de  Deus.22/03/12 Classificação   Carl  Linnaeus  (1707-­‐1778)-­‐  maior  contribuição   -­‐  Classificação  com  base  em  similaridades   Marsupiais   Classificação   Carl  Linnaeus  (1707-­‐1778)-­‐  maior  contribuição   Classificação  Hierárquica   Como  proposta  por  Linnaeus   Espécie   Gênero   Ordem   Classe   Filo     Reino     +   Similaridade   -­‐  Classificação  com  base  em  similaridades   -­‐  Nomenclatura  binomial  e  hierárquica   Ex.  naturais   Similaridades   Homologias=  verdadeiras   Analogias=  falsas   5 .:   Homo  sapiens   -­‐   Classificação  Hierárquica  ou  Linneana-­‐  Atual   Aumento  do  conhecimento  da  biodiversidade-­‐  inclusão  de   Família  e  categorias  intermediárias   Espécie   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     Classificação  Hierárquica  ou  Linneana-­‐  Atual   Aumento  do  conhecimento  da  biodiversidade-­‐  inclusão  de   Família  e  categorias  intermediárias   Espécie   -­‐  Cienhstas  criacionistas   Classificação   Pré  aceitação  da  teoria  da  evolução   -­‐  Sistema  natural  de  classificação-­‐  refleh  relação  real  na  natureza  resultada   da  criação   +   Similaridade   +   Similaridade   Regulada  pelos  Códigos  de   Nomenclatura     Zoológica  desde  1901   Botânica  1813   Bacteriana   Vírus   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     Linnaeus-­‐  entendimento  da  natureza.

 são  análogas   (convergências  evoluhvas)   Asas   Homólogas  entre  os  insetos   Homólogas  entre  as  aves   Asas  de  morcegos  e  aves   Análogas  como  asas   homólogas  com  membros   anteriores  dos  tetrápodes   Homologia  é  relahva.  são  análogas   (convergências  evoluhvas)   6 .22/03/12 Classificação   Pós  aceitação  da  teoria  da  evolução   -­‐  Relações  evoluhvas  são  a  base  para  as  classificações     -­‐  Sistema  de  classificação  devem  reflehr  relações  evoluhvas  entre  organismos   Homologias  X  Analogias   Homologias?   Asas?   -­‐  Similaridades  dos  organismos  são  informahvas   sobre  as  relações  evoluhvas  entre  organismos     Similaridades   Homologias=  origem  evoluJva  comum   Analogias=  convergências  ou  paralelismos  evoluhvas   Asas   Homólogas  entre  os  insetos   Homólogas  entre  as  aves   Asas   Homólogas  entre  os  insetos   Homólogas  entre  as  aves   Homólogas  entre  os  morcegos   Homólogas  entre  os  morcegos   Asas  NÃO  são  homólogas  entre  todos  os   animais  alados.  depende  da   categoria  taxonômica  (classificação)   a  que  se  refere   Homólogas  entre  os  morcegos   Asas  NÃO  são  homólogas  entre  todos  os   animais  alados.

 devido  ambiente   semelhantes   FORMA  HIDRODINÂMICA   -­‐  Aleatório   FORMA  HIDRODINÂMICA   -­‐   Espécie -­‐  categoria  sobre  a  qual  as  forças  evoluhvas  atuam     -­‐  única  categoria  que  é  uma  realidade  biológica.  mais  restrihva    Determinados  pelos  especialistas.  não  há  conceito  sobre  eles   Não  aplicável  a  organismos  assexuados   7 .22/03/12 Analogias  ou  Homoplasias   Estruturas  superficialmente  similares  com  origens  evoluhvas   independentes   ASAS     PÊLOS  ENRIGECIDOS   FORMANDO  ESPINHO   Analogias  ou  Homoplasias   Estruturas  superficialmente  similares  com  origens  evoluhvas   independentes   ASAS     PÊLOS  ENRIGECIDOS   FORMANDO  ESPINHO   Classificação  Hierárquica  ou  Linneana   Espécie   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     +   Similaridade   Homologia   -­‐  Pressão  selehva  semelhante.  pode  ser   conceituada Conceito  biológico  de  espécie-­‐  grupos  de  populações  que  podem  cruzar  umas   com  as  outras  e  produzir  descendentes  férteis  e  estão  reproduhvamente   isoladas  de  outros  grupos  de  populações   Conceito  biológico  de  espécie-­‐  grupos  de  populações  que  podem  cruzar  umas   com  as  outras  e  produzir  descendentes  férteis  e  estão  reproduhvamente   isoladas  de  outros  grupos  de  populações   Conceito  mais  amplamente  aplicado   Conceito  biológico  de  espécie-­‐  grupos  de  populações  que   podem  cruzar  umas  com  as  outras  e  produzir   descendentes  férteis  e  estão  reproduhvamente  isoladas   de  outros  grupos  de  populações   Conceito  biológico  de  espécie-­‐  grupos  de  populações  que  podem  cruzar  umas   com  as  outras  e  produzir  descendentes  férteis  e  estão  reproduhvamente   isoladas  de  outros  grupos  de  populações   Conceito  biológico  de  espécie-­‐  grupos  de  populações  que  podem  cruzar  umas   com  as  outras  e  produzir  descendentes  férteis  e  estão  reproduhvamente   isoladas  de  outros  grupos  de  populações   Espécie  1   Espécie  2   Categorias  hierárquicas  acima  do  nível  de  espécie   Gênero  –  Família  –  Ordem  –  Classe  –  Filo  -­‐  Reino   Agrupam  a  categoria  anterior.

