Você está na página 1de 16

Normas para o gerenciamento dos recursos computacionais da AEDB

Versão 3.0 20/04/1998


1. Introdução
a. Este documento tem por objetivo definir Normas de utilização dos recursos
computacionais da AEDB.
b. As premissas básicas são as seguintes :
1) Tendo em vista os altos custos e a rápida evolução tecnológica do hardware e
software, os recursos computacionais devem sempre serem utilizados no limite máximo das suas
potencialidades.
2) Os recursos computacionais são ferramentas de apoio às atividades de ensino e
administrativas da AEDB.
3) Como apoio ao ensino, o hardware e o software planejados para as disciplinas,
precisam estar integrados ao processo ensino - aprendizagem, observando as metodologias e currículos.
4) No suporte às atividades administrativas, os produtos gerados têm que estar
direcionados para o apoio à decisão.
5) As Normas de utilização dos recursos computacionais da AEDB são um documento
dinâmico, atualizado sempre que necessário.

2. Estrutura da Gerência da Rede.


a. Composição da equipe de Gerência :
- Administrador dos laboratórios.
- Professores de Processamento de dados do Colégio de Aplicação e das
Faculdades.
- Técnicos de suporte.
- Monitores oriundos do Colégio de Aplicação.

b. A Gerência da rede está diretamente subordinada ao Coordenador do Curso de Ciência da


Computação.

3. As Normas de utilização dos recursos computacionais da AEDB estão divididas em cinco partes :
a . Esquema da arquitetura da Rede;
b. Procedimentos para operação.
c. Grade de utilização.
d. Plano de manutenção
e. Plano de atualização tecnológica.
f. Segurança da Rede

Anexos :
A- Esquema de ligações da Rede
B - Procedimentos para operação.
C - Grade de utilização.
D - Plano de manutenção.
E - Plano de atualização tecnológica.
F - Segurança da Rede

_______________________________
João Alberto Mazzini Torres - Anl Sist
Adm. Lab. da AEDB

1
Anexo A- Esquema de ligações da Rede

_______________________________
João Alberto Mazzini Torres - Anl Sist
Adm. Lab. da AEDB

2
Anexo B - Procedimentos para operação dos Laboratórios da AEDB.

1. Introdução.
a. Os Procedimentos abaixo listados representam uma necessidade mínima de ações
necessárias para a operação, e correspondem ao somatório da experiência anterior da própria AEDB na
administração dos seus laboratórios de informática e a necessidade de adoção de alguns padrões.
b. Se executadas, estas ações permitirão o atendimento às premissas listadas no início destas
Normas.

2. Condições de utilização para início de uma aula.


a. Ao início de cada aula, o Professor encontrará o laboratório previsto para a sua atividade,
devidamente preparado, o que significa :
- Sala do laboratório aberta.
- Estações clientes ligadas e na tela de abertura padronizada.
( a ser definida pelos professores )
- Impressora(s) ligada(s) e com papel.
- Um Técnico de suporte e o Monitor presentes.
- Relatório diário do professor e Ficha de ocorrências à disposição do Professor.
b. É responsabilidade do professor evitar o consumo de qualquer lanche ou bebida no interior
dos laboratórios.
c. Para que estas ações sejam realizadas :
São encargos do Técnico de suporte :
- A manutenção do(s) servidor(es) da rede em disponibilidade, antes e durante
a aula.
- A configuração das estações clientes de acordo com a especificação fornecida
pelo Professor.
- Ligar as estações clientes e colocá-las na tela de abertura padronizada. ( a ser
definida pelos professores ).
São encargos do Monitor :
- Apanhar a chave do laboratório com o funcionário responsável pela sua
guarda, e abrir a sala de aula correspondente.
- Entregar ao professor o Relatório diário do professor e as duas vias da Ficha
de ocorrências em branco.

