ALENTEJO – uma SEARA VOCABULAR – 19

Linguajar da Cuba Com a colaboração dos amigos e alunos da ESCOLA EBI Fialho de Almeida - Cuba

19 – CUBA

Pode ver em: http://historiaselendas.no.sapo.pt/paginas/falar.htm José Rabaça Gaspar – 2013 04

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

2

Amigos e alunos da ESCOLA - EBI Fialho de Almeida - Cuba
«Cá na Cuba temos algumas formas diferente de dizer as coisas. O prolongar de algumas palavras dá ao nosso modo de falar uma sonoridade de canto parece que falamos cantando. As diferenças, sejam os nomes de objectos ou expressões, umas são usadas em todo o Alentejo, outras são muito nossas e só cá é que têm significado. Por exemplo, os diminutivos terminam em ito em vez de inho e em algumas palavras aproximam-se muito do Latim» Nota e agradecimento: «Esta recolha só é possível, devido à colaboração dos meus amigos e alunos da EBI Fialho de Almeida - Cuba, em especial os dos 9ºs anos, que de uma forma simpática todos os dias trazem palavras e expressões novas (antigas). Esta tarefa é um pouco difícil, uma vez que muitas dessas palavras e expressões actualmente ainda fazem parte do nosso quotidiano e outras só os mais velhos ainda as usam, por isso a atenção é fundamental.»

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

3 ALGUMAS NORMAS GERIAS - Exemplos: na Cuba canito manita panito Em português cãozinho mãozinha pãozinho do Latim canis manus panis

A forma verbal no gerúndio também é muito usado: estou comendo estou falando estou trabalhando ... (brincadeirinha ) A substituição dos pronomes: eu por mim pra mim comer para eu comer pra mim aventar para eu deitar fora

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

4

Os tempos verbais onde se junta o pronome: Verbo português comer come-a vestir veste-o apanhar apanha-a mamar mama-as apanhar uma tareia levar leva-o travar trava-o conhecer conhece-la ter tem-lo trazer trá-la fazer fi-lo

Na Cuba comeza vestezo apanhaza mamazas levazo travazo conhecezia tenzio trázia fizio

A vogal i é omissa em algumas palavras e acrescentada em outras: lete leite cafei café

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

No ditongo ão, por vezes desaparece a vogal o nã * não Faz-se o prolongamento de algumas vogais no final da frase nã acreditooo * não acredito O ditongo ão é nasalado e prolongado ataaão * então

5

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

6

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

GLOSSÁRIO
TERMO origem provável CITAÇÃO / INFORMAÇÃO / Significado OBRA PÁG.

7

A abafura abalar abéspras abegão abegoaria abuínha acarear acarro aceirar

calor sem sol ir embora; ir de viajem vespas (abelhas) carpinteiro especialista em carroças oficina onde se fazem carroças borboleta da traça; borboleta pequena proteger; puxar a si; guardar dormir; descanso das ovelhas ao meio dia estar a ficar doente (a chocar alguma)

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

8

ajuntaram-se adonde adrego afalcoado agachar agastado agente água chirla aiveca ajojo adiafa açucre aconchegar alabaças alançados

quando não formalizam o casamento onde; qual sitio sorte, acaso sem força; desfalcado defecar cansado; aborrecido nós bebida fraca coisa bicuda; peças de madeira do arado arranjinho; coisa ajeitada; cunha festa no fim das obras, paga pelo dono açúcar acarinhar; abraçar agriões bravios à bulha, discussão, guerreia, em luta

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

alancem-se alandias alarve em alas alavascado alcagoitas alegrete alforrada algozo garganeiro aliviar almariado almejar almocreve amanhar amiga(o) amigados alentos

incitamento para lutarem, atiremse bolotas amargas grosseiro; estúpido ter pressa; desalvorido cheio amendoins canteiro com flores fartura; grande quantidade algoz glutão urinar atordoado; zonzo desejar; querer muito uma coisa condutor de parelhas de bestas arranjar; compor amante casamento não formalizado vontade

