Você está na página 1de 17

SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA

MANTENEDORA DA PUC Minas E DO

COLÉGIO SANTA MARIA

SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA LÍNGUA PORTUGUESA 4.º ANO/EF 2012

Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na I Etapa, suas dúvidas e possíveis dificuldades. Com o estudo diário, o esclarecimento junto à sua Professora e a realização de outros exercícios, você poderá avançar nos seus conhecimentos em Língua Portuguesa. Preparamos para você uma série de atividades, que juntamente com seu livro-texto e os trabalhos desenvolvidos em sala de aula, o ajudarão a realizar a Avaliação de Recuperação.

I CONTEÚDOS:

PRÁTICA DE LEITURA:

Bons estudos!

Textos de linguagens verbais, não verbais ou mistas de diferentes gêneros: literários, de imprensa, de divulgação científica e publicidade

CAPACIDADES BÁSICAS DE LINGUAGEM A DESENVOLVER: NARRAR, RELATAR, EXPOR, ARGUMENTAR E ESCREVER ATRAVÉS DE GÊNEROS ORAIS E ESCRITOS:

Conto maravilhoso, história em quadrinhos, bilhete, bula de remédio, rótulo, cartão-postal, cartaz, convite, verbete de dicionário, notícia, texto de opinião e de divulgação científica, de publicidade, texto instrucional, obra artística, entrevista, ilustração e fotografia, carta, e-mail, diário, poema

CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS: (língua, linguagem, ortografia, textualidade)

Trabalho com sílaba, acento agudo e circunflexo. Variações ortográficas (emprego de am e ão e ram e rão). Identificação da sílaba tônica. Classificação das palavras quanto à tonicidade. Paragrafação. Pontuação (emprego de sinais) Variações ortográficas: emprego de am e ão, ram e rão.

Adjetivo, substantivo, (gênero e grau), verbo (flexão em número e tempos verbais passado, presente e futuro), concordância verbal e nominal. Construção de frases e períodos.

1

TEXTO I

O Diário de Kaxi

Meus amiguinhos, conforme me foi pedido, estou escrevendo este diário da viagem, que eu, Kaxi, vou fazendo à cidade grande. Sou uma indiazinha de 9 anos e confesso que não estava com muita vontade de fazer esta viagem, mas meu pai disse que eu precisava vir pra cá, para melhor ver as coisas. Seria um teste de coragem e de força, mas eu tenho medo porque tudo que eu conheço são as coisas da floresta, a linguagem das árvores, a sabedoria de nosso irmão rio. O que eu sei de verdade é subir no açaizeiro, na mangueira, o que eu gosto de fazer é andar à toa pela mata e brincar de caçar, pescar e nadar no rio.

TEXTO I O Diário de Kaxi Meus amiguinhos, conforme me foi pedido, estou escrevendo este diário

Saímos da aldeia e fomos pegar o pássaro de ferro que nos levaria até a cidade. Entrei no pássaro de ferro e ele começou a roncar. De repente, ele deu um pulo e começou a correr como se estivesse alguém vindo atrás dele. Ele correu, correu, correu e passou a deslizar no céu como um verdadeiro pássaro de asas abertas.

TEXTO I O Diário de Kaxi Meus amiguinhos, conforme me foi pedido, estou escrevendo este diário

Dormi e quando acordei vi que estávamos descendo e chegando na cidade. Meu pai disse que a cidade era como nossa aldeia, a diferença é que para nós todo mundo é irmão, primo, e para eles, as pessoas são como estranhos, um não conhece o outro. O meu pai disse também que estar num lugar tão diferente é muito ruim. Mas é preciso passar por isso para testar nosso espírito de força e coragem. Fomos levados para um lugar que achei muito estranho. Não era apenas uma casa, mas uma espécie de caixas. Esse lugar que todos chamam de

prédio, é estranho porque as pessoas não usam as pernas para subir, mas são carregadas por outra caixa, que sobe e desce o dia todo. Meu pai disse que isso se chama elevador.

Quando cheguei em nossa casa não achei redes de dormir. E para tomar banho tinha uma latinha que jogava água lá do teto como se fosse chuva e a gente ficava debaixo dela um bom tempo. Fiquei com saudade da minha casa que é feita de árvores e coberta com os cabelos das palmeiras. Nossas casas são construídas uma em frente às outras só para a gente olhar nossos vizinhos; conversar com eles e saber como cada um está. Aqui parece que uns têm medo dos outros!

Quando

acordei,

fomos

tomar

nossa

primeira

refeição e havia uma mesa, cheia de comida. Mas eram comidas estranhas para mim. Não vi o beiju, nem o mingau de banana. Não tinha mandioca, nem milho

cozido, sequer farinha

de tapioca

para misturar com

melancia. Mas tinha muitas frutas!

Notei que

as pessoas

não comiam com

as mãos

como nós fazemos em nossa casa. Comiam com um

instrumento que parecia um anzol, pois fisgavam a fruta enquanto que com a outra mão, eles cortavam. Muito estranho! Mas é bom aprender coisas diferentes ...

TEXTO I O Diário de Kaxi Meus amiguinhos, conforme me foi pedido, estou escrevendo este diário

Fomos passear para conhecer a cidade grande e entramos em outra caixa, só que essa tinha quatro rodas e se movia sozinha por entre as ruas apertadas.

Paramos na rua e visitamos uma igreja e umas casas de comércio. Vi que algumas pessoas compravam bastante coisas, mas outras ficavam só olhando, sem poder comprar.

2

Meu pai disse que na cidade existe muita coisa estranha, e uma das piores é a diferença entre as pessoas.

Nesse momento, encontrei uma amiga que se chama Gabriela. Ela é filha de uns amigos do meu pai. Conversamos bastante. Ela me contou sobre a cidade e eu contei sobre a aldeia. Ficamos amigas e prometemos nos encontrar novamente.

muito

Bem, esta

foi

a

minha

visita à cidade, aprendi

e

estou

adorando

descobrir o

Brasil.

E

você?

Gostaria de conhecer a minha aldeia?

Meu pai disse que na cidade existe muita coisa estranha, e uma das piores é a

MUNDUKURU, Daniel. O diário de Kaxi, um Curumim descobre o Brasil. São Paulo: Ed. Salesiana., 2001. (Adaptação)

  • 01. a)

Escreva o significado da palavra abaixo:

! ...

aprendi muito e estou adorando descobrir o Brasil.”

  • 02. Escreva o significado das palavras e expressões em destaque:

  • a) estou escrevendo este diário.”

...

b)

...

seria um teste de coragem e de força.”

 

1

2

  • c) as pessoas são como estranhos.”

...

d)

“Entrei no pássaro de ferro e ele ...

 

3

4

 

1

2

3

4

  • 03. A palavra rede possui vários significados.

1. Tecido de malhas largas para apanhar peixes. 2. Tecido fino de malha, que se põe
1.
Tecido de malhas largas para apanhar peixes.
2.
Tecido fino de malha, que se põe na cabeça para segurar o cabelo.
3.
Tipo de cama, presa por argolas nas extremidades.

Qual o significado da palavra rede na frase abaixo? Pinte-o no quadro.

...

em nossa casa não achei redes de dormir.”

  • 04. Disse Kaxi:

“— confesso que não estava com muita vontade de fazer esta viagem ... Meu pai disse que seria um teste de força e coragem.”

  • a) Do que Kaxi tinha medo?

  • b) Vir para a cidade seria um teste de força e coragem. Por quê?

3

05.

No texto, Kaxi descreve várias diferenças entre a aldeia e a cidade grande. Complete o quadro escrevendo diferenças entre a vida na cidade grande e a vida na aldeia.

ALDEIA

CIDADE

  • 06. O diário de Kaxi é um texto narrativo. Nesses textos, existem dois tipos de narrador:

 O narrador personagem  O narrador observador
O narrador personagem
 O narrador observador
  • a) Qual é o tipo de narrador do texto “O diário de Kaxi”?

  • b) Copie palavras ou expressões do texto que comprovem sua resposta.

