Você está na página 1de 192

Rumus

O Conceito do Programa

Sistema Modular

Janela Inicial

Funçao da Janela Inicial

Desativaçao e Ativaçao da Janela Inicial

Interface Rumus

Menu Principal

Barra de Ferramentas

Imprimir e Salvar Imagens no Arquivo (copy/paste)

Idioma da Interface do Usuário

Parâmetros de Execuçao do Programa

Barra de Tarefas

Função e Estrutura da Painel de Funcoes

Localização da Painel de Funcoes

Separador “Propriedades”

Separador “ Instrumentos ”

Separador “Indicadores”

Separador “Componentes”

Área de Trabalho

Elementos da Área de Trabalho

Salvar/Carregar Área de Trabalho

Utilizando Páginas de Trabalho

Componentes

Anular a Última Açao

Barra de Status do Sistema

Painel de Informação

Instrumentos e Indicadores
file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_index.htm
Como Abrir/Criar o Gráfico do Instrumento Financeiro

Tipos de Gráficos dos Instrumentos

Gráficos de Velas

Gráficos Tick

Gráficos com Cálculo da Escala Temporal

Pontos e Figuras

Gráfico Renko

Gráfico Kagi

Vários Instrumentos em um Mesmo Gráfico

Como Adicionar um Indicador ao Gráfico

Alteraçao dos Parâmetros do Indicador

Movendo Gráficos

Eliminar Gráficos

Trabalhando com os Alertas

Alertas de Cotaçoes

Cópia dos Dados do Instrumento ou do Indicador

Descriçao dos Indicadores Incorporados

Accelerator/Decelerator Oscillator (AC)

Accumulation/Distribution (A/D)

ADX

Alligator

Alpha-beta trend

Aroon

ATR

Awesome Oscillator (AO)

Bears Power

Faixas de Bollinger

Bulls Power

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_index.htm


Oscilador de Chaikin

CCI

Detrend Oscillator

Fractal

Ichimoku

MA

MACD & MACD histogram

MFI

Momentum

Parabolic SAR

Pivot Points

Price Channel

Price Oscillator

Rate of Change (ROC)

RAVI

RSI

Stochastic

Volume

Williams’ Percent Range, %R

ZigZag

Janela Gráfica

Estrutura da Janela Gráfica

Propriedades da Janela Gráfica

Apresentaçao das Transaçoes no Gráfico

Barra de Título

Camadas e Escala Vertical

Escala Horizontal

Escalas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_index.htm


Barra das Ferramentas Gráficas

Descriçao das Ferramentas Gráficas

Alertas de Ferramentas Gráficas

Cópia e Inserçao de Objetos Gráficos

Localizador

Quantidade dos Dados Exibidos

Baixar o Historial do Instrumento do Gráfico

Busca de Datas e Horas no Gráfico

Tabela

Propriedades da Tabela

Transacionando a Partir da Tabela

Fileiras

Propriedades das Fileiras da Tabela

Acrescentando Fileiras

Removendo Fileiras

Transferência de Fileiras

Alteração do Instrumento da Fileira

A Fileira em Branco no Final da Tabela

Colunas

Função das Colunas da Tabela

Configuração da Ordem das Colunas

Terminal de Negociaçao

Capacidades do Terminal de Negociaçao

Configuraçoes e “Propriedades”

Avisos do Dealer

Informaçao Sobre os Pares de Moedas

Janelas Operativas

Login

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_index.htm


Login. Início e Fecho do Trabalho com a Conta de Negociaçao

Alteraçao da Senha de Acesso a Conta de Negociaçao

Conta de Negociaçao

Abertura de Conta de Treinamento

Parâmetros da Conta de Negociaçao

Alteraçao do Valor do Depósito da Conta de Treinamento

Trabalhando ao Mesmo Tempo com Várias Contas

Transaçoes

Lista das Posiçoes Abertas

Efetuar uma Transaçao

Fechamento de Posiçao

Ordens

Tipos de Ordens

Lista das Ordens

Estabelecendo Nova Ordem

Alteraçao dos Parâmetros da Ordem

Eliminaçao de Ordens

Relatório

Elaboraçao do Relatório das Operaçoes

Informaçao Obtida no Relatório

Dados Complementare

Horário de funcionamento, Finais de semana e Feriados

Operaçao SWAP

Cálculo da Cotaçao no Reforço, Fechamento Parcial e Inversao da Posiçao

Cálculo do Preço do Ponto

Notícias

Painel de Informação no Rumus

Propriedades do Módulo Noticioso

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_index.htm


Criação dos Seus Próprios Indicadores

Propriedades da Linguagem Integrada RuLang

Edição dos Indicadores

O Componente Rulang Editor

Arquivos de Indicadores

Linguagem construída RuLang

Sintaxe da linguagem RuLang

Comentários no texto do indicador

Palavras reservadas

Uso dos dados

Uso das variáveis

Operadores

Funções construídas

Função mov

Função rsi

Função ref

Funções hhv e llv

Função cross

Função sum

Função cum

Função momentum

Funções bollinger_1 e bollinger_2

Funções MACD_fast e MACD_slow

Funções stochastic_fast e stochastic_slow

Função CCI

Funções de data /tempo

Comandos da linguagem RuLang

Parâmetros do indicador, Inparam

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_index.htm


Parâmetros de funções próprias, Inputs

Operadores parênteses Begin... End

Condições If – Then – Else

Ciclo While

Interrupção da execução do ciclo Break e Continue

Interrupção do cálculo do indicador, Exit e Return

Acréscimo de comunicados próprios, Alert

Transporte FxClub

Descrição do módulo de transporte

Status da conexão

Particularidades do trabalho com links para servidores específicos

Trabalho através de um servidor Proxy

Regime off-line

Atualização de dados

Configurações do Rumus

Designação das configurações

Criar, editar, apagar configurações

Trabalho com diversas configurações do Rumus

Atualizar módulos do Rumus

Atualizações automáticas

Atualização manual

Conversão de dados

Por que foi alterado o formato dos dados

Importação de dados do Rumus1

Tempo real de renovação

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_index.htm


Rumus »

O Conceito do Programa

O programa Rumus foi concebido como uma plataforma aberta de negócio e análise, que continuará no futuro sendo
desenvolvida não só por nossos designers, mas também por todos aqueles que trabalham com ela e que a utilizam no mercado,
ou seja, pelos próprios traders.

O RUMUS está dividido em diferentes módulos, que combinados por cada trader individualmente permitir-lhe-ão, por um
lado, criar a versão do programa que cada um necessita e, por outro, ignorar as funções que não lhe fazem falta. Esta
arquitetura modular ajuda a desenvolver e a melhorar mais rapidamente o programa no futuro: a criação de novos módulos ou
o aperfeiçoamento de módulos já existentes poderá ser feito sem ter, com isso, que se mexer em todo o programa.

A arquitetura livre do RUMUS permite que terceiros a desenvolvam de modo a criar seus próprios módulos e a integrá-los no
programa.

Existe ainda um fator não menos importante – talvez, pelo contrário, mais importante – que esteve na base de nosso trabalho.
O RUMUS foi criado de modo a assegurar liberdade total aos traders! Esta é a idéia-chave do nosso projeto e, por isso,
desenvolvemos um sistema que não limita o trader com nenhum leque estreito de opções. Desenvolvemos uma nova interface
bem flexível que permite que cada trader crie pessoalmente, e em plena liberdade, o meio de trabalho que lhe for mais cômodo,
sem ter limitações com a localização padronizada das janelas do programa. Os traider podem conjugar e consultar à vontade,
na mesma tela e numa mesma escala temporal, gráficos de diferentes instrumentos em diferentes intervalos de tempo. A
análise conjunta de diferentes instrumentos poderá vir a dar aos traders um novo olhar sobre este mercado, onde tudo está
interligado. Os traders têm total liberdade para construir um indicador não apenas com base no preço, mas com base em
qualquer outro indicador, sem ter, com isso, que recorrer a nenhuma linguagem de programação embutida. A linguagem de
programação RULANG permite também manipular livremente os dados de várias moedas, intervalos de tempo (time frames) e
outros indicadores, para criação de novos indicadores e trading systems.

Não tenha medo de experimentar o RUMUS!

Ver também: Sistema Modular

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_concept.htm


Rumus »

Sistema Modular

O programa Rumus é composto por um núcleo com módulos interligados a este. Nem todos os módulos são indispensáveis,
mas sem alguns deles você não será simplesmente capaz de trabalhar com o programa. A arquitetura modular foi
especialmente concebida para permitir ao usuário compor o programa a seu modo, definindo apenas aqueles componentes do
sistema que você julgue serem necessários. Esta arquitetura em módulos facilita igualmente a atualização de dados, visto que
você terá que baixar para o seu computador somente o ficheiro do módulo atualizado, sem ter, com isso, que baixar de novo
todo o distributivo do programa.

Há que fazer distinção entre os módulos e os componentes do programa. O módulo é uma biblioteca software integrada de
funções que pode registrar no programa componentes que ele suporte. Alguns módulos, como o Transporte, por exemplo, não
criam os seus próprios componentes. No Rumus um componente é compreendido como um objeto funcional em janela. Por
exemplo, o módulo gráfico registra o componente «Gráfico» que o usuário poderá ver no separador «Componentes» do painel
de tarefas.

A lista dos módulos carregados no momento atual pode ser consultada na janela “Sobre o Programa”, acedida a partir da
função “Ajuda” do menu principal.

Ver também:

O Conceito do Programa

Componentes

Função das Configurações no Rumus

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_modules.htm


Rumus » Janela Inicial »

Função da Janela Inicial

Cada vez que o programa for aberto surgirá a janela:

Esta janela foi projetada para que você possa escolher comodamente a sua área de trabalho. Existem as seguintes opções para
baixar a área de trabalho:

- Abrir nova área de trabalho . Ao escolher esta variante será aberta uma nova área de trabalho com suas configurações padrão.

- Selecione última área de trabalho salva . Esta área de trabalho mantém ativa uma pequena ilustração a partir da qual o usuário
se poderá orientar e saber o que é que tem exatamente nela.

- Área de trabalho à escolha do usuário . Apresentamos a lista de todas as áreas de trabalho guardadas.

O usuário é também livre de escolher o idioma de interface do programa. Os idiomas disponíveis dependem do pacote.

Depois de selecionar a opção desejada, clique em 'OK' e o programa arrancará com a área de trabalho indicada. Você pode
também dar início ao programa clicando duas vezes com o botão esquerdo do mouse na versão necessária. Se clicar o botão
“Cancelar” na janela inicial, esta fecha e o programa não será executado.

Ver também: Desativação e Ativação da Janela Inicial


file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_start_window1.htm
Rumus » Janela Inicial »

Desativação e Ativação da Janela Inicial

A janela com a escolha da área de trabalho pode ser desativada. Para tal basta assinalar na própria janela a opção “Não voltar a
mostrar esta janela” quando escolhe a área de trabalho e faz o download do programa. Se o fizer, da próxima vez que iniciar o
programa será sempre aberta aquela área de trabalho que ficou indicada na janela inicial, por exemplo, abrirá sempre uma nova
área de trabalho caso tenha sido essa a sua última opção, e a janela inicial propriamente dita não será mais apresentada.

Você também pode desativar a janela inicial através do menu principal do Rumus. Para tal vá ao menu “Arquivo” e desmarque
a opção “Exibir janela inicial”.

A janela inicial só pode ser ativada através do menu principal. Neste caso tem que assinalar “Exibir janela inicial” no menu
“Arquivo”.

As opções para abrir a janela inicial e carregar a área de trabalho estão também disponíveis nas propriedades do programa,
através do menu principal “Propriedades”, na opção “Inicializar”.

Ver também:

Função da Janela Inicial

Parâmetros de Abertura do Programa

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_start_window2.htm


Rumus » Interface Rumus »

Menu Principal

O menu principal do Rumus contém as funções comuns a todo o programa. Se a função tiver um atalho através do teclado,
então as teclas de acesso ao atalho serão indicadas.

O menu “Arquivo” permite trabalhar com os arquivos da área de trabalho: criar, salvar, alterar o nome e fazer download, bem
como recorrer à lista das áreas de trabalho com as quais o usuário tenha recentemente trabalhado. Aqui também encontrará a
opção de apresentação da janela inicial (ver Desativação e Ativação da Janela Inicial ) e dos atalhos da função de Impressão do
documento ativo (ver Imprimir e Salvar Imagens Para um Arquivo ).

O menu “Exibir” contém a lista das barras de ferramentas disponíveis, permitindo que você configure a exibição apenas
daquelas que lhe são necessárias (ver Barra de Ferramentas ). Contém também a localização dos separadores das páginas de
trabalho, a anulação de algumas das ações mais recentes (ver Anular Última Ação ), bem como a lista dos idiomas disponíveis
na interface do usuário (ver Idiomas da Interface do Usuário ).

No menu “Propriedades” estão as configurações do sistema Rumus, incluindo a configuração de trabalho através do servidor
proxy (ver Usar servidor Proxy ), um atalho para os serviços de configuração (ver Configurações ), a configuração de auto-
atualização (ver Atualizações Automáticas ) e a configuração dos parâmetros de abertura do programa (ver Parâmetros de
Abertura do programa ). Aqui está igualmente o atalho para o módulo Importar (ver Importar Dados do Rumus1 ). Usando o
item “offline” você pode pôr o programa em modo offline (ver Modo Offline ).

O menu “Área de Trabalho” permite gerir as páginas de trabalho, criar, eliminar e alterar o nome delas, assim como ir trocando
a página ativa (ver Usando as Páginas de Trabalho ). Neste mesmo menu podemos encontrar um atalho que apaga os dados
antigos da área de trabalho (ver Quantidade de Dados Exibidos ).

O menu “Ajuda” tem um atalho para a ajuda em si, bem como informações sobre o programa, tais como a lista dos módulos
instalados no sistema (ver Sistema Modular ) e a versão do programa.

A composição do menu principal pode variar dependendo dos módulos instalados, que podem adicionar ou não seus próprios
itens ao menu.

A maioria das funções do menu principal surge duplicada na barra de ferramentas ( ver Barra de Ferramentas ). Esses itens do
menu têm, para além no nome, um desenho que repete aquele representado no correspondente botão da barra de ferramentas.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_mainmenu.htm


Rumus » Interface Rumus »

Barra de Ferramentas

A Barra de Ferramentas do Rumus contém botões que repetem as funções do menu principal.

Criar Nova Área de Trabalho . Ao clicar neste botão o usuário será solicitado a salvar a atual área de trabalho e só depois será
criada uma nova, com as configurações-padrão.

Abrir Área de Trabalho Já Existente . Ao clicar neste botão verá abrir uma janela na qual deverá selecionar o ficheiro
desejado. Por padrão serão propostos os ficheiros das áreas de trabalho do catálogo Desktops, mas você pode selecionar a área
de trabalho de um outro catálogo. Caso recuse em trocar de área de trabalho será mantida a atual, com a qual está trabalhando.
Quando selecionar um novo ficheiro você será primeiro solicitado a salvar a área de trabalho atual e, só depois, será carregada
aquela que escolheu.

Salvar Área de Trabalho . Ao clicar neste botão irá salvar, com o mesmo nome, a atual área de trabalho. Se quiser salvar a área
de trabalho com um nome diferente, use no menu principal a função “Arquivo” – “Salvar Área de Trabalho Como ... “

Saiba mais sobre como trabalhar com arquivos das áreas de trabalho em Salvar/Carregar a Área de Trabalho .

O botão Imprimir ativa a impressão do documento ativo ( ver Imprimir e Salvar Imagens Para um Arquivo ).

O botão Cancelar permite anular algumas ações (ver Anular Última Ação ). A lista das ações pode ser vista no hint do botão
(caixinha de texto que surge quando paramos o cursor em cima do botão).

Ajuda . Ao clicar neste botão irá carregar o browser selecionado por definição e abrir este arquivo de ajuda sobre o programa.

ver também Menu Principal

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_maintoolbar.htm


Rumus » Interface Rumus »

Imprimir e Salvar Imagens no Arquivo (copy/paste)

Cada documento do Rumus pode ter a sua própria função de impressão, que é ativada clicando o botão “Imprimir” na barra de
ferramentas ou selecionando a opção “Imprimir” no menu principal. A função “Impressão” não é obrigatória, de modo que
alguns de seus componentes podem não a ter. O modo de impressão do conteúdo da janela do documento ativo dependerá da
realização da impressão neste documento.

A impressão de gráficos na versão atual do módulo gráfico é feita da seguinte forma – todo e qualquer gráfico será impresso na
mesma escala com que surge na tela do monitor. Outros elementos auxiliares da janela gráfica, tais como barras de
ferramentas, não serão impressos.

Você também pode salvar o documento para um arquivo. Para tal existe no menu a ordem “Copiar Para Área de
Transferência”. O documento será guardado na área de transferência com a mesma forma visual que tem na tela. Em seguida
será necessário ‘colar' (paste) este documento, passando-o da área de transferência para o programa onde você o quiser ter.
Pode usar qualquer redator de documento instalado no seu computador para salvar o arquivo no formato desejado.

Ver também:

Copiar Dados da Ferramenta ou do Indicador

Copiar e Colar Objetos Gr á ficos

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_print.htm


Rumus » Interface Rumus »

Idioma da Interface do Usuário

Você pode selecionar o idioma que preferir para a interface do usuário Rumus diretamente na janela inicial ou no menu
principal “Exibir”, selecionando “Language”. A lista de idiomas disponíveis depende dos extras da versão e pode variar de
usuário para usuário. Se quiser alterar o idioma da interface terá obrigatoriamente que reiniciar o Rumus. O programa pedir-
lhe-á para salvar a atual área de trabalho e depois se fechará para logo em seguida ser reiniciado.

No caso de o sistema não possuir nenhum arquivo de idioma, será usada a língua pré-definida. Uma vez que o Rumus é um
sistema modular, os diferentes módulos podem ter diferentes conjuntos de idiomas disponíveis e diferentes idiomas pré-
definidos de origem.

Ver também:

Menu Principal

Função da Janela Inicial

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_localize.htm


Rumus » Interface Rumus »

Parâmetros de Execução do Programa

Você pode ajustar as opções de carregamento da área de trabalho ao iniciar o Rumus não somente a partir da janela inicial, mas
diretamente no programa, indo a “Propriedades” na barra de ferramentas. Para acessar a esta página escolha o item
“Inicializar” no menu principal “Propriedades”.

A opção “Mostrar Janela Inicial” repete o mesmo item do menu “Arquivo”. A escolha da área de trabalho é efetuada de modo
similar à escolha na janela inicial.

Ver também:

Função da Janela Incial

Desativação e Ativação da Janela Inicial

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_startparams.htm


Rumus » Interface Rumus » Barra de Tarefas »

Função e Estrutura da Painel de Funcoes

No painel de funções está representada a maioria das opções e configurações disponível no programa. Os componentes
acrescentados ao programa podem criar seus separadores na seu painel de funções, de forma que o conjunto de componentes
pode variar.

Os maiores elementos do painel de funções são os separadores verticais. A versão padrão tem quatro separadores:
“Propriedades”, “Instrumentos”, “Indicadores” e “Componentes”. Tal como o nome indica, o primeiro separador serve para
mostrar as propriedades do objeto selecionado; o segundo separador contém uma lista de todos os instrumentos disponíveis no
programa, o terceiro separador lhe permite trabalhar com os indicadores e, por fim, o quarto separador contém uma lista de
todos os componentes registrados do Rumus que os usuários podem adicionar à sua área de trabalho.

Cada separador vertical pode conter uma ou mais páginas que, por sua vez, são acessadas através de separadores horizontais na
parte superior da página ativa. O seu conjunto e nomes dependerão do separador selecionado. Você poderá obter informação
mais detalhada sobre cada um destes quatro separadores-padrão nas seguintes seções:

Ver também:

Separardor "Propriedades"

Separardor "Instrumentos"

Separador "Indicadores"

Separador "Componentes"

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_task1.htm


Rumus » Interface Rumus » Barra de Tarefas »

Localização da Painel de Funcoes

O painel de funções fica sempre do lado direito da janela principal do Rumus. Ela pode alterar a sua altura de acordo com a
altura da janela. Se o número de entrades em qualquer um dos separadores for superior ao espaço vertical disponível, surgirá
então, do lado direito do painel de funções, uma barra de rolagem vertical. Quanto à largura do painel de funções, esta não
pode ser alterada pelo usuário, mas, em compensação, tem dois modos padronizados de apresentação - expandido e fechado.

Para economizar espaço na tela, o painel de funções pode ser fechada, ficando em forma de uma estreita faixa vertical.

Para fechar ou expandir o painel de funções basta clicar com o botão esuerdo do rato no seu separador (área com a seta e a
inscrição “painel de terefas”). Dependendo do modo de apresentação, a seta ficará invertida, indicando a direção oposta.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_task2.htm


Rumus » Interface Rumus » Painel de Tarefas »

Separador “Propriedades”

O separador “Propriedades” da painel de funções serve para exibir e editar as propriedades do objeto selecionado. Se nenhum
objeto estiver selecionado, então o separador permanecerá vazio.

Dependendo do tipo do objeto selecionado, o conjunto de propriedades poderá variar. Existem alguns tipos de propriedades já
pré-definidas:

Cor

A cor atual do elemento é exibida em um retângulo situado à direita dos nomes das propriedades. Ao clicar nesse retângulo
abrir-se-á uma janela com um leque de cores. Selecione a cor desejada e clique em “OK”.

Fonte

Você pode escolher o tipo e tamanho de letra dos textos.

Estilo e espessura da linha

É possível escolher o estilo de cada linha dos objetos formados por elas.

As propriedades podem ser agrupadas com base em diferentes princípios, por exemplo, por grupos de configurações para cada
linha do indicador. Neste caso, os grupos serão divididos em separadores horizontais. É também possível agrupar as
propriedades com a ajuda de umas quantas páginas com separadores horizontais.

Configurações Pré-definidas

Você pode definir os seus parâmetros para qualquer tipo de objetos. Neste caso todos os objetos semelhantes criados de novo
irão possuir as propriedades especificadas pelo usuário. Para utilizar parâmetros por si escolhidos deve selecionar essa opção e
clicar em “Aplicar”.

Para garantir que todas as alterações são realmente efetuadas, nunca se esqueça de clicar em “Aplicar”.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_task3.htm


Rumus » Interface Rumus » Barra de Tarefas »

Separador “ Instrumentos ”

O separador “Instrumentos” destina-se a adicionar instrumentos ao gráfico ou à tabela.


Você pode escolher o fornecedor das cotações, sendo que em seguida surgirá na tabela uma
lista córtex todos os instrumentos e intervalos (time frames) que prevêem o referido
transporte. Por pré-definição o fornecedor dos dados é o “ForexClub”'. A tabela dos
instrumentos contém separadores que agrupam intervalos da seguinte forma: intervalos
menores que uma hora (tick, 1 minuto, 5 minutos, 10 minutos), intervalos de horas (1 hora,
3 horas), e intervalos de dias e mais (dia, mês, ano). Você pode escolher o tipo de cotação
para cada instrumento financeiro – bid ou ask para os pares de moedas, e last ou proc para
os índices.

Você pode selecionar vários instrumentos ao mesmo tempo para o mesmo separador. Para
tal clique com o mouse nas células desejadas, mantendo pressionada a tecla Ctrl (selecionar
uma única célula) ou a tecla Shift (selecionar conjunto de células).

A lista de “Mostrar como ...” contém as diferentes opções para desenhar o gráfico.

Você pode clicar em “Adicionar” para construir os gráficos dos instrumentos selecionados
ou pode arrastar com o rato a célula destacada para a janela gráfica necessária.

Ver também:

Como Abrir/Criar o Gráfico do Instrumento Financeiro

Tipos de Gráficos dos Instrumentos

Gráficos de Velas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_task4.htm


Rumus » Interface Rumus » Barra de Tarefas »

Separador “Indicadores”

O separador “Indicadores” destina-se a acrescentar indicadores no gráfico. Este separador


contém a lista de todos os indicadores disponíveis no sistema.

À direita do nome de cada indicador existe uma pequena estrela. Se a estrela for colorida
significa que esse indicador está adicionado à lista dos “Meus Indicadores”'. Para adicionar
um indicador a essa lista você precisa clicar no nome do indicador com o botão direito do
mouse e selecionar “Para a lista <Meus Indicadores>”. Para remover um indicador da lista
dos “Meus Indicadores” você poderá recorrer igualmente ao menu do botão direito do
mouse: para isso saia da lista “Todos os Indicadores”, vá para a lista “Meus Indicadores” e
clique com o botão direito do mouse no nome do indicador que quer eliminar. No menu
que surge selecione “Apagar minha lista de indicadores <Meus Indicadores>”.

O ícone à esquerda do nome do indicador mostra se o indicador foi incorporado ou criado


em linguagem Rulang.

Ver também: Como Adicionar um Indicador ao Gráfico

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_task5.htm


Rumus » Interface Rumus » Barra de Tarefas »

Separador “Componentes”

No separador “Componentes” está a lista de todos os componentes de janela registrados no programa. Uma vez que o Rumus
permite a cada usuário ativar os componentes que deseja, a lista destes podem variar.

Para adicionar um componente à área de trabalho basta você clicar duas vezes sobre o componente desejado e de imediato ele
será introduzido no espaço da área de trabalho selecionado na lista da localização das janelas. As variantes de localização dos
componentes podem ser as seguintes:

na parte esquerda da tela O novo componente será introduzido em toda a sua altura à esquerda da área de trabalho;
O novo componente será introduzido em cima de todos os componentes, em toda a largura da
na parte superior da tela
área de trabalho;
O novo componente será introduzido em baixo de todos os componentes, em toda a largura da
na parte inferior da tela
área de trabalho;
na parte direita da tela O novo componente será introduzido em toda sua altura à direita da área de trabalho;
O novo componente será introduzido em toda sua altura à esquerda do componente ativo
à esquerda do componente
escolhido na área de trabalho;
na parte superior do O novo componente será introduzido na metade superior do componente ativo na área de
componente trabalho.
na parte inferior do
O novo componente será introduzido na metade inferior do componente ativo na área de trabalho.
componente
O novo componente será introduzido em toda sua altura à direita do componente ativo na área de
à direita do componente
trabalho;
O novo componente irá ocupar o lugar do componente ativo selecionado, indo ocupar as suas
no lugar do componente
dimensões e localização dentro da área de trabalho;

Os componentes da lista podem ser também adicionados quando arrastado com o mouse (drag-n-drop).

Ver também:

Sistema Modular

Componentes

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_task6.htm


Rumus » Interface Rumus » Área de Trabalho »

Elementos da Área de Trabalho

A área de trabalho do Rumus é composta por uma ou mais páginas. Nela são exibidas as janelas dos componentes. A área de
trabalho vazia consiste numa página com um menu que, por sua vez, contém uma lista com todos os componentes disponíveis.
Quando você seleciona um componente desse menu a janela deste irá ocupar toda a página. Quando salvar esta área de
trabalho para um arquivo é então gravado o conjunto e os nomes de todas as páginas de trabalho, a sua localização recíproca,
os parâmetros de configuração das janelas dos componentes nestas páginas e todos os elementos contidos nesses componentes,
bem como seus parâmetros.