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

9

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

10

alvoreada (o) amagar amalateado amalhofar amanhar-se amosengado anafado ancha andaço andar à pergunta ânsias ter ânsias apaixonado apiraltado aplancar apojar apoquentado

( de paixão

pouco juízo; destrambelhada sossegar amarrado aconchegar; deitar arranjar-se; proventos ilícitos sem acção gordo empertigada; vaidosa doença; surto epidémico procurar vómitos ter vontade de vomitar triste; aborrecido bem vestido; composto afrouxar; abanar estar a ficar doente (a chocar alguma) preocupado

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

apoquentar arraiol arrecada-te arreceber-se arrefinfar arrematar arremedar arrentar arrenega arretalhar azeitonas arrochada arruma-te arrumar assarapantado assento assomar astro

aborrecer berlinde mete-te em casa; esconde-te; não aborreças casamento formalizado dar; chegar; bater desconversar; zanga troçar; imitar não querer saber troça cortes dados às azeitonas com uma faca pancada; estalada ajeita-te encostar assustado; estremunhado borras do café espreitar; aparecer céu

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

11

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

12

estar arrochado atascado atasquêro atazanado atazanar avejão aventesma aventar avespra aviar aviu avondo tê'avondo azamboeirado azarana azevia azinete azôgue

estar atordoado enterrado na lama; enlameado terra mole, lama atarefado; aborrecido aborrecer, massacrar fantasma; figura fantasmagórica pessoa alta magrinha; parecido a avejão deitar fora vespa ir às compras compras chega; basta - tê'avondo - chega já chega; é quanto basta tonto; zonzo andar tudo às voltas pastel de grão confusão; barulho; muita mexida imã

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

azôgado B baboso baboseiras babuje andar à babuje bácoro bacorinho badana bajolo balastrêra baldeadas bálhar bálho bánhar barranco barquêro bate-bate

atiradiço; afoito; valente palerma palermices, conversas parvas à espera que algo aconteça; à cata porco porco novo; porquinho ovelha velha pedra grande - leva uma bajolada apanhar com uma pedrada… lugar onde se ia dar de corpo coisas misturadas dançar baile nadar vala para as águas da chuva pedra bolo

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

13

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

14

bêços bedunguento belhalha bem-caçado bestas bical dar um bico fazer um bico bicos bispa boa-nova bodum boneca bolêta bulha burrêra

bedúm

fello /are

lábios sujo; engordurado dificuldades a falar engraçado; divertido mulas pessoa muito esquisita no comer; só petisca cair de cabeça Felação (chupar) borbulhas vê; espreita borboleta pequena e branca cheiro forte a bode; mau cheiro saliência na chaminé onde se encosta o lume bolota luta; escaramuça diarreia

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

bode

borra

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

brádar burcalhinho burcalho burgesso brandura bretoeja brinhol brocha C cabanão cabanejo quanto cabéda cabedou-me cabo de alhos cãbra cace

porco / porcalho

Chamar, gritar burro novo burro? Porco? pessoa rude, com falta de maneiras humidade comichão; alergia bolo frito ( sonhos; fartura) correia que vai da canga ao molim cabana feita no campo; choupana cesto; cabaz; cabana pequena feita no campo quanto calha; quanto dá (diz-se quando se faz divisões) a minha parte trança feita com 25 cabeças de alhos câmara colher das sopas; concha

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

15

brotar brindar

cabana cabana

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

16

cacê-te cachimbada cachola cadelo cadinho cafei cagaço cagaloso cagana cagule (o) calaceira calaceirice calatroias calma calitra calitro calhando camada

café

apanhei-te - já te caci, já te apanhei relações sexuais fígado cão; diz-se de pessoa ruim bocadinho; pedacinho Em fez de café… susto; medo medroso caganita d'ovelha; coisa pequena e insignificante o que está a mais na medida gosta de passear andar fora de casa misturas de comidas calor eucalipto de madeira vermelha eucalipto talvez bebedeira