  • 07. Copie do texto “O Diário de Kaxi” uma palavra que seja:

    • Substantivo e oxítona no plural.

    • Um verbo trissílabo no passado.

    • Um adjetivo no primeiro período do texto.

      • a) No ano de 2007 o tema da Campanha da Fraternidade “Vida e missão neste chão” nos convida a conhecer a realidade em que vivem os povos da Amazônia, índios em sua maioria. Que cuidados devemos ter com a floresta para que os índios possam viver bem ali? Cite três.

  

4

b) Neste ano de 2008, o tema da Campanha da Fraternidade é “Escolhe, pois a vida”. Podemos afirmar que a floresta Amazônica e os povos que ali vivem estão também entre as preocupações da Campanha da Fraternidade 2008? Justifique.

  • 08. Sobre as brincadeiras das crianças indígenas, Daniel Mundukuru diz em seu livro “Coisas de Índio”:

b) Neste ano de 2008, o tema da Campanha da Fraternidade é “Escolhe, pois a vida”.

“As crianças indígenas são muito criativas na

hora de brincar. Elas não têm lojas onde comprar os brinquedos, por isso inventam sempre novas brincadeiras para passar o tempo e aprender. Desde cedo, os índios aprendem a conhecer a

natureza e, aproveitando-se dela, fazem instrumentos simples com os quais brincam. Fazem arcos e flechas, bichos de palha, bonequinhos de barro ou sabugo de milho, porém petecas e diversos brinquedos feitos com

coco e palhas de palmeiras ” ...

MANDUKURU, Daniel. Coisas de índio. São Paulo: Ed. Callir, 2000.

a) Responda:

  • E você, de que brinca para passar o tempo?

  • Quais brincadeiras você mais gosta? Das crianças da cidade ou dos índios? Justifique sua resposta.

  • 09. Kaxi estranhou a maneira como as pessoas da cidade comiam e se perguntou: — “Fiquei pensando se do nosso jeito não é mais simples de comer

...

  • Você concorda com Kaxi? Justifique.

  • 10. Imagine que você tinha aceitado o convite de Kaxi e foi conhecer a aldeia indígena onde ela mora. Escreva um pequeno texto contando o que você viu e o que você fez e aprendeu na aldeia.

b) Neste ano de 2008, o tema da Campanha da Fraternidade é “Escolhe, pois a vida”.

5

TEXTO II

O Dragão e a Galinha d’Angola

Naquela manhã, a galinha d’Angola encontrou um ovão lá no terreiro ... O ovo estava começando
Naquela manhã, a galinha d’Angola encontrou um ovão lá no terreiro
...
O ovo estava
começando a rachar
...
crac
...
crac
...

E lá de dentro saiu um dragãozinho, que olhou pra galinha d’Angola e disse:

Piu, piu!

A galinha ficou comovida e adotou o dragãozinho. Onde ela ia com os filhotes, o dragãozinho ia atrás. Ele era amigo de todos os pintinhos. Acordavam bem cedo, ciscavam no terreiro, tinham aula de abrir e fechar asas ... Quando os pintinhos brincavam de esconde-esconde, o dragãozinho era sempre achado em primeiro lugar, por causa do rabão verde.

No fim do dia adorava ouvir histórias contadas pela mamãe galinha d’Angola,

histórias antigas sobre a família: a da bisavó tutu, que veio lá da África para o Brasil; a da tia

Gigi, que era muito moderna e que pintou de rosa-choque as bolinhas das penas ... O dragão e os pintinhos faziam muitas travessuras: trocavam os ovos das patas com os das galinhas inglesas, brincavam de guerra de milho ... O tempo foi passando e o dragãozinho foi virando um dragãozão. Um dia ele disse “piu-piu” e quase incendiou o galinheiro — porque vocês sabem, todos os dragões soltam fogo pela boca. Alguns moradores do galinheiro ficaram com medo e fizeram uma reunião para decidir se ele continuaria a morar ali ou não. Depois de muita discussão, decidiram que os dragão teria que ir embora, viver no bosque de contos de fadas, dentro do livro.

A despedida foi uma choradeira só

...

piu, piu

...

buaaá

...

A galinha d’Angola deu muitos beijinhos no filho adotivo, ajudou a arrumar a mala, colocou sanduíche e suco de milho na sacolinha e prometeu ir visitá-lo logo. Lá na floresta dos contos de fadas, o dragão encontrou seus colegas. Eles não

entendiam pra que servia um dragão que só comia milho, voava baixinho, piava e não atacava ninguém. Nessas horas, o dragão ia para o lago, olhava seu rosto nas águas e perguntava:

— Quem sou eu? Dragão ou galinha d’Angola?

Ele sentia muitas saudades de todos, mas não tinha coragem de voltar para o galinheiro. O tempo foi passando, até que um dia a mamãe galinha, em uma das suas visitas, apareceu muito nervosa gritando:

A raposa está rodeando o galinheiro! Todos estão apavorados! Então a dragonice dentro dele veio à tona. Ele se lembrou de suas garras, de seu rabão, do seu fogo, e se sentiu mais dragão do que nunca! Abriu as asonas, colocou a mamãe galinha nas costas e voou para o galinheiro.

6

Quando os dois

chegaram lá, só faltava um pouquinho para a raposa

pegar três

galinhas ... Ah! Ele soltou um fogo tão forte, tão forte pela boca, que a raposa virou

churrasquinho! Aí todos os galos, galinhas, pintinhos e patos abraçaram o dragão, fizeram uma roda em torno dele e cantaram:

“Dragão é um bom camarada, dragão é um bom camarada, ninguém pode negar!”

  • 01. Faça o que se pede:

FLORA, Ana. O Dragão que era galinha d’Angola. Ed. Salamandra.

  • a) Escreva o significado das palavras sublinhadas:

    • A galinha ficou comovida e adotou o dragãozinho.

    • Acordavam bem cedo e ciscavam no terreiro.

    • O dragão e os pintinhos faziam muitas travessuras.

  • b) Responda:

    • Qual é o significado da palavra “pena” na frase abaixo?

  • “A pena da galinha d’Angola era rosa choque!”

    • c) A palavra pena pode ser usada com outros sentidos.

      • Escreva uma frase interrogativa empregando a palavra pena com um sentido diferente do empregado na frase em destaque.

    • 02. A galinha d’Angola adotou o dragãozinho. Como era o convívio do dragão com seus irmãos adotivos? Justifique sua resposta.

    • 03. Que atitude do dragão fez com que as galinhas não o aceitassem mais no galinheiro?

    • 04. “O dragão comportava-se como uma galinha d’Angola.”

    Quando os dois chegaram lá, só faltava um pouquinho para a raposa pegar três galinhas ...
    • Que ações do dragão confirmam a afirmativa?

    7

    05.

    “Lá na floresta dos contos de fada, o dragão encontrou seus colegas.

    • Na sua opinião, quais foram os colegas encontrados pelo dragão? A que histórias eles pertencem?

    • 06. Em reunião, as galinhas decidiram que o dragão teria que ir embora.

      • Imagine e escreva, no balão, o que a mãe adotiva do dragão disse às galinhas convencendo-as de deixá-lo permanecer.

    “Lá na floresta dos contos de fada, o dragão encontrou seus colegas . ”  Na
    • 07. “A dragonice dentro dele veio à tona.”

    “Lá na floresta dos contos de fada, o dragão encontrou seus colegas . ”  Na
    • Que fato fez com que o dragão se sentisse mais dragão do que nunca?

    • 08. Faça o que se pede:

      • a) Transcreva o primeiro período do texto no tempo verbal presente.

      • b) Escreva os personagens do texto e o adjetivo que caracteriza cada um deles.

      • c) Copie do texto três palavras:

        • Oxítonas

        • Paroxítonas

        • proparoxítonas

    8

    09.

    As galinhas arrependidas escreveram um bilhete para o dragão pedindo desculpas por tê-lo expulsado do galinheiro. Imagine esse bilhete e escreva-o.

