Você está na página 1de 3
SGQ - SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SGQ - SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

 

PES - Procedimento de Execução de Serviço

PROCESSO

IDENTIFICAÇÃO

REVISÃO/DATA

FOLHA Nº

 

PINTURA EXTERNA

PES - 22

00-06.08.09

1 / 3

1.

MATERIAIS E EQUIPAMENTOS

Tinta látex PVA ou acrílica

Desempenadeira de aço

Massa PVA ou Acrílica (se especificado)

Espátula

Rolo de lã com cabo

Fundo selador para paredes (se especificado)

Rolo para textura

Bandeja para mistura de tinta

Trincha ou pincel

Fita crepe

Lixas d´água

Andaime ou cadeira suspensa

2.

MÉTODO EXECUTIVO

2.1 Condições para o início

As esquadrias externas e soleiras e peitoris devem estar assentados. O reboco externo e o concreto

aparente devem ter no mínimo 28 dias de cura.

As instalações hidro-sanitárias devem estar com carga de água.

2.2 Execução do serviço Preparação da base

  • 1. Verificar se o andaime está corretamente montado e travado. Os pintores devem utilizar EPI básico e cinto de segurança, travado em ponto independente da estrutura do andaime.

  • 2. Proteger alizares, rodapés e marcos com fita crepe.

  • 3. Limpar a base removendo sujeiras e partes soltas. Manchas de gordura ou óleo podem ser lavadas com água e detergente e manchas de mofo ou infiltração podem ser removidas com água sanitária.

  • 4. Corrigir imperfeições profundas na superfície utilizando a mesma argamassa usada no revestimento. Retocar as imperfeições menores com massa corrida acrílica, aplicada com desempenadeira de aço e espátula. Acertar e nivelar a área retocada com a espátula.

Aplicação da tinta ou textura:

  • 2.2.1 Para pintura com tinta acrílica:

    • 1.1. Aplicar 1 demão de selador de paredes ou da própria tinta látex diluída com o dobro da proporção de água recomendada pelo fabricante.

    • 1.2. Diluir a tinta com água conforme a proporção estabelecida pelo fabricante.

    • 1.3. Aplicar de 2 a 3 demãos de látex acrílica, observando a cobertura da tinta, respeitando um intervalo mínimo de 4 horas entre cada demão.

    • 1.4. Fazer os recortes dos cantos e quinas com o pincel ou rolo apropriado.

  • 2.2.2 Para acabamento com textura:

    • 2.1. Aplicar 1 demão da textura diluída com a proporção de água recomendada pelo fabricante para o selamento das paredes, com o rolo de lã. Aguardar no mínimo 4 horas para secagem do fundo.

    • 2.2. Diluir a textura acrílica conforme as especificações do fabricante.

    • 2.3. Aplicar a textura acrílica sobre a superfície, observando a cobertura da tinta. Espalhar a tinta com o rolo de textura, cuidando para que a última “rolada” sobre a textura seja sempre no mesmo sentido, de preferência de cima para baixo,

    • 2.4. Fazer os recortes dos cantos e quinas com a trincha.

    • 2.5. Conforme instrução do fabricante, pode-se inverter a ordem de aplicação das texturas.

  • Elaborado por:

    Analisado por:

    Aprovado por:

    Ass.:

    06/08/09

    Ass.:

    06/08/09

    Ass.: _______________________

    06/08/09

    _______________________

    _______________________

    Nome: Alexsandro Andrade Boato

    Data

    Nome: João Batista C. Teixeira

    Data

    Nome: Maximiliano José Reis

    Data

    PROCESSO

    IDENTIFICAÇÃO

    REVISÃO/DATA

    FOLHA Nº

    PINTURA EXTERNA

    PES - 22

    00-06.08.09

    2 / 3

    • 2.2.3 Serviços finais

      • 3.1. Os retoques dos furos feitos para fixação do andaime fachadeiro devem ser feitos imediatamente após a sua desmontagem, preenchendo os furos com argamassa, aplicando uma demão de fundo preparador de paredes para então aplicar a pintura ou textura final.