No conceito de área de trabalho não entra o painel de funções nem seus separadores, assim como não entra o painel de
informação nem o menu principal ou a barra de ferramentas. As definições e modo destes elementos são mantidos para todos
os programas, independentemente da área de trabalho selecionada.

ver também:

Salvar/Carregar Área de Trabalho

Utilização das Páginas de Trabalho

Painel de Informação

Componentes

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_desktop.htm


Rumus » Interface Rumus » Área de Trabalho »

Salvar/Carregar Área de Trabalho

Todas as áreas de trabalho são guardadas (salvas) na pasta Desktops, no diretório do Rumus, e têm extensão rmd. Os arquivos
das áreas de trabalho podem ser copiados de um computador para outro. Ao fazê-lo é preciso ter em mente que existe uma
série de componentes que pode variar de computador para computador, e que alguns elementos da sua área de trabalho, ou
alguns indicadores, poderão mesmo nem ser carregados.

Existem várias maneiras para abrir uma área de trabalho anteriormente guardada. Em primeiro lugar você pode o fazer com a
ajuda da Janela Inicial do Rumus. No entanto, caso queira abrir uma outra área de trabalho já quando se encontrar uma delas
aberta, poderá o fazer através do menu principal (menu “Arquivo”, opção “Abrir Área de Trabalho”) ou pressionando o
respectivo botão na barra de ferramentas – ou ainda utilizando as teclas de atalho Ctrl+O. Será então aberta uma janela com a
listagem de todas as áreas de trabalho disponíveis. Caso tenha mudado de idéia entretanto e já não queira abrir essa segunda
área de trabalho, clique em “Cancelar”. Caso especifique um arquivo da área de trabalho e clique em “OK”, então você será
solicitado a salvar a sua atual área de trabalho. Depois de a salvar (ou rejeitar salvar) será então finalmente carregado no seu
computador a área de trabalho escolhida.

Se no momento de trocar de áreas de trabalho se estiver a dar o download de dados, o programa perguntar-lhe-á se deseja
interromper ou não esse download. Se você indicar que o download deve ser interrompido, então só os dados já carregados do
servidor é que serão exibidos nos arquivos, após o que se iniciará o download de dados já para a nova área de trabalho. Caso
você deixe o download prosseguir normalmente o seu curso, estão este processo poderá atrasar a atualização da área de
trabalho agora aberta, uma vez que os seus dados serão carregados somente após o carregamento completo dos dados da área
de trabalho anterior.

Você pode guardar a sua área de trabalho num arquivo já existente ou criar um novo arquivo com nome diferente. Para tal
existem no menu principal (menu “Arquivo”) dois itens – “Salvar Área de Trabalho” e “Salvar Área de Trabalho como ...”. No
primeiro caso será só gravado um arquivo com o mesmo nome, enquanto que no segundo ser-lhe-á solicitado que especifique
um novo nome para esta área de trabalho a salvar. Para rápido acesso ao comando “Salvar” pode também usar o botão na
barra de ferramentas ou o atalho Ctrl+S no teclado.

ver também:

Função da Janela Inicial

Menu Principal

Barra de Ferramentas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_saveload.htm


Rumus » Interface Rumus » Área de Trabalho »

Utilizando Páginas de Trabalho

Cada área de trabalho contém, pelo menos, uma página de trabalho. Esta única página não pode nunca ser eliminada. Por sua
vez, cada página tem um nome, que é exibido no respetivo separador.

Adicionar uma página

Para acrescentar páginas tem o botão . Quando clica sobre ele ser-lhe-á pedido que introduza um nome para a nova página
de trabalho. Pode criar uma nova página também através do menu principal (menu “Área de Trabalho” – “Adicionar Folha”).

Remover uma página

Para eliminar uma página você pode utilizar o botão ou pode o fazer através do menu principal do programa (menu "Área
de Trabalho" – "Eiminar Folha Atual"). Ao fazer isto todos os componentes gravados nesta página serão igualmente
eliminados.

Alterar o nome da página

Você pode alterar o nome que surge no separador da página. Para tal vá ao menu principal (menu “Área de Trabalho”),
selecione “Alterar Nome da Folha” e na janela que surge entretanto digite o novo nome que deseja. Em seguida clique em
“OK” para confirmar a alteração ou clique em “Cancelar” para manter o nome antigo.

As opções ‘adicionar', ‘remover' e ‘alterar o nome' da página actual podem também ser acessadas no menu contextual – que é
exibido quando se clica com o botão direito do mouse em cima do separador das páginas.

É também possível trocar a ordem das páginas. Para mover uma página é necessário manter pressionado o botão esquerdo do
mouse sobre o separador desejado enquanto o arrasta para a esquerda ou direita.

Também pode alterar o lugar de apresentação dos separadores – em cima ou em baixo. Para isso selecione a opção desejada no
menu principal “Exibir” – “Localização dos Separadores'.

Ver também:

Elementos da Área de Trabalho

Componentes

Menu Principal

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_worksheet.htm


Rumus » Interface Rumus » Área de Trabalho »

Componentes

Os componentes do Rumus podem ser de diferentes tipos. Quando acrescentados à área de trabalho, cada um deles abrirá a sua
respetiva janela. Existem propriedades comuns a todas as janelas de componentes e que não estão relacionadas com o tipo de 
componente. 

Barra da janela do componente

Arrastando o componente

No canto esquerdo da barra dos componentes existe um campo com o ícone do componente. Em uma janela ativa este campo 
estará destacada em cor-de-laranja. Ao pressioná-lo com o cursor você pode mover o componente ao longo da atual área de 
trabalho. Ao fazê-lo serão exibidas na tela setas e sombreados coloridos que indicam o local para onde será movido ou 
acrescentado o componente. Para adicionar um componente no local indicado pelo sombreado você tem que clicar com o botão 
esquerdo do mouse sobre a seta correspondente. Se você clicar fora da seta ou no momento em que não haja sombreado, então 
o componente a ser movido permanecerá no mesmo lugar, enquanto que um componente novo acrescentado (por exemplo, a 
partir da lista de componentes no painel de funções) será adicionado de acordo com a definição-padrão de localização do 
painel de funções. 

Remoção de um componente

No canto direito do separador existe um “x” vermelho-alaranjado. Ao clicar nele a janela do componente será fechada e todo o
seu conteúdo será removido. Por exemplo, se você tivesse uma janela com um gráfico de velas e seus respetivos indicadores e 
linhas, então, quando fechar esta janela, todas as suas construções serão apagados. Para restaurar esta janela você teria que 
criar de novo o gráfico de velas e voltar a desenhar todas as linhas e indicadores. 

Maximizar a janela

É possível expandir (maximizar) temporariamente a janela do componente de modo a cobrir toda a janela principal do 
programa. Para fazer isso basta clicar no botão  que está na barra de componentes. Quando o fizer, o componente 
selecionado ficará sobreposto a todos os outros componentes que, no entanto, permanecem em sua área de trabalho. Para
desativar o modo de ‘tela maximizada' clique novamente no mesmo botão (no modo de tela maximizada ele surgirá como  ). 
A janela do componente voltará à sua posição anterior na área de trabalho. 

Janelas solta

No Rumus é possível tirar para fora da janela principal do programa a janela de qualquer componente. Neste caso, a janela do 
componente ficará por cima de todas as outras. Isto permite ao usuário manter uma atividade paralela, ao mesmo tempo que, 
por exemplo, vai seguindo as cotações ou notícias que vão chegando. Para libertar a janela do componente basta clicar no 
botão  . Os componentes que ficam na área de trabalho irão, naturalmente, ocupar o espaço libertado pelo componente 
removido. Caso queira voltar a anexar a janela à sua área de trabalho, então só tem de manter pressionado o botão esquerdo do 
mouse sobre a barra da janela e arrastá-la para o local necessário na área de trabalho. Se fizer isto terá as mesmas opções 
visuais de colocação da janela que tem ao acrescentar um novo componente (as setas e a área sombreada). Outra maneira de 
voltar a anexar uma janela de componente é clicar de novo no mesmo botão e a janela ou regressa à posição que ocupava antes 
de ser separada, ou, caso não seja possível repor no mesmo local, ela será anexada à página atual de acordo com a disposição 
indicada no separador “'Componentes'” do painel de funções do Rumus. 

Transferência para o painel de informação

Qualquer componente pode ser transferido para o painel de informação através do botão  . Esta funcionalidade permite 
deslocar o componente de uma área de trabalho para outra ou, por exemplo, deixar em aberto o módulo de negociação ao 
file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_components.htm
trocar de área de trabalho. Para maiores detalhes sobre o Painel de Informação consulte a seção correspondente.  

Menu do componente

Para além do menu principal do programa, cada componente pode criar em sua janela o seu próprio menu que atua apenas no 
dado componente e em seus objetos. Este menu não é obrigatório para a janela do componente.

Barra de Ferramentas

O componente pode ter a sua própria barra de ferramentas, que opera apenas na sua janela. Algumas funções dos botões
também podem ser duplicadas no menu do componente. 

Ver também: 

Separador "Componentes"

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_components.htm
Rumus » Interface Rumus »

Anular a Última Ação

O programa permite anular algumas ações do usuário. Depois de salvar a área de trabalho a lista das ações é esvaziada. As
ações que conduzam à criação de um objeto não podem ser canceladas, pois um objeto desnecessário pode simplesmente ser
apagado.

São passíveis de serem anuladas as seguintes ações

 Alteração da escala do gráfico


 Remoção de camadas e áreas gráficas
 Remoção de um instrumento ou indicador do gráfico
 Remoção de objeto gráfico
 Alteração das propriedades de um instrumento, indicador ou objeto gráfico
 Deslocação do objeto gráfico

Não podem ser anuladas as ações que exigem a confirmação do usuário, tais como a remoção de componentes e de páginas.

ver também:

Menu Principal

Barra de Ferramentas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_undo.htm


Rumus » Interface Rumus »

Barra de Status do Sistema

A barra de status do sistema está localizada em baixo de tudo, na parte inferior da janela principal do Rumus. Esta barra indica
o modo de funcionamento atual sistema.

O status da ligação com o servidor de cotações em tempo real é indicado por um pequeno círculo colorido. O círculo verde
indica a existência de conexão. Para mais informações sobre o transporte ver a seção Modo da Conexão na descrição do
módulo de transporte.

O horário atual do sistema surge no canto direito da barra do status. Aqui é exibida a hora atual do sistema operativo e a hora
GMT, que é calculada com base nos diferentes fusos horários. Para o futuro está prevista a possibilidade de definir a diferença
horária pelo fuso do usuário.

A barra de status indica também a progressão do processo de download de arquivos de dados, de uma área de trabalho e outras
particularidades do programa.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_statusbar.htm


Rumus » Interface Rumus »

Painel de Informação

O painel de informação está sempre posicionado debaixo da janela principal do Rumus, entre a barra de status e os separadores
das páginas da área de trabalho. O painel Informativo propriamente dito não faz parte do conceito de área de trabalho e
mantém o seu estatuto para o programa todo no geral, tal como os restantes painéis e barras. Caso não necessite deste painel
pode, para poupar espaço, fechá-lo, clicando no 'X' do canto superior esquerdo ou então removendo a marca de verificação do
item correspondente no menu “Exibir”' do menu principal do Rumus. Se quiser ativar o painel poderá fazê-lo através do menu
principal. Também o pode ativar ou desativar utilizando as teclas de atalho do teclado Ctrl+I.

Por pré-definição o painel de informação contém apenas o separador “Alertas”, criado para exibir a lista de alertas dados ao
sistema ( ver Funcionamento dos Alertas ). Um novo separador será automaticamente acrescentado na transferência da janela
do componente da área de trabalho para o painel de informação. Para poder realizar essa ação tem no separador de qualquer
componente do Rumus o botão . Para retornar a janela à área de trabalho clique novamente no botão. A janela regressará
ao seu antigo lugar e, caso isso não seja possível, ela será acrescentada à página atual em conformidade com as disposições
indicadas no separador “Componentes” do painel de funções.

Para o painel de informação pode ser trazida, por exemplo, a janela do terminal comercial. Assim, quando se trocar as áreas de
trabalho, o terminal permanecerá ativo e você não precisa autentificar de novo o seu acesso à conta de negociação (só terá que
fazer isto apenas uma vez - quando inicia o programa ou quando adiciona uma nova janela de módulo de negociação à sua área
de trabalho). Você também pode trazer para aqui o módulo das Notícias – o que lhe permite grande área para leitura do texto,
economizando assim espaço nas páginas de análise gráfica.

Ver também :

Elementos da Área de Trabalho

Componentes

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_inf_panel.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Como Abrir/Criar o Gráfico do Instrumento Financeiro

Existem várias maneiras para criar um gráfico de um instrumento financeiro no Rumus.

Para facilitar o domínio da nova interface por parte do usuário do Rumus foi especialmente adicionada a barra “Instrumentos”
semelhante àquela já utilizada no Rumus1. Nela temos uma listagem dos instrumentos e intervalos de tempo disponíveis para
download.

Selecione da lista o instrumento financeiro que deseja e em seguida escolha o intervalo e clique em “Abrir” (um botão à direita
das listas, em forma de grande seta apontada para baixo). Isto irá criar automaticamente uma nova janela, na qual surgirá o
gráfico do instrumento financeiro escolhido. Caso estes dados não existam em seu computador, eles serão carregados a partir
do servidor.

No Rumus existe uma outra forma de acrescentar instrumentos ao gráfico. Para tal há o separador especial “Instrumentos” no
painel de funções.

Você pode escolher o fornecedor dos dados. Atualmente na lista dos fornecedores a única
fonte de dados é o Forex Club, mas a arquitetura do programa permite incluir
posteriormente outras fontes de cotações (ver Sistema Modular ).

Todos os instrumentos apresentados pelo fornecedor selecionado constam da lista da tabela.


Os intervalos para estes instrumentos estão agrupados por periodicidade: menos que uma
hora (tick, 1 minuto, 5 e 10 minutos), em horas (1 e 3 horas) e superiores (dia, mês e ano).
Você também pode selecionar o tipo de cotação: bid ou ask para os pares de moedas e last
ou proc para os índices. Por pré-definição serão selecionadas as cotações tipo bid ou last,
mas você pode construir não só gráficos tick, mas também gráficos de velas a partir do
preço ask.

Por cima da tabela está uma barra de filtragem que lhe permite selecionar apenas os
instrumentos necessários, bastando para isso digitar somente algumas letras do nome do par
ou do índice. O filtro não distingue letras as maiúsculas das minúsculas.

Você só conseguirá adicionar instrumentos em janela gráfica ou tabela já existentes. Se não houver nem uma única janela
dessas na atual página de trabalho, então, quando você adiciona um instrumento financeiro, será automaticamente criada um
janela gráfica na página em branco (ver Componentes ). Se a página tiver já uma ou mais janelas desse tipo, então o gráfico do

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph1.htm


novo instrumento financeiro será, por padrão, acrescentado a uma nova área, criada automaticamente quando você adiciona um
instrumento financeiro ou um indicador. Surge na tabela uma nova coluna com o instrumento escolhido.

Quando recorre ao separador “Instrumentos” do painel de funções para adicionar um novo instrumento ao gráfico, você terá
que fazer duplo clique com o mouse sobre a célula correspondente da tabela de instrumentos / intervalos, ou então arrastar
(drag-n-drop) com o rato o instrumento financeiro necessário. Quando você dá um duplo clique sobre o instrumento financeiro
este é adicionado à última janela ativa.

Alguns instrumentos e intervalos já estão listados no menu do gráfico. Para adicionar um instrumento financeiro a partir do
menu você terá de escolher o instrumento e intervalo necessários e clicar nele com o botão esquerdo do mouse, do mesmo
modo que escolhe um item do menu. Para os instrumentos recém-adicionado será criado um novo gráfico na atual janela.

Ver também:

Gráficos de velas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph1.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Tipos de Gráficos dos Instrumentos

No Rumus as representações gráficas dos instrumentos estão agrupadas de acordo com a escala temporal. Aquelas figuras onde
a escala temporal não muda permitem a passagem de um tipo para outro. A este grupo se remetem as velas, as barras, as linhas,
as velas sombreadas e os pontos. Qualquer gráfico deste tipo de representação tem pontos na escala temporal, sendo que a cada
ponto corresponde um elemento com um determinado período do gráfico (minuto, hora, dia, etc.). As velas, barras e velas
sombreadas têm parâmetros iguais – open, high, low, close. As linhas e os pontos são traçados só pelo close.

As figuras onde a escala do tempo altera são sempre construídas em uma janela separada. A estes tipos de figuras remetemos
os gráficos de ponto & figura, Renko e Kagi. Nessas figuras o gráfico final é calculado a partir dos dados iniciais e dependem
dos parâmetros especificados da imagem (por exemplo, o tamanho do tijolos no gráfico Renko)

Para saber mais sobre esses tipos de representações gráficas consulte os correspondentes tópicos na Ajuda.

Ver também:

Gráficos de Velas

Gr á ficos Ticks

Gráficos com o Cálculo da Escala Temporal

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph2.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Vários Instrumentos em um Mesmo Gráfico

No Rumus surgiu a possibilidade de combinar em uma única janela gráfica alguns gráficos de instrumentos. Isto se aplica tanto
a diferentes instrumentos (por exemplo, duas moedas diferentes em um único gráfico), como a diferentes intervalos de tempo
(por exemplo, velas de uma hora e de um dia em um mesmo gráfico).

Quando você combina gráficos de diferentes instrumentos se torna mais convenientes traçá-los em diferentes campos gráficos.
Isso se deve ao fato de na construção de gráficos em uma mesma área a escala vertical desta servir para ambos os gráficos ao
mesmo tempo, podendo, desse modo, torná-los menos compreensíveis à leitura.

Quando você traça gráficos com diferentes intervalos tempo (time frames) a escala horizontal irá se adaptar automaticamente
ao intervalo menor. Ao fazer isto, o gráfico de intervalo maior parecerá “desbastado”.

Quando você combinar vários time frames em um mesmo campo gráfico será então mais conveniente desenhar o intervalo
maior em forma de velas sombreadas e o intervalo menor em forma de velas ou barras convencionais. Desse modo, os gráficos
não se confundirão visualmente e serão passíveis de análise.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph3.htm


file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph3.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Como Adicionar um Indicador ao Gráfico

É possível acrescentar um indicador ao gráfico a partir do menu da janela gráfica e a partir da lista dos indicadores no painel de

funções. Você também pode adicionar um indicador através do botão , situado na barra de ferramentas “ Tipo de
Representações ” ou, ainda, selecionando no menu contextual o item “Indicadores”.

O menu da janela gráfica contém alguns indicadores. Para adicionar um indicador ao gráfico a partir do menu, selecione o
indicador da lista e clique nele com o botão esquerdo do mouse. Para obter a lista completa dos indicadores, selecione “Todos
os Indicadores ...” – Isto irá ativar o separador “Indicadores” no painel de funções.

Se você utilizar a lista de indicadores que está no painel de funções, então precisará arrastar (drag-n-drop) o indicador
escolhido para o gráfico daquele instrumento financeiro pelo qual será construído o indicador.

Se na janela houver apenas um gráfico, então o indicador será construído a partir dele automaticamente quando você o arrastar
para a janela. No caso de existirem uns quantos gráficos na janela, então você será solicitado a escolher a partir precisamente
de que dados é que quer construir esse indicador. Cada indicador é construído a partir de uns dados que são chamados de dados
de base. Estes dados podem ser tanto cotações, como linhas de um outro indicador. Os dados de base devem estar na mesma
janela gráfica que o indicador acrescentado. Caso você queira depois exibir este indicador em uma janela à parte, então pode o
arrastar com o mouse para a janela gráfica que deseja. É possível a construção de indicadores que requeiram múltiplas linhas
(dados de base) como, por exemplo, um indicador construído a partir de dois pares moeda. Neste caso, o programa irá lhe
solicitar que você selecione da lista ou que identifique com o mouse no gráfico o número de linhas necessárias para a
construção do indicador.

Ao acrescentar o indicador depois de selecionar os dados de base (caso seja necessário), você também pode especificar os
parâmetros deste. A janela com os parâmetros do indicador repete por completo a página de propriedades do painel de funções.

Ver também:

Separador "Indicadores"

Alteração dos Parâmetros dos Indicadores

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph4.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Alteração dos Parâmetros do Indicador

Quando você adiciona um indicador este será construído com os parâmetros configurados por padrão. Você pode alterar esses
parâmetros imediatamente no momento em que acrescenta o indicador ou então mais tarde, em qualquer altura, com a ajuda do
separador “Propriedades” do painel de funções. Para tal tem que selecionar no gráfico o indicador desejado e clicar em
“Propriedades” no painel de tarefas ou então no botão “Propriedades” na barra de título da janela gráfica. Pode ainda clicar no
indicador desejado com o botão direito do rato e selecionar no menu contextual o item “Propriedades”. Estas propriedades
podem igualmente ser abertas com duplo clique sobre o gráfico do indicador.

Ver também:

Separador "Propriedades"

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph5.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Movendo Gráficos

Com o mouse, você pode arrastar os gráficos dos instrumentos e dos indicadores de um campo gráfico para outro, assim como
de uma janela para outra. Quando arrasta um gráfico entre duas janelas diferentes tem lugar a transferência do mesmo (o
gráfico é removido de uma janela e representado numa nova). Quando você arrasta um gráfico de uma janela gráfica para uma
tabela tem então lugar o processo de cópia, isto é, o gráfico inicial permanece na janela, ao mesmo tempo que na tabela surge
uma coluna com as cotações do instrumento financeiro analisado. Não é possível arrastar o indicador para a tabela. Esta
operação é válida somente para os instrumentos.

Os indicadores formados por várias linhas são, por pré-definição padrão, transferidos por completo. Se você quiser mover uma
das linhas em separado, deve primeiro a destacar, clicando sobre ela com o botão esquerdo rato, mantendo ao mesmo tempo
pressionada a tecla Alt de seu teclado. Se entre duas linhas do indicador existir uma linha tracejada, então, ao mover uma
destas linhas, a linha tracejada desaparece. Quando junta estas linhas numa mesma área da janela gráfica, a linha tracejada será
restaurada.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph6.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Eliminar Gráficos

Para apagar o gráfico do instrumento ou do indicador é necessário destacar o objeto a eliminar e clicar na tecla Del do teclado
ou recorrer ao comando “Eliminar” no menu contextual da janela gráfica.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph7.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Tipos de Gráficos dos Instrumentos »

Gráficos de Velas

A este tipo de construções se remetem as velas, barras, linhas, velas sombreadas e pontos. Cada vela possui seu parâmetro de
tempo e preços: preço de abertura (open, a primeira cotação no dado intervalo de tempo), o valor máximo do preço (high), o
valor mínimo do preço (low) e o preço de fecho (close, a última cotação do intervalo). Quando o cursor pára em cima de
qualquer um dos elementos do gráfico surgirá uma pequena tabela informativa com estes parâmetros.

As propriedades do gráfico de velas permitem construir um certo tipo de representação (velas, barras, linhas, velas sombreada
e pontos). Aqui se pode atribuir duas cores diferentes à velas – às que vão para cima e às que vão para baixo. Para as linhas e
os pontos será utilizada a cor “Par baixo”. Você pode mudar o estilo e a espessura da linha gráfica.

O tipo de representação gráfica pode ser selecionado clicando na barra para esse efeito:

Na página das propriedades de cada um dos gráficos também se pode alterar o intervalo de tempo (time frame). As velas e os
indicadores traçados a partir delas na mesma região gráfica serão convertidos, e todos os instrumentos gráficos desenhados a
partir destas velas manterão as suas coordenadas e serão redesenhados.

Na lista existente temos à sua disposição todos os intervalos, começando por aquele
fornecido pela fonte até às velas anuais.

Ao contrário da lista dos intervalos de tempo disponíveis nas propriedades de agendamento, você pode não calcular, mas sim
alterar o time frame estabelecido através da barra “Intervalos de Tempo”. A barra contém os mesmos intervalos que a tabela do
separador “Instrumentos” do painel de funções:

Quando alterar o time frame estabelecido os indicadores e instrumentos gráficos construídos a partir do dado gráfico serão
automaticamente convertidos.

As velas sombreadas são outro modo de representar as velas normais. Neste caso, o corpo das velas irá ocupar toda a largura
do intervalo (ou seja, o gráfico não terá nenhum espaço vazio entre duas velas vizinhas), enquanto que as sombras das velas
são representadas não com linhas, mas com áreas retangulares, também em toda a largura do intervalo. Este tipo de construção
é cômoda de usar no lugar das velas ou barras comuns. Os gráficos são automaticamente estruturados em intervalo
descendente, deixando, desse modo, ver o movimento do preço dentro de um intervalo maior (traçado com as velas
sombreadas).

Ver também:

Tipos de Gráficos dos Instrumentos

Gráficos Tick

Quantidade de Dados Representados

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_candles.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Tipos de Gráficos dos Instrumentos » 

Gráficos Tick

Os gráficos Tick (Tick Charts) são, por pré-definição, construídos em forma de linhas. Convém traçar estes gráficos numa 
outra janela que não a dos gráficos de velas, uma vez que cada vela inclui um grande número de ticks e a combinação das 
escalas temporais dos dois gráficos pode tornar ambas as construções de difícil leitura. 

As propriedades dos gráficos tick são análogas aos gráficos de velas com tipo de construção em “Linha”. A única diferença é a 
configuração padrão das cores - para as cotações tipo bid a cor da linha será verde, mas para o ask será vermelha. 

Ver também: 

Tipos de Gráficos de Instrumentos 

Gráficos de Velas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ticks.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores » Tipos de Gráficos de Instrumentos » Gráficos com Cálculo da Escala Temporal »

Pontos e Figuras

Uma forma muito particular de representar visualmente a dinâmica do mercado é o Gráfico de Pontos e Figuras, que se distingue no fato de o movimento ascendente dos preços
ser marcado com um “X” e o seu movimento para baixo ser marcado com um “ 0” . Se durante um intervalo de tempo o preço se deslocar ininterruptamente para cima, então
todos estes movimentos serão registrados como uma coluna de “X”. Quando inverte e começa a descer, se movendo para baixo, este movimento será marcado com uma coluna
de “ 0” . E assim continuará, até o preço voltar a virar para cima.

Na construção do gráfico Pontos e Figuras o tempo não tem aquela mesma importância na representação dinâmica da imagem que tem nos modelos lineares, de barras ou de
velas. Isso requer uma mudança substancial em muitas abordagens quando tentamos aplicar a eles conceitos relacionados com a noção de tendência. Em comparação, estes
gráficos desvendam claramente a dinâmica local dos movimentos dos preços e são particurlamente conveniente para destacar os níveis à volta dos quais os preços oscilam um
longo período de tempo (níveis de consolidação dos preços).

Na realidade, nenhum gráfico de pontos e figuras exibe cada movimento dos preços. Geralmente é dado o valor mínimo da alteração, que será registrado no gráfico. Além disso,
é também dado o movimento mínimo do preço no sentido inverso, no qual se dá a transição de “X” para “ 0” e vice-versa. Assim, o gráfico de Pontos e Figuras é determinado
por dois parâmetros:

- O valor limiar (box) - número de pontos de alteração no preços que se grava no gráfico (seja “x” ou “ 0” );

- O parâmetro da reversão (reversal) - o valor do movimentos inverso do preço (em unidades box), no qual ocorre a mudança de “ 0” para “X” e vice-versa.

Ao mesmo tempo, o gráfico Pontos e Figuras apresenta uma informação comercial um tanto ou quanto geral (dada em médias), mas o caráter dessa mediação é aqui de natureza
diferente. Para os gráficos temporais (linhas, barras, velas), o principal parâmetro para se encontrar a média é o intervalo de tempo que determina a escala temporal (minutos,
horas, dias, etc.). A média dos movimentos do preço dentro do intervalo é encontrada a partir de um valor ou um conjunto de valores extremos (high, low, valor inicial e final).
Nos gráficos Ponto e figura a noção de escala temporal não existe, mas mudando os parâmetros box e reversal é possível passar de uma imagem detalhada do movimento dos
preços para uma imagem mais atenuada, média.

