Você está na página 1de 6

Exercícios de Curso Básico de Contabilidade de Custos

01) Uma empresa que, hipoteticamente, tivesse seu custo fixo total igual a zero e fabricasse apenas uma unidade de produto apresentaria o custo:

(A)

total por unidade ligeiramente superior ao custo variável unitário.

(B)

total por unidade igual a zero.

(C)

total por unidade igual ao custo variável unitário.

(D)

fixo unitário igual ao custo variável unitário.

(E)

variável total igual ao custo fixo unitário.

02) A SEG Ltda. é fabricante de sinalizadores de emergência para navios. O gerente de produção precisa decidir qual o processo de produção mais econômico dentre as cinco possibilidades identificadas na planilha de custo a seguir.

Para um volume de 30 mil unidades por ano, o processo mais econômico é:

de 30 mil unidades por ano, o processo mais econômico é: (A) (B) (C) (D) (E)

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

I

II

III

IV

V

Processo I:

CF + CV 220.000,00 + 150.000,00 = 370.000,00

Processo II:

CF + CV 170.000,00 + 140.000,00 = 410.000,00

Processo III:

CF + CV 70.000,00 + 330.000,00 = 400.000,00

Processo IV:

CF + CV 50.000,00 + 390.000,00 = 400.000,00

Processo V:

CF + CV 125.000,00 + 270.000,00 = 395.000,00

03) Uma indústria recebeu uma encomenda de 20.000 U de seu produto, pelo valor total de R$ 3.500.000,00. Seu estoque inicial de materiais era de 250.000 kg de ferro, tendo adquirido mais 50.000 kg, logo após a encomenda.

Completada a produção, verificou-se que:

o estoque inicial montava a R$ 1.000.000,00;

o custo unitário da nova compra de materiais foi de R$ 5,20;

cada tubo produzido utiliza 10 kg de material;

o custo da mão-de-obra direta empregada foi R$ 1.200.000,00;

os Custos Indiretos de Fabricação montaram a R$ 160.000,00;

a empresa trabalha, exclusivamente, sob encomenda;

foi desconsiderada a ocorrência de ICMS e de IPI.

Com base nos dados acima e considerando-se o custo médio como critério de avaliação do estoque de matéria-prima, o custo unitário da encomenda, em reais, é:

(A)

155,50

(B)

125,00

(C)

112,50

(D)

110,50

(E)

110,00

 

ENTRADA

 

SAÍDA

 

SALDO

Qtde

Un

Total

Qtde

Un

Total

Qtde

Un

Total

250.000

4,00

1.000.000,00

---

---

---

250.000,00

4,00

1.000.000,00

50.000

5,20

260.000,00

---

---

---

50.000,00

5,20

1.260.000,00

30.000 tubos

10 gk X 4,20 = 42,00 por unidade. MO = 60,00 unidade CI = 8,00 unidade

42,00 + 60,00 + 8,00 = 110,00

04) A Cia. Beta, que fabrica 150.000 liquidificadores por mês, fez a seguinte estimativa de venda, com valores em reais:

fez a seguinte estimativa de venda, com valores em reais: Sabe-se ainda que: • o custo

Sabe-se ainda que:

• o custo variável unitário é de R$ 20,00;

• a despesa variável “comissão dos vendedores” é de 10% sobre o preço de venda;

• os custos fixos montam a R$ 1.200.000,00 mensais;

• as despesas fixas totalizam R$ 800.000,00 mensais.

Com base em todas as informações acima, pode-se afirmar que o preço de venda, em reais, que apresenta o melhor resultado líquido para a empresa é:

(A)

50,00

(B)

48,00

(D)

44,00

(E) 42,00

Q = 120.000 um

DRE = 50,00

REC = 6.000.000,00 CMV = (3.600.000,00) DF = (800.000,00) DV = (600.000,00) Lucro Bruto =
REC
=
6.000.000,00
CMV
=
(3.600.000,00)
DF
=
(800.000,00)
DV
=
(600.000,00)
Lucro Bruto =
1.000.000,00
Q = 132.000
DRE
= 48,00
REC
=
6.336.000,00
CMV
=
(3.840.000,00)
DF
=
(800.000,00)
DV
=
(633.600,00)
Lucro Bruto
1.062.400,00
Q
= 145.200
DRE
= 45,00
REC
=
6.534.000,00
CMV
=
(4.104.000,00)
DF
=
(800.000,00)
DV
=
(653.400,00)
Lucro Bruto
976.600,00
Q
= 149.556
DRE
= 44,00
REC
=
6.580.464,00
CMV
=
(4.191.120,00)
DF
=
(800.000,00)
DV
=
(658.046,40)
Lucro Bruto
931.297,60
Q
= 150.000
DRE
= 42,00
REC
=
6.300.000,00
CMV
=
(4.200.000,00)
DF
=
(800.000,00)
DV
=
(630.000,00)
Lucro Bruto
670.000,00

