Você está na página 1de 12

Belém domingo 22 DE maio de 2011

oliberal

ASBODASDAIMPUNIDADE
Faz 25 anos que Jader Barbalho, então governador do Pará, tirou o equivalente a R$ 10 milhões, em valores atuais, do dinheiro do Estado e depositou na sua conta e de seus familiares no Banco Itaú. Começava aí um rosário de falcatruas, até hoje impunes.
ronaldo brasiliense

“E

stou pronto para explicar o meu relatório aos parlamentares. Se me deixarem falar, não restará mais dúvidas. Os beneficiários das aplicações do Banpará são Jader Barbalho, seus familiares e empresas de sua propriedade”, afirmou o auditor fiscal do Banco Central, Abrahão Patruni Júnior, autor do relatório sobre o desvio de R$ 10 milhões, em valores atuais, ocorrido no Banco do Estado do Pará (Banpará) quando Jader era governador, entre 1983 e 1986. Após receber inclusive ameaças de morte, Abrahão Patruni decidiu falar sobre o

escândalo do Banpará, que investigou como funcionário do quadro de carreira do Banco Central do Brasil. Ele reafirmou que o relatório de número 9200047419 é uma bomba contra o Jader Barbalho (PMDB-PA). ‘’Basta ler’’, disse. Segundo Patruni, entre os anos de 1984 e 1987 o então governador Jader Barbalho montou uma operação engenhosa que desviou dinheiro do Banpará para uma conta no banco Itaú, agência Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. Uma parte desse montante voltava para os cofres do Estado e outra era retirada em cheques ao portador. A parte retirada correspondia exatamente à correção pelas perdas inflacionárias, num tem-

foto: cristino martins/ arte: airton nascimento

po em que a inflação variava entre 30 e 40% ao mês.

RASTREAMENTO
Ao rastrear o caminho desses cheques, Abrahão Patruni concluiu que o desvio chegou a R$ 1 milhão e há fortes indícios do envolvimento de Jader Barbalho. Registrou tudo isso no relatório 9200047391, de 209 páginas, que foi divulgado na imprensa em 1996. Na época, Jader queria pressionar o governo com a CPI dos Bancos. Houve, então, uma orientação no BC para que Patruni terminasse rapidamente o relatório. A intenção era ameaçar Jader e fazê-lo desistir da CPI dos Bancos. E funcionou.

‘’Basta ler’’, disse auditor fiscal do BC sobre o relatório do desvio milionário
A investigação, no entanto, prosseguiu. Patruni foi percorrendo todo o caminho dos cheques e descobriu que o montante do desvio era dez vezes maior, R$ 10 milhões, e que o dinheiro ia para contas de empresas de Jader, de seus empregados, do pai do senador, o falecido Laércio Barbalho, e de Elcione Barbalho, ex-mulher de Jader e hoje deputada federal do Pará pelo PMDB.

wanderley lima - folha popular

Enfim: Jader algemado desembarca em Palmas, depois de sair de Belém, após ser preso pela Polícia Federal

E o patrimônio dispara...
Jader Barbalho
Ações no STF Inquérito 1332 Crime contra a administração pública, peculato Inquérito 1830 Crime contra o sistema financeiro nacional, obtenção de financiamento mediante fraude Inquérito 2051 Crime contra a administração pública, desvio de verbas e organização criminosa Inquérito 2052 Crime contra a administração pública, peculato Ação Penal 339 Crime contra o sistema financeiro nacional, evasão de divisas Ação Penal 374 Crime contra a administração pública, desvio de verbas, organização criminosa, lavagem de dinheiro O deputado federal Jader Barbalho não tem curriculum vitae, tem prontuário, e feito por sua própria polícia. E nesse prontuário a polícia do Pará acompanha a evolução do patrimônio do senador Jader Barbalho a partir de sua posse no governo do Estado, em 15 de março de 1983. Mal tinha se instalado no governo comprou a Rádio Clube do Pará pelo valor estimado em um milhão de cruzeiros, ficando o restante a ser quitado através de compensação financeira vinda da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). Em 11 de novembro de 1983 - oito meses depois da posse Jader adquiriu a fazenda Rio Branco Ltda, pagando 10 milhões de cruzeiros e assumindo um débito da ordem de 200 milhões correspondentes a obrigações trabalhistas e financiamentos contraídos junto aos bancos do Brasil, da Amazônia, Econômico e Bradesco. Foi nessa época, segundo o prontuário da Polícia do Pará, que Jader Barbalho se associou às bancas de Jogo do Bicho Estrela do Norte e BM, que passaram a injetar 20 milhões de cruzeiros mensalmente na
neldson neves / o liberal

Em Belém, Jader foi preso no dia 16 de fevereiro de 2002. O processo parou aí.

O dia em que Jader foi preso Jader Barbalho foi preso na manhã de 16 de fevereiro de 2002 em Belém pela Polícia Federal. No dia anterior, a Justiça Federal de Tocantins havia expedido um mandado de prisão provisória de um grupo de pessoas envolvidas no escândalo da Sudam.

fonte: stf

modernização do jornal Diário do Pará, do próprio Jader Barbalho. Em primeiro de dezembro de 1983 - ainda no primeiro ano de seu governo - Jader adquiriu do empresário Lopo Álvares de Castro, por 80 mi-

lhões de cruzeiros, o prédio de dois andares localizado na rua Gaspar Viana, 773 a 785, com área construída de 2.084,84 metros quadrados, onde instalou o jornal Diário do Pará. Os primeiros meses do primeiro governo de Jader

Barbalho, em 1983, são mais do que suficientes para demonstrar seu incrível talento de fazer negócios milionários apenas com seu salário de governador, que não chegava a 800 mil cruzeiros, à época. (R.B.)

O ex-senador foi levado algemado.youtube. Seria necessária autorização do Senado e ele ainda só poderia ser processado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). de Londres. Segundo eles. Para estabelecer supostas ligações entre corrupção e o submundo do crime no Brasil.http://www. e ainda da mulher do ex-senador Márcia Centeno e do irmão de Jáder.http://www.youtube. criador de rãs que realmente gosta da profissão. teve uma discussão com Irlendes Carmos Venzeler Rodrigues. entre funcionários da Sudam e contadores de empresas que participavam das fraudes. advertiu Alemão. ‘Isso não é papel que se faça’. “O filme não é de forma alguma jornalístico.com/watch?v=Zdn9eOfM8QI Parte 5 . na avenida Almirante Barroso. O delegado Helbio Afonso Dias Leite. De acordo com o jornal americano Los Angeles Times. Na época. Todos.com/watch?v=BarLeEUBeK4 Parte 2 . assessor de Priante. com informações sobre a tramitação de 26 projetos na Sudam. exceto de presidente visa mostrar que seja no Brasil ou em outra parte do mundo. o “ficha-suja” achou que ninguém veria o filme. primo de Jader Barbalho. no prédio da TV RBA.http://www. ele não desfrutava de foro privilegiado e. “Jader não perdoa”. e outro para J. segundo o depoimento de Aloísio Pollmeier”. isso não” e repentinamente termina a entrevista. A primeira foi em abril de 2001. O ex-senador Jader Barbalho teve os bens declarados indisponíveis pela Justiça do Estado do Tocantins em processo a que responde por desvio de dinheiro da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). que aparece nas gravações com tremenda cara-depau.. Maria Auxiliadora e Geraldo Pinto cobravam 10% sobre os projetos fraudados aprovados na Sudam. a Comissão de Investigação do Conselho de Ética do Senado já havia comprovado a sua participação no desvio de dinheiro do Banco do Estado do Pará (Banpará) quando foi governador do Estado. Leonel Barbalho. em Belém. O esquema milionário de desvio da Sudam.B.http://www. realizada em Washington. Al- gumas dessas provas. Aquela foi a segunda vez que a Justiça havia decretado a prisão de envolvidos em desvio de recursos públicos da Sudam. irmão de Jader e lobista de projetos constituídos em nome de “laranjas” e o deputado José Priante.http://www. como forma de ocultar um desvio milionário de verbas. comandado pelos Barbalhos. Um documentário produzido em 2007 pelo cineasta americano Jason Kohn mostra um Brasil completamente devastado pelo “tiroteio” moral a que o líder do PMDB no Pará cometeu contra seu próprio povo. a mando da Justiça do Tocantins. que mostram o funcionamento do criadouro de rãs de Jader. a ser dividida entre Priante e Jáder serviria para o deputado pagar uma dívida com o senador. O delegado da Polícia Federal Hélio Dias Leite também é personagem do documentário. provas com base nas quais o Ministério Público pediu à Justiça Federal do Tocantins o envio ao Supremo de parte do inquérito que incrimina Jader e Priante. gravada na sala do filho de Jader. Reportagem publicada em revista de circulação nacional. roubar milhões de pessoas que não têm nada é um ato de uma violência extraordinária. após um embate com o falecido e todo-poderoso senador Antônio Carlos Magalhães. na época. em Belém.http://www. formada por brasileiros.youtube. “acusado também de chantagear empresários e forçá-los a fazer contribuições eleitorais”.youtube. Sem mandato. Do contrário. Exibindo a fazenda de rãs que Jader usava para roubar milhões de dólares. sob a batuta de Jader na imprensa. por isso. na época. o documentário Manda Bala foca em “como os ricos ficam mais ricos e os pobres tentam se safar fazendo sequestros e outros crimes”.com/watch?v=4f-lQEHLwm4 Parte 9 . Jader foi preso na manhã do dia 2 de fevereiro de 2002.14  ATUALIDADES OLIBERAL BELÉM. no entanto. são de um juiz de primeira instância. Jader deu um show de cinismo: “precisaria de mais tempo para falar sobre isso. funcionavam como cabeças do esquema Leonel Barbalho. “Manda Bala” mostra ao mundo que o Brasil é um dos países mais violentos e corruptos do mundo.com/watch?v=GOPmKK3LsJY Parte 8 . A prisão de Jader foi facilitada pelo fato de ele ter renunciado ao mandato de senador no início de outubro de 2001. Kohn se valeu de uma gama bem diversificada de personagens e de imagens fortes. um destinado a Sen. ele não poderia ser preso por deci- CABEÇAS Abaixo do senador. numa reunião no Palace Hotel. no mínimo.B. A dupla ficou ainda mais comprometida com a apreensão de documentos no escritório da contadora e do ex-superintendente da Sudam Arthur Tourinho. em Utah.com/watch?v=-p8dWWbeIDI Parte 4 . DOMINGO. “apontam para a existência de fortes indícios da participação na trama delituosa de fraudes cometidas pelo senador Jader Barbalho e o deputado federal José Priante”.youtube. o Alemão. Ele dá detalhes de sua investigação sobre a lavagem de dinheiro na criação de rãs. o jovem diretor disse que tudo o que Jader fez é violência. que também é réu na ação. em Altamira. Aloísio contou aos federais que. foi mais fácil levá-lo para a cadeia.youtube.” Entre as pessoas entrevistadas pela equipe de Jason Kohn.. segundo a imprensa.youtube. Jader Barbalho Filho. ENFIM José Priante. da JCA Agroindustrial. O filme rendeu o prêmio de melhor fotografia para a cineasta paranaense Heloísa Passos e chegou a ser exibido na mostra de cinema DC Filmfest. o documentário compara o “ficha suja” a um milionário que investe uma pequena fortuna para blindar seus carros e a um cirurgião plástico que reconstrói as orelhas de vítimas de sequestro mutiladas.http://www. Jader Barbalho ficava com 9% dos 10% da propina. pela Polícia Federal.http://www.a maioria deles impunes .com/watch?v=4J2Q8wKvp9g Parte 6 . lembrando que a comissão. Nas imagens da entrevista. está Diniz. apadrinhado político de Jáder.http://www. ocasião em que as investigações se intensificaram contra ele sobre o caso Sudam. Em entrevista à BBC.com/watch?v=93f7Ej4enW4 Parte 7 . não tenho ligação”. nos Estados Unidos. às 9h30. as denúncias de corrupção e outros crimes envolvendo dinheiro público. revela em depoimento à Polícia Federal “que deu um cheque de R$ 400 mil para pagamento de comissão a José Priante e não deixa dúvida sobre o poder de Jáder.cometidos por Jader Barbalho chamaram a atenção do mundo. corrupção. concedendo uma entre- vista à equipe de Kohn. na década de 80. que havia expedido um mandado de prisão provisória contra ele e um grupo de pessoas acusadas de desvio de dinheiro. Os próprios empresários que participavam das fraudes denunciaram a participação da dupla de parlamentares no esquema. O escândalo de corrupção que o filme mostra foi levantado há anos pela imprensa brasileira. quando foi decretada a prisão de 27 pessoas. a mais alta corte de Justiça do País. Na outra ponta. . Jader conheceu a cadeia Prisão provisória do ex-senador resultou de investigações sobre desvios na Sudam CRISTINO MARTIN JUSTIÇA..com/watch?v=CXiG3lXVz4o Parte 3 . às 11h30. conforme publicado Documentário sobre desvios de verba de Jader recebe prêmio cinematográfico Os crimes . do primo e então deputado federal José Priante. No relatório enviado ao Supremo. que depois virou inimigo e depois de novo aliado Jader Barbalho ao lado de Hélio Gueiros e correligionários do PMDB durante evento Jason Kohn. o delegado da Polícia Federal aponta os contadores Geraldo Pinto e Maria Auxiliadora Barra Martins como peças-chave no esquema de Jáder e Priante na Sudam. aparece como réu no processo que apura fraudes na Sudam Esquema contava até com lobistas e cobradores de propina. autor do filme premiado sobre corrupção ASSISTA AO ‘MANDA BALA’ NO YOUTUBE Parte 1 . res- ponsável pelo inquérito. dá conta de que o empresário Aloísio Pollmeier. não usei seu nome. 22 DE MAIO DE 2011 Sem mandato. Veja o que diz um dos bilhetes apreendidos na casa da contadora: “P/Priante: fazer declaração de que não conheço. o retrato da mentira. Alemão exigiu que ele honrasse o cheque da propina pago a Priante. O filme ganhou o prêmio do júri de melhor documentário no Festival de Cinema Sundance. corroborada pela quebra de sigilo telefônico dos envolvidos. junto com outro membro da família. E ele DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO Jader e Hélio Gueiros. censurou Alemão.youtube. Ao ser perguntado sobre o ranário. ex-aliado. a PF encontrou dois memorandos internos.José Priante. Já na casa de Tourinho. Ou.com/watch?v=sd6Rh4PQVeY Legenda do filme ressalta que Jader se elegeu para todos os cargos. mas isso. A PF teve acesso a uma farta documentação que comprova a participação dos Barbalho na farra com dinheiro público da Sudam. colhidas ao longo da investigação. para a Superintendência da Polícia Federal do Tocantins.youtube. pediu na época ao Supremo a quebra dos sigilos bancários de Jáder. e como coletou as evidências contra o BarbalhoMor. Suas fazendas para criação eram usadas por Jader para lavar dinheiro ilegalmente. justifica o procurador da República Mário Lúcio de Avelar. J. seu primo . Sua esposa lhe mandou escolher entre ela e as rãs e ele optou pelas rãs. acabaram soltos. foi fisgado pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.

