Você está na página 1de 16

Boletim Informativo do Centro Cultural de Murça, n.

º 3
Página 2 Boletim informativo

A oferta cultural em Murça


A Biblioteca Municipal de Murça tem sido o “epicentro” e o Murça e pelo bem-estar das

ponto da “diáspora” da oferta cultural que a Vila e o Municí- nossas gentes.

pio de Murça têm colocado à disposição dos “nossos” Muní- Este “Boletim de Informação”

cipes e de todos aqueles que nos visitam, apreciando e acari- que mais uma vez neste ano

nhando as mais diversas actividades recreativo-culturais. de 2008 é oferecido a todos

O apoio e a dinâmica da Câmara Municipal e o empenho e aqueles que gostam da Biblio-

dedicação dos funcionários que trabalham neste sector e a teca Municipal de Murça, mostra essa dedicação e empenho e

interligação destes, com outros funcionários que trabalham saber de todos os funcionários que no dia-a-dia dão o melhor

nos sectores da Educação e do Desporto, proporcionam o de si, para bem de todos nós.

sentimento de que em Murça, sentimos um carinho especial

pelas crianças, pelos jovens, numa expressão única: “amizade


O Presidente da Câmara Municipal de Murça
grande pelas gentes do nosso Concelho”. Vale, na verdade, a

pena trabalhar e lutar pelo desenvolvimento sociocultural de


João Teixeira

“Pintar o Verde com Letras” Ficha técnica


problemática da defesa ambien-
tal. Boletim Informativo BiblioCultus
N.º 3 - Setembro 2008
Escritores e ilustradores convi-
dados, de reconhecido mérito,
Director: João Teixeira,
desenvolveram pequenas histó- Presidente da Câmara

rias tendo como ponto de parti- Coordenação: José Maria Costa ,


Vice-Presidente da Câmara
da as áreas protegidas desta
região, nomeadamente o Parque Paginação e grafismo:
Colecção foi oferecida pela DRCN João Monteiro
Natural do Alvão, o Parque
Colecção constituída por 8 livros Natural da Peneda-Gerês, o Parque Propriedade:
Município de Murça
infanto-juvenis, lançada no dia 23 de Natural do Douro Internacional, o Praça 5 de Outubro
5090-112 Murça
Fevereiro, na sede do Parque Natural Parque Arqueológico do Vale do Côa,
do Alvão. Este projecto da Direcção o Parque Natural de Montesinho, os Edição e Impressão:
Biblioteca Municipal de Murça
Regional de Cultura do Norte tem socalcos do Douro vinhateiro e o pla- Alameda 8 de Maio
5090-142 Murça
como objectivo divulgar o património nalto mirandês.
natural da região nortenha, tantas Esta colecção, oferecida pela DRCN, Telf.: 259 510 250
Fax: 259 510 259
vezes esquecido, junto dos públicos encontra-se disponível em livre acesso
E-mail: bibliotecamurca@mail.telepac.pt
mais jovens, sensibilizando-os para a na B.M.M. Blogue: bmmurca.blogspot.com

A tua Biblioteca on-line... Periodicidade: anual

bmmurca.blogspot.com Distribuição gratuita


Página 3 Boletim informativo

Biblioteca continua a cativar novos públicos

40% dos utilizadores de Verão foram emigrantes


A Biblioteca Municipal de Murça assina- e CD`s de música. A complemen-
lou, recentemente, o seu terceiro ani- tar esta oferta, são ainda colocada
versário. à disposição dos utilizadores
João Teixeira, Presidente da Câmara quinze computadores com ligação
Municipal, faz um balanço bastante posi- à Internet e de utilização gratuita
tivo do trabalho que tem sido desenvol- e de uma rede "wireless", bem
vido pelos profissionais da autarquia, como um serviço de impressão
neste sector, revelando que “desde a de documentos e o empréstimo
inauguração, a Biblioteca já ofereceu um domiciliário que contabiliza, apro- Biblioteca tem actualmente
utilizadores de várias nacionalidades
vasto conjunto de serviços aos cerca de ximadamente, dez mil títulos, nos
60 mil utentes que frequentaram este três anos. Gulbenkian, surgiu com a necessidade
equipamento cultural”. Esta Biblioteca constitui um serviço de de motivar as crianças, desde bebés,
O autarca, bibliotecário de profissão, documentação e informação que tem para a linguagem oral e escrita, porque
conhece bem as necessidades actuais por finalidade facilitar o acesso à cultu- esta é transversal a todo o desenvolvi-
dos leitores e o facto da Biblioteca ra, à informação, à educação e ao lazer, mento e dá acesso a todas as disciplinas.
estar a promover, de uma forma dinâ- contribuindo, assim, para elevar o nível Na análise às últimas estatísticas, a
mica e criativa, o livro e a leitura, “é um cultural e a qualidade de vida da popula- Biblioteca deparou-se com uma novida-
objectivo primordial da autarquia, no ção. de: quarenta por centos dos utilizado-
enriquecimento cultural dos murcen- Esta Biblioteca tem desencadeado várias res, durante este Verão, foram emigran-
ses”. acções, algumas até inéditas, em Trás-os tes. Segundo os responsáveis por este
Actualmente, a Biblioteca disponibiliza -Montes e Alto Douro, como a criação serviço, esta novidade pretende-se com
um acervo documental de onze mil de uma Secção para crianças entre os 0 o facto de “actualmente, em Murça
documentos, entre livros, revistas, jor- meses e os 5 anos de idade. Este pro- milhares de naturais do concelho que se
nais, dicionários, enciclopédias, DVD`s jecto, apoiado pela Fundação Calouste radicaram no estrangeiro”.