05) A Cia. Progresso S/A, durante o período de planejamento orçamentário para o exercício de 2006, recolheu as seguintes informações do exercício de 2005, para poder projetar o custo total de mão-de-obra:

Total de horas de máquina utilizadas

Custo total de mão-de-obra para 60.000 HM

Parte fixa do custo de mão-de-obra

Considerando-se que uma das premissas do orçamento é o aumento de vendas e, conseqüentemente, de produção, a empresa passará a consumir 80.000 horas de máquina. Com base nos dados acima, pode-se afirmar que o custo total, em reais, de mão-de-obra para 80.000 horas de máquina será de:

(A)

260.000,00

(B)

280.000,00

(C)

290.000,00

(D)

320.000,00

(E)

350.000,00

80

-

100

60 -

X

x = 75 100 – 75 = 25

A cada R$ 1,00 de custo para as 80.000 HM, tem-se R$ 0,75 de custos para as 60.000 HM. Os custos aumentam R$ 0,25 a cada 20.000 HM. Conclui-se que:

20.000

HM

40.000

HM

60.000

HM

80.000

HM

CF

1,00

CF

1,00

CF

1,00

CF

1,00

CV

0,25

CV

0,50

CV

0,75

CV

1,00

 

1,25

 

1,50

 

1,75

2,00

Para R$ 2,00 de Custo fixo

20.000

HM

40.000

HM

60.000

HM

80.000

HM

CF

2,00

CF

2,00

CF

2,00

CF 2,00

CV

0,50

CV

1,00

CV

1,50

CV

2,00

2,50

3,00

3,50

4,00

Custo total = 80.000 X 4,00 R$ 320.000,00

06) A Indústria Asa Branca fabrica três produtos com os seguintes custos diretos, alocados aos produtos:

Tendo custos indiretos de fabricação fixos (CIF Fixos) no montante de R$ 200.000,00 e havendo

Tendo custos indiretos de fabricação fixos (CIF Fixos) no montante de R$ 200.000,00 e havendo orientação do diretor da empresa para que o rateio dos custos fixos seja realizado com base no custo de mão-de-obra direta, o custo total por produto, em reais, montará a:

direta, o custo tota l por produto, em reais, montará a: 06 Resposta B Produto A

06 Resposta B

Produto A

MOD 20.000

100.000

 

X

100%

 

X= 20%

CIF fixos A = 200.000 X 0,20 CIF fixos A = 40.000,00

 

Produto B

MOD 30.000

100.000

= 30%

X

 

X

100%

 
 

CIF fixos A = 200.000 X 0,30 CIF fixos A = 60.000,00

 

Produto C

MOD 50.000

100.000

 

X

 

100%

X = 50%

CIF fixos A = 200.000 X 0,50 CIF fixos A = 100.000,00

CT DE A 113.000 + 40.000 = 153.000,00 CT DE A 113.000 + 60.000 = 245.000,00 CT DE A 113.000 +100.000 = 297.000,00

07) A Indústria Diamantina apresentou as informações relativas aos três produtos que fabrica, referentes ao mês de dezembro de 2005, com valores em reais.

Sabendo-se que a tabela acima corresponde a va lores unitários, com base exclusivamente nesses dados,

Sabendo-se que a tabela acima corresponde a valores unitários, com base exclusivamente nesses dados, pode-se afirmar que a margem de contribuição unitária dos produtos, em reais, é:

de contribuição unitária dos produtos, em reais, é: 07 Resposta E MC= PV – CV –

07 Resposta E

MC= PV – CV – DV

PRODUTO A MC=39 – 20 MC= 19,00

PRODUTO B MC=50 – 30 MC= 20,00

PRODUTO C MC=66 – 40 MC= 26,00

08) A formação do preço dos seguros pode ser simplificada na composição:

(A)

Custo do risco + Margem para despesas + Margem de lucro.

(B)

Custo do risco + Custo do endosso + Margem para despesas.

(C)

Custo do risco + Aviso de Sinistros + Valor das Indenizações.

(D)

Valor das indenizações + Margem para despesas + Valor médio da franquia.

(E)

Margem para despesas + Valor médio do prêmio + Margem de lucro.

09) Todo o sacrifício da empresa para obter uma receita é o conceito técnico de:

(A)

Venda.

(B)

Perda.

(C)

Encaixe.

(D)

Despesa.

(E)

Desembolso.