Você está na página 1de 2

NONO ESTÁGIO – ERIKSON

DESCONFIANÇA VERSUS CONFIANÇA : ESPERANÇA


• Os anciãos são forçados a desconfiança das próprias capacidades
• Esperança pode dar lugar ao desespero diante da continua desintegração
• Atividades simples podem apresentar dificuldades e conflitos
• Enquanto há luz , há esperença.

AUTONOMIA VERSUS VERGONHA E DÚVIDA: VONTADE


• Quanto mais forte a vontade , mais as crianças realizam,mas pode haver a
reversão para a insegurança e falta de auto confiança que termina em vergonha
e dúvida quanto às capacidades.
• Parte desta dúvida retorna no ancião quando ele deixa de confiar na sua
autonomia em relação ao corpo e a escolhas de vida.
• A vontade enfraquece
• Autonomia - agora os poderosos são mais jovens, determinam as coisas pelo
idoso . A vergonha e a dúvida desafiam a autonomia

INICIATIVA VERSUS CULPA: PROPÓSITO


• Iniciativa sugere mover-se numa nova direção; pode ser corajosa e valente, mas
quando falha faz o idoso sentir-se inadequado e culpado.
• Antes dos oitenta éramos cheios de idéias criativas, depois, tudo não passa de
entusiasmo memorável.
• O senso de propósito e o entusiasmo ficam amortecidos.
• A culpa aparece quando o ancião deseja realizar um projeto que parece
satisfatório somente para ele.

DILIGENCIA (empenho) VERSUS INFERIORIDADE: COMPETÊNCIA


• Somos classificados segundo nossa competência
• Não ser competente em virtude da idade é depreciativo.
• Sentimos-nos como crianças de idade avançada.

IDENTIDADE VERSUS CONFUSÃO DE IDENTIDADE: FIDELIDADE


• Sentimos ao envelhecer uma incerteza real sobre status e papel.
• Como deseja ser chamada na velhice?
• Quem vc é aos oitenta ou noventa anos comparado ao que era aos quarenta?
• Podemos ficar confusos sobre qual papel, qual posição se espera que tenhamos
nesse período, quando os valores mais antigos tornam-se vagos e desmoronam.

INTIMIDADE VERSUS ISOLAMENTO: AMOR


• Os idosos podem ser incapazes de manter sua maneira de relacionar-se
• A maneira típica de contato e envolvimento pode ser dominada por novas
incapacidades e dependências.
• A confusão que sentem os mais jovens entre como interagir com alguém “que
não é como todo mundo” pode privar os anciãos das relações mais intimas.
1
GENERATIVIDADE VERSUS ESTAGNAÇÃO: CUIDADO
• Época maravilhosa para cuidar e ser cuidado, que dura mais ou menos uns trinta
anos.
• A generatividade que inclui o envolvimento de vida de pessoas ativas, já não é
esperada na velhice.
• Isto liberta o ancião da tarefa de cuidador, mas isso não quer dizer inutilidade.
• Quando não existe desafios podemos estagnar.
• Para alguns pode ser recebido como possibilidade de descanso, mas afastar-se
totalmente da generatividade, da criatividade, do cuidado de e com os outros,
seria pior que a morte.

INTEGRIDADE VERSUS DESESPERO e desgosto: SABEDORIA


• No oitavo estágio faz-se uma revisão retrospectiva da existência até o
momento, quanto abraçamos a vida como sendo bem vivida, lamentamos as
oportunidades perdidas
• Reflexão sobre erros e acertos cometidos durante a vida.
• O desespero mostra que o tempo agora é curto demais para reiniciar
• Aos noventa anos, podemos não ter o luxo deste desespero retrospectivo.
• A perda das capacidades podem exigir toda a nossa atenção .
• Focamos exclusivamente a preocupações do cotidiano, e podemos chegar
intacto, por mais insatisfeitos que estamos com o que não pudemos realizar.
• Pode ter experienciado muitas perdas, existe muita tristeza a ser enfrentada
inclusive o anuncio que a porta da morte esta aberta e não tão longe.

Segundo Erikson, o ciclo vital de vida individual não pode ser compreendido à parte do
contexto social.
“O INDIVIDUO E A SOCIEDADE ESTAO INTRISICAMENTE ENTRELAÇADOS,
DINAMICAMENTE INTER-RELACIONADOS EM CONTÍNUO INTERCÂMBIO.”
• Sem um ideal cultural viável da velhice
• Nossa sociedade não sabe como integrar os anciãos.
• Os velhos são negligenciados e ignorados.

VELHICE E COMUNIDADE
• Por que é necessário mandar os nossos anciãos para fora deste mundo?
• Todos caminham para a velhice, mas como nos preparar para ela se os exemplos
são mandados para fora e não vivem entre nós?

GEROTRANSCENDÊNCIA – PAZ DE ESPÍRITO

• Envelhecer é um privilegio. Permite um feedback sobre uma vida longa que pode
ser revivida em retrospecto.
• Com o passar dos anos, o retrospecto fica mais inclusivo, cenas e ações tornam-
se mais reais e presentes.
2