Biblioteca fornece conteúdos


ao Projecto “Rede Sapo Local”
Desde o passado mês de Fevereiro ção social e agências nacio-
que o concelho de Murça integra o nais e regionais, bem como
recente projecto “Rede Sapo Local”. eventos a realizar, estado do
Esta iniciativa traduz-se na disponi- tempo, vídeos e fotografias.
bilização de um portal em linha Neste contexto, e desde a pri-
onde cada município português con- meira hora, o blogue da Biblio-
ta com um espaço próprio. Nesta teca Municipal de Murça inte-
área, são disponibilizadas informa- gra a selecção de publicações que cados pela Biblioteca são exibidos
ções actualizadas, publicadas nos disponibilizam conteúdos a este pro- para consulta na área “blogues”
mais diversos meios de comunica- jecto, ou seja, todos os posts publi- deste projecto.
Página 4 Boletim informativo

Oficina “Desmatematicando”
Vinte e cinco alunos da E.B.2,3/Sec. que nos permite mergulhar simulta-
de Murça, de três turmas de 6.º neamente no mundo da poesia e da
ano, acompanhados por duas pro- matemática, integra o Plano Nacio-
fessoras, passaram uma manhã com nal de Leitura, tendo sido trabalha-
o Grupo do Sótão. A oficina do previamente pelos estudantes.
“Desmatematicando” tem por base À semelhança de outras, esta activi-
o livro O pequeno livro da desmate- dade foi promovida em parceria
mática, do escritor Manuel António com a Direcção-Geral do Livro e
Pina. Este livro interessantíssimo, das Bibliotecas (DGLB). Oficina foi dirigida aos alunos dos 5.º e 6º anos

Campanha de angariação de livros


A Câmara Municipal, no âmbito do proto- teca estará aberta à comunidade de Beau-
colo de parceria assinado com Beaufort, fort.
localidade onde residem muitos cidadãos Nesta sequência, foi solicitado pela Biblio-
murcenses emigrados, dinamizou uma teca a colaboração de toda a comunidade e
“Campanha de Angariação de Livros” com instituições locais na angariação de livros e
o objectivo de criar uma Biblioteca, com- dinamização desta iniciativa, que no final da
posta exclusivamente por fundos docu- angariação registou uma quantidade de
mentais em Língua Portuguesa. livros bastante significativa.
Os livros destinam-se a ser usados sobre-
tudo pelos estudantes, no entanto a Biblio-

Roteiro Literário em Ourense


Nos passados dias 22 e 23 de Novem- ria de um grande escritor galego do séc. Carlos Casares, que foi lido por um
bro, a Biblioteca Municipal de Murça XX, Antón Tovar. O Museo da Limia, a excelente contador galego numa praça
participou, a convite da Direcção Regio- Casa da Pereira, onde nasceu Tovar, o de Xinzo, assim como Limaiaé, de
nal de Cultura do Norte, no âmbito do Alto do Furriolo, a aldeia histórica de Antón Riveiro Coello, escritor com
projecto “Letras na Corrente”, integra- Congostro, a Torre da Pena da Portela quem tivemos o prazer de estar e ouvir
do no programa de cooperação trans- e o Convento do Bom Xesús de Tran- um excerto do seu mais recente livro,
fronteiriça Interreg III, em colaboração deiras foram alguns dos locais visitados Casas Baratas, são livros que destaca-
com a Conselleria de Cultura da Junta onde a leitura de textos do poeta este- mos.
da Galiza, no Roteiro Literário em ve sempre presente. Resta-nos salientar a beleza paisagística
Ourense. Na noite de sexta, na aldeia de Congos- de Veigas do Limia, reserva de biosfera
Uma comitiva de cerca de 40 pessoas, tros, destacamos a belíssima actuação reconhecida pela UNESCO que vale
entre bibliotecários, escritores e pro- do músico Anxo Rei, com versos de mesmo a pena visitar…
fessores pôde percorrer e vivenciar Tovar.
espaços relacionados com a obra literá- O conto popular O galo de Antiquía, de
Página 5 Boletim informativo

Livros deram lugar a tapetes...

Contos & Tapetes Mágicos, isto é, ConTapetes

Crianças viajaram num tapete mágico, uma actividade que abordou de uma forma lúdica a leitura

As crianças dos Jardins-de-Infância de concebido de acordo com um livro, representando, assim, os diversos
Murça puderam assistir a sessões de uma história. As crianças ouviram a momentos da história. Numa segunda
ConTapetes, pela Trimagisto, uma ini- história contada pelo contador e, simul- parte, todos puderam brincar com os
ciativa promovida em parceria com a taneamente, assistiram a uma espécie Contapetes, verificando as correspon-
Direcção-Geral do Livro e das Bibliote- de dramatização animada, que teve dências com os livros, imaginando novas
cas. como cenário um tapete em tecido com histórias…
Esta actividade abordou a leitura de texturas, cores e consistências diversas,
forma lúdica. Cada tapete é mágico, incluindo as próprias personagens

“Ir até à Lerlândia Teatro de Fantoches


e viajar nela” “As aventuras de Rodolfo e assistir a este animado tea-
Rosita – A estrela Ozamiz” tro, cheio de cor e magia,
foi o espectáculo de teatro e veículo de grandes valores
fantoches que promovemos, humanos, onde não faltou
na última quadra natalícia, também o ilusionismo, reali-
para todas as crianças dos J.I. zado pela Companhia de
A acção de formação “Ir até à Geral do Livro e das Bibliote- e E.B.1 do concelho. Em 2 Teatro-Circo Trupilariante.
Lerlândia e viajar nela”, conce- cas, foram apresentados os sessões, as crianças puderam
bida e realizada pela forma- objectivos, procedimentos e
dora Sylviane Rigolet, decor- metodologias de um projecto
reu no passado mês de de promoção de leitura que
Novembro , na presença de pode ser realizado em parce-
31 mediadores de leitura, ria com várias instituições,
entre educadores, professo- englobando todas as áreas do
res, bibliotecários, técnicos conhecimento, em torno de
de biblioteca e animação, uma missão comum, baptiza-
pais. do pela autora, Mestre Sylvia-
Na referida acção, promovida ne Rigolet, de “LivrAniMale-
em parceria com a Direcção- tas”. Centro Cultural proporcionou festa de Natal a centenas de crianças
Página 6 Boletim informativo

1.ª Hora do Conto deste ano


A 21 de Janeiro, realizou-se a 1.ª Gréban, contada por um ser misterioso
Hora do Conto deste ano, com as chamado “Galáxia Letráxia” ou, quem
crianças do Jardim de Infância da sabe, “Nuvem-Letra”… muitas foram as
Santa Casa da Misericórdia. A histó- propostas das crianças para adivinhar o
ria escolhida foi Suzete, de Quentin nome.

A Biblioteca Municipal de Murça, com vista à comemoração Biblioteca assinalou


do Dia da Europa, em colaboração com a E.B. 2,3/Sec. de
Murça (Substrutura de Geografia e de História), realizou uma
Dia da Europa
actividade destinada à sensibilização dos alunos dos 5.º e 6.º
anos para o diálogo intercultural, tendo em consideração que
o ano de 2008 foi consagrado o Ano Europeu para o Diálogo
Intercultural.
As Actividades, realizaram-se com um exercício de relaxa-
mento que consistiu na audição d` “A lenda da Europa”, con-
tada pela animadora, tendo como música de fundo a “9.ª
Sinfonia de Beethoven”. Os participantes, deitados no espaço
da “Hora do Conto” da B.M.M., de olhos fechados, acolheram
informação sobre o tema, de forma lúdica e relaxante.
Posteriormente teve lugar o “Espaço Mágico”, a leitura d´A
Árvore que queria conhecer o mundo, da escritora Ana Teresa
Silva. Um livro que permitiu enfatizar a necessidade do diálo-
go, a importância da comunicação e da troca de experiências
entre culturas diferentes.
Numa terceira e última fase, decorreu um jogo pedagógico
onde o objectivo principal foi a conquista do maior número
de envelopes, que continham as bandeiras da União Europeia.
No final, cada uma das 27 bandeiras representativas de alguns
países pertencentes à Europa, foram coladas num grande
cartaz. A identificação dos países e respectivas bandeiras
pelos participantes foi a finalidade deste jogo.

Os ovos misteriosos e o pintainho leitor


Segundo o calendário religioso, todos os preender o porquê de um dos livros da
anos celebramos a Páscoa no mês de Mar- escritora Maria Ducla Soares se chamar Os
ço. Ora, durante este mês, estranhamente, ovos misteriosos. Depois de uma descoberta
residiu na Biblioteca um pintainho leitor, conjunta do livro, ficaram muito contentes
muito inquieto e faminto. Enquanto a mãe com o destino dos ovos, desejando uns aos
galinha saía à procura de alimentação, o outros uma Páscoa feliz, cheia de ovinhos
pinto ficava na companhia dos livros… coloridos… de chocolate, claro!
Com a ajuda dos meninos dos infantários
de Murça, o pintainho leitor pôde com-
Página 7 Boletim informativo