    09. As galinhas arrependidas escreveram um bilhete para o dragão pedindo desculpas por tê-lo expulsado do
    • 10. Leia a história em quadrinhos a seguir:

    09. As galinhas arrependidas escreveram um bilhete para o dragão pedindo desculpas por tê-lo expulsado do
    • a) Na sua opinião, o papagaio precisa realmente de um professor de português? Por quê?

    • b) Observe a expressão do Menino Maluquinho no último quadrinho.

      • Imagine o que ele vai dizer e escreva no bvalão abaixo.

    09. As galinhas arrependidas escreveram um bilhete para o dragão pedindo desculpas por tê-lo expulsado do

    9

    TEXTO III

    A viagem de uma carta

    TEXTO III A viagem de uma carta Olá crianças, jovens, velhos e adultos! Eu sou um

    Olá crianças, jovens, velhos e adultos! Eu sou um antigo meio de comunicação. Conheço o mundo inteiro, as montanhas de neve, os desertos, as

    cidades, os litorais e as planícies. Percorro tudo levando notícias: mato saudade, faço rir, provoco choro e suspiro. Levo

    notícias de nascimento, festa, casamento

    de todo acontecimento.

    ... Vou contar para vocês uma das minhas viagens. Fui escrita com muito carinho, por uma jovem que queria mandar notícias para uma pessoa muito amada. Nasci em Belo Horizonte. No correio começou a mais incrível aventura. Saí das mãos delicadas de minha criadora e caí numa enorme caixa, cheia de cartas iguais a mim e, a cada instante, chegavam mais coleguinhas. Enfim fui selecionada e encaminhada para o aeroporto. Viajei de avião pela primeira vez, cortei o céu, atravessei as nuvens e voei bem junto às estrelas e cheguei à cidade de São Paulo. Fui de ônibus até Curitiba. Bem cedinho levaram-me à estação ferroviária. Num confortável trenzinho, subi a serra de Paranaguá. Avistei toda a paisagem e suas belezas: flores, pássaros, cachoeiras, túneis ... Cheguei ao meu destino: a cidade de Paranaguá. Colocaram-me na mochila de um funcionário do correio, que quase me matou de susto com sua possante moto. Ai, meu Deus, quanto susto! Eu me agarrava à sua bolsa, com medo de cair. Com jeito, ele me pôs numa caixinha. Logo, mãos doces me pegaram, fui acariciada, olhos cheios de lágrimas. Fui cheirada e apertada ao peito daquela velhinha. Entre um sorriso e uma lágrima, ajeitou os óculos no rosto e leu baixinho: "Minha querida vovozinha " ... Fui lida e relida, depois guardada com várias outras cartas. Acostumei-me com o novo lar, apesar de sentir falta das andanças.

    TEXTO III A viagem de uma carta Olá crianças, jovens, velhos e adultos! Eu sou um

    GUIMARÃES, Andréa, A viagem de uma carta, BH: Ed. RHJ, 1991. (Adaptação)

    INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

    • 01. Escreva, no quadro, o significado das palavras numeradas no trecho: "No correio começou 1 a mais incrível 2 aventura. Saí das mãos delicadas 3 de minha criadora e caí numa enorme 4 caixa, cheia de cartas iguais a mim e a cada instante 5 chegavam mais coleguinhas."

    1.

    2.

    3.

    4.

    5.

    10

    02.

    Sobre a carta, complete:

    • a) Cidade em que foi escrita: ___________________________________________________

    • b) Cidade para qual foi enviada: ________________________________________________

    • c) Cidades por onde passou durante a viagem: ____________________________________ ___________________________________________________________________________

    • d) Meios de transporte utilizados por ela: __________________________________________

    • 03. Responda:

    02. Sobre a carta, complete : a) Cidade em que foi escrita: ___________________________________________________ b) Cidade para
    • a) Fui escrita com muito carinho por uma jovem.

    A quem a carta foi enviada? Que frase do texto comprova a sua resposta?

    02. Sobre a carta, complete : a) Cidade em que foi escrita: ___________________________________________________ b) Cidade para
    • b) Com jeito, o funcionário do correio me pôs numa caixinha. Logo, mãos doces me pegaram.

    Que atitudes da velhinha, a destinatária da carta, mostraram que ela estava feliz e emocionada?

    02. Sobre a carta, complete : a) Cidade em que foi escrita: ___________________________________________________ b) Cidade para
    • 04. Eu sou um antigo meio de comunicação.

    Hoje podemos também nos comunicar através de e-mail. Na sua opinião, a carta poderá deixar de existir? Por quê?

    • 05. Leia o trecho e faça o que se pede:

    "Bem cedinho levaram-me à estação ferroviária. Num confortável trenzinho, subi a serra de Paranaguá. Avistei toda a paisagem e sua beleza: flores, pássaros " ...

    Copie do trecho uma palavra que seja:

    oxítona acentuada: _____________________________________________________ paroxítona acentuada: __________________________________________________ proparoxítona: _________________________________________________________ um verbo trissílabo: ____________________________________________________ um substantivo: ________________________________________________________

    um adjetivo:

    __________________________________________________________

    11

    06.

    Leia o poema e responda:

    Dicas de viagem

    Se você for para a Índia

    Não se esqueça de comprar

    Uma passagem de índia e volta.

    Se for para o Canadá

    Nem pense em beber garapa:

    No Canadá nem cana dá.

    Se for para o Equador

    Nunca peça café expresso:

    Lá só tem café de coador.

    E se for para o Peru

    Não espere que lhe respondam

    Quando gritar "Glu Glu Glu".

    PAES, José Paulo. Um passarinho me contou.

    São Paulo: Ática, 1996, p. 27.

    • a) Na sua opinião,

    essas

    dicas

    são

    de

    uma

    viagem

    verdadeira ou imaginária? Por quê?

    • b) O autor de "Dicas de viagem" utiliza-se de algumas brincadeiras poéticas. Identifique essas brincadeiras na: 1ª estrofe:

    2ª estrofe:

    3ª estrofe:

    4ª estrofe:

    • 07. Leia o texto e resolva as questões 07, 08 e 09.

    Viajar

    é bom.

    Mas,

    para

    a

    A viagem

    viagem

    ser bem

    sucedida,

    é necessário estarmos

    preparados para enfrentar situações inesperadas, experimentar comidas diferentes ...

    A mala de viagem

    Geralmente levo coisas básicas e necessárias:

    • Uma pequena lanterna de bolso (com dois jogos de pilhas);

    • Sacos para coleta de lixo;

    • Roupas apropriadas para o clima do lugar e para as atividades que serão

    realizadas;

    • Barraca de lona;

    ...

    Cuidados

    Se, durante a viagem, você fizer caminhada pelo mato, previna-se:

    • Ande em grupo, nunca sozinho;

    • Use bota de cano alto;

    • Preste atenção em algumas coisas: árvores altas e velhas, lagos, rios, montanhas

    ...

    MATUCK, Rubens. Trecho retirado do livro Viagens - Manual do Pequeno Observador. São Paulo: Ed. Ática, 1999. (Adaptação)

    Responda:

    É necessário, em viagens, levar roupas apropriadas para as atividades que serão realizadas.

    Você concorda com essa afirmativa? Justifique.

    12

    08.

    Sobre o texto da questão 07, a sua opinião:

    a) A mala de viagem foi preparada para que tipo de viagem? Copie do texto dois
    a)
    A mala de viagem foi preparada para que tipo de viagem?
    Copie do texto dois itens que comprovam a sua resposta.
     —
     —
    b)
    Ao preparar a mala, o autor mostrou-se preocupado com o meio ambiente? Justifique a
    sua resposta.
    09.
    Imagine que, nas próximas férias, você fará uma viagem. Complete os quadros.
    Para onde viajarei: _______________________________________________
    Levarei na mala:
    Cuidados que deverei ter:
     —
     —
     —
     —
     —
     —
    10.
    Produções de textos (use folha avulsa ou o caderno)
    a)
    Imagine que você tenha viajado para a Lua ou para Marte. Descreva a sua viagem.
    b)
    Que viagem você gostaria de fazer? Justifique.
    c)
    Descreva a viagem que você fez e que mais gostou.
    SOUSA ,Maurício de. Turma da Mônica nº 1
    – Você sabia? O descobrimento do Brasil.