  ou   Idade  geológica  ou  evoluhva  das  categorias   Quadratus  unioculatus   Quadratus  circumflexus   Quadratus  lateralis   Quadratus  bipedus   8 ..22/03/12 Classificação  Hierárquica  ou  Linneana   Principais  categorias  hierárquicas   Espécie   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     Classificação  Hierárquica  ou  Linneana   Principais  categorias  hierárquicas   Espécie   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     Classificação  Hierárquica  ou  Linneana   Principais  categorias  hierárquicas   Espécie   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     Classificação  Hierárquica  ou  Linneana   Principais  categorias  hierárquicas   Espécie   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     Classificação  Hierárquica  ou  Linneana   Principais  categorias  hierárquicas   Espécie   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     Classificação  Hierárquica  ou  Linneana   Principais  categorias  hierárquicas   Espécie   Gênero   Família   Ordem   Classe   Filo     Reino     Gênero  Gatus   Gênero  Gatus   Gatus  triauriculatus   Gatus  triauriculatus   Categorias  hierárquicas  acima  do  nível  de  espécie   Gênero  –  Família  –  Ordem  –  Classe  –  Filo  -­‐  Reino   Grupos  que  agrupam  a  categoria  anterior..  não  há  conceito  sobre  eles   Gatus  uniauriculatus   Gatus  uniauriculatus   Gatus  aauriculatus   Gatus  aauriculatus   Não  há  regras  sobre   Quantas  espécies  conshtuem  um  gênero   Quantos  gêneros  conshtuem  uma  família.  determinados  pelos   especialistas.

22/03/12 Gênero  Gatus   Gatus  triauriculatus   Gênero  Gatus   Gatus  triauriculatus   Gênero  Gatus   Gatus  triauriculatus   Gatus  uniauriculatus   Gatus  uniauriculatus   Gatus  uniauriculatus   Gatus  aauriculatus   Gênero  Quadratus   Quadratus  unioculatus   Gênero  Quadratus   Gatus  aauriculatus   Gênero  Quadratus   Gatus  aauriculatus   Gênero  Rubrus   Rubrus  unioculatus   Rubrus  unioculatus   Quadratus  circumflexus   Quadratus  circumflexus   Quadratus  lateralis   Quadratus  lateralis   Quadratus  bipedus   Quadratus  bipedus   Gênero  Quadratus   Quadratus  circumflexus   Quadratus  lateralis   Quadratus  bipedus   Gênero  Gatus   Gatus  triauriculatus   Gatus  uniauriculatus   Táxons  acima  do  nível   de  espécie  não  são   equivalentes   evoluhvamente.     gênero   nunca  é  escrito  sozinho     Sempre  em  itálico   Rubrus  unioculatus   Quadratus  circumflexus   Quadratus  lateralis   Quadratus  bipedus   Gênero  Quadratus   Espécie   Pan  troglodytes   Espécie   Pan  troglodytes   Ordem   Primates   Família  Callitrichidae     Família  Cebidae     Família  Cercopithecidae     Família  Cheirogaleidae     Família  Daubentoniidae     Família  Galagonidae     Família  Hominidae     Família  HylobaAdae     Família  Indridae     Família  Lemuridae     Família  Loridae     Família  Megaladapidae     Família  Pitheciidae     Família  Tarsiidae     Gênero   Pan   Pan  paniscus   Pan  troglodytes   Gênero   Pan   Pan  paniscus   Pan  troglodytes   Família   Hominidae   Gorilla   Pongo   Pan   Homo   9 .     Gênero  Rubrus   Espécie   Pan  troglodytes   Espécie   Pan  troglodytes   Gatus  aauriculatus   Gênero  Quadratus   Nome  do     Epíteto  da  espécie.