Na página das propriedades de Pontos e Figuras pode se escolher não só os parâmetros obrigatórios (parâmetro de revers
separadamente o campo (OHLC) para os “X” e os “ 0” .

Os parâmetros da data inicial e do intervalo de representação são semelhantes às configurações dos gráficos de velas e es
o gráfico Pontos e Figuras (ver Gráficos de Velas ).

Depois de configurar os parâmetros, clique em “Aplicar”.

Ver também :

Tipos de Gráficos de Instrumentos

Gráficos de Velas

Gráficos com Cálculo da Escala Temporal

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_pf.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Tipos de Gráficos dos Instrumentos »

Gráficos com Cálculo da Escala Temporal

Estes gráficos abrangem as construções Renko, Kagi e gráfico de pontos e figuras. Este tipo de gráficos é traçado em separado,
uma vez que não é possível combinar a sua escala temporal nem com os gráficos de velas, nem com os outros gráficos do seu
tipo, construídos com diferentes parâmetros. É por isso que este tipo de gráfico é sempre construído em uma janela à parte.
Eles possuem também os seus próprios métodos de análise gráfica, pois os indicadores aplicados nos gráficos de velas não são
aplicáveis nestas construções.

Para representar os dados indicados torna-se necessário recorrer a componentes


especiais (ver o Separador “Componentes” ).

Estes três objetos têm todos a mesma configuração de janela gráfica, que é, no fundo,
uma variante mais curta das construções da janela para o gráfico de velas (ver
Propriedades da Janela Gráfica ).

Depois de instalar os parâmetros necessários, clique no botão “Aplicar”.

Ver também:

Gráfico de Pontos e Figuras

Gráfico Renko

Gráfico Kagi

Tipos de Gráficos dos Instrumentos

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_renko.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Tipos de Gráficos de Instrumentos » Gráficos com Cálculo da Escala Temporal » 

Gráfico Renko

Para se poder analisar os dados através do Renko é desenhado um diagrama de retângulos. O tamanho dos retângulos (dos tijolos) é dado em forma de 
parâmetro. Este parâmetro determina o tamanho do tijolo em pontos. O novo tijolo é construído na direção do movimento anterior somente se o preço
ultrapassou um determinado limiar. Os “tijolos” têm sempre o mesmo tamanho. Se o preço aumenta, o tijolo é branco; se o preço cai, então o tijolo será 
preto.

Para construir o gráfico Renko – os tijolos – se compara o fecho atual com o máximo e o mínimo do tijolo anterior (branco ou preto). Quando o preço


ultrapassa o máximo do tijolo anterior em um tijolo ou mais, são então desenhados os tijolos brancos correspondentes na coluna seguinte. Se o preço do
fecho cai abaixo do tijolo anterior em seu próprio tamanho ou mais, então se desenha o número correspondente de tijolos pretos. Cada tijolo é desenhado 
com deslocação para a direita. 

O Renko permite ver na tela uma grande quantidade de dados correspondentes a um longo intervalo de tempo. Para além disso, este tipo de representação 
não reflete as pequenas flutuações dos preços, o que permite concentrar a atenção nos movimentos de preço verdadeiramente significativos. 

  

Na página das propriedades do Renko tem que constar o parâmetro obrigatório do valor do limiar, dado em

Você pode também selecionar diferentes parâmetros das velas (OHLC) para calcular o Renko para cima e p

Os parâmetros da data de início e do intervalo representados são similares às configurações dos gráficos de
dados básicos, a partir dos quais se traça a representação Renko (Ver Gráficos de Velas ). 

Depois de estabelecer os parâmetros necessários clique no botão “Aplicar”. 

  

Ver também :

Tipos de Gráficos de Instrumentos 

Gráficos de Velas 

Gráficos com o Cálculo da Escala Temporal

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_renko1.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores » Tipos de Gráficos de Instrumentos » Gráficos com Cálculo da Escala Temporal » 

Gráfico Kagi

Os gráficos Kagi foram criados por volta de 1870, quando começaram as negociações no mercado acionário japonês. Eles mostram uma 
série de linhas verticais, cuja espessura e direção depende do movimento do preço. Se no momento do fecho o preço continuar se 
movendo na direção da linha-kagi anterior, então a linha será estendida. No entanto, se no momento do fecho se registrar uma quebra e o 
preço começou a ir noutra direção em pelo menos um parâmetro da ‘reversão', então a nova linha-kagi será traçada na coluna seguinte, 
em direção oposta. Um aspecto interessante do gráfico Kagi está no fato de quando os preços se sobrepõem à coluna anterior, a 
espessura da linha-Kagi muda. 

Para se traçar a linha-kagi são comparados os preços do fecho e o ponto final da última linha. Se o preço continuar avançando na mesma 
direção que a linha anterior, então a nova linha será uma continuação desta, na mesma direção. No entanto, se no momento do fecho o 
preço se move em direção oposta, então é traçada uma curta linha horizontal até à próxima coluna vertical e se continua com a linha
vertical em direção ao preço de fecho. 

Para além disso, se a linha fina ultrapassar o anterior máximo do gráfico, então ela fica mais espessa. Da mesma forma, se uma linha 
espessa descer abaixo do mínimo anterior, então a linha se torna mais fina. 

  

A página das propriedades do Kagi permite especificar um valor limiar (parâmetro de reversão) 
não só em pontos (valor pré-definido por padrão), mas também em percentagens. 

Você pode também selecionar diferentes parâmetros de velas (OHLC) para cálculo da linha-Kagi 
para cima e para baixo 

Os parâmetros da data de início e do intervalo da representação são similares às configurações 
dos gráficos de velas e dizem respeito aos dados básicos, a partir dos quais se constrói a 
representação Kagi (ver Gráficos de Velas ). 

Depois de definir os parâmetros necessários, clique no botão “Aplicar”.

Ver também: 

Tipos de Gráficos de Instrumentos 

Gráficos de Velas

Gráficos com Cálculo da Escala Temporal

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_kagi.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Trabalhando com os Alertas

O programa tem implementado três tipos de avisos (alertas): avisos sobre cotações, avisos sobre os instrumentos gráficos e
avisos sobre os indicadores do Rulang. A configuração dos alertas é feita em uma janela à parte – “Propriedade dos Alertas” –
à qual podemos aceder através do menu contextual se o cursor estiver na área do painel de informação.

As condições dos alertas relativos aos instrumentos e às cotações estão descritos nos respetivos tópicos da Ajuda. Para os
avisos da Rulang a página “Condições” está vazia, uma vez que as condições para este tipo de alertas são criados no texto do
indicador.

O separador “Alerta” permite personalizar o tipo de aviso ao usuário quando for acionado um alerta:

O tipo de aviso e texto com mensagem dos alertas do Rulang serão automaticamente exibidos, dependendo dos parâmetros
estabelecidos no texto do indicador.

O separador “Extra” permite escolher o comportamento do alerta depois de acionado:

Os alertas podem ser eliminados da lista a partir do menu contextual (item “Eliminar Alertas”) ou retirar a marca de
“Configurar Alerta” no separador “Condições” da caixa de propriedades dos alertas. Você também pode apagar todos os avisos
de uma vez. Para tal selecione “Eliminar todos os alertas” no menu contextual da lista dos alertas.

Os avisos podem ser interrompidos através do menu contextual (“Desativar Avisos”) ou então clicando no botão “Parar o
Alerta” no separador “Condições” na caixa de avisos. Se você desativar o alerta ele não será removido da lista mas as suas
condições não serão verificadas. Para voltar a ativar o aviso clique em “Ativar Alerta” no menu contextual dos avisos ou então
clique no botão “Ativar Alerta” do separador “Condições” da caixa dos avisos. Você também pode ativar e desativar todos os
avisos ao mesmo tempo. Para tal basta ir ao menu contextual e selecionar o item “Ativar todos os avisos” ou “Desativar todos

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_alerts.htm


os avisos”.

Ver também:

Painel de Informação

Alerta de Cotações

Aleretas de Instrumentos Gráficos

Acrescentar Seus Próprios Avisos ou Alertas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_alerts.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Alertas de Cotações

Os alertas referentes às cotações são criados exclusivamente através do menu contextual do painel de informação (item “Criar Alerta”). Ante isto você não
é obrigado a criar o gráfico do instrumento: pode criar o alerta para qualquer instrumento e tipo de cotação (bid, ask).

Selecione da lista o instrumento financeiro e o ti


“Propriedades dos Alertas”, no separador “Cond
nível em que o alerta deve disparar.

É possível escolher a direção dos níveis: de cima


cima. O alerta dispara assim que o preço atinge u
ou superior ao nível especificado pelo usuário.

Para que o alerta fique ativo é necessário marcar


o instrumento escolhido”. Você também pode pe
comportamento do alerta depois de sua ativação,
“Extra”. Depois de ter já selecionado todas as de
“OK” para ativar o alerta. A caixa “Propriedades
automaticamente e o seu novo alerta surgirá na l

Ver também:

Painel de Informação

Trabalhando com Alertas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_quote_alerts.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores »

Cópia dos Dados do Instrumento ou do Indicador

Você pode copiar os valores de qualquer linha do indicador para posterior inserção em outro programa, como, por exemplo, o
Excel. Para fazer isso tem que destacar a linha do indicador, clicando sobre ela com o botão esquerdo do mouse e com a tecla
Alt também pressionada. Em seguida clique ao mesmo tempo nas teclas Ctrl+Shift+C. Os valores dos pontos da linha
destacada serão copiados para a área de transferência. Depois disto você pode então mudar para outro programa e ‘colar' os
dados como normalmente faz. Se copiar os dados de velas, então serão copiados os quatro parâmetros (OHLC). O indicador
composto somente de uma linha pode ser destacado apenas com um clique do mouse, sem ter que pressionar Alt.

Deve se distinguir a cópia do objeto gráfico propriamente dito e a cópia dos dados (dos valores em pontos temporais). Você
pode utilizar um objeto copiado só naquele mesmo exemplar do Rumus. Os objetos copiados têm outro formato e destinam-se
a ser utilizados em aplicações que aceitem esse tipo de inserções.

Ver também :

Cópia e Inserção de Objetos Gráficos

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_graph_copy.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Accelerator / Decelerator Oscillator ( AC )

O preço é o último elemento a mudar. Antes de mudar o preço, muda a força motriz do mercado, e antes desta, muda a sua
direção. A aceleração da força motriz tem que primeiro abrandar, até chegar a zero. Só depois é que ela começa a acelerar em
direção oposta, até o preço, finalmente, mudar também a sua direção.

O indicador técnico de aceleração/desaceleração (Acceleration/Deceleration, AC) mede a aceleração e desaceleração da força


motriz atual. Este indicador irá mudar de direção antes de a força motriz mudar a sua e esta, por sua vez, irá alterar a sua
direção antes da alteração do preço. Compreender que AC é um alerta de alerta precoce oferece vantagens evidentes.

A Linha Zero é, na sua essência, o lugar onde a força motriz fica equilibrada com a aceleração. Se o Oscilador
Aceleração/Desaceleração (Acceleration/Deceleration, AC) estiver acima do zero, então geralmente é mais fácil a aceleração
continuar o seu movimento ascendente (e ao contrário, quando está abaixo do zero). Ao contrário do Awesome Oscillator, o
cruzamento da linha zero não representa em si um alerta. A única coisa que precisa ser feita para controlar o mercado e tomar
decisões é acompanhar a mudança da cor. Para evitar longas reflexões deve recordar o seguinte: com a ajuda da AC não deve
comprar quando a coluna atual estiver pintada de vermelho e não deve vender quando a coluna atual estiver verde.

Se entrar no mercado na direção da força motriz (indicador Acceleration/Deceleration acima do zero na compra ou abaixo de
zero na venda), então necessita somente de duas colunas verdes para comprar (duas colunas vermelhas para vender). Se a força
motriz estiver contra a posição de abertura (o indicador estiver abaixo de zero na compra ou acima zero na venda), então é
preciso esperar confirmação e, por isso, se torna necessária mais uma coluna. Neste caso necessitamos que o indicador mostre
três colunas vermelhas acima da linha de zero para uma posição curta, e três colunas verdes abaixo da linha zero para uma
posição longa.

Cálculo

Histograma AC – é a diferença entre o valor de 5/34 do histograma da força motriz e a média móvel simples de 5 períodos
retirada deste histograma.

MEDIAN PRICE = (HIGH + LOW) / 2

AO = SMA (MEDIAN PRICE, 5) — SMA (MEDIAN PRICE, 34)

AC = AO — SMA (AO, 5)

Onde:

MEDIAN PRICE — preço médio;

HIGH — preço máximo da barra;

LOW — preço mínimo da barra;

SMA — média móvel simples;

AO — indicador Awesome Oscillator.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ac.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Accumulation/Distribution (A/D)

O indicador técnico Acumulação/Distribuição (Accumulation/Distribution, A/D) é determinado pela alteração do preço e do


volume. O volume surge como um coeficiente importante em caso de alteração do preço - quanto maior for o coeficiente (o
volume), tanto maior será a contribuição da variação do preço (por um determinado período de tempo) no valor do indicador.

De fato, este indicador é uma variante mais comum do indicador ‘On Balance Volume'. Ambos são usados para confirmar as
alterações de preços através da medição do nível do correspondente volume das transações.

O crescimento do indicador Acumulação/Distribuição (A/D) aponta para a acumulação (a compra) de valores , uma vez que a
esmagadora percentagem do volume das transações está relacionada com movimento ascendente dos preços. A queda do
indicador aponta para a distribuição (venda) dos valores, uma vez que a esmagadora percentagem do volume das transações
está relacionada com o movimento descendente dos preços.

As discrepâncias entre o indicador Accumulation/Distribution e o preço do Valor apontam para uma iminente alteração de
preços. Normalmente, em caso de disparidade, a tendência dos preços muda na direção do movimento do indicador. Por
exemplo, se o indicador cresce e o preço do Valor cai, então convém esperar uma reversão nos preços.

Cálculo

Ao valor atual acumulado do indicador se acrescenta ou subtrai uma determinada percentagem do volume diário. Quanto mais
próximo o preço de fecho se encontrar do máximo do dia, tanto maior é a proporção acrescentada. Quanto mais perto o preço
do fecho estiver do mínimo do dia, tanto maior é a parte deduzida. Se o preço do fecho se encontrar estritamente entre o
máximo e o mínimo, então o valor do indicador não se altera.

A/D = С UM (((CLOSE - LOW) - (HIGH - CLOSE)) * VOLUME / (HIGH - LOW)

Onde:

CLOSE — preço de fechamento;

LOW — preço mínimo da barra;

HIGH — preço máximo da barra;

N — quantidade de períodos utilizados para o cálculo;

СUM (...) — soma cumulativa.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ad.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

ADX

O sistema “Directional Movement System” (Sistema do Movimento Direcional) foi desenvolvido por Welles Wilder e
detalhadamente descrito no seu livro “New Concepts in Technical Trading Systems”.

Interpretação

A base do sistema comercial “Directional Movement” são as linhas dos indicadores de direção positiva e negativa (+ DI e –
DI), atenuadas com a ajuda do exponencial MA (14). Estas linhas são exibidas em uma janela e cada uma delas pode estar por
cima ou por baixo de outra. Na qualidade de modificação podemos usar a linha traçada na base na diferença desses dois
indicadores, diferença essa calculada a partir da seguinte fórmula personalizada:

pdi (14) - mdi (14)

As regras para os traders resumem-se no seguinte: comprar quando +DI está acima de -DI (ou [pdi (14) - MDI (14)]> 0) e
vender quando +DI estiver abaixo de -DI (ou [pdi (14) - MDI ( 14)] <0).

Estas regras bastante simples estão limitadas pela regra do “ponto extremo” ("extreme point rule"). Esta última se destina a
precaver o comportamento “em serra” do mercado e a limitar o número de operações comerciais.

De acordo com a regra do “ponto extremo” você deve, no dia do cruzamento das linhas + DI e –DI, registrar o “preço
extremo”. Se você mantiver a posição longa, então o “preço extremo” é o preço mínimo para o dia do cruzamento das linhas.
Se você tem uma posição curta, então, respectivamente, ele será o preço máximo.

Para além disso, o “ponto extremo” também pode ser usado como ponto de arranque para a abertura da posição. Por exemplo,
foi obtido o sinal para compra (+ DI cruzou -DI de baixo para cima). Você deve neste caso esperar até que o preço do Banco
Central ultrapasse o preço no “ponto extremo” (ou seja, superior ao preço máximo do dia do cruzamento das linhas + DI e -
DI). Se o preço do Banco Central não tiver “forças” para cruzar o “ponto extremo”, então você deve manter a posição curta.

Em seu livro, Wilder comenta que o sistema do movimento direcional funciona bem no caso dos Bancos Centrais, que têm um
valor CSI (Commodity Selection Index) alto. Segundo ele, o sistema é normalmente lucrativo para ativos com o valor ADXR
acima de 25. Se ADXR cai abaixo dos 20, então o sistema não deve ser usado.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_adx.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Alpha-beta trend

O indicador da tendência de alfa-beta (Alpha-beta trend) é usado para evitar falsos sinais que podem surgir na abertura de
posições aos sinais de outros indicadores como, por exemplo, as interseções das médias móveis. O indicador Alpha-beta trend
surge como uma modo específico de gráfico de preço atenuado (linha do filtro F), situado num canal formado por outras duas
linhas, U e L. O gráfico atenuado (a linha do filtro F) é calculado com base na regressão linear; as linhas limítrofes do canal
estão a uma distância do centro do canal, proporcional ao desvio médio quadrado do preço. A linha de regressão linear e o
desvio médio quadrado são calculados utilizando o n+m dos valores sucessivos do preço.

Ao usar a tendência alfa-beta o usuário seleciona 3 parâmetros: n , m , s . Os números inteiros n e m determinam os períodos
utilizado para o cálculo da linha de regressão e do desvio médio quadrado, enquanto que o s tem influência sobre a largura do
corredor: quando maior for o s , mais largo será o corredor. São recomendados os seguintes parâmetros: n - de 10 a 20, m - de
7 a 12, s - de 0,8 para 1,2. A estratégia comercial que utiliza a tendência alfa-beta consiste no seguinte:

1) dispostos a comprar quando a linha F está abaixo do limite inferior do corredor L (“o touro baixou a cabeça e está se
preparando para atacar”),

2) dispostos a vender quando a linha F está acima do limite superior corredor U (“o urso levantou a pata e está se preparando
para atacar”),

3) abster-se de negociar quando a linha F se situar no corredor, entre as linhas fronteiriças do canal L e U.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_abtrend.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados » 

Alligator

O autor deste indicador é o conhecido trader Bill Williams. Uma descrição mais completa do indicador pode ser encontrada em 
dois dos seus livros: "Trading Chaos" e “Novos conceitos em sistemas de negociação técnicos”. 

O indicador Alligator torna possível avaliar a tendência do movimento do mercado. O seu principal objetivo é sinalizar uma 
tendência emergente 

O Alligator é uma simples combinação de 3 médias móveis convencionais de diferentes tamanhos e com diferentes avanços
para frente. As médias móveis no indicador Alligator utilizam não o preço de fechamento, mas o preço mediano. 

Median Price = ( High + Low ) / 2
Onde : 
High — máximo da dada barra (vela); 
Low   — mínimo da dada barra (vela); 

A média móvel 1 foi por Bill Williams denominada de «Mandíbula do Alligator» - esta linha de equilíbrio para o intervalo de 
tempo usado na construção do gráfico. Esta linha é uma média móvel de 13-períodos, movido ao futuro por 8 barras.
Normalmente é traçada em azul. 

Mandíbula do Alligator ( Alligators Jaw) = EMA ( Median Price , 13, 8)


Onde Smma  - média móvel atenuada (Smoothed Moving Average, SMMA) 

À média móvel 2 Bill Williams deu o nome de “Dente do Alligator” - esta é a linha de equilíbrio do valor do time frame de um 
nível baixo. Ela é uma média móvel de 8-períodos, movida ao futuro no gráfico em 5 barras. Normalmente surge a vermelho. 

Dente do Alligator ( Alligators teeth) = EMA ( Median Price , 8, 5) 

À média móvel 3 Bill Williams deu o nome de “Lábios do Alligator” - esta é a linha de equilíbrio do valor do time frame de 
um nível ainda mais baixo. Ela é uma média móvel de 5-períodos, movida ao futuro no gráfico em 3 barras. É a linha de cor
verde. 

Lábios do Alligator ( Alligators Lips) = EMA ( Median Price , 5, 3) 

Assim, o indicador Alligator é uma combinação habitual de três médias móveis atenuadas com diferentes períodos de tempo 
(13, 8 e 5) e diferentes avanços (8, 5 e 3, respectivamente), construídas não com base no preço de fechamento, mas sim no
preço mediano. Cada uma destas médias móveis recebeu de seu autor (Bill Williams) um nome relacionado com o “crocodilo”. 

A média móvel mais longa é a “Mandíbula do alligator» (com um período de 13 e um avanço de 8) mostra o nível de preços 
que deve ser estabelecido no mercado caso ele não seja afetado por novos factores. Este é como que um análogo a longo prazo 
de um preço de mercado justo. É por isso que o autor a chamou de “Linha de Equilíbrio”. Se acredita que se o preço estiver 
mais acima da “mandíbula do Alligator”, então o mercado avaliará positivamente novos fatores e continuará se movendo para 
cima. Mas se, pelo contrário, o preço for inferior à “Mandíbula do Alligator», então o mercado avaliará negativamente novos 
fatores e continuará se dirigindo para baixo. 

As médias móveis com menor período são avaliadas precisamente da mesma forma, mas referem-se a um período mais curto. 

Foi o próprio Bill Williams que descreveu estas linhas deste modo. Às médias móveis ele deu o nome de Linhas de Equilíbrio 
e disse que, se todas as médias móveis estiverem entrelaçadas, o Jacaré está dormindo, e quanto mais tempo ele dorme, mais 
fome ele terá quando acordar. Isto tem a sua lógica própria e é consistente com alguns conceitos da análise técnica. Neste caso, 
um “entrelaçamento” longo das médias móveis não é nada mais que uma consolidação longa ou um estreito leque de
negociação. 

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_alligator.htm
Ainda segundo Williams, quando o Jacaré acorda depois de um longo sono, ele está com muita fome e começa caçando o 
preço até ficar satisfeito. Isto nada mais é que a ruptura do leque de negociação, que, normalmente, é tanto mais forte, quanto 
mais longa tenha sido a consolidação que a antecedeu e quanto menor tenha sido a sua. Williams explica então que depois de o 
jacaré se saciar ele começa perdendo o interesse em alimentos e as médias móveis começam então a convergir. Isto é 
precisamente uma nova consolidação, depois de uma tendência rápida. É nessa altura que, segundo a sua teoria e de acordo 
com o conceito geral de análise técnica, o trader deve fechar as suas posições e esperar o início de uma nova tendência.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_alligator.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Awesome Oscillator (AO)

O indicador técnico do Awesome Oscillator (AO) de Bill Williams – é uma média móvel simples de 34-períodos, construída
sobre os pontos médios das barras (H + L) / 2 e deduzido da média móvel simples de 5-períodos, construída sobre os pontos
centrais das barras ( H + L) / 2. Este indicador diz-nos com exatidão o que está acontecendo no atual momento com a força
motriz do mercado.

Sinais de compra

«Pires» (de xícara)

Este é o único sinal de compra que ocorre quando o histograma se encontra acima da linha zero. Devemos ter em mente o
seguinte:

 O sinal «pires» se forma quando o histograma muda de direção descendente para ascendente. Se a segunda coluna for
menor que a primeira então ela será vermelha. Se a terceira coluna for maior que a segunda, então ela será verde.
 Para se formar o sinal “pires” são necessárias pelo menos menos três colunas do histograma.

Tenha em mente que ao utilizar o sinal de compra “pires”, todas as colunas do Awesome Oscilador devem estar acima da linha
zero.

«Cruzamento da Linha Zero»

O sinal para comprar é gerado quando o histograma passa de valores negativos para positivos, sendo que:

 para se formar este sinal são necessárias somente duas colunas


 a primeira coluna deve estar abaixo da linha zero e a segunda coluna deve cruzar a linha zero (passagem do valor
negativo para o positivo)
 não é possível um sinal simultâneo para comprar e para vender.

«Dois Picos»

Este é o único sinal de compra que pode ser gerado quando os valores do histograma estão abaixo da linha zero. Aqui devemos
lembrar o seguinte:

 O sinal é gerado quando o pico está apontado para baixo (o mais baixo mínimo), encontrando-se abaixo da linha zero e
sendo seguido por um outro pico apontado também para baixo mas que está um pouco mais acima (uma figura negativa
com um valor absoluto menor e que se encontra, por isso, mais perto da linha zero) que o pico virado para baixo que o
antecede;
 O histograma deve ficar abaixo da linha zero, entre os dois picos. Caso o histograma cruze a linha zero entre os dois
pico, o sinal de compra não será ativado. No entanto um outro sinal de compra, o «Cruzamento da Linha Zero», será
gerado;
 Cada novo pico do histograma deve ser mais alto (um número negativo de valor absoluto inferior que se encontra mais
perto da linha zero) que o pico anterior;
 Caso se forme um novo pico adicional mais alto (mais perto da linha zero) e o histograma não tenha cruzado a linha
zero, então será formado um sinal adicional de compra

Sinais de venda

Os sinais para venda do Awesome Oscillator são idênticos aos sinais para comprar. O sinal «Pires» é invertido e fica abaixo do
zero. O «Cruzamento da Linha Zero» fica agora descendente - a primeira coluna está acima zero, enquanto que a segunda está
abaixo dele. Quanto ao “Dois picos” – estão acima da linha zero e também invertido.

Cálculo

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ao.htm


O Histograma do Awesome Oscillator — é uma média móvel simples de 34-períodos, construída sobre os valores centrais das
barras (H+L)/2, e subtraída de uma média móvel simples de 5-períodos, construída pelos pontos centrais ( Н +L)/2.

MEDIAN PRICE = (HIGH + LOW) / 2

AO = SMA (MEDIAN PRICE, 5) — SMA (MEDIAN PRICE, 34)

Onde :

MEDIAN PRICE — preço mediano;

HIGH — preço máximo da barra;

LOW — preço mínimo da barra;

SMA — média móvel simples (Simple Moving Average).

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ao.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados » 

Aroon

Este indicador é utilizado para identificar uma nova tendência e sua força. Foi concebido em 1995 por Tushar Chande. 

O cálculo deste indicador requer apenas um único parâmetro: o número de períodos de tempo (o número de velas). O indicador 
é composto por duas linhas.    

Aroon(up)=(W-Nmax)/W*100%

Aroon(down)=(W-Nmin)/W*100%

onde W – largura da janela nos períodos; Nmax и Nmin – grandeza dos períodos desde o máximo e o mínimo na janela.  

Quando AroonUp e AroonDown se deslocam para baixo e ficam muito próximas entre si, estamos perante a consolidação e a 
ausência de uma tendência forte. Quando o AroonUp cai abaixo de 50, isto indica que a atual tendência ascendente perdeu o 
seu ímpeto. Do mesmo modo, quando AroonDown cai abaixo de 50, a tendência regressiva está perdendo o seu ímpeto. 
Valores superiores a 75 indicam uma forte tendência na mesma direção, uma vez que o valor de Aroon (Up ou Down) está 
bastante elevado.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_aroon.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados » 

ATR (Average True Range)

O Objetivo Real Médio (Average True Range) é igual (segundo Wilder) ao valor máximo das seguintes grandezas: 

•  A diferença entre a máxima e a mínima dos preços de hoje ( High - Low ) 

•  O módulo da diferença entre o preço de fechamento de ontem e o preço máximo de hoje 

•  O módulo da diferença entre o preço de fechamento de ontem e o preço mínimo de hoje 

O Average True Range (ATR) – é uma mediana simples de diapasões reais ao longo últimos períodos N (onde N é 
determinado pelo usuário)

Interpretação

Em seu livro (New Concepts In Technical Trading Systems) Wilder dá exemplo de um trading system que utiliza o Average 
True Range. Nesse livro ele dá detalhes sobre o cálculo do Average True Range e explica as regras do trading system. 