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

Cambra canalha canito(a) cante canzear canzuada capachos capacho carepa carraspana carrapatos dar uma carrêra casa-dêntera casear canzear catrefa caxerada

canis - L

Câmara Municipal grupo de miúdos cão pequeno cantar à alentejana troçar muitos cães orelhas abanicos do lume chuva miudinha bebedeira carraças pequenas e chatas (machos) correr a direito; fugir de alguma coisa casa dianteira ou entrada troçar muito estalada; sopapo

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

17

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

18

chaga chapada charoco charola checalheirona chocalheirona cherume chibato chinfrim chinfrinêra chirimelo chumaça chumbar chumbinhos chupão cilindre

pessoa que aborrece subida ou descida íngreme, encosta frio e vento - o dia está charoco, dia frio e com vento fraco vagina pessoa que não está parada; conversadeira - anda sempre dando ao chocalho bocadinho; cheirinho; pitada bode barulho muito barulho bofetada; sopapo almofada ter relações sexuais carraças pequeninas e redondinhas chaminé pequena ; fogão de sala local onde se está a salvo na brin-

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

cisma côbro cóca calcadouro colar colhereiro colondrona composto corcocho corna correia corujeirar cruzes cobrir

cadeira da agarrada ideia fixa zona; infecção inflamatória na pele à cóca - estar a espreitar; à espera cereal que se deita na eira para debulhar ir; saltar; pular (passar de um lado, para outro) bisbilhoteiro mandriona bem composto - bem vestido andar dum lado para o outro artefacto em corno para guardar azeitonas cinto chuva miudinha; chuva molha parvos rins - dor nas cruzes - dor de rins fecundar (falando de animais)

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

19

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

20

cucharro D dar fé dá fé de tudo dado, estar demasia dempelão derabado desalvorido desaustinado descabecionado desacendeu pra mim descomposto descorçoado desemaginar desencascado desfalcoado

concha em cortiça para beber água estar com atenção; ouvir; ver curioso estar dado - cansado; escalfado troco (dinheiro) despido; nu contente; feliz estar com pressa desvairado; sem tino amalucado ficou feliz de me ver; não ter olhos para mais ninguém despido; nu; com pouca roupa desanimado deixar de pensar em alguma coisa limpo; lavado (depois do banho domingueiro) com pouca coisa; vazio

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

desfurtar deslembrado desmangaritado desmorecidinho despaliada despor destemido (a) destrambelhado dreta duvida E embêçado embezerrado embicar embleque

apreciar; explorar a simplicidade de alguém esquecido; parvo partido triste, abatido, o mesmo que esmorecido desfalecida; desmaiada; pálida transplantar (termo hortícola) respondão; refilão amalucado direita não tem duvida - sem problemas embeiçado; apaixonado; perdido de amores mal disposto; afogueado; avermelhado; amuado cair de bico; tropeçar pessoa com pouco préstimo; em-

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

21

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

22

emborcalhado emborcar embrólio empanzinado emparelhar encabranado encafuado encambulhar encalacrado encalmado encetar enchernicado enchernicar enchirido enchundias enciguêrado endrêta

pata mal disposto; azedume de cabeça para baixo confusão cheio fazer parelha; andar junto; juntar endiabrado escondido encalhar enrascado; em trabalhos encalorado abrir; iniciar comichoso; cheio de etiqueta aborrecer incomodado; cheio gordura da galinha cheio de vontade ortopedista; pessoa que arranja ossos desmanchados

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

endróminar enfado enfadado enfardar enlabaritado engives engonhar enoiro ensofrido entaloado entenguido entêrar entoiçar entrambicar entropecelado / a enxertado, foi enxovia enxúndia enzamboêrado

enganar; burlar aborrecimento aborrecido; importunado comer à pressa muito enfeitado gengivas empatar parvo fazer as coisa à pressa nem cru, nem cozido; assim, assim com frio; regelado; tolhido ficar a saber melhorar de saúde; engordar tropeçar entorpecido; dormente apanhou uma tareia mistura porca gordura da galinha tonto