desvio de recursos públicos. justificou o juiz Rocha Santos. dando-lhes circulação econômica regular meramente aparente e inexistente. Não obstante a credibilidade que lhe foi depositada pela sociedade brasileira. ipisis litteris. da denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal. Pedro Taques e Ubiratan Cazzeta. implicando na renúncia do cargo de Senador pelo mesmo. as terras da agropecuária foram incorporadas à área da fazenda Rio Branco.Márcia Cristina Zahluth Centeno . o ex-sócio de Jader. em sua conta bancária.José Osmar Borges Foi sócio de Márcia entre 1996 e 1998 na Agropecuária Campo Maior. DOMINGO. Sabisa Santarém Biscoitos e Massas S/A. Na denúncia. foi investigado sob suspeita de desviar 9. “Do apurado exsurge que dos 151 (cento e cinqüenta e “J HENRIQUE FELÍCIO . dando-lhe a aparência de origem lícita. etc. no período de associação criminosa. mediante “a montagem de organização criminosa com ramificações políticas e altamente profissionais. Geraldo Pinto da Silva. quando Ministro da Reforma Agrária. as quais algumas referidas exemplificativamente no corpo desta denúncia. aplicação de recursos em finalidades diversas da prevista nos projetos.” Esse é o texto.00 (quinhentos e quarenta e sete milhões trezentos e noventa e três mil oitocentos e setenta e sete reais). delatando os fatos supostamente delitivos. associaram-se. conforme depoimento de Carlos Antônio Domingos de Oliveira.O LIBERAL FRAUDES Superintendência foi extinta por conta da marca nociva deixada por Barbalho E acrescenta: “A posição econômica e política dos requeridos. desapropriação de terras inexistentes. enriquecer às custas do povo e ficar cada vez mais poderoso. dono de um escritório ligado às fraudes. tais circunstâncias não se pode negar. Agroindústria Guará S/A. quinhentos e noventa e oito reais). foi condenado a cinco anos e quatro meses de prisão.035. líder da organização criminosa. 20 (vinte) destes projetos pertencem diretamente à organização criminosa e são mero simulacro para amealhar recursos públicos mediante fraude. “caso Banpará”. Selo Verde da Amazônia S/A”. por exemplo.00 (cento e trinta e dois milhões. onde Jader Barbalho sempre teve domínio político. existem indícios de que o mesmo sempre esteve envolvidos em desvio de recursos públicos. assumindo. Agropecuária Rio Novo de Altamira S/A. onde a sociedade perdeu a paciência com a tolerância das instituições com a corrupção naquele País”. de forma. disse o juiz em sua sentença. repito. primos. Hoje. compromete-se a revelar nomes e valores pagos de propina. Diana Agro-industrial S/A. na época em que era assessor do então ministro Jader Barbalho. que pertence a Jader. Frango Modelo S/A.José Artur Guedes Tourinho Amigo de Jader desde a adolescência.” NEM FAMÍLIARES E AMIGOS FICARAM “LIVRES” Fazer trapalhadas sozinho não foi suficiente para Jader Barbalho. e vinculação com os projetos de seus aliados políticos Agropecuária Vitória Régia S/A. o qual assevera que “se sente ameaçado e não tem coragem para revelar possíveis nome de pessoas importantes envolvidas no esquema de corrupção da Sudam e por essa razão requer seja incluído no Programa de Proteção às Testemunhas. como foi. conforme amplamente divulgado. entre os quais os de falsificação de documentos. “A magnitude da lesão. E prossegue: “O requerido Jáder Fontenelle Barbalho há muito anos vem ocupando cargos de destaque na República Brasileira.  Antônio César Pinho Brasil Processado por irregularidades na desapropriação de uma fazenda no Pará. Frupasa Indústria de Fruticultura S/A. de forma permanente e estável. 5 Seus bens estão bloqueados por ordem da Justiça. sendo essa concretizada. uso de documentos falsos. Encerrada a sociedade. Agropecuária WR S/A. o número de pessoas envolvidas. estabeleceu um sistema de controle da direção da Sudam com a finalidade de deixar fluir os recursos do Finam para seus comparsas de forma fraudulenta. 22 DE MAIO DE 2011 OLIBERAL ATUALIDADES  15 AssaltoaocofredaSudamcontinuaimpune Denúncia feita pelo Ministério Público compara ações de Jader a de grupo criminoso ader Fontenelle Barbalho. a posição política dos requeridos. de forma a caracterizar a necessidade de prisão preventiva dos requeridos”. participação em venda de TDAs fraudulentas.ex-mulher Presidente da empresa Centeno & Moreira.598. parte da lista de pessoas envolvidas nas tramoias do peemedebista. O objetivo era e continua sendo um só: ludibriar o Sistema Financeiro. tamanho o descrédito que se instalou na referida instituição pública. aliadas à quantidade de crimes perpetrados. Para tanto. Ficou no cargo menos de um ano. são mais do que suficientes para afetar a ordem pública. trinta e cinco mil.Camilo Afonso Centeno  5. Perdeu o cargo na Sudam quando foi revelado que José Osmar Borges. Agropecuária Pingüim S/A.” Foi com base na denúncia do Ministério Público que o juiz federal do Tocantins decretou a prisão preventiva de Jader Barbalho. “É melhor prevenir que chegar à situação hoje vivida no País vizinho da Argentina. Isto é.  1.  7-Elcione Barbalho Recebeu. o juiz Alderico Rocha Santos destaca: “Constata-se que as provas até então colhidas constituem-se em indícios razoáveis de que os requeridos. por meio de suas seis empresas em Mato Grosso. Indústria de Café Ouro Preto S/A. depois tornar estes recursos ‘limpos’. foi indicado pelo senador para ser o superintendente da Sudam. a exigir o acautelamento provisório dos requeridos. 4  6. conforme os indícios. 3  4. É acusado de desviar. ao ponto de não ser aprovado um projeto sequer sem o pagamento de propina (conforme depoimentos testemunhais). não resta dúvida de que Jader Barbalho teve “participação e envolvimento direto e indireto com a consecução e execução dos empreendimentos Propamar da Amazônia S/A e Propanorte Agro-industrial e Empreendimentos da Amazônia S/A. sendo que. consoante demonstrado nos provas anexadas. Foi afastado sob suspeitas de envolvimento em corrupção. Nas escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal. assinada pelos procuradores da República Mario Lucio Avelar. afetaram a credibilidade das instituições públicas brasileiras. se valeu da sua condição de homem público ocupante de diversos cargos importantes na República. a secretaria executiva do Ministério da Integração Nacional.6 milhões de reais da Sudam. entre 1996 e 1998.00 (cento e trinta e dois milhões trinta e cinco mil quinhentos e noventa e oito reais).877. Foi um dos sócios de José Osmar Borges. para evitar uma Ranário criado por Jader com recursos da Sudam está abandonado. Era o chefe da autarquia na época em que se descobriram os desvios da Centeno & Moreira – e não tomou nenhuma providência. Exerceu vários mandatos e ocupou diversos cagos públicos. Também foi sócia.393. fica claro que mantinha negócios escusos com um dos fraudadores da Sudam. um dos maiores fraudadores da Sudam. A seguir. O seu envolvimento com fraudes e desvio de recursos públicos levou à instauração de procedimento ético-disciplinar perante o Senado.598. com o intuito de praticarem vários crimes. Ele envolveu em suas armações ex e atuais mulheres. no bairro do Tapanã um) projetos financiados pela Sudam no período compreendido entre os anos de 1998 a 1999. que resultou no pedido de prisão preventiva de Jader Barbalho e mais nove pessoas envolvidas no esquema de corrupção que surrupiou mais de R$ 130 milhões dos cofres da Sudam. aproximadamente 25% do total dos recursos líquidos aportados para a região foram gastos em menos de 15% dos Projetos em curso na região geográfica referida”. cunhados e amigos. isto com o objetivo de beneficiar a si e a terceiros. com dispêndio (liberado e não aprovado) de R$ 547. de José Osmar Borges. consumindo R$ 132. atualizados. no período de 1996 a 2000. cujo ranário. Sua carreira política está ligada à visibilidade conseguida pelo ex-marido. Para o Ministério Público. é diretor da emissora de TV de Jader  Maurício Vasconcelos Foi superintendente da Sudam por indicação de Jader Barbalho.o menosprezo do conceito de honestidade na Sudam. denunciam os procuradores.BELÉM. instalado nos arredores de Belém. tem imposto às testemunhas o receio de colaborar com a Justiça. Agro-industrial Bela Vista S/A. na referida região geográfica. cargo que ocupou de 1996 a 1999. Agropecuária Beira da Mata S/A. também por sugestão de Jader. um dos mais notórios fraudadores da Sudam  2. principalmente no Estado do Pará. uma fraude de tal magnitude só pode ser perpetrada.Laércio Barbalho O pai de Jader (já falecido) também fez parte da lista dos que receberam dinheiro desviado do Banpará por ele.” Em sua sentença. lavagem de dinheiro. Ecopalma Agroindústria Palmiteira S/A. mais de 100 milhões de reais da Sudam. fizera depósitos em sua conta bancária. é deputado federal. O juiz lembra que a associação criminosa dos acusados. 7 6 1 2  3 . seu então marido.José Priante Primo de Jader. Verifica-se que o desvio de recursos públicos pelos requeridos foi da ordem de R$ 132. “foi tão eficaz a ponto de levar à extinção da autarquia federal Sudam. Agropecuária Pedra Roxa S/A. de dinheiro desviado do Banpará.035. Centeno & Moreira S/A. depósitos feitos por Jader. em seguida. Já esteve preso pela Polícia Federal . na época em que era governador do Pará. os procuradores deixam claro o envolvimento de Jader Barbalho com o propinoduto de corrupção que levou o presidente Fernando Henrique Cardoso a extinguir a Sudam. Para os procuradores da República que investigaram a roubalheira na Sudam.

