Você está na página 1de 2

CENTRO UNIVERSITRIO ESTADUAL DA ZONA OESTE - UEZO

RESUMO DE QUMICA O CONCEITO DE HIBRIDIZAO DISCIPLINA QUIMICA ORGNICA Por: ALEXANDRE SENRA CLEYDE EDSON DE OLIVEIRA JOHN FARIAS LEONARDO LOPES THIAGO BARBOSA

Segundo o artigo apresentado em sala de aula, que faz ressalvas quanto aos conceitos de hibridizao aplicados no meio universitrio, autores de livros didticos se baseiam em modelos de distribuio eletrnica e disposio de orbitais sp em um tomo quando este est excitado. A teoria sobre distribuio eletrnica nos orbitais contestada nos pontos de vista de diferentes autores, e questionamentos so colocados a fim de repontuar a exatido do que nos conceituado enquanto universitrios. Os modelos de diagrama que representam os orbitais atmicos como se fossem casas separadas comportando apenas dois eltrons em cada uma delas, possuem o chamado vcio da simplificao, os autores usam como o exemplo o caso do oxignio que possui configurao eletrnica 1s2, 2s2, 2p4, onde os quatro eltrons 2 p podem se distribuir aleatoriamente nos orbitais 2px, 2p y e 2p z . No diagrama apresentado no texto de Ohlweiler (1978), os orbitais so separados em 2px, 2py e 2pz, sendo que o par de eltrons compartilhado cai na casa 2px , a questo levantada por que no caem nos outros dois orbitais? Por exemplo, os recursos grficos no modelo de Bohr apresenta apenas um modelo esttico de tomo com eltrons orbitais resultando a hibridizao numa mera acomodao do eltron numa outra posio dentro do esquema das gaiolas, contrariando o modelo quntico que bem mais dinmico. O conceito de hibridizao foi explicado por Ohlweiler (1978 p.110), mostrando que o tomo de carbono tretavalente, pois se encontra excitado e assim deve transferir um dos seus eltrons para o orbital p vazio. Paulling (1972 p 246) diz que o conceito de hibridizao possvel por meio da combinao linear entre os orbitais s e p do carbono, obtendo assim ligaes mais fortes do que as ligaes simples entre um orbital s e um p. Observamos que o CH4 (metano), tem molcula formada por ligaes do carbono com 4 tomos de hidrognio e todas as ligaes de mesma energia. Esta molcula apresenta tetradrica, e isso se deve a congruncia dos orbitais hbridos no carbono. Ficando claro que a crtica a promoo de eltrons est no sentido de alertar que a imagem projetada a de eltrons pulantes, estando e, contradio com o movimento caracterstico de movimentos oscilatrios do eltron, onde, em um movimento com maior comprimento de ondas, se pode atingir estados de energia mais elevados. O eltron classificado como pulante possui uma ideia de corte de uma parte do conjunto, sendo que todo o sistema sofre pertubao e no s parte dele. Conclui-se que teria de ser feita uma reformulao dos conceitos e dos termos usados na elaborao dos mesmos.

Ref: O Conceito de Hibridizao - Joanna Maria Ramos, Antnio Orlando Izolani, Claudio Alberto Tllez e Maria Josefa Gomes dos Santos - QUMICA NOVA NA ESCOLA.

Você também pode gostar