Você está na página 1de 4

Perfilagem de poços:

Seguem as etapas já concluídas:

1 - A topografia e passado geológico da região mostra a possibilidade de existir poços ou jazidas do(s) produto(s) de interesse

2 - É feito um levantamento (aéreo, por exemplo) da área em questão, gravimétrico ou magnetométrico. Este levantamento mostra possíveis locais dos poços e jazidas.

3 – Um levantamento terrestre é então realizado para confirmar as hipóteses do levantamento aéreo. Indicando a presença do produto.

4 – Outros métodos de prospecção são usados pra confirmar.

5 – Métodos de quantificação, como a sísmica e o GPR são usados para estimar o volume do poço ou jazida.

6 – É feito um cálculo estimativo, para confirmar, a priori, a rentabilidade da extração do produto.

7 – Um poço de amostra é perfurado, para se ter amostras do produto e das suas

envoltórias, além de criar perfis de medidas ao longo da profundidade do terreno (perfilagem). Com estas amostras e medidas, o calculo de rentabilidade é refeito.

8 – São perfurados poços para a extração.

A perfuração de poços talvez seja a parte mais complexa da prospecção. È importante

lembrar que vários fatores interferem no custo de extração, sobretudo, a profundidade e o tipo de terreno (material) onde o poço se localiza.

Para fazer medidas mais precisas, junto ao instrumento de perfuração são levados alguns sensores, que fazem medida, principalmente de densidade, condutividade, potencial elétrico espontâneo, radioatividade, entre outras. São sensores que realizam medidas ao longo da perfilagem.

A perfuração

A perfuração então, tem alguns componentes importantes, entre eles:

- A agulha de perfuração

- O sistema de sustentação da agulha.

- O líquido refrigerante

- Os sensores de medida

- O revestimento do duto (os primeiros metros de profundidade)

- O reboco

Agulha de perfuração, como também é conhecida, é uma broca em espiral, encarregada de transferir os detritos da perfuração (cascalho) para cima. Esta agulha não precisa ser comprimida contra o fundo do poço, visto que seu próprio peso já faz isto. Normalmente tem formato cônico e é sustentada por, no mínimo três cabos de sustentação.

O sistema de sustentação da agulha é composto por no mínimo três cabos, existe para que a agulha seja guiada sempre na posição vertical em relação à superfície.

sempre na posição vertical em relação à superfície. O líquido refrigerante é um líquido que vai

O líquido refrigerante é um líquido que vai preencher, propositalmente o duto perfurado tem diversas funções. Dentre elas:

- Esfriar e retirar o calor produzido pelo atrito entre a broca e o meio.

- Tornar o ambiente pouco menos heterogêneo, e facilitar as medidas das sondas

- Levar à superfície o cascalho leve

- Facilitar a elevação para a superfície, do cascalho pesado

- Participar da criação do reboco na parede do poço.

- Facilitar a elevação para a superfície, do cascalho pesado - Participar da criação do reboco

O líquido é responsável ainda, pela maior difusão do material dentro do duto. a região no entorno do líquido sofre a infiltração deste, o que gera um potencial espontâneo entre a região de dentro e a de fora do duto. Este potencial espontâneo se dá pela maior difusão do cátion em relação ao ânion das moléculas de sal diluídas no líquido.

Com isto, quanto mais salino for o material, maior será este potencial espontâneo.

Com a infiltração, a argila e outros materiais presentes no líquido são pressionados contra a parede do duto. Como estes materiais não infiltram a parede, ali ficam aderidos até que a pressão os deixe em estado sólido. Assim, o duto perfurado ganha seu próprio revestimento natural, reforçando a parede. Este revestimento é denominado reboco.

a parede. Este revestimento é denominado reboco. Quanto maior a profundidade, mais água infiltra, e mais

Quanto maior a profundidade, mais água infiltra, e mais espessa é a camada de reboco. Grandes espessuras de reboco causam alguns problemas: O poço pode ser fechado pelo próprio reboco ou a broca de perfuração pode não conseguir fazer o caminho de volta para a superfície.

Sondas e sensores de medidas ao longo da perfilagem.

A própria palavra perfilagem, criada a partir de um neologismo, vem da idéia de criar perfis. Estes perfis seriam gráficos onde em um eixo se tem a profundidade da medição e na outra se tem o valor medido naquela profundidade. Muito frequentemente a medida mais observada é o potencial espontâneo entre o líquido na profundidade de perfuração e a superfície. Este potencial mostra indícios claros de regiões com muita salinidades, que são constantemente ligadas à armadilhas, como as que se encontra nas reservas de petróleo.

Um perfil de potencial espontâneo trás muitas informações sobre o terreno que esta sendo explorado, informações estas que complementam medidas como as feitas pelo método eletromagnético, por exemplo.

O conhecimento pleno do terreno é importante, sobretudo, para saber quais as dificuldades serão encontradas na extração do produto.

Amostragem

As amostras do produto e de sua rocha matriz (onde o produto está armazenado) são necessários para se saber a qualidade do produto e a quantidade (percentagem entre poros/material na rocha matriz) do produto dado um determinado volume de jazida.