Você está na página 1de 59
D V 51- Inversor de Freqüência Vetorial Guia de Consulta Rápida 06/06 AWB8230-1580GB

DV51-

Inversor de Freqüência Vetorial

Guia de Consulta Rápida

06/06 AWB8230-1580GB

D V 51- Inversor de Freqüência Vetorial Guia de Consulta Rápida 06/06 AWB8230-1580GB

Todas as marcas e nomes de produtos são marcas comerciais ou marcas registradas do proprietário em questão.

1ª publicação 2005, data da edição 06/05

Moeller GmbH, 53105 Bonn

Autor

Jörg Randermann

Editor:

Michael Kämper

Tradutor:

Dominik Kreuzer

Todos os direitos reservados, incluindo os da tradução.

Nenhuma parte deste manual pode ser reproduzida em qualquer forma (impressa, fotocópia, microfilme ou qualquer outro processo) nem processada, duplicada ou distribuída por meio de sistemas eletrônicos sem a permissão por escrito da Moeller GmbH, Bonn.

Sujeito a alterações sem notificação.

Moeller GmbH Instruções de segurança

Moeller GmbH Instruções de segurança Advertência! Tensão elétrica perigosa! Antes de iniciar a instalação •

Advertência! Tensão elétrica perigosa!

Antes de iniciar a instalação

Desligue a fonte de alimentação do dispositivo da rede elétrica.

Certifique-se de que os dispositivos não possam ser acidentalmente reiniciados.

Verifique o isolamento da fonte de alimentação.

Aterre e evite a ocorrência de curto-circuito.

Cubra ou feche as unidades próximas que estiverem vivas.

Siga as instruções de engenharia (AWA) do dispositivo em questão.

Somente pessoal adequadamente qualificado em conformidade com a norma EN 50110-1/-2 (VDE 0105 Parte 100) pode trabalhar neste dispositivo/sistema.

Antes da instalação e de tocar no dispositivo, certifique-se de que você está livre de carga eletrostática.

A terra funcional (FE) deve ser ligada à terra de proteção (PE) ou à equalização de potencial. O instalador do sistema é responsável pela execução desta ligação.

A ligação dos cabos e das linhas de sinal deve ser instalada de forma que a interferência indutiva ou capacitiva não prejudique as funções de automação.

Instale os dispositivos de automação e elementos operacionais relacionados de forma que fiquem bem protegidos contra operação não intencional.

Medidas adequadas de hardware e software de segurança devem ser executadas para a interface de E/S de forma que o rompimento de uma linha ou fio no lado do sinal não resulte em estados indefinidos nos dispositivos de automação.

Assegure um isolamento elétrico confiável da baixa tensão ao fornecimento de 24 volts. Utilize somente unidades de fonte de alimentação que estejam em conformidade com as normas IEC 60364-4-41 (VDE 0100 Parte 410) ou HD 384.4.41.S2.

Os desvios da tensão da rede elétrica em relação ao valor nominal não devem exceder os limites de tolerância fornecidos nas especificações, do contrário poderá causar avaria e operação perigosa.

Os dispositivos de parada de emergência que estiverem em conformidade com a norma IEC/EN 60 204-1 devem estar funcionando em todos os modos operacionais dos dispositivos de automação. O destravamento dos dispositivos de parada de emergência não deve causar reinício do funcionamento.

Os dispositivos projetados para montagem em invólucros ou gabinetes de controle só devem ser operados e controlados após terem sido instalados com o invólucro fechado. As unidades de mesa ou portáteis só devem ser operadas e controladas em invólucros fechados.

Devem ser tomadas providências para assegurar o reinício adequado de programas interrompidos após uma piscada de tensão ou falha. Isto não deve causar estados operacionais perigosos nem mesmo por um curto espaço de tempo. Se necessário, deverão ser implementados dispositivos de parada de emergência.

Onde quer que falhas no sistema de automação possam causar danos a pessoas ou propriedade, deverão ser tomadas providências externas para garantir um estado operacional seguro no caso de falha ou avaria (por exemplo, por meio de interruptores de limite de carga separados, intertravamentos mecânicos, etc.)

06/05 AWB8230-1579GB

Índice

1 Sobre a série DV51

 

3

Visão geral do sistema Regime e placa de identificação Layout do DV51

3

4

5

2 Instalação

 

7

Terminais de energia Terminais de sinais de controle

7

9

- Ligação de um relé de sinalização

9

- Ligação dos terminais de sinais de controle

9

3 Como usar o DV51

 

17

Advertências operacionais Diagrama de blocos Partida inicial

17

18

19

Operação-padrão, acionamento com ajustes-padrão Terminais de saída

-

20

22

4 Teclado opcional DEX-KEY-6

 

23

Recursos do teclado DEX-KEY-6 Encaixe de um teclado no DV51 Teclado e cabo de ligação

23

24

24

- Visão geral do menu

25

5 Mensagens

 

29

- Mensagens de falha

29

- Registrador de mensagens de falha

30

6 Solução de problemas

 

31

Apêndice

 

33

Dados técnicos

33

- Dados técnicos gerais do DV51

33

- Dados técnicos específicos do DV51-322

35

35

- Dados técnicos específicos do DV51-320

35

- Dados técnicos específicos do DV51-340

36

Tabela para registro dos ajustes de parâmetros definidos pelo usuário

37

Índice remissivo

 

53

06/05 AWB8230-1579GB

06/05 AWB8230-1579GB

1 Sobre a série DF51

Visão geral do sistema

Visão geral do sistema

série DF51 Visão geral do sistema Visão geral do sistema Figura 1: Visão geral do sistema

Figura 1:

Visão geral do sistema

1 Inversor de freqüência DF51-

2 Filtros RFI DE51-LZ

3 Tampa provida de teclado com visor de cristal líquido DE51-KEY-FP incorporado

4 Módulo de barramento de campo DE51-NET-CAN, DE51-NET-DP (CANopen, PROFIBUS DP)

5 Cabos de ligação DEX-CBL-

6 Teclado externo DEX-DEY-10

7 Teclado com visor de cristal líquido opcional DEX- KEY-6, DEX-KEY-61, para uso externo ou incorporado

8 Adaptador T DEV51-NET-TC opcional

–ICS

Sobre a série DF51

Regime e placa de identificação

O regime da ligação elétrica está impresso na

tampa de proteção dos terminais.

está impresso na tampa de proteção dos terminais. Figura 2: Exemplo de tampa de proteção dos

Figura 2: Exemplo de tampa de proteção dos terminais

1 Ue = tensão nominal (tensão de alimentação pela rede elétrica) 230 V 50/60 Hz = freqüência da rede elétrica

2 9A = corrente de fase na ligação monofásica

3 5.2A = corrente de fase na ligação trifásica

4 DF51-322-075 = número da peça

5 3AC = tensão de saída trifásica na faixa a partir de zero até a corrente nominal da tensão de alimentação pela rede elétrica de 4 A

6 0,75 kW = regime do motor atribuído na tensão nominal (230 V) ou 1 HP (cavalo força)

A rotulagem tem o seguinte significado (exemplo):

06/05 AWB8230-1579GB

A classificação do DF51 está registrado na placa de identificação na lateral da unidade.

na placa de identificação na lateral da unidade. Figura 3: Placa de identifica ção do inversor

Figura 3: Placa de identificação do inversor de freqüência

DF51

Type

Número da peça

DF51-322-025

Input

Valores de entrada da rede elétrica:

1CA 230 V, 3,5 A 3 CA 230 V, 2,0 A

(Ue: 180-264 V±0 %, 50/60 Hz)

fases, tensão nominal, corrente de fase e faixa de tensão admissível, freqüência da rede elétrica

Output

Valores de saída do motor:

3CA 0-Ue, 1,6 A, 0-400 Hz

fases, faixa de tensão, corrente nominal, faixa de freqüência

Motor

Regime do motor atribuído na tensão nominal especificada

0,25 kW (230 V) 0,25 HP (230 V)

MFG-No

Número do fabricante e data

3KBT17374E 145 Data: 0422

06/05 AWB8230-1579GB

Layout do DF51

Layout do DF51

06/05 AWB8230-1579GB Layout do DF51 Layout do DF51 Figura 4: Visão geral do DF51 1 Tampa

Figura 4: Visão geral do DF51

1 Tampa p rovida de teclado com visor de cristal

7

Filtro op c ional contra interferência de rádio

líquido (DE51-KEY-FP)

8

Dissipad o r térmico

2 Ventilad o r do dispositivo (DF51

1K5 a

7K5

9

Termina i s

de energia

somente)

0

Termina i s

de relé de sinalização

3 Interfac e de comunicação RJ 45 (Modbus)

 

A

Tampa d e proteção dos terminais (seção de

4 Microin t erruptores

controle, seção de energia)

5 Termina i s de sinal de controle de encaixe

6

Ligação

à terra (PE)

06/05 AWB8230-1579GB 6

06/05 AWB8230-1579GB

06/05 AWB8230-1579GB

2

Instalação

Terminais de energia

Terminais de energia

Abertura da tampa de proteção dos terminais

Conclua as etapas a seguir com as ferramentas especificadas e sem o uso de força.

Para abrir a tampa de proteção dos terminais:

Pressione para baixo as travas

.
.

Em seguida, puxe para baixo a tampa de

proteção dos terminais

.
.

Nos dispositivos DF51-

tampa de proteção dos terminais é articulada para baixo e pode ser removida em sua posição abaixada.

-5K5 e DF51-

– 7K5, a

removida em sua posição abaixada. -5K5 e DF51- – 7K5, a Figura 5: Abertura da tamp

Figura 5: Abertura da tampa de proteção dos terminais

Ligação dos terminais de força

Advertência! Selecione um inversor de freqüência que seja adequado para a tensão da fonte de

Advertência! Selecione um inversor de freqüência que seja adequado para a tensão da fonte de alimentação

disponível (seção “Dados técnicos”, página 33):

DF51-320: Trifásico de 230 V (180 a 264 V ±

0%)

DF51-322: Monofásico ou trifásico de 230 V (180 a 264 V ± 0%)

DF51-340: Trifásico de 400 V (342 a 528 V ± 0%)

Advertência! Nunca conecte os terminai s de saída U, V e W à tensão da

Advertência! Nunca conecte os terminais de saída U, V e W à tensão da rede elétrica. Perigo de choque elétrico ou incêndio.

Advertência! Cada fase da tensão da fonte de alimentação do inversor de freqüência deve ser

Advertência! Cada fase da tensão da fonte de alimentação do inversor de freqüência deve ser protegida por um fusível (perigo de incêndio).

Advertência! Certifique-se de que to dos os cabos de força estejam firmemente presos à seção

Advertência! Certifique-se de que todos os cabos de força estejam firmemente presos à seção de energia.

Advertência! O inversor de freqüência deve ser aterrado. Perigo de choque elétrico ou incêndio.

Advertência! O inversor de freqüência deve ser aterrado. Perigo de choque elétrico ou incêndio.

Advertência! Não ligue nenhum cabo aos terminais não marcados na seção de energia. Alguns destes

Advertência! Não ligue nenhum cabo aos terminais não marcados na seção de energia. Alguns destes terminais não possuem uma função (tensões perigosas) DF51 ou estão reservados para uso interno.

Para informações detalhadas sobre a ligação e a

instalação, consulte as instruções de instalação (AWA8230-2147) fornecidas com cada dispositivo.

Instalação

06/05 AWB8230-1579GB

Disposição dos terminais de força A disposição dos terminais de força depende do tamanho da seção de força.

terminais de força depende do tamanho da seção de força. Figura 6: Disposição do s terminais

Figura 6: Disposição dos terminais de força

1 Ligação interna. Remova se for usado um indutor de enlace CC.

Tabela 1:

Descrição dos terminais de força

Designação do terminal

Função

Descrição

 

L, L1, L2, L3, N

Tensão da fonte de alimentação (tensão da rede elétrica)

Tensão monofásica da rede elétrica: Ligação a L e N

da fonte de alimentação (tensão da rede elétrica) • Tensão monofásica da rede elétrica: Ligação a

Tensão trifásica da rede elétrica:

 

Ligação a L1, L2, L3

U, V, W

Saída do inversor de freqüência

Ligação a um motor trifásico

 

L+, DC+

Reator de tensão direta externa

Os terminais L+ e CC+ ligados em ponte com um jumper. Se for usado um indutor de enlace CC, o jumper deverá ser removido.

 

DC+, DC-

Enlace CC interno

Estes terminais são usados para ligar um resistor de frenagem externo opcional e para enlace CC e fornecimento de energia CC a múltiplos inversores de freqüência.

 

RB, DC+

Resistência à frenagem externa

Para estes terminais, poderá ser ligado um resistor de frenagem externo opcional ao transistor de frenagem incorporado.

 
, PE Aterramento Aterramento do invólucro (evita tensões perigosas sobre os elementos do invólucro metálico

, PE

Aterramento

Aterramento do invólucro (evita tensões perigosas sobre os elementos do invólucro metálico no caso de avaria).

 

06/05 AWB8230-1579GB

Terminais de sinais de controle

Terminais de sinais de controle

Ligação de um relé de sinalização

O relé de sinalização consiste de um contato

oscilante (interruptor de transferência). Os

contatos são ligados aos terminais K11, K12 e K14.

A ilustração à esquerda indica a posição dos

terminais do relé de sinalização.

indica a posição dos terminais do relé de sinalização. Figura 7: Posição dos terminais do relé

Figura 7:

Posição dos terminais do relé de

sinalização

Tabela 2:

Descrição dos terminais do relé de

sinalização

Designação

Descrição 1)

do terminal

K11

Ajustes-padrão:

K12

Sinal operacional: K11-K14 fechados.

K14

Mensagem de falha ou fonte de alimentação desligada: K11-K12 fechados Características dos contatos de relé:

Máximo de 250 V CA/2,5 A (resistivo) ou 0,2 A (indutivo, fator de potência = 0,4); mínimo de 100 V CA/10 mA

Máximo de 30 V CC/3,0 A (resistivo) ou 0,7 A (indutivo, fator de potência 0,4); mínimo de 5 V CC/100 mA

(indutivo, fator de potência 0,4); mínimo de 5 V CC/100 mA 1) É possível atribuir as

1)

É possível atribuir as funções de saída digital ao relé de sinalização (PNU C021).

Ligação dos terminais de sinais de controle Os terminais de sinais de controle do tipo incorporado são dispostos em dois níveis, com o inferior preso com dois parafusos para alívio de tensão mecânica.

Efetue a instalação elétrica dos terminais de sinais de controle para adaptá-los à sua aplicação.

Cuidado! Nunca ligue o terminal P24 aos terminais L, H, O, OI ou AM.

Use cabos torcidos ou blindados para a ligação aos terminais de sinais de controle. Aterre a blindagem em um lado com uma grande área de contato próxima ao inversor de freqüência. O comprimento do cabo não deve exceder 20 m. Para cabos mais compridos, use um amplificador de sinal adequado.

Providências contra descarga eletrostática Efetue sua própria descarga sobre uma superfície aterrada antes de tocar

Providências contra descarga eletrostática Efetue sua própria descarga sobre uma superfície aterrada antes de tocar nos terminais de sinais de controle e na placa de circuitos para evitar danos por descarga eletrostática.

A ilustração à direita mostra a posição e o layout dos terminais de sinais de controle individuais.

e o layout dos terminais de sinais de controle individuais. Figura 8: Posição dos termin ais

Figura 8: Posição dos terminais de sinais de controle

Instalação

Função dos terminais de sinais de controle

06/05 AWB8230-1579GB

Função

Nível

 

DS

Dados técnicos, descrição

L

Potencial de referência comum

0

V

-

Potencial de referência das fontes de tensão internas P24 e H

6

Entrada digital

ALTO = +12 a +27 V BAIXO = 0 a +3 V

2CH = segundo parâmetro definido

Lógica PNP, configurável, R i = 5,6 kPotencial de referência: terminal L

5

Entrada digital

RST = restabelecimento

Lógica PNP, configurável, R i > 100 kPotencial de referência: terminal L

4

Entrada digital

FF2 (FF3) = freqüência fixa

Lógica PNP, configurável, R i = 5,6 k

1

(3)

Potencial de referência: terminal L

3

Entrada digital

FF1 (FF3) = freqüência fixa

2

(3)

2

Entrada digital

REV = campo de rotação no sentido anti-horário

1

Entrada digital

FWD = campo de rotação no sentido horário

P24

Tensão de controle de saída

+24 V

 

-

Tensão da fonte de alimentação para acionamento das entradas digitais 1 a 6. Capacidade de transporte de carga elétrica: 30 mA Potência de referência: terminal L

h

Tensão de referência de saída

+ 10 V

+ 10 V
 

-

Tensão da fonte de alimentação para potenciômetro de valor de referência externo. Capacidade de transporte de carga elétrica: 10 mA Potência de referência: terminal L

O

Entrada analógica

0

a +10 V

O Entrada analógica 0 a +10 V Valor do ponto de ajuste da freqüência (0 a

Valor do ponto de ajuste da freqüência (0 a 50 Hz)

R i

= 10 k

 

Potencial de referência: terminal L

OI

Entrada analógica

4

a +20 mA

Valor do ponto de ajuste da freqüência (0 a 50 Hz)

R B = 250 kSaída: terminal L

L

Potencial de referência comum

0

V

-

Potencial de referência das fontes de tensão internas P24 e H

AM

Saída analógica

0

a +10 V

AM Saída analógica 0 a +10 V Valor real da freqüência (0 a 50 Hz) Configurável,

Valor real da freqüência (0 a 50 Hz)

Configurável, tensão CC, 0 a 10 V corresponde à freqüência final definida (50 Hz). Capacidade de transporte de carga elétrica: 1 mA Potencial de referência: terminal L

CM2

Potencial de referência, saída do transistor

Até 27 V

Potencial de referência, saída do transistor Até 27 V - Ligação: Potencial de referência comum (0

-

Ligação: Potencial de referência comum (0 V, 24 V) da fonte de tensão externa das saídas do transistor, terminais 11 e 12. Capacidade de transporte de carga elétrica: até 100 mA (soma dos terminais 11 + 12)

12

Saída do transistor

Até 27 V = CM2

RUN (operação)

Configurável, coletor aberto Capacidade de transporte de carga elétrica: até 50 mA

11

Saída do transistor

Ponto de ajuste da freqüência atingida

06/05 AWB8230-1579GB

Terminais de sinais de controle

06/05 AWB8230-1579GB Terminais de sinais de controle Figura 9: Banco de terminais de sinais de controle

Figura 9: Banco de terminais de sinais de controle superior

As entradas 1 a 6 têm a mesma função e modo de operação, exceto para o terminal 5, que pode também ser configurado como entrada do termistor.

As entradas 1 a 6 são óptica e eletricamente isoladas da seção de controle incorporada (CPU). Elas são acionadas com +24 V usando a tensão de controle interna do dispositivo no terminal 24 ou uma fonte de tensão externa.

É possível configurar o acionamento das entradas 1

a 6 dos circuitos especiais de controle e dos tipos

de circuitos nacionais utilizando o microinterruptor SR/SK, conforme ilustrado na Tabela 4. Este interruptor está localizado à direita dos terminais de sinais de controle e possui duas posições:

SR = fonte, lógica de comutação positiva (definições-padrão)

SK = dissipador, lógica de comutação negativa

• SK = dissipador, lógica de comutação negativa Figura 10: Posição dos microinterruptores Advertência!

Figura 10: Posição dos microinterruptores

Advertência! Antes de ligar a tensão de controle interna ou externa, verifique a posição do

Advertência! Antes de ligar a tensão de controle interna ou externa, verifique a posição do interruptor SR/SK. Um ajuste incorreto pode danificar a entrada de controle.

Instalação

06/05 AWB8230-1579GB

Tabela 4: Acionamento das entradas 1 a 6

Exemplo de circuito

Interruptor SR/SK

Descrição

SR • Operação com tensão de controle interna

SR

Operação com tensão de controle interna

Circuito-padrão

SR • Operação com tensão de controle externa de +24 V

SR

Operação com tensão de controle externa de +24 V

Circuito-padrão

Terminal L do ponto de referência

 

SR

Operação com tensão de controle externa a partir de um dispositivo eletrônico (por exemplo, PLC, fácil)

 

Terminal L do ponto de referência

a partir de um dispositivo eletrônico (por exemplo, PLC, fácil)   • Terminal L do ponto

06/05 AWB8230-1579GB

Terminais de sinais de controle

Exemplo de circuito

Interruptor SR/SK

Descrição

SK • Operação com tensão de controle interna

SK

Operação com tensão de controle interna

SK • Operação com tensão de controle externa de +24 V

SK

Operação com tensão de controle externa de +24 V

Terminal L do ponto de referência

(1) Se o ponto de referência L for ligado ao potencial de 0 V da fonte de tensão externa, o potencial de 24 V externo deverá ser desacoplado através de um diodo.

 

SK

ser desacoplado através de um diodo.   SK • Operação com tensão de controle externa a

Operação com tensão de controle externa a partir de um dispositivo eletrônico (por exemplo, PLC, fácil)

Terminal L do ponto de referência 1) Se o ponto de referência L for ligado ao potencial de 0 V da fonte de tensão externa, o potencial de 24 V externo deverá ser desacoplado por meio de um diodo.

Instalação

06/05 AWB8230-1579GB

Instalação 06/05 AWB8230-1579GB Figura 11: Banco de terminais de sinais de controle inferior → Todas as

Figura 11: Banco de terminais de sinais de controle inferior

Todas as entradas e saídas analógicas usam o

terminal L como potencial de referência e, portanto, são ligadas ao potencial de referência das entradas digitais 1 a 6.

Tabela 5: Acionamento das entradas analógicas

O terminal H produz +10 V (máximo de 10 mA)

a fim de prover a tensão do ponto de ajuste para

o

fornecimento de um potenciômetro externo.

O

ponto de referência é o terminal L.

Exemplo de circuito

Descrição

referência é o terminal L. Exemplo de circuito Descrição • Entrada de referência de freqüência (padrão

Entrada de referência de freqüência (padrão = 0 a 50 Hz) por meio de um potenciômetro externo (resistência fixa recomendada de 1 a 5 k).

Circuito-padrão

fixa recomendada de 1 a 5 k Ω ). • Circuito-padrão • Entrada de referência de

Entrada de referência de freqüência (padrão = 0 a 50 Hz) por meio de um sinal de corrente de 4 a 20 mA.

Circuito-padrão

No ajuste-padrão, os sinais de entrada nos

terminais O (0 a 10 V) e OI (4 a 20 mA) são adicionados ao ponto de referência de freqüência. É possível selecionar a fonte de referência com o parâmetro PNU A005 (seleção AT) e ativá-la por meio de um terminal de sinais de controle (PNU C00x =16).

06/05 AWB8230-1579GB

O Terminal AM provê um sinal de referência

analógico de 0 a +10 V (padrão = 0 a 50 Hz). O potencial de referência é o terminal L. O sinal

analógico pode ser configurado com os parâmetros PNU B080, C028

e C086.

ser configurado com os parâmetros PNU B080, C028 e C086. Figura 12: Exemplo: instru mento de

Figura 12: Exemplo: instrumento de medição analógico

Terminais de sinais de controle

Se um relé estiver ligado a uma das saídas digitais

11 ou 12, ligue um diodo de roda livre em paralelo

ao relé para evitar a destruição das saídas digitais

por meio do campo eletromagnético auto-induzido que resultar quando o relé for desligado.

auto-induzido que resultar quando o relé for desligado. Figura 13: Relé com diodo de roda livre

Figura 13: Relé com diodo de roda livre (por exemplo,

ETS-VS3)

Utilize relés que comutem a confiabilidade a 24 V

→ Utilize relés que comutem a confiabilidade a 24 V e uma corrente de aproximadamente 3

e uma corrente de aproximadamente 3 mA.

As duas saídas digitais 11 e 12 contêm transistores de coletor aberto ópticamente desacoplados. Até

50 mA podem ser aplicados a cada um deles. Seu

potencial de referência comum é o terminal CM2

(máximo de

100 mA).

de referência comum é o terminal CM2 (máximo de 100 mA). Figura 14: Saídas digitais A

Figura 14: Saídas digitais

A matriz de diodos internos R1 a R4 permite a

ligação na lógica do tipo dissipador ou do tipo

fonte

(fig. 14).

06/05 AWB8230-1579GB 16

06/05 AWB8230-1579GB

06/05 AWB8230-1579GB

3 Como usar o DF51

Esta seção descreve como pôr o inversor de freqüência DF51 em operação e o que deve ser observado durante sua operação.

Advertências operacionais

Advertência! Se a tensão da fonte de alimentação recuperar-se após uma falha intermitente, o motor

Advertência! Se a tensão da fonte de alimentação recuperar-se após uma falha intermitente, o motor pode reiniciar automaticamente se um sinal de partida

ainda estiver presente. Se como resultado o pessoal ficar em perigo, poderá ser providenciado um circuito externo, o que exclui um reinício após

a

recuperação da tensão.

Advertência! Se o inversor de freqüência foi configurado para que o sinal de parada nã

Advertência! Se o inversor de freqüência foi configurado para que o sinal de parada não seja emitido por meio da tecla OFF do teclado com visor de cristal líquido, pressionando-se a tecla OFF o motor não será desligado. Neste caso, deverá ser providenciado um interruptor de Parada de Emergência em separado.

Advertência!

Advertência!

A

manutenção e a inspeção do inversor de

 

freqüência só podem ser realizadas pelo menos 5 minutos após a tensão da fonte de alimentação ser desligada. Caso este ponto não seja observado, poderá haver choque elétrico como

resultado das altas tensões envolvidas.

Advertência! Nunca puxe pelo cabo para desligar conectores (por exemplo, do ventilador ou das placas

Advertência! Nunca puxe pelo cabo para desligar conectores (por exemplo, do ventilador ou das placas de circuito).

Advertências operacionais

Advertência! Se for feito um restabelecimento (reset) após uma falha, o motor reiniciará imediatamente de

Advertência! Se for feito um restabelecimento (reset) após uma falha, o motor reiniciará imediatamente de forma automática se um sinal de partida for aplicado simultaneamente. Para evitar o risco de ferimento grave ou fatal ao pessoal, é preciso certificar-se de que o sinal de partida não esteja presente antes da confirmação de uma mensagem de falha com um restabelecimento.

Advertência! Quando a tensão da fonte de alimentação do inversor de freqüência for aplicada enquanto

Advertência! Quando a tensão da fonte de alimentação do inversor de freqüência for aplicada enquanto o sinal de partida estiver ativo, o motor começará a funcionar imediatamente. Portanto, é preciso certificar-se de que o sinal de partida não esteja ativo antes que a tensão da fonte de alimentação seja ligada.

Advertência! Não desligue nem ligu e cabos ou conectores durante a operação enquan to a

Advertência! Não desligue nem ligue cabos ou conectores durante a operação enquanto a tensão da fonte de alimentação estiver ligada.

Cuidado! Para evitar um risco de ferimento grave ou fatal ao pessoal, nunca interrompa a operação do motor abrindo os contatores instalados no lado primário ou secundário.

A tecla START só funcionará se os parâmetros

correspondentes do inversor de freqüência tiverem sido configurados de maneira correspondente. Isto evita o risco de danos e ferimentos.

Se os motores tiverem de ser operados em

freqüências acima dos 50 ou 60 Hz padrão, consulte o fabricante do motor para certificar-se de que os motores sejam adequados para operação em freqüências mais altas. Do contrário, os motores podem ficar sujeitos a danos.

Como usar o DF51

06/05 AWB8230-1579GB

Diagrama de blocos

O diagrama de blocos abaixo mostra todos os terminais do DF51.

Figura 15: Diagrama de blocos, DF51 Terminais de N energia Entrada digital digital OI L,
Figura 15: Diagrama de blocos, DF51
Terminais
de N energia
Entrada digital
digital
OI
L,
L1, L2, L3,
Tensão da fonte de
Entrada
digital
AM
alimentação (rede elétrica)
Saída do inversor de freqüência
Entrada
digital
K11
U, V, W
L+, DC+
BR, DC+
DC+, DC-
, PE
Entrada
digital
K12
Indutor CC externo
Resistor de frenagem externo
Enlace CC interno
Terra positivo
Entrada
digital
K14
Entrada
CM2
L 6 5 4 3 2 1
Potencial
de referência de 0 V comum
H
Saída de tensão de referência, + 10 V
12
Terminais de sinais de controle
O
Entrada analógica, 0 a + 10 V
11
P24
Saída da tensão de controle, +24 V
RJ 45
Entrada analógica, 4 a 20 mA
Saída analógica, 0 a 10 V
Terminal do relé de sinalização
Terminal do relé de sinalização (NC)
Terminal do relé de sinalização (NO)
Potencial de referência, saída do
transistor
Saída do transistor, máximo de 27 V
Saída do transistor, máximo de 27 V
Ligação da interface para expansão

06/05 AWB8230-1579GB

Partida inicial

Partida inicial

Observe os seguintes pontos antes de pôr o inversor de freqüência em operação:

O inversor de freqüência deve ser instalado verticalmente sobre uma superfície não- inflamável (por exemplo, uma superfície metálica).

Remova qualquer resíduo produzido pelas operações de instalação elétrica – tais como pedaços de fio – e todas as ferramentas das proximidades do inversor de freqüência.

Certifique-se de que todos os parafusos dos terminais tenham sido apertados o suficiente.

Certifique-se de que os cabos conectados nos terminais de saída não estejam em curto-circuito ou conectados ao aterramento.

Certifique-se de que todas as linhas de energia L1

N ou L1, L2 e L3 e as saídas U, V e W do inversor de freqüência estejam corretamente ligadas.

e

O

terminal terra deve estar corretamente ligado.

Somente os terminais marcados como terminais de aterramento devem ser aterrados.

As linhas de controle devem ser corretamente ligadas.

Certifique-se de que o inversor de freqüência e o motor sejam os corretos para a tensão da rede elétrica.

Verifique a posição dos microinterruptores.

Nunca opere o inversor de freqüência com as tampas da seção de energia abertas (sem a tampa de proteção dos terminais encaixada).

A freqüência máxima configurada deve corresponder à freqüência operacional máxima do motor conectado.

Cuidado! Não realize testes de alta tensão, pois isto poderia destruir os filtros de sobretensão incorporados entre os terminais de tensão da rede elétrica e a terra.

O fabricante realizou testes de tensão de descarga

disruptiva e de resistência do isolamento (testes com megômetro).

e de resistência do isolamento (testes com megômetro). Figura 16: Ajustes-padrão dos microinterruptores Tabela 6:

Figura 16: Ajustes-padrão dos microinterruptores

Tabela 6: Função dos microinterruptores

Interruptor

Função

Descrição, ajuste-padrão

SR/SK

SR

SR = fonte, lógica de comutação positiva. Ative aplicando tensão de controle (+ 24 V)

485/OPE

OPE

OPE = teclado do operador

 

(Opcional: DEX-KEY-6

,

DEX-KEY-10)

TM/PRG

PRG

PRG = programa Nesta posição de interruptor, as fontes do sinal de controle e do valor de referência definidas com PNU A001 (A201) e A002 (A202) são levadas em conta. Na configuração-padrão, estes são valores de entrada nos terminais de sinais de controle. Na posição TM (= terminais de controle) do interruptor, somente a entrada do valor de referência através dos terminais de sinais de controle é aceita, independentemente do valor de PNU A001 e A002.

Por padrão, os parâmetros dos inversores de freqüência DF51 são configurados para satisfazer os seguintes requisitos:

Regime do motor: tensão, corrente e freqüência de um motor assíncrono trifásico de quatro pólos, refrigerado pela superfície.

Controle de vetor sem sensor: sinais de controle via terminais de sinais de controle e mudanças na velocidade linear via um potenciômetro analógico externo.

Velocidade máxima: 1500 r.p.m. a 50 Hz (DF51-320: 1800 r.p.m a 60 Hz).

Tempo de aceleração e desaceleração = 10 segundos.

Como usar o DF51

Para ajustes de aplicações mais complexas, ver a lista de parâmetros (página 37).

As versões básicas dos inversores de freqüência DF51 contêm um LED indicador do estado de operação.

DF51 contêm um LED indicador do estado de operação. Figura 17: Exibição dos LEDs (DEV51-KEY-FP) Tabela

Figura 17: Exibição dos LEDs (DEV51-KEY-FP)

Tabela 7: Função das entradas digitais (fig. 18)

06/05 AWB8230-1579GB

LED

Exibição

Explicação

POWER

Vermelho

O

LED fica aceso quando o inversor

de freqüência tem energia.

ALARM

Vermelho

O

LED fica aceso quando é emitida

uma mensagem de alarme.

RUN

Verde

O

LED fica aceso quando o inversor

de freqüência está operacional (habilita o sinal para operação no

sentido horário/anti-horário, terminal 1 ou 2) ou em funcionamento.

Operação-padrão, ativação com ajustes-padrão

Ligue os cabos conforme mostrado abaixo.

com ajustes-padrão Ligue os cabos conforme mostrado abaixo. Figura 18: Entradas ativas no ajuste-padrão. Nº

Figura 18: Entradas ativas no ajuste-padrão.

Função

Nível

 

DS

Dados técnicos, descrição

L

Potencial de referência comum

0

V

-

Potencial de referência das fontes de tensão internas P24 e H

5

Entrada digital

ALTO = +12 a +27 V BAIXO = 0 a +3 V

Restabelecimento

Lógica PNP, configurável, R i > 100 kPotencial de referência: terminal L

2

Entrada digital

REV = campo de rotação no sentido anti-horário

Lógica PNP, configurável, R i = 5,6 kPotencial de referência: terminal L

1

Entrada digital

FWD = campo de rotação no sentido horário

P24

Tensão de controle de saída

+24 V

 

-

Tensão da fonte de alimentação para acionamento das entradas digitais 1 a 6. Capacidade de transporte de carga elétrica: 30 mA Potencial de referência: terminal L

h

Tensão de referência de saída

+ 10 V

+ 10 V
 

-

Tensão da fonte de alimentação para potenciômetro de valor de referência externo. Capacidade de transporte de carga elétrica: 10 mA Potencial de referência: terminal L

O

Entrada analógica

0

a +10 V

O Entrada analógica 0 a +10 V Valor do ponto de ajuste da freqüência (0 a

Valor do ponto de ajuste da freqüência (0 a 50 Hz)

R

i

= 10 k

 

Potencial de referência: terminal L

L

Potencial de referência comum

0

V

-

Potencial de referência das fontes de tensão internas P24, H e entradas analógicas

O sinal de Restabelecimento (RST) também é emitido quando o operador

desliga a tensão da fonte de alimentação (LED POWER apagado).

06/05 AWB8230-1579GB

Com os ajustes-padrão (fig. 18), é possível:

iniciar e parar o motor (S1 ou S2),

inverter o sentido de rotação (S1 ou S2),

restabelecer (RST) sinais de falha (ALARM),

controlar a velocidade do motor (0 a 50 Hz, ou 0 a 60 Hz para

) DV51-DF51-320-

do valor de referência analógico.

com potenciômetro R1 através da entrada

Os interruptores e o potenciômetro não estão incluídos como padrão com o inversor de freqüência.

Partida inicial

Cuidado! Durante a operação inicial, verifiqueo seguinte para evitar dano ao motor:

O sentido de rotação do motor está correto?

Ocorre uma falha (LED ALARM) durante a aceleração ou desaceleração?

A velocidade do motor está correta?

Ocorre algum ruído ou vibração não usuais ao motor?

Ligar a tensão da fonte de alimentação.

O

LED POWER fica aceso.

Fechar o interruptor S1 (FWD = rotação no sentido horário).

O

inversor de freqüência gera um campo de rotação no sentido

horário e o motor, se normalmente conectado, gira no sentido horário.

Com o potenciômetro R1, é possível mudar a freqüência e, consequentemente, a velocidade do motor.

Abrir o interruptor S1.

A

velocidade do motor é reduzida a zero.

Fechar o interruptor S2 (REV = sentido anti-horário).

O

inversor de freqüência gera um campo de rotação no sentido

anti-horário e o motor, se estiver normalmente conectado, gira no sentido anti-horário.

Com o potenciômetro R1, é possível mudar a freqüência e, consequentemente, a velocidade do motor.

Abrir o interruptor S2.

A velocidade do motor é reduzida a zero.

Se tanto o interruptor S1 quanto o S2 estiverem fechados, não

será dada partida no motor. A velocidade do motor será reduzida

a zero durante a operação se o ope-rador fechar os dois interruptores.

Se tiver ocorrido uma falha ocasionada pela sobrecorrente ou

sobretensão, aumente o tempo de aceleração ou de desaceleração. Para isto, o operador precisará de um teclado

opcional (DEX-KEY-6

configuração Drive Soft. O software é incluído no CD-ROM fornecido com o inversor de freqüência. Para restabelecer sinais de falha, fechar RST.

ou DEX-KEY-10) ou o software de

Como usar o DF51

06/05 AWB8230-1579GB

Terminais de saída

Por padrão, as saídas do sinal de controle têm as funções abaixo descritas.

do sinal de controle têm as funções abaixo descritas. Figura 19: Saídas ativas com ajustes-padrão 1

Figura 19: Saídas ativas com ajustes-padrão

1 Indicação da freqüência, 0 a 10 V = 0 a 50 Hz

2 Mensagem de falha AL

Relé para ligação direta até as saídas digitais

conforme mostrado na figura 19, por exemplo, ETS-

VS3.

Tabela 8: Função dos terminais de sinais de controle

3 FA1 = fr eqüência atingida (ponto de ajuste = valor-padrão) RUN = sinal de funcionamento

Função

Valor

DS

Dados técnicos, descrição

P24

Tensão de controle de saída

+24 V

-

Tensão da fonte de alimentação Capacidade de transporte de carga elétrica: 30 mA Potencial de referência: terminal L

12

Saída do transistor

Até 27 V = CM2

00

= RUN: Sinal de

Configurável, coletor aberto Capacidade de transporte de carga

funcionamento

11

Saída do transistor

01

= FA1: Freqüência atingida

elétrica: até 50 mA cada

CM2

Potencial de

0

V

-

Potencial de referência comum das saídas do transistor 11 e 12; capacidade de transporte de carga elétrica máxima 100 mA (total dos terminais 11 e 12) Ligação da “lógica do tipo dissipador”:

potencial de referência 0 V Ligação da “lógica do tipo fonte”:

referência, transistor de saída

+ 24 V

potencial de referência + 24 V (página 15)

L

Potencial de referência comum

0

V

-

Potencial de referência (0 V) da fonte de tensão interna P24 e H, das entradas analógicas O e OI e da saída analógica AM.

AM

Saída analógica

0

a +9,6 V

Valor real da freqüência (0 a 50 Hz)

Saída de tensão CC configurável, 10 V corresponde à freqüência final definida (50 Hz). Precisão: ±5% do valor final Capacidade de transporte de carga elétrica: 1 mA Potencial de referência: terminal L

K11

Contato do relé

Até 250 V CA/2,5 A

05

= AL: Sinal de falha

Sinal de operação: K11-K14 fechados.

K12

Contato abridor

Até 30 V CC/3,0 A

 

Mensagem de falha ou fonte de alimentação desligada: K11-K12 fechados

K14

Contato fechador

 

06/05 AWB8230-1579GB

06/05 AWB8230-1579GB 23

Teclado opcional DEX-KEY-6

4 Teclado opcional DEX-KEY-6

O teclado opcional DEX-KEY-6 em duas versões:

está disponível

DEX-KEY-6, com potenciômetro de valor de referência;

DEX-KEY-61, sem potenciômetro de valor de referência.

Os teclados DEX-KEY-6

o inversor de freqüência.

não estão incluídos com

Recursos do teclado DEX-KEY-6

As seções a seguir descrevem a configuração e a operação do inversor de freqüência DV51 com o teclado DEX-KEY-6 e DEX-KEY-61.

de freqüência DV51 com o teclado DEX-KEY-6 e DEX-KEY-61. Figura 20: Vista do teclado Para uma

Figura 20: Vista do teclado

Para uma explicação de cada um dos elementos, ver a Tabela 9.

Tabela 9: Explicação das operações e os elementos do visor

Nome

Explicação

(1)

Visor digital de quatro dígitos

Exibição da freqüência, corrente do motor, PNU, mensagens de falha, etc.

(2)

LED Hz ou A

Exibição em 1: freqüência de saída (Hz) PNU d001 (DS) ou corrente de saída (A) PNU d002.

(3)

LED POWER

O

LED fica aceso quando o

inversor de freqüência tem energia.

(4)

LED ALARM

O

LED fica aceso quando

ocorre um sinal de falha.

(5)

LED RUN

LED aceso no modo RUN

06/05 AWB8230-1579GB

Nome

Explicação

   

quando o inversor de freqüência está pronto para operação ou está em operação.

(6)

LED PRG

O

LED fica aceso quando a

entrada/mudança do modo do parâmetro está ativo.

(7)

Potenciômetro e

Ajuste do valor de referência

LED

da freqüência

O

LED fica aceso quando o

potenciômetro está

habilitado

PNU A001 = 00.

(8)

Tecla ENTER

Para salvar os valores dos parâmetros inseridos ou alterados.

salvar os valores dos parâmetros inseridos ou alterados. (9) Teclas de seta Seleção de funções, alteração

(9)

Teclas de seta

Seleção de funções, alteração de valores numéricos

AumentarSeleção de funções, alteração de valores numéricos Reduzir

ReduzirSeleção de funções, alteração de valores numéricos Aumentar

alteração de valores numéricos Aumentar Reduzir (0) Tecla PRG Programação do modo. Seleção e
alteração de valores numéricos Aumentar Reduzir (0) Tecla PRG Programação do modo. Seleção e

(0)

Tecla PRG

Programação do modo. Seleção e ativação do parâmetro especificado (PNU)

Seleção e ativação do parâmetro especificado (PNU) (A) Botão de comando START e Partida do motor

(A)

Botão de comando START e

Partida do motor com o sentido selecionado;

LED

desabilitado por padrão.

O LED fica acesso quando o

O

LED fica acesso quando o

botão de comando está habilitado PNU A002 = 02

B)

Tecla STOP

Parar o funcionamento do motor e confirmação de um sinal de falha (RST = Restabelecimento). Habilitado por padrão, mesmo quando a ativação for feita pelos terminais.

sinal de falha (RST = Restabelecimento). Habilitado por padrão, mesmo quando a ativação for feita pelos

DS = ajuste-padrão PNU = número do parâmetro

O

botão de comando STOP B fica ativo em todos

os

modos de operação (PNU b087).

Utilize a tecla PRG para mudar a exibição entre o menu principal, os parâmetros e a faixa de valores.

Para percorrer os parâmetros, dígitos e funções individuais, utilize os botões de seta Para Cima e Para Baixo.

As mudanças feitas pelo operador ficam

guardadas na (memória não-retentiva) enquanto

o inversor de freqüência DF51 estiver suprido com energia (LED POWER aceso). As mudanças ficam guardadas permanentemente (em EEPROM) somente quando for pressionada a tecla ENTER.

06/05 AWB8230-1579GB

Encaixe de um teclado no DF51

Encaixe de um teclado no DF51

O teclado pode ser conectado aos inversores de

freqüência da série DF51 em vez do visor de LEDs DEV51-KEY-FP instalado em fábrica.

O inversor de freqüência DF51 e o teclado são

ligados com um conector RJ-45. O adaptador DEX-

CON-RJ45 é instalado em fábrica e permite uma

ligação direta com os teclados DEX-KEY 6

de ligar o cabo, é preciso remover o DEX-CON-

RJ45.

Antes

6 de ligar o cabo, é preciso remover o DEX-CON- RJ45. Antes Figura 21: Encaixe do

Figura 21: Encaixe do teclado DEX-KEY-6

no DF51

Nenhuma ferramenta é necessária para encaixar e

remover os teclados opcionais, visores de LEDs e adaptadores de encaixe.

Cuidado! Encaixe e remova o teclado, o visor de LEDs ou o adaptador de encaixe sob nenhuma condição de tensão elétrica e sem o uso de força.

Teclado e cabo de ligação

Conecte o teclado LCD através do cabo de ligação

opcional DEX-CBL-

-ICS.

LCD através do cabo de ligação opcional DEX-CBL- -ICS. Figura 22: Inversor de freqüência com cabo

Figura 22: Inversor de freqüência com cabo de ligação DEX-CBL-

-ICS

Teclado opcional DEX-KEY-6

Visão geral do menu

06/05 AWB8230-1579GB

A ilustração a seguir mostra a seqüência na qual os parâmetros aparecem no visor.

a seqüência na qual os parâmetros aparecem no visor. Figura 23: Navegação dentro do menu 1

Figura 23: Navegação dentro do menu

1 Mudanç a entre o visor digital de quatro posições e os parâmetros de exibição

2 Selecion a r o parâmetro de exibição

3 Selecion a r o menu principal

4 Selecion a r o parâmetro básico

5 Mudar e ntre o menu principal e o nível do parâmetro

O exemplo a seguir pressupõe os ajustes-padrão.

Exemplo de mudança do tempo de aceleração 1:

6

Selecion a r um parâmetro (PNU)

7

Mudar e n tre os parâmetros (PNU) e a faixa de valores

8

Selecion a r na faixa de valores (dígitos 0 a 9, funções)

9

Salvar o s valores e voltar ao parâmetro

0

Voltar a o menu principal

Com os botões PARA CIMA e PARA BAIXO, mude os valores definidos, por exemplo, para

.
.

PNU F002

 

Mantenha pressionado o botão PARA BAIXO para

O

inversor de freqüência está no modo de exibição:

mudar o valor do visor em larguras de etapa com

o

LED POWER está aceso e o visor mostra

o LED POWER está aceso e o visor mostra aumento logarítmico.

aumento logarítmico.

1.

 
 

Há agora duas possibilidades:

Pressione a tecla PRG.

 

O

visor muda para

.
.

Pressione a tecla ENTER para salvar o valor exibido.

Pressione a tecla PARA BAIXO sete vezes até

Pressione a tecla PRG para salvar o valor exibido na

que

apareça no visor.

apareça no visor.

 

memória não-retentiva. Quando a fonte de

Pressione a tecla PRG.

alimentação for desligada (LED POWER apagado),

O

LED PRG se acende.

o valor será perdido.

 
  aparece no visor e o LED PRG se apaga.

aparece no visor e o LED PRG se apaga.

O

tempo de aceleração 1 definido em segundos

 

aparece no visor (valor-padrão: 10,00).

Pressione o botão PARA CIMA sete vezes até que apareça.

Pressione a tecla PRG.

(valor-padrão: 10,00). ► Pressione o botão PARA CIMA sete vezes até que apareça. ► Pressione a

06/05 AWB8230-1579GB

O valor

Hz se acende. Isto indica que o tempo de aceleração foi reduzido de 10 s para 5 s.

que o tempo de aceleração foi reduzido de 10 s para 5 s. aparece novamente no

aparece novamente no visor e o LED

de 10 s para 5 s. aparece novamente no visor e o LED Figura 24: Mudança

Figura 24: Mudança do tempo de aceleração 1

1 Valor de

2 Parâme t ro com retenção do valor exibido 1

exibição (ajuste-padrão = 0,0 Hz)

Também é possível mudar os valores de parâmetro dos grupos B, C e H conforme descrito no exemplo.

Exemplo de mudança da freqüência de base:

PNU A004

Pressione o botão de comando PRG.

 

Pressione o botão PARA BAIXO até aparecer o

menu

menu

no visor.

Pressione a tecla PRG.

 

O

visor mostra

.
.

Pressione o botão PARA CIMA até que seja mostrado no visor.

► Pressione o botão PARA CIMA até que seja mostrado no visor.

Pressione a tecla PRG.

O

LED PRG se acende. O valor definido sob

PNU A004 aparece no visor (valor-padrão: 50).

Com os botões de seta PARA CIMA e PARA BAIXO, mude os valores definidos, por exemplo, para 60 Hz.

Como este é um parâmetro operacional limitado, será preciso pressionar a tecla ENTER para aceitá- lo. Se for pressionada a tecla PRG, o novo valor será descartado.

Teclado e cabo de ligação

O

visor mostra

.
.

Pressione o botão PRG até que

apareça

apareça

no visor.

Pressione o botão PARA CIMA até que apareça no visor.

Pressione o botão PARA CIMA até que apareça no visor.

Pressione a tecla PRG.

 

O

inversor de freqüência muda para

O inversor de freqüência muda para . Isto

. Isto

indica que a freqüência final foi mudada para 60 Hz, isto é, o valor de referência anterior, de 0 a 50 Hz, agora corresponde a 0 a 60 Hz. Em 50 Hz (PNU A003), é atingida a tensão de saída máxima. Entre 50 Hz e 60 Hz, somente a freqüência de saída e, portanto, a velocidade do motor muda.

60 Hz, somente a freqüência de saída e, portanto, a velocidade do motor muda. Figura 25:

Figura 25: Freqüência final de 60 Hz

Teclado opcional DEX-KEY-6

06/05 AWB8230-1579GB

Teclado opcional DEX-KEY-6 06/05 AWB8230-1579GB Figura 26: Mudança da freqüência final (exemplo com ajuste-padrão) 1

Figura 26: Mudança da freqüência final (exemplo com ajuste-padrão)

1

Valor de

exibição de 0,0 Hz

2 Parâme t ro com retenção do valor exibido 1

06/05 AWB8230-1579GB

O gráfico abaixo mostra as etapas de programação necessárias para habilitar o potenciômetro e a tecla START no teclado. O LED verde atribuído se acende para indicar ativação.

Teclado e cabo de ligação

O microinterruptor TM/PRG deve estar na

posição PRG.

Com estes parâmetros, o inversor de freqüência DF51 pode ser operado pelos terminais de sinais de controle sem comandos.

operado pelos terminais de sinais de controle sem comandos. Figura 27: Valores de referência e sinais

Figura 27: Valores de referência e sinais de controle via teclado

06/05 AWB8230-1579GB 30

06/05 AWB8230-1579GB

06/05 AWB8230-1579GB

5

Mensagens

Esta seção apresenta uma lista das mensagens emitidas pelo inversor de freqüência DF51 e explica seu significado.

Mensagens de falha O inversor de freqüência DF51 oferece várias funções de monitoramento incorporadas. Para proteger contra danos, o inversor fica automaticamente inibido ao ser detectado um sinal de falha. O motor conectado, então, gira desligado e o sinal de falha é indicado pelo LED ALARM vermelho. Se estiver encaixado um teclado

Teclado e cabo de ligação

com visor de cristal líquido (DEX-KEY-

emitido um código de erro (E

permanece inibido até que a mensagem de falha seja confirmada. Para confirmar a mensagem de falha:

), será

). O DF51

Pressione o botão de comando STOP (teclado opcional),

Ative a entrada digital configurada como RST,

Desligue a fonte de alimentação.

Exibição

Causa

Descrição

Sobrecorrente no inversor em operação estática Nos seguintes casos, a corrente de saída está alta

Sobrecorrente no inversor em operação estática

Nos seguintes casos, a corrente de saída está alta demais:

A saída do inversor de freqüência está em curto-circuito

Sobrecorrente no inversor durante a desaceleração • O motor está bloqueado

Sobrecorrente no inversor durante a desaceleração

O motor está bloqueado

Uma carga excessiva foi aplicada repentinamente à saída.

Sobrecorrente no inversor durante a aceleração

Sobrecorrente no inversor durante a aceleração

Sobrecorrente no inversor quando ele está parado

Sobrecorrente no inversor quando ele está parado

Sobrecarga A proteção eletrônica do motor desl igou a tensão de saída por causa de

Sobrecarga

A proteção eletrônica do motor desligou a tensão de saída por causa de

uma sobrecarga.

Sobrecarga Se o fator de serviço do transistor de frenagem do DF51 estiver grande demais,

Sobrecarga

Se o fator de serviço do transistor de frenagem do DF51 estiver grande demais, o transistor de frenagem será desligado (a sobretensão gerada desliga a tensão de saída).

Sobretensão Sobretensão no modo regenerativo.

Sobretensão

Sobretensão no modo regenerativo.

Falha na EEPROM A memória do programa não está fu ncionando de maneira confiável por

Falha na EEPROM

A

memória do programa não está funcionando de maneira confiável por

causa da interferência de radiofreqüência, de um curto-circuito na tensão

de controle (P24-L) ou de temperatura excessiva. Se a tensão da fonte de alimentação for desligada enquanto a entrada RST estiver ativa, poderá ocorrer uma falha na EEPROM quando a tensão da fonte de alimentação for novamente ligada.

Subtensão Tensão CC insuficiente (função da elet rônica livre de erros impossível; possíveis problemas, como

Subtensão

Tensão CC insuficiente (função da eletrônica livre de erros impossível; possíveis problemas, como superaquecimento do motor e torque insuficiente).

Avaria do processador O processador não está funcionando corretamente, por exemplo, através

Avaria do processador

O

processador não está funcionando corretamente, por exemplo, através

de RFI ou de temperatura excessiva.

Mensagem de falha externa Um sinal de falha externa é aplicado a uma entrada digital

Mensagem de falha externa

Um sinal de falha externa é aplicado a uma entrada digital configurada como entrada EXT.

Inibição de reinício aplicada A tensão da rede elétrica foi de sligada ou ocorreu uma

Inibição de reinício aplicada

A

tensão da rede elétrica foi desligada ou ocorreu uma interrupção

intermitente na tensão da fonte de alimentação enquanto a proteção contra partida não-assistida (USP de entrada) estava ativa.

Falha de aterramento Falhas de aterramento entre os termi nais U, V ou W e

Falha de aterramento

Falhas de aterramento entre os terminais U, V ou W e a terra estão sendo detectadas de forma confiável. Um circuito de proteção evita a destruição do inversor de freqüência na partida inicial, mas não protege o pessoal de operação.

Sobretensão na rede elétrica A tensão da rede elétrica excede o valor admissível. Parada temporária

Sobretensão na rede elétrica

A

tensão da rede elétrica excede o valor admissível. Parada temporária de

cerca de 100 s após a ativação da fonte de alimentação.

Sobretemperatura O sensor de temperatura incorporado na seção de energia está medindo

Sobretemperatura

O

sensor de temperatura incorporado na seção de energia está medindo

uma temperatura de operação acima do valor-limite admissível.

Falha da configuração de portas (gate array) Erro de comunicação interna entre a CPU e

Falha da configuração de portas (gate array)

Erro de comunicação interna entre a CPU e a configuração de portas.

Sinal de falha do termistor A resistência do termistor PTC exte rnamente encaixado ligado à

Sinal de falha do termistor

A

resistência do termistor PTC externamente encaixado ligado à entrada

PTC (entrada digital configurada como entrada PTC) está alta demais.

Falha de comunicação A comunicação com o inversor de freqüência expirou → PNU C076 e

Falha de comunicação

A

comunicação com o inversor de freqüência expirou PNU C076 e C077.

Mensagens

Registrador de mensagens de falha

O inversor de freqüência DF51 possui um registrador de falhas no qual as três mensagens de falha mais recentes são salvas. É possível recuperá- las sob PNU d081 a d083. PNU d081 mostra a

06/05 AWB8230-1579GB

mensagem de falha mais recente, PNU d082 a penúltima, etc. Quando ocorrer uma nova falha, ela será salva no PNU d081 e todas as falhas mais antigas serão deslocadas em um PNU (PNU d081 d082, PNU d082 d083, etc).

em um PNU (PNU d081 → d082, PNU d082 → d083, etc). Figura 28: Dados do

Figura 28: Dados do registrador de falhas por ocasião do sinal de falha

1 Número

2 Código d o sinal de falha atual

3 Freqüên c ia em Hz

4 Corrent e de saída em A

5 Tensão d e enlace CC interna em V

6 Tempo t otal de operação em h no modo RUN até o sinal de falha

total de falhas ocorridas

É possível eliminar os valores indicados no

registrador de falha sob PNU b084 (00 ou 02).

7 Tempo e m que a fonte de alimentação é ligada em h, até o sinal de falha

8 Sinal de

falha mais recente (nenhuma falha

indicada no exemplo)

9 Penúltim o sinal de falha

06/05 AWB8230-1579GB

06/05 AWB8230-1579GB 33

Solução de problemas

06/05 AWB8230-1579GB

6

Solução de problemas

 

Falha

Condição

Causa possível

Solução

O

motor não dá

Não há tensão presente nas saídas U, V e W.

Há tensão aplicada aos terminais L, N e/ou L1, L2 e L3? Em caso positivo, a lâmpada ON está

Verifique os terminais L1,L2, L3 e U, V,

partida.

 

W.

Ligue a tensão da fonte de alimentação.

 

acesa?

A

exibição de LED no teclado está

Analise a causa da mensagem de falha. Confirme a mensagem de falha com o comando de restabelecimento (por exemplo, pressionando a tecla STOP).

indicando uma mensagem de falha (E )?

Foi emitido um sinal de partida?

Emita o sinal de partida com a tecla START (teclado opcional) ou pela entrada

FW/REV.

Foi inserida uma freqüência de ponto de ajuste sob PNU F001 (para controle somente pelo painel do operador)?

Insira uma freqüência de ponto de ajuste sob PNU F001.

A

instalação elétrica das definições de

Verifique se o potenciômetro está corretamente conectado.

ponto de ajuste aos terminais H, O e L

através do potenciômetro está feita

 

corretamente?

As entradas O e OI estão corretamente conectadas para entrada do ponto de ajuste externo?

Verifique se o sinal de ponto de ajuste está corretamente conectado.

As entradas digitais configuradas como RST ou FRS ainda estão ativas?

Desative RST e/ou FRS. Verifique o sinal na entrada digital 5 (ajuste-padrão: RST).

A

fonte correta da freqüência de ponto

Corrija PNU A001 de maneira

de ajuste (PNU A001) foi definida?

correspondente.

A

fonte correta do sinal de partida

Corrija PNU A002 de maneira

(PNU A002) foi definida?

correspondente.

Há tensão presente nas saídas U, V e W.

O

motor está bloqueado ou a carga do

Reduza a carga que estiver agindo sobre

motor está alta demais?

o

motor.

Teste o motor sem carga.

O

motor gira no

-

Os terminais U, V e W estão corretamente conectados?

Conecte os terminais U, V e W corretamente ao motor de acordo com o sentido necessário de rotação do motor (geralmente a seqüência U, V, W causa operação no sentido horário).

sentido errado.

A

conexão dos terminais U, V e W

corresponde ao sentido de rotação do

motor?

A

instalação elétrica dos terminais de

Terminal de sinais de controle como

sinais de controle está correta?

FW(D) para operação no sentido horário

e

como REV para operação no sentido

anti-horário.

PNU F004 foi corretamente configurado?

Defina o sentido de rotação sob PNU

 

F004.

O

motor não

-

Nenhum valor de ponto de ajuste é aplicado ao terminal O ou OI.

Verifique o potenciômetro ou o gerador de ponto de ajuste externo e substitua, se necessário.

dará partida.

É acessada uma freqüência fixa?

Observe a seqüência de prioridade: as freqüências fixas sempre têm prioridade sobre as entradas O e OI.

A carga do motor está alta demais?

Reduza a carga do motor, pois o limite de sobrecarga evitará que o motor atinja sua velocidade normal se houver uma

sobrecarga.

O

motor não

-

As mudanças de carga sobre o motor estão altas demais?

Selecione um inversor de freqüência e um motor com desempenho mais alto. Reduza o nível de mudanças de carga.

funciona com

suavidade.

 

Ocorrem freqüências ressonantes sobre o

Mascare estas freqüências com os saltos de freqüência (PNU A063 a A068) ou mude a freqüência de pulso (PNU b083).

motor?

06/05 AWB8230-1579GB

06/05 AWB8230-1579GB Falha Condição Causa possível Solução A velocidade de - A freqüência

Falha

Condição

Causa possível

Solução

A

velocidade de

-

A

freqüência máxima foi definida

Verifique a faixa de freqüências definida ou a característica de tensão/freqüência definida.

propulsão não

corretamente?

corresponde à

freqüência.

A

velocidade nominal do motor e a

Verifique a velocidade nominal do motor ou a relação de redução da caixa de engrenagens.

relação de redução da caixa de

engrenagens foram corretamente

selecionadas?

 

Os parâmetros

Os valores

A

tensão da fonte de alimentação foi

Reinsira os parâmetros afetados e salve novamente a entrada.

salvos não

inseridos não

desligada antes que os valores inseridos

correspondem

foram salvos.

fossem salvos pressionando a tecla ENTER.

 

aos valores

inseridos.

Após a tensão da fonte de alimentação ser desligada, os valores inseridos e salvos são transferidos à EEPROM interna. A tensão da fonte de alimentação deve permanecer desligada por pelo menos seis segundos.

Insira os dados e desligue a tensão da fonte de alimentação por pelo menos seis segundos.

Os valores da unidade de cópia não foram aceitos pelo inversor de freqüência.

Após copiar os parâmetros do teclado externo DEX-KEY-10 para o inversor de freqüência, a tensão da fonte de alimentação foi deixada ligada por menos de seis segundos.

Copie novamente os dados e deixe a tensão da fonte de alimentação ligada por pelo menos seis segundos após a conclusão.

Não é possível fazer nenhuma entrada.

O motor não consegue dar partida ou parou, ou os valores do ponto de ajuste não podem ser definidos.

O

PNU A001 e A002 estão corretamente

Verifique os justes sob PNU A001 e

definidos?

A002.

 

Nenhum parâmetro pode ser definido nem mudado.

A

proteção de parâmetros do software

Para permitir mudanças, desabilite a proteção de parâmetros com o PNU

foi ativada?

b031.

A

proteção de parâmetros do hardware

Desabilite a entrada digital configurada como STF.

 

foi ativada?

A

proteção

 

O

aumento manual da tensão foi

Verifique o ajuste de aumento e o ajuste de proteção eletrônica do motor.

eletrônica do motor é ativada (mensagem de

definido em um valor alto demais? Foram feitos os ajustes corretos para a proteção eletrônica do motor?

falha E05).

 

Observe ao salvar parâmetros mudados:

Após salvar parâmetros mudados com a tecla ENTER, nenhuma entrada pode ser feita com o uso do teclado do inversor de freqüência por pelo menos seis segundos. Se for pressionada uma tecla antes deste tempo, ou se o comando de restabelecimento for emitido, ou se o inversor de freqüência for desligado, os dados podem não ser corretamente salvos.

06/05 AWB8230-1579GB 36

06/05 AWB8230-1579GB

06/05 AWB8230-1579GB

Apêndice

Dados técnicos

Dados técnicos

Dados técnicos gerais do DF51

A tabela abaixo contém os dados técnicos de todos os inversores de freqüência DF51.

 

DF51

Classe de proteção de acordo com a norma EN 60529

IP 20

Categoria de sobretensão

III

Lado secundário: faixa de freqüências

0 a 400 Hz Com motores operados a freqüências nominais acima de 50/60Hz, deverá ser observada a velocidade máxima possível do motor.

Limites de erro de freqüência (a 25°C ± 10°C)

Valor do ponto de ajuste digital: ±0,01% da freqüência máxima

Valor do ponto de ajuste analógico: ±0,1% da freqüência máxima

Resolução da freqüência

Valor do ponto de ajuste digital: 0,1 Hz

Valor do ponto de ajuste analógico: Freqüência

máxima/1000

 

Característica de tensão/freqüência

Constante, torque SLV reduzido ou aumentado

Sobrecorrente admissível

150% por 60 segundos (uma vez a cada 10 minutos)

Tempo de aceleração/desaceleração

0,1 a 3000 s em característica linear e não-linear (aplica-se somente ao segundo tempo de aceleração/desaceleração)

Entradas

 

Ajuste de freqüência

Teclado com visor de cristal líquido

Ajuste por teclas ou potenciômetro

Sinais externos

0 a 10 V

Sinais externos • 0 a 10 V , impedância de entrada 10 k Ω

, impedância de entrada 10 k

4 a 20 mA, impedância de carga 250

Potenciômetro 1 k, valor recomendado 4,7 kO

Operação no sentido horário/anti-horário (partida/ parada)

Teclado com visor de cristal líquido

Tecla START (para Partida) e tecla OFF (para Parar); ajuste- padrão = operação no sentido horário

Sinais externos

Entradas de controle digital programáveis como FWD e REV

Entrada de controle digital programável como

FWD: Campo de rotação no sentido horário de parada/partida

REV: Campo de rotação no sentido anti-horário de partida/parada

FF1 a FF4: Seleção de freqüência fixa

JOG: Modo de movimento intermitente

AT: Usar valor de ponto de ajuste 4 a 20 mA

2CH: Rampa de segundo tempo

FRS: Parada de funcionamento livre

EXT: Mensagem de falha externa

USP: Proteção contra partida não-assistida

RST: Restabelecimento

SFT: Proteção de software

PTC: Entrada do termistor PTC

DB: Frenagem CC ativa

SET: Segundo parâmetro definido ativo

UP: Controle remoto, aceleração

DWN: Controle remoto, desaceleração

Saídas

 

Saídas de sinalização digital programáveis como

FA1/FA2: Freqüência atingida/excedida

OL: Sobrecarga

 

AL: Falha

RUN: Motor em operação

OD: Desvio de PID excedido