    13

    TEXTO IV O Sol aquece o planeta e fornece energia para a forma- ção da chuva,
    TEXTO IV
    O Sol aquece o planeta e
    fornece energia para a forma-
    ção da chuva, neve, vento e
    outros fenômenos climáticos.
    Parte da energia emitida pelo
    Sol é absorvida e transformada
    em calor.
    Uma parte do calor que
    chega à Terra vai para o
    espaço, mas outra fica presa
    nas camadas de ar e é
    responsável pelo seu
    aquecimento. Isto é necessário
    para a sobrevivência do
    planeta. Se esse calor não for
    retido, as temperaturas serão
    O QUE ELE CAUSA
    O superaquecimento da
    Terra traz vários problemas
    para a vida no planeta.
    O nível dos mares
    pode subir, uma vez
    que as geleiras
    derretem. Assim,
    cidades à beira-mar
    podem desaparecer.
    Secas e enchentes
    serão mais frequentes.
    tão baixas que a vida na Terra
    se tornará impossível.
    O problema é que alguns
    gases, como o
    CO2 (gás
    carbônico)e o CFC, aumentam o
    acúmulo do calor e o planeta fica
    O clima quente é
    favorável ao aumento
    de mosquitos e
    doenças como
    dengue e malária.
    quente em excesso. A tempera-
    tura da terra está aumentando e
    COMO EVITAR
    A biodiversidade,
    isso traz resultados ruins para
    o
    que
    é
    a variedade
    Para evitar o aquecimento
    planeta como grande período de
    secas ou de chuvas, enchentes e
    até tsunamis.
    global, devemos diminuir a
    emissão de gases como CO2 e
    CFC. No caso do Brasil, a
    de seres vivos, pode
    diminuir.
    GASES QUE CAUSAM O EFEITO ESTUFA
    CURIOSIDADE
    METANO – ENCONTRADO NOS LIXÕES
    É liberado pela ação de
    bactérias durante a decom-
    posição de matéria orgânica.
    preservação das matas e das
    florestas como a Amazônica e
    outras é essencial, pois ajuda o
    planeta a respirar.
    O
    Brasil
    usa
    pouco
    CFC
    Usado em sistemas de
    refrigeração de geladeiras.
    combustível orgânico, mas as
    queimadas da Amazônia nos
    CO2 – GÁS CARBÔNICO
    colocam em quarto lugar entre
    os maiores emissores de gases
    Esse gás
    é produzido pela
    respiração
    de
    plantas
    e
    causadores do efeito estufa e
    aquecimento global. Dessa
    animais e não causa danos
    forma, preservar a floresta
    e
    ao
    planeta.
    Liberado
    na
    atmosfera
    por
    veículos
    e
    evitar as queimadas é uma
    grande ajuda para a
    fábricas.
    Ele
    é
    um
    dos
    preservação do planeta.
    principais
    responsáveis
    pelo
    aumento excessivo da
    Em 1997, no Japão, vários
    países assinaram o Protocolo
    de Kyoto, um acordo
    internacional visando diminuir
    a emissão de gases poluentes
    que aumentam o efeito estufa.
    E assim iriam reduzir o aumento
    da temperatura no planeta.
    Infelizmente os Estados Unidos,
    maior responsável pelo
    aquecimento da Terra, não
    aceitaram esse acordo
    afirmando que prejudicaria o
    desenvolvimento industrial do
    seu país.
    temperatura da Terra.

    Estado de Minas Gurilândia, 27 jun. 2009.

    • 01. Faça as atividades. a) Qual é o melhor significado das palavras sublinhadas nas frases? Risque-o no quadro de verbetes.

    — O Sol aquece e fornece energia — Uma parte do calor que chega à Terra
    O
    Sol
    aquece e
    fornece energia
    — Uma parte do calor que chega à Terra
    vai para o espaço.
    para o planeta.
    FORNECER
     Dar, produzir, abastecer de;
     facilitar;
     proporcionar, gerar.
    ESPAÇO
     período ou intervalo de tempo;
     extensão onde existe o Sistema
    Solar, as estrelas, o Universo;
     distância entre dois pontos.

    14

    • b) Explique a afirmativa abaixo. O superaquecimento da Terra traz vários problemas para a vida no planeta.

    02.

    Uma parte do calor que chega à Terra vai para o espaço. Outra parte desse calor
    Uma parte do calor que chega à Terra vai para o espaço. Outra parte desse
    calor fica presa às camadas de ar. Se esse calor não ficasse retido, seria
    impossível a vida no planeta,
    • a) Explique a afirmativa sublinhada no parágrafo acima.

    • b) Alguns gases causam o efeito estufa, aquecendo a Terra em excesso.

    b) Explique a afirmativa abaixo. O superaquecimento da Terra traz vários problemas para a vida no

    Identifique esses gases:

    gás liberado no ar por veículos e fábricas:

    gás produzido nos lixões:

    gás usado em refrigerações e geladeiras:

    • c) Desses gases, qual é considerado o maior causador do aumento excessivo da temperatura da Terra?

    03.

    a)

    Não há como evitar o aquecimento global.

    De acordo com o texto, essa afirmativa é verdadeira? Justifique.

    • b) Crie um cartaz para pedir a preservação das nossas florestas e mostrando a importância dessa atitude para a Terra.

    b) Explique a afirmativa abaixo. O superaquecimento da Terra traz vários problemas para a vida no

    15

    04.

    Leia o texto e faça o que se pede.

    TEXTO II

    O VELHO VIRA NOVO

    Um dos maiores problemas do planeta Terra é a grande produção de lixo. Ele

    não serve para nada, certo? Nada disso. Tudo aquilo que jogamos fora pode ser

    reaproveitado. Na reciclagem, o lixo é tratado como matéria que será reaproveitada para

    fazer novos produtos.

    Olha só quantas vantagens: diminui a quantidade de lixo que vai para os

    lixões, ou ficam espalhados pela rua entupindo os bueiros, reduz a poluição, além

    de gerar empregos.

    Disponível em: canalkids.com.br/meio_ambiente/cuidando planeta. Acesso em: 11 mar. 2010.

    • a) De acordo com o texto, qual é um dos maiores problemas do nosso planeta?

    • b) Sobre reciclagem, escreva: O que é? Vantagens da reciclagem do lixo.

    • 05. Leia os quadrinhos e responda.

    04. Leia o texto e faça o que se pede. TEXTO II O VELHO VIRA NOVO
    04. Leia o texto e faça o que se pede. TEXTO II O VELHO VIRA NOVO

    SOUSA, Mauricio de./Panini Comics. Almanaque História de uma página. Turma da Mônica. n.º 4. p.73.

    • a) O que podemos perceber no 1.º quadrinho?

    • b) O que Chico Bento e sua turma pretendiam? Isso foi possível? Por quê?

    • c) Chico Bento e sua turma contribuíram para a preservação do planeta? Explique.

    16

    06.

    Os rios estão virando depósito de lixo. Os peixes estão morrendo. Esgotos

    estão sendo jogados nos rios.

    a) Crie um cartaz, contendo texto e ilustração, mostrando que rios devem ser lugar de peixes e água potável e a importância disso.

    tem como objetivo despertar a todos nós para a importância da preservação

    do nosso planeta.

    • b) A Campanha da Fraternidade 2011 “Fraternidade e a vida no Planeta”

    Você pode ajudar a preservar o planeta com pequenas atitudes e hábitos saudáveis. Continue a lista abaixo.

     Economizar água no banho, enquanto ensaboa feche a torneira do chuveiro.   
     Economizar água no banho, enquanto ensaboa feche a torneira do chuveiro.

    ZICS/gmf

    17