Por alguma razão desconhecida. O supostoo proprietário da fazenda “Paraíso”. por R$ 333. À época.ª Câmara de Defesa do Patrimônio Público da Procuradoria-Geral da República. que pagou pelo imóvel Cz$ 10 milhões. em valores atualizados. não localizou a tal fazenda “Paraíso”. Vicente de Paula Pedrosa da Silva. sua sobrinha. da 12ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal. Jader poderia ter usado recursos desviados do Banpará para pagar pela propriedade.localizava-se em São Domingos do Capim. a agrônoma é contundente: aponta que na área de Viseu onde estaria a fazenda “Paraíso” existem “várias fazendas de grande extensão. além de não ter declarado todos os seus bens. em valores atualizados.O curioso é que em 1987. Além de vereador na capital. no governo Sarney. o juiz-substituto Eduardo Morais da Rocha. Nas declarações de renda que entregou ao TRE em 1994. apartamentos. nunca exerceu a advocacia. Depois. perder seus direitos políticos por dez anos. A outra. no município de Viseu. Ele é mencionado entre os “beneficiários de aplicações financeiras”. Antônio Brasil era secretário-geral do Mirad. latifundiário na região de Viseu. A transação está registrada no 2º Cartório de Registro de Imóveis da capital.500 cabeças de gado (segundo a declaração de bens e rendimentos de Jader apresentada em 1994 ao Tribunal Regional Eleitoral). 22 DE MAIO DE 2011 FortunadeJaderavaliadaemR$30milhões Patrimônio do ex-deputado evoluiu 60. deputado federal. elegeu-se novamente governador do Pará (19901994) e senador da República (1994-2001). o ex-deputado federal Antonio César Pinho Brasil a cinco anos e quatro meses de prisão. a Rio Branco foi declarada ao Imposto de Renda como se valesse R$ 400 mil. consultado pela funcionaria do Incra sobre a localização da fazenda. Jader comandou desapropriação fraudulenta de fazenda e continua rico e solto A desapropriação da fazenda Paraíso. mais de 8. Segundo informações da 5ª Câmara do Ministério Público Federal. Romeu Tuma (in memoriam) requisitou aos cartórios as certidões de bens de Jader A Polícia Federal está investigou a ligação do vendedor da propriedade. No Senado foi obrigado a renunciar ao mandato para não ser cassado por cor- WANDERLEY LIMA . A Folha de S.000% até 1995. Jader repetiu a declaração. Jader construiu uma fortuna.221 títulos da dívida agrária (TDA’s) para pagar a operação ilegal. Em 1974. avaliada em R$ 6 milhões. Elcione. Como se vê. Além de Antonio Brasil. Entre 1982 e 1990. Pertencia a Aderval Reuter Mota. Documentos obtidos pela Polícia Federal reforçam a suspeita de que. a fazenda Paraíso está no céu” .” Em seu relatório de vistoria enviado à presidência do Incra. mas seu patrimônio disparava. segundo registro oficial. A principal fazenda de Jader Barbalho. sem especificar se era resgate parcial ou total. a Modelo foi adquirida em 1989. uma casa de três andares. Ele informou que a Cinderela foi comprada em 1996 por R$ 500 mil. O caso até hoje continua impune e Jader. que. No processo. recebeu 55. Em valores atualizados. De uma casinha modesta no conjunto Bela Vista. sudeste do Pará. e até renunciar ao mandato morava na mansão que pertenceu ao ex-banqueiro José Eduardo Andrade Vieira. DIFERENÇAS Quatro anos mais tarde. Jader exerceu dois mandatos na Câmara dos Deputados.FOLHA POPULAR IRMÃOS O ex-senador Jader Barbalho também usou dinheiro do Banpará para comprar um imóvel em Belém de um de seus irmãos. Ganhava. ganhava R$ 8. Fidalgo Materiais de Construção. governador do Estado (1983 a 1987). Antonio Brasil aparece em praticamente todas as ações judiciais movidas para apurar fraudes na desapropriação de terras para fins de reforma agrária no período em que Jader Barbalho esteve à frente do Mirad. para fins de reforma agrária.8 mil). é a joia rara da coroa de Jader o que corresponde ao dobro do seu salário. em contrapartida.FOLHA POPULAR DINHEIRO NA MÃO Fazenda Rio Branco. Explicou que. DOMINGO. mostrou muita habilidade para enriquecer no poder. mas seu valor real giraria em torno de R$ 6 milhões. Segundo a revista Veja.665/6. O fazendeiro Nelson Antunes Borges. no mesmo período. três quadras de esporte e pista de pouso para jatinho. na realidade. em 26 de agosto de 1988 . ex-senador e ex-deputado paraense Jader Fontenelle Barbalho. Aderval Reuter Mota. por desvio de dinheiro público. monomotor que utiliza em viagens curtas. é claro. em 13 de junho de 88. O comprador foi a empresa A. no valor de Cz$ 17 milhões. tendo também superposição de títulos expedidos pelo governo do Estado. no governo José Sarney. ano em que se separou da primeira mulher. em 1992.um mês após deixar o Ministério da Reforma Agrária .400 metros quadrados. A propriedade desapropriada. em 48 anos. Ele informou que também requisitará aos cartórios do Pará todas as certidões de bens adquiridos por Jader no período em que foi governador e ministro da Reforma Agrária e da Previdência Social. Já divorciado de Elcione e casado com Márcia Zaluth Centeno. quando se separou H á poucos casos na história do Brasil de políticos que enriqueceram na vida pública como o do ex-governador. Só no dia 30 de outubro daquele ano. em valores atuais. de Cz$ 300 mil cada um. foram condenados dois funcionários do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) – Raimundo Hugo de Oliveira Picanço e Luiz Fernando da Silva Muinhos – e um suposto fazendeiro. exercendo única e exclusivamente cargos públicos. Nesses anos todos . rico.000 hectares. R$ 8. R$ 8. um ano antes da desapropriação fraudulenta. avaliada pela revista Veja em R$ 30 milhões. um jornal _ o Diário do Pará. formado em Direito. entre 1987 e 1989. conforme foi registrado pelo Banco Central num documento com o número 1. Joércio Fontenelle Barbalho. Imóveis adquiridos com dinheiro não explicado não foram declarados à Receita Jader Barbalho deixou de declarar ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará duas propriedades adquiridas em 1988 e 1989. quando ainda era casado com a hoje deputada federal Elcione Zaluth Barbalho. Mas. e dividiu os bens com elas e os dois filhos. representou uma das maiores fraudes da história da reforma agrária. houve também um resgate feito pelo jornal do ex-senador Jader. capitaneadas pela Agropecuária Rio Branco. Foram emitidos 55.600 por mês. se as propriedades não estavam na lista do TRE como bens em nome de pessoa física. Jader afirmou na época que não existia nenhuma irregularidade em suas declarações. o patrimônio do ex-senador cresceu nada menos que 60. nos anos 80. ainda em tramitação. quando disputou o Senado. com nove suítes. Jader comprou casa na praia do Combuco. no dia 23 de maio de 1988. num ritmo de R$ 412 mil mensais – o equivalente a 48 vezes o salário que recebia. Naquele mesmo dia. estão em outras declarações. uma espécie de “holding” dos empreendimentos do ex-senador. que nunca existiu. Mota foi beneficiado com Cz$ 17 milhões (cerca de R$ 210. Modelo e Chão Preto. já falecido. nessa época. foi indicado ministro da Reforma Agrária (19871988) e ministro da Previdência Social (1988-1989) pelo ex-presidente José Sarney. seu patrimônio cresceu a um ritmo de 17 mil reais por mês. por Jader Barbalho. e em 1998. o Jader Barbalho é um excelente poupador do dinheiro alheio. Bens e imóveis adquiridos por Jader Barbalho ao longo da sua carreira política rupção e. senador Romeu Tuma (PFL-SP). Jader omitiu a compra de duas fazendas. diz que a negociata atingiria hoje “milhões de reais”. Finalmente. recebeu depósito com cheque administrativo do Banco do Estado do Pará (Banpará). pela segunda vez. em cheque administrativo do banco estadual. Depois de atuar na política estudantil. como governador do Pará. “Já havia a desconfiança da PF de que os benefícios que supostamente tenham sido auferidos pelo ex-senador Jader foram usados indiretamente na compra de propriedades”. em 5 de abril de 1989. como pessoa jurídica. mostra que ele comprou mais duas áreas de terra.Paulo tem cópia do documento. Joércio recebeu dois cheques administrativos do Itaú. por R$ 11. “Como o nome diz. “Não há nenhum de meus bens sem declaração”. WANDERLEY LIMA . em Brasília. no dia 31 de agosto de 1988. Na sentença condenatória. a fazenda Paraíso está no céu. todas em São Domingos do Capim. com os desvios do Banpará e com o patrimônio de Jader. e o Retiro Chão Preto. Nesse período.221 Títulos da Divida Agrária (TDA) pela fazenda inexistente. Entre 1974 e 1982. Jader foi governador do Pará e ministro da Reforma Agrária e da Previdência Social. A primeira. o então ministro Jader Barbalho assinou o ato de ofício. incluiu entre seus imóveis rurais as Fazendas Poliana. quatro dias depois. Ao final do mês. Surpresa: após percorrer centenas de quilômetros de estradas vicinais. garantiu.100 por mês. a Justiça já condenou. afirmou na época o então corregedor-geral do Senado.” Jader costuma visitar a fazenda Rio Branco a bordo de um de seus dois aviões. Aderbal Mota também é citado como beneficiário do Banpará na nota técnica da 5. na eleição ao governo do Estado.Jader. ou R$ 195 mil atualizados. o Diário do Pará. A descrição de Veja sobre a fazenda Rio Branco: “É um show: tem 6. de várias fazendas de gado. O imóvel comprado do irmão não está na declaração de bens de Jader porque foi vendido no ano seguinte. Jader Barbalho. o Incra enviou a Viseu uma agrônoma para vistoriar as terras a serem desapropriadas. fica na BR-010 e hoje é conhecida como Fazenda Chão de Estrelas. Tratava-se de uma fazenda “fantasma”. respondeu: “Como o nome diz. em Paragominas. M. no sudeste do Pará. livre e solto. a Rio Branco. por consequência. Em 1994.2 mil. porém. todos envolvidos na desapropriação fraudulenta da fazenda “Paraíso”. Jader ganhava mensalmente. 1. a transação foi concretizada pelo dobro desse valor. ENRIQUECIMENTO Até 1995. em decreto assinado pelo então ministro da Reforma Agrária. Além de um King Air. é a maior joia da coroa de seu patrimônio. emissoras de rádio e televisão. Deu-se no dia 1º de outubro de 87 por Cz$ 300 mil. em 24 de julho de 2001.16  ATUALIDADES OLIBERAL BELÉM. Jader Barbalho elegeu-se sucessivamente deputado estadual. quando foi derrotado por Almir Gabriel. de supostos 58 mil hectares.600. nunca existiu. Vicente de Paula Pedrosa da Silva. Jader evolui para apartamento de cobertura na travessa 9 de Janeiro em prédio próximo ao Museu Paraense Emilio Goeldi. A primeira delas foi comprada pelo próprio Jader em agosto de 1988. entre 1991 e 1995. recebeu R$ 37 mil. em Fortaleza. então ministro da Reforma Agrária. Jader elegeu-se vereador por Belém após o golpe militar de 1964. Nela estão incluídos mansões. De lá para cá. no Ceará.000%. o Ministério Público não incluiu o atual presidente do Senado na lista de réus. casas. Em 30 de outubro de 87. o ex-senador tem um Baron. Mas sua fortuna no mesmo período suplantou R$ 170 mil mensais _ dez vezes mais do que nos oito anos anteriores. Mas certidão fornecida pelo Cartório de Registro de Imóveis de Guamá (PA).” Apesar do relatório. fosse desapropriado em 1988. o decreto de desapropriação da fazenda Paraíso. excluindo a Poliana e incluindo a Fazenda Cinderela. Jader tinha um patrimônio modestíssimo. Isso não impediu que o imóvel. Joércio recebeu R$ 119 mil em resgates do Banpará.9 mil. . além.

O caso de superfaturamento em obra de Penitenciária no Pará. com a apresentação de justificativas. o peemedebista renunciou novamente e deixou o cargo.ABR Câmara dos Deputados em dia vazio em Brasília. Num dos trechos. “As Comissões são órgãos técnicos com a finalidade de discutir e votar as propostas de leis que são apresentadas à Câmara. a incrível fortuna que Jader Barbalho amealhou desde que ingressou na vida pública. deputado federal. o Conselho de Ética já havia dado parecer favorável à abertura do processo contra o então presidente do Senado por quebra de decoro parlamentar. antes de o assunto ser levado ao plenário. sujeitas a desconto. Só 149 das ausências ficaram sem explicações. como problemas de saúde e compromissos políticos. dos 422 dias com sessões reservadas a votações no plenário. Como funciona o esquema. Sem presença.mais faltou do que esteve presente da legislatura que se encerrou. Jader renunciou ao mandato de senador após ser acusado de mentir à Casa sobre o suposto envolvimento dele em desvios de verbas do Banco do Estado do Pará (Banpará) e impedir a tramitação de um requerimento solicitan. predominantemente. Das 1. Só que. Desmandos. Em segundo lugar nesse quesito aparece Ciro Gomes (PSB-CE). Três deles mais faltaram do que registraram presença caso inclusive do peemedebista. Segundo definição da própria Câmara dos Deputados. de fato. n ão apr ese ntou nenhum projeto de lei ou proposta de emenda constitucional. de sua vida privada. o peemedebista ficou com a segunda colocação. Um histórico de indicações políticas. São os dez parlamentares que acumularam maior número de faltas Apesar de renunciar ao cargo de deputado. o ex-deputado assume a ponta: não explicou porque deixou de comparecer a 45 sessões. renunciou ao mandato em novembro de 2010. precisariam contribuir 30 anos com cerca de R$ 5 mil mensais para alcançarem benefício similar. O trabalho do Ministério da Fazenda. A desapropriação irregular de terras conhecida como “Caso da Fazenda Paraíso”. No número total de faltas (216). Ciro Gomes (PSB-CE) e Marina Magessi (PPS-RJ). Durante todo seu mandato. O peemedebista Jader faltou a 216 sessões antes de dar adeus ao posto na capital federal na Câmara durante toda a legislatura. sem trabalho e sem projeto. no Governo do Estado do Pará e na administração de órgãos estaduais e federais como o DNER e a Sudam. E daqueles que o título vai direto ao ponto: “Jader Barbalho . mas quando são verificadas as ausências sem qualquer tipo de justificativa. fraudes enriquecimento ilícito . como Jader Barbalho. Apesar de terem contribuído com menos de R$ 2 mil. As irregularidades para liberação de recursos para construção de hospital em Osasco. Jader foi também flagrado como um deputado sem trabalho. ocorridas entre fevereiro de 2007 e dezembro de 2010.” De 2003 a 2010.723 após pedido de averbação do tempo de contribuição “com respectivo recolhimento das contribuições própria e patronal ao Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC). foram marcados pela ausência. Jader figurou no topo das listas de mais faltosos das sessões da Casa. cheques e desvio de dinheiro. Jader no Governo do Pará. Antônio Carlos Magalhães fala sobre: A crônica rica de um ex-menino pobre. Decisões do Ministro Jader lesivas ao Erário. Nos dois mandatos na Câmara. sem a necessidade de passarem pelo Plenário da Casa. pelo valor calculado na última legislatura (de R$ 16 mil). Encabeçam a relação os deputados Nice Lobão (DEM-MA). as com issões at uam como mecanismos de controle dos programas e projetos e xec utados ou em execução. que aparecem diretamente ou através de “laranjas”. Vadão Gomes (PP-SP).BELÉM. Os cheques do Banco do Estado do Pará que foram parar na conta-corrente do governador. De todos. A venda de imóvel com valor depreciado à Encol que ficou conhecido como “Caso Encol”. JOSÉ CRUZ . faltar a uma sessão deliberativa implica em corte no salário.Denúncias de irregularidades que nunca são respondidas. é nas comis- C sões onde o trabalho parlamentar de fato acontece. o senador surge como a autoridade máxima. Jader Barbalho (PMDB-PA). Na legislatura passada. Obras contratadas e superfaturadas. o paraense alegou que passou 2. Apesar de as regras para aposentadorias nas Casas serem similares. Jader faltou a 216 sessões de votação.713 (92%) foram abonadas pela Câmara. cujos dirigentes são ligados ao grupo político ou “empresarial” de Jader. o plano de saúde do Senado é considerado mais generoso e concede. os ex-parlamentares que se aposentam agora receberão mais de R$ 26 mil mensais (valor definido pelo recente reajuste). Jader no Ministério da Previdência. De acordo com o levantamento do site. a dois meses de conclusão do seu mandato.862 faltas acumuladas por esses dez deputados. Não se trata de realizações que. O Plano de Seguridade Social dos Congressistas exige que o parlamentar contribua por 35 anos para alcançar o valor integral do benefício. O que a Imprensa diz do Caso Sudam. Se estivessem vinculados a ACM lançou livro sobre a trajetória de corrupção de Jader ao longo da vida política A vida regada de escândalos envolvendo desvio de recursos público. Verdadeira a versão corrente no Pará de que Jader jamais teve uma Carteira Profissional assinada. Garimpo Castelo dos Sonhos. A verdade é que Jader jamais exerceu atividade que se pudesse classificar de geradora de riqueza pessoal. eles não estavam presentes em quase metade dos 422 dias com sessões reservadas a votações no plenário ocorridas entre fevereiro de 2007 e dezembro de 2010. Ato da diretoria-geral Nº 3326/2011 publicado no dia 28 de fevereiro de 2010 . Em outros. os ex-senadores. Na média. Jader no Ministério da Reforma Agrária. equivalente ao subsídio pago aos deputados e senadores em atividade. o peemedebista não compareceu a nenhuma das 20 comissões existentes na Câmara. 1. Jader na Sudam. Em tese. Jader Barbalho contribuiu. Mas. J. ministro (duas vezes) e senador”. O esquema de corrupção na Secretaria de Transportes . Perdeu o título negativo para Nice Lobão (DEM-MA). a cargo do Poder Executivo”. Na época. diz ACM: “A história do cidadão Jader Barbalho tem sido fonte de interesse jornalístico. no boletim administrativo. com base na Lei da Ficha Limpa.o Brasil não merece”. A emissão irregular de Títulos da Dívida Agrária. Com esse número. em protesto por ter sua candidatura barrada pela Justiça Eleitoral. o mais ‘gazeteiro’ na Câmara ‘INVISÍVEL’ Ex-deputado teve 45 ausências não explicadas e liderou ranking de todo o País om 45 ausências não explicadas. deveriam ser muitas. Jader Barbalho integra um grupo com uma marca pouco lisonjeira.791 dias trabalhando como deputado federal. aprovando-as ou rejeitandoas.6 mil. O levantamento do site comprova outro fato negativo: Jader. segundo o Congresso em Foco. Uma casa e uma cascata de hipotecas.do o envio de relatórios ela. governador.borados pelo Banco Central sobre o assunto. onde tratou. As Comissões se manifestam emitindo opinião técnica sobre o assunto. assinado pelo ex-senador baiano Antônio Carlos Magalhães. ou seja. que assina ou delega a terceiros a responsabilidade por autorizar atos lesivos à administração. o ex-deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA) liderou o ranking dos parlamentares com mais faltas não justificadas entre todos os 513 deputados do País. na prática. rendeu até livro. Marcos Antonio (PRBPE). em quatro anos de mandato como deputado fede ra l . o Instituto Tecnológico de Brasília. escreveu ACM. Em 2001. face os diversos cargos públicos que ocupou. Aposentadoria como essa concedida ao ex-deputado Jader Barbalho assombram as discussões do governo federal que. com relação a outras pr op o s i ç õ e s elas decidem. Na ação fiscalizadora. Silas Câmara (PSC-AM) e Alexandre Silveira (PPS-MG) completam o ranking dos dez parlamentares que somaram mais ausências nos últimos quatro anos. O trabalho do Ministério Público. Jader se beneficia do Probor. outras contribuições recolhidas pelos parlamentares (de qualquer valor) em outros empregos podem ser adicionadas à contagem. inclusive. O pagamento indevido de indenização por desapropriação conhecido como “Caso Aurá”. Silas Câmara e Alexandre Silveira. A desapropriação irregular de terras que ficou nacionalmente conhecida como “ Polígono dos Castanhais”. da qual Jader Barbalho foi o protagonista. DOMINGO. por meio de pa receres. A lista dos deputados que menos compareceram ao plenário na atual legislatura é composta por representantes de nove Estados e oito partidos políticos. com 41 faltas não justificadas.um depoimento gravado. Foi vereador. cujo percentual de ausência chega a 61. cota de R$ 32 mil anuais para ex-senadores receberem a título de ressarcimento por consultas médicas realizadas em instituições não credenciadas. Miguel Martini (PHS-MG). Em vários casos. neste momento. os parlamentares pouco sentem o peso de suas ausências no bolso. indicou que desde 1º de fevereiro Jader é o mais novo aposentado do Senado. que renunciou ao mandato em novembro. Na ativa. os parlamentares que aderem ao plano têm descontados 11% do subsídio que recebem. 22 DE MAIO DE 2011 OLIBERAL ATUALIDADES  17 Barbalho. um plano de previdência privada comum. Jader goza de aposentadoria milionária O ex-deputado Jader Barbalho (PMDB-PA) nem chegou a completar seu mandato como senador. uma história de violência e desapropriação irregular de terras. Em seu livro. Os dados fazem parte de levantamento do Congresso em Foco com base em informações oficiais da Câmara. O Banco do Estado do Pará.4%. o peemedebista que renunciou ao mandato após ser barrado pela Lei da Ficha Limpa . Isso depois de 30 anos (mulheres) e 35 anos (homens) de contribuição. O percentual de ausência chega a 61. No fim do ano passado. estuda mudar as regras de aposentadoria dos trabalhadores da iniciativa privada. atos de improbidade e violência. deputado estadual. no Ministério da Reforma Agrária. mas conseguiu uma aposentadoria gorda de R$ 19.e que ainda não tem cargo público a partir deste ano . O peemedebista conquistou benefício no valor de 72% do subsídio total de R$ 26. E não são. Não pelas razões que Jader preferiria. falecido em 2007. Já o sistema dos parlamentares deve permanecer inalterado. O governo quer estabelecer idade mínima de 65 anos para homens e 60 anos para mulheres para fins de aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).4%.240 pela passagem na Casa entre 1995 e 2001. Fernando de Fabinho (DEMBA).BOSCO . para inteirar os 35 anos. e Jader no DNER. apenas três foram reeleitos: Nice Lobão. o ex-deputado ostenta outro título negativo: “O de parlamentar que não compareceu a nenhuma reunião de trabalho de comissão na atual legislatura”. “São incontáveis casos de irregularidades cometidas durante as gestões de Jader Barbalho no Ministério da Previdência. O valor máximo do benefício do INSS é de R$ 3. são pessoas sabidamente ligadas ao esquema liderado por Jader. A muitos causa estranheza e perplexidade. Além de ser um deputado sem presença. Os quase três mil dias de trabalho alegados pelo ex-deputado.

já que o terreno inteiro. É como uma revelação. de Guimarães Rosa. aparecia “dançante. Jader Barbalho Carlos Swann jamais esqueceria a primeira vez que ouviu a pequena frase da sonata de Vinteuil. ou cerca de 20 milhões de reais cobrados pela família do antigo dono da emissora. em ganhos. se revela compositor de gênio. E termina: quando vou p’ra dar batalha/ convido meu coração. Jader comprou a TV RBA em 1990 . do qual não conseguiremos despertar tão cedo. ou de Schubert. a sonata. para fazer-lhe face. pertencente a um outro mundo”.da família do empresário Jair Bernardino. numa obra divulgada sobretudo após sua morte. de aproximadamente 4 mil metros quadrados. entre 1966 e 1990. até hoje. na verdade. entre todos mágico. soube-se que uma ação popular. referente a dois mandatos.188 milhões de reais. que trata do mesmo desfalque. governador e ministro. nas andanças pelo mato. para efetuar a transação. Mestres como Proust ou Guimarães Rosa são capazes de produzir obras-primas da música que nem precisam ser ouvidas. Elas se bastam no silêncio. o patrimônio de Jader Barbalho foi crescendo. R$ 552 mil. apontou a razão a seu ver mais forte pela qual ainda se deve ler a grande literatura. Falar de qualquer outra coisa. e.de James Joyce. Agora. Esse Vinteuil. circulando no ar úmido da tarde. mas talvez a principal seja a tentativa de distrair de Jader Barbalho. pobremente a conservou. O leitor já ouviu música igual? Não surpreende que Swann sentisse. pelo menos. Ou melhor: como se dela já estivesse fazendo parte há muito tempo. que é aquele em que a música perpassa o ouvido e se acomoda na alma como se dela fizesse parte. “A informação está cada vez mais ao nosso alcance”. disse. De modo semelhante. já que em 1990 a moeda brasileira era o cruzeiro. Ninguém viu.O LIBERAL FORTUNA Dinheiro caiu do céu?: Prédio da TV RBA. A letra ele decorou. “peculiares volúpias” e fosse conduzido a uma “felicidade nobre. personagem de ficção. tal qual é descrita nos livros.2 milhões. Levantamento feito pela reportagem mostra que entre 1966 e 1970. era um modesto professor de piano de província. têm a propriedade de dilatar-nos a narina”. Ele “cantava coisas”.188 milhões* Valor pago pelo negócio R$ 20 milhões* * Valores e moedas da época já convertidos para os de hoje ComoJaderconseguiucompraraTVRBA? Dinheiro ganho como parlamentar não daria para adquirir uma TV de US$ 13 milhões omo é possível alguém. Aproximemos o ouvido de suas páginas. Ou seja. na entrevista das páginas amarelas da edição passada desta revista. Em uma de suas edições. ano em que ele comprou a TV RBA 1966/1970 AIRTON NASCIMENTO 1970/1974 Como deputado estadual Salário médio mensal R$ 9. ano em que foi eleito. o que demonstra que Jader precisou desembolsar dinheiro extra. poderia ter acumulado um patrimônio milionário somente com os subsídios de parlamentar. Stephen Dedalus. E nunca se ouviu nada igual porque nunca. a Veja mostra que Jader deu fim a uma infinidade de documentos que provam seus crimes de roubo de dinheiro público. Quem leu Proust sabe do que se está falando – da Sonata para Piano e Violino. tem-se certeza.18  ATUALIDADES OLIBERAL BELÉM. em combate. uma palavra sobre um pesadelo de nome. Riobaldo. está avaliado. Lá também soa uma música. De súbito. Só a canção de Siruiz. Melhor é mudar de assunto. Em quem se teria inspirado Proust? As apostas são múltiplas: César Franck. nem em Mozart. por fim. comprar uma emissora de televisão? Foi exatamente o que fez Jader Barbalho. o processo desapareceu. não se sabe de onde. a cada ano.5 milhão 1982/1986 Como governador do Pará Salário médio mensal R$ 11.com base na média salarial de políticos no Brasil . no máximo. nem em Beethoven. teria base nas sensações de Proust ao ouvir uma peça de algum desses compositores. em aproximadamente 5. por especialistas consultados por O LIBERAL. Esse Siruiz morreu logo. Não existem. Nada como a sonata de Vinteuil. faturou R$ 456 mil. em 1984. entre 1975 e 1982. diz Riobaldo. também sumiu.só a metade. de vida pacata e anônima. Jader Barbalho é um pesadelo do qual talvez não consigamos despertar. Ficou-lhe a canção. ou pelo menos sua sombra. como o desaparecimento do processo que o acusa de desviar 10 milhões de reais do Banpará. teve a carteira de trabalho assinada. É como um reencontro. aquela música. “como numa dessas telas de Pieter de Hooch. ele acumulou. deputado estadual.  Artigo originalmente publicado na revista Veja . A música. da harmoniosa e culta França para o tosco e mal-ajambrado Brasil. Mas para que tanta especulação? Vinteuil é Vinteuil. num mundo dominado pela abundância da informação. DOMINGO. do compositor Vinteuil. que morreu em 1989. 22 DE MAIO DE 2011 UMA CONTA QUE NÃO FECHA Veja os ganhos médios e os valores acumulados por Jader Barbalho entre 1966 e 1990. ininteligível e precisa”. a sonata é fictícia. começa a letra. rigidamente ancorado em sua irrealidade. Saint-Saëns.5 milhão. a sensação. Ou.por Jader até o ano em que comprou a TV RBA da família de Jair Bernardino chegam a C cerca de 4. em 1982. Aparentemente humilde. ARY SOUZA . O crítico literário americano Harold Bloom. que é o tipo mais precioso de conhecimento. nos sacode e nos devolve a nós mesmos. disse (com o perdão do leitor pelo excesso de citações literárias) que a história é um pesadelo do qual estava tentando despertar. que no entanto. já lhe habitava o coração. que chegou a receber ajuda de colegas de escola para pagar despesas como a passagem do ônibus. Mas o que queremos? Ficou o melhor. Não surpreende que elegesse a “pequena frase” da sonata o “hino nacional” de seu namoro com Odette de Crécy. que “entoa mal”. para a conta de familiares. Siruiz era um jagunço que. é como o menino que viveu uma infância humilde em uma casa simples. Jader foi aos poucos enriquecendo e construindo. o equivalente a 20 milhões de reais em valores já convertidos para os de hoje. ouviu apenas uma vez e nunca esqueceu. às claras. Por isso Riobaldo não voltou a encontrá-lo. metade do terreno onde funciona a TV RBA . os valores recebidos . Jamais uma música foi descrita de forma tão sublime. para distrair os companheiros e a si mesmo. federal. descrita por Riobaldo. Por que mesmo se está dizendo essas coisas? Por muitas razões. cuja perspectiva é aprofundada pelo quadro estreito de uma porta entreaberta ao longe”. o narrador do livro. ou talvez de Wagner. quando Jader teve seu primeiro mandato de vereador de Belém. pela qual esperávamos há tanto tempo. “Mas a sabedoria. depois se afastava e. ao ouvi-la. Carlos Swann. muito embora sendo advogado que nunca exerceu a profissão e nem sequer. cerca de R$ 432 mil. ia entoando canções. Igualmente. Urubu é vila alta/ mais idosa do sertão. ou aproximadamente 2 milhões de dólares. “que a sombra delas em meu coração decerto já estava”. num acidente aéreo. ao estímulo externo. episódica. ninguém sabe onde está”. Grande Sertão: Veredas. da noite para o dia. se ouviu nenhuma das duas. amava a pequena frase que. de 1970 a 1974. que. é sublime. essa só pode ser encontrada nos grandes autores da literatura. compraria. entre um combate e outro. Ela lhe abriu a alma “como certos odores de rosa. um patrimônio escuso. com perdão pelo salto brusco. jutamente com oito irmãos. ela sai do sono em que dormitava. adentremos outro livro sagrado. Por isso. É a toada de Siruiz.ano em que foi eleito governador pela segunda vez . tal qual é descrito em Em Busca do Tempo Perdido. o momento.5 mil Total acumulado no mandato de 4 anos R$ 456 mil 1974/1982 deputado federal Salário médio mensal R$ 16 mil Total acumulado no mandato de 4 anos R$ 1. O valor pago pelo negócio foi de 13 milhões de dólares. a cada mandato. “Enviado ao Ministério Público do Pará em 1992. Em especial. Um transe místico. executada insistentemente ao longo dos sete volumes de Em Busca do Tempo Perdido. na avenida Almirante Barroso. comprado por Jader Barbalho OPINIÃO A música que vem dos livros ROBERTO POMPEU DE TOLEDO* E no final. recebeu aproximadamente 1. que Riobaldo. o herói do Ulisses. de que a música de Siruiz. um dos principais personagens do livro. Já a melodia. realmente. aqui se aponta outra vantagem da literatura. como governador do Pará. pastoral. um valor muito distantedos 13 milhões de dólares. dos finos salões parisienses para o rude sertão. como mostrou a revista Veja em incontáveis reportagens publicadas entre 2000 e 2010. explicado exemplarmente.5 mil Total acumulado no mandato de 4 anos R$ 552 mil 1986/1988 Como ministro da Reforma Agrária no governo José Sarney Salário médio mensal R$ 26 mil Total acumulado no mandato de 2 anos R$ 624 mil 1988/1990 Como ministro da Previdência Social Salário médio mensal R$ 26 mil Total acumulado no mandato de 2 anos R$ 624 mil Como vereador Salário médio mensal R$ 9 mil Total acumulado no mandato de 4 anos R$ 432 mil Total acumulado por Jader até o ano da compra da TV RBA R$ 4. disse a reportagem da revista A dúvida. com base em provas estarrecedoras. Mas. intercalada. Gabriel Fauré. ou a canção de Siruiz. Nunca se ouviu nada igual. Aquela música já estava lá. O que há em comum entre a sonata de Vinteuil e a toada de Siruiz já se percebeu: são ambas músicas de ficção. nem em Pixinguinha. Agora. se tivesse somado em cifras tudo o que ganhou com os subsídios de vereador. para não fugir da vulgaridade. Somados. sentenças e testemunhas-chave citadas nas dezenas de processos contra Barbalho. e por isso tão bela. Eis. já deputado federal. como deputado estadual.” Modestamente. começando nos trêmulos do violino.