Festival da Canção Infantil do Concelho de Murça

Rainha das notas brilhou em noite cultural

A 14 de Junho, pela primeira vez em de aeróbia realizada também pelos mes- Municipal decidiu sair dos Áudio Visuais
Murça realizou-se um grande evento mos. No começo do festival surgiu ain- a Rainha das Notas, que com eles apre-
cultural, o I Festival da Canção Infantil, no da um reboliço pela parte dos pequenos sentou e animou a grande noite.
intervalo foram introduzidas as danças apresentadores, porque da Biblioteca

Peça de Teatro
“O Charlatão”
No passado dia 1 de Dezem- homónimo do escritor trans-
bro de 2007, subiu ao palco montano Miguel Torga, com
do Auditório do Centro recurso à manipulação de
Cultural a peça de teatro “O bonecos e sombras chinesas,
Charlatão”. acompanhada de música ao
A dramatização esteve a vivo de concertina, cavaqui-
cargo do Teatro Arado, de nho e flauta de tamborileiro.
Oliveira do Douro.
Peça de teatro foi baseada em conto de Miguel Torga
A peça foi baseada no conto

A Escola da Noite apresentou “Matéria de Poesia”


lado "Matéria de Poesia", apresentado destaque para Sophia de Mello Breyner
pel`"A Escola da Noite - Grupo de Tea- Andresen, Adélia Prado, Manoel de
tro de Coimbra", actividade inserida no Barros, Carlos de Oliveira e Alexandre
âmbito das comemorações do Dia Mun- O'Neill.
dial do Teatro. O guião e direcção artística pertencem
"Matéria de Poesia" afasta-se do forma- a António Augusto Barros, no elenco
to convencional dos recitais de poesia, estiveram António Jorge, Maria João
assumindo um claro cruzamento entre Robalo, Sílvia Brito e Sofia Lobo, e nos
as linguagens da poesia e do teatro e adereços Ana Rosa Assunção e António
A Biblioteca Municipal de Murça aco- tirando o máximo partido das vivíssimas Jorge.
lheu, em Março, um espectáculo intitu- imagens propostas pelos autores, com
Página 8 Boletim informativo

Projecto de Promoção da Leitura apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian

Contar Histórias na Biblioteca

A Biblioteca Municipal de Murça aco- Contadores de Histórias", acção apre- jecto Bebéteca, com o apoio da Funda-
lheu, no passado mês de Maio, a sentada pelo grupo tomarense "O Con- ção Calouste Gulbenkian.
"Oficina de Sobrevivência para Pais tador de Histórias" e inserida no pro-

LEITURAS COM “BLÁS”


no “blá”, “blá” da pequenada
A Biblioteca Municipal de Murça ganhou mente, tem como objectivos a disponi-
uma candidatura ao “Programa de bilização de colecções de documentos
Apoio a Projectos de Promoção de infantis de vários tipos, desde os livros-
Leitura em Bibliotecas Públicas 2007” brinquedo aos livros para o banho, em
promovido pela Fundação Calouste livre acesso, a formação da família para
Gulbenkian. Das 71 candidaturas apre- o desempenho do papel de mediadora
sentadas à Fundação, apenas 20 projec- da leitura, a sensibilização dos agentes
tos foram seleccionados, entre eles - educativos para a importância do livro e que a família interiorize o seu papel
LEITURAS COM “BLÁS”… no “blá”, da leitura nos primeiros anos de vida da fundamental no desenvolvimento destas
“blá” da pequenada. criança e consequente promoção da competências e, assim, colabore mais
Este projecto visa a criação de uma interacção familiar em torno dos livros. entusiasticamente com a Biblioteca. A
Bebéteca para promoção do livro e da O acesso das crianças e das famílias a F.C.G. apoia o projecto com uma verba
leitura junto de crianças dos 0 aos 6 documentação apropriada para o de 5.000€ destinada à aquisição de fun-
anos de idade, constituindo a família o fomento e desenvolvimento de compe- dos bibliográficos.
principal mediador de leitura. Especifica- tências leitoras, certamente, permitirá
Página 9 Boletim informativo

Dia Mundial das Bibliotecas Públicas assinalado com

Largada de Livros

Para assinalar Dia Mundial, Biblioteca ofereceu cem livros que foram colocados nos ramos das árvores da Alameda 8 de Maio
A Câmara Municipal de Murça assinalou livros, nos ramos das árvores da princi- pessoa), sendo que, segundo os respon-
o Dia Mundial das Bibliotecas, com a pal avenida da vila, onde os leitores sáveis da Biblioteca de Murça “tivemos,
realização de uma “Largada de livros” tiveram a oportunidade de escolher um, ao longo do dia, pessoas a recorrer aos
que teve lugar nas árvores da Alameda a seu gosto, podendo leva-lo, gratuita- serviços da Biblioteca, a solicitar a colo-
8 de Maio. mente, para casa. cação de mais livros nas árvores”.
Esta actividade foi promovida pela A iniciativa foi um sucesso de modo a Devido ao resultado bastante positivo
Biblioteca Municipal de Murça, sendo que, logo nas primeiras horas da activi- desta acção a Biblioteca promoverá
que a iniciativa consistiu na colocação dade, grande parte do fundo exposto futuramente, outras "largadas", com
de, aproximadamente, uma centena de foi levado pelos leitores (um livro por datas a designar.

Biblioteca disponibiliza Internet sem fios


Este novo serviço possibilita aos Para aceder a este serviço, o utili-
utilizadores o acesso a Internet zador deverá ter um computador
em banda larga através dos pró- portátil ou um PDA compatível
prios computadores portáteis, de com a tecnologia WI-FI. O utiliza-
uma forma simples e cómoda, dor deverá ligar-se à rede e iniciar
possibilitando a mobilidade, flexi- o browser (programa que permite
bilidade e conveniência no acesso aceder à Internet). Será automati-
à informação. camente direccionado para a pági-
Esta nova tecnologia consiste em na de autenticação onde poderá
pontos de acesso gratuito à rede efectuar o seu registo de utiliza-
Dezenas de utilizadores já usufruem da rede Wireless
sem fios no interior da Biblioteca. dor.
Página 10 Boletim informativo

Exposição O Que é o Teatro?


As comemorações do teca Municipal, esteve
Dia Mundial do Teatro igualmente empenhada
foram assinaladas em nesta iniciativa. A Exposi-
todo o país com o ção "O que é o Teatro?",
arranque de uma acção promovida pela Direcção
de grande envolvimento Geral das Artes, foi inaugu-
nacional – AGEN Tea- rada no Dia Mundial do
tro 2008 – desenvolvida Teatro, 27 de Março, na
no âmbito do Programa Galeria de Exposições do
Território Artes. Todos os Teatros" e a inauguração Centro Cultural, contribuindo para
Esta acção nacional apresentou como simultânea da Exposição "O que é o divulgar o teatro e a sua história.
elementos de unidade a adopção de um Teatro?", em várias localidades do país.
tema comum "Teatro para Todos/ A Câmara de Murça, através da Biblio-

Exposição de Vitrais de Jaime Marques


Da sua profissão de Desenhador numa de um espírito nato e criador de arte e
empresa têxtil, das escolas que fre- beleza através das suas pinturas - azu-
quentou e ateliers onde colaborou, da lejos, óleos e guaches. Jaime Marques
aprendizagem adquirida pela experiên- fez a sua primeira exposição de pintura
cia e gosto pela arte, Jaime Marques em 1982, na Junta de Turismo de Vize-
atinge um patamar superior de conhe- la e, desde então, tem aperfeiçoado a
cimento técnico e artístico caracteriza- sua arte, sempre em busca constante
do pelo alto grau de exigência a que se de novas técnicas e novos temas, exte-
A Galeria de Exposições do Auditório fixa e transmite às suas obras. Daí que, riorizando na tela os seus mais íntimos
Municipal de Murça, recebeu um con- facilmente, o sonho do artista foi cres- sentimentos e o mundo visto pelos
junto de nove vitrais da autoria de cendo, dando lugar à positiva e agradá- olhos de artista verdadeiro.
Jaime Marques. vel realidade de estarmos em presença

“Os Bichos” em Exposição


A Galeria de Exposições do Auditório nacional de fotografia que teve como
do Centro Cultural de Murça, acolheu base de inspiração o emblemático conto
em Dezembro de 2007, uma Exposição - Os bichos - do autor alto duriense.
de Fotografia em homenagem a Miguel
Torga, designada “Os Bichos”.
Esta exposição, foi promovida e organi-
zada pela Direcção Regional de Cultura
do Norte, é resultado de um concurso
Página 11 Boletim informativo

Professores criaram concurso para promover a leitura

Participação no “BiblioFilmes”
Um grupo de professores e alunos lançou o concurso
de vídeo "BiblioFilmes - Livros, Bibliotecas, Acção!", com o
objectivo de promover a leitura. O concurso admitiu
vídeos com duração entre os trinta segundos e os três
minutos sobre a temática dos livros e as bibliotecas.
Depois de um processo de candidaturas e selecção, a
23 de Abril, Dia Mundial do Livro e dos Direitos de
Autor, forão anunciados os vencedores das duas cate-
gorias "Votação Popular" e "Votação Júri".
O concurso foi aberto aos países de língua oficial por-
tuguesa (PALOP`s), nomeadamente Angola, Brasil,
Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e
Príncipe e Timor-Leste, bem como às comunidades
portuguesas espalhadas pelo Mundo.
O vencedor desta iniciativa na categoria Votação Júri
foi o vídeo n.º 1, intitulado “Onde me levam as pala-
vras”, da autoria do Externato de Nossa Senhora dos
Remédios, em Tortosendo.
Relativamente à categoria Votação Popular, o vencedor
foi o vídeo n.º6, intitulado “Aprendendo com a leitura”,
trabalho realizado pelos alunos do Instituto Santa
Teresinha São Paulo, no Brasil, com uma percentagem
de 35,42% do total, que corresponde a 2353 votos
contabilizados.
Nesta categoria popular, o nosso vídeo, n.º 11, intitula-
do “Um Intervalo na Biblioteca”, ficou na segunda posi-
ção com 31% dos votos. (consultar resultados - http://
answers.polldaddy.com/poll/485042/ )
Segundo o blogue oficial da organização deste evento,
registou-se um total de 6644 votos nos cerca de 22
dias de votação, nos 17 vídeos a concurso.
Salientamos que, segundo os dados disponibilizados
pelo Youtube, onde os vídeos foram alojados, o filme
de participação da B.M.M. foi o mais visto, com 2267
visionamentos até ao dia do fecho das votações.
Página 12 Boletim informativo