3. Condições de utilização durante uma aula.


a. Para que as atividades de ensino se desenvolvam corretamente é necessário que :
- O Professor e cada um dos alunos tenha sua própria conta, com nome do
usuário e senha, além de um diretório com o próprio nome no servidor.
- Os alunos, além de fazerem em disquete uma cópia de segurança ( “backup” ) dos
trabalhos que tenham que ser preservados para utilização futura, devem também gravá-los no seu diretório.
- O Professor coordene a utilização da(s) impressora(s) para que se evite má utilização
da mesma.
- O Técnico de suporte e o Monitor estejam sempre disponíveis às necessidades do
Professor e dos alunos.
b. Para que estas ações sejam realizadas :
- É encargo do Técnico de suporte criar para cada professor ou aluno :
- Uma conta com nome do usuário e senha.
- Um diretório de trabalho com o nome do usuário.
- É encargo dos Professores definir a senha dos seus alunos, bem como manter, sob
sua guarda, um documento que as relacione.

A senha do aluno é sua segurança contra danos aos seus trabalhos escolares,

assim sendo, sua guarda e sigilo são de responsabilidade do Professor.

3
. - É encargo do Técnico de suporte manter um Anti-Virus ativo na rede.
- É encargo do Professor exigir dos seus alunos a aplicação do anti-virus nos disquetes
ao início de cada aula. ( com exceção dos alunos que os disquetes ficam guardados com o Professor ).
- O Técnico de suporte e o Monitor não podem se ausentar da sala de aula.

4. Condições de utilização após uma aula.


a. Para que as atividades de ensino da aula seguinte se desenvolvam corretamente é necessário
que :
- Cada um dos alunos :
- “Salve” seus arquivos de interesse nos respectivos diretórios, e faça sua cópia
de segurança.
- “Feche” todas as aplicações que estejam abertas, e, sob orientação do
Professor, restaure o computador para as condições semelhantes às do início da aula.
- Recoloque as capas do micro e dos seus componentes.
b. Para que estas ações sejam realizadas :
- O Professor tem que :
- Exigir dos seus alunos a gravação dos seus arquivos de interesse nos
respectivos diretórios, e geração da cópia de segurança do aluno.
- Exigir dos seus alunos a restauração do computador para as condições
semelhantes às do início da aula.
- Recolher, quando for o caso, os disquetes dos seus alunos.
- Preencher o seu Relatório diário e a Ficha de Ocorrências, entregando ambos
ao Monitor.
- Além de fiscalizar a execução das ações anteriores, são encargos do Monitor :
- Fechar a sala, se for caso.
- Entregar a chave do laboratório para o funcionário responsável pela sua
guarda;
- Recolher o Relatório diário e a primeira via da Ficha de ocorrências, ambos
os documentos preenchidos pelo professor, e entregá-los ao Técnico do suporte.
- O Técnico de suporte deve também preencher sua via do Relatório diário.

5. Administração dos “usuários” e “senhas”


- A utilização do regime de alunos com senhas e conta individual apresenta grandes
vantagens para o bom andamento dos trabalhos escolares, no entanto, exige grande atenção dos professores.
- Tendo em vista que os maiores problemas a serem administrados são o
esquecimento da senha e/ou sua utilização indevida, os professores terão que manter relações próprias com
todos nomes de usuários e suas respectivas senhas.
- O sistema a ser implantado para administração dos usuários/ senhas e contas
permitirá :
- Realizar auditoria de todas as ações realizadas pelo usuário;
- Manutenção da configuração da “máquina” de cada aluno para utilização na
próxima aula, seja qual for o microcomputador utilizado.

6. Utilização dos recursos da Internet.


a. O critério de pesquisa na Internet será definido pelo o professor, e especial atenção deve ser
dada às possibilidades de pesquisa em apoio aos trabalhos escolares.
b. É responsabilidade do professor o esclarecimento aos alunos quanto à correta utilização
dos recursos da Internet.
c. Além da utilização em horários de aula, os alunos podem acessar a Internet para trabalhos
de pesquisa escolares nos seguintes horários :
-
d. Para os horários acima haverá uma escala de Monitores.

4
7. O Relatório diário e a Ficha de Ocorrências.
a. O Relatório diário tem que ser obrigatoriamente preenchido ao término de cada aula.
b. O objetivo deste Relatório é manter a Gerência dos laboratórios informada do nível de
execução das determinações contidas nestas Normas.
c. Na ocorrência de algum fato nas dependências dos laboratórios durante as aulas, e que gere
necessidades de manutenção de hw e/ou sw, o mesmo será registrado na Ficha de Ocorrências.
d. Cabe ao Adm. Lab., com o apoio do Suporte Técnico, solucionar o mais rápido possível os
problemas relacionados nas Fichas de Ocorrências.

