Você está na página 1de 1

19 Março 2009

19 Março 2009 2 3 COMUNIDADES Reforçar ensino da Língua Portuguesa Os membros do Conselho das

23

COMUNIDADES

Reforçar ensino da Língua Portuguesa

Os membros do Conselho das Comunidades Portuguesas na Alemanha pediram o reforço da rede de ensino da língua e um melhor funcionamento dos consulados. As preocupações dos conselheiros foram transmitidas a Cavaco Silva no último dia da visita de Estado à Alemanha, em que participou também o Secretário de Estado das Comunidades, António Braga. Os conselheiros consideraram também necessário apoios ao movimento associativo, e o reconhecimento do papel da Federação das Associações Portuguesas na Alemanha (FAPA).

Dia dos Açores

Toronto, no Canadá, acolhe pela primeira vez as comemorações do Dia da Região, data instituída pelo Parlamento açoriano em 1980, e que este ano se celebra no dia 01 de Junho. Trata-se da segunda vez que o Dia dos Açores se celebra no estrangeiro, uma vez que já aconteceu em Fall River, Estados Unidos.

da segunda vez que o Dia dos Açores se celebra no estrangeiro, uma vez que já

Reconhecimento às mulheres migrantes

O trabalho “extraordinário” que as mulheres portuguesas estão a fazer no estrangeiro deve ser mais divulgado, defendeu a ex- secretária de Estado das Comunidades, Manuela Aguiar. “O percurso das mulheres tem sido menos visível e menos estudado que o dos homens no que se refere à expatriação”, disse a presidente da assembleia-geral da associação Mulher Migrante, no Congresso “Cidadãs da Diáspora”. A presidente da Fundação Pro Dignitate, Maria de Jesus Barroso, falou na “discrepância” do relevo dado ao trabalho de homens e mulheres.

do relevo dado ao trabalho de homens e mulheres. FUNDAÇÃO GULBENKIAN “TEM OUTROS PROJECT OS”

FUNDAÇÃO GULBENKIAN “TEM OUTROS PROJECTOS”

“Atlantic Waves” chegou ao fim

SESSÃO EM GREAT YARMOUTH

Droga e álcool em questão

NORCAS e IMPACT vão levar a cabo uma sessão de esclarecimento sobre álcool e drogas na Associação Portuguesa Heróis do Mar, em Broad Row, Great Yarmouth, em Abril, num sábado de manhã. Este é o resultado de uma das recomendações do relatório de pesquisa sobre as necessidades dos Portugueses com problema(s) de droga e/ou álcool em Great Yarmouth, 2007/2008. A sessão tem como objectivo responder a questões, esclarecer mitos e providenciar informação sobre os serviços

locais de tratamento à dependência de álcool e/ou droga. Esta sessão é especialmente destinada a pais ou encarregados de educação que queiram aumentar os seus conhecimentos na área.

A sessão realizar-se-á num sábado, nas instalações do Diversity

Centre, em Broad Row, Great Yarmouth e tem o apoio da Associação Portuguesa Heróis do Mar e da Comissão de Pais, recentemente criada pela Associação. Se estiver interessado em preparar-se melhor para aquela conversa que um dia quererá ter

com os seus filhos sobre álcool e drogas, ou meramente adquirir mais informação sobre o assunto, contacte Emília Shurmur, NORCAS no número 59, North Quay, Great Yarmouth, ou pelo telefone 01493 857249 ou tm 07833742360. Os lugares serão atribuídos aos primeiros interessados (10 lugares disponíveis) a estabelecerem contacto connosco. NORCAS é a Agência de apoio a adultos com problemas de toxicodependência e/ou álcool em Norfolk e Suffolk e IMPACT é a organização que trata menores de 19 anos.

A Associação Portuguesa Heróis do Mar em Great Yarmouth tem

como missão principal trabalhar para a integração e coesão da Comunidade Portuguesa na comunidade de Great Yarmouth.

como missão principal trabalhar para a integração e coesão da Comunidade Portuguesa na comunidade de Great

Ladrão português roubava como Arséne Lupin

Um português de 42 anos acusado de ser um ladrão sofisticado, que assaltava em plena luz do dia residências de luxo e apenas roubava bens de elevado valor, foi detido pelas autoridades. O homem, descrito como “um novo Arséne Lupin”, o ladrão francês que só roubava pessoas ricas, estará ligado a uma série de assaltos mas foi libertado sob caução. O suspeito pertenceu a um grupo de “motards” no sul de Joanesburgo, que nas décadas de 1970 e 1980, praticava roubos em condomínios de luxo.

O festival de música nacional Atlantic Waves, que se

realiza todos os anos em Londres desde 2001, foi cancelado. Segundo notícia avançada pela Agência Lusa, o promotor Miguel Santos está já a preparar outro evento de música, mas sem o apoio de entidades portuguesas. O festival contava com o apoio financeiro da Fundação Calouste Gulbenkian, que o ano passado já

tinha dado a entender que o evento estava em risco. Esta decisão coincidiu com a saída de Miguel Santos da delegação londrina da fundação. Segundo declarações do promotor, a entidade não quis continuar com o evento nem o deixou continuar a promovê-lo, pelo que está neste momento a preparar um festival intitulado LIFEM - London International Festival of Exploratory Music, que decorrerá de 4 a 7 de Novembro.

O conceito do novo evento será o mesmo que o do

Atlantic Waves, mas não contará no cartaz com a

presença de artistas portugueses. “A Gulbenkian não quer apoiar, a embaixada não quer apoiar, o Turismo de Portugal não quer apoiar e por isso o festival não vai ter artistas portugueses. É a cultura portuguesa que perde com esta situação”, disse Miguel Santos. A primeira edição do LIFEM vai, no entanto, contar com parceiros internacionais, como o Japão e a Coreia do Sul, que se mostraram interessados em promover a sua música no Reino Unido. Andrew Barnett, director da delegação da Gulbenkian em Londres, disse em Outubro passado que o Atlantic Waves “foi um grande sucesso”, mas que devido aos “recursos limitados” era tempo de a fundação avançar para outros projectos. Desde 2001, o Atlantic Waves apresentou em Londres actuações de artistas das mais diversas áreas da música nacional, como Mariza, Madredeus, The Gift, Mayra Andrade e Sara Tavares, entre muitos outros.

The Gift, Mayra Andrade e Sara Tavares, entre muitos outros. NO BRIXT ON COMEDY CLUB, 26
The Gift, Mayra Andrade e Sara Tavares, entre muitos outros. NO BRIXT ON COMEDY CLUB, 26

NO BRIXTON COMEDY CLUB, 26 DE MARÇO

A rir é que a gente se entende

É verdade, a rir é que a gente se entende. Embora a vida não esteja para grandes galhofas, o melhor que temos a fazer é pôr de lado as chatices, dar corda aos sapatos e levar tudo isto numa boa. E porque cremos no que afir- mamos, aqui deixamos o convite para irem assistir ao espectáculo do António Raminhos, do Carlos Moura e do Miguel Ribeiro, três jovens pouco convencionais e muito menos formais que vos farão rir. E, olhando atentamente o estandarte português do cartaz promocional que publicamos, é de crer que esse riso seja mesmo a bandeiras despregadas. Pois é, estes

três rapagões, que não são mosqueteiros nem estarolas, depois de vários sucessos intramuros decidiram que os emigrantes merecem um pouco de alegria, a vida não é só trabalho, overtimes e breaks. Vai daí, vão apresen- tar o seu espectáculo no Brixton Comedy Club, no dia 26, às 21 horas. As piadas são à portuguesa, com todos, embora haja momentos para inglês

e ouvir. Não falte, não fique a chorar quando se pode rir.

ver

PUB.

com todos, embora haja momentos para inglês e ouvir. Não falte, não fique a chorar quando
com todos, embora haja momentos para inglês e ouvir. Não falte, não fique a chorar quando