Você está na página 1de 11

Arcose ângulos

Sêjaumâ circunferênciâ

decentro 0 sobreâ qual

tomamosdois pontos distÌntos,,4

e 8. A seguir, aindã

sobrea circunfe fên cia, lomemos um terceiroponto,

M,distÌnto dos enterìores.

Vejamosagora doìs casos partÌculares:

>

SeÀe I sãosimétricos

em rêlaçãoao

centro0,o

segmentoÃE é um diâmêtroe cãdaum dosâf-

cosiguais é umasernicircunferência,

ouum arco

qe meâv0tÌê,

Relativâmente

a/ e 8, M apresenta

duas possibi-

lidades:

  • a) situar-sena parte assinalada

na figura (o pefcur-

somaÌs cuÍto entre,4 e 8);

  • b) situarsena outreparte, não assineladã (o per- cursomais longo entfe,4 e 8).

Nocaso extremo deÁ nào serdistinto

de B

isto

é,Ásero propr o B-. o ârcodêteÍmindoo

é a ci.

cunferência(ou arca cle umãìvoltâ),

e a outrapãr-

te chama.searco nulo

Cadauma dêssâs duãs partes em que fica dìvidi

daa circuníe"èncie por dois de seus poltos é cha-

madaarco de circunferêncla. Nocaso, temos os ar-

cosÁúÈ e ÁúìÈ,ambos com extremÌdãclêsÁ

e B.

Vêzpor outra, poderemos escrever simp lesm en-

te @ comono caso da Íigura âbâixo, que não deixâ

dúvida.sobrê

a qualarco fãzemos referêncie

Devemosnotar que,quando da constfução de

ârcos,ficê implícita a exÌstênciãdê um ângulo cen-

tÍâlcorÍêspondentê

a cadaãrco tomado,

esg

Comornecl ir um arco

Umarco comporta duas modâlidades

de me-

dição:

angular

AcÌrcunferência

compona q!atro arcos de 900:

Deíâto, o afcototal de

qualquer c;rcunferência

vâlê3500.

Amedida de um arco é iguelàmedida do ângulo

central corrêspohdente;

elaindepende

do raiocons -

oeTa00.

llneâr

Vamosdereíminâr

o rìenor ánsuto c[ Íorma-

d0entre os pontêiros

deum relóqio êo marcar

a)2h30Ínrn

Trata-sêdê mediro comprirnento

doarco; essa

medidadepende

do raio da circunferência

tomada.

L-

l

ouandofalamos cle ì L deum àrco. consi-

deramosa medioâ angulàr ouando nos rêferi.

mosàmedidâ linear. usanos n

-1

êÍCO.

r

''

de

ü=90ô+x

x -30min

30o-50

60

d.=, 900{ 150 1050

d=

otbh55íì"tn

min

untdadesde m*dldasdÈ

arcose ãnËutrls

0uêrdo'redinoso conpÍirìentode um ârco,â

unidâdeadotada é amêsrre -,1tdade tlinêâÍrdo reio:

metro,centímetÍo, milÍmetro, etc.

c{ = 1200+x

 

,/

,16,

Aotratarmos dâ medidã(engular) de um ârco,

x

-smln

adotamoso grau (o) ou o radiano(rad).

300-60

 

min

r

3!

_..

5_z.s=2.:0,

'.

LJg-êu corresponde

â =;:- dècircunferènciâ

nâ

,_

bu

o=1200r 2030 -122030'

quasê encontra

o ârco a sermedido.

410

  • 0 radiãnoé o arcounitário cujo comprimento

é

Ìgualao râio dâ circunferência

naqualse encon-

trâ0 ârcoa sermedtdo,

-= râd 180"

Asstmj x

_ -:_

7tÌad

e X=300

Angularmente,

â rnêdide

de urn ârco é â mesma

doângulo centrâl correspondentê. Elâé independen-

tedo raio do círculo.

Comoo comprimehto

deuma circunferênciâ

vâlê

?ltt,o ftio t"cãhe"2Tvezes nesse comprinìênto.

Aìnda,se e um raiocorrespondê

um arcode

  • 1 radieno,é correto que em umâ voka comple-

tâ há2?I radiânos.

Assim,2rr radÌanos

equÌvalem

â 3600.

ztt râd -

tr

rad -

arâd_

-t

f.a-

't

3600

1800

|

|

90" I

so" l

--

1100

teõJ

0bserveque es medidas

dos arcos sào iguais

àsdôs ângülos centra ís torrespondentes,

lnde-

penoenÌemente

d0

c0mpnrnent0dorat0.

L

7;,6-

45o

i

  • 0 cornprinrentc; deurn arco

observeâgora as duâs fiBuràs a segLireveja qLe

o comprimentodê um ãÍcodependê do râioconsidê-

râdo.

Paratransformârum

ârco de 30o (ou umân-

gulode 30o)em radianos.

estabelecemos

â rê-

grade três simples:

n rad-

1800

oai. " = 3ol^I-Éd

-tõu'

-"=rr.6

b

Demodo inverso,

pera transíormara

medidâ

deum arco oef

rad {ou umaneulo

oe f

rao)

éÍngraus, devêmos

estabelecer

a regfa de três

simples:

 

fi rad

1800 rr

 

-

{rad

-

x

7-X.t

Ì\4antidoo ângulo centrâ1,

o cornprimento

de um

arcoé diretamentepfoporcionalao

ràio da circunÍe-

fêncìaem que o êÍcoé tomado.

Pãrâdêterminar

o comprimento

dê um ercode cir-

curfurè1ciaadotàmoso

procedimento

degcrito

asegLil

Essâfórmula é usadapara calcular o compri,

mentode um ârco de circunferência

em função do

faioe doânguJo

central cofrespondente,

medìdo em

graus.

SendoAôBoângulo centfalde mêdida d rede ÁB-

o correspondente

arco, de comprìmento

í, podemos

estãbelecef

â regra dê três simples:

cornprimento

medda

r -

1râd

(

-

q.nd

quenos fornece

a retaçã0, F

t

I

0 comprirnento

I

de um ârco de Z2ô sobre

umacircunferêncìa

deI

cmde raio é dàdopotl

(_72oIn_t6n

180"

=sJa

/r

  • 5 = 3,2?r crô <10,048 cm

Analisandode outfo modo:todo

ârco de 720

.ede a quinrapane ({ry

= 22oldocompri.

mentoda cìrcunÍerêhciâ

emque êstá contido,

Co|noC = 2rÌr= 2'I,8 = 50,24crn, o arcoí

meoef de50,2+ cm, ou sejâ, 1- 10,048cm.

Essafórmula éusadâ para celcularo

comprimen-

to de!m afcode circunferência emíunção do râio e

do ânBuo cêntralcorrespondentê,

medido em

radtênos.

vêlelênbrar qüe, sendo r o rêioda circJnferén-

.iã

rlê

Ih

.'r."ln

rôh^c

. I C = 2fr I eoco"rp.:mêntode

crrcunferé.ciaj

Paramedir o comprirnento

deum arco, dado em

grauso ángulocent ra I correspondê ntê, deve sercon-

sÌderadoo comprirnento

dãcircunferência

daqualo

âfcofaz parte e quâlpãrcela do arco total (de 360o)

representâo ângu ogentraldado.

Comesse fìm construímos

â regra detrês simples:

:

.l

.

I A=nÍ

t=t,z

"

c-l

c-l

le a áreado ciículo.

..

";.,,r^

lô.;.â

r.

ax------\

a.

,/\

^

/\'

/\

!

"

\.à7V

\

/

ci.cult€ré.c,s

l

l

ll

360" -

a

_(

2nr

360" =?L.=f;=@l

í

l-

180" I

e1ã

t

ffi

exercrclos

Pâraesta série de exercícios,adote ?r = 3,14,quando

 

#

Ìad,70o, + rad, .:

rade I00"

 

necessário.

 
 
  • 9. Determineo comprimentoaproximado de um

 

1,

Determineo menor ângulo formado entre os

ponteiÌosde um relógio ao marcaÌ:

 

arco de 600,tomado sobÌeuma circunferênciâ

deraio:

  • a) 5h40min

3h

c)

a)

1m

c)

1,2m

 

d)

  • b) th35min

3h45min

 

t

2. C"l.uÌ.,

gr"o., o menorângulo, em cada

 

DJ

JIn

d);*

 

"-

caso,formado entre os doisponteiÌos de um

  • 10. Saodados doìs arcos de 45o. Um estásobre uma

 

Ìelógio quemarca:

circunferêncìade 3 cm de Éio; o outo, sobre

  • a) c) 3h42min

2h50min

 

uma circunferênciade 4 cm de diâmetro.Com-

  • b) d) 18h30min

11h50min

pare

essesârcos:

 

3"

llUC-n1

Cul.ol. o ân8uìoentre os porteircs

a)

quantoà medidaj

do reÌógioàs 4 horase 20minutos.

b)

quantoao comprimento.

 

lJrsDorÌÌÌaem oldem oecrercente, quà n(oas 5ui6

,AfD dafrgura abaixo.

L 1 . Calculeo comprimentode um arcoÁÈ defini

 

+.

 

do em uma circunferêncìade raÌo 8 cm por um

medidas,os arcosAB, ABC, CD, ACD, BCD e

ângulocenÍal AOB de 120o ..

 
 

Í?

.

Determineo comprimentode Ìrma circunferên-

 
 

cìa de raioÌ

 

a)

t0 cm

b)

1m

 
  • 13. Dadoum círculode área:

 
 

a)

113,04m'z, calcule o comprimentode sua

 
  • 5. Á, B, Ce, sãopontos situados sobre uma circgl-

 

circunferência.

 
 

ferência,de modo queAB < BC < CD < AD.

 

b)

78,5cm2, quanto medeo seuperímetrc?

 

Esboceuma representaçio para e!\a situâçáo.

Í4.

Achea áreade um círculo:

 
  • o. lxPÌrmaem úctranos:

 

a)

deraio 1l cm;

 
  • a) 30'

  • d) 8)

2r0o

zo'

b)

cujoperímetro mede 28,26 cm.

 
  • b) 1s.

  • e) 270a

h)

r50.

  • 15. qud e o comprimentode uma circunêrência \e d áreado cÍrcÌtlocorre.pondente

po55uì nu

 
  • c) 120"

  • f) 300.

  • Z. Exprimae- graus, a)

{

rad

  • b) frad

.) f;'"a

a) *

rad

e) 4!

rad

'4

h) rf:

rad

8, Disponhaem ordem crescente

as seguntes me_

didasde ângulos (ou de arcos):

mericamenteo mesmovalof

16.

Determineo comprirnentode um arcoG deíì-

nido em uma circunferênciade úio 6 cm por

um ángulocenlral AOts de

-

-

llÍ

Ë

ràclranos.

  • 17. Em um dadoinstante, a distânciaque s€para dois corredores,em uma pista circular de 32 m deraio, é de25,12m. Determine,em radianos, a medidado arcoque os sepaÌa nesse instanÍe.

213

  • 18. Àche o raio da circunferênciade centro (J de cadacasoi

a)\b)

-//\

o{*

),'".

v\ ,/

\

oóo

l',"-

,/

  • 19. Considereas respostasdo exercícioânteior

responda:

â)

Qual é o

b)

QÌral é o

arcode maior medida?

arcode mâiorcompdmento?

án8rüoA(Jts por I, a ired iríigada.Ìepresenrada

pela parte cinzado setot circÌrlar,seÍá uma

função Á, que dependerádo valor de 0, com

0 < 0 <

mine:

2,!.SeOÀ = I m eAC = 3 m,deter-

a)

b)

â expressãomatemática

para a funçãoÀ(0);

o

valor de e, emg,'drs, se a áreaiÌrigada for

de 8 m2. (Para facilitaros cálculos,use a

aproximaçãoÍ = 3.)

t

  • 20. Um pêndulode 15cm de com, primentooscila entreÁ e B des- crevendoum ângulode 15o. Qual é o comprimentodâ trajetória descritapela sua extremidade entreÁ e B?

1

A

'7 \,'

i1

{-B

0 ciclotrigonométrico

Fixemosdoiseixosperllehdicularescruzândo-se

em0e orientâdos

con Ío rme asindicâçõeS:

ovenrcat,

comsentído para cimâ, e o horizontal,para a direitâ.

  • 21. Um automóvelpercore 157m em uma pistâ cìrcular,descrevendo üm arcode 72o.Determi- ne o raio da cura.

22.8r.r"u" emgraus e em

a

radianosas medidas dos

anguros centras tofiÌLa-

628 cm

f

,

  • 23. As duaspolias da figura abairo giram simulta- neãmenteem tomo dosrespectivos centros, por estaremÌigadas por uma coreia inextensivel. Quantos grausdeve girar a maior polia para $1e a menoÌ dê uma voÌta completâ?

Sobreosistema assim descrito tomemos

um cíÍ-

culocom centro 0 e raiounìtário.

vâmosâssociar

a

câda ponto dâ circunferéncia

umnúmero real. Para tanto, faremos com que um

pontoP desloque-se sobre ela a partirdê.4 - ini-

cialmenteassociado

ao número zero -

nosentido

ânti-horário,

considerado

posìtivo.

. 0snúmeros em algârismos

romanos

referem-se

aosquadranles,

que são as quâtro partes em que se

divideo círculopor meio dos dois eixos.

  • 24. (vunesp-SP) ,5 figura mosta um sistemamtâ

tivo de irrigaçãosobre

umâ regiãoplana, que

gìraem torno deum eixo

o

vertical perpendicularà

região.Se denotarmos â

medidaem râdianosdo

NUmerosreats assoctacÍos a

pontosdo ciclo

Comor = 1,o comprirhentodacìrcuníerênciâ

é

2]I,o quêgarante que a câdâposiçào de p, ouseje. a

cadaponto dâ circunÍerência,associâ.sê umnúmero

reâlpertencente

aointervalo

[0,2n[.

7L4

ffi

exercíciosil

c

\

o

E 2ft

  • 25. Construaum ciclo tdgonométÍicoe marqu€os pontoscorresporÌdentes

aos números O, {,

f,

f

e f

. Para justficarsuâ conrtruc;o. ul ilize

ângrÍosou outra indicaçãoescÌarecedora,
2

tu

Porexemplo,

ao ponto C associa-se

o número ttr;

,?t

Réâssociado

a

1l.Déassociadoa]leaopontof

seriaâssociado o número2t!, quênão pertence ao

tnÌerval0.

oualseriao númerorealassociado

aoponto Pda

figurâ?

c,o.

taçao mesmopâra 05 nümeros l,

sfi*5r

l1n

" -6

27.,tgnpepo.quadranteospontoscoÍesponden-

tr

resaoç numeros

,

reaìs ô

21r 31r

5rr

7E

ls't

7'5'9':tr'

tr'

4n

7fi"

3.12,3,4,.,

^ l6E

 
 

9'

  • 28. Sejamos pontosP e Q mostradosna figura abaüo.

t

Pormeio do ângulo de 120o(expresso

porAôP),

constâtamos

que Ptêríâ percorrÌdo

um terço de volta

/

1)ìo

li;b

r\

= àJ. assim,â ele seria associado, então. o

nrlmero $.

a J.

Domesmo modo,

associamosonúmerof,ao

pontoQ.

"_=_B "^

360F

L=.L.n=!.zn

4

4*

A

Qual é o númeroreal õ

com0 <x<

21tr,assocra-

do ao porÌto P?E ao ponto Q?

Lscreva,emcacl, câso, a íetaçaode poslçao ex$-

tenteentre os ponlos coríespondenles

àos nú-

merosdados:

.n3n

 

-'

2-

2

L\

35

_Lt!

-'

4

' -

4

mela

voiia

voltâ

-

comp êla

JU. Determine,em cadâcaso, no ciclo trigonomé-

trico,a distânciaenüe os pontoscorresponden

Dessâforma, a esteciclo, cujos pontospodemser

âssociadosa números reais, châmamos ciclotrÌgono'

mê1nco,

Porenquanto, trâtando apenâs do intervâlo

esÌudâremosà Ìr'go.cma.-:ê

dèo rrìé

[0.2Í[.

volta.

tes aos números dados:

 

.n5tt

,,

5ít

-

7tt

2tt,

5!metrias

Nocjclo trigonométrÌco,

interessam-nos

direta.

'ììe-te Ì'éslipos de simetria,

a sàbe.: eÍr. Íelaçao ao

eixovertical,

em relação ao eixo horizontal

e em rela-

ção aocentro.

Parao estudo de cada umâ dêlãs, tomaremos

um

afcode medìdâ o, do l9quadrante.

F

Simetfiaem relação ao eixo venical

SejaPe extremidâdedoarco de medida o.

Emrelâção

ao eixo horizontêl,são

simétricos

ospontos P e P'(note â congruência

êntre os

ângulosassinalados).

I

2"!+

  • È- Simeìriaem rêlaçãoao centro do

ctcl0

0 simétricode P emrelãção ao eixo vertical é o

pontoP', imegem do númerot!

â,visto que os

ã^guloscenÌÍâis ascinalâdos

nâ !igL.ê sào

congTuenles.

Notandoque tt - + -

"j:, ospontos P e P

sãosimétricos

em relâção ao eixo ve(ical.

Quandodois pontos são extremìdades

opostas

deum diârnetro,

corno Pe P'da Íigurã, ã diferen-

ça eatre0s rúmercscorrespondentes

vale tT.

0s pontoscorrespondentes

aosnúmeros

e

+

oo

+

sàosimérricos

(os ànqulosassinala-

dossào opostos pelo vértice):

È" SimetrÌâêm relâçãoao eixo horizontâl

?n _Í

_6Í

  • 666- -r

s

 

\

.o

 

(",

wffi ex*rüíflilü$ffi

Levândoern conta a congruênciaentTe os

ân-

gLrloscentrâis âssinelados

nâ figura, podemos

aíirrìârque o núneroque po\sui image-r sime-

tricaà ìmagemde d é o número2'I- â.

.?.ç,\4àÌque no ciclotrigonométrico 05 ponros cor.

re\Pondenteìdoi número\ ;

simetda, se houver,

e ï.

CilÊ I

3:"5

t

32.

Procedada

-""mu

formapara:

Íl

-

3rl

b)

Oen

ll

ìl

.)

f)

fi

22

-3fi

2rr

-

3"3

4rr

33.

A que valoresda

primeira volta se refeÌemos

pontos Q e Q' da íìgura abaixo?Há

metÍia?Cite-a.

algumasr-

34.Sabendo-seque P e P' sãosimétricos em rclâ-

çào aoeixo hori/onlal. d quer aìorcorroponde

o pontoP?

1!I

3 5. Àssocieaos pontos assinalados

osnúmeros cor-

respondentese cite as simetrias entre os pon-

c {

3d)-.

o

)

a)

/

^";"

q

,,,,\

^

I

b

,/'

'i \--60j

\

íáood

a\

r

IGFtGts devestibulares

Í.

(U. F.ouro PÌeto MG) Um ciciistade uma prom de

resistênciadeve percorrer 500 km em torno de Ì]ma

pistacircular de raio 200m. O número aproximado

de voìtasque eledeve dar é:

J.

{t L-PAìFm - Belem.Ceorge co'tuma levaÌ Ì hdle'

seuÊlho, à praçaBatista Campos. Certo dia, obs€Ì-

vândo ThaÌesbrincar no baÌânçoda pÌâça,ceorge,

que é professorde Matemática,resolveu calcuìãr ã

a)

100

c)

300

e) s00

medidado arco(AB), foÌrnâdopela trâjetória do ba-

b)

200

d)

4oo

ìm1onomomentoen q:ede

tria um roviÍìen-

to penduÌaÌ,como mostraa Êgura.

considerândoque o ângulo (AôB),

obsenadopor George,tenha sido de

30', que a medida da correnteque

í.

íUI AM) A medidrdo menorangrno central for

madopelo\ ponreüo. de um reÌogjoque e\ü mr

cando 10h30min,em graus,é:

 

a)

lsO

b)

120

c)

l(]s

3.

 

a)

e3km

b)

196km

c)

366km

4, lruuniu-n**

 

a)

502,40m

b)

l7sm

c)

1004,80m

  • d) susteÍtao balançoeÌa de 3 m e queo

el

135

lls

vaÌorâtIibúdo a r! foi de 3,14,a me-

dida de.G caÌcuÌadafoi:

(U. F. Juizde Fora-MG) Testes efetuados em üm pneu

a)

rJsm

  • d) 2,1sm

 
  • e) 2,31m

  • c) 1,89m

de corÌida constatararnque, a paÌtiÌ de 185600 vol-

la\.elepôraa.edeleriordr,podendocdu.drri'ú'd

segurançado piloto. Sabendo-seque o diâmetrodo

pneué de0,5 m, eÌepodeÌá percorrei semris€os para

  • O. íl uníei-MGìNd figurd dba .o.e'li repre5enlddoum aro cìrcdar de espessuradespredvel, em repouso,de

    • I m de raio, sendoo diâmetroAB perpendicularao

o piloto, aproximadamente:

  • d) s92kÌÌÌ

  • e) diâmetroCD e Á o ponto de contatodo aro con a

291km

supeÌffcielisa e reta.

B

sl) Umapessoa úí s loltas âo

redorde umapraça circular de 32 m de raio.Ëssa

pessoapercorrq apro(maaamenre:

  • d) 200,96m

  • e) 549,s0m

?t7

Considerando-se7. = 3,14,é coÍeto afirmar que,se

o âro Ìolar, semdesÌizar, ininterÌuptamente, pârâ a

direita,parando depois de 21,98m, entãoa figürâ

O númeromínnno de voÌtascompÌetas dâ roda

maior paÌa que a Ìodâ menorgiÌe um númerointei-

corresPondentenesse momento seÌáâ que estána a) s voltas âlAc)c c) 9 voltaj d) 11voltâs LU. Unifor-Cl)Fm
corresPondentenesse momento seÌáâ que estána
a)
s voltas
âlAc)c
c)
9 voltaj
d)
11voltâs
LU. Unifor-Cl)Fm umr cir.unÌerencjade íaio r, Jmârío
,
..
,
l,r
oe meoral
radàno.len .ompamenloôrr cm.
5
Um hexágonoregüiâr inscrito nessacircunferência
tem peÌlÌnerro,em centimetros,iguâÌ â:
a)
30
d)
ó0
b)
45
e)
75
cl
50
IJ ..
íUI-RIì Umapi.rJ de .orridd com -.5 km dee\-
í,
(Fure'r-SPl Con'.dereum ,:rcoAB de I l0' nuÌJ
tensãotem â forma de uma cu a circdâÌ fechâdâ.
circulqència de réjo r0 crr. Con<ide,e.r
rs!
ir. um
Um ciciista é capâzde fâzer o percursocompleto
aÌco AB'de 600 numa circüÌìfeÌêncìâ de
râio s cm.
em 20 minutos, enquanto um coredor o fnz em
uaorndo seocomPr-menÌodoirco\lJ perodo rco
meiahoÌa. Considereque o ciclistae o corredor
AB' (ambos medidos em centínetros), obtém-se:
pàrrdmdo 'rìe(mo ponloÁ dd pisrd. no mesmo inr-
.
11
11
tante,âmbos mantendo velocidades consiantes ao
a)
cl-
el
Lr
Ìongode todo o peÌcurso,porém d€sÌocando-se ern
-
\entidorconrririos. O Ìempominimo nece5sario.
2
d)ï
em minutos,para que ambos voÌtem ase €ncontrar
é iguala:
õ. íUt 5E'Srbe-se
que o comprinenrodo d'. o ACB.
â)
10
c)
13
destâcadono cÌÌculode centro o. éïcm.
b)
12
d)
rs
lí.
íUl-Co\ De'ejd-rema,cl nJt rraje.orü5cir(Ja-
rer.oncênni.Jt.
represenldús
nafigura abalxo.
o.
pontos A e B, de modo que dois móveispartindo,
respectivâmente,dos pontos Á e 3, no sentidoho-
rário,mântedo,senamesmâtrajetóÌiâ,
percorram
A
Chl
distânciasiguaìs até â linhade origem.
Nessascondições, a áÌeado círculo,em cenúmetros
a)
67r
c)
9n
b)
d) Ì27.
J.
íU[
-R]\ìNo pÍororipo
ar.iso de una bicicleld.,on
foÌme figura abâüo,a roda maior tem 55cm cleraio
€a roda menoÌ tem 35 cm de raio.
F
3
Considerando-seque o ponto Á deveráser marcado
6
sobrea linla de origem a 8 m do cenrroe o ponto B
ã
a l0 m do cenrro,o \ âlordo angulo o"em grau",'era
iguaÌal
a)
30
d)
ó0
b)
36
e)
72

t

2ï&

13.

1v*."p srl Ëmurrr jogo eletrônico,

o "ÌÌìonstrc'

tema foÌmade um setorcircular de raio I cm,cono

mostraa figìrra.

14,

Apartequefâltn no círculoé a bocado "monstro'l e

o ângxlode abertura m€de I radiaDo.O perímetro

do "ÌìoDú!o'lem cln,é:

â)nl

c)

2Íi

b)

r+1

d)

2n

1ruu""t-sr; No-u .ircunferêncìa,.r é o comprimen-

to de arcode +

Ìadianose q é o compÌimentodâ

secantedeterminâdâ por exe arco,como ilustrado

nâ fisura abairo.Então, â razâo q

é i$al

a

+

Ììul-

tipLicadopor:

 

x)2

b)

'v1+2\r3

c)

'V2+\13

d)

a2 + 2\13

e)

"v3+!3

t

(dianteira)medindo3dm,oraiodarodamenormedindo2dÌìeadistânciaentÌeoscentrosÁeBdas

rodassendo 7 dm. As Ìodasda bicicÌetd, ao seremapoiadas no solohorizontaÌ, podem seÌ representâdasno

pÌano(despr€zando-se

os pneut como duascncunferências, de centrosÁ e 3, que tangenciama reta I nos

ponrosP e Q, como indicadona figura.

  • a) Determinea distânciâentre ospontos de tâÌìgênciaP € Q e o

lor do senodo ânguÌoBpQ.

  • b) Quando a bicicÌetaavança supondo que não haja desÌizaÍnento,se os raiosda

rodâ maior descrvem

um ângulo de 60', determineâ medida,em grâus,do ângulo descÌito peÌosraios da roda nnor.

CaÌcule,também, quantas voÌtas terá dadoa foda menor qüândoa maio! tiver rodado80 voÌtâ.

  • 2. Uma perguntacom três respostaipossíveis, Á, B e C íoi Ìespondidâdâ sesuintemaneira: 22,rolo dos entre-

vistadosrespondeÌam Á, B foi a respostade 33,37ôdos pesqúsadose os demaisÌesponderarn C

Paraconstrúr o gráfico de setor€srelativo a essasituação, tomâÌnos um círculo com raio unitário e os

ânguÌosmedidos em ndianos. Respondâ:

  • a) Quais ar rnedidasdos ânguÌostomados na consúuçãodo gráfico?

  • b) Se7 200pessoas responderam Â, qual foi o universopesquisndo?

  • c) Qìral é, nessaordenÌ, a razaoentre a medidado segmentoque une asxtremidades do arcorelativo às resDostas-8e o comDrimentodesse arco?

,:t.'i:7