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

23

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

24

esbortear esbrazeado escagaçar-se escaleira escalfa escalhabardo escalhavarda (o) escampar escanzear escapla escarnear escarranchado escarrapachado escarrolar escuma escumalha esganado esgravatar

deitar por fora com calor sujar-se escadas canseira saca-rabos ( animal) pouco juízo; alvoreada parar de chover troçar com sorriso cínico prego grande para a parede; escápula fazer troça; dizer mal aberto; pernas abertas de pernas abertas parir (prejurativo) espuma pessoa que não presta com fome mexer na terra; andar à procura

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

esgrouviado espaleado espalhar-se esparvecido esparvoêrada (o) espojar espoginho espumaredas esquero estamarrida estralar estrambalhar estramoiado estrequêra estrojar destrajar estrumêra F

de... apalermado sem alento; cansado; desfalecido cair fazer-se de parvo com pouco juízo, amalucada (o) deitar, esfregar-se no chão birra de criança cuspo aos cantos da boca chiqueiro dos porcos sem ter lugar certo estalar espalhar; desarumar refastelado local onde se deita esterco destrajar; vestir-se com fantasia vestir-se com fantasia local onde se deita porcarias

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

25

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

26

fadôr família, munta farnel fastio fazenda frajal fedorenta fêra fêrar fezes

fóina fona forrar forreta foi-se

mau cheiro muita gente comida que se leva em viagem sem apetite - ter fastio, não ter vontade de comer terras de cereal ferragial- terras de cereal quando se fazem mais do que são feira comprar na feira preocupações - é só fezes - são muitas as preocupações e aborrecimentos fona - andar numa andar à pressa poupar, amealhar, poupar o dinheiro agarrado ao dinheiro morreu

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

fogacho folga fracas fragolheteiro frajal ferragial frascal frigir fuêro fugir fugiu fugiram função G gaiva gajo gansear gangão

fogo pequeno ou fraco; fazer coisas à pressa sesta galinhas da Índia bem disposto; animado terras de cereal seara toda de um ferragial fritar numa frigideira; estrelar pau - leva um fuêro: bebedeira correr quando os namorados se juntam sem realizarem o casamento boda; festa de casamento ferida; ferimento ligeiro aquele homem andar sem fazer nada o que anda aos tombos - ir de

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

27

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

28

ganhão ganir garganêro garofos gaspea gernos geva Giraldina, andar na gironda gomitar gomitos gorpelha gotêra gramá-lo

gangão, cair; ir aos tombos homem que trabalha no campo choramingar ganancioso, quer tudo; glutão, algozo manjar de cabranitos novos remendo no sapato (de lado) Géneros… ir aos gernos - ir à mercearia - loja coisa que está mal feita; porcaria vadiar; passear pessoa que gosta de passear vomitar vómitos espécie de cesto grande e baixo para carregar palha quando chove dentro de casa pelas telhas; ferida na cabeça aturar; aguentar (diz-se quando

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

granada grisa guerreia guita H hãam horta hortejo I ideia impar indispositado indróminar injuriado instrumento intressêro /a

não se gosta) jantar de grãos fome briga; luta; discussão corda; linha (usado para conversas) não percebi; não ouvi (o mesmo que: diga se faz favor) pomar dentro da vila horta pequena ( no campo) juízo; memória; lembrança… passado de ideia - maluco gemer indisposto; agoniado enganar com conversa ofendido pénis pessoa agarrada ao dinheiro

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

29

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

30

intricante implicativo J janta javardo jogar judear L labarito lambefe lanzêra lanzerão lãzudo larada lête lenguenhando

EscolaBI FA - Cuba

aborrecido almoço porco atirar; deixar cair embirrar; implicar; brincadeira de mau gosto gritaria; barulho estalada; bofetada preguiça preguiçoso gadelhudo; com muita lã, perguiçoso porcaria rala Em vez de leite empatando; querer fazer coisa nenhuma

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

leite

EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

larilas linhada * lombrigar luzerna M machinha mainante moinante magana malaquéc malga maltez mancar mandados mamou

efeminado; homem com modos femininos ninhada ver ao longe raio de sol que passa entre as telhas mão cheia homem que não pára num lugar que anda a monte e não faz nada… velhaca (o); malandra (o); engraçada (o) doce frito das feiras tigela pessoa ruim; malandro ver Compras; ir aos mandados - ir às compras Tareia; mamasas - bato-te… já as

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

31

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

32

mananau manageiro mangar manitas manso manual marafado (a) marafalhas marau maré márenguinha arenguinha arenguinha márenguinha mariola marrã marrafa

manus L

mamou - já levou uma tareia… velhaco; malandro o que manda troçar mãos sossegado meloal aborrecido; zangado sobras de lenha ou de madeira malandro vento oeste, que ajuda a limpar o cereal coisa ruim; não acredito; não interessa coisa ruim; não acredito; não interessa malandro porca risco no cabelo ao meio ou de lado

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

masmorra masseirão mê melégada malêtas Melicia melhadura merenda merendeirinho mestre metétos mezinha migalhar migar migalhêro migas

maleitas
alcunha

(penteado) sonolência gamela da comida dos porcos meu coisa mole doênças pequenas; agarrado ao dinheiro; avarento ( nome de homem cá da Cuba) gratificação; gorjeta refeição a meio da manhã pão com linguiça tratamento respeitoso a homem mais velho; homem com ofício caretas; palhaçadas medicamento caseiro; tratamento fazer pedaços pequenos ( pão, carne verduras) mealheiro ver receita… comida com pão es-

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

33

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

34 mijalosa (o)

mijanêra mixórdia moceira moenga môias moitão mole molura mondrongo monde-via a modos de...

migalhado (migado) no pingo da carne frita pessoa que urina muito… é uma mijalosa qualquer… pessoa com pouco valor vontade grande de urinar comida mal feita; travia (?) morraça - entre os dedos dos pés; no corpo; etc aborrecimento aborrecer; nã me môias = não me aborreças monte; muita coisa sem acção; água mole = água quente ou pouco fresca preguiça; sem vontade murro; estalada porquê? porquê?

EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

monte moreias morraça morrinha morselice muginando munto N nalgada nalgas nervoseira nino (a) nhanha nhôra? numbaro O ô consoante

casa no campo montes de trigo na eira, para serem limpos porcaria chuva miúda, nevoeiro masmorrice; triste chuva miúda ( molha parvos) muito palmada; açoite nádegas estar nervoso menino (a) sémen diga lá; não percebi - expressão usada para se repetir número na altura certa

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

35

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

36

obrar ontiagora opa ougar oxaria P pachorra padiola nádegas palafrão palhaça palmoeira pana pandelêro panito pantaminêro parelha partes

defecar; dar de corpo ainda agora roupa; vestuário deitar água no chão para se poder varrer arrumos de coisas velhas paciência maca rabo vaidoso; gabarola queda; cair pó das ervas pano; guardanapo homossexual pão pequeno mentiroso; aldrabão par de bestas ou cavalos órgãos sexuais

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

panis L

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

parte, fazer uma parente paspalho papelêro pasmacêra paveias pêa peia peado pé de burrico peça pelam-se por pelintra penar perfêto pergunta, ir à

pregar uma partida; brincadeira pessoa da família mas já afastado parvo engraçado; fingido parado; sem animo molhos de grãos prontos a serem debulhados baraço, correia ou corda com que se prendem os pés das bestas ter as pernas presas rebento das árvores (oliveiras) que nasce junto à raiz cambalhota; queda gostam muito pessoa sem préstimo sofrer pessoa jeitosa - normalmente gordo procurar

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

37

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

38

pêxoada pial piela pinguenhar piorno, sabe a piquirrito piquirrichitos pisa pitarico pixote plengana pisa pôia portinhola porquêra posses, ter

poial

picadela com um pau degrau bebedeira pingar; chuva miudinha; chover pouco coisa muito amarga e mal saborosa (giesta brava) coisa pequena coisa muito pequena tareia em cima de tudo; lugar mais alto pequeno tigela baixa para as sopas uma pisa de porradas = uma tareia paga pelo serviço de cozer o pão no forno; cagada braguilha coisas mal feitas; porcarias pessoa com boa situação económi-

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

postigo pózes prantar pranto, estar em preparo presa prosa pulanito pultricando pupia popia Q quais? quarta quarta, ½… quedo

ca pequena janela na porta da casa medicamento do qual não se sabe o nome pôr choro pénis bocadinho de carne na comida conversa pequena distância, perto, pequeno salto saltitando; andar aos saltos biscoito em forma de O

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

39

quem? porção de produto alimentar metade da quarta - 250 gr quieto; estar quedo - estar quieto;

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

40

quibrado R quibradura raboleta, ir de rabolo ralado ralações ralheta resmungão rascunho rastemenga rasôira raspinga, quer ratecégo ratibana reboque

sossegado pessoa com uma hérnia hérnia cair escrementos; coisa redonda preocupado preocupações refilão; falador nojo régua utilizada para tirar o cagulo rasar o cereal refilar; despique pessoa pouco esperta; obstinado comida rápida; sobras; restos misturados atrelado de tractor

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

reguingar relêro réstia restolhice rastolhice restolho retalhar as zêtonas revinhoso Rezisto rodelo rodilha rodura S sapinhos sarracêro

zurrar de burro novo monte de molhos de trigo trança feita com cebolas… brincar" no restolho as raízes dos dos cereais que ficam na terra depois da ceifa… dar golpes nas azeitonas para adoçarem refilão; mal dizente Registo Civil remendo de forma arredondada na sola do sapato pano; guardanapo bolha no pé causada pelos sapatos novos aftas nevoeiro; neblina; névoa

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

41

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

42

sarrazina sarugas seda selada sentido sertã sesões sezoar soalheira soardo sôlo soltura sopapo sortes, tirar as sovinada

moer; importunar praganas ou barbas da espiga de cereais palha de milho com que se fazia os colchões salada pensar; ideia; memória; dar voltas ao sentido - pensar muito frigideira febre secar o cimento para se poder trabalhar estar sol estalada parte de baixo do pão diarreia estalada ir à inspecção militar encontrão, palmada

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

suão, tá surfassar T taçalho talego talha tampouco tancar tanchar tanganho tanganhada tarrincar tarro tasquinhar tê'avondo

quando faz vento muito quente do sul roçar; esfregar-se coisa grande; um taçalho de gente - um homem grande saco de pano para transportar a comida recipiente para guardar o vinho muito fazer parar de correr o sangue espetar tronco; pau; vara aperto de mão trincar artefacto em cortiça com asa para levar comida barulhos quando se come melancia chega; basta; não quero mais

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

43

estancar

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

44

tendêdero tento testóó tino tísica tóino tombaque tôrada tomatas

torranada, levar uma tralhar trambelho trambique traquitana travia

vendedor da feira juízo mandar embora ( usado para afugentar os cães) pequeno tanque de lavar roupa esticada estúpido; parvo jóia de fantasia birra; briga; zaragata tomates (tomateiros); fazer uma tôrada - brigar ou zaragatear com alguém apanhar com um torrão de terra reconhecer juízo desarrumação coisa sem valor coisa mal feita ( comida )

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

trempe trinchar triguêro trôço tronga truces trugia tujêra tojeira tuna U untar o pão unto V vaia vais valdevino valente

tojo

suporte triangular para panelas cortar a comida com faca e garfo pessoa escura; moreno penteado - trança enrolada na parte de trás da cabeça mulher mal vestida cuecas de homem coisas sem valor; porcarias cabeleira farta Mata de tareia barrar gordura; sebo para o calçado fala; cumprimento terras baixas mariola destemido; determinado; foito

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

45

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

46

vão, estou em vardascada varrasco vasquêra vasquilha vazas, fazer ventanêra ventas veras veras, de vertuoso vinagrada X xarenga

estou em jejum; ainda não comi porrada com uma vara porco de cobrição sem apetite; mal disposto; esquisito tosse das ovelhas tomar partido de alguêm; concordar vento forte nariz verdade de verdade pessoa que tem um dom (bruxo) gaspacho - comida de verão Aborrecimento; isto é uma xarenga = coisa aborrecida; coisa que não vale nada forma suave de dizer charola

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

xarifa

EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

xanfana da mana xeringar xiringa xumela Z zengorelha zorra zorra zorragada zunindo zurzir

seringa

forma suave de dizer charola aborrecer borrifador usado no carnaval almofada implicativo raposa; atrelado atrelado grande quantidade depressa bater; barafustar; zanga-se com alguém

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

47

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

48

EXPRESSÕES PEJORATIVAS C zz expressões ofensivas cadelo charola charola da mana charola d'enxundia não vale um chocalho d'erva F zz expressões ofensivas filho d'um Real cabrão

tolerado - o mesmo que cão ofensivo - deve-se dizer xarifa quando qualquer coisa corre mal

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

diz-se de pessoa com pouco préstimo

EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba

tolerado - enquanto for de um Real

EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

J zz Expressões ofensivas javardo M zz Expressões ofensivas marrã T zz testóó

ofensivo - quando chamado a alguém

EscolaBI FA - Cuba

49

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

ofensivo - quando chamado a alguém

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

ofensivo - quando dito às pessoas usado para enxotar cães

X zz Expressões ofensivas xanfana da mana charola da mana Zz

EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

50

MÁXIMAS Viva à Cuba… Homem que é homem… Saúde, Sorte e Pau nas Nalgas... Deus o cubra... Vamos lá ver Valha-me Também sou filho… Um homem

Viva à Cuba, c*na da mana! Viva à Cuba, c*na da mana! Homem que é homem, não come mel ... Terrinca abelhas! Saúde, Sorte e Pau nas Nalgas... que Deus Nosso Senhor nã pode dar tudo! Deus o cubra, qu'é uma f*dita santa! Vamos lá ver s'as Bicas inda correm água! Valha-me a pichinha do Menino Jesus! Também sou filho de quatro nalgas! para ser homem, não precisa ser alarve, ... mas deve ter feitos de alarve!

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

A zz Expressões ai nino! a modos de quem?... água russa amarrar o burcalhinho atar uma lata ao rabo até má não aqui te pilho, além te ganfo atar as nalgas com uma junça até o vento lhe junta a palha abridor d'amêjoas astro tá doente, o

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

51

ameaça - ai menino… porquê? água das azeitonas; bebida fraca ficar aborrecido quando alguém nos aborrece muito caminhar à pressa quando se gabam do que não têm pessoa com sorte penico o dia (céu) não está bom

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

52

B zz Expressões beber em vão beber uma verga d'água bem apessoado bem falante boca do corpo C zz Expressões cachimbada, já foi chamar pelo grigório composto (a), já está todo cozer a abobrada D zz Expressões

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

beber sem ter comido nada beber um pouco de água pessoa bem vestida pessoa educada; com bons modos vagina

já teve relações sexuais vomitar diz-se dos miúdos - quando a anatomia masculina ou feminina fica definida estar com medo; dar volta ao assunto

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

dá um pêdo maior cô cu dá o dito maior que o cujo dar banho dar de corpo dar fé dar fêto dar guita dão-se que nem cães deita no rego dia encabranado dormir a folga E zz Expressões ei, lé! encher as nalgas

pessoa vaidosa pessoa vaidosa ( forma mais fina ) tomar banho defecar saber tudo; curioso acabado dar conversa dão-se mal cair no chão quando o dia está feio fazer uma sesta; ir dormir

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

53

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

olha; chamar à atenção comer até fartar

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

54

escalho d'erva estar de amêjoada es/tá de balanito es/tá aviado es/tá com ela nas ventas es/tá com um fuêro es/tá com sesões es/tou-te a tralhar es/tou d'embocadura es/tou-me a'rrentar pá conversa F zz Expressões fabricar a terra fedorenta!

não vale nada; pessoa ou coisa sem valor estar de visita e ir ficando está grávida está pronto; não falta nada bebedeira ter uma bebedeira estar com febre; delirar estar a reconhecer estou aqui para comer não quero saber dessa conversa

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

preparar a terra para a semeadura alguém que se está a fazer mais do

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

fanico, andar ao ferrar o galho filho de quatro nalgas, também sou firindo lume G zz Expressões ganda desnoca ginja, es/tá gosta a tampouco I zz Expressões inda bêm não impar ir à da ...(tia)

que é fazer fretes dormir tenho os mesmos direitos que os demais vir muito apressado

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

55

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

tudo partido está velho gosta muito

volta e meia acontece gemer ir à casa de...; ir de visita

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

56

ir à pergunta ir-se agachar ir atrás do chaparro L zz Expressões lançar fora levas uma canada nas ventas levar com um cão no nariz levas uma barquêrada levar uma pedrada levas uma fuêrada levar uma porrada grande levas uma pisa de porradas

ir à procura de alguém ou de alguma coisa ir defecar; ir à casa de banho ir à casa de banho

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

vomitar levar uma tareia levar uma tareia levar uma tareia levar uma tareia levar uma tareia levar uma tareia levar uma tareia

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

levas com cuspinho atrás da orelha levas uma na tábua do cachaço M zz Expressões malhão, fiquei que nem um márenguinha, fiquei bem depois de comer matar o bicho merda meter o rabo entre as pernas mondrongo, levas um … nos cornos moço d'uma cana

desafio para uma guerreia

EscolaBI FA - Cuba

57

levar uma tareia

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

beber um bagaço de manhã o mesmo que merda Márinho ter medo levar um murro na cabeça moço valente

EscolaBI FA - Cuba

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

58

N zz Expressões nalgas que nem um frajal nã coles por 'i ... cola por 'li * nã dá mão nã dô fêto nã dô notícia nã lhe tiraram a cortiça nã foi descortiçado nã me môias nem o pai morre, nem a gente almoça nem pim, nem crô O zz Expressões

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

nádegas volumosas não vás por aí ... vai por ali bravo ; indomável não consigo acabar não sei; não conheço pessoa de feições grosseiras; feia pessoa feia não me aborreças quando a espera é grande

sem acção

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

ombros parelhos P zz Expressões panal de limpar os beços p'ra diante passarinha aos saltos passado d'ideia plantou uma figuêra pra mim comer pranta-te quedo porrada nos cornos por mor do quem? puxar a'rreata Q zz Expressões

da mesma altura

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

59

guardanapo para a frente sem sossego maluco; endoidado caiu para eu comer fica quieto; sossega tareia porquê? não dar confiança; não deixar pisar o risco

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

60

quatro nalgas que jêto têm R zz Expressões rapaz macho resposta ò casoante restolhice, apetece-te S zz Expressões ser enxertado sopa da panela T zz Expressões tá que nem ma xcorva tá bem dêxa!

também sou filho de quatro nalgas - ter os mesmos direitos nem pensar; de maneira nenhuma

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

miúdo traquina resposta na ponta da língua pronta e sem fugir à conversa queres "brincadeira"

levar uma tareia nome de comida feita com várias carnes e sopas de pão

está bom; com bom aspecto nessa nem tu acreditas

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

tás dreito! têm avondo tempo tá embrulhado (o) ter a dereta

estás metido em trabalhos basta; já chega; não quero mais dia feio; parece que vai chover ter direito; privilégios (antigamente os filhos mais velhos nas partilhas de bens) diz-se para enxotar os cães estar muito cansado estou cansado; estou cheio estou bem estou-te a reconhecer tareia grande

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

61

testó cão d'um Real tôu dado tôu que nem posso tôu pininho tou-te a tralhar tuna de porradas V zz Expressões vaia, nem uma verga d'água, be-

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

nem um cumprimento beber uma gotinha d'água

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

62

ber uma voltas ao sentido vou dar banho

pensar muito vou tomar banho

EscolaBI FA - Cuba EscolaBI FA - Cuba

Alentejo – seara vocabular 19 – LINGUAJAR DA CUBA – ESCOLA BI – FIALHO d’ALMEIDA

63

trabalho realizado por @ JORAGA Vale de Milhaços, Corroios, Seixal 2013

JORAGA JORAGA

contributo para uma imensa SEARA VOCABULAR – JRG 2013

64

19 – CUBA

Corroios - www.joraga.net - 2013