8. Ao solicitar a aquisição de um determinado software que atenda a algum objetivo curricular, o


professor deverá previamente analisar a compatibilidade técnica do referido software com a plataforma da
rede da AEDB.

9. Caso o Professor necessite utilizar um recurso computacional que não está previsto nas Grades de
utilização dos laboratórios, o Adm. Lab. precisa ser comunicado no mínimo três dias úteis antes da
utilização do referido recurso.

10. Para que seja possível realizar todas as coordenações necessárias, as alterações na execução das
Grades previstas têm que ser comunicadas com uma semana de antecedência ao Adm. Lab..

11. A instalação de softwares nos micros da rede é atribuição exclusiva do Suporte Técnico, não
podendo ser realizado sob qualquer hipótese por aluno ou professor.

Apêndice 01 - Modelo do Relatório diário do Professor.


Apêndice 02 - Modelo do Relatório diário do Técnico do suporte
Apêndice 03 - Modelo da Ficha de Ocorrências.

_____________________________
João Alberto Mazzini Torres - Anl Sist
Adm. Lab. da AEDB
5
Anexo C - Grades para a utilização dos Laboratórios da AEDB.

FACULDADES
Laboratório Nr. 1

Dia/Hora 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira


19:00 Curso de ADM. Curso de MANUTENÇÃO
- Mat : Proc. Dados ECONOMIA
20:40 Mat : Proc. Dados
20:50 MANUTENÇÃO Curso de ADM. Curso de Curso de
- Mat : Proc. Dados ECONOMIA PEDAGOGIA
22:20 Mat : Proc. Dados Mat : Informática
Aplicada à Educação

Laboratório Nr. 2

Dia/Hora 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira


19:00 MANUTENÇÃO Curso de LETRAS Curso de Curso de Curso :
- Mat : Proc. Dados COMPUTAÇÃO COMPUTAÇÃO ENGENHARIA
20:40 Mat : Mat : Mat : Proc. Dados
20:50 Curso de Curso de Curso de Curso :
- PEDAGOGIA COMPUTAÇÃO COMPUTAÇÃO ENGENHARIA
22:20 Mat : Proc. Dados Mat : Mat : Mat : Proc. Dados

Laboratório Nr. 3

Dia/Hora 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira


19:00 MANUTENÇÃO
-
20:40
20:50 MANUTENÇÃO
-
22:20

Descrição das atividades de ensino de Informática

Descrição/ 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira


Dia de aula
Curso :
Conteúdo :

SW
utilizado :

Professor :

Monitor (es)

Qtde. % Horas disponíveis por dia


por máquina Total
Terminais de Workstation -------- ----- -------- -----
Microcomputadores 47 2 94
Total geral

Índice de utilização : Total geral de horas disponíveis/Nr. de usuários = 04

6
COLÉGIO DE APLICAÇÃO

Laboratório Nr. 1

Dia/Hora 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira


07:00/ MANUTENÇÃO 1º EM
07:50 Mat : Proc. Dados
07:50/ 4ª Série B EF Treinamento 5ª Série B EF
08:40 Mat : Proc. Dados RH CAR Mat : Proc. Dados
09:10/ MANUTENÇÃO 2ª Série B EF 1ª Série EF
10:00 Mat : Proc. Dados Mat : Proc. Dados
10:00/ 4ª Série A EF 3ª Série EF CA
10:50 Mat : Proc. Dados Mat : Proc. Dados Mat : Proc. Dados
10:50/ MANUTENÇÃO 2ª Série A EF MANUTENÇÃO
11:40 Mat : Proc. Dados
11:40/ 8ª Série EF 6ª Série EF 5ª Série A EF 7ª Série
12:30 Mat : Proc. Dados Mat : Proc. Dados Mat : Proc. Dados Mat : Proc. Dados

14:00 1ª Série/2º Grau 1ª Série/2º Grau


- Mat: F.P.D Mat: I.S.O
15:40
16:00 1ª Série/2º Grau 1ª Série/2º Grau
- Mat:T.P.I Mat: LP. I
17:40

Laboratório Nr. 2

Dia/Hora 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira


07:00/ MANUTENÇÃO
07:50
07:50/
08:40
09:10/ MANUTENÇÃO MANUTENÇÃO
10:00
10:00/
10:50
10:50/ 8ª Série
11:40 Mat : Proc. Dados
11:40/ 8ª Série
12:30 Mat : Proc. Dados
14:00 2ª Série/2º Grau 3ª Série/2º Grau 2ª Série/2º Grau
- Mat: Aplicativo Mat :Tópicos Avcd Mat: Banco de
15:40 Dados
3ª Série/2º Grau
Mat :L.P. III ***
16:00 3ª Série/2º Grau 2ª Série/2º Grau 2ª Série/2º Grau
- Mat: Aplicativo III Mat: LP. II Mat: T.P II
17:40

Descrição das atividades de ensino de Informática


Descrição/ 2ª Feira 3ª Feira 4ª Feira 5ª Feira 6ª Feira
Dia de aula
Curso :
Conteúdo :

SW
utilizado :

Professor :

Monitor (es)

7
Qtde. % Horas disponíveis por dia
por máquina Total
Terminais de Workstation -------- ----- -------- -----
Microcomputadores 47 2 94
Total geral

Índice de utilização : Total geral de horas disponíveis/Nr. de usuários = 04

_______________________________
João Alberto Mazzini Torres - Anl Sist
Adm. Lab. da AEDB

8
Anexo D - Plano de manutenção dos Laboratórios da AEDB.

1. Introdução.
a. A execução do Plano de manutenção dos Laboratórios é de responsabilidade do Suporte
Técnico.
b. As atividades de MANUTENÇÃO serão realizadas nos horários definidos nas Grades de
utilização dos laboratórios.
c. São atividades previstas no Plano de manutenção :
- Atualização do Anti-Virus ativo aplicado em toda a rede de computadores.
( trimestral )
- Realização do “backup” dos arquivos do servidor. (semanal)
- Verificação da integridade física dos dados. (semanal)
- Verificação da integridade física dos discos. (mensal)

_______________________________
João Alberto Mazzini Torres - Anl Sist
Adm. Lab. da AEDB

9
Anexo E - Plano de atualização tecnológica dos Laboratórios da AEDB.

1. Introdução.
a. O Plano de atualização tecnológica será executado de acordo com três instrumentos de
controle :
- Inventário de hardware e software;
- Padrão mínimo de desempenho para cada laboratório.
- Critérios para atualização definidos pela Gerência da Rede.

b. Desta forma, todo hardware ou software relacionado no Inventário, que não atenda ao
padrão mínimo de desempenho para cada laboratório, e/ou incida em algum dos Critérios para
atualização definidos pela Gerência da Rede, poderá ser remanejado, atualizado ou mesmo
desativado.

2. Inventário de hardware e software :

- De acordo com Apêndice 02.

3. Padrão mínimo de desempenho para cada laboratório.


Laboratório Padrão mínimo
Laboratório Nr. 1 Win 95 + Office Versão + Internet

Laboratório Nr. 2 Win 95 + Office Versão + Internet + Visual Basic


Versão + Access Versão
Laboratório Nr. 3 Win 95 + Office Versão + Internet +
Compiladores C/C ++/Pascal + CAD

4. Critérios para atualização.


- São critérios para atualização :
- Deixar de atender às exigências mínimas de plataforma impostas pelo fabricante.
- Interrupção do Ciclo de vida de uma determinada tecnologia.
- Necessidade de atualização de versão de acordo com objetivos curriculares.

- Apêndice 02 - Inventário de hardware e software :

______________________________
João Alberto Mazzini Torres - Anl Sist
Adm. Lab. da AEDB

10
Anexo F- Segurança da Rede da AEDB.

_______________________________
João Alberto Mazzini Torres - Anl Sist
Adm. Lab. da AEDB

11
Apêndice 02 - Inventário de hardware e software

CONFIGURAÇÃO DE CLIENTES E DO SERVIDOR

Qtde. CPU Mem. HD Fax Placa Drivers Mouse Em rede Kit Plataforma Aqção Local
RAM (Gb) Modem Rede (S/N) Mon. Estab. (S/N) MMdia
(Mb)
Pentium 3 1/4 - Win 95 Lab I
12 ? 166 16 1.6 S Color S --- - Office 98 Pro
MMX - Winzip
- Clipper
- DBase ???
Pentium 3 1/4 - Win 95 Lab I
12 ? 166 16 2.5 S Color - Office 98 Pro
MMX S -------- - Winzip
- Clipper
- DBase ???
Pentium 3 1/4 - Win 95 Lab
166 16 1.6 S Color S 8x - Office 98 Pro II
29 MMX - Winzip
- Clipper
- DBase ???
Pentium - Win 95 Lab.
166 2 x 2.1 S Color S 8x - Office 98 Pro II
01 MMX 64 SCSI 3 1/4 - Winzip
(1) - Clipper
- DBase ???

(1) Servidor de comunicações e de dados com Nobreak e Controladora de discos adaptex AV 1949.

12
CONFIGURAÇÃO DA REDE

Quantidade Eqptos. Categoria do Velocidade Protocolo


de Cabeamento
Interconexão

02 Hub - 3Com
24 Portas

CONFIGURAÇÃO DE SOFTWARES

Requisitos de HW
Quantidade Tipo Versão Nr. licenças Sist. Oper. RAM HD CPU
Win 95
Office 98 Pro
Winzip
Clipper

DBase ???

- Solicitação dos professores :


- Softwares Vision e Corel Draw 4.0

13
ESPECIFICAÇÃO DE IMPRESSORAS

Quantidade Fabricante Modelo Tipo


01 EPSON LX 300 Matricial
80 colunas
01 EPSON FX 2170 Matricial
80 colunas

- Solicitação dos professores :


- Uma impressora jato de tinta.

_______________________________
João Alberto Mazzini Torres - Anl Sist
Adm. Lab. da AEDB

14
Apêndice 01 - Modelo do Relatório diário do Professor, ao Anexo B - Procedimentos para operação dos Laboratórios da AEDB..

RELATÓRIO DIÁRIO DO PROFESSOR SOBRE A UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS

1. CONDIÇÕES PARA O INÍCIO DE UMA AULA : Sim Não

- Sala do laboratório estava aberta.


- Estações clientes ligadas e na tela de abertura padronizada.
- Impressora(s) ligada(s) e com papel.
- Um Técnico de suporte e um Monitor presentes.
- Relatório diário do professor e Ficha de ocorrências à disposição do Professor.

2. CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DURANTE UMA AULA:


- Professor e cada um dos alunos têm suas próprias contas, com nome do usuário e senha, além de um diretório com o próprio nome
no servidor.
- Os alunos, além de fazerem em disquete uma cópia de segurança ( “backup” ) dos trabalhos que tenham que ser preservados para
utilização futura, também gravaram no seu diretório.
- O Técnico de suporte e o Monitor estiveram sempre disponíveis às necessidades do Professor e dos alunos.

3. CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO APÓS UMA AULA:


- Cada um dos alunos :
- “Salvou” seus arquivos de interesse nos respectivos diretórios, e fez sua cópia de segurança.
- Recolocou as capas do micro e dos seus componentes.
- Entregou ( quando for o caso ) o disquete para o professor.

Assinatura do Professor _____________________________

15
Apêndice 02 - Modelo do Relatório diário do Técnico do Suporte, ao Anexo B - Procedimentos para operação dos Laboratórios da AEDB..

RELATÓRIO DIÁRIO DO TÉCNICO DE SUPORTE SOBRE A UTILIZAÇÃO DOS LABORATÓRIOS

1. CONDIÇÕES PARA O INÍCIO DE UMA AULA : Sim Não

- Sala do laboratório estava aberta.


- Impressora(s) ligada(s) e com papel.
- Um Monitor presente.
- Relatório diário do professor e Ficha de ocorrências à disposição do Professor.

2. CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DURANTE UMA AULA:


- Os alunos, além de fazerem em disquete uma cópia de segurança ( “backup” ) dos trabalhos que tenham que ser preservados para
utilização futura, também gravaram no seu diretório.
- Monitor esteve sempre disponível às necessidades do Professor e dos alunos.
- O Professor coordenou a utilização da(s) impressora(s).
- Houve consumo de qualquer lanche ou bebida no interior dos laboratórios.

3. CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO APÓS UMA AULA:


- Cada um dos alunos :
- “Fechou” todas as aplicações que estavam abertas, e, sob orientação do Professor, restaurou o computador para as condições
semelhantes às do início da aula.
- Recolocou as capas do micro e dos seus componentes.

Assinatura do Técnico de Suporte_____________________________

16