Exposição de pintura “A Mulher”


António Santos Silva, esteve patente As agressões são variadas, desde as
na Galeria do Centro Cultural de físicas às psicológicas, sociais, económi-
Murça, no passado mês de Novem- cas, sexuais, entre outras. O pintor
bro de 2007. António Santos Silva propõe-nos a
A exposição é composta por 12 todos uma reflexão sobre este assunto.
telas, em pigmento em acrílico, e Esta mostra coincidiu com o facto de a
constitui uma viagem ao mundo da 25 de Novembro se celebrar o Dia
violência familiar. A violência domés- Internacional para a Eliminação da Vio-
tica é um flagelo que está presente lência contra as Mulheres.
A exposição de pintura “A mulher”, de na vida de mulheres por todo o mundo.

“Os Bichos” em fotografia


A Galeria de Exposições do Auditó- zada pela Direcção Regional de
rio do Centro Cultural de Murça, Cultura do Norte, é resultado de
recebeu no passado mês de Dezem- um concurso nacional de fotografia
bro de 2007, uma Exposição de que teve como base de inspiração o
Fotografia em homenagem a Miguel emblemático conto - Os bichos - do
Torga, designada “Os Bichos”. autor alto duriense.
Esta exposição, promovida e organi-

Vivências transmontanas em exposição


tonalidades da paisagem do nor- temas originais, sem temática específica.
deste transmontano. Contactou ainda com as técnicas do pas-
Manuel Correia, é natural de tel no atelier do artista plástico João
Babe, Bragança. Iniciou o seu Simões e, nos anos de 2006 e 2007, inte-
percurso artístico devido ao grou um curso de Desenho Artístico e
gosto pela fotografia, tendo por Técnicas de Expressão, na Universidade
hábito fotografar, sobretudo, a Sénior de Bragança. A partir de 2007
paisagem natural e as espécies frequenta aulas regulares de pintura a
botânicas de Trás-os-Montes. óleo no atelier IKTUS de Ofélia Marrão
Em 2003 frequentou o primeiro e Luís Benites, em Bragança. Este ano
“Colectânea de Aguarelas” foi o título da Curso de Pintura a Aguarela, organizado participou no terceiro Curso de Aguare-
exposição de pintura da autoria de pelo Museu Abade de Baçal, sob a orien- la, no Espaço História e Arte. Já realizou
Manuel Correia que esteve patente na tação de Manuel Ferreira. Um ano depois algumas exposições em Bragança e no
Galeria do Auditório Municipal de Murça ingressou no segundo curso, coordenado Porto e participou na 3ª Bienal da Másca-
no passado mês de Junho. pelo arquitecto Ferreira. Depois de tra- ra, nos concursos de Fotografia e Pintu-
Trata-se de um conjunto de 31 telas que balhos baseados na obra de outros pin- ra, tendo obtido uma menção honrosa
conduzem o visitante para as diferentes tores, Manuel Correia iniciou-se nos neste último.
Página 13 Boletim informativo

Murça Ambientes
de Mário Sampaio
A Galeria de Exposições do Auditório Gestão Pública e Autárquica
Municipal, recebeu uma Exposição de na Universidade de Trás-os-
Fotografia, da autoria do murcense Montes e Alto Douro
Mário Sampaio, intitulada Murça (UTAD) em Junho de 2007.
Ambientes. Actualmente é Técnico Supe-
A mostra foi constituída por um acervo rior no Município de Murça e
de 32 fotografias, onde foram exibidas ocupa o cargo de Chefe da
imagens de lugares e pessoas oriundas Divisão Financeira.
do concelho de Murça. Segundo este autor até agora
Mário Sampaio é natural de Murça, resi- anónimo, como amador e
diu sempre nesta vila, apenas com o autodidacta, o gosto pela foto-
interregno entre 1964 e 1974. Período grafia vem de há muitos anos
que viveu em Nova-Lisboa, Angola. tendo por hábito captar ins-
É funcionário do Município de Murça, tantes que para além da ima-
onde ingressou em 1984. Licenciou-se gem, fixem, um momento
em Contabilidade e Administração pelo indelével de luz e cor, conju-
Instituto Politécnico de Bragança (IPB) gando a variedade da natureza, as caras antigo, apenas só, pelo prazer de ver no
em 2001 e concluiu o Mestrado em que falam do tempo, alegrias e cansaço presente o olhar do passado.