22/03/12 Ordem   Primates   Ordem   Primates   Descreve  a  biodiversidade   Sistemáhca   Taxonomia-­‐  ciência  da  classificação   conhecimento   Classifica   Nomeia  e  organiza  a  biodiversidade  conhecida   Reflete  o  relação  evoluhva  entre  organismos   Classe   Mammalia   Classe   Mammalia   Filo     Chordata   Vertebrata   Urochordata   Cephalochordata   Sistemáhca  Filogenéhca   Infere  a  relação  evoluhva  entre  os  organismos     Sistemáhca  Filogenéhca   Infere  a  relação  evoluhva  entre  os  organismos     a  parhr   Hipóteses  filogenéhcas     Árvores  filogenéJcas diagramas  que  refletem  hipóteses  sobre   a  proximidade  evoluhva  entre   organismos  (filogenia)  e  que  estes   derivaram  de  ancestrais  comuns   Hipóteses  filogenéhcas     Árvores  filogenéJcas diagramas  que  refletem  hipóteses  sobre   a  proximidade  evoluhva  entre   organismos  (filogenia)  e  que  estes   derivaram  de  ancestrais  comuns   Hipóteses  sobre  a  proximidade  evoluhva  entre   organismos  (hipóteses  filogenéJcas)   baseadas   Presente   Presente   Passado   Homologias   Passado   Darwin  (1809-­‐1882)    pensou  as  relações  evoluhva  com  uma  árvore     Haeckel  (1834-­‐1919)   1866   Primeira  árvore  filogenéhca   reflehndo  a  relação  entre  os   organismos   1837   Espécies  comparhlham  ancestrais  em  vários  pontos  ao  longo  da  evolução   Única  figura  do  Origem  de  Espécies  (Darwin.  1859)   10 .

22/03/12 Até  um  pouco  depois  da  metade  do  século  XX     Árvores  filogenéhcas   deduções  por  especialistas   não  haviam  critérios  claros   não  podiam  ser  testadas   Até  um  pouco  depois  da  metade  do  século  XX     Árvores  filogenéhcas   deduções  por  especialistas   não  haviam  critérios  claros   não  podiam  ser  testadas   Árvores  Filogenéhcas   Representa  proximidade   evoluhva   Não  idenhfica  o  ancestral.  mas   os  táxons  mais  próximos   Não  é  possível  recuperar  o   ancestral     A  parJr  de  1960   Métodos  analíhcos  para  construção  de  árvores  filogenéhcas   Árvores  filogenéhcas   construídas  através  de   análises  com  critérios   claros.  o  que  permite  o   teste  da  hipótese   Árvores  Filogenéhcas   Árvores  Filogenéhcas   Árvores  Filogenéhcas   Tempo   Tempo   +   Árvores  filogenéJcas diagramas  que  refletem  hipóteses  sobre   a  proximidade  evoluhva  entre   organismos  (filogenia)  e  que  estes   derivaram  de  ancestrais  comuns   Árvores  Filogenéhcas   +   Árvores  Filogenéhcas   Tempo   +   Árvores  Filogenéhcas   -­‐   +   -­‐   +   Tempo   -­‐   Tempo   -­‐   -­‐   11 .

22/03/12 Árvores  Filogenéhcas   Árvores  Filogenéhcas   Árvores  Filogenéhcas   Grupo  irmão   Táxons  que  comparhlham   o  mais  recente  ancestral   comum   Árvores  Filogenéhcas   Grupo  irmão   Táxons  que  comparhlham   o  mais  recente  ancestral   comum   Árvores  Filogenéhcas   Partes  da  árvore   Táxons  terminais   ramo   nó   conexão entre dois ramos ancestral comum raiz   origem da diversificação do grupo 12 .

22/03/12 Árvores  Filogenéhcas   Agrupamentos  com  base  na  relação  descendente  e   ancestrais     -­‐   Monofiléhco     -­‐   Parafiléhco     -­‐   Polifiléhco   Grupo  Monofiléhco  (ou  clado)   Inclui  o  ancestral  e  todos  os  seus  descendentes   Representa  um   linhagem  evoluhva   Grupo  Monofiléhco  (ou  clado)   Inclui  o  ancestral  e  todos  os  seus  descendentes   Representa  um   linhagem  evoluhva   grupo   natural   grupo   natural   Grupo  Monofiléhco  (ou  clado)   Inclui  o  ancestral  e  todos  os  seus  descendentes   Representa  um   linhagem  evoluhva   Grupo  Parafiléhco   Inclui  o  ancestral  e  alguns  dos  seus  descendentes   Grupo  Polifiléhco   NÃO  inclui  o  ancestral  comum  mais  recente  dos  seu  membros   grupo   natural   Árvores  Filogenéhcas   Descreve  a  biodiversidade   Classifica   Sistemáhca   Taxonomia-­‐  ciência  da  classificação   conhecimento   Nomeia  e  organiza  a  biodiversidade  conhecida   Reflete  o  relação  evoluhva  entre  organismos   Táxons  das  diferente  categorias  hierárquicas     Idealmente   Grupos  naturais  (monofiléhco)     Inclui  o  ancestral  e  todos  os  seus  descendentes   Sistemáhca  Filogenéhca   Infere  a  relação  evoluhva  entre  os  organismos     Linhagem  evoluhva  única   13 .

22/03/12 Grupo  natural  (monofiléhco)   Grupo  natural  (monofiléhco)   Gênero  Gatus   Gatus  triauriculatus   Gatus  triauriculatus   Gatus  uniauriculatus   Gatus  uniauriculatus   Filo Chordata Filo Gatus  aauriculatus   Gatus  aauriculatus   Classe   Mammalia   Classe   Mammalia   Classe   Mammalia   Família   Hominidae   Filo Chordata Filo Chordata Ordem   Primata   Filo Chordata Ordem   Primata   Classe   Mammalia   Família   Hominidae   Para  que  usar  árvores  filogenéhcas?   Para  que  usar  árvores  filogenéhcas?   -­‐  Idenhficar  a  relação  evoluhva  entre  os  táxons   -­‐  Determinar  caracteríshcas  ancestrais  e  derivadas   Filo Chordata Ordem   Primata   -­‐  Reconstruir  a  evolução  de  caracteríshcas   -­‐  Dishnguir  entre  homologias  e  convergências   -­‐  Reconstruir  o  estado  ancestral   -­‐  Idenhficar  a  correlação  entre  caracteríshcas   14 .

  Biodiversity  Factsheet.  2010.  2005.  Edição   8.  Olive  PJW.  Atheneu  Editora.  No.  Golding  DW  &  Spicer  JI.   Science  310:  979-­‐980.  Módulo   I.  Calow  P.  11   •  Sadava  D.  2003.   •  Center  for  Sustainable  Systems.  Introdução  à  Zoologia.  Evolução.  N  &  Paiva  PC.  CSS09-­‐08.  Pub.  Cap  25   Referências  Complementares   •  Barnes  RSK.  São  Paulo.  Vida:  a   Ciência  da  Biologia  -­‐  Volume  2.  Ecologia  e  Diversidade.   •  Baum  DA.  Schulz  KS  &  Maddison  WP.  2007.  Editora  Fundação  CECIERJ.  2009.  Rio  de  Janeiro.  definição  e   significado  evoluhvo   -­‐  Árvores  filogenéhcas   Referências  Principais   •  Brusca  RC  &  Brusca  GJ.  The  Tree  of  Life  Web   Project.     15 .  2008.  University  of  Michigan.  Orians  GH.  Biodiveristy   •  Maddison  DR.  Editora  Guanabara  Koogan.   Rio  de  Janeiro.  Smith  ST  &  Donovan  SSS.  Zootaxa  1668:  19-­‐40.  The  Tree-­‐Thinking  Challenge.22/03/12 Sistemáhca  Filogenéhca   Resolução  de  Crime   Médico  infectou  ex-­‐  namorada  sangue  de  paciente   contaminado  com  HIV?     Sistemáhca  Filogenéhca   Resolução  de  Crime   Médico  infectou  ex-­‐  namorada  sangue  de  paciente   contaminado  com  HIV?     Resumo   -­‐  Importância  da  taxonomia   -­‐   Homologia   -­‐  Categorias  taxonômicas.  Os   invertebrados:  uma  síntese.  Heller  C.  Editora  Artmed.  Aulas  09.  Cap  2   •  Ferreira-­‐Junior.   •  Ecological  Society  of  America.  Invertebrados.  1997.  Purves  WK  &  Hillis  DM.  2007.