Você está na página 1de 2

Quando o outro é tudo para mim...

Inúmeras são as histórias de sofrimento que ouvimos sempre atreladas à outra pessoa; entretanto, no âmago de tudo isto, existe a sua escolha por sofrer eternamente ou por ser feliz. É complicado se desvincular de um sentimento que por anos fez parte de sua vida, mas a decisão por uma vida diferente pode, sim, ser o passo inicial para uma grande mudança. Um relacionamento ou casamento desfeito representa na grande maioria das vezes um despertar para uma vida nova, onde as opções de crescimento e aprendizado são infinitas. Mas, para o primeiro passo acontecer, é necessário, íntima e profundamente, que você aceite que determinada pessoa não faz mais parte da sua vida, e que tudo relacionado a ela, simplesmente não lhe interessa. Em palavras bem duras, é decretar para si mesma que esta pessoa morreu e quando isto acontece, o Tempo, Senhor da Razão, encarrega-se de colocar este sofrimento o mais distante possível de você. Quando você se dá conta do quanto foi prisioneiro de uma situação, deve em primeiro lugar ter absoluta certeza que você permitiu e que o outro não é responsável pelo seu sofrimento. Puxa! Que coisa mais difícil, trazer para você a culpa do que está acontecendo em sua vida... No cerne desta questão, no entanto, existe algo que você já viveu em alguma fase de sua vida de rejeição e sofrimento muito intenso que lhe fez repetir tal situação, no intuito de fazer uma história diferente. Vamos explicar melhor: as situações que atraímos para nossa vida, e que representam dor e sofrimento, sempre são repetições de algo que vivemos e que não resolvemos e, assim, transformamos em bloqueios energéticos. Quanto mais nos entregamos à intensidade deste sentimento insano de posse, mais perdemos tempo em nossas vidas. Outra coisa muito importante a ser colocada é que mesmo que dispensemos enorme energia em lamúrias e choros silenciosos, os outros irão sentir a vibração negativa em seu campo energético. Ou seja, aquilo que você pensa, sente, verbaliza e vivencia intensamente, instala-se em seu campo energético e quem se aproximar de você sentirá com toda a intensidade o que por você foi vivenciado. Desse modo, todos os seus pensamentos e emoções negativas são facilmente percebidos pelas pessoas que conversam com você e por isso logo se afastam... Eis a razão de dizer que as pessoas não se aproximam ou simplesmente não a enxergam, é exatamente pelo fato de não se sentirem bem ao seu lado. Não há como chegar ao fim de todos esses sentimentos negativos, não há como odiar tanto que esse ódio se consuma por si só, não há como ter tanta raiva que esta raiva se esgote em seu ser. Desejar intensamente algo para outra pessoa significa receber na mesma proporção toda esta energia emanada. Nossa, que horror... quanta perda de tempo! Para colocar fim ao seu sofrimento é muito importante entender que nada, nem ninguém, pode representar tudo em sua vida. Colocar cem por cento de expectativa em uma pessoa, situação ou em você mesma é a receita plena e segura da decepção. Você é um ser pleno, é cem por cento amor, é luz, é brilho, é sucesso, é prosperidade, é alegria, é felicidade, é a imagem e semelhança do Criador que a cada momento deseja colocar sua vida em Ordem Divina, desde que você entregue e confie no todo. Permita ser levada pela onda da vida, na qual o amor incondicional será o seu guia. Faça sem nada esperar de volta, ame sem querer receber amor, viva cada dia tão intensamente e de forma tão bem aproveitada como se fosse o último em sua vida. Não perca mais tempo com sofrimentos que nada lhe beneficiarão. A eliminação de tais bloqueios, que foram origem de sofrimentos em sua vida, é feito com a Mesa Radiônica. Através dela identificamos o exato momento em que a dor original se instalou e liberamos tal energia para que a sua vida se torne livre de repetições.

partiu-se para a identificação de tal bloqueio e identificou-se que algo marcante havia ocorrido há 34 anos. No casamento. ame-se muito e. E começou a chorar. E agora percebo que repito o mesmo que vivenciei no momento de meu nascimento. muitas vezes até sufocantes. exatamente no momento do seu nascimento. em seu entender. mas que a maltratava com o objetivo de mantê-la dependente deste emprego. receberá todo o amor que merece! . Ela contou que seu parto fora muito complicado. vivia monitorando os seus passos e fazia tudo que ele desejava a fim de nunca perdê-lo. Uma simples cara feia ao acordar podia. ela se desdobrava em atenções e carinho... Foi feito o equilíbrio de todas as suas freqüências. Ela ficou me olhando um pouco assustada e disse: sim. Assim. "Puxa. seu desespero era tal que até em suicídio já havia pensado. mas nunca a relacionei ao que minha vida é hoje. Ela sentia. cada gesto ou palavra sua sempre representava uma indagação se ele ainda a amava. que a cada dia esta distância aumentava e ele já havia falado em separação. a situação de aprisionamento e rejeição se fazia presente e tinha que descobrir em que momento de sua vida fora gerado este bloqueio. era como se ele fosse um Deus que governava todos os seus passos e atitudes. no intuito de ser salva. pois ela não pôde estar presente aos instantes seguintes ao meu nascimento”. assim. era sujeita à mãe que fazia chantagem emocional para conseguir tudo que desejava. no entanto. Em todos os aspectos. assim. Na vida pessoal..Havia uma moça que vivenciava este aspecto de dependência exagerada em todos os campos de sua vida. e sinto a enorme rejeição de minha mãe por abandono. no intuito de reverter uma situação que nunca existiu. Após alguns meses.. representar que ele não estava mais feliz ao seu lado. ela está feliz e amada novamente e com grandes perspectivas de mudar de país com o atual namorado e montar um resort. mantinha o seu salário baixo e dizia que nunca encontraria nada melhor. era refém de um chefe que dependia totalmente de seu serviço. pois estava com o cordão umbilical preso ao pescoço e sua mãe sofrera muito chegando a ter uma enorme perda de pressão. entrego a minha vida de corpo e alma aos outros. Você é tudo em sua vida. eu sabia desta história. devido à sua performance. sentia-se presa e refém de todas as situações. O marido por vezes se mantinha distante e isso a deixava desesperada. tudo faz sentido. No campo profissional. Fazia com que ela se sentisse incompetente e sem resultados e. indo parar na UTI por uma semana após seu nascimento. sentia-se dependente emocional do marido.