“DOS CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA”

Um Caminhar Juridico a Criminalização do Ato Contra a Administração Pública “Peculato” aos Crimes Ediondos.

1- Área Tematica: Crime Praticado Contra a Administraçao Pública: Peculato. 2- Objetivo/s. 2.1- Gerais: ___Demonstrar através deste trabalho de pesquisa, os reflexos e danos que são causados a administração pública pela prática do crime de peculato. ___Esclarecer por meio de legislações gerais e específicas em estudos aprofundados no âmbito administrativo e penal, como tipificar tais condutas a ser considerado no rol dos crimes hediondos. ___Procura demostra através deste estudo a necessidade de tipificar os crimes hediondos tal conduta de prática do peculato. 2.2-Específicos: ___Compreender por meio de legislação e doutrinas e publicações, o caminho jurídico a penalização do ato praticado contra a administração e os meios de recursos.

em que os gestores tem feito esfoços para coibir tal conduta. 3. formas puníveis no âmbito juridico. Modificando a legislação e tipificaçao. ___ Avaliar nesta pesquisa as fragilidades da legislação.Planteo del problema (naturaleza e importancia del problema). dos crimes sua definição e tipificação. Dos Crimes Contra A Administração Pública CODIGO PENAL BRASILEIRO DECRETO LEI N° 2. ___Grau de relevância e danos a sociedade por práticas de tais crimes.Descripción básica del marco teórico a considerar.___Mensurar a agregação de estudos comparados no ramo do direito. mas percebe-se a incidência crescente na . e com penas impostas. mais que devido a incidência e tamanho danos.848. DE 07 DE DEZEMBRO DE 1940 PARTE ESPECIAL TITULO XI DOS CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CAPITULO II DOS CRIMES PRATICADOS POR PARTICULAR CONTRA A ADMINISTRAÇÃO EM GERAL Considerando que o crime de peculato encontra-se descrito no codigo penal em sessão dos crimes contra a administração pública. entendimentos dos tribunais superiores. 4. nos diversos segmentos da sociedade. ___É possível criminalizar o ato de peculato no rol dos crimes hediondos. tem propocionado males irreparaveis. ___Reflexos causados pela prática do crime de peculato na administração pública. nacionais e internacionais.

Delimitación Espacial. 8. 10. .Bibliografia. do crime de peculato.2. Pretende-se desenvolver o trabalho.Recolección de los datos. 6.Delimitación Temporal. valor y factibilidad del trabajo.Técnicas de contrastación de las hipótesis. apontando para uma grande necessidade de mudanças no conceito jurídico a tipificação no rol dos crimes hediondos.Hipótesis de trabajo (si hubiere).Cronograma tentativo de las etapas del trabajo. Neste trabalho seram apresentados subsidios necessários a comprovação dos danos causados aos indivíduos e a coletividade com resultados de grande repercussão e clamor público.Apreciación sobre la importancia.1. Mas sim a um problema a ser examinado ou a uma temática que será estudada.Delimitación del campo espacial y temporal. 6. 7. 11.administração pública com dados estatisticos de pouca efetividade da lei de responsabilidade dos atos praticados por sarvidores públicos no exercício das suas atribuições. 5. 9. tendo como base de estudo Brasileira e avaliando também decisões de outros trabunais e entendimento de outros paises que tem politicas voltadas 6.

LYRA (Roberto) . espanhola de O Direito Penal Hispano .. HUNGRIA (NELSON) . Bogotá. José Kontino Ed.Théorie du Code Pénal. Freitas Bastos. HOEPPNER DUTRA (Mário) . vol. Belo Horizonte Gráfica de Belo Horizonte.OFurto eo Roubo. CAVALCANTE (Temistocles) . Rio. 1942. 1852. S . Ed.Programa del Cors di Diritto Criminale. vol VII.Direito Penal. 1.B.) .Paulo. Borsoi. Firenze. vol. S. e F. Max Limonad. vol IX. Paulo. CESAR DE SILVEIRA (Valdemar) . Revista dos Tribunais.Código Penal. vol. Rio.Projeto do C´[odigo Criminal Brasileiro. 1956 BUYS DE BARROS ( . 1961 BRUNO (Anibal) . Rio.VII.Instituições de Economia Política. Imprensa Oficial. Florense. vol. IV. trad. tomo 1º CARRARA (Francesco) . Rio. 1955 BANDEIRA DE MELO (Lydio Machado Medievo.Tratado de Direito Administrativo. 1897.Comentário ao Código Penal. MACHADO ( AlcÂntara) .ALEXO (pedro) .O Peculato no Direito Brasileiro. Paria. Fonrense. Belo Horizonte. in Anais do 1º Congresso do Ministerio Público.Derecho Penal. 1956.Dos Cirmes praticados por Funcionário Público contra a Administração em Geral. in Repertório Eciclopédia do Direito Brasileiro. 1938 MEGGALORE (Giuseppe) .) . 1955. 1959. 11. vol IX.Luso . S Paulo. 5º vol. CHAVEAU ET HÉLIE (A.

T.Institutionum Juris Criminalis Lusitani.Theoria do Direito Penal. vol.T. vol.F) . Rio. vol. MANZINI (Vicenzo) . vol III 1955. PUGLIA (Ferdinado) . Rio Jacinto Sntos Editor. trad. 5º. 1962. Imprensa Nacional. vol V. PIRAGIBE (Vicente) . Afonssi Editore. P) . 4º. Napoli. ZANARDELLI . 1951. Rio. VON LISZT (Franz) . MELLO FREIRE (Pessoal) .. SILVEIRA (Galdino) .Relazione Ministerials sul Progetto del Códice de 1887. II. J Higino Pereira. U. port. Torino.1890.Derecho Penal Argentino. Editorial Temis. vol II 1924. vol III. VISTORIA (Luis) A.Consolidação das Leis Penais.J. Editorial Revista Drecho Privado. parte especial. .Tratado de Direito Penal Alemão. Saraiva. Madrid.Diritto Penale Italiano.. Briguiet. ed.A. Nuova Edizione.Derecho Penal. São Paulo. SILVIA FERRÃO (F.Manuele di Diritto Penale. 1955.Dicionário da Origem e da Vida das Palavras.Direito Penal Brasileiro. Ortega. 1958.Direito Penal. Lisboa. PUIG PENA (Frederico) . NORONHA (Magalhães) . Livraria Imperio. Buenos Aires. 1933. SOLER (Sebastian) . de. 1899. V 1857. TEA. vol.E. Rio.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful