Você está na página 1de 2

Jol Dor em sua introduo a leitura de Lacan mostra alm da importncia do discurso para Lacan essa concepo de inconsciente

como linguagem. Joel Dor em sua introduo a leitura de Lacan mostra alm da importncia do discurso para Lacan essa concepo de inconsciente como linguagem. Uma grande contribuio Lacaniana foi trazer para a psicanlise toda obra cientfica que aumentasse o conhecimento do corpo psicanaltico e somasse saber. Ento trs para a psicanlise influncias de filsofos com Hegel, Nietzche, assim como lingistas, tais como Jackobson, F. Saussure introduzindo uma nova viso da obra freudiana. Outra grande influncia lacaniana foi o estruturalismo. O estruturalismo inicia uma nova concepo de objetos, tirando-os de uma perspectiva onde possuam uma natureza e colocando eles em uma cadeia de relaes com outros elementos. Lacan insere esse conceito estruturalista na psicanlise a partir das teorias lingsticas de F. Saussure, onde um signo lingstico s tem sentido em oposio aos outros signos. Tambm de F. Saussure toma a idia de signo lingstico e dos dois eixos da linguagem. O signo lingstico e o elemento estrutural da linguagem uma relao entre conceito/imagem acstica. Conceito a idia exprimida pela imagem acstica que representao sonora/imagem/marca que remete do conceito. F. Saussure aponta as propriedades do signo lingstico que o colocam na estrutura da linguagem. Sausurre fala na arbitrariedade do signo demonstrando que no h relao entre o conceito e sua imagem acstica. Como prova disso vemos que um conceito possui variadas imagens acsticas em lnguas diferentes. A imutabilidade do signo: uma vez forma a relao entre significado/significante como prefere referir Saussure respectivamente o conceito/imagem acstica, essa relao imutvel. Quando afirma ser imutvel quer dizer que o sujeito incapaz de modific-lo, mas, em contra partida o tempo impe certa alterao no signo. O carter linear do significante: A lngua alm de possuir um nmero de termos relacionados entre, que formam um lxico, tambm possui leis que governam esses elementos. A alterao do signo lingstico diz respeito a alterao sofrida por este atravs do tempo com o uso do mesmo. Dentre esses conceitos Lacan toma principalmente os de significante e significado; e a dos dois eixos da linguagem. Os dois eixos da linguagem so os da metfora e da metonmia. A metfora seria o eixo da seleo (paradigmtico), ou seja as escolhas lexicais que o usurio da linguagem faz no decorrer de sua fala. Assim, o sujeito escolhe um certo signo em

detrimento de outros. O outro eixo o da combinao (sintagmtico), a articulao e a disposio dos signos na fala. Todavia Lacan em sua releitura Freudiana compara o processo metafrico com a condensao, que...

Você também pode gostar