a saber: Jader Fontenelle Barbalho Filho. pede “à anulação de transferência de concessão de canal de televisão. Ele não é digno de ocupar nenhum cargo político” Jones Lima Cunha. uma vez que pelos critérios de concessão do Legislativo. O “Diário Oficial” da União publicou as mensagens do presidente e a relação dos 225 processos que o Executivo queria de volta. e que continuam funcionando. Mas a outorga da RBA e a conseqüente transferência para o Sistema Clube do Pará estavam sob análise da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados em 2006. no primeiro semestre do ano passado. a lista inclui lideranças empresariais da radiodifusão. Cofins. no momento da análise do caso RBA. Ele roubou muita gente. face ao cometimento de ilegalidades e a conduta omissiva da União Federal com relação a tais irregularidades. Ninguém consegue ter tanto dinheiro só com a política” Nágia Maria Ferreira dona-de-casa Para mim isso é fraude. não é possível ter tudo só com salário de político. pode ser medida pela circunstância de ter ingressado. realizando-se um novo processo licitatório para a referida concessão”. a decisão da 1ª Vara não sustentou que há indícios claros de favorecimento político para que a emissora de Jader Barbalho continuasse operando sem ter que pagar as suas dívidas. como o senador Edison Lobão (PFLMA).. embora a lei exija que a mudança societária seja previamente aprovada pelo governo. “Note-se. portanto. Pelo menos quatro emissoras de TV com processos parados estão inscritas na dívida ativa da Previdência Social: Rede Brasil Ama- ENQUETE O LIBERAL foi às ruas para ouvir a população. e o presidente da Aesp (Associação das Emissoras de Rádio e Televisão do Estado de São Paulo). A medida impediu o fechamento de emissoras de políticos que estavam com concessões vencidas. para logo em seguida deixar de pagar. tinha como presidente. A pi l ha de processos parados é uma síntese dos problemas da radiodifusão no País. músico Acho que não dá para ficar rico com salário de deputado. presidente da Transpetro. que as duas redes de comunicação têm os mesmos sócios. Jader só se tornou político para ter acesso ao dinheiro público” Carlos Marvão. Além de Jader Barbalho. PIS. uma emissora de televisão. improcedente a anulação da transferência de concessão de outorga entre as emissoras de TV Rede Brasil Amazônia de Televisão (RBA) e Sistema Clube do Pará de Comunicação. Cobradas pela Comissão de Ciência e Tecnologia. Hélio Costa. o ministro acionou o presidente Lula. ainda que por intermédio de pessoas jurídicas distintas. a procuradora da República Ana Carolina Alves Araújo Roman alega que está comprovado que a RBA não tinha idoneidade financeira e moral para a renovação da outorga. existiam cerca de 700 processos de radiodifusoras parados na Câmara. As da família de Edison Lobão venceram em 93. FGTS. roubo. mas sobrevivem na documentação oficial. a fim de que seja declarada a nulidade do ato que resultou na transferência da concessão da Rede Brasil Amazônia de Televisão Ltda. A concessão da Rádio Mirante. Cenário bem distinto da emissora de Jader Barbalho. O ofício de Costa foi ignorado porque só o presidente da República tem competência legal para requisitar a devolução dos processos enviados ao Legislativo. que naquela época já possuía débitos exorbitantes. obtendo certidão de regularidade fiscal. enfatiza a procuradora.. No recurso de apelação interposto. subsidiária da Petrobras. essas pessoas físicas continuaram se beneficiar dos efeitos da outorga. Segundo a ação. balconista Pelo patrimônio que ele tem. cozinheira É muito difícil enriquecer assim. inclusive. que tinha duas rádios e uma TV nesta situação. é claro que roubou. bem como não seja renovada a outorga em benefício da Rede Brasil Amazônia de Televisão Ltda. de Imperatriz (MA). cujo êxito decorreu de conduta omissiva da União. em fase de recurso. com documentação incompleta. Segundo previsão da assessoria de comunicação. do Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF) para modificar a sentença da 1ª Vara Federal que julgou. DÍVIDAS A renovação de concessão só pode ser autorizada se a empresa estiver em dia com o INSS.BELÉM. como o vice-presidente da Abert (Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e de Televisão). Renovação só sai se a empresa estiver em dia com o Fisco. Essa Comissão. e deu um mês para as empresas apresentarem a documentação.. venceu em 1996. Em 2002. chamou para si a relatoria dos 225 processos. ela só pode ser autorizada se a empresa estiver em dia com o INSS. Pelas coisas que ele têm. Claro que Jader não conseguiria ficar rico só com o salário de político. o que não é o caso da RBA zônia (de Jader Barbalho). que mandou um ofício à Câmara pedindo os processos de volta. Ele cometeu muitas falcatruas. do ponto de vista financeiro e moral. em generosos parcelamentos fiscais justamente no período do pleito de transferência. Tecnologia. motivada por solicitação do então aliado pa- raense. Na Receita Federal. As que não se enquadraram.” De acordo com o recurso. pela razão de que a RBA possuía uma série de pendências frente ao Fisco Federal. Lula deu uma segunda chance às empresas da lista. o peemedebista só teve o trabalho de pagar algumas dívidas da RBA e aderir a um parcelamento especial junto à Receita Federal para garantir o atestado de bom comportamento necessário para que a transferência da TV para a recém-criada e saneada empresa Sistema Clube do Pará. cerca de 500 se ajustaram. em benefício do Sistema Clube do Pará de Comunicação Ltda. O governo agiu a pedido do deputado Jader Barbalho (PMDB-PA).5 milhões relativos a Imposto de Renda. que corriam o risco de perder suas concessões. Elcione Therezinha Zahluth Barbalho e Helder Zahluth Barbalho. perda definitiva da outorga em benefício da RBA. A procuradora ressalta que houve manobra política para a transferência de concessão entre as duas TVs.. A ação indica que nem mesmo esses parcelamentos negociados para a transferência foram pagos. Prevendo a rejeição pela comissão. O curioso é que o Executivo nunca havia demonstrado tal preocupação antes disso. colhendo-se a pretensão formulada na inicial. 22 DE MAIO DE 2011 OLIBERAL ATUALIDADES  19 Jader está ameaçado de perder concessões DOCUMENTOS Ex-presidente Lula ainda deu uma força para que Jader pudesse regularizar emissora m ato inédito. Veja o que os entrevistados disseram. A ameaça provocou uma corrida nas empresas para acertarem a situação. estadual e federal. o presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve uma atitude inédita. algumas há mais de 15 anos. DOMINGO. Vic Pires Franco (PFL-PA). que foi presidida pelo próprio Jader Barbalho no ano anterior. nulidade do ato de concessão. outorgada à RBA. inclusive. ameaçados de rejeição pela Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados.incontroversa”. aliado político de Jader. e que se viu ameaçado de E perder as emissoras. Procuradoria da Fazenda Nacional e Instituto Nacional do Seguro Social. e depois transferida ao Sistema Clube do Pará de Comunicação Ltda. inclusive. também do PMDB. estadual e federal. de Rondônia. ex-mulher e filho de Jader figuram como sócios da rede de comunicação ameaçada outorga para exploração de serviços de radiodifusão devem ser aprovados pelo Executivo e pelo Congresso Nacional. Sua falta de idoneidade. e não do Congresso. Na prática. que se viu ameaçado de perder a emissora: requisitou ao Congresso a devolução ao Ministério das Comunicações de 225 processos de renovação de concessões de rádio e televisão. a distribuição deverá ocorrer nos próximos dias.” O processo que chegou na última semana na segunda instância pleiteia a anulação de ato jurídico. além da realização de um novo processo licitatório para a concessão do direito. “O Ministério Público Federal pelo conhecimento e provimento do presente recurso e que seja reformada a sentença que julgou improcedente a presente ação. Então. do ex-senador José Carlos da Silva Jr. cobrador Processo contra a televisão da família Barbalho já está no Tribunal Federal Chegou no último dia 10 de maio ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) a ação civil pública. Só com o salário de parlamentar não dava para ele ter chegando onde chegou” Daniel Almeida. pertencente a Fernando Sarney. Pela Constituição os atos de concessão e renovação de FERNANDO ARAUJO CRISTINO MARTINS Elcione e Helder Barbalho. O ex-senador Sérgio Machado (PMDB-CE). Sampaio Radio e Televisão (do ex-vice-governador alagoano Geraldo Sampaio) e as TVs Cabo Branco e Paraíba. Informática e Comunicação da Câmara. Há na lista empresas que foram vendidas há vários anos e cuja documentação continua nos nomes dos antigos donos. Orlando Zovico. O Jader meteu a mão na gente. vereador. com poucas exceções... IPI e taxas de importação. entre eles o da RBA de Jader. Tem alguma coisa a mais que nunca ninguém conseguiu explicar. são as que foram requisitadas pelo ex-presidente Lula. Não há como considerar idônea. outros importantes políticos figuram nos processos. ambas do ex-deputado federal Jader Barbalho (PMDB-PA). A previsão é de que as atuais dívidas da empresa sejam bem mais exageradas e quase incalculáveis. o débito daquele momento chegava a R$ 59. Há emissoras que foram desativadas. Portanto. filho do ex-presidente e senador José Sarney (PMDB-AP). com o FGTS e com o fisco municipal.. completando que a manutenção da outorga só beneficia a família dos Barbalhos. Ao realizar a ilegal transferência da concessão. uma empresa contumaz sonegadora de tributos federais e contribuições previdenciárias. Há pelo menos dois políticos paulistas: o ex-deputado federal José Abreu (PTN) e o deputado estadual Edmir Chedid (PFL).. incluindo Receita Federal. “A transferência é flagrante e tosca burla a legislação. com o FGTS e com o fisco municipal. autônomo Com certeza conseguiu tudo o que tem de outra maneira.” Sérgio Moraes. em relação a parte dos débitos. os ex-senadores Hugo Napoleão (PFL-PI) e Freitas Neto (PSDB-PI) e o ex-presidente Fernando Collor. tem duas rádios na lista requisitada por Lula. Conduta dolosa. A argumentação do Ministério das Comunicações para requisitar os processos é que seria tarefa dele. Agora o processo será distribuído para um dos desembargadores do TRF-1 que assumirá a relatoria do caso. é sócio de outra. o ex-deputado federal Vic Pires Franco (DEM-PA). Só ao Fisco as dívidas da RBA ultrapassavam a casa dos R$ 82 milhões. Jader Fontenelle Barbalho.. de outra maneira a concessão da TV não seria transferida à nova empresa.” Marlucy Montão. Pela manobra política. Edilberto Paula Ribeiro. o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao Congresso a devolução de 225 processos de renovação de concessões de rádio e televisão. Além de políticos. Ele procurou o ministro das Comunicações. Perguntamos FOTOS DE PAULA SAMPAIO / ARTE: AIRTON NASCIMENTO se seria possível Jader Barbalho acumular um patrimônio tão robusto e adquirir. RELATORIA O problema veio à tona porque o presidente à epoca da Comissão de Ciência. . cobrar a documentação das empresas. diz o recurso. O ex-senador Odacir Soares.

Sua contadora fraudou a Sudam. Reportagem diz que. o caso seria apurado pela primeira vez. Em 1988. a Época já havia estampado a foto do Barbalho em sua capa. fugir da cassação e permenecer com os direitos políticos até 2011. Recentemente. não e não”  16 de outubro de 2000 Época “Senadores em Guerra” Matéria destaca a disputa dos três maiores caciques do Congresso Nacional pela presidência do Senado e revela as irregularidades ocorridas no Banpará quando Jader Barbalho. do peemedebista em fraudes no Banpará. em 2004 jogo do bicho seria aplicado no jornal Diário do Pará. Laércio Barbalho (pai). a relação de Jader com Osmar Borges. provas para a cassação. documentos provam que Jader desviou dinheiro público e dividiu com pai. Matéria destaca o escândalos envolvendo o desvio de dinheiro do Banpará por Jader Barbalho quando ele era governador do Estado e afirma que.  18 de julho de 2001 Veja “Mancha de Batom. Promotores mostram que empresas depositavam na conta pessoal de Jader Barbalho e seus parentes” A matéria continua repercutindo sobre o desvio de dinheiro do Banpará.  11 de julho de 2001 Folha Online “Depoimentos complicam situação de Jader no caso de Títulos de Dívida Agrária” Matéria diz que. Na Istoé não foi diferente. Com inteligência. e questionada “Que congresso é esse?”. “Sobre a ideia de dividir o Pará em três. Quando o assunto era desvio de dinheiro público. Antes. como foi apontado . Era o nome do Pará sendo levado de forma negativa para o resto do Brasil. irregularidades en- Jornalistas usam a inteligência e o senso de indignação ao falar de Jader quanto esteve no governo. por exemplo. um maldoso argumentou: ‘Se um Estado só produz um Jader Barbalho. sem dúvida.  14 de julho de 2001 Folha Online “Relatório do BC acusa Jader de lesar Banpará”  20 de junho de 2001 Istoé “Lenha da fogueira” Diz a matéria que o relatório de fiscalização do Banco Central revela que Jader lesou os cofres do Banpará quando ele foi governador do Estado pela primeira vez. ao lado de outros notórios corruptos. a reportagem revelava que o cidadão que saiu de Belém já contava com 39 acusações nas costas. DOMINGO. o maior fraudador da Sudam alugou uma mansão em Brasília onde se reuniu com o senador Jader Barbalho. descobertas pelo Serviço Nacional de Informações (SNI). cobravam propina para liberar verba da Sudam. e “Um caso de amor com o nosso dinheiro. Sua fama de corrupto cresceu tanto que ele virou o campeão de manchetes. Desde então. A matéria aproveita para mostrar. Nela. irregularidades durante o primeiro governo de Jader e que o dinheiro do J “Nunca se investigou tanto a roubalheira”. Foi feito um resumo sobre a história de vida do peemedebista. NA CALÇADA DA LAMA A trajetória do paraense que conseguiu envergonhar o Estado ao ganhar destaque nos principais veículos de comunicação do país. claro. caso Sudam. O órgão denunciava. Quando o assunto foi “Os fichas-sujas do congresso” (25 de fevereiro de 2009) lá estava a foto de Jader na capa. escreveu Ancelmo. irmãos e amigos. fez uma fortuna surpreendente.  3 de outubro de 2001 Veja “Agora só resta renunciar”  2 de maio de 2001 Veja “O sistema planetário de Jader” Matéria destaca pessoas próximas a Jader Barbalho envolvidas em denúncias de fraude. além das riquezas inexplicadas e conexões com fraudadores da Sudam. com os títulos: “Por que eles não ficam presos: Nunca se investigou tanto a roubalheira. quando exercia a função de ministro da Previdência Social.  25 de julho de 2001 Veja “Jader cai. dizia a reportagem. Márcia Cristina Zaluth Centeno. Como os corruptos ficam milionários da política” (25 de fevereiro de 2009). Caso Banpará. Matéria mostra que o então presidente nacional do PMDB nunca se afastou da política. com infográfico sobre sua evolução patrimonial. mas condenar corruptos ainda é coisa rara” (7 de julho de 2004). deixou para trás papéis que provam que ele faltou com a verdade e abrem caminho para a cassação. Ancelmo Góis.3% das pessoas envolvidas afirmaram acreditar que Jader é culpado. aumentando seu patrimônio de R$ 61. a evolução patrimonial do então senador. Afinal. o então senador Jader Barbalho. Agricultor revela como Jader Barbalho e o primo. dizia a revista Veja sobre Jader. Elcione Barbalho (ex-esposa) e José Artur Tourinho (amigo). entre elas Márcia Cristina (esposa). Diz ainda que ele se tornou um constrangimento para o PMDB. virou manchete e ganhou surpreendentes 13 páginas na revista de maior circulação do Brasil. foi com tanta sede ao pote que conquistou a fama rapidamente e para nunca mais perdê-la. consegue hábeas-corpus. sua história de amor pelo dinheiro público ganhou notoriedade quando ele ainda engatinhava na política. 22 DE MAIO DE 2011 Desvio de dinheiro público ganha manchetes nacionais CRISTINO MARTINS / O LIBERAL REPERCUSSÃO A péssima fama de Jader Barbalho rendeu capas de jornais e revistas em todo o País ader Barbalho é. mostrou o quanto seria prejudicial a existência de outros políticos com a índole do peemedebista. pelo menos mais quatro acusações de enriquecimento ilícito. é dona de uma empresa suspeita de desviar R$ 9 milhões.pelos maiores veículos de comunicação do país. um dos paraenses mais conhecidos fora do Estado. após 17 anos.2 mil títulos da dívida agrária (TDAs) emitidos de forma fraudulenta. “A praga da impunidade: Por que eles não ficam presos” (15 de agosto de 2007).  26 de março de 1998 O Globo “PMDB desafia FH: quer Jader na Justiça” Matéria diz que a cúpula peemedebista tenta nomear para o Ministério da Justiça do líder do partido. Tanto é que ganhou destaque em várias reportagens que viveraram manchete da Veja.  17 de fevereiro de 2002 Veja “Tribunal revoga a prisão de Jader” O peemedebista acusado de fraude na Sudam. era governador do Estado. assim. colunistas renomados também registraram essa história de corrupção protagonizada por Jarder Barbalho.  18 de julho de 2001 Folha Online “Veja quais são as principais acusações contra Jader” Matéria destaca o envolvimento  6 de agosto de 2001 Época “Vôo para Altamira”  10 de abril de 2002 Folha Online “Depoimento de irmão de Jader compromete ex-senador no caso Sudam.  18 de abril de 2001 Veja “Apareceu a prova que faltava”  13 de junho de 2001 Veja “Mais fraco do que nunca” o que complica a situação de Jader Barbalho. títulos de dívida agrária e Sudam e ainda cita o patrimônio suspeito de Jader. diz a matéria da revista. onde Jader é o astro-rei da corrupção. mais uma vez. ele aparecia como protagonista.200 para R$ 29. o que produzirão três?’ Mas a terra do pato no tucupi e de Carajás tem gente boa como Fafá de Belém”. Senado ou Ministério. Matéria diz que apareceram as primeiras provas da meganegociação com 55. Nada passou despercebido pela imprensa brasileira . inclusive. não voltaria a assumir o posto.  18 de julho de 2001 Veja “As provas do crime do Banpará” Segundo a matéria. depois das fraudes no Banpará. enriquecimento ilícito. que parecia viver em outro mundo quando não publicava as denúncias divulgadas por toda a mídia. apesar de deixar a presidência do Senado. a Veja. Camilo Afonso Centeno (cunhado).7 milhões de 1974 a 2000. Matéria inicia destacando todos os principais escândalos envolvendo a vida pública de Jader.  5 de setembro de 2001 Veja “E Jader disse não. Além dos desvios no Banpará.e continua sendo . Por onde passou o peemedebista deixou seu rastro. Segundo a reportagem.  1 de agosto de 2001 Veja “O último a chegar” Reportagem dizia que enquanto o Supremo Tribunal Federal analisava o pedido de quebra de sigilo bancários de Jader Barbalho. principal fraudador da Sudam. Matéria mostra que documentos comprovam que Jader Barbalho era sócio de um fraudador da Sudam acusado de desviar R$ 133 milhões. com uma matéria que envergonhou os paraenses. José Priante (primo). os membros do Conselho de Ética do Senado receberam denúncia que pode resultar na abertura de processo por quebra de decoro parlamentar e os maiores partidos da Casa já articulavam abertamente um nome para assumir a presidência do Senado.  28 de novembro de 2001 Istoé “Mais uma do Barbalho” Documentação apresentada por Jader para justificar a posse da Fazenda Chão Preto refere-se a área já desapropriada. principalmente.  18 de junho de 2001 Época “Jader sobe ao cadafalso” Oposição pede CPI para apurar denúncias contra o presidente do Congresso. . solar”. às vésperas da eleição para a presidência do Senado. não houve mais quem parasse o Barbalho. Mas.20  ATUALIDADES OLIBERAL BELÉM. na certeza de que Jader Babalho. Jader tem também que explicar negócios envolvendo fraude na distribuição de títulos da dívida agrária (TDAs). em 21 de fevereiro de 2007. Um resumo sobre a situação complicada em que se encontrava o senador Jader Barbalho. mesmo assim.com exceção do veículo de comunicação de propriedade da família dele. entre outras falcatruas. entre 1983 e 1986. José Priante. licenciado.  27 de junho de 2001 Veja “O quartel-general”  25 de abril de 2001 Veja “Jader cai no caldeirão da Sudam”  25 de outubro de 2000 Veja “O senador de 30 milhões de reais” Matéria revela que a mulher do peemedebista. bom humor e senso de indignação ao tomar as dores dos paraenses. Jader pretende renunciar (o que acabou acontecendo) ao mandato para.  9 de maio de 2001 Veja “Desfalque dos 10 milhões volta à cena”  11 de abril de 2001 Veja Os aliados de Jader Barbalho usaram o dinheiro desviado da Sudam na campanha eleitoral de seus candidatos. A reportagem mostra também uma pesquisa em que 86. Foi destacado. na Câmara. O “corrupto”. todos mostrados através de um infográfico que representa uma “sistema 20 de junho de 2001 Veja “Entre ligações e títulos” Mostra que dois depoimentos prestados à Polícia Federal em Belém revelam a venda ilegal dos títulos. por exemplo. mas a mentira fica” Matéria diz que o peemedebista. Matéria afirma que o peemedebista mentiu sobre o seu envolvimento com o desvio de recursos no Banpará e deu. cada vez mais isolado pelo PMDB e pelo governo FHC.

o que lhe custou o mandato. No box. patrocinar roubalheiras de R$ 1. A desembargadora federal Selene Maria de Almeira. DOMINGO.  15 de outubro de 2008 Veja “De volta para o futuro” Reportagem mostra que alguns políticos. que se disse vítima da “má imprensa”. da Sudam e da Reforma Agrária. peculato e lavagem de dinheiro. 15.7 bilhão e ser preso. no dia 21 de dezembro do ano anterior. Pronunciamento de Aluizio Mercadante. que renunciou à presidência do Congresso após denúncias de enriquecimento ilícito e um ano depois foi eleito deputado federal. A lista completa dos parlamentares que respondem por crimes na suprema corte” Matéria mais uma vez destaca a riqueza repentina de Jader Barbalho.BELÉM.  25 de fevereiro de 2009 Veja “Um caso de amor com o nosso dinheiro. A reportagem diz ainda que Jader.  9 de outubro de 2008 Veja Carta ao leitor: Olhos e ouvidos do Brasil  24 de novembro de 2003 Portal Terra “Procurador geral denuncia Jader Barbalho”  7 de julho de 2004 Veja “Por que eles não ficam presos?” A matéria destaca Jader Barbalho como um dos políticos corruptos fora da prisão. tentava emplacar um sobrinho como presidente da Eletrobrás e um amigo na Eletronorte.  25 de fevereiro de 2009 Istoé “Os fichas-sujas do Congresso.  2 de maio de 2005 Site da Câmara dos Deputados  2 de junho de 2004 “Nova ação contra Jader” Desta vez o deputado federal do PMDB é acusado de associar-se a outras pessoas para o extravio ilegal de mogno da área dos índios caiapós. a Sistema Clube do Pará. Entre eles. Jader acusou a Veja de mover-lhe uma campanha e citou o jurista baiano Rui Barbosa. o pedido vem sendo rejeitado pela embaixada em Brasília.12 ex-mensaleiros e sanguessugas anistiados e uma numerosa bancada de novatos folclóricos. Jader Barbalho. que permite que figuras folclóricas. 59. que estava atolada em  27 de novembro de 2008 Folha de .  21 de fevereiro de 2007 Istoé “Que congresso é esse?”  1 de junho de 2005 “É a cara do Brasil” Coluna André Petry Mostra que Jader. S. Priante foi um dos protagonistas do escândalo da Sudam.7 milhões ao INSS e 7. para uma empresa devidamente sanada. a revista semanal destacou outra citaçao de Rui “que cairia bem a Jader”. do Tribunal Regional Federal. Em resposta. dívidas. Como corruptos ficam milionários na política”.  29 de setembro de 2010 Blog do Noblat TSE confirma que Jader Barbalho é ficha suja. e mensaleiros. foi campeão de votos nas eleições em 2006. na ocasião. Jáder tem suas fotos publicadas na capa ao lado de outros políticos suspeitos de corrupção. é citado por desviar dinheiro do Banpará. Jader Barbalho. Matéria diz que leis em gestação e ações no Supremo Tribunal Federal podem dificultar apuração de escândalos. Afirma que as provas contra Jader envolvendo o desvio de recursos da Sudam são “concretas. após se acusado de chefia a máfia da Sudam.5 milhões à Receita Federal. diz a matéria. como os que envolvem Jader Barbalho. processado por lavagem de dinheiro. A matéria diz que pesam contra Jader quatro ações. A coluna Painel destaca que Jader Barbalho tenta. sanguessugas e outros envolvidos em escândalo assegurem o seu lugar no Congresso. 22 DE MAIO DE 2011 OLIBERAL ATUALIDADES  21 A CALÇADA DA LAMA  27 de abril de 2002 Gazeta do Povo Matéria mostra que um esquema na Sudam foi utilizado pela Usimar para enviar verbas ao exterior. Cláudio Fonteles. quando era ministro do Desenvolvimento Agrário.  3 de junho de 2004 Correio Braziliense Matéria diz que Jader será julgado pelo Supremo Tribunal Federal. mentiu aos seus colegas senadores sobre seu envolvimento em desfalques no Banpará. que em três décadas na política acumulou R$ 30 milhões. Entre eles.entre eles Jader Barbalho .  5 de julho de 2004 Época “O Baile da Impunidade”  15 de agosto de 2007 Veja “A praga da impunidade. A razão seria uma investigação do FBI e da Cia sobre atividades do deputado. “Jader Barbalho é ficha suja”. bloqueou os bens de Jader Barbalho e outros dez réus que respondiam a ações criminais por envolvimento em desvio de recursos da Sudam. ofereceu denúncias contra Jader por crime de peculado. Por que eles não ficam presos?”  2 de outubro de 2002 Veja “Por que todos mentem? A rotina humana das pequenas mentiras diárias e das grandes fraudes que iludem as multidões” Matéria traz uma ilustração com a imagem de Jader Barbalho e diz que o peemedebista. José Priante. Porém. mais uma vez Jader Barbalho ganha destaque. evasão de divisas. TSE considera Jader Barbalho “ficha suja”  28 de outubro de 2010 Portal G1 STF confirma que Lei da Ficha Limpa vale para eleições 2010.  4 de junho de 2004 Portal da Central Única dos Trabalhadores (CUT) “Jader Barbalho é acusado de explorar mogno de reserva indígena”. formação de quadrilha e fraudes. que recebeu processo contra o peemedebista envolvido na participação em extração ilegal de mogno da reserva indígena Caiapó.  11 de outubro de 2006 Veja “A turma do mal”  18 de abril de 2007 Veja “A volta do incorrigível” Site da CUT divulga processo Matéria faz uma critíca ao sistema político do país. A matéria observa que. há seis meses. Resposta da Veja às declarações de Jader Barbalho. Jader Barbalho aparece denunciado por formação de quadrilha. falando das incompreensões que costumam ser vítimas os homens públicos. mesmo tendo a vida marcada por corrupção.Paulo  13 de maio de 2009 Veja “Verdades que envergonham” Na matéria a Veja mostra que autoridades. em 1988. entre elas estelionato. Mostra que o parlamento. O procurador-geral da República. quando se solidificaram as suspeitas contra ele envolvendo enriquecimento na carreira política à sociedade com fraudadores do dinheiro público. por exemplo. crime contra a administração pública e desvio de recursos da Sudam e do Banco do Estado do Pará (Banpará). “De tanto ver triunfar nulidades/ De tanto ver prosperar desonra/ De tanto ver crescer a injustiça/ De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus/ O homem chega a desanimar-se da virtude/ A rir-se da honra/ a ter vergonha de ser honesto”.  14 de maio de 2008 Portal G1 “Justiça Federal determina bloqueio de bens de Jader Barbalho” Matéria classifica a Justiça Brasileira como incapaz de manter presos assassinos confessos e corruptos pegos em flagrantes e mostra que Jader.  1 de setembro de 2010 Portal Uol Depois de Roriz. Porém. deputados e senadores envolvidos em grandes escândalos foram absolvidos pelos eleitores. estelionato. além de não ter nenhum projeto de Lei. continuam se destacando nas urnas. tem 74 envolvidos na Justiça .2 milhões de FGTS. virou deputado federal e está muito rico. Ele Reportagem mostrava que a RBA devia R$ 80 milhões aos cofres da União. o presidente Lula assinou um decreto autorizando que Jader transferisse a concessão da RBA. que naquele ano chegou ao segundo turno nas eleições para prefeito de Belém. como Clodovil. que retrata da suposta participação de Jáder na extração ilegal de mogno. Ao tentar se explicar sobre seu envolvimento com fraudadores da Sudam. documentadas e fartas”. Ele recebia comissão de 20% para liberar os recursos da Sudam. ao lado do primo. obter visto de entrada nos Estados Unidos. no sul do Pará. como presidente do Senado.

será que o que ele retirou do povo do Pará ainda não foi o suficiente?! Enviado por Debora Não sei como ainda tem gente que se arvora a defender JB. Os leitores consideraram importante a coragem do presidente das ORM. Meu pai. 20. Enviado por Caudio Andrade Tenho parentes fora do Estado e eles fazem piadas com os paraenses por elegerem esse bandido de marca maior. essa foi genial. Jader foi. sem nunca ter respondido a nenhum processo durante toda a sua vida pública e tendo concluido o curso do mais alto nível do País . Frederico Alberto de Andrade. Parabenizo a sua atitude.’ Enviado por Alberto Silva O povo de Maracanã lhe agradece pela coragem!! Vamos acabar com esse ladrão de colarinho branco. Concordo plenamente! Quem nunca ouviu o famoso ditado paraense: “Ele rouba. DOMINGO.. passei a ser fã do Romulo Maiorana Jr. Precisamos aniquilar esses vagabundos corruptos das nossas vidas. PARABÉNS.com. Isso não existe. pela coragem. faço com respeito e admiração de suas palavras. Enviado por Diana Parabéns Romulo Maiorana! Esse câncer tem que sumir de nossas vidas. mas nem precisa saber muito. Enviado por Jorge Mesquita Pelo amor de Deus. Parabéns pela sua coragem e dignidade. é a principal razão da miséria do nosso Estado. Correa Sou paraense residente em Boa Vista (RR). após 35 anos de serviço público federal. Nem casa tinham! É uma coisa que o povo do Pará gostaria de saber. o Senhor é um fanfarrão.orm.. parabéns pelo desabafo.. Amo o Pará. exercendo os mais altos cargos nas diversas esferas da administração federal.. faça das sua palavras as minhas. mais certas vezes tenho vergonha deste maravilhoso Estado por conta destes politicos que temos. Quando parlamentar. Enviado por Emerson de Oliveira Parabéns por tentar dizer em poucas linhas que é esse corrupto chamado Jader Barbalho. veja ana e alacid.22  ATUALIDADES OLIBERAL BELÉM. Uma corja cerca essa pessoa. centenas de acessos. Até o sábado. mais de 80 mensagens de congratulações e apoio a Romulo Maiorana foram enviadas. Por que isso não acaba? Interesses pessoais. Com quem ele se alia. O texto também foi publicado no Portal ORM e recebeu. O LIBERAL exibiu na capa um editorial assinado pelo presidente das Organizações Romulo Maiorana (ORM). nota dez e outros tantos adjetivos que podem ser utilizados com referência ao artigo de Romulo Maiorana Jr... Enviado por Elda Liane Silva de Freitas Parabéns ao sr. Meus Parabéns!!!!!!!!’ Enviado por Paulo Silva Parabéns Romulo. Romulo Maiorana Jr. Deus é grande. te candidata. Enviado por Romildo Irmãozinho.. ops! Jader deve estar de orelha quente a esta hora. Ao fazer este esclarecimento. vai ser senador. Enviado por Odair Parabéns.. Enviado por Marvin Vocês da Região Metropolitana estão sentindo na pela a falta de Justiça para com esses corruptos. ele trai.. claro. Será que ele vai matar a curiosidade do povo? POBRE POVO! Enviado por Carlos Gostei. Esse senhor “ficha Suja” tenta passar uma imagem de que é o defenssor do Estado.Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia da Escola Superior de Guerra do Brasil -. Romulo Jr! Precisamos muito de pessoas como você para amenizar esta corrupção que atrasa nosso estado há décadas. espectadores e internautas que acessam os meios de comunicação das ORM endossaram apoio ao editorial que mostra a face nociva de Jader Barbalho ao Pará Na última sexta-feira. o que irá ficar será apenas a lembrança de nosso caráter! Enviado por Diego Castro Mas como a RCA foi comprada por 13 millhões se eles viviam na maior pindaíba. tenta denegrir quem tem. hoje aposentado do Ministério de Integração. de modo simples e transparente. Enviada por Sérgio Queiroz Nossa.’ Enviado por Raimundo Alves de Souza Gostei Romulo você é um cara de coragem. põe seu filho no seu mesmo desvio de conduta (roubo) para entendermos. Enviado por Regina Falou e disse !!! Parabéns !!! Enviado por Afonso Fernandes Eu participei da coleta de assinaturas para a aprovação da lei da Ficha Limpa e estou com esse pilantra entalado até agora. Abaixo.. em poucas horas. Eu queria ter oportunidade de dizer esses desaforos todos na cara desse bandido. ladrão! Enviado por Márcio Nogueira Rodrigues Alô população de Ananindeua. Durma-se com esse barulho! Enviado por Fábio A assessoria jurídica do ladr. pôde se aliar a um ficha suja de 1ª grandeza. RCA. é e será o maior corrupto do Pará.. estava dando para a autarquia que terminou sendo extinta por corrupção. sem dúvida. Enviado por Gláucia Jader Barbalho é nada mais que a personificação da corrupção mais suja que há dentro da política brasileira. Ele acabou com o governo da Ana Júlia e vai destroçar em 6 meses o governo do Jatene. você acaba de conseguir mais um fã. mais o grande culpado disso é a população. Eu e outros paraenses votaremos. José Maria de Lima. que realmente não passa de organização criminosa. Derrube o cara com tuas palavras. Ananindeua esta um caos. Enviado por Sérgio Na qualidade de presidente regional do PT do B do Estado do Pará. José Maria de Lima. mas faz!”. ladrão e corrupto. que têm como objetivo vender o Estado e não defênde-lo. de sua opinião pessoal sobre a impunidade de Jader Barbalho é envolvido. Enviado por Nazareno Simplesmente porreta o comentário de Romulo Maiorana Jr.ele é um câncer. dr. Ele é a própria fossa. pois querem colocar o esse ladrão no poder (ficha limpa).. confira alguns dos comentários dos internautas de vários municípios do Pará e de outros Estados. Por isso. A corrupçao não pode mais fazer parte de nossa sociedade.. administrador. Em nossas vidas. Enviado por Paraense O paraense não está acostumado com verdadeira política pública e se vende a falsas oportunidades! Enviado por Luana Paranhos O Pará e sobretudo o parense não merecem tanto a divisão do Estado é fruto desse canalha. e ele ainda quer a criação de Carajás e Tapajós pra estender os tentáculos da RCA. Fora.. é sabedor que a empresa de refrigerantes Fly é geradora de emprego em nosso Estado e foi um dos projetos da Sudam que não deram prejuizo à nação brasileira. quero dar meu testemunho e elogiar o brilhante.. Enviado por Mauro . você não teve medo. Estou de alma lavada. mas sim coragem. chega de associar o nosso Estado a um” ficha-suja”. apesar do pessoal da ALQAEDA (HELDER. nada mais nada menos.br): Jader Barbalho. queremos fazer nossa própria história e não depender mais de politicos corruptos. e nós que somos pequenos vibraremso com tua vitória . Enviada por Osvaldo Neto É lamentável que no Pará ainda tenham idiotas que votam nesse safado a cada eleição!!! É mais do que provado o enriquecimento ilícito desse ficha-suja! Isso não pode mais acontecer em nosso estado!!! FORA CORRUPTOS! PARABÉNS RM!’ Enviado por Alex Se já não bastasse. dr. ao pai que se junta à sobrinha da esposa. Enviado por Gláucia Freitas Romulo Maiorana jr para Governador. nosso partido se coloca à disposição desse importante orgão de comunicação de nosso Estado do pará.. começou com o Jader. Enviada por Luiz Costa Estou orgulhoso de ser paraense e ter uma pessoa com coragem pra desafiar esse pilantra do Jader Roubalho. excelente. Parabens Romulo. que.. Capitão Nascimento sobre Jader: Pede pra sair. Que venhamos aprender a escolher com dignidade os nossos políticos. Deus te ilumine. que fala. sabotem a família Barbalho nas próximas eleições. que esta sendo seguido pelo neto. as minhas. Vocês dois são gente grande e gente grande pega gente grande. Romulo e Ronaldo...’ Enviado por Nazaré Barroso Sempre amei o Pará.). Enviado por Hugo Macedo Parabéns. Depois dessa atitude.escória.. um dia conseguiremos. Os desabafos mostram o alto grau de insatisfação da população com políticos “ficha suja” que ainda tentam sobreviver. Que Deus te abençoe! Enviado por Murilo Antonio V. Foi Show. Fora Jader (“ficha suja”).. e se você me permitir. um nome que os paraenses têm vergonha de pronunciar. postados no Portal ORM (www. Senadorzinho de merda esse Jader. cientista político e jornalista. ainda temos que ouvir a Rádio Clube e a RBA idolatrar o prefeito de Ananindeua como se a cidade fosse uma verdadeira maravilha na terra. Maiorana Jr. Romulo disse bem . Isso é uma vergonha para o Pará. Meu pai. Ronaldo Porto é o maior puxa saco de Jader Barbalho. JADER. é conhecedíssimo por essas práticas. Atenção para o bandido jr. Precisamos fazer uma campanha efetiva para que esse individuo seja defenestrado da política do nosso Estado. Enviado por Rafael Como cidadã brasileira e moradora desta cidade. Enviado por Rosy Meus parabens ao sr. Bandido! Corrupto! Ladrão! Enviado por Thiago Rodrigues Quem não tem integridade. Rede de Corrupção da Amazônia.. Salve Romulo Maiorana Jr... deixa o homem trabalhar! Lula conversando com a polícia federal sobre Jader. a este crapula. foi o que menos trabalhou. Ele falou o que estava engasgado na garganta de todos os paraenses que têm dignidade. a anhanga do PMDB tem que ir é pro xadrez. o Pará está com vocês. Esta é enganando o povo paraense e com aquele sorriso de deboche e fica agradencendo pelos votos que ganhou. O povo tem que deixar de ser burro e não votar nesse vagabundo nem para síndico de prédio. paraenses.Exa. estadual e municipal (secretário de administração da Prefeitura de Macapá e vice-prefeito da cidade de Macapá). Enviada por Antônio Carlos Caro Romulo Junior. precisavamos realmente de alguem de peso que se pronunciasse perante essa situação vergonhosa em que o Pará está vivendo. Enviado por Ferreira Jader Barbalho. Romulo. pois não entendem como Jader é tão querido se nunca fez nada pelo nosso povo. Esse é o cara. 22 DE MAIO DE 2011 ArtigodeRomuloMaioranagerarepercussão Leitores.. Bilionário. e um dia estaremos livres destas pestes que estão acabando com o estado e enchendo os bolsos. e isto é público e nótório. Parabéns. o Pará so perde para o Maranhão em termos de políticos corruptos. é a vontade de cada um Paraense. É preciso mesmo levantar esse estandarte. Enviada por Luana Garcia Cuidado governador! Nós ainda o temos como umas das reservas morais e confiável de nosso Estado e até agora não compreendemos como V. o Pará não aguenta mais. junto com nosso prefeito papudinho!’ Enviado por “Filhos de Maracanã” Parabéns sr. pela coragem de falar tudo desse grupo RCA. Zezinho Lima Presidente regional do PTdoB-PA Basta observar a conduta do pai que leva o filho ao trabalho desde novo (Romulo Maiorana). infelizmente. acabou com eles. Enviado por Sérgio Costa Valeu Romulo Maiorana. Enviado por Netto Tradicionalmente. você está 100% corretíssimo sobre o que fala desse cidadão. e saiu por não concordar com os rumos que o novo superintendente Artur Tourinho. pois este cêncer tem que ser curado deste Estado. termo que cabe muito bem a esse cidadão. primoroso. só assim o Pará crescerá.. Fato. Parabéns Romulo Maiorana. Jader. que ainda elege um político desse porte. Marinor (lesa) e Paulo Rocha (mensaleiro). Enviada por Edilson Holanda O que você fez Romulo. Não citou o nome do canalha.. O Pará precisa sair do lixo político em que se encontra. você é moleque: Capitão Nascimento sobre Jader. agora mesmo. Independentemente do teor. Ele é indefensável pelos inúmeros processos que carrega por desvio de dinheiro público. Li no domingo a denúncia. publicado na edição do jornal O LIBERAL do dia 20/05/2011. Nota 10.. Nós não merecemos um crápula como esse. como foi que JB enriqueceu tão rapidamente. Só não quero acreditar que os juízes do nosso Pais não tenham rabo preso. Enviada por Jorge Souza Dr. você se tornou o porta voz da grande maioria do povo paraense. queremos a divisão do Estado. Romulo Maiorana Júnior. O povo também tem que parar de eleger ladrões. Esse senadorzinho é mesmo um lixo. Essa tradição. continua saqueando os cofres públicos vorazmente.. apenas os fracos e medíocres pensam dessa forma. Enviado por Júnior É isso aí!!!Fora “fichasuja”!!! Chega de denegrir a imagem do Pará. foi superintendente de administração da Sudam de 2004 a 2007. Ficha suja tem que ir para a cadeia. Romulo. o senhor tem toda razão. que citou o peemedebista como o pior político que o Pará já teve. sempre que leio algo no DP denunciando corrupção.. outro ladrão. me sinto o idiota dos idiotas. durante a gestão do dr. que vocês reelegeram. Temos que acabar com essa corja de safados em nosso Estado. Enviado por Kizy Você não é deputado. Enviado por Gabriel Felício Marques Finalmente alguem da imprensa teve a coragem de dizer umas verdades a respeito desse cidadão.

22 DE maio de 2011 oliberal ATUALIDADES n 23 Apoio: SÁBADO. domingo. 28 DE MAIO DE 2011 HORAS:10h CONCENTRAÇÃO: PRAÇA DA TRINDADE .Belém.

os parlamentares não parecem nada dispostos a modificar regras que concedem regalias a eles próprios. Lamentamos que esse expediente. Como na Suprema Corte os processos demoram mais para serem decididos do que nas Justiças estaduais. administrativos emitidos pelo Banpará em 1984 e 1985. receberam notas fiscais de compra de rãs. elaborar outras leis nesse mote. Tanto que uma proposta de emenda à Constituição (PEC) apresentada em 2007 pelo exdeputado Marcelo Itagiba es- Senador baiano “peitou” Barbalho com CPI Foi no Senado Federal que Jader Barbalho viveu alguns dos momentos mais impactantes de sua trajetória. então líder do governo. Já na Ação Penal nº 374. acusado de envolvimento na obra superfaturada da sede do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo. Eles trocavam acusações em plenário e montaram dossiês um sobre o outro. Voto do ministro Luiz Fux determinou o retorno de vários processos ao Supremo Paraíso 2 Gravação telefônica acusa Jader de ter recebido um cheque no valor de US$ 4 milhões do empresário Vicente Pedrosa. que a gente chama de monocrático. para a do senador. é na honra. que renunciam para que o processo saia do Supremo Tribunal Federal e vá para a primeira instância e. o recurso utilizado por Jader Barbalho levanta uma discussão sobre a continuidade dessa prerrogativa aos parlamentares.5 milhões ocorreu quando Jader era governador do Estado.STF BUROCRACIA Peemedebista levou ações que tramitam contra ele para MT . A briga entre os dois começou ainda no primeiro mandato do presidente Fernando Henrique Cardos e teve início uma disputa pesada pela sucessão no Senado.dois meses antes do término da legislatura -. a própria boca. mais desmoralizado do que nunca.” Somente o Congresso poderia mudar a situação atual. Esse processo foi enviado ao TRF da 1ª Região. surta efeito. pelo o ministro Ricardo Lewandowski. pelo menos três ações penais em que o ex-deputado Jader Barbalho é réu deverão retornar a Suprema Corte. com a possibilidade de ter sido eleito para o Senado Federal. Nem bem caminharam na instância inferior e Barbalho agora força a subida . em Parintins. O Ministério Público Federal detectou a remessa de um cheque de R$ 400 mil da conta de José Osmar Borges. indicou dois ex-superintendentes envolvidos nas fraudes. “A flagrante incompatibilidade entre os sinais exteriores de riqueza que ostenta o senador Jader e suas declarações de renda tem sido também motivo de perplexidade por qualquer pessoa sensata e honesta e objeto de extensas matérias de Imprensa”. Temos que permanecer vigilantes. No entanto. ao ter que renunciar para não ser cassado por desvio de dinheiro público do Banpará. Todos eles. “Eu como membro do Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral só tenho a lamentar a atitude de políticos. Para o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e membro do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) e da Comissão de Justiça e Paz da CNBB. “Jader Barbalho. Antônio Carlos Magalhães. ao que tudo indica. Não aquele que sai estampado nas páginas do jornal da família Barbalho. na liberdade. em algum momento. a condenação de um juiz de menor qualificação. Jader. para que eles fossem menos vulneráveis. com sede em Brasília. Ele é acusado de superfaturamento na compra de equipamentos e na venda de imóveis da Previdência. no saguão de um hotel em São Paulo. acusado de ser um dos maiores fraudadores da Sudam. volta a ter foro privilegiado. Relatório do Tribunal de Contas da União constatou superavaliação dos imóveis quando o senador era ministro da Reforma Agrária. melhorar outras leis do tipo da ficha limpa. O desvio de R$ 5. Depois de renunciar ao mandato de deputado federal em 30 de novembro do ano passado . as suas mãos. o peemedebista protagonizou momentos de guerra com o seu maior adversário político: o baiano Antônio Carlos Magalhães. ajuizada pelo Ministério Público Federal no ano de 2005. O projeto recebeu incentivos da Sudam. em uma fazenda no nordeste do Pará. NELSON JÚNIOR . as acusações são de crime praticado por funcionário público contra a administração em geral e emprego irregular de verbas públicas. teria sido apresentada a ACM pelo senador José Roberto Arruda (PSDBDF). Grilagem A CPI da Grilagem apurou indícios de fraudes atribuídas ao senador na compra das fazendas Rio Bonito e Buriti. Jader revidou com a criação da CPI dos Bancos. com sede em Brasília. no dia 23 de março. desvio de recursos públicos. O campeão de provocar idas e vindas das ações que tramitam contra ele é Jader Barbalho (PMDB-PA). eleito. a consciência. Nunca ficou tão claro o uso político das comissões de decoro parlamentar após uma investigação conduzida pelo Conselho de Ética do Senado e negaram envolvimento no caso. também interposta pelo MPF em 2004. INSS A Câmara dos Deputados aprovou a criação de CPI para investigar a gestão de Jader no Ministério da Previdência (1988-90). O mentiroso. apontou indícios do crime de peculato.das ações para o STF. na própria vida’”. Jader responde por crime contra a administração pública. Arruda renunciou em 24 de maio de 2001 e Antônio Carlos Magalhães seis dias depois. sendo que os crimes tiveram procedência no Tocantins. não estando sujeitos. Na época. AÇÕES De acordo com o acompanhamento processual. As CPIs costumam nascer de algo concreto e não de simples rixa. e aplicá-las para não permitir situações como essas.AGÊNCIA SENADO Ligação com fraudador A quebra do sigilo bancário de empresários suspeitos de fraudes na Sudam complicou a vida de Jader. O procurador-geral da República. No entanto. da página do STF na internet. uma grande parcela deles está retornando. paraíso fiscal entre a Suíça e Áustria. já que. Devido a prerrogativa de foro privilegiado concedida aos deputados e senadores. mas sim de ajudar a esse tipo de parlamentar a fugir da responsabilidade dos seus atos”. ela adormece na fila do plenário à espera da boa vontade dos líderes partidários. já falecido. por sua vez. com a mentira. entre outros. A referida lista.221 TDAs (Títulos da Dívida Agrária) pela desapropriação de uma fazenda inexistente. de que a lista foi entregue por ela a Arruda a pedido do próprio senador e depois mostrada por este último a ACM tornou insustentável a posição dos dois que. tem mais chances de prescrever. no início do mês de fevereiro. ex-sócio de Jader. foi acusado de ter acesso a uma lista de votação onde constava o voto de cada um dos senadores que participaram da sessão que cassou o mandato do senador Luiz Estevão (PMDB-DF). afirma o advogado. Mas para Jader isso não fazia a menor diferença e ele foi capaz de travar com seu rival um duelo de CPIs. concluiu ACM. Em troca. e da gleba Vila Amazônia. e amigo de Jader Barbalho – e a revelação do esquema de desvios de verba do TRT de São Paulo. FONTE: ONG Amigos da Terra de inquérito do Congresso. Essa ação foi remetida à 2ª Vara Federal da Seção Judiciária do Mato Grosso. se tomar posse no Senado. do PMDB. segundo a denúncia. gastando dinheiro público mais preocupado em vencer a guerra política do que trazer à tona e punir responsáveis por supostas irregularidades.24  ATUALIDADES OLIBERAL BELÉM. O Conselho de Ética do Senado concluiu que Jader foi beneficiário de 11 cheques Seringal O Ministério Público Federal pediu perícia judicial para avaliar se Jader desviou o financiamento público R$ 1. Mas ACM não saiu do senado sem deixar registros preciosos sobre o verdadeiro Jader. formação de quadrilha. lavagem ou ocultação de bens. Nessa guerra nenhum dos dois venceu. ROOSEWELT PINHEIRO . em maio de 1988. de 1996 a 1998. “O Senado não poderá ser o palco para a vitória de qualquer corrupto. Antônio Carlos Magalhães. o Banpará e a Sudam) e enriquecimento ilícito. estelionato. a palavra. Nós não aceitamos a demora no julgamento dessas responsabilidades desses políticos que são fichas-sujas. ele estava afogado em um rio de denúncias de desvio de dinheiro público. Considero este livro uma demonstração de amor à Instituição e ao Brasil. Só que o foro especial hoje não é visto como uma forma de melhorar a democracia. a confissão de Regina Borges. Os autos foram remetidos à Justiça Federal do Tocantins. entretanto. ‘O ladrão prostitui. A investigação não fez o mesmo barulho. Os destinos foram as Justiças Federais de Mato Grosso e Tocantins e para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região. DOMINGO. formação de quadrilha ou bando. completando que o “foro privilegiado se transformou em garantia de impunidade”. O expediente é uma garantia de protelar ainda mais o desfecho desses processos. o peemedebista levou os processos nos quais é réu para a Justiça Federal dos Estados do Mato Grosso e Tocantins e para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região. que acabou sendo um tremendo sucesso de público e crítica. De acordo com reportagem do Jornal do Brasil. ACM: “O ladrão ofende o próximo nos bens da fortuna” Banpará O Supremo Tribunal Federal abriu inquérito criminal para apurar a participação de Jader no desvio de dinheiro do Banpará. Antes de sair do congresso pela “porta dos fundos”. Sudam José Osmar Borges. Mas foi no segundo mandato de FHC que o conflito ficou aquecido. foram encaminhados. no Maranhão. Na ocasião. Empresários disseram ter depositado cheques na conta bancária do ranário. que tinha grande influência na Sudam. acusado de desviar R$ 133 milhões da Sudam. como esse (Jader Barbalho). ACM chamava Jader de corrupto. foi sócio de Jader. entre outros órgãos. já jorravam denúncias relacionando Jader Barbalho em casos de corrupção (envolvendo. ações contra parlamentares que conseguiram o aval da Justiça para assumir mandatos eletivos vão voltar a tramitar na Suprema Corte. Na época. Esse vaivém dos processos só visa atrasar o julgamento. apresentaram seus pedidos de renúncia para evitar a cassação de seus mandatos e a consequente perda dos direitos políticos. volta as ações para o Supremo. Jader Barbalho. disse o baiano em seu livro. no Amazonas. E na Ação Penal nº 549. Nessa época. Castanhais O Incra investiga fraude atribuída a Jader na compra de 60 áreas de castanhais no sudeste do Pará. Geraldo Brindeiro. pela compra de 55. as ações que acusam o parlamentar de falsidade ideológica. com o roubo. lavagem de dinheiro. Aprovada pelas comissões. O ladrão ofende o próximo nos bens da fortuna. ele é considerado inelegível pela Justiça. Ela rendeu a cassação do primeiro senador – Luiz Estevão. em sua obra. Os dois parlamentares foram alvos de um pedido de quebra . DENÚNCIAS CONTRA JADER Paraíso fiscal O Ministério Público Federal descobriu uma conta bancária do senador Jader Barbalho em Liechtenstein. procuradores localizaram na conta o depósito de um cheque de US$ 120 mil feito por José Osmar Borges. TO e Distrito Federal tá pronta para ser votada em plenário há quase dois anos. não é no patrimônio. porque os políticos não foram eleitos para cargos no Congresso. por exemplo. O senador baiano foi autor da CPI do Judiciário. então diretora da Empresa de Processamento de Dados do Senado. O mentiroso. agora. “Falsidade ideológica.mais uma vez . com o voto do ministro Luiz Fux. Marcello Lavenère Machado. não tinha nem um pouco de dificuldade em encontrar munição para disparar contra o inimigo declarado. Foi justamente por essa renúncia que. estelionato. sem saída.3 milhão que recebeu para plantio de seringueiras no Pará. Exatos 69 ações deixaram os gabinetes dos ministros este ano com destino a instâncias inferiores. Ranário A Polícia Federal investigou irregularidades no ranário pertencente à mulher de Jader. “O foro privilegiado foi criado para dar uma certa proteção a esses representantes do povo. direitos ou valores” são apenas algumas das acusações formalizadas contra Jader na Ação Penal nº 397. renunciou ao mandato de senador em 2001 para escapar de possível cassação por quebra de decoro parlamentar. A venda de um casarão à falida construtora Encol foi anulada pela Justiça Federal. Márcia Centeno. o Brasil não merece”. 22 DE MAIO DE 2011 ‘Ficha suja’ ganha tempo com Justiça lenta Jader é beneficiado por vai-e-vem de processos entre o STF e vários tribunais estaduais A decisão de não validar a Lei da Ficha Limpa para as eleições de 2010 abriu um vai-e-vem de processos entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e os tribunais estaduais. de autoria do MPF. Jader era ministro da Reforma Agrária.