Você está na página 1de 2

fls. 1

Este documento foi assinado digitalmente por FERNANDO FIGUEIREDO BARTOLETTI. Se impresso, para conferência acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/esaj, informe o processo 0008960-29.2013.8.26.0053 e o código 1H0000002GI3F.

0008960-29.2013.8.26.0053 e o código 1H0000002GI3F. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA de

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA de SÃO PAULO FORO CENTRAL - FAZENDA PÚBLICA/ACIDENTES 8ª VARA DE FAZENDA PÚBLICA VIADUTO DONA PAULINA, 80, 7º ANDAR, CENTRO - CEP 01501-020, FONE: 3242-2333 R2025, SÃO PAULO-SP - E-MAIL:

SP8FAZ@TJSP.JUS.BR

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA

Processo nº:

0008960-29.2013.8.26.0053 - Mandado de Segurança

Impetrante:

Vera Lucia Lopes Contato

Impetrado:

Diretor de Benefícios Militar (DBM) da São Paulo Previdência - SPPREV

CONCLUSÃO

Em 05 de março de 2013, faço estes autos conclusos ao MM.(ª) Juiz(a) de Direito Dr(ª). Fernando Figueiredo Bartoletti.

Vistos. 1.Defiro à impetrante os benefícios da assistência judiciária. Anote-se. 2.Impetrou a autora, beneficiária de pensão paga pela Previdência oficial do Estado de São Paulo (SPPrev), o presente mandado de segurança com pedido liminar pleiteando o restabelecimento do pagamento da pensão mensal a que tem direito. Examinando os argumentos e os documentos, a princípio justificativa há para o deferimento da providência imediata. Como se desume dos documentos juntados, seu benefício vinha sendo pago desde 2005 e foi suspenso, de ofício, pelo Gerente de Pensões de Servidores Públicos, antes mesmo do prazo concedido à representante legal da beneficiária, de 15(quinze) dias. Mesmo porque se concedida a segurança ao final, a tornaria ineficaz, pelo que fundado o receio de dano de difícil reparação, não havendo perigo para a reversibilidade da medida liminar durante o curso da ação se necessária. Diante dos documentos juntados, DEFIRO a medida liminar, pois presentes os requisitos legais do fumus boni juris e do periculum in mora, aplicando-se, pois ao presente caso o disposto no inciso III do artigo 7º da Lei Federal 12016/09, para que a autoridade impetrada, no prazo improrrogável de 24 horas, contados da intimação para informações, restabeleça o pagamento do benefício de pensão até o julgamento definitivo do mérito, efetuando o pagamento administrativo, na conta corrente em que vinha sendo efetuados os pagamentos ordinários, inclusive da parcela do mês de fevereiro de 2013. 3.Notifique-se, pelo plantão, a autoridade apontada como coatora, para que preste suas informações no prazo de 10 dias. 4.Oficie-se ao Órgão de Representação Judicial da Pessoa Jurídica interessada (inciso II do artigo 7º da Lei Federal nº12.016/2009). 5.Decorrido o prazo das informações, com ou sem elas, dê-se vista ao Ministério Público pelo prazo de 10 dias. 6.Após, voltem conclusos para fins do artigo 12, parágrafo único, da Lei

12.016/09.

Cumpra-se, expedindo-se o necessário, com urgência. Intime-se.

São Paulo, 05 de março de 2013

fls. 2

Este documento foi assinado digitalmente por FERNANDO FIGUEIREDO BARTOLETTI. Se impresso, para conferência acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/esaj, informe o processo 0008960-29.2013.8.26.0053 e o código 1H0000002GI3F.

0008960-29.2013.8.26.0053 e o código 1H0000002GI3F. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA de

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA de SÃO PAULO FORO CENTRAL - FAZENDA PÚBLICA/ACIDENTES 8ª VARA DE FAZENDA PÚBLICA VIADUTO DONA PAULINA, 80, 7º ANDAR, CENTRO - CEP 01501-020, FONE: 3242-2333 R2025, SÃO PAULO-SP - E-MAIL:

SP8FAZ@TJSP.JUS.BR

D A T A

Em,

Recebi estes autos em cartório.

Eu

de

de

,

escrevente, subscrevi.