Average True Range pode ser interpretado pelos princípios de leitura de outros indicadores de volatilidade.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_atr.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados » 

Faixas de Bollinger (Bollinger Bands)

As Faixas de Bollinger são uma forma de envelopes desenvolvidos por John Bollinger. Ao contrário dos envelopes, que 
utilizam um percentual fixo de desvio da linha superior e inferior a partir da média móvel, as faixas de Bollinger têm por base
um desvio padrão da média móvel.

Interpretação

Quando você chama o indicador “Faixas de Bollinger” você tem que especificar o valor do período e do desvio padrão (desde 
as faixas até à média móvel). Bollinger recomenda usar os valores-padrão: o valor do período - 20, o método de cálculo da 
média móvel - «simples», o desvio - 2. Ele ressaltou que períodos inferiores a 10 não apresentam boa performance. 

As Faixas de Bollinger podem ser utilizadas tanto para o Banco Central, bem como para os indicadores. As recomendações 
dadas em cima dizem respeito à utilização do indicador com os preços de fechamento do Banco Central. 

Devido ao fato de a distância entre as faixas estar condicionada pelo desvio padrão dos preços do Banco Central, as faixas se
alargam quando a volatilidade dos preços aumenta, e se estreitam quando a sua volatilidade diminui. 

Bollinger assinala as seguintes características das Faixas de Bollinger: 

•  as alterações “abruptas” nos preços surgem muitas vezes depois de as faixas se terem aproximado (diminuição da
volatilidade).

•  Se o gráfico do preço de mover do lado de fora da faixa, poderá estar anunciando a continuação da tendência.

• Se os picos e sopés (*) fora da faixa forem seguidos por picos e sopés dentro da faixa, então poderá ocorrer uma inversão da 
tendência. 

•  O movimento do preço que começou numa das faixas atinge normalmente a outra faixa. Esta informação é útil quando se 
tentar prever as metas dos preços.

(*) Não encontrei o equivalente português, mas ainda vou procurar.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_bollinger.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Bears Power

Se recomenda comprar se:

 Existir uma tendência crescente (que se determina pela direção da EMA);


 O oscilador da Força dos Ursos for negativo mas estiver a aumentar;
 O último pico do Oscilador da Força dos Touros estiver localizado acima do anterior;
 O Oscilador da Força dos Ursos crescer após divergência dos touros

Em caso de valores positivos do oscilador da força dos ursos devemos nos conter da compra

Cálculo

BEARS = LOW - EMA

Onde:

BEARS (URSOS) — força do urso;

LOW — valor mínimo da barra atual

EMA — média móvel exponencial.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_bears.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Bulls Power

Se recomenda vender se:

 Existir uma tendência decrescente (que se determina pela direção da EMA);


 O oscilador da Força dos Touros for positivo mas estiver gradualmente a decrescer;
 O último valor do Oscilador da Força dos Touros estiver localizado abaixo do anterior;
 O Oscilador da Força dos Touros decrescer após divergência dos ursos

Se recomenda não abrir posições curtas casos:

 O oscilador dos Bulls Power for negativo.

Cálculo

BULLS = HIGH - EMA

Onde:

BULLS — força dos touros;

HIGH — preço máximo da barra atual;

EMA — média móvel exponencial.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_bulls.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

CCI (Commodity Channel Index)

No cálculo do Commodity Channel Index (CCI) se definem:

1. A diferença entre o preço médio (mean price) da mercadoria para o dia da transação e a média aritmética desse preço para
um determinado período.

2. O desvio médio do dado preço num determinado período.

3. Se calcula a relação entre os valores descritos nos pontos 1 e 2.

4. Este quociente é multiplicado pelo coeficiente. E o resultado obtido é que é o CCI.

O coeficiente é selecionado de tal modo que, em caso de intervalo “normal” de flutuações, o CCI estará nos limites de ± 100.

Interpretação

Apesar do fato de este indicador ter sido originalmente desenvolvido para os mercados de mercadorias, ele funciona bem nos
mercados de ações e de fundos mútuos.

Existem duas maneiras de avaliar o CCI:

• Existência de divergência.

É um método muito popular de análise do CCI, com o qual se chama a atenção para a existência de divergência: ou seja,
quando o preço do Banco Central atingiu uma nova crista e, ao mesmo tempo, o indicador não teve “força” suficiente para
seguir para novos valores de pico. A seguir a esta divergência clássica vem normalmente um ajustamento dos preços por parte
do Banco Central.

• Zona de sobrecompra/sobrevenda

O CCI oscila normalmente dentro dos limites de ± 100. A saída do valor do indicador de dentro deste intervalo é visto como
uma situação de sobrecompra ou sobrevenda.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_cci.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Oscilador de Chaikin

O oscilador de Chaikin é calculado como a diferença entre as médias móveis exponenciais do Índice acumulação/distribuição
com prazos médios de 3 e 10 respectivamente. A fórmula para o calcular é seguinte:

mov (ad(), 3, E) – mov (ad(), 10, E)

Interpretação

A transcrição do artigo que se segue sobre a interpretação da acumulação/distribuição do volume, e cujo autor é o Sr. Marc
Chaikin, é feita com o seu consentimento.

A análise técnica, tanto de médias de mercado (de índices) como dos bancos centrais em separado, deverá incluir o estudo dos
volumes. Isto ajudará os especialistas a obterem a verdadeira imagem da dinâmica interna do mercado. A análise dos volumes
ajuda a reconhecer os momentos internos fortes e fracos que se ocultam sob o manto do movimento dos preços. Muitas vezes,
a divergência das alterações do volume e do preço é o prenúncio de uma viragem importante e de mudança da direção do
movimento do mercado. Não obstante o fato de o volume ter sido sempre considerado pelos analistas como um importante
componente da análise técnica, a sua utilização foi ineficaz até ao momento em que Joe Granville e Larry Williams (1960)
começaram, numa análise mais criativa, a estudar o volume conjuntamente com o preço, e não isoladamente, como até então se
fazia.

Durante muitos anos se acreditou que em situação normal o volume e o preço sobem e descem juntos. Se esta dependência
mudasse, o comportamento do preço seria visto como uma possível mudança da tendência. O conceito de OBV (Granville),
que considera o volume total nos dias de crescimento do preço como uma acumulação (armazenamento), e nos dias de queda
do preço como uma distribuição (venda), é perfeitamente lógico e racional. No entanto existem aqui uma certa simplificação.
O argumento a favor do uso do OBV consiste no fato de nos depararmos muitas vezes com significativos picos máximos e
mínimos (tanto em tendências a curto prazo como e a médio prazo), onde o OBV confirma os extremos do preço. Ao mesmo
tempo, o aparecimento de divergência entre a linha OBV e extremo do preço é um valioso indicador técnico que assinala
normalmente o início da viragem dos preços.

Larry Williams aperfeiçoou o conceito de OBV. Para determinar qual dos estados – a acumulação ou distribuição – tem lugar
no mercado no geral (ou numa ação individual), Granville comparou o preço de fechamento desse dia com o preço de
fechamento do dia anterior. Williams também comparou o preço de fechamento com o preço de abertura. Ele propôs que se
calculasse a linha cumulativa através da soma (em percentagem) com o volume total, caso o preço de fechamento tenha sido
superior ao preço de abertura, e subtrair do volume total (percentualmente), caso o preço de fechamento tenha sido menor que
preço de abertura. Este princípio melhorou consideravelmente os resultados em comparação com a abordagem clássica até
então feita à divergência de volumes.

Em seguida Williams deu mais um passo em frente desenvolvendo e aplicando na análise do índice industrial Dow Jones o
oscilador (a linha de sinal) da curva acumulação/distribuição com a ajuda da qual se pode receber sinais atenuado da melhor
compra e venda. No entanto, no início de 1970, os jornais diários deixaram de publicar os preços de abertura, e a aplicação da
fórmula de Williams passou a ser dificultada, pois se tornava necessário telefonar diariamente ao broker. Para preencher esta
lacuna, eu desenvolvi o oscilador Chaikin, substituindo o preço de abertura pelo preço médio do dia e utilizando a abordagem
de Williams “one step further” na aplicação do oscilador em relação às ações e às mercadorias. O oscilador de Chaikin é uma
ferramenta excelente para gerar sinais de compra e venda se a sua dinâmcia for comparada com a dinâmica dos preços. Eu
considero ser esta a melhoria mais significativa e importante feita no trabalho já anteriormente existente.

Há três premissas por detrás do meu oscilador. Primeiro, se o preço de fechamento das ações ou das médias de mercado estiver
acima do preço médio do dia (calculado como [alto + baixo] / 2), então neste dia tivemos acumulação. Quanto mais próximo
estiver o valor do preço de fechamento da marca máxima do dia, maior será a acumulação. E, ao contrário, se os preços de
fechamento estiverem abaixo da média diária do preço, então nesse dia tivemos distribuição. Quanto mais próximos estiverem
os valores do preço de fechamento do valor mínimo do dia, maior é a distribuição.

Em segundo lugar, o aumento significativo nos preços é acompanhado pelo aumento do volume e por sua elevada acumulação.
Uma vez que o volume é o combustível para os motores de agitação do mercado, um volume decrescente num mercado
file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_chaikin.htm
agitado será sintoma de redução do combustível necessário para mover as ações para cima.

A descida dos preços se faz acompanhar pelo declínio do volume, mas, no entanto, termina com parte dos investidores
institucionais querendo, em pânico, se livrar de suas ações. E é assim que assistimos ao dumping de ações (fixação de lucro) no
volume crescente e, em seguida, aos mínimos mais baixos no volume reduzido, com alguma acumulação antes de se formar
uma área baixa estável.

Em terceiro lugar, usando o oscilador de Chaikin, você pode monitorar o fluxo do volume “para o mercado” e “vindo do
mercado”. A comparação deste fluxo com o comportamento do preço pode ajudar na identificação dos picos e das áreas baixas
tanto a curto como a médio prazo.

Uma vez que não existem indicadores técnicos que funcionem o tempo todo, eu o aconselho a usar o meu indicador em
conjunto com outros, a fim de reduzir a probabilidade de aparecimento de problemas. Juntamente com o oscilador de Chaikin,
eu gosto de utilizar Envelopes de média móvel de 21-dias e o Oscilador Sobrecomprado/Sobrevendido (overbought/oversold
oscillator), que demonstram mais suas potencialidades na identificação de sinais técnicos de curto e médio prazo.

• O sinal mais importante gerado pelo oscilador de Chaikin surge quando os preços atingem novos cumes máximos ou
mínimos (especialmente na área da sobrecompra ou da sobrevenda) e o oscilador não consegue alcançar os seus extremos
anteriores e, em seguida, muda o sentido do movimento.

Os sinais dados pelo oscilador na direção do movimento da tendência de médio prazo são mais fiáveis se o compararmos com
os sinais contrários à tendência.

A confirmação de extremos altos e baixos com a ajuda deste indicador não significa que o preço vá continuar avançando nesse
sentido.

• A segunda forma de utilizar o oscilador de Chaikin é no monitoramento da direção do movimento do oscilador como sinal de
compra ou venda, mas apenas na direção da tendência. Por exemplo, se você verificar que o preço da ação está acima da sua
média móvel de 90 dias, ou seja, tem havido tendência ascendente, então a viragem do oscilador para cima, quando este se
encontrar em zona negativa, poderá ser um sinal para compra. (Mas só se o preço da ação foi superior à média móvel de 90
dias).

A viragem para baixo quando o vibrador estiver em zona positiva pode gerar o sinal para vender caso o preço da ação esteja
abaixo da sua média móvel de 90 dias.

Dicas

Você pode tentar modificar o oscilador de Chaikin alterando os diapasões de mediação “ 3” e “ 10” das médias móveis. Ver a
fórmula em cima.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_chaikin.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Detrend Oscillator

O oscilador de Detrend é a diferença entre o preço de fechamento da última vela e da média móvel.

Na prática, ele mostra o quanto o preço atual «se afastou» de um certo preços de equilíbrio, apresentado sob a forma de média
móvel. Se o oscilador for maior que zero, ela refletirá o valor do salto do preço para cima. Se ele for menos que zero – indicará
o valor da queda do preço.

Num intervalo de tempo suficientemente representativo (para o gráfico diário, por exemplo, será um período de 6 meses, para
o gráfico à hora – um período de 1 mês) podem ser encontrados os 3 ou 4 picos maiores e 3 ou 4 extremos baixos menores. O
nível médio dos máximos encontrados e o nível médio dos mínimos encontrados podem ser considerados níveis que refletem
uma sobrecompra de 100 por cento e uma sobrevenda de 100 por cento de ativo. Assim sendo, os mais ou menos 65-70%
encontrados nos níveis são linhas de sinal do indicador. Muitas vezes, quando o oscilador sai para lá da linha de sinal, começa
a correção no gráfico do preço.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_detrand.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Fractal

O indicador Fractals é parte da estratégia comercial de Williams. É utilizado juntamente com o indicador Alligator de Bill
Williams.

Construção

Fractal de Touro – é uma série de 5 barras, na qual os máximos da 1ª, 2ª, 4ª e 5ª barras são inferiores ao máximo da 3ª barra. E
é na terceira barra que se constrói o fractal

Fractal de Urso – é uma série de 5 barras, cujos mínimos da 1ª, 2ª, 4ª e 5ª barras são superiores ao mínimo da 3ª barra. E é na
terceira barra que se constrói o fractal de urso.

Fractais (Fractals) - é um dos cinco indicadores no sistema comercial de Bill Williams que permite detectar um pico alto ou
baixo. A definição técnica do fractal para cima é uma série de pelo menos cinco barras consecutivas, na qual imediatamente
antes e imediatamente depois do High mais elevado estão duas barras com High mais baixos. A configuração oposta (série de
cinco barras, na qual imediatamente antes e imediatamente depois do Low mais baixo estão duas barras com mínimos mais
altos) corresponde à fractal para baixo. No gráfico as fractais têm valores High e Low e são representadas com pequenos
losangos (setinhas) vermelhos e azuis.

Os sinais do indicador técnico Fractals têm que ser obrigatoriamente filtrados com a ajuda do indicador técnico Alligator. Por
outras palavras, não convém comprar se o fractal estiver abaixo dos dentes do Alligator, e não se deve vender caso o fractal
esteja acima dos dentes do Alligator. Após o sinal do fractal estar formado e ganhar força, o que é definido por sua posição
fora da área da boca do Alligator, ele permanece sinal enquanto não for vencido ou enquanto não surgir um novo sinal fractal.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_fractal.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Ichimoku

Tekan-Sen Tekan – “linha da viragem”

sen=(Max(High,N)+Min(Low,N))/2

onde Max (High, N) - o maior dos máximos no período igual a N intervalos (p.ex., N dias)
Min (Low, N), - o mínimo mais baixo por um período igual a N intervalos
N – a duração do período

Tekan-sen (Tekan-sen – linha de viragem) – linha de tendência a curto prazo que mostra uma tendência “rápida”. Tenkan-Sen
indica a direção atual da tendência a curto prazo, sendo ela a média entre o máximo e o mínimo do preço de um intervalo de
tempo longo. Assim sendo, se ela estiver direcionada para cima significava existir no mercado tendência ascendente, se ela
estiver indo para baixo, então temos tendência descendente. Se a linha Tenkan-Sen for paralela ao eixo do tempo é então
provável que o mercado esteja agora em uma posição flat .

Kijun-Sen
Kijun-sen =(Max(High,M)+Min(Low,M))/2

M – dura çã o do per í odo

Kijun-sen (linha principal) - curva de tendência de longo prazo (geralmente se consideram 26 períodos). Mostra a tendência de
um prazo maior, a direção desta. A interpretação é a mesma que da linha de curto prazo.

Chinkou Span
Chinkou Span = Close Atual, movido para trás em M intervalos

Chinkou Span (Linha atrasada) – é a linha do gráfico do preço do fechamento, deslocada geralmente em 26 períodos (isto é, o
segundo intervalo de tempo).

Senkou Span " А "


Senkou Span A = (Tenkan-sen+ Kijun-sen), avançado para a frente em M intervalos

Senkou Span A (linha dianteira) – no seu geral revela o meio da distância entre as linhas Tenkan-Sen e Kinjun-Sen e está
avançada para a frente na grandeza do segundo intervalo de tempo. Senkou-Span A é o limite superior da nuvem, considera-se
que ela seja a linha da futura resistência e suporte de mercado.

Senkou Span “B"


Senkou Span B = (Max(High,Z)+Min(Low,Z))/2, deslocada para a frente em M intervalos

Z – duração do intervalo
Quantidade de intervalos - N, M, Z indicado pelo próprio autor para cálculos é, correspondentemente, igual a 9,26 e 52.

Senkou Span B (linha avançada) é calculada como o valor médio do preço máximo e mínimo para o terceiro mais longo
intervalo de tempo, deslocado para a frente na grandeza do segundo intervalo. Senkou Span B é o limite inferior da nuvem
Ishimoku e é também considerada a linha da futura resistência e suporte do mercado.

Sinais gerados pelas linhas II :

Cruzamento de Tenkan e Kijun

Cruzamento de Senkou A e Senkou B

Sinais gerados pela combinação das linhas Ishimoku e pelo grágico do preço

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ichimoku.htm


Inversão na linha Tenkan (ao chegar à linha Tekan a curva volta para trás)

Quebra da linha Tenkan (a curva “quebra” a linha Tekan, continuando em frente, na mesma direção)

Inversão na linha Kijun

Quebra da linha Kijun

Sinal da nuvem

Inversão e quebra da curva do preço em relação à linha da nuvem Senkou A , Senkou B

Alteração da cor da nuvem

Sinal das três linhas

Tenkan – Kijun – Senkou A

Senkou B – Kijun - Tenkan

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ichimoku.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

MA (Moving Averages)

O método das médias móveis (MA) é um método de cálculo do valor médio do preço ou do sinal do indicador em determinado
intervalo de tempo. O termo “móvel” subentende que a média se vai alterando, ou movendo, o que na realidade acontece
mesmo. O cálculo das MA é uma análise matemática dos valores médios das características do Banco Central para um período
pré-determinado. Dependendo da variação do preço do Banco Central nos últimos tempos, o seu preço médio se moverá para
cima ou para baixo.

Um fator importantíssimo na diferenciação dos vários tipos de MA é o “peso” dado aos valores cronologicamente mais
recentes. Uma vez determinado, o esquema de “ pesamento ” se manterá inalterado para todo o diapasão dos cálculos.

Interpretação

A forma mais popular de interpretar as MA é a comparação mútua das MA do preço de fechamento do Banco Central com o
preço de fechamento propriamente dito. O sinal de venda é gerado quando o gráfico do preço do fechamento desce abaixo do
gráfico das suas MA e, ao contrário, o sinal de compra é gerado quando o gráfico do preço sobe acima do gráfico das MA.

Este tipo de trading system com base nas MA não está projetado para entrada (compra) exata no nível baixo e para a saída
(venda) exata no nível alto. Esta abordagem permitirá mais depressa que você siga a tendência atual, comprando
imediatamente após o preço ter passado os extremos baixos e, respectivamente, vendendo quando o preço passa os cumes.

Um momento crítico no uso das MA é a escolha da duração do período utilizado para o seu cálculo. Numa abordagem
retrospectiva você poderá sempre encontrar parâmetros de MA que a torne altamente rentável. No entanto, a dificuldade está
em encontrar parâmetros MA, que façam este indicador trazer lucro permanente. A mais popular é a MA com um período
longo de 39 semanas (ou 200 dias). Esta MA funciona bem na escolha dos pontos de entrada / saída em grandes (longos) ciclos
do mercado. Para o estudo de ciclos de diferente duração podemos propor MA com os seguintes parâmetros:

Comprimento do Período
Trend
(em dias)
A muito curto prazo 5 - 13
A curto prazo 14 - 25
A curto/médio prazo 26 - 49
A médio prazo 50 - 100
A longo prazo 100 - 200

Ao construir a MA não devemos esquecer que a duração introduzida do período se baseia na periodicidade, que foi
determinada no download do Banco Central. Por exemplo, se você baixou o Banco Central com uma freqüência diária, então a
duração do período de 12 corresponderá a uma MA de 12 dias. De igual modo, caso tenha sido determinada uma periodicidade
semanal, então esta duração corresponderia a MA de 12 semanas.

Você pode converter a MA com periodicidade diária em periodicidade semanal, dividindo a duração do dia em 5 (por
exemplo, MA de 200 dias irá corresponder a MA de 40 semanas). Para converter MA diária em mensal será necessário dividir
a duração dos dias em 21 (por exemplo, MA de 200 dias irá corresponder sensivelmente a MA de 9 meses).

A interpretação do MA do indicador é similar à interpretação do MA para o Banco Central: se a linha do indicador sobe mais
que a linha do MA, isto significa que o indicador tende a continuar o seu movimento ascendente, se o indicador cai abaixo do
seu MA, então, pelo contrário, o indicador está com tendência para continuar o movimento para baixo.

Particularmente bem adaptados à utilização das MA (com objetivo de desenvolver trading systems com base na penetração das
MA) temos indicadores como MACD, Price ROC, Momentum e Stochastics.

Alguns indicadores, tais como Stochastics a curto prazo, têm flutuações tão aleatórias que se torna difícil dizer qual o sentido
do movimento que eles realmente possuem. Se tornarmos invisível a linha deste indicador e construirmos a sua MA, podemos

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ma.htm


então ver o sentido principal da tendência do indicador, ao invés de suas pequenas flutuações.

As pequenas flutuações de fundo podem ser reduzidas à custa de um certo atraso do sinal com a ajuda dos MA de curto prazo
(ou seja, 2 - 10 dias) dos indicadores–osciladores como o R.O.C. de 12 dias, Stochastics ou RSI. Por exemplo, em vez de abrir
uma posição curta quando o oscilador Stochastic cai abaixo de 80, você pode realizar a dada operação quando a sua MA de 5
dias cai abaixo dessa marca.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ma.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

MACD

O indicador “Média Móvel da Convergência-Divergência” (MACD) é calculado subtraindo o valor da MA exponencial com
coeficiente de 0,075 e período de 26 de uma MA análoga com coeficiente de 0,15 e um período de 12. Para além disso,
juntamente com a linha MACD, se constrói automaticamente uma linha de sinal (linha tracejada) que representa a MA
exponencial do MACD com um período de 9.

Interpretação

A principal regra do trading com ajuda de MACD consiste em ser necessário vender quando a linha MACD cair abaixo da
linha de sinal, e vice-versa – que se deve comprar quando o MACD sobe acima da sua linha de sinal.

Se utiliza muitas vezes o assim chamado histograma MACD.

Com base neste indicador, o sinal de venda ocorre nos trading systems quando o histograma atinge um pico e inverte sua
tendência para baixo, e o sinal de compra ocorre quando o histograma forma um pico baixo e inverte em seguida, virando para
cima.

Dicas

É possível criar uma variante complementar do MACD com a ajuda do indicador “Price Oscillator”.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_macd.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

MFI (Money Flow Index)

O indicador de “Índice do Fluxo de Fundos” (Money Flow Index - MFI) tenta medir a força do fluxo monetário de e para o
mercado de ações. Este indicador está intimamente ligado com outros indicadores como “Índice da Força Relativa” (Relative
Strength Index - RSI). Entretanto, o MFI é calculado com base no comportamento do volume, enquanto que o RSI analisa
somente o comportamento dos preços.

O cashflow (que não é o Índice do Fluxo de Fundos) é calculado com a ajuda da definição do preço médio do dia comercial e
com posterior comparação deste valor com o preço médio do dia anterior. Se o preço médio hoje for maior, então estamos
perante um cashflow positivo. Se este preço for mais baixo, então o cashflow é negativo. O cashflow de um determinado dia é
calculado multiplicando o preço médio pelo volume desse dia.

Money Flow = Volume x Average Price

O cashflow positivo representa a quantidade diária de fluxos monetários positivos para um determinado período. Do mesmo
modo que o cashflow negativo é a soma dos fluxos monetários negativos para o mesmo período.

Money Ratio = Positive Money Flow / Negative Money Flow

O cashflow final se determina com a seguinte fórmula:

Money Flow Index (MFI) = 100 + 100 / ( 1+ Money Ratio )

Interpretação

A interpretação do MFI é a seguinte:

• Identificação da divergência entre o comportamento de sinais do indicador e do preço. Se o preço do Banco Central atingir
novos extremos máximos/mínimos e o indicador neste momento não responde da mesma maneira, então isto pode significar
uma inversão na tendência.

• Identificação dos momentos quando o valor do indicador sai para níveis altos/baixos invulgares. No que se refere ao MFI,
estes níveis específicos podem ser de 80 e 20, respectivamente.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_mfi.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados » 

Momentum

O momentum do preço do Banco Central surge como a relação do preço de hoje com o preço anterior de X dias atrás. 

A fórmula do indicador do usuário é equivalente à fórmula apresentada a seguir: 

Momentum = (Close / ref ( Close , -10) ) x 100 

Onde: 

ref(Close,-10) – preço de fechamento 10 dias antes. 

  

Interpretação

A interpretação do indicador Momentum é semelhante à do indicador “Price R.O.C.” (grau de alteração do preço). Ambos os 
indicadores reflectem o valor da variação relativa do preço do Banco Central. No entanto, o indicador “Price R.O.C.” mostra o 
valor da alteração relativa em percentagens, enquanto o “Momentum” mostra este valor como a relação entre o preço atual e o 
anterior.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_momentum.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Parabolic SAR

A Sar Parabolic foi descrito em 1976 por J. Welles Wilder Jr. Às vezes este indicador é também chamado de “Stop and
Reverse” e é também um indicador de tendências. Ele cria uma curva muito semelhante à parabólica (de onde vem o seu
nome), que será traçada (sobreposta) no gráfico do preço. E é a partir da posição de uma em relação à outra (a linhas
parabólica e o gráfico da cotação ) que se tiram as devidas conclusões sobre o estado do mercado e as perspectivas de sua
evolução. Sua tarefa principal é a de determinar a direção da tendência principal e conseguir definir com isto o momento de
fechamento das posições anteriormente abertas no período de reversão da tendência. O preço de fechamento das posições (o
valor da parabólica) é determinado para cada barra através da fórmula:

 Para posições longas :


SAR (i) = ACCELERATION x (HIGH (i - 1) - SAR (i - 1)) + SAR (i - 1)
 Para posições curtas :
SAR (i) = ACCELERATION x (LOW (i - 1) - SAR (i - 1)) - SAR (i - 1)

Onde:
SAR (i - 1) — valor da parabólica na barra anterior;
ACCELERATION – fator de aceleramento; na primeira barra ele é normalmente igual a 0.02, em seguida é determinado pela
fórmula: AF = 0.20 + n x 0.02 , onde n – número de novos máximos (mínimos);
HIGH (i - 1) — preço máximo para o período anterior;
LOW (i - 1) — preço mínimo para o período anterior.