    3.2.

    É

    recomendável

    que

    se

    execute

    o

    barrado

    da

    fachada

    (pintura até altura de

    aproximadamente 1,5m) somente depois que os serviços de passeios de urbanização

    estejam terminados.

    3. INSTRUÇÃO DE SEGURANÇA

    • 3.1. Equipamentos de Proteção Individual

    ∑ Botina de segurança. ∑ Capacete. ∑ Uniforme.
    Botina de segurança.
    Capacete.
    Uniforme.
    • 3.2. Equipamentos de Proteção Coletiva

    Bandeja salva-vidas.

    • 3.3. Instruções Gerais

    Máscara de acordo com especificação da tinta vide embalagem do produto;

    Cinto de segurança contra queda.

    PROCESSO IDENTIFICAÇÃO REVISÃO / DATA FOLHA Nº PINTURA EXTERNA PES - 22 00-06.08.09 2 / 3

    Luvas látex.

    PROCESSO IDENTIFICAÇÃO REVISÃO / DATA FOLHA Nº PINTURA EXTERNA PES - 22 00-06.08.09 2 / 3
    • 1. Participar do Treinamento Introdutório conforme PGS.03 – Treinamento de pessoas.

    • 2. Manter EPI´s limpos, guardar em local adequado.

    • 3. Substituir os EPI´s quando estiverem danificados ou sem condição de uso.

    • 4. Realizar os exames médicos admissionais, periódicos, demissionais, retorno ao trabalho e exames complementares, conforme definido no PCMSO.

    • 5. Manter as placas indicativas de segurança conservadas.

    • 6. Manter os locais de trabalho limpos, organizados e com todos os acessos desimpedidos, a fim de facilitar o trânsito.

    • 7. Trajar sempre o uniforme completo e em bom estado de conservação e higiene.

    • 8. Preencher a APR conforme IS.01 – Análise Preliminar de Riscos.

    3.4. Medidas Preventivas

    • 1. Verificar antes do início dos serviços, as condições de uso das ferramentas e equipamentos.

    • 2. Usar máscara de proteção para exposição à tintas, esmaltes, solventes e vernizes.

    • 3. Usar cinto de segurança para trabalho acima de 2,0m de altura.

    • 4. Usar luva de látex para evitar contato com produto químico.

    • 5. Antes de iniciar os serviços de pintura, certifique-se de que não exista nenhum serviço paralelo de corte e solda, que possa projetar fagulhas.

    • 6. As áreas de estocagem devem estar equipadas com extintores de incêndio em quantidade e tipo compatíveis com o material estocado.

    • 7. É expressamente proibido fumar nas áreas de pintura ou estocagem de tintas e solventes.

    • 8. É proibido o uso de solventes e thiners para limpeza de partes do corpo.

    • 9. Manter as costas o mais reto possível (nunca arqueadas). Abaixar dobrando sempre os joelhos.

    PROCESSO

    IDENTIFICAÇÃO

    REVISÃO/DATA

    FOLHA Nº

    PINTURA EXTERNA

    PES - 22

    00-06.08.09

    3 / 3

    • 10. As tintas e solventes devem ser guardadas em locais apropriados, dedicados a este fim, de forma organizada, limpa e longe de qualquer fonte de ignição. As instalações elétricas do local devem estar em perfeitas condições.

    • 11. Aproximar os materiais em direção ao corpo, de modo que não seja necessário curvar-se ou afastar-se para manuseá-los, durante o transporte manual de cargas.

    • 12. Não fazer o porte de ferramentas manuais em bolsos ou locais inadequados e quando necessário transportá-las em bolsas ou mochila adequadas.

    • 13. Não deixar sobre passagens, escadas, andaimes e superfícies de trabalho as ferramentas, quando houver risco de queda.

    • 14. Em caso de ocorrências fora do planejamento, paralise os serviços e contate o Engenheiro da obra e/ou técnico de segurança para providências.

    • 15. Para a utilização Andaimes.

    de andaimes

    deverá ser seguido

    a Instrução de Segurança IS.13 –