Espírito Livre
de Hélio Teixeira
Espírito Livre foi o título da Exposi- gosto pela pintura.
ção de Pintura da autoria de Hélio Em 2003 frequentou o primeiro
Teixeira que esteve patente na Curso de Pintura a óleo sobre a
Galeria do Auditório Municipal orientação da Sr.ª Eng. Licínia o
no passado mês de Julho. qual decorreu nas instalações da
Tratou-se de um conjunto de 22 Escola n.º 2 de Murça.
telas que conduziram o visitante Hélio Teixeira é funcionário do
para as diferentes tonalidades e Município de Murça, onde ingres-
paisagens. Esta foi a primeira mos- sou em 1988 como Fiscal Munici-
tra individual deste autor murcen- pal.
se. Actualmente frequenta o Curso
Hélio Teixeira, é natural de Mon- de Engenharia Agronómica na
febres, concelho de Murça, reside Universidade de Trás-os-Montes e
em nesta vila desde 1989. Iniciou Alto Douro (UTAD).
o seu percurso artístico devido ao
Página 14 Boletim informativo

Noite de Fados Serão Cultural

Auditório do Centro Cultural de Murça foi palco de uma Em Dezembro último, a Galeria de Exposições do Auditório
noite de fados de Coimbra. do Centro Cultural de Murça acolheu mais um Serão Cultural.
O grupo – “Canção de Coimbra” - constituído por dez alu- Contos, Divagações e outras Mentiras, de Moisés Salgado (n.
nos da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto 1955-), escritor residente na aldeia de Candedo, e O Pulo do
interpretou canções que traduzem a alma estudantil de Lobo, de Regina Sardoeira (Amarante, n. 1950-), foram os
outros tempos, acompanhadas de excelente sonorização da livros apresentados. De seguida, teve lugar a exposição de
guitarra portuguesa. Esta foi, certamente, uma noite para arranjos florais e decoração de Natal, de Maria José Berend.
memoriar, em que a grandiosidade do fado se associou à No final, todos os presentes provaram uma bebida quente
atmosfera acolhedora que caracteriza este espaço cultural muito especial, preparada pelo músico Paddy-B…
murcense.

The SymphOnyx ao vivo no Auditório Municipal

Público delirou ao som desta banda vimaranense

O projecto musical The SymphOnyx por isso, alvo de uma ampla cobertura de actores, um quarteto de cordas e
tomou forma há cerca de uma década noticiosa por parte da imprensa nacio- uma equipa técnica que assegura a
e, após uma série de ajustes no seu nal. O single “Winterfall” faz parte, nes- total qualidade do espectáculo. Neste
line-
line-up, é actualmente composto por te momento, da playlist de rádios de concerto será abordado o mais recente
João Guimarães, Carla Ricardo, Marti- vários países, tais como Japão, Alema- CD da banda “Opus 1: limbu”, sendo de
nho Torres e Carlos Torres. nha, EUA, México, Espanha, Venezue- realçar os ambientes transcendentes e
O projecto saiu do anonimato pela mão la, Rússia, entre outros. sinfónicos que emanam deste trabalho,
da Rádio Québec Biz, do Canadá, onde Ao vivo, a banda apresenta-
apresenta-se em for- realçados pela imagem cuidada e pela
atingiu o 1.º lugar do Top 50, sendo, mato alargado, integrando uma dupla componente teatral do projecto.
Página 15 Boletim informativo

20 anos da Rede Nacional


de Bibliotecas Públicas
Em 2007, assinalou-se em Portugal os existentes, 101 estão em diferentes Maria José
20 anos da criação da “Rede Nacional fases de instalação das suas bibliotecas. Moura, res-
de Bibliotecas Públicas”. O Programa Para assinalar esta data e sob o tema ponsável pelo
RNBP foi iniciado em 1987 com o “O admirável mundo das bibliotecas”, o lançamento da
objectivo de construir e desenvolver “Jornal de Letras, Artes e Ideias” dedi- Rede, conta
bibliotecas municipais segundo os prin- cou a sua edição n.º 973 aos 20 anos da ainda com apontamentos de reporta-
cípios preconizados no Manifesto da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas. gem em diferentes bibliotecas do nosso
UNESCO. Para além de uma entrevista com a país, incluindo a Biblioteca Municipal de
Actualmente, estão abertas ao público e Directora da Direcção-Geral do Livro e Murça, dando a conhecer o muito que
integram a Rede 160 bibliotecas munici- das Bibliotecas e de depoimentos se faz nas bibliotecas públicas.
pais em todo o país. Dos 308 concelhos vários, entre os quais o da ilustre Dr.ª

“Cadernos BAD”
dedicados aos “Novos espaços na web”
Na edição n.º 1/2007 dos “Cadernos do áreas cada vez mais especializadas do do com a bibliote-
BAD”, com o tema "Novos espaços na conhecimento humano”. Na análise ao cária, “Os serviços
Web", a Associação Portuguesa de blogue da Biblioteca Municipal de Mur- das bibliotecas
Bibliotecários, Arquivistas e Documen- ça, considera que a par dos blogues Ler podem ser repensa-
talistas (APBAD) dedicou a publicação a em Espinho e da Biblioteca Municipal de dos com os princí-
uma análise exaustiva e muito completa Ponte de Sor, “estes blogues, ainda que pios, modelos e tecnologias da Web 2.0,
dos blogues na área da informação e sejam consultados pela comunidade na qual o blogue, enquanto ferramenta de
documentação existentes em Portugal. profissional, dirigem-se sobretudo aos escrita e de leitura colaborativa, ocupa um
No primeiro artigo da publicação, clientes (actuais e potenciais) das biblio- lugar especial.”
“Blogues e bibliotecas: informação, tecas, principalmente para os informar A B.M.M. que disponibiliza um dos pri-
comunicação e nonsense à velocidade da das actividades que vão decorrendo, meiros blogues de bibliotecas públicas
luz”, Adalberto Barreto apresenta um servindo em simultâneo de memória está atenta às novas tendências em linha
estudo da Web 2.0. Segundo o autor, escrita das próprias actividades(…)”. e à análise dos profissionais da área.
“No caso específico dos blogues, podemos No segundo artigo da publicação, Luísa
afirmar, sem reservas, que crescem diaria- Alvim aborda o tema “Blogues e Bibliote-
mente em proporções geométricas, cobrin- cas: construir redes na Web 2.0”. De acor-

Segundo aniversário da agenda municipal


A agenda municipal de actividades cultu- vinte e dois números publicados, a vidas pela autarquia e instituições do
rais, desportivas e recreativas do conce- “Murça Cultural” é hoje indispensável concelho, eventos onde toda a popula-
lho, intitulada Murça Cultural, completa para muitos murcenses. ção é convidada a participar.
no presente mês o seu 2.º aniversário. Mensalmente, é apresentada a calenda-
Com dois anos de existência e com rização de todas as iniciativas desenvol-
Página 16 Boletim informativo

Governador Civil de Vila Real presidiu à inauguração

“Arquitectura da Paisagem Vinhateira”


em Exposição
Teve lugar, no passado mês de Setem- instrumentos utiliza-
bro, nas instalações da Adega Coopera- dos para construir
tiva de Murça, a inauguração da Exposi- essa mesma paisa-
ção “Arquitecturas da Paisagem Vinhatei- gem. O Douro
ra”, uma mostra organizada pelo Museu Vinhateiro é consi-
do Douro em parceria com a Biblioteca derado património
Municipal de Murça. mundial, e a sua
Esta exposição é o resultado de um paisagem em socal-
projecto de investigação e inventariação cos suportados por
promovido pelo Museu do Douro muros de xisto, uma
Iniciativa contou na inauguração
sobre a arquitectura da paisagem vinha- paisagem murada, com a presença de uma comitiva oriunda da Hungria
teira duriense, apresentando num pri- tradicional, quer
meiro inventário que futuramente com vinha quer já sem vinha, é em gran- Câmara Municipal de Murça e do arqui-
poderá dar origem a uma “Carta da Pai- de parte responsável pela aquisição tecto Maia Pinto, director do Museu do
sagem”. deste título. Douro, bem como a presença de uma
Uma exposição composta por fotogra- Para além dos muitos murcenses pre- comitiva oriunda da Hungria, mais pro-
fias e por um pequeno documentário sentes, destacamos a presença de Antó- priamente de Rákóczifalva que nesta
sobre técnicas de construção tradicio- nio Martinho, Governador Civil de Vila data se encontravam de visita a Murça.
nais da paisagem, apresentando ainda os Real, João Teixeira, Presidente da

Prémio para o Melhor Blog Português no ano 2007

Blogue em 8.º lugar na categoria Literatura


O nosso blogue completou dois anos tando significativamente, de forma que, os interessados no acesso à informação
de existência com um total de 68.375 hoje, a inovação na apresentação da é e permanecerá nossa missão, assu-
visitas. Apenas no ano 2007 contabiliza- informação também é uma preocupa- mindo um papel híbrido, cumprindo
mos 7478 visitantes por IP, entre aces- ção nossa. A necessidade de disponibili- funções presenciais e on-line, ambicio-
sos brasileiros, americanos, suíços, nando contribuir para “o mundo todo
franceses, entre outros, sendo a ao alcance da sua mão…”
sua maioria, naturalmente, portu- O blogue da B.M.M. ficou em 8.º lugar,
gueses. entre 11 seleccionados para “Melhor
A divulgação da Biblioteca Munici- Blog Português 2007”, na categoria
pal de Murça, enquanto edifício, espa- zarmos o catálogo em linha também é Literatura.
ços, serviços e actividades foi o nosso urgente, de forma que continuaremos a Agradecemos a todos.
objectivo primordial. Com o passar dos trabalhar no sentido da sua concretiza-
dias, o número de blogues e de instru- ção.
mentos on-line disponíveis foi aumen- Servir os nossos utilizadores e todos