Na tendência de touro a linha Parabolic se encontra em baixo do gráfico do preço; na de urso – está em cima. Ao se dar a
interseção da linha Parabolic SAR pelo preço ocorre a inversão do indicador e os seus valores seguintes irão se situar em
sentido contrário ao preço. Nesta “inversão” do indicador o ponto de cálculo irá ser o preço máximo ou mínimo do período
anterior.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_parabolic.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Pivot Points

Este indicador calcula os níveis de suporte e resistência com base no ponto de viragem Pivot Points.
Pivot Point é calculado pela fórmula:

Pivot=(High+Low+Close)/3

High – o máximo de ontem;


Low – o mínimo de ontem;
Close – o preço de fechamento de ontem.

Depois de se calcular o Pivot podem se calcular os níveis de suporte e resistência com as seguintes fórmulas :
R1=2Pivot - Low
S1=2Pivot - High
R2=Pivot + (R1 - S1)
S2=Pivot - (R1-S1)
R3=High + 2x(Pivot - Low)
S3=Low - 2x(High - Pivot)

R1,R2,R3 – níveis de resistência;


S1,S2,S3 – níveis de suporte

Estes níveis podem ser utilizados na qualidade de níveis de suporte e resistência. Normalmente, são usados quando se trabalha
dentro do mesmo dia. A vantagem destes níveis é que eles são automaticamente calculados e levam em conta o movimento do
preço do último dia.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_pivot.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Price Channel

O Canal do Preço (Price Channel, PC) surge representado por duas linhas. A construção do canal do preço se baseia no cálculo
do maior e menor preço para um determinado número de períodos. As linhas do canal do preço são traçadas partindo das
fórmulas:

PC Upper = HH ( n ) , o valor mais alto de todos os valores High (Highest High) por n períodos ,
PC Lower = LL ( n ) , o valor mais baixo de todos os valores Low (Lowest Low) por n períodos.

As linhas do indicador do canal do preço são, na essência, linhas dinâmicas de suporte e resistência. Elas estão em constante
mudança, dependendo do aparecimento de novos preços máximos e mínimos.

Este indicador é cômodo de ser usado no movimento do mercado no corredor lateral.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_pr_cha.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados » 

Price Oscillator

O Oscilador do Preço (Price Oscillator) é calculado como a diferença entre as duas MA do preço do Banco Central. Esta 
diferença pode ser expressa tanto em percentagem como em valores absolutos. 

Interpretação

A análise da MA gera freqüentemente sinais de compra quando o MA (ou gráfico do preço) de curto prazo cruza de baixo para 
cima a MA de longo prazo. E, ao contrário, gera sinal de venda quando a MA de curto prazo cruza a de longo prazo de cima 
para baixo. O Oscilador do Preço ilustra sinais cíclicos (e muitas vezes lucrativos) gerados pelo sistema ou uma ou duas MA. 

  

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_pr_osc.htm
Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

RAVI (Range Action Verification Index)

RAVI (Range Action Verification Index) - Indicador de tendência introduzido por Tushar Chande

Fórmula:

RAVI = 100*(SMA(7) - SMA(65)) / SMA(65)

Chande propõe um SMA de 13 semanas como base do indicador. Exibe comportamentos trimestrais (3 meses = 65 dias úteis)
das massas do mercado em relação ao valor. A média curta é 10% da mais longa e é igual a um arredondamento ao sete.

Tushar Chande recomenda as seguintes linhas de orientação para o indicador: 0,3 por cento [com sinal positivo ou negativo];
0,1% por cento [com sinal positivo ou negativo] (dependendo do mercado). Se o indicador cruzar a linha de orientação
superior para cima, então se acredita que se iniciou uma tendência ascendente. Se o indicador cruzar a linha de orientação
inferior para baixo, então se crê que estamos no início de uma tendência descendente. A tendência em alta é considerada como
sendo contínua enquanto a linha Ravi continuar a crescer. Assim que o indicador se vira para a linha zero, se dá a tendência
por terminada – começou o canal. Mas se o indicador virar mais uma vez sem entrar no intervalo entre as linhas de referência,
então se acredita que a tendência foi reiniciada.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_ravi.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Rate of Change (ROC)

Taxa de Variação (Rate of Change - ROC) - um dos mais simples e eficientes osciladores, que mostra a alteração percentual do
preços desde um período até outro.

A Rate of Change é calculada como a comparação do preço atual com o preço de um período anterior, separado do atual em N
períodos. Como de costume, os períodos podem ser intervalos que vão desde minutos a meses.

Fórmula:

Формула скорости
изменения (Rate of
Change - ROC) по
Мэрфи

Onde P 0 – preço de fechamento do período atual;


Onde P -n – preço de fechamento de hoje; n períodos atrás;

Descrição:

O Rate of Change como indicador de aceleração permite monitorizar o ritmo atenuado da mudança do preço. O gráfico do
oscilador varia acima e abaixo do nível da unidade (ou do nível 100, dependendo se ele é ou não múltiplo de 100%),
mostrando, desse modo, como se vai alteando a aceleração do preço e se essa aceleração é positiva ou negativa. Normalmente
o Rate of Change se adianta um pouco à tendência principal do preço e atinge um valor máximo ou mínimo antes que o
próprio preço.

Quando o indicador cruza o nível 1 (ou 100) e continua crescendo isso significa uma aceleração nos ritmos do preço e o
aumento da probabilidade de esta situação se manter. A inversão do indicador nos níveis elevados para baixo significa que a
tendência continua mas, já sem força, começa gradualmente a abrandar.

A queda no indicador até à linha 1 (ou 100) indica que a tendência atual de crescimento dos preços está perdendo velocidade.

O cruzamento de cima para baixo da unidade e a continuação da queda significa aceleramento do movimento descendente dos
preços.

A inversão nos níveis inferiores à unidade presdupõem o abrandamento da queda dos preços e uma alta probabilidade de
inversão da tendência para cima.

O crescimento do indicador abaixo da linha 1 significa a extinção das tendências descendentes.

Se acredita que a taxa de variação mede o grau de otimismo ou pessimismo das pessoas em relação a esse ativo. Se o indicador
subir, se mantendo acima da unidade, então temos no mercado uma nova onda de otimismo; mas se surge um novo mínimo na
zona abaixo da unidade, isso significa que a nova onda de pessimismo no mercado está aumentando a probabilidade de uma
ainda maior descida do preço.

Se os preços continuarem subindo, traçando no gráfico um novo máximo acima do anteriores, e se o ROC cresce, mas o seu
novo máximo está abaixo do anterior, isto significa que surgiu diferença (divergência) entre os dados dos indicadores e do
preço, e você deve, por isso, se preparar para uma eventual queda dos preços.

No caso inverso, se no gráfico os preços atingirem um novo mínimo abaixo do anterior, e no gráfico do indicador surgir um
novo mínimo mas acima do anterior, então você deve se preparar para uma viragem do mercado para cima.

Assim, a inclinação do indicador significa aceleração ou abrandamento da tendência, enquanto que a sua posição relativamente
ao nível da unidade – seja de que tendência for – nos indica queda ou ascensão.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_roc.htm


Aplicação:

Para maior precisão, o ROC é usado em conjunto com outras técnicas que confirmam os seus sinais.
O ROC pode ser usado em dois tipos principais de estratégias: a que segue a tendência e a de contra-tendência:

Quando o ROC é usado como um indicador da tendência, ele apresenta sinais de tendência ao cruzar a linha unitária (ou linha
100). Depois de atravessar a linha da unidade de baixo para cima é gerado um sinal de compra, enquanto que o cruzamento de
cima para baixo gera um sinal de venda. O número de sinais e de sua precisão dependerá do principal parâmetro do indicador.
Tal como acontece com outros indicadores, quanto mais curto for o ROC mais rapidamente ele reage às alterações do preços
ou, por outras palavras, mais sensível ele se torna e, portanto, gere mais falsos alarmes. Quanto maior for o parâmetro de ROC,
maior será a precisão dos seus sinais, mas maior será também o seu atraso. Às vezes, ao trabalhar com indicadores ROC de
períodos mais curtos, se usa, como sinal para entrar no mercado, não o cruzamento da linha da unidade, mas sim o cruzamento
de determinados níveis acima da linha da unidade para sinalizar a compra e o cruzamento de níveis abaixo da unidade para
gerar sinal de venda. Deste modo, os movimentos do ROC dentro de um determinado intervalo mais próximo do zero não são
captados como sinais.

Devido ao fato de a principal função do ROC ser a de medir a velocidade do movimento do mercado, então ele pode ser
utilizado com eficácia como um indicador de contra-tendência. Neste caso os sinais surgem em caso de inversão do indicador o
mais possível acima da unidade e o mais baixo possível da unidade. As inversões acima da unidade – de cima para baixo –
podem indicar um iminente final para o movimento ascendente e geram sinal de venda. A inversão bem mais em baixo da
unidade – de baixo para cima – gere sinal de compra. Para determinar os pontos de viragem podemos utilizar também as linhas
de sobrecompra/sobrevenda, que são traçadas no gráfico do indicador em certos níveis. Os níveis de sobrecompra e sobrevenda
são escolhidos para que o indicador fique nelas cerca de 10 por cento do tempo total.

As rupturas das linhas de tendência no indicador propriamente dito adiantam-se muitas vezes às rupturas das linhas da
tendência do gráfico preço. Estas rupturas podem ser usadas para entrar ou sair do mercado.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_roc.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

RSI (Relative Strength Index)

O Índice de Força Relativa (Relative Strength Index - RSI) é um oscilador popular, normalmente utilizado por traders de
mercadorias. Este indicador foi pela primeira vez apresentado por Welles Wilder na revista “Commodities Magazine” (atual
“Futures Magazine”) em junho de 1978. As instruções detalhadas para o cálculo deste indicador podem ser consultadas no
livro de Wilder “New Concepts in Technical Trading Systems”.

O nome do indicador “Índice da Força Relativa” é um pouco enganador, porque este indicador não comparar a força relativa
de, por exemplo, duas ações. Pelo contrário, ele reflete a força interna de uma determinada ação. Talvez o nome mais
adequado fosse “Índice da Força Interior” (Internal Strength Index).

RSI tem uma fórmula simples que pode, no entanto, causar alguma dificuldade se não for explicada.

RSI = ( 100 – 100 / U ) / D

Onde:

U = Média das oscilações do preço para cima num determinado período.

D = Média das oscilações do preço para baixo num determinado período.

Interpretação

Quando Wilder propôs o RSI, ele recomendou que se utilizasse como período 14 dias. Posteriormente viriam também a ganhar
popularidade os RSI de 9 e 25 dias RSI. Portanto, você pode mudar a duração do período no cálculo do RSI. Recomendamos
que experimente os diferentes períodos, a fim de encontrar aquele que funcione melhor para si. (A redução do comprimento do
período RSI aumenta a volatilidade do indicador.)

O RSI é um oscilador que monitoriza os preços e que oscila num diapasão de 0 a 100. Um método popular de análise do RSI é
procurar a divergência entre os preços e o valor do indicador. A divergência indica geralmente a inversão iminente da
tendência. Se depois o gráfico RSI virar para baixo e cair abaixo do seu último mínimo, então é comum se dizer que estamos
perante um “Failure Swing”. Este modelo pode ser visto como uma confirmação da inversão da tendência que se aproxima.

No seu livro Wilder dá cinco variantes de utilização do RSI:

• Picos altos e baixos: por pico alto do RSI se considera o nível acima de 70, enquanto que por pico baixo se compreende o
nível abaixo de 30. O RSE forma geralmente os seus picos altos ou baixos antes de os preços do correspondente Banco Central
os formarem.

• Informação gráfica: o RSI forma muitas vezes modelos gráficos (tais como cabeça-ombros ou cunha ascendente), que podem
também surgir ou não no gráfico dos preços.

• Failure Swings (também chamado de ruptura ou quebra do suporte ou da resistência). Este é o modelo usado quando o RSI
ultrapassa o seu pico alto anterior ou desce abaixo do seu pico baixo anterior.

• Suportes e resistência: o RSI mostra por vezes estes níveis melhor que gráfico dos preços.

• Divergência: como em cima se referiu, esta situação ocorre quando os preços atingem um novo pico (alto ou baixo) que não é
confirmado por um novo pico (alto ou baixo) no gráfico RSI.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_rsi.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Stochastic (Stochastic Oscillator)

Estocástico – na matemática é o processo de progressão infinita em conjunto com variáveis distribuídas e selecionadas
aleatoriamente.

O Oscilador Estocástico (Stochastic Oscillator) indica os momentos em o preço do Banco Central se aproxima da fronteira do
seu diapasão de negócio por um determinado período de tempo.

O parâmetro %D (curva lenta) é um índice estocástico composto pelo MA de %K com a duração do período definido no
parâmetro “%D Períodos”.

Finalmente, os valores obtidos (%K e %D) são multiplicado por 100 para se obter os seus termos percentuais. Isso é feito para
melhorar a percepção da escala deste indicador.

O Stochastic está sempre variando no intervalo de 0% a 100%. Sendo que o 0% indica que o preço de fechamento que lhe
corresponde foi o mais baixo de um determinado período de tempo X, e o valor 100% diz, pelo contrário, que neste ponto teve
lugar o preço máximo de fechamento.

Interpretação

O oscilador estocástico pode ser utilizado como um oscilador de trading de curto e médio prazo. A definição da duração do
ciclo é realizada com a alteração da duração dos períodos utilizados para o cálculo do oscilador. Por exemplo, para o
Estocástico de curta duração (5-25 dias) é utilizado um período de desaceleração igual 3 dias.

São utilizados os seguintes critérios de interpretação do indicador:

• Compra quando o oscilador (ou %K ou %D) cai mais para baixo e em seguida, já crescendo, cruza novamente um
determinado nível baixo (muitas vezes se utiliza o nível 20). E venda quando o oscilador cresce mais para cima e depois, na
queda, cruza novamente o nível superior (utiliza-se freqüentemente o nível 80).

• Compra quando a linha %K cruza de baixo para cima a linha %D (é traçada com uma linha tracejada). E, inversamente,
venda quando a curva %K cruza a curva %D de cima para baixo.

• Existência de divergência. Por exemplo, quando os preços atingiram novos picos mas os valores dos osciladores estavam
“fracos” para os atingir.

O Tester dos trading systems pode gerar automaticamente alertas de compra/venda com base nas regras do 1º e 2º ponto.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_stoch.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Volume

Volume – é o número de unidades (ações ou contratos) negociados num determinado intervalo de tempo. A análise do volume
é um elemento muito importante da análise técnica. O volume ajuda a medir a força do movimento do preço.

Muitas vezes o volume é escrito em valores múltiplo de 10 ou 100 do número real de ações (contratos). Por exemplo, 500 =
500 000 ações. Caso haja uma escala de números múltiplos, isso será indicado debaixo da escala Y. O volume é geralmente
apresentado em forma de histograma, localizado abaixo do gráfico dos preços.

Interpretação

O volume é uma componente importantíssima de muitas técnicas e sistemas de análise técnica. Em poucas palavras, o volume
é a chave para compreender o nível da força dos movimentos do preço.

Normalmente, se diz que o volume é líder em relação ao preço. Regra geral ele começa a cair antes de se formar o pico alto do
preço e é ele que aumenta ante mesmo de os preços iniciarem a subida a partir de um pico baixo.

Baixos níveis de volume são típicos da indecisão que acompanha normalmente os períodos de consolidação (ou seja, períodos
em que os preços se movem dentro de uma estreita faixa, de um lado para o outro). Além disso, o volume baixo acompanha
geralmente os picos baixos do mercado.

Altos volumes caracterizam os picos altos do mercado e os momentos de início de uma nova tendência (ou seja, quando os
preços furam o corredor comercial). O volume aumenta também freqüentemente imediatamente antes da formação do pico
baixo do mercado, devido à venda de pânico do Banco Central.

O volume ajuda muitas vezes a determinar a viabilidade da atual tendência. A tendência ascendente viável deve ter maior
volume nas fases ascendentes da tendência e menor nas fases descendentes (de correção). Após um pique alto, o mercado tem
normalmente um dia de queda acentuada em um volume muito elevado. A tendência descendente viável tem geralmente um
volume mais elevado nas fases de queda e os mais baixo na fase da recuperação (correção).

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_volume.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

Williams' Percent Range,%R

O indicador técnico Indicador Faixa de porcentagem de William (Williams' Percent Range, %R) – É um indicador dinâmico
que determina o estado da sobrecompra / sobrevenda. Williams' Percent Range é muito semelhante ao indicador do Stochastic
Oscillator. A única diferença entre eles é que o primeiro tem uma escala invertida (upside down) enquanto que o oscilador
stochastic tem amaciamento interno.

Os valores do indicador na faixa entre os -80% até -100% indicam estado de sobrevenda. Os valores na faixa entre os -20% e
0% indicam que o mercado está sobrecomprado. Para construir o indicador Williams' Percent Range em escala invertida dá-se
normalmente o sinal negativo aos seus valores (por exemplo, -30%). Na análise, o sinal negativo pode não ser levado em
conta.

De acordo com as normas gerais para todos os indicadores de sobrecompra / sobrevenda, deve ser tomadas medidas referentes
aos seus sinais só depois da inversão dos preços na direção correspondente. Por exemplo, se o indicador de sobrecompra /
sobrevenda indica condição de sobrecompra, então, antes de vender o valor será mais razoável esperar pela inversão dos preços
para baixo.

O indicador Williams Percent Range tem uma curiosa capacidade de antecipar misteriosamente as inversões dos preços. Ele
quase sempre forma um pico alto e vira para baixo um certo tempo antes de o preço realmente atingir um pico alto e virar
também para baixo. Do mesmo modo, o Williams Percent Range forma normalmente um pico baixo e vira para cima algum
tempo antes de o preço o fazer.

Cálculo

A fórmula de cálculo do indicador Williams Percent Range é parecida com a fórmula para o Stochastic Oscillator:

%R = (MAX (HIGH (i - n)) - CLOSE (i)) / (MAX (HIGH (i - n)) - MIN (LOW (i - n))) x 100

Onde:

CLOSE (i) — preço de fechamento de hoje;

MAX (HIGH (i - n)) — máximo mais elevado num número n de períodos anteriores;

MIN (LOW (i - n)) — mínimo mais baixo num número n de períodos anteriores.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_williams.htm


Rumus » Instrumentos e Indicadores » Descrição dos Indicadores Incorporados »

ZigZag

O Indicador Zig-Zag filtra as flutuações dos preços ou dos valores dos indicadores que não ultrapassem um certo valor
expresso em % ou em números absolutos. Isso é feito para análise preliminar do gráfico que acentuará apenas as mudanças
suficientemente grandes nos preços (valores do indicador).

Interpretação

A vantagem do indicador 'Zig Zag' está na filtração do “ruído” dos preços das ações ou dos valores dos indicadores, fato que se
explica por sua função principal de análise visual prévia dos gráficos.

Este indicador pode ser utilizado nos cálculos relacionados com o método da onda de Elliot, pois ajuda na identificação de
pontos de viragem importantes.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_zigzag.htm


Rumus » Janela Gráfica » 

Apresentação das Transações no Gráfico

As ordens e posições incluídas nas contas de negociação podem ser exibidas nos 
gráficos dos correspondentes instrumentos. Por padrão pré-definido esta função 
está ativada e, por isso, as linhas das posições e das ordens serão exibidas
automaticamente nos gráficos após login no módulo de negociação. 

A negociação no gráfico é mostrada em forma de linha horizontal ao nível do
preço da posição ou ordem. As linhas podem ter ou não legenda, de acordo com a 
configuração escolhida. 

Nas propriedades da janela gráfica você pode escolher se ajusta ou não a escala 
vertical à representação das transações (a opção “Auto-ajustamento com o 
trading”). Se este ajustamento automático estiver ligado e parte das linhas do 
trading não forem visíveis, surgirá no gráfico uma pequena seta apontando para 
cima ou para baixo – indicando que, respectivamente, mais em cima ou mais em 
baixo há linhas de trading. 

É possível realizar transações, bem como criar e remover ordens diretamente no 
gráfico. Para realizar uma operação (por exemplo, fechar a posição) faça duplo 
clique na linha de abertura de posição ou então selecione no menu contextual o 
item da janela gráfica «Trading», o número da conta de negociação, o instrumento 
financeiro e, depois, o item “Negociar”. Para criar uma ordem é necessário clicar 
duas vezes sobre a linha da ordem, ou então selecionar “Trading” do menu
contextual da janela gráfica, o número da conta de negociação, o instrumento 
financeiro e, por fim, selecionar “Estabelecer Ordem”. Para remover uma ordem é 
necessário destacá-la no gráfico e pressionar na tecla Del no seu teclado. Não se 
esqueça nunca do seguinte: a ordem será removida, não só do gráfico, mas 
também do servidor!

 Você pode controlar a exibição do trading para cada janela gráfico em separado. Para tal clique no botão “Propriedades”
que encontra na barra de ferramentas da janela gráficas e, no menu que entretanto se abre, selecione o ponto 
“Negociar no gráfico”. No separador “Propriedades” da Barra de Ferramentas do Rumus surgirá a página de definições de 
apresentação do trading: 

As opções “Posições abertas” e “Ordens estabelecidas” gerem a exibição das posições e 
das ordens daquele instrumento. Se você não quiser exibir a transação nas janelas gráficas, 
desmarque estas opções.

Pode também escolher o estado das ordens que serão visíveis no gráfico, bem como o tipo 
de linha que as traça. 

A opção “Cor da linha” permite ao usuário definir a cor das posições e ordens de compra e
venda. Essas cores serão aplicadas a todas as linhas da janela gráfica.

A opção “Apresentação da Informação” permite-lhe escolher a informação que você deseja 
ver nas legendas das linhas de transação.

Se você quiser que os parâmetros indicados sejam aplicados a todas as janelas gráficas que 
a partir daí se abram, então selecione a opção “Parâmetros-padrão” 

Para ativar todas as alterações efetuadas clique no botão “Aplicar” 

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_trade.htm
Ver também: 

Propriedades da Janela Gráfica

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_trade.htm
Rumus » Janela Gráfica »

Estrutura da Janela Gráfica

Cada janela gráfica contém uma ou mais áreas gráficas. Cada uma destas áreas possui sua própria barra de título, na qual estão
todas as ferramentas e indicadores disponíveis desta área. As áreas gráficas estão unidas por uma escala horizontal, tendo cada
uma delas tem a sua própria escala vertical. Estas áreas podem conter uma única ou múltiplas camadas, sobrepostas umas nas
outras. Para maiores detalhes sobre as escalas e as camadas pode consultar os respetivos índices.

Ver também:

Camadas e Escala Vertical

Escala Horizontal

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_win1.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Propriedades da Janela Gráfica

Para abrir uma página com as propriedades da janela basta clicar duas vezes no botão esquerdo do mouse em qualquer lugar do
gráfico que não tenha ferramentas, indicadores ou outros objetos gráficos. Pode também clicar em “Propriedades” na barra de
ferramentas da janela gráfica.

A cor de fundo é responsável por todas as áreas gráficas e escala vertical. A cor da grelha está
relacionada apenas com a escala de valores (grelha horizontal), bem como com a configuração d
tipo de letra. A definição da cor de fundo da escala temporal e da cor da grelha vertical é feita na
“Escala Temporal”.

O número de posições livres define o número de intervalos em branco no final do gráfico.

A opção “Limite da área” insere um frame (moldura) circundando cada área do gráfico.

A opção “Exibição da janela do localizador” insere a janela do localizador. Pode consultar


maiores detalhes sobre a utilização do localizador na seção própria (ver Localizador )

A opção “Barra de Título” permite personalizar a disposição dos nomes das ferramentas e
indicadores: no topo da linha, na coluna à direita, na coluna à esquerda. Este recurso se aplica a
todos as áreas da janela gráfica.

As barras de título (ou cabeçalhos) de duas cores exibem os nomes dos instrumentos com as dua
cores em simultâneo que são atribuídas às propriedades deste instrumento.

Você pode desativar ou ativar a exibição da grelha vertical e horizontal do gráfico através das
respetivas opções.

As opções “Escala Esquerda” e “Escala Direita” regulam a exibição da escala esquerda e direita
da janela gráfica. Por padrão, ambas as escalas estão ativas.

A opção “Indicador da última vela” responde pela exibição da última cotação de todos os
instrumentos da dada janela gráfica. Se esta opção estiver ligada, surgirá então no gráfico uma
linha horizontal ao nível correspondente, com um pequeno retângulo onde estará indicada a
última cotação.

A opção “auto-ajustamento com o trading” permite ajustar a grandeza da escala vertical de modo
a que todas as linhas de transação sejam visíveis no gráfico. Se esta opção estiver desligada, a
escala do gráfico será a mesma que na ausência de linhas de transação (ver Apresentação das
Transações no Gráfico ).

A opção “Avanço automático” na seção da “Escala Temporal” comanda o avanço do gráfico com o aparecimento de novas velas.
Se a opção estiver ativa e o gráfico corrido até ao final, de modo a se ver a última vela, então, ao entrarem novos dados, a vela
mais recente estará sempre visível na tela. O parâmetro “Valor do Avanço ” determina o número de intervalos em branco à direita
da última vela. Esta opção pode ser controlada a partir da própria janela gráfica, usando o botão à direita da barra de rolagem
horizontal - quando o avanço automático estiver ligado o botão terá o aspeto e quando estiver desligado – .

A opção “Parâmetros-padrão” permite manter os parâmetros indicados para todas as janelas gráficas criadas posteriormente.

Depois de definir os parâmetros necessários clique no botão “Aplicar” para introduzir as alterações.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_win2.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Barra de Título

A barra de título da janela gráfica contém, para além dos elementos padrões (ver Componentes) também um menu próprio e
uma barra de ferramentas

Menu

Com a ajuda do menu da janela gráfica você poderá adicionar à mesma instrumentos e indicadores, bem como destacar objetos
já existentes no gráfico. Para além disso, através do menu pode também chamar a página das propriedades do componente na
janela gráfica destacado ou do objeto de negociação no gráfico (ver Apresentação das Transações no Gráfico ).

Barra de Ferramentas

Os botões de controle da escala permitem diminuir ou aumentar a escala dos gráficos em todas as áreas da janela (ver
Escalas ).

O botão ativa ou desativa o indicador da última vela. Isto pode ser feito também na página das propriedades da janela
gráfica (ver Propriedades da Janela Gráfica ).

O botão passa o cursor para uma cruzinha e vice-versa. O cursor em forma de cruzinha pode também ser desligado
pressionando na tecla Esc do seu teclado.

O botão liga o localizador (ver Localizador ).

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_win3.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Camadas e Escala Vertical

A escala vertical reflete o valor naquelas unidades, nas quais se medem os instrumentos e indicadores vinculados a esta escala.

Cada área gráfica contém pelo menos uma camada. As camadas estão umas por cima das outras e cada uma delas possui sua
própria escala vertical. A escala horizontal é igual para todas as camadas, do mesmo modo que ela é igual para todas as áreas
gráficas de uma mesma janela.

Como numa área gráfica só é possível exibir simultaneamente no máximo duas escalas (à direita e à esquerda), e as camadas
pode ser mais do que duas, então nas escalas se apresentam os valores das primeiras duas camadas. O usuário pode alterar a
ordem das camadas. Para tal deve acessar ao menu contextual da região gráfica desejada, escolher a camada que procura e
colocá-la por cima de todas as outras (opção “Para Primeiro Plano”) ou por baixo (opção “Para o Plano de Fundo'). Neste
mesmo menu pode remover a camada. Para conveniência do usuário, no menu estão indicados os instrumentos e linhas dos
indicadores contidos nessa camada.

A escala vertical pode ser aumentada ou diminuída manual ou automaticamente. Em caso de regulação automática da escala, o
gráfico irá ocupar toda a altura da área, enquanto que uma escala com rolagem irá mudar. Este é o modo normal de
funcionamento da janela gráfica. A configuração manual é ativada se você pressionar o botão esquerdo do mouse na área da
escala e puxar para cima ou para baixo. Quando obtiver a escala desejada, solte o botão do mouse. Em caso de configuração
manual surgirá na escala o ícone e a escala escolhida irá se manter mesmo rodando o gráfico, independentemente de ele
caber ou não todo na altura da região gráfica. Para sair do modo manual e passar para o automático basta fazer duplo clique
com o rato na área da escala vertical.

Existem também modos de configuração automática que podem ou não considerar as transações no gráfico (ver Apresentação
das Transações no Gráfico ).

Ver também:

Estrutura da Janela Gráfica

Escalas

Propriedades da Janela Gráfica

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_win4.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Escala Horizontal

A escala horizontal é sempre igual na mesma janela gráfica. Se ela for alterada, será alterada em todas as áreas da janela. Na
escala horizontal está representado o tempo. A escala dupla mostra em paralelo tempo dois intervalos de tempo: um maior e
outro menor. Quando se combinam em uma única janela gráfica instrumentos com time frames diferentes, a escala horizontal
irá se ajustar de modo a exibir todos os intervalos simultaneamente.

Ver também:

Alguns Instrumentos no Gráfico

Estrutura da Janela Gráfica

Escalas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_win5.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Escalas

Para alterar a escala de todo o gráfico você pode utilizar os botões na barra de ferramentas da janela gráfica.
Pode também alterar a escala com a ajuda da tecla “+” e “–“ do teclado.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_win6.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Barra das Ferramentas Gráficas

As ferramentas gráficas podem ser utilizadas em qualquer campo gráfico que esteja preenchido. Caso nesse espaço se
encontrem alguns gráficos em diferentes camadas, as ferramentas gráficas serão anexas à camada superior e ajustar-se-ão à sua
escala. É possível desenhar ferramentas não só em gráficos de velas, mas também em gráfico de indicadores.

O conjunto de ferramentas gráficas fornecidas nesta versão do programa inclui as seguintes ferramentas: linha horizontal, linha
vertical, linha aleatória, texto, leque de Fibonacci, níveis de Fibonacci, ângulo de Fibonacci, canal, retângulo, linha de
regressão, símbolos, grelha temporal de Fibonacci, níveis das ordens, quadrante e tridente de Andrews (Andrews` Pitchfork).
O botão “Símbolos” da barra de ferramentas gráficas inclui uma barra adicional que contém um conjunto de símbolos. O botão
com a representação do cursor na parte mais à esquerda da barra é utilizado para alternar entre o modo de desenho e o modo
normal de trabalho do programa. Você também pode pressionar a tecla Esc do teclado para cancelar o modo de desenho e
voltar ao normal.

Cada uma destas ferramentas tem suas propriedades específicas que podemos obter quer clicando no botão esquerdo do mouse
sobre a ferramenta desejada, quer selecionando-a e clicando no botão “Propriedades” na barra de ferramentas da janela gráfica.
As propriedades da ferramenta surgem descritas no separador “Propriedades” da Barra de Ferramentas.

Cada ferramenta gráfica é construída a partir de pontos de controle. Pose ser somente um ponto, ou uns quantos, dependendo
do tipo de ferramenta.

Para adicionar uma ferramenta gráfica clique sobre o botão com a imagem desta. Em seguida, na janela, clique no botão
esquerdo do mouse para colocar o primeiro ponto de controle, depois o segundo, etc. Depois que todos os pontos serem
colocados, a figura será construída.

A localização dos pontos de controle pode ser alterada arrastando estes com o mouse ou indo à página das propriedades da
ferramenta gráfica e mudar lá as coordenadas dos pontos. Você pode também definir um ponto, tendo como referência os
parâmetros das velas – o open, high, low ou close.

Para remover uma ferramenta gráfica basta a destacar com o rato, ou através do menu da janela gráfica, e em seguir pressionar
a tecla Del no teclado.

Ver também:

Descrição das Ferramentas Gráficas

Propriedades da Janela Gráfica

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_linestudies.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Descrição das Ferramentas Gráficas

Em baixo estão descritas as esferas de aplicação das ferramentas de análise gráfica da barra “Ferramenta Gráficas”. Informação
mais detalhada sobre os princípios de trabalho com as referidas ferramentas pode ser encontrada nos livros da Academia
«Forex Club»: “Como Ler o Dinheiro na Tela do Monitor”, “Análise das Correções e Extensões de Fibonacci”, “Teoria da
Onda de Elliott”. Pode encontrar discussões sobre as ferramentas indicadas nas aulas virtuais da Academia «Forex Club», no
âmbito do sistema de ensino à distância: curso básico «Análise dos Mercados Financeiros e de Transações com Ativos
Financeiros» (aula 2); o curso profissionalizante «Análise das Correções e Extensões de Fibonacci», curso profissionalizante
«Teoria da Onda de Elliott», curso prof. «Análise Gráfica», manual eletrônico de auto-aprendizagem «Níveis, Linhas,
Tendências, Canais», manual de análise gráfica para auto-aprendizagem. Poderá obter informações detalhadas sobre o nosso
sistema de ensino no site da Academia «Forex Club».

A «Linha vertical» foi concebida para especificar um determinado momento no gráfico do preço ou do indicador. No seu
«sopé» surgirá a data e a hora da vela traçada pela linha. Pode ser alargada a todas as áreas de trabalho da folha para que ela
possa traçar tanto o gráfico dos preços, como o gráfico dos indicadores.

A «Linha Horizontal» é utilizada para indicar níveis. Os níveis dos preços são pontos de orientação importantíssimos para o
trabalho do trader, uma vez que eles indicam a área de provável suporte ou resistência.

A «Linha aleatória» se destina a indicar as linhas de tendência, as linhas de suporte e de resistência, as linhas dos canais, o
esboço dos limites das figuras gráficas (triângulos, etc.). A linha aleatória pode ter qualquer inclinação.

O «Leque de Fibonacci» permite construir um conjunto de linhas de tendência que provavelmente serão trabalhadas pelo preço
no futuro. A sua construção está relacionada ou com a posição do preço mínimo e máximo de um qualquer impulso inicial, ou
com uma linha de tendência clássica já formada.

«Níveis de Fibonacci» – são níveis cuja posição está relacionada com as posições do preço mínimo e máximo de um impulso
através das relações de percentagem de Fibonacci (ou de outras que interessem a um trader em particular). Eles permitem
determinar possíveis níveis de correção, assim como calcular as metas até às quais o preço pode ir e nas quais ele pode ser
travado ou inverter.

«Ângulo Fibonacci» - uma das opções para os níveis-alvo, geralmente determinado com a ajuda da ferramenta «Níveis de
Fibonacci».

«Canal» - ferramenta que permite delinear rapidamente as duas fronteiras do canal, assim como traçar outras linhas
complementares, paralelas aos limites do canal. Frequentemente, na construção de linhas adicionais se utilizam proporções de
múltiplos (100%, 200%) ou proporções de Fibonacci (61,8%, 100%, 161,8%).

«Quadrado» - é uma ferramenta simples que permite selecionar o contorno de determinada área, por exemplo, toda a zona do
preço ou a figura gráfica «rectângulo».

«Linha de regressão linear» - é uma linha disposta de tal forma que a soma dos quadrados das distâncias desta ao preço de
fechamento da barra é mínima.

«Grelha temporária de Fibonacci» - semelhante ao instrumento «Níveis de Fibonacci», mas que mostra não os níveis
horizontais dos preços, mas as regiões temporais verticais. É utilizada para procurar zonas temporárias importantes.

«Níveis das Ordens» – ferramenta que permite aumentar a visibilidade do trabalho tanto no processo de teste do trading
system, como no trading real. O trader pode indicar no gráfico os preços de 3 (ou mais) níveis importantes para ele, tais como:
o nível de abertura da posição, o nível de obtenção de lucros e o nível da ordem stop-loss. Estes níveis são ferramentas
exclusivamente gráficas que aumentam a visibilidade e que não estão de modo algum relacionadas com o trabalho do terminal
do trader IDSystem.
file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ls_desc.htm
«Quadrante» - sistema de níveis construído com base nas posições dos preços máximo e mínimo durante um determinado
período de tempo e situados à mesma distância um do outro.

«Andrew's Pitchfork» (Tridente de Andrew) – representado por três linhas paralelas, cuja posição está de alguma forma
relacionada com o tamanho do ímpeto inicial e o valor da correção depois deste. Acabam muitas vezes se tonrando linhas de
resistência ou de suporte.

Ver também:

Barra de Ferramentas Gráficas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ls_desc.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Alertas de Ferramentas Gráficas

Estão disponíveis Alertas para os seguintes tipos de ferramentas gráficas: linha horizontal, linha vertical, linha aleatória e canal.

Para estabelecer um Alerta sobre a linha da ferramenta gráfica, vá à seção “Alertas”, na página das propriedades do Painel de tarefas, e clique no botão:

Surgirá a janela “Propriedades dos Alertas”

Se a ferramenta gráfica for composta por umas


qualquer uma delas (com exceção das linhas ad

Para todas as outras ferramentas gráficas, com


alerta quer pela quebra (breakout) do nível (da
do nível é calculado pelas velas de fechamento
real.

A condição do alerta para a linha vertical é esta


vela com tempo igual ou superior, o alerta é ac

Para que o Alerta seja criado é necessário assinalar a opção “Definir Alerta para o instrumento selecionado”. Você também pode personalizar o tipo de aviso e conduta do
Alerta após ser acionado nos separadores «Sinal» e «Complementar». Depois de ter selecionado todas as configurações necessárias clique em “OK” para ativar o alerta. A
janela “Propriedades dos Alerta” se fecha e o seu novo alerta surge na lista dos alertas no Painel Informativo.

Todos os alertas de ferramentas gráficas são automaticamente desligados assim que todos os pontos de controle passarem além dos limites dos cálculos (isto é, quando a
condição do alerta não pode mais ser executada). Por exemplo, um alerta de linha vertical pode disparar somente uma vez. Se na linha arbitrária ou no canal estiverem
incluídos vetores, a condição do alerta será então calculada também depois de o ponto de controle direito estar para além dos limites dos cálculos .

Ver também:

Trabalhando com Alertas

Barra de Ferramentas Gráficas

Descrição das Ferramentas Gráficas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ls_alerts.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Cópia e Inserção de Objetos Gráficos

O Rumus torna possível a cópia de objetos gráficos e sua colocação naquela mesma ou em outra janela gráfica. Ao ser copiar o
gráfico da ferramenta, esta será inserida de acordo com as mesmas regras vigentes na adição usual de ferramentas à janela. No
processo de cópia, as linhas e outros objetos desenhados serão introduzidos em outro gráfico com o máximo de fidelidade à
sua geometria original, isto é, as coordenadas dos pontos de controle serão preservadas dentro dos possíveis.

Para copiar um objeto você tem que, primeiro, o destacar no gráfico e, em seguida, clicar em Ctrl+C ou então selecionar no
menu contextual o item “Copiar”. É também possível recortar o objeto, isto é, após ser inserido no novo lugar, ele é removido
do gráfico inicial. Para isto podemos usar as teclas ctrl+X ou o ítem “Recortar” no menu contextual. Para inserção do objeto
copiado clique com o mouse na região gráfica necessária e em seguida pressione Ctrl+V ou selecione o item “Inserir” no menu
contextual.

Ver também:

Como Abrir/Criar o Gráfico do Instrumento Financeiro

Vários Instrumentos em um Mesmo Gráfico

Barra de Ferramentas Gráficas

Cópia dos Dados do Instrumento ou do Indicador

Imprimir e Salvar Imagens Para um Arquivo

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_gr_copypaste.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Localizador

A janela do localizador exibe os valores das linhas de todos os gráficos na dada janela gráfica, naquele ponto onde estiver o
cursor. Para ligar e desligar o localizador existe o botão na barra de ferramentas da janela gráfica. É possível aceder a este
comando também através da opção respetiva nas propriedades da janela gráfica. Lá podemos encontrar a opção “Todas as
áreas no localizador”, cuja ativação torna possível ver os valores dos gráficos não somente no ponto onde está agora o cursor,
mas em todas as regiões gráficas desta janela. O localizador pode também ser desligado se clicarmos na pequena cruz visível
no canto superior direito da janela do localizador.

Ver também:

Propriedades da Janela Gráfica

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_locator.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Quantidade dos Dados Exibidos

Nas propriedades de cada ferramenta é possível indicar o conjunto de dados que serão apresentados no gráfico. Para tal
existem dois tipos de limitações:

1. Limitação pela data inicial . Se em seu computador não houver dados com a data indicada, então estes dados serão
solicitados ao servidor.

2. Limitação pelo número de velas exibidas . Você pode escolher o número de velas a partir da lista, assim como mostrar todos
os dados disponíveis tendo em conta a limitação pela data inicial.

Se você selecionar a opção “Apresentar todos os dado”, o programa pedirá para confirmar o pedido. A diminuição do tamanho
do historial ajuda a economizar recursos nos computadores lentos e de baixa produtividade, assim como em formulários
específicos de análise gráfica dos dados. O encurtamento do intervalo de apresentação do histórico não irá de modo algum
cortar os dados guardados no disco. O mesmo instrumento, aberto em outra janela, pode ter um diapasão de histórico
completamente diferente. Quando você salva a área de trabalho, os intervalos de apresentação dos instrumentos se mantêm.

O Rumus permite diminuir o intervalo apresentado simultaneamente em todas as janelas gráficas. Para isso existe a função
“Ocultar dados antigos” no menu principal “Área de trabalho”. Ser-lhe-á pedido que escolha o número de velas (intervalos) a
exibir. Ao diminuir o número de intervalos, todos os indicadores serão automaticamente convertidos e as ferramentas gráficas,
cujos os pontos de controle se encontrem na parte escondida dos dados, serão removidas. Os dados propriamente ditos não
serão eliminados com o uso desta função.

Ver também:

Carregamento do Historial do Instrumento no Gráfico

Atualização dos Dados

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_data_int.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Baixar o Historial do Instrumento do Gráfico

Por pré-definição o programa baixa somente parte dos dados do historial. Se você quiser baixar mais do que no momento é
exibido no gráfico, então, à esquerda da barra de rolamento se encontra o botão . Se clicar nele pode baixar a maior parte do
historial. Não existem limitações para o número de tais requerimentos. Mas se você souber previamente a data a partir da qual
quer começar a baixar os dados, será mais convenientemente fazer uma alteração nas propriedades do instrumento. Para tal
abra a página das propriedades do instrumento financeiro que lhe interessa, na Barra de Ferramentas, e no campo “Data
inicial” indique a data que deseja, clicando em seguida na opção “Aplicar”. Os dados serão carregados do servidor. Caso você
tenha indicado um intervalo muito grande e esses dados não existam, serão, no entanto, carregado todos os que estiverem
disponíveis no servidor

Ver também:

Quantidade de Dados Apresentados

Renovação de Dados

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_hist_back.htm


Rumus » Janela Gráfica »

Busca de Datas e Horas no Gráfico

Para encontrar rapidamente uma data e uma hora que esteja procurando, você pode usar a função “Ir para a data”. Pode acessar
a esta função através do menu contextual da janela gráfica. Após selecionar esta opção, indique a data e a hora na janela que
entretanto surge e pressione a tecla “OK”. O gráfico ‘irá rodar' de tal modo que a data que procura ficará junto do limite direito
da parte visível deste. Em caso de o ponto temporal que você procura não existir, será apresentado o ponto anterior mais
próximo a esta data. E caso a data procurada esteja para lá do historial mais antigo disponível, então o gráfico irá ‘rodar para
trás' até ao início.

Ver também:

Quantidade de Dados Apresentados

Atualização dos Dados

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_goto_date.htm


Rumus » Tabela »

Propriedades da Tabela

Para abrir as propriedades da tabela pressione na tecla “Propriedades” na barra de título da janela da tabela, ou então abra o separador “Propriedades” da barra de tarefas e, em
seguida, clique com o botão esquerdo do mouse numa linha vazia ou no espaço vazio em baixo da tabela.
As propriedades da tabela estão divididas em duas partes: as propriedades da tabela no geral e a configuração individual

As definições gerais para toda a tabela são aquelas referentes ao tipo de letra do cabeçalho da tabela e a configuração do
linha vazia e o ajuste das cores das células com as cotações.

Na lista das colunas é possível indicar que colunas mostrar na tabela - as colunas a serem mostradas têm que estar assina
coluna em separado: a cor da seta para cima / para baixo, a cor da célula ou/e da seta. Algumas colunas, por exemplo aq
cor em caso de alteração. Neste tipo de colunas a mudança de cor não está ativa.

Para ativar todas as alterações efetuadas, clique no botão “Aplicar”.

Ver também:

Separador “Propriedades"

Função das Colunas da Tabela

A Linha Vazia no Fim da Tabela

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table1.htm


Rumus » Tabela »

Transacionando a Partir da Tabela

Se você estiver pelo menos uma conta ligada no terminal comercial, pode realizar transações e estabelecer ordens a partir da
tabela. Para tal selecione no menu contextual o número da conta (se estiver conectado somente com uma conta não haverá
necessidade de tal), em seguida selecione a opção “Transação” ou “Ordem”. Será aberta a janela de realização da transação ou
de criação da nova ordem, onde constará já o instrumento financeiro para o qual você abriu o menu contextual.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table10.htm


Rumus » Tabela » Fileiras »

Propriedades das Fileiras da Tabela

É possível ligar ou desligar a cor que assinala a mudança da cotação para cada linha da tabela individualmente. Neste caso a
seta indicará sempre o sentido da mudança (para cima ou para baixo), enquanto que o fundo da célula mudará ou não de cor,
mediante a opção ativa para esta linha. Por pré-definição a mudança da cor da célula está ligada.

Para mudar as propriedades de uma fileira abra o separador “Propriedades” da barra de tarefas e clique com o botão esquerdo
do mouse sobre a fileira da tabela que você quer configurar. Se clicar na fileira vazia abrir-se-ão as propriedades de toda a
tabela.

Ver também:

Propriedades da Tabela

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table2.htm


Rumus » Tabela » Fileiras »

Acrescentando Fileiras

Pode acrescentar um instrumento financeiro à tabela através do painel de tarefas (“Instrumentos Financeiros”) mas, ao
contrário deste processo no gráfico, neste caso o time frame escolhido não tem importância - na tabela são exibidos somente os
ticks. Você pode também acrescentar ou substituir o instrumento da fileira selecionando um novo instrumento da lista
expandida (lista de cotações que se expande quando clica em qualquer célula da primeira coluna).

Ver também:

Separador "Instrumentos Financeiros"

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table3.htm


Rumus » Tabela » Fileiras »

Removendo Fileiras

Você pode remover uma fileira da tabela clicando na cruzinha da última célula da fileira que pretende apagar ou clicando na
tecla Del do seu teclado. Ao arrastar (drag-n-drop) o intrumento de uma tabela para outra, as fileiras são copiadas e não
transferidas.

Ver também:

Transferência de Fileira

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table4.htm


Rumus » Tabela » Fileiras »

Transferência de Fileiras

As fileiras da tabela podem ser movidas tanto dentro da tabela como entre tabelas diferentes. Para tal basta pressionar com o
botão esquerdo do mouse em qualquer coluna da fileira a ser arrastada (com exceção da coluna com a escolha do instrumento)
e, em seguida, arrastá-la com o mouse (mantendo pressionado o botão esquerdo) para o campo desejado desse mesma tabela
ou de uma outra tabela na mesma folha de trabalho. Ao serem arrastadas dentro da mesma tabela, as fileiras deixam a posição
que ocupavam e vão para a nova posição, sem se duplicarem. Ao serem arrastadas de uma tabela para outra, as filas duplicam-
se, deixando uma cópia na tabela de origem.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table5.htm


Rumus » Tabela » Fileiras »

Alteração do Instrumento da Fileira

Cada fileira da tabela mostra os valores para um único instrumento. Pode repetir as vezes que quiser na mesma tabela a fileira
com o mesmo instrumento financeiro. Para alterar o instrumento numa fileira já criada basta clicar na célula do nome do
instrumento (a célula da primeira coluna). Ao fazer isto ativará a lista expandida de todos os instrumentos financeiros
disponíveis. Selecione o instrumento que deseja. Depois desta operação esta fileira será atualizada e exibirá os dados do novo
instrumento. A renovação completa de todos os valores da nova fileira pode demorar algum tempo se, por exemplo, o trading
desse instrumento no momento da operação não estiver muito ativo e as cotações sejam poucas. Quando isto acontece aquelas
células que ainda não receberam os dados correspondentes terão a inscrição “n/a”.

Ver também:

Propriedades da Fileiras da Tabela

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table6.htm


Rumus » Tabela » Fileiras »

A Fileira em Branco no Final da Tabela

No final de cada tabela existe por pré-definição uma fileira em branco. Ela permite que o usuário acrescente novos
instrumentos financeiros. Logo que esta fileira esteja escolhida e preenchida, uma nova fileira vazia surgirá em baixo. Esta
fileira vazia pode ser desativada nas propriedades da tabela (opção “Mostrar fileira vazia”) ou pode ser removida, assim como
qualquer outra linha, clicando em cima do “X” da última célula da fileira. Quando o usuário remove esta fileira em branco, a
opção de apresentação dela nas propriedades da tabela será automaticamente desligada.

Ver também:

Propriedades da Tabela

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table7.htm


Rumus » Tabela » Colunas »

Função das Colunas da Tabela

Na tabela podem existir as seguintes colunas:

Val (*) Nome do instrumento, coluna obrigatória

Time Horário da última cotação Bid/Last

Bid/Last Último valor Bid para os pares de moeda ou Last para os índices

Ask Último valor Ask

%Change % da alteração do campo Bid / Last em comparação com o campo Open

Prev1 Valor anterior do campo Bid / Last

Prev2 Valor anterior do campo Prev1

GMT High Cotação Bid máxima do dia pelo horário de Greenwich

High Valor máximo do Bid do dia

Low Valor mínimo do Bid do dia

GMT Low Cotação Bid mínima do dia pelo horário de Greenwich

Open Cotação Bid da abertura do dia

Time Ask Horário da última cotação Ask

Prev1 Ask Último valor do campo Ask

Prev2 Ask Valor anterior do campo Prev 1 Ask

GMT High Ask Cotação Ask máxima do dia pelo horário de Greenwich

High Ask Valor máximo do Ask do dia

Low Ask Valor mínimo do Ask do dia

GMT Low Ask Cotação Ask mínima do dia pelo horário de Greenwich

Open Ask Cotação Ask da abertura do dia

%Change Ask % da alteração do campo Ask em comparação com o campo Open Ask

(*) Cuidado!! Há aqui um erro. Aqui surge escrito “Val” mas na tabela propriamente dita está “Currency”

À exceção da coluna com o nome do instrumento financeiro, as outras colunas não têm necessariamente que figurar na tabela.
Você pode deixar apenas aqueles dados que considera necessários. Por padrão a tabela apresentará somente algumas destas
colunas.

Para escolher o seu conjunto de colunas, vá a “Propriedades” na barra de tarefas e clique com o botão esquerdo do mouse na

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table8.htm


fileira em branco ou num campo qualquer vazio em baixo da tabela, ou então clique em “Propriedades” na barra de título da
janela. Na barra de tarefas surgirão as propriedades tabela. Na lista de todas as colunas disponíveis estarão assinaladas somente
aquelas que estão atualmente ativas na tabela. Você pode assinalar outras colunas ou desmarcar as que estão assinaladas, em
conformidade com o conjunto que deseja poder consultar. Para tornar estas alterações reais na tabela, clique em “Aplicar”.

Ver também:

Propriedades da Tabela

Configuração da Ordem das Colunas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table8.htm


Rumus » Tabela » Colunas »

Configuração da Ordem das Colunas

A ordem das colunas dentro da tabela pode ser alterada. Para efetuar essa operação você só tem que clicar com o botão
esquerdo do mouse sobre o nome da coluna e, mantendo o botão pressionado, arrastar o cursor para o local onde pretende ver
esta coluna. Em seguida solte o botão e ela será automaticamente transferida para esse campo. A configuração de cada tabela é
individual e a alteração da ordem das colunas de uma tabela não afeta de modo algum a ordem das colunas de outras tabelas já
existentes ou criadas posteriormente.

Ver também:

Propriedades da Tabela

Função das Colunas da Tabela

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_table9.htm


Rumus » Terminal de Negociação »

Capacidades do Terminal de Negociação

O módulo de negociação acrescenta ao programa Rumus um componente que torna possível efetuar transações e trabalhar com
ordens, sendo que não existem limitações para o número de tais componentes (veja Uso Simultâneo de Várias Contas ).

Ao contrário do programa do IDSystem, o terminal do trader Rumus contém somente as opções para negociar mas não inclui
notícias, cotações indicativas nem gráficos tick. Estes elementos podem ser usados em separado, depois de se acrescentar à
área de trabalho do Rumus os componentes “Notícias”, “Tabela” e “Gráfico”.

Através do terminal de negociação você pode trabalhar com qualquer tipo de conta, abrir conta de treinamento, fechar negócios
“no mercado”, usar ordens, elaborar relatórios das operações da sua conta, etc.

Ver também:

Início e Fecho do Trabalho

Criação da Conta de Treinamento

Efetuando uma Transação

Estabelecendo Nova Ordem

Elaboração de Relatório das Operações

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_r2.htm


Rumus » Terminal de Negociação »

Configurações e “Propriedades”

Após clicar na tecla “Complementar” no painel de ferramentas do terminal comercial, selecione a opção “Propriedades do terminal
comercial”. No separador “Propriedade” da barra de tarefas do Rumus serão exibidas as configurações atuais do módulo de negociação:

A opção “Mostrar ordens das posições” ativa ou desativa na lista das posições a exibição das ordens referen
instrumento com o qual se tem a posição aberta.

A opção “Mostrar confirmação” ativa ou desativa a confirmação da realização da transação ou da operação


com a ordem. Podem se desligar estes avisos também na janela do próprio aviso, removendo a marcação pe
correspondente inscrição, na parte de baixo janela.

A opção “Informação sumária” permite ocultar a informação sobre o estado da conta e do lucro atual na ba
ferramentas.

A opção “Memorizar Login” registra no computador o seu número de conta. Quando, por exemplo, você é
do terminal de negociação, então esta opção livra-o de ter que digitar o seu número de conta cada vez que s
opção está acessível diretamente na janela de longin.

A opção “Posições/ordens horizontalmente” comanda a disposição das listas das posições e das ordens. Vo
tanto vertical, como horizontalmente.

A “Unidade de medida” nos programas de negociação permite escolher o tipo de apresentação do montante
É possível a apresentação em lotes ou em medidas de grandeza: 1 lote = 1000000. Esta configuração é váli
janelas do programa onde se trabalhe com grandezas quantitativas de qualquer instrumento financeiro.

O Bloco “Parâmetros das operações” permite estabelecer os parâmetros de pré-definição para as transações e as ordens. Os valores selecionados
aqui estarão ativos em todas as transações ou ordens novas. Isto pode ser útil caso você trabalhe, por exemplo, sempre com o mesmo lote ou
instrumento financeiro.

Se quiser que os parâmetros referidos sejam usados em todas as operações do terminal de negociação, assinale a opção “Parâmetros pré-
definidos”.

Depois que selecionar todos os parâmetros necessários clique na tecla “Aplicar” para ativar todas as mudanças efetuadas.

Ver também:

Lista das Posições Abertas

Realização de uma Transação

Estabelecendo Nova Ordem

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_prop.htm


Rumus » Terminal de Negociação »

Avisos do Dealer

No processo de trabalho com o terminal de negociação você pode obter avisos do dealer. Regra geral tais avisos são recebidos
imediatamente após o longin bem-sucedido e informam, por exemplo, o horário de funcionamento em feriados ou dão a
conhecer um evento qualquer, organizado pela companhia “Forex Club” e no qual você pode participar.

Ver também:

Início e Fecho do Trabalho

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_mess.htm


Rumus » Terminal de Negociação »

Informação Sobre os Pares de Moedas

No terminal comercial você pode obter a qualquer altura que deseje informação atualizada sobre os pares de moedas. Para tal
selecione no menu “Complementar” a opção “Informação sobre pares de moedas”. Numa janela à parte abrir-se-á
uma tabela na qual surgirão todos os pares de moedas que constem do sistema, o spread de cada um deles, as taxas da operação
SWAP e o preço do ponto.

Ver também:

Operação SWAP

Cálculo do Preço do Ponto

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_info.htm


Rumus » Terminal de Negociação »

Janelas Operativas

As janelas de realização da transação, de fechamento da posição, de criação e alteração da ordem no terminal de negociação
são extra-modais, isto é, elas permitem que durante a realização da operação se possa, por exemplo, acompanhar o nível no
gráfico, sem ter para isso que fechar a janela operativa propriamente dita.

As janelas mantêm a sua posição na tela. Não é possível aceder a mais que uma janela operativa ao mesmo tempo. Se a
operação não foi ainda concluída e, por exemplo, estamos esperando uma confirmação ou informação de preço, então,
enquanto não terminar esta operação, as outras janelas operativas não estarão acessíveis.

Ver também:

Efetuando uma Transa çã o

Fechamento da Posição

Estabelecendo nova Ordem

Alteração dos Parâmetros da Ordem

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_modal.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Login »

Login. Início e Fecho do Trabalho com a Conta de Negociação.

Para trabalhar com a conta de negociação é necessário fazer login – indicar o número da conta e a senha (password). Este
procedimento será requerido cada vez que acrescenta um novo componente ao terminal de negociação e também quando
carrega para o computador uma área de trabalho com esses componentes, anteriormente guardada.

Para poder começar a trabalhar com a conta de


negociação indique nos respetivos campos o
número de conta e a sua senha de acesso. Em
seguida clique em “Ok”. Enquanto os seus
dados estiverem sendo confirmados no
servidor, este último botão altera a sua
inscrição para “Cancelar” e à sua direita surgirá
um pequeno ícone indicando que aguarde um
pouco. Caso queira entretanto interromper o
login, clique no botão “Cancelar”

Depois de loging bem-sucedido, surgirá na principal janela do terminal, no lugar do formulário de acesso à conta, a lista das
posições e ordens, enquanto na barra de instrumentos será exibido o número de conta, o estado do depósito e o lucro atual na
abertura de posição. Ficarão também acessíveis as opções do menu da conta de negociação (alteração da senha de acesso,
etc.) .

Depois de entrar na conta verá na barra de ferramentas do módulo de negociação um pequeno círculo verde indicando
existência de conexão com o servidor. Se pousar sobre ele o cursor do mouse poderá ver o endereço atual do servidor do dealer
e os respetivos dados. Se a conta de negociação não estiver conectada (você ainda não efetuou o login ou já fechou o trabalho
com a conta) então o círculo será cor-de-laranja, o que indica inexistência de conexão com o servidor.

O fecho do trabalho com a conta de negociação será automático se você fechar o programa Rumus ou então se eliminar o
componente “Módulo de Negociação”. Mas caso queira somente desligar o terminal de negociação e continuar trabalhando
com os restantes componentes da área de trabalho, pode fazê-lo através da opção “Sair”, no menu “Complementar”. Depois de
fechar o trabalho com a conta de negociação, o componente manter-se-á na tela mas todas as informações sobre a conta serão
apagadas (o balanço da conta, posições, ordens e outras informações).

Ver também:

Alteração da Senha de Acesso

Criação da Conta de Negociação

Trabalhando ao Mesmo Tempo com Várias Contas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_login.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Login »

Alteração da Senha de Acesso à Conta de Negociação

Ao criar a sua conta de negociação você obterá uma senha gerada pelo servidor. Posteriormente, pode trocar a qualquer
momento essa senha por outra que lhe seja mais conveniente. Para trocar a senha de acesso tem que ir ao menu
“Complementar” e escolher a opção “Alteração de Senha”. Surgirá a janela de alteração de senha:

Tem que digitar a senha atual no campo “Senha atual” e escrever duas vezes a nova senha. Tenha em atenção o formato do
teclado e o registro das letras.

Ver também:

Início e Fecho do Trabalho

Abrir Conta de Treinamento

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_pass.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Conta de Negociação »

Abertura de Conta de Treinamento

Ao utilizar o terminal de negociação você pode trabalhar com a assim chamada Conta de Treinamento (virtual). Pode criar a
conta de treinamento diretamente a partir da janela do Login, clicando no link “Registrar Conta”.

Caso atualmente já esteja trabalhando com uma outra conta qualquer, terá então que fechá-la ou acrescentar à área de trabalho
do Rumus mais um componente “Módulo de Negociação”.

Após o registro você obtém o número da conta e a respetiva senha. Aponte estes dados! A senha pode ser trocada por uma
outra senha qualquer, mas para isso você terá que indicar a senha atual. Não se esqueça nunca que as letra maiúsculas e
minúsculas são reconhecidas pelo sistema como sendo diferentes!

Indique o número de conta obtido e a senha nos respetivos campos da janela do login e pressione a tecla “OK” para iniciar o
trabalho na sua conta de negociação.

Ver também:

Início e Fecho do Trabalho

Alteração do Valor do Depósito da Conta de Treinamento

Alteração da Senha

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_acc_create.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Conta de Negociação »

Parâmetros da Conta de Negociação

Na janela “Dados sobre a conta de negociação” estão apresentados os dados referentes à presente conta de negociação. Eles
estão agrupados em duas tabelas.

A “Informação Contabilística” informa sobre o estado da conta:


O “Balanço” mostra o estado da conta sem considerar as posições abertas.

O “Lucro total” mostra o lucro (prejuízo) sumário não-realizado referente a


todas as posições desde o momento da sua abertura. As contas virtuais (de
treinamento) não suportam este parâmetro e o lucro total coincidirá com o
lucro do presente dia.

O “Lucro do presente dia” mostra o lucro (prejuízo) sumário não-realizado referente a todas as posições a partir do momento
do início da presente sessão de negociação.

A tabela “Reserva de meios” mostra a utilização do depósito, levando em conta as posições abertas:

A linha “Meios reservados” indica o montante total ‘retido' como garantia


para cobrir todas as posições abertas. Ele depende do lote: 1 lote = US$
10000.

O valor “Disponível para negociar” é calculado através da diferença entre o


balanço da conta e os meios reservados.

A “Utilização do depósito, %” mostra a percentagem dos meios reservados


em comparação com o valor total do depósito.

A “Soma total das posições” é indicada em dólares americanos e é calculada com base nas cotações atuais de todas as posições
abertas, isto é, o valor de todas as posições em dólares americanos ao câmbio atual.

O “Total das posições” indica a percentagem total da soma das posições em comparação com o valor em depósito.

Ver também:

Trabalhando ao Mesmo Tempo com Várias Contas

Elaboração do Relatório das Operações

Horário de Funcionamento, Finais de Semana e Feriados

Alteração da Senha

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_acc_prop.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Conta de Negociação »

Alteração do Valor do Depósito da Conta de Treinamento

Você pode alterar a qualquer momento o valor do depósito da sua conta de treinamento. Para tal tem que escolher no menu
“Complementar” a opção “Alterar depósito”. Surgirá a janela:

Indique o valor do depósito que deseja introduzir e clique em “OK”. Se entretanto mudar de idéias clique no botão “Anular” ou
feche simplesmente a janela, clicando no “x” do canto superior direito.

Ver também:

Abertura de Conta de Treinamento

Parâmetros da Conta de Negociação

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_depo.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Conta de Negociação »

Trabalhando ao Mesmo Tempo com Várias Contas

A versão atual do terminal de negociação não permite trabalhar diretamente com várias contas em um único componente. Ao
invés disso, você pode adicionar à sua área de trabalho Rumus qualquer componentes “Módulo de Negociação” que desejar e
trabalhar com cada um deles em diferentes contas de negociação.

Não é permitido trabalhar uma mesma conta em diferentes exemplares do terminal de negociação. Cada conta só pode ser estar
aberta em um único terminal de negociação. Se esta conta já estiver aberta, então o usuário que se conectou primeiro obterá um
comunicado informando da tentativa repetida de conexão e será desligado do servidor.

Ver também:

Início e Fecho do Trabalho

Parâmetros da Conta de Negociação

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_multi_acc.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Transações »

Lista das Posições Abertas

Na lista “Posições” estão refletidas todas as posições abertas nesta conta de negociação. De acordo com as configurações ativas, esta lista pode também
mostrar as ordens referentes aos instrumentos financeiros com os quais a posição foi aberta. Em baixo, na linha “Total” são apresentadas as somas de
todas as posições. O lucro do presente dia é apresentado também no painel de instrumentos do terminal de negociação.

Você pode personalizar o conjunto de colunas a seu critério. Para ativar/desativar as colunas clique com o botão direito do mouse na barra de título da
lista das posições. Surgirá um menu onde pode, na lista das posições, marcar os parâmetros necessários:

A coluna “Instrumentos financeiros” contém o nome do par de moedas com o qual a posição foi aberta. Esta coluna não

A coluna “Quantidade”, ou “Lote”, contém a quantidade de moeda-base na transação ou na ordem referente a esse instr

A coluna “Tipo” contém o tipo de transação (compra ou venda) e o tipo de ordem (Limit ou Stop) desse mesmo instrum

O “Preço de abertura” contém o preço ao qual a posição foi aberta, enquanto que o “Preço atual” mostra o preço a que a
ou parcialmente a dada posição, isto é, para é apresentado o preço Bid, para vender – o preço Ask.

O “lucro” mostra o lucro (ou prejuízo) calculado não-realizado em pontos, enquando que o “Lucro do presente dial” – m
americanos. A coluna “Lucro total” indica o lucro (prejuízo) em dólares a partir do momento de abertura da posição. Es
suportado pelas contas virtuais (de treinamento) – nelas, na coluna “Lucro total” constará sempre o mesmo valor que na
presente dia”.

A coluna “Meios reservados” mostra o montante total ‘retido' em dólares americanos como garantia dessa posição. Este
quantidade de moeda-base na posição): 1 lote = US$ 10000.

A coluna “Conta” mostra o número da conta com que abriu a dada posição. Na versão atual do terminal de negociação
as posições, uma vez que só pode haver uma única conta em cada exemplar do módulo de negociação.

É também possível alterar a ordem de exibição das colunas. Para mover a coluna pressione sobre ela com o botão esquerdo do mouse no seu cabeçalho
e, sem largar o botão do rato, arraste-a para o campo que deseja. Quando largar o botão, a coluna será instantaneamente colocada naquele lugar. Ao
mover o cursor, a nova posição da coluna surgirá na barra de título da lista das posições abertas em forma de retângulo.

Ver também:

Efetuar uma Transação

Fechamento da Posição

Estabelecendo Nova Ordem

Elaboração do Relatório das Operações

Configurações e Separador “Propriedades”

Operação SWAP

Cálculo da Cotação da Posição em Caso de Reforço, Fechamento Parcial ou Inversão

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_pos_list.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Transações »

Efetuar uma Transação

Para efetuar a transação clique no botão “Negociar” na barra de ferramentas ou escolha a opção “Negociar” do
menu contextual da lista das posições e ordens. Surgirá a seguinte janela para realizar a transação:

No campo “Conta” estará indicado o número da sua atual conta de


negociação. Tome atenção a este número caso esteja trabalhando com
várias contas ao mesmo tempo.

No campo “Instrumento” escolha o par de moedas que deseja e


indique a grandeza do lote a negociar no campo “Lote”. Se na
configuração do terminal de negociação você tiver indicado não o
lote, mas sim a quantidade, então neste campo surgirá indicada
quantidade de moeda-base a ser usada nesta transação.

Clique no botão “Pedido de preço”. No botão aparecerá um pequeno


ícone animado que indica que o pedido da cotação está sendo
processado. Você pode entretanto desistir do pedido, clicando em
“Anular” se, por exemplo, se dá conta de que se enganou nos
parâmetros da transação ou simplesmente mudou de idéia.

Os valores das cotações obtidas surgem em dois botões coloridos – o


preço Bid no botão “Vender” e o preço Ask, no botão “Comprar”.
Para finalizar a operação de compra ou venda clique no botão
correspondente. O progresso da operação em baixo mostra o intervalo
enquanto são válidas as cotações obtidas. Se ao terminar este tempo
você não conseguiu efetuar a transação, então terá que fazer de novo
o pedido.

Depois da realização da transação você obtém a confirmação do servidor, onde estarão mais uma vez indicados todos os
parâmetros (data e hora, operação, instrumento financeiro, lote ou quantidade, preço) da sua transação. Você pode desativar
estas confirmações, retirando a marca do correspondente campo em baixo da janela ou então na página das propriedades do
terminal de negociação, na barra de tarefas do Rumus.

Todas as alterações relacionadas com a transação serão registradas na lista das posições abertas – após a abertura surgirá a
coluna, após o fechamento da posição, ela desaparecerá e em caso de reforço, fechamento parcial ou inversão da posição o lote
(quantidade) será alterado juntamente com a cotação de abertura da posição.

Ver também:

Lista das Posições Abertas

Estabelecendo Nova Ordem

Janelas Operativas

Elaboração de Relatório das Operações

Configura çõ es e “ Propriedades ”

C á lculo da Cota çã o da Posi çã o em Caso de Reforço , Fechamento Parcial ou Inversão

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_deal.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Transações »

Fechamento de Posição

Você pode fechar a posição efetuando uma transação com um lote igual ao lote da posição de abertura mas com ação inversa (a 
compra é fechada com a venda da mesma quantidade de moeda-base, enquanto que a venda é fechada com a compra). Para 
melhor comodidade do usuário, a operação de fechamento de posição é também realizada à parte. 

Para fechar a posição clique com o botão direito do mouse na linha pretendida da lista das posições abertas, no separador 
“Posições”. No menu contextual que surge selecione a opção “Fechar posição”. Surgirá a janela de fechamento da posição: 
Repare que o instrumento e o lote (quantidade) já estão inscritos na 
janela – eles correspondem aos mesmos parâmetros da posição de 
abertura para a qual você abriu o menu contextual. 

Clique no botão “Pedido de preço”. O sistema determinará 
automaticamente o tipo de operação (venda ou compra) necessária para o 
fechamento da posição, e é por isso que nesta janela, ao contrário da 
janela de realização da transação, existe somente um botão – “Fechar 
posição”. Nela surgirá a inscrição com o preço atual. Clique neste botão 
para fechamento da posição ao preço proposto. 

Após obtenção da cotação, e antes do fechamento da posição, a barra de 
progresso em baixo mostra o intervalo durante o qual estará válido o 
preço de fechamento proposto. Se entretanto mudar de idéias clique no 
botão “Anular”. 

Ver também: 

Janelas Operativas 

Lista das Posições Abertas 

Elaboração do Relatório das Operações 

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_pos_close.htm
Rumus » Terminal de Negociação » Ordens »

Tipos de Ordens

Nesta versão do terminal de negociação são suportados três tipos de ordens:

Ordem simples . Esta ordem é executada uma única vez. Quando o mercado atinge o preço nela indicado, ela será executada
pelo dealer ou anulada, caso, por uma razão qualquer, não possa ser executada.

Ordens agregadas (OCO). Se trata da junção de duas ordens, das quais somente uma será executada, enquanto a segunda será
automaticamente anulada. Executada será a ordem cujo preço de mercado alcançar mais cedo. Ambas as ordens são
estabelecidas ao mesmo instrumento financeiro.

Ordens “De execução” (if done). Se trata da junção de uma ordem de abertura e de uma ordem simples ou então de duas
ordens agregadas de execução. Enquanto a ordem de abertura não funcionar a ordem de execução não será ativada e não
poderá ser executada, mesmo que o mercado atinja os preços indicados nela. Todas as ordens ligadas entre si têm que,
obrigatoriamente, dizer respeito a um mesmo instrumento financeiro.

Ver também:

Estabelecendo Nova Ordem

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_ord_type.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Ordens »

Lista das Ordens

Na lista “Ordens” estão representadas todas as ordens criadas:

Você pode alterar o conjunto de colunas a ser exibido na lista das ordens. Para isso basta clicar com o botão direito do mouse na barra de títulos da lista
das ordens e marcar ou desmarcar no menu que entretanto aparece a respetiva opção:

Na opção “Ordem” está indicado o número único da ordem e o seu tipo (as ordens agregadas são “OCO”; as ordens “De
execução” surgem como “If done”). Esta coluna é obrigatória e não pode ser desligada.

A opção “Instrumento” é igualmente obrigatória. Nela se indica o par de moedas ao qual se estabelece a ordem.

A opção “Lote” ou “Quantidade” indica a quantidade de moeda-base para a dada ordem.

O tipo de ordem é determinado automaticamente pelo servidor – se executar a transação a uma ordem mais vantajosa do que
o preço atual, então esta será uma ordem do tipo Limit (você pretende obter lucro com a ordem). Se a transação ao preço
atual for mais rentável do que pela ordem então estaremos perante uma ordem do tipo Stop (você planeia limitar as suas
perdas caso o mercado siga numa direção desvantajosa para si).

As opções “Vender” e “Comprar” apontam para a ação que será executada pela ordem e contêm o preço ao qual a ordem
será executada pelo dealer.

O “Estatuto” indica o estado da ordem. As variantes possíveis estão indicadas mais em baixo.

Na coluna “Data e Hora” se mostra a data e a hora da última operação feita com essa ordem. Ou seja, caso você tenha
entretanto feito alterações nos parâmetros da ordem, então aqui será exibido precisamente a hora destas alterações e não a
data e hora inicial em que a ordem foi criada.

A opção “Conta” contém o número da conta de negociação referente a esta ordem.

É também possível alterar a ordem de exibição das colunas. Para mover a coluna pressione sobre ela com o botão esquerdo do mouse no seu cabeçalho
e, sem largar o botão do rato, arraste-a para o campo que deseja. Quando largar o botão a coluna será instantaneamente colocada naquele lugar. Ao
mover o cursor, a nova posição da coluna surgirá na barra de título da lista das posições abertas em forma de retângulo.

Valores possíveis no campo “Estatuto” na lista das ordens:

Quando o mercado atingir o preço indicado a ordem será executada pelo dealer caso o estado atual da conta de negociação permita
Ativa
fazer isso.
Executada A ordem foi executada pelo dealer.
Por uma razão qualquer, a ordem não foi executada. Esta pode ser a segunda ordem no par de ordens agregadas ou então, por
Anulada exemplo, uma ordem para cuja execução não existem meios suficientes no depósito. A causa da anulação de uma ordem é sempre
explicada no relatório das operações
Em espera Ordem da junção “De execução”, ela fica ativa somente depois de entrar em funcionamento a ordem de abertura

Ver também:

Estabelecendo Nova Ordem

Alteração dos Parâmetros da Ordem

Remoção de Ordens

Lista das Posições Abertas

Elaboração do Relatório das Operações

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_ord_list.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Ordens »

Estabelecendo Nova Ordem

Para criar uma nova ordem você pode clicar em “Ordem” na barra de ferramentas do módulo de negociação ou
selecionar “Criar Nova Ordem” no menu contextual da lista das ordens ou da lista das posições. Se você está criando a ordem a
partir da lista das posições, então o instrumento e o lote (o montante) da posição no qual você clicou com o botão direito do
mouse serão imediatamente inseridos na nova ordem. Em todos os outros casos os valores da ordem serão os pré-definidos nas
propriedades do terminal de negociação.

A janela de criação da nova ordem tem o seguinte aspecto:

Os campos “Conta” e “Instrumento” são comuns a todos os tipos de


ordens, ou seja, nas ligações de ordens estes valores se estendem a todas as
ordens da ligação.

A seguir se estabelece a ação que será realizada pela ordem – compra ou


venda.

O lote (quantidade) pode ser escolhido da lista ou digitado diretamente do


teclado.

O preço é digitado manualmente. Para maior comodidade do usuário, na


janela de criação da ordem são exibidas as presentes cotações Bid e Ask
referentes ao instrumento escolhido.

Se você quiser criar uma junção de ordens, selecione a opção necessária –


ordens agregadas (OCO) ou “de execução” (If done). Surgirá um campo
para a ação, o lote (quantidade) e o preço para a segunda ordem do par das
agregadas ou então dois conjuntos de campos para o par das ordens “de
execução” e, neste caso, a ordem de cima será a de abertura e as duas em
baixo desta serão as “de execução”.

Ver também:

Tipos de Ordens

Lista das Ordens

Lista das Posições Abertas

Janelas Operativas

Configurações e "Propriedades"

Elaboração do Relatório das Operações

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_ord_new.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Ordens »

Alteração dos Parâmetros da Ordem

Para alterar os parâmetros da ordem é necessário clicar na ordem necessária na lista das ordens com o botão direito do rato e,
no menu que entretanto surge, selecionar a opção “Alterar ordem”. Surgirá uma janela com os parâmetros atuais da ordem,
parecida com a janela de criação de uma nova ordem:

Você pode alterar a ação da ordem – venda ou compra, assim como o lote (a quantidade) e o preço. Não é possível alterar a
conta, o instrumento, nem o tipo de ordem. Caso lhe surja a necessidade de alterar estes parâmetros, então você tem
simplesmente que eliminar esta ordem e criar uma nova.

Ver também:

Lista das Ordens

Tipos de Ordens

Eliminação de Ordens

Janelas Operativas

Elaboração do Relatório das Operações

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_ord_change.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Ordens »

Eliminação de Ordens

Para remover uma ordem é preciso clicar com o botão direito do mouse na lista das ordens, na respetiva coluna, e escolher no
menu que surge a opção “Eliminar ordem”. O pedido de remoção será enviado ao dealer. Caso a operação seja bem sucedida
você receberá confirmação sobre a anulação da operação. Em caso de erro será apresentada a causa justificativa que impede a
remoção da ordem.

Quando retira uma das ordens do par de ordens agregadas, a segunda permanecerá ativa. Se eliminar a ordem de abertura da
ligação “De execução” será eliminada qualquer ligação das ordens.

Ver também:

Lista das Ordens

Elaboração do Relatório das Operações

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_ord_del.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Relatório »

Elaboração do Relatório das Operações

Para elaboração e consulta do relatório das operações efetuadas no módulo de negociação existe uma janela específica – a
janela “Relatório” que se pode abrir clicando no botão

Na parte de cima da janela está a barra de parâmetros do relatório:

No campo “Conta” está o número da conta de negociação sobre a qual se elabora o relatório.

É necessário escolher a data de início do relatório. Os relatórios são sempre elaborados até ao presente momento.

O relatório pode ser “Completo” ou “Curto”. A diferença entre estas versões está no fato de no relatório curto não se
apresentarem as operações de criação, eliminação e alteração das ordens.

Para elaborar um relatório clique no botão “Elaborar”. No campo debaixo da barra dos parâmetros do relatório surgirá
estruturado o relatório propriamente dito. Você pode alterar os parâmetros e criar o relatório de novo e, nesse caso, o relatório
anterior será substituído por este último.

Se quiser trabalhar com o relatório em separado, pode então imprimi-lo, exportá-lo para o Exel ou guardá-lo num arquivo.

Para imprimir o relatório basta clicar no botão “Imprimir” . Será aberto o tipo-padrão de impressão para a impressora
instalada no seu sistema. O relatório será impresso do jeito que você o visualiza na tela.

Para exportar um relatório para o Excel, clique em “Exportar” . Isto irá fazer abrir o Excel (caso esteja instalado em seu
computador) e o seu relatório será enviado para ele tal como aparece no terminal de negociação. Em seguida você poderá tirar
total vantagem do programa Excel para efetuar o que quiser, por exemplo, ver a operação de um determinado par de moedas
ou efetuar os seus próprios cálculos com base nas operações indicadas no relatório.

Você pode igualmente guardar o relatório num arquivo clicando no botão “Guardar” . Surgirá a caixa de diálogo para
armazenar o arquivo. Pode guardar o seu arquivo com o nome do arquivo e o catálogo de armazenamento propostos por pré-
definição ou digitar o nome que deseja e indicar o local em que ele deve ser guardado.

Ver também:

Informa ç ão Obtida no Relatório

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_rep.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Relatório »

Informação Obtida no Relatório

O relatório é composto de umas quantas partes. No seu cabeçalho está indicado o número e tipo de conta de negociação, assim
como o período abrangido pelo relatório.

A seguir estão os setores que contêm as ordens atualmente ativas e as posições abertas e seus parâmetros. Caso não existam
ordens nem posições, então estes setores estarão em branco.

O setor “Atividade da conta” contém todas as ações realizadas no período em análise. Se você escolheu um relatório curto
então não serão exibidas as operações que não tenham levado à alteração do depósito – a criação, eliminação e alteração da
ordem.

A hora do relatório é indicada pela hora universal de Greenwich (GMT). O instrumento, a quantidade de moeda-base (o lote) e
o preço mostram os parâmetros da transação ou da ordem.

A coluna “Comissão” contém o valor da comissão cobrada pela operação, a coluna “Lucro” mostra a alteração do depósito
resultante dessa operação. A comissão e o lucro são indicados em dólares americanos. A coluna “Balanço” indica o estado do
depósito depois da operação, já contabilizando a comissão e o lucro.

Na coluna “Tipo de operação” está indicada a ação – de abertura ou fechamento de posição, estabelecimento, eliminação ou
alteração da ordem, de depósito ou levantamento de dinheiro da conta e outras ações possíveis. E na coluna “Descrição”
podem estar comentários de caráter informativo referentes à ação, por exemplo, indicação da operação SWAP e sua cotação, a
causa da anulação de uma ordem (depósito insuficiente, execução de uma ordem agregada) e outros.

A última coluna da tabela da atividade da conta indica o total do lucro e a comissão do referido período.

A seção “Informação total” contém informações sobre a conta de negociação no momento de elaboração do relatório. O
“Balanço Inicial” mostra os meios existentes em depósito na data do início do período em análise. A “Comissão” e “Lucro
fixado” contêm o total de todas as comissões e lucros obtidos no período em análise. As linhas “Depositado na conta” e
“Sacado da conta” contêm o total de depósitos e levantamentos de meios do depósito no período do relatório, e a linha
“Balanço atual” mostra o estado do depósito no momento de elaboração do relatório. As linhas “Lucro do presente dia”,
“Balanço geral”, “ Depósito utilizado” e “ Depósito acessível” mostram o estado da conta de negociação no momento de
elaboração do relatório.

Ver também:

Elaboração do Relatório das Operações

Parâmetros da Conta de Negociação

Lista das Posições Abertas

Lista das Ordens

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_rep_info.htm


Rumus » Terminal de Negociação » Dados Complementares »

Horário de funcionamento, Finais de semana e Feriados

Só é possível negociar e trabalhar com as ordens durante o horário da sessão comercial. Se você tentar efetuar operações em 
horário não laboral, o servidor enviar-lhe-á um aviso sobre a impossibilidade de execução do seu pedido. 

Horário de funcionamento 

Por Moscou (no


   Por Greenwich (GMT) Por Moscou (no verão)
inverno)
Início da sessão 21:00 de domingo  00:00 de segunda-feira  01:00 de segunda-feira 
Operação SWAP TOM
21:00  00:00  01:00 
NEXT
Alteração do dia da
21:30  00:30  01:30 
semana
Fecho da sessão 21:00 de sexta-feira  00:00 de sábado  01:00 de sábado 

Para além dos finais de semana, o mercado também não trabalha em alguns feriados. A informação sobre esses feriados é 
normalmente dada pelo dealer no terminal de negociação no momento em que o trader faz login. 

Calendário dos feriados financeiros no mercado FOREX nas principais praças financeiras: 

Mês Londres Frankfurt Tóquio Nova Iorque Zurique


Dia 1 e
Janeiro 1 1  1, 2, 3, 15  terceira  1
segunda-feira 
Terceira 
Fevereiro - - 11  -
segunda-feira 
Março Páscoa  Páscoa  21  Páscoa  Páscoa 
Abril Páscoa Páscoa  29  Páscoa  Páscoa 
Dia 1,  Dia 8, 
Dia 4 e última  Ascensão e  Última  Ascensão e 
Maio 3, 4, 5
segunda-feira  Santíssima  segunda-feira  Santíssima 
Trindade  Trindade
Santíssima  Santíssima 
Junho - - -
Trindade  Trindade 
Julho - - 20  4  -
Última
Agosto - - - 1 
segunda-feira 
Primeira
Setembro - - 15, 23  -
segunda-feira 
Segunda
Outubro - 3  10  -
segunda-feira 
Dia 11 e 
Novembro - - 3, 23  quarta quinta- -
feira 
Dezembro 25, 26  24, 25, 26  23, 31 25  25 

Ver também: 

Avisos do Dealer

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_worktime.htm
Rumus » Terminal de Negociação » Dados Complementares »

Operação SWAP

As transações no mercado Forex são realizadas pelas condições SPOT. Isso significa que todos os contratos realizados no dia 
útil atual têm que ser considerados e a soma de moeda neles transacionada deve ser entregue para passar para o dia seguinte. 
Para evitar esta entrega física se torna necessário fazer uma operação do tipo SWAP (isto é, fechar e abrir de novo uma posição 
ao curso atual), o que permite ajustar as obrigações das partes.

Para as transações efetuadas através do IDSystem esta operação é realizada automaticamente às 21:00 GMT. No relatório de 
suas operações você verá duas linhas – a de fechamento da posição (Swap t/n) e a de abertura (Swap open). As cotações de 
abertura e de fechamento diferem no valor - nos pontos Swap. O número destes pontos Swap é calculado em função das taxas 
de juro para cada moeda e pode ser positivo ou negativo. A cotação exata da abertura é indicada no comentário à operação. 

Após a operação SWAP resta às partes resolver apenas o montante resultante, o assim chamado “netting” [compensação] 
(lucro ou prejuízo registrado em sua conta como resultado da operação SWAP). No entanto, você precisa entender que, por si 
só, o SWAP quase não afeta o resultado de suas transações (com excepção dos pontos Swap). Ou seja, se você abriu a posição
segunda-feira ao câmbio nº 1 e a fechou na quarta-feira, ao câmbio nº 2, significa que houve pelo meio duas operações SWAP 
pelo (que de alguma forma se refletiram no seu depósito). O total dos ganhos ou perdas para os três dias será, ao fechar a 
posição na quarta-feira, a mesma que seria se as operações SWAP não tivessem tido lugar. 

Analisemos o seguinte exemplo: 

Você abriu uma posição ao vender ao par USD/CHF 

operação USD cotação CHF alteração do depósito


abertura  -100 000  1,3672 136 720   
swap t/n  100 000  1,3710  -137 100  
= -380 CHF / cotação 1,3710 
Valor 
0    -380 
intermédio 
= -277,17 USD 
swap open  -100 000  1,37097 137 097   
fechamento  100 000 1,3636  -136 360  
= 737 CHF / cotação 1,3636 
Valor 
0    737 
intermédio 
= 540,48 USD 
  

= -380 + 737 = -380  CHF / cotação 1,3710 
Total da 
0   
transação 
=  357 CHF + 737 CHF / cotação 1,3636 

= 263,31 USD

Imagine que fechava a posição nesse mesmo dia:

operação USD cotação CHF alteração do depósito


abertura  -100 000  1,3672 136 720   
fechamento  100 000 1,3636  -136 360  
= CHF / cotação 1,3636 
total da transação 0     360 CHF
= 264,01 USD

Ou seja, a diferença entre as duas transações é de (357 CHF – 360 CHF = -3 CHF). E esta é que é a diferença resultante da 
alteração da cotação em pontos Swap – neste caso será de -0,3 pontos.
file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_swap.htm
Como calcular os pontos Swap:

O Banco Central de cada país estabelece a taxa de juro para a sua moeda. O que faz com que países diferentes tenham taxas 
diferentes, sendo que essa diferença pode ser muito significativa (por exemplo, a taxa de juro em USD é múltiplas vezes maior 
do que em JPY). 

O que é que então resulta disto? Quando, por exemplo, você compra dólares americanos com ienes japoneses, então está, na 
realidade, adquirindo uma moeda (USD) com uma taxa de juro maior, dando em troca dela uma outra moeda (JPY) com uma 
taxa de juro menor. O período mínimo de crédito convencionado para os bancos é de 24 horas, e mesmo por este curto 
intervalo de tempo os bancos adicionam as porcentagens ao valor com o qual você esteja trabalhando. 

Neste nosso exemplo, quando você comprou USD com JPY, o banco pagar-lhe-á a diferença por cada dia que você tenha essa 
posição aberta. E vice-versa, se você vender USD por JPY, então será você a pagar a diferença ao banco por cada transferência 
da posição para o dia seguinte. 

Existe uma tabela específica para calcular quanto e em que situações o banco lhe vai pagar (e o vice-versa). Convém não 
esquecer que os bancos centrais de todos os países mudam periodicamente as taxas de juro, o que leva a que essa tabela vá 
mudando ao longo do tempo. Para melhor a compreender é preciso lembrar ainda o seguinte: se você comprou uma moeda, 
então formou com ela uma posição “longa” ou, LONG em inglês, e se a vendeu, então terá com ela formado uma posição 
“curta”, ou SHORT.

Você pode sempre consultar a tabela das taxas de juro em nosso site, na seção “Condições de Negociação”. Esta tabela está 
disponível no terminal de negociação, no menu “Complementar”, na opção “Informação sobre os pares de moeda”. 

Na dedução do valor deve também considerar que as datas das operações SWAP que se realizam de quarta para quinta são as 
de sexta e segunda e, correspondentemente, os pontos Swap são multiplicados por 3 dias. Em caso de feriado no país da moeda 
do contrato os pontos Swap são igualmente multiplicados pelo correspondente número de dias. 

Ver também: 

Informação Sobre os Pares de Moeda 

Horário, Finais de Semana e Feriados 

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_swap.htm
Rumus » Terminal de Negociação » Dados Complementares »

Cálculo da Cotação no Reforço, Fechamento Parcial e Inversão da Posição

Por vezes surgem dificuldades para se compreender o que de fato ocorre com o lote e a cotação da posição durante a realização 
da inversão, reforço ou fechamento parcial da posição. É importante lembrar que o dinheiro é adicionado ou retirado do 
depósito somente após o fechamento completo da posição (quando esta desaparece da lista das posições abertas). Nos restantes 
casos o que se dá é o seguinte: 

1. Se altera o valor do lote . É muito simples calcular o valor do novo lote – os lotes são contabilizados como números


comuns. Vejamos o exemplo com duas posições abertas - uma foi aberta com a compra do lote 0.03, a outra foi aberta com a 
venda do lote -0.03: 

   posi çã o aberta , compra de 0.03  posição aberta, venda de -0.03 
fechamento da posição  0.03 + (-0.03) = 0  -0.03 + 0.03 = 0 
fechamento parcial  0.03 + (-0.01) = 0.02  -0.03 + 0.01 = -0.02 
reforço da posição  0.03 + 0.02 = 0.05  -0.03 + (-0.02) = -0.05 
inversão  0.03 + (-0.05) = -0.02  -0.03 + 0.05 = 0.02

2. Se altera a cotação da posição aberta . Análise com um exemplo como calcular a cotação em caso de reforço da posição. 

Você comprou um lote 0.02 de moeda com a cotação 1.2275. Ou seja, comprou 20 000 unidades de uma moeda por (20 000 * 
1.2275) = 24 550 unidades de outra moeda. 

Posteriormente reforça esta posição, lhe adicionado mais um lote de 0.03 à cotação de 1.2250. Isto é, você comprou mais 30 
000 unidades da primeira moeda por (30 000 * 1.2250) = 36 750 unidades da segunda. 

Como resultado temos que no total você comprou (20 000 + 30 000) = 50 000 unidades da primeira moeda, pelo que pagou por 
ela (24 550 + 36 750) = 61 300 da outra moeda. Neste caso, para calcular a cotação da posição obtida é necessário dividir 61 
300 por 50 000 e, como resultado, obtemos (61 300/50 de 000) = por 1.2260. 

Ver também: 

Lista das Posi ç ões Abertas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_calc.htm
Rumus » Terminal de Negociação » Dados Complementares »

Cálculo do Preço do Ponto

Para calcular o preço do ponto em dólares americanos se recorre à seguinte fórmula: 

Preço do ponto = (Lote x Ponto) / Câmbio da moeda na cotação em USD

O lote é apresentado em unidades da moeda-base. O ponto – é a alteração possível mínima da cotação, por exemplo 0.0001 para CHF 
ou 0.01 para JPY 

Tome atenção que em alguns pares de moedas, por exemplo GBPUSD e EURUSD, a moeda de cotação é o USD. Significa isso que 
neste caso o câmbio da moeda de cotação frente ao USD é igual a 1. 

Ao se calcular o valor do ponto em cotações cruzadas há que atentar precisamente ao câmbio da cotação em relação ao USD e não à 
moeda-base do par. Ante isto, nas cotações cruzadas onde a moeda de cotação seja o GBP ou o EUR, o câmbio da moeda em cotação 
frente ao USD será o câmbio do par USDGBP e USDEUR e não EURUSD, GBPUSD. Ou seja, o câmbio USD/GBP = 1 (câmbio 
GBPUSD). 

Exemplos de cálculo de preço do ponto: 

Par de moedas: GBPUSD

Lote: 10000 

Preço do ponto = (10000 x 0.0001) / 1 = 1$ 

Par de moedas: USDCHF

Lote: 10000

Câmbio USDCHF = 1.6815 

Preço do ponto = (10000 x 0.0001) / 1.6815 = 5.95$ 

Par de moedas: EURJPY

Lote: 1000000 

Câmbio EURJPY = 115.54 

Câmbio USDJPY = 132.58 

Preço do ponto = (1000000 x 0.01)/ 132.58 = US$75.43   

Par de moedas: EURGBP

Lote: 20000 

Câmbio EURGBP = 0.6128 

Câmbio GBPUSD = 1.4228 

Taxa de câmbio USDGBP = 1/ (Câmbio GBPUSD) = 1/ 1.4228 = 0.7028

Preço do ponto = (20000 x 0.0001)/ 0.7028 = US$2.85 

Ver também:

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_p.htm
Informação Sobre os Pares de Moedas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ids_p.htm
Rumus » Notícias »

Painel de Informação no Rumus

Com o módulo informativo (noticioso) você pode obter as notícias atuais diretamente no sistema Rumus. O conteúdo do painel
de informação é formado por notícias e informações fornecidas ao programa do IDSystem. No caso de na presente área de
trabalho não haver nenhum módulo de negociação ou os módulos existentes estarem conectados somente às contas de
treinamento, então as notícias serão fornecidas em regime de demonstração. Se tiver pelo menos um terminal de negociação
com ligação a uma conta real, então você irá recebendo as notícias em tempo real.

A janela do módulo informativo é composta por várias partes. Na barra de título da janela se encontra o botão “Propriedades”,
que abre a página das propriedades na barra das tarefas do Rumus, assim como o indicador de ligação ao servidor noticioso. O
indicador de conexão surge em forma de um círculo colorido, que será cor-de-laranja caso não exista conexão, e verde caso a
conexão esteja ativa.

A última notícia a entrar no sistema será sempre repetida na linha imediatamente abaixo da barra de título da janela. Isto
permite ir seguindo constantemente a entrada de notícias cada vez que consulta o painel de informação. Quando o volume das
notícias deixa de caber no espaço a elas reservado surgirá no limite direito da janela uma barra de rolagem.

As notícias por ler estarão realçadas a negrito. Para o sistema considerar uma notícia lida basta você clicar com o rato na linha
desta. É também possível marcar ao mesmo tempo todas as notícias como lidas com a ajuda do respetivo comando do menu
contextual do painel de informação.

Algumas notícias surgem marcadas com o sinal «+». Isto significa que ela tem uma parte adicional. Para ler a informação na
sua totalidade na barra de informação basta clicar na linha dessa notícia. Se a quiser ler numa janela à parte deve utilizar a
opção correspondente do menu contextual do painel de informação.

Ver também:

Separador "Componentes"

Propriedades do Módulo Informativo

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_news1.htm


Rumus » Notícias »

Propriedades do Módulo Noticioso

Para ter acesso às propriedades do módulo informativo tem que clicar no botão “Propriedades” na barra de título.

Os parâmetros de apresentação das notícias permitem escolher a cor do fundo, assim como personalizar o tipo e tamanho
notícias consideradas importantes.

O tipo de barra de informação depende de a presente área de trabalho do terminal de negociação estar ou não ligada a uma
surgir em regime demonstrativo, mas caso haja ligação, surgirão em regime de tempo real.

A fonte das notícias permite receber quer as notícias todas, quer, por exemplo, somente as notícias em português ou em in

O número de cabeçalhos indica quantas notícias serão recebidas na primeira conexão do módulo informativo ao servidor.
iniciação do módulo informativo.

Você pode escolher o posicionamento do painel de visualização – em baixo do painel da barra de informação ou à direita

Você pode igualmente ativar ou desativar a transferência das linhas para diferentes elementos do módulo noticioso. Por ex
convenientemente seja transferir as linhas, mas para um texto desenvolvido, onde há freqüentemente tabelas, talvez o mai

Tal como a maioria dos elementos do Rumus, também as propriedades do módulo noticioso podem ser marcadas como ‘p
noticiosos irão ser abertos de acordo com essas propriedades.

Ver também:

Painel de Notícias no Rumus

Separador "Propriedades"

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_news2.htm


Rumus » Criação dos Seus Próprios Indicadores »

Propriedades da Linguagem Integrada RuLang

A linguagem RuLang na versão atual do programa Rumus repete na totalidade as capacidades da linguagem do Rumus1, com
exceção das funções de Alerta e de AlertSound. Você pode usar os indicadores criados no Rumus1.

A linguagem RuLang permite ao usuário que crie seus próprios indicadores e suporta os seguintes recursos:

 possibilidade de recorrer aos parâmetros das velas open, close, low, high (tanto para as velas atuais, como para uns
quantos períodos atrás ou à frente;
 o conjunto de funções e de indicadores integrados que podem ser usados, nomeadamente como base para cálculos
posteriores;
 possibilidade de usar condições, ciclos e parêntesis operativos;
 possibilidade de ajustar a cor e os parâmetros de cada linha do indicador;
 possibilidade de construir histogramas;

Na versão padrão do programa entra o conjunto de indicadores integrados no RuLang. Você pode utilizar estes indicadores no
seu trabalho ou pegar neles para criar os seus próprios indicadores.

Ver também:

Sintaxe

Funções Internas

Comandos da Linguagem

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rulang.htm


Rumus » Criação dos Seus Próprios Indicadores »

Edição dos Indicadores

Para conveniência dos usuários habituados à interface do Rumus1, o Rumus tem adicionado a caixa de diálogo que repete o 
funcionamento do editor dos indicadores do Rumus1. Para o poder usar é necessário escolher no menu principal o item 
RuLange e nele selecionar “Lista de indicadores”. 

Para maior conforto do trabalho com os arquivos dos indicadores, recomendamos que use o componente RulangEditor.

Ver também: 

Componente RulangEditor

Arquivos dos Indicadores 

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_win.htm
Rumus » Criação dos Seus Próprios Indicadores »

O Componente Rulang Editor

Para trabalhar
com os textos
dos indicadores
editados na
linguagem
integrada do
RuLang você
deve utilizar um
componente
especial – o
RulangEditor.
Caso tenha
instalado o
módulo de
suporte da
linguagem
RuLang, então
pode encontrar o
componente do
redator na lista
dos
componentes da
barra de tarefas
do Rumus.

Não existe limite


para o número
de componentes
deste tipo
trabalhados
simultaneamente
numa mesma
área de trabalho.
No entanto,
recomendamos
utilizar somente
um desses
componentes, a
fim de evitar a
edição do
mesmo
indicador.

O editor
reconhece a
sintaxe da
linguagem e
exibirá com
diferentes cores
os vários
comandos,
variáveis,
funções e as
constantes de
texto.

Na parte de cima da janela do componente existe a barra de ferramentas do editor RulangEditor:

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_editor.htm


A linha do filtro permite-nos chamar o indicador somente com uns quantos símbolos do nome. As letras maiúsculas e minúsculas não são
distinguidas.

A lista dos indicadores permite não só escolher o indicador para verificação e edição do seu texto, mas implantá-lo imediatamente no
gráfico. Para tal é necessário escolher primeiro o indicador na lista e depois arrastar o seu nome com o rato (drag-n-drop) desde a lista
para a janela gráfica.

Em baixo estão apresentados os botões de comando dos arquivos dos indicadores:

Criação de um novo indicador. Ser-lhe-á proposto dar um nome ao novo indicador. O nome do indicador deve ser único. Se já
houver um outro indicador com esse nome o programa indicará erro.
Guardar um indicador editado. O texto do indicador será copiado para um arquivo com esse mesmo nome. Neste processo não se
realiza a verificação da sintaxe. Se estivermos a guardar um indicador novo, então neste momento ele será também acrescentado à
lista dos “Indicadores” na barra de tarefas do Rumus.
Compilação. Dá-se a verificação da sintaxe, o armazenamento do texto do indicador no arquivo e a sua entrada na lista dos
“Indicadores” da barra de tarefas.
Copiar o texto do indicador para um novo arquivo. Ser-lhe-á pedido um nome para o novo indicador, após o que será criado esse
arquivo e nele copiado o texto do indicador inicial.
Remoção do indicador. O arquivo com o texto do indicador será removido. Tenha cuidado com esta operação, afinal de contas está
apagando um arquivo.

Se o indicador editado for usado no gráfico, então durante o seu armazenamento ou compilação todas as versões deste indicador serão
convertidas de novo, sendo que, neste caso, pode mudar o número de linhas do indicador. Com a remoção do arquivo, o indicador
permanece na memória e não será removido do gráfico. Mas com um posterior carregamento desta área de trabalho, este indicador já não
será carregado.

Ver também:

Propriedades da Linguagem Integrada RuLang

Componentes

Arquivos dos Indicadores

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_editor.htm


Rumus » Criação dos Seus Próprios Indicadores »

Arquivos de Indicadores

Os indicadores criados pelos usuários são guardados no catálogo Language do catálogo principal do programa. Não se
recomenda que remova ou edite manualmente estes arquivos; isto deve ser feito através do editor dos indicadores do Rumus. A
cópia dos arquivos para este catálogo também não adiciona indicadores ao programa. Pode se copiar o catálogo inteiro.

Ver também:

Edição dos Indicadores

O Componente RulangEditor

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_ind_files.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang »

Sintaxe da linguagem RuLang

As regras da sintaxe da linguagem RuLang são bastante simples. Todas as palavras e símbolos, que são usadas no texto do
indicador, são registros-independentes, isto é letras maiúsculas e minúsculas são igualmente compreendidas.

Cada operador ou comando da linguagem deverá terminar com o símbolo ';'. Sendo que você pode dividir linhas compridas em
várias, para comodidade na leitura do texto.

Os nomes de variáveis próprias não devem ultrapassar 20 símbolos e devem começar com letra. .

Existe certa quantidade de palavras reservadas, que não podem ser usadas para denominar funções próprias e variáveis.

As lacunas no texto do indicador não são símbolos significativos, elas podem ser usadas a critério próprio para formatação do
texto para comodidade da leitura..

Os parâmetros das funções são indicados depois do nome da função entre parênteses redondos '(' i ')'. Se os parâmetros são
vários, eles são separados por vírgulas. Se a função não tem parâmetros é necessário indicar parênteses vazios.

O numero do elemento matriz é indicado entre chaves (parênteses quadrados) '[' i ']' depois do nome da matriz. Se a matriz é
bi-dimensional, os números do elemento são separados por vírgula.

Ver também:

Comentários no texto do indicador

Palavras reservadas

Uso dos dados

Uso de variáveis

Оperadores

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_syntax1.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Sintaxe »

Comentários no texto do indicador

Para comodidade do uso ulterior do texto do indicador na linguagem RuLang pode-se usar comentários. Estas linhas não serão
tomadas pela linguagem como comando e serão absorvidas no cálculo do indicador. Com os símbolos '//' separa-se o início do
comentário de uma linha, por exemplo:

Ref ( Mov ((( H + L )/2), g 1, E ),- g 2) ; // linha verde do Alligator

Se você quiser comentar parte do texto constituído de várias linhas, então, para destaque desta parte pode-se usar os símbolos
'/*' antes da primeira linha e '*/' depois da última linha do comentário.

Ver também:

Sintaxe da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_syntax2.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Sintaxe »

Palavras reservadas

Na linguagem RuLang existem vários grupos de palavras reservadas. Estas palavras são usadas para o funcionamento correto 
da linguagem, por isso não se pode utilizá-las para nomes de variáveis próprias e funções. Todas as palavras reservadas são
registro-independentes, isto é, podem ser escritas tanto com letra maiúsculas como minúsculas.. 

Comandos da linguagem

Array, Begin, Break, Continue, Else, End, Exit, If, Inparam, Inputs, Then, Variable, While, Return 

Funções construídas

mov, rsi, ref, hhv, llv, cci, cross, sum, cum, momentum, bolinger_1, bolinger_2, MACD_fast, MACD_slow, stochastic_fast, 
stochastic_slow 

Operações lógicas

AND , OR 

Parâmetros de dados

Open , High , Low , Close , Volume e suas formas abreviadas O , H , L , C , V 

Operações matemáticas

Pow , Sqrt   

Ver também: 

Sintaxe da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_syntax3.htm
Rumus » Linguagem construída RuLang » Sintaxe »

Uso dos dados

Todos os indicadores constroem-se na base dos parâmetros de velas–Open, Close, High, Low и Volume . Para seu uso em
fórmulas na linguagem RuLang existem palavras reservadas e suas variantes abreviadas:

Open ou O

Close ou C

High ou H

Low ou L

Volume ou V

Estas palavras e letras não podem ser usadas nos nomes das variáveis próprias. O registro (letras maiúsculas ou minúsculas no
nome) não têm significado, isto é OPEN e open serão igualmente aceitos pela linguagem.

Ver também:

Sintaxe da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_syntax4.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Sintaxe »

Uso das variáveis

Na criação de indicadores próprios você pode necessitar de variáveis para guardar os resultados intermediários dos cálculos.
Na linguagem RuLang são acessíveis dois tipos de variáveis – números e linhas

Não é obrigatório anunciar as variáveis elas iniciam ao lhe serem atribuídas qualquer significado (então se define também o
tipo da variável). Se lhe for mais cômodo anunciar as variáveis antecipadamente, isto pode ser feito da seguinte maneira no
início do texto:

variable : a , b ;

Arrays devem ser anunciados no ínício do texto do indicador. Para tanto existe a palavra reservada Array , depois da qual se
indica o nome e em parênteses quadrados (chave) indica-se o tamanho do array. Os arrays na linguagem RuLang podem ser
um ou bidimensional

Exemplo de anuncio de array : array Name [2, 5];

Exemplo de uso do elemento desses array: a = Name [1, 3];

A quantidade de variáveis na linguagem Rulang não é limitada.

Ver também:

Sintaxe da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_syntax5.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Sintaxe »

Operadores

Na linguagem RuLang existem 5 tipos de operadores: matemáticos, relativos. Lógicos, linear, e operador de atribuição.

Pode-se mudar a ordem do cálculo da expressão usando para tanto parênteses redondos '(' i ')'. 

Operadores matemáticos

Para cálculo dos significados numéricos nas formulas pode-se usar as quatro principais ações matemáticas 

+  Soma 
- Subtração 
*  Multiplicação 
/  Divisão 

Além das ações indicadas existem duas funções: 

Elevação ao grau – função pow , que tem dois parâmetros: o número que deve ser elevado ao grau e o grau. Por exemplo: 

pow ( c , 2);

Extração da raiz quadrada – função sqrt, que tem apenas um parâmetro : o número do qual se extrai a raiz. Por exemplo: 

sqrt (9);

Оperadores relativos

Os operadores relativos são usados para comparação de dois significados de um mesmo tipo. Como resultado da comparação 
forma-se o significado lógico True (verdade) ou False (mentira). Na linguagem RuLang são acessíveis os seguintes 
operadores: 

<   Menos 
>    mais 
=  Igual 
<>    Não é igual
<=  Menos ou igual
>=  Mais ou igual

Operadores lógicos

Para combinar os significados lógicos na linguagem RuLang existem dois operadores lógicos, aos quais correspondem 
palavras reservadas: 

AND Lógico E 
OR Lógico OU 

Os nomes dos operadores podem ser gravados tanto com letras maiúsculas como com letras minúsculas. Observem que as 
operações AND e OR são duplas, isto é, elas ligam duas expressões lógicas 

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_syntax6.htm
O resultado do cálculo da expressão lógica pode ser igual a 0 ( false ) ou 1 ( true ). Você pode usar estes significados
numéricos no texto do indicador. 

Operador linear

Na linguagem RuLang existe um operador para trabalho com linhas de texto – é a operação de ligação de duas linhas, que se 
grava com o sinal '+'.

Com a ajuda desse operador pode-se anexar à linha de texto significado numérico ou lógico (em forma de 0 ou 1) que neste 
caso serão transferidos para a linha, sendo que em primeiro lugar deverá estar a linha de texto.

Оperador de atribuição

Para atribuir às variáveis quaisquer significados (numéricos, textuais ou lógicos) usam-se o operador de atribuição, que grava o 
sinal '='. O significado atribuído pode ser resultado da expressão. 

Ver também: 

Sintaxe da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_syntax6.htm
Rumus » Linguagem construída RuLang »

Funções construídas

Na linguagem RuLang existe uma série de funções construídas, que podem ser usadas para construção de indicadores próprios

Os nomes dessas funções são as chamadas palavras reservadas, isto é, elas não podem ser usadas para denominar variáveis ou
funções próprias e indicadores.

Você pode usar também fórmulas próprias para a criação de funções análogas, mas as funções construídas são calculadas mais
depressa, porque não se exige elaboração complementar do texto do indicador.

Ver também:

Função mov

Função rsi

Função ref

Funções hhv e llv

Função cross

Função sum

Função cum

Função momentum

Funções bollinger_1 e bollinger_2

Funções MACD_fast e MACD_slow

Funções stochastic_fast e stochastic slow

Função CCI

Funções data / tempo

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_func.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Função mov

A função mov constrói a média móvel com os parâmetros dados. O primeiro parâmetro indica por quais significados
considerar o médio (por exemplo, pelo preço de fechamento) O segundo parâmetro é o período da média. E o terceiro
parâmetro é o método de cálculo da média móvel. Na linguagem RuLang para a função construída mov são acessíveis quatro
métodos de cálculo: