Universidade Anhanguera – Uniderp Centro de Educação a Distância

Atividade Prática Supervisionada Disciplina: Comportamento Organizacional
Prof.ª Yaeko Osaki Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Nome do Acadêmico – RA Nome do Acadêmico – RA Nome do Acadêmico – RA Nome do Acadêmico – RA Nome do Acadêmico – RA

CAMPINAS/SÃO PAULO 2013

1. INTRODUÇÃO .

ciência política. define que “Comportamento Organizacional é o estudo da dinâmica das Organizações e como os grupos e pessoas se comportam dentro delas. Como a organização é um sistema cooperativo racional. visando maior produtividade e cidadania na organização. sendo desta maneira o estudo das atitudes humanas individuais e/ou coletivas e também da sua estrutura. . porém nota-se que esses autores compartilham das mesmas ideias. sociologia. Existem diversas definições de diversos autores diferentes. DESENVOLVIMENTO ETAPA 1 – Compreensão do tema Comportamento Organizacional Definição O Comportamento Organizacional consiste em um amplo estudo do comportamento humano no ambiente organizacional. É uma ciência interdisciplinar.2. O autor Chiavenato (1999. porém com uma abordagem diferente. O comportamento organizacional visa à compreensão e o controle do comportamento das pessoas nas organizações através da integração das ciências sociais como a psicologia. p. ela somente pode alcançar seus objetivos se as pessoas que a compõe coordenarem seus esforços a fim de alcançar algo que individualmente jamais conseguiriam”. funcionamento e desempenho das organizações e dos trabalhadores que nelas atuam. antropologia. contribuindo desta forma com a melhoria das habilidades humanas gerando maior eficácia no trabalho. 304).

influencia cultural e análise comparativa. explicar e possibilitar a compreensão de comportamentos nas Organizações. . ciência política. O microorganizacional ocupa-se principalmente do individuo. negociação e controle. a ciência política. mesoorganizacional e macroorganizacional onde refletem diferenças entre as disciplinas das ciências sociais. Portanto podemos dizer que a compreensão do comportamento individual ou dos grupos no seu ambiente de trabalho constitui o campo de estudo do comportamento organizacional.Já para Wagner III e Holleuberh (2003. p. a psicologia clinica e a psicologia industrial. Atualmente encontra-se dividido em três áreas bem distintas sendo denominados de:comportamento microorganizacional. o campo do comportamento organizacional tem resistido a unificação. e a economia com suas teorias sobre competição e eficiência”. O Comportamento organizacional tem suas origens no final dos anos de 1940 quando os pesquisadores das áreas de psicologia. que por sua vez possibilita identificar as variáveis que influenciam o desenvolvimento das organizações. o mesoorganizacional concentra-se principalmente na compreensão dos comportamentos das pessoas que trabalham em equipe e em grupos e o macroorganizacional diz respeito á compreensão dos comportamentos da organização inteira e tem sua origem situada em quatro disciplinas principais sendo: a sociologia com suas teorias sobre estrutura. Apesar das intenções de seus fundadores. economia e de outras ciências sociais procuravam desenvolver uma estrutura unificada de pesquisas organizacionais.6 e 7) “Comportamento Organizacional é um campo da pesquisa que ajuda a prever. a antropologia com suas teorias sobre simbolismo. conflito. sociologia. baseado na psicologia experimental. status social e relações institucionais. com suas teorias sobre poder.

apoio mútuo. Para se formar uma boa equipe. organização própria. na organização do trabalho ou em suas relações externas que cause um impacto significativo na estrutura de preços. melhoram o padrão de qualidade dos serviços prestados e trazem maiores e melhores resultados. baseando-se em princípios e valores definidos. podemos então definir inovação organizacional como sendo o desenvolvimento de novo método organizacional ou de gestão nas práticas de negócio da empresa. ou seja. É necessário que o grupo de indivíduos nela inseridos conheça os propósitos da equipe. conheçam o objetivo e o plano de ação.ETAPA 2 . onde a equipe se forma a partir de um processo continuo e interativo cujo trabalho é interdependente e tem os seguintes aspectos como suas principais características: união. interdependência e objetivo comum. ETAPA 3 – Principais características de uma equipe (CAPITULO 3) Uma equipe pode ser definida como um grupo de indivíduos que trabalham em conjunto a fim de atingirem metas comuns. na participação de mercado. além de proporcionar á empresa uma posição competitiva no mercado. . onde todos os participantes tenham espaço para expor suas ideias e participar das decisões. As equipes tornam as atividades mais eficazes.Velocidade e Efeitos das Mudanças nas Organizações (CAPITULO 2) O conceito de inovação é bastante variado e depende principalmente da sua aplicação. ou seja. na receita da empresa. é necessário que se compreenda a importância da equipe dentro de uma organização. mantendo a competitividade da empresa no mercado. Deve haver um clima mais informal dentro das equipes visando evitar possíveis tensões e desarmonias no grupo.

garantindo desta maneira a qualidade do trabalho a ser desenvolvido.  Autogerenciada: Os grupos de funcionários que realizam trabalhos muito relacionados ou interdependentes e assumem muitas das responsabilidades que antes eram de seus antigos supervisores. Segundo o autor Robbins (2006) existem quatro tipos de equipes.se ao tempo de duração. podendo ser equipes permanentes (com tempo de duração indeterminado) ou equipes temporárias (criada para atingir um objetivo específico). através da comunicação. sem autoridade unilateral para implementar as sugestões.  Virtual: Usam a tecnologia da informática para reunir seus membros.Os integrantes das equipes devem confiar uns nos outros. envolvendo assim todos os membros da equipe nas decisões que afetam o grupo. tendo seus propósitos de trabalho claramente expostos. sendo elas:  Soluções de Problemas: Neste tipo de equipe os membros trocam idéias e oferecem sugestões sobre os processos e métodos de trabalho que podem ser melhorados. mas de diferentes setores da empresa. ou seja. Já para o autor Parker (1995) existem dois diferentes enfoques para classificação dos tipos de equipes. a equipe . de maneira efetiva. e o segundo refere-se à titularidade da equipe. tanto dentro da equipe quanto fora dela. onde sua classificação varia de acordo com o motivo de formação da equipe. que se juntam para cumprir uma tarefa. fisicamente dispersos e permitir que eles atinjam um objetivo comum.  Multifuncional: Formadas por funcionários do mesmo nível hierárquico. á partir de um processo de planejamento das decisões. onde o primeiro refere .

multifuncional ( Um grupo de pessoas de diferentes departamentos se juntam para a solução do problema e alcance dos objetivos) ou autogerenciável (Os membros da equipe são responsáveis pela execução do trabalho. onde se tem regras claras e papéis definidos).pode ser funcional (Possui um líder com subordinados diretos. pelo planejamento e controle das atividades. bem como pelo seu próprio gerenciamento). CONCLUSÃO . ETAPA 4 – Eficiência e Eficácia e a Importância da Comunicação (CAPITULO 3. pela melhoria das operações.