Você está na página 1de 1

Estudo para Células de Casais - 1ª Igreja Batista do IPS

Lição 03 – O Nosso Adversário (1)


Ministrada em 19/03/09

Texto Básico (Jo. 8.44).

Já vimos no primeiro estudo ministrado no dia 05/03/09, que em parte estamos em


desvantagem na luta contra o Diabo, porque ele é um espírito invisível e nós somos visíveis.
Por outro lado, a Bíblia nos garante: “Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes vencido;
porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo.” (1 João 4.4).
Numa batalha é necessário conhecer o adversário, seus pontos fracos, seus pontos fortes e
as suas estratégias. O diabo era um anjo de luz que se rebelou contra o Senhor e foi punido por
Deus, perdendo a sua primazia (Ezequiel 28.12-13). Ele se levanta contra tudo que esteja
relacionado com a vontade de Deus e contra todos que fazem a vontade de Deus. Ele é o
inimigo número um da Igreja de Cristo: “aquele que se opõe e [se levanta] contra tudo o que se
chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus,
apresentando-se como Deus.” (2 Tessalonicenses 2.4). Cada ação espiritual positiva que o
cristão realiza é uma punição para o diabo.
O seu caráter é maligno (João 10.10). Ele é enganador “E foi precipitado o grande
dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi
precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele.” (Apocalipse 12.9).
É o pai da mentira. “...ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade,
porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é
mentiroso, e pai da mentira.” (João 8.44). A Bíblia recomenda: “Pelo que deixai a mentira, e falai
a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros.” (Efésios 4.25).
Ele usa a mentira para iludir, enganar e destruir. É seu objetivo deturpar as verdades de Deus.
Satanás não é onisciente, onipresente e onipotente. Esses são atributos exclusivos de
Deus. Ele não sabe o que pensamos, mas, sabe o que fazemos. Devemos ter cuidado com as
nossas palavras e ações. O Senhor colocou em nosso interior o Espírito Santo, como condição
única para vencê-lo. A nossa vitória no processo de santificação contra o domínio do pecado
depende da ação do Espírito Santo. O salvo tem a mente de Cristo, portanto, tem condições
para discernir o que é de Deus e o que provém de Satanás (2 Coríntios 2.15-16).

O principal objetivo de satanás é afastar o salvo da presença do Senhor.

Leia atentamente (Tiago 4.1-10), e, descubra:


Onde está a origem das batalhas espirituais?
Como se tornar amigo de Deus e inimigo do mundo?
Como que Deus se relaciona conosco na pessoa do Espírito Santo?
Quem consegue agradar ao Senhor?
Como deve ser o nosso relacionamento para com Deus?
Qual deve ser o nosso comportamento diante do nosso adversário?
Qual deve ser o nosso comportamento diante das nossas ações pecaminosas?

Ortodoxia
Hoje conhecemos mais um pouco sobre o nosso adversário e as suas estratégias e o que
devemos fazer para estarmos perto do Senhor. De posse dos conhecimentos obtidos neste
estudo, doravante, devemos usar o discernimento espiritual na descoberta do que é de Deus ou
não. Vimos que o nosso adversário é o pai da mentira. A mentira é a arma poderosa que usa
para nos destruir.

Ortopraxia.
Diante do exposto, a nossa tarefa é dar lugar ao Espírito Santo em nossas vidas na luta
contra os desejos da carne e devemos ter um viver sincero, vencendo a mentira.

No próximo estudo, tiraremos alguns minutos para compartilhamento de experiências.

Até o próximo encontro. Que o Senhor te abençoe!