Você está na página 1de 2

Rio de Janeiro

Brasil

As sete atitudes dos bons ouvintes

Em dois artigos anteriores “Você está me ouvindo ou apenas aguardando sua vez de
falar?” e “Os seis maus hábitos dos ouvintes desatentos e ineficazes” abordamos as
atitudes e hábitos que podem afetar negativamente nossa atenção e capacidade de
compreendermos as mensagens que ouvimos. Neste artigo veremos as estratégias para
nos tornarmos ouvintes atentos e eficazes.

A chave para nos tornarmos bons ouvintes é assumir um comportamento ativo, saindo da
passividade. Uma pessoa com bons hábitos de ouvinte se concentra no orador, interpreta
suas palavras, avalia seus significados e responde efetivamente. A lista a seguir apresenta
as sete atitudes chaves para se tornar um ouvinte atento e efetivo.

1. Procure por áreas de interesse

Motive a si mesmo perguntando: “O que há de bom e interessante para mim?” Preste


atenção e se concentre no orador procurando idéias, pontos de vista, informações e
comentários interessantes e valiosos.

2. Julgue o conteúdo e não a pessoa

Mantenha uma atitude positiva e focalize o que está sendo dito – o conteúdo da
mensagem. Não deixe sua concentração ser desviada por falhas irrelevantes no
desempenho do orador, por sua aparência ou por seus sentimentos em relação a ele.
Mostre respeito pelas pessoas e aceite as diferenças.

3. Segure seus julgamentos

Ao ouvir idéias diferentes das suas, evite reações apressadas de defesa de seus pontos de
vista. Tenha paciência, espere o interlocutor completar seu raciocínio para que você possa
compreender integralmente o seu ponto de vista. Mantenha uma mente aberta e respeite
os sentimentos e o direito das pessoas terem seus próprios pensamentos.

4. Focalize as macro ideias

O bom ouvinte procura identificar e focalizar as macro ideias da mensagem ao invés de se


concentrar em cada palavra. Ele procura pelos princípios, conceitos e suposições nos quais

Elaborado por Jairo Siqueira Blog: http://criatividadeaplicada.com Email: siqueira.jairo@gmail.com


Rio de Janeiro
Brasil

o orador fundamenta sua mensagem. Esta estratégia favorece a concentração, serve para
organizar o conteúdo e facilita a compreensão da mensagem.

5. Seja um anotador flexível e seletivo

Não tome nota de tudo que ouvir, pois isto ocasionará a perda de informações
importantes. Anote as idéias e pensamentos mais importantes que expressam os
princípios, conceitos e suposições que fundamentam a mensagem.

6. Resista a distrações

A melhor maneira de evitar distrações é fugir da passividade e adotar um comportamento


mais ativo. Mantenha contato visual com o orador ou interlocutor e use expressões faciais
discretas para mostrar sua concordância ou dúvidas sobre um ponto de sua mensagem.
Nos momentos adequados faça comentários e pedidos de esclarecimentos. Estes hábitos
forçam o ouvinte a ficar mais atento de modo a ter condições de formular perguntas e
comentários inteligentes.

7. Resuma mentalmente

O ato de resumir mentalmente favorece a memorização do que foi ouvido e ajuda a se


manter concentrado na mensagem. Converse consigo mesmo coisas como: “Ah, eu
entendo; o que ele diz significa ABC; isto parece se conectar com o que ele disse sobre
XYZ”. Com este hábito você poderá contornar o problema criado pelo fato de que o
pensamento é mais rápido do que a fala. O truque de resumir mentalmente evita que seu
pensamento seja desviado para outros assuntos.

A adoção destes bons hábitos requer um esforço permanente. Após cada evento como
ouvinte, faça uma reflexão e veja onde necessita melhorar. O cultivo de bons hábitos
requer paciência e persistência.

Elaborado por Jairo Siqueira Blog: http://criatividadeaplicada.com Email: siqueira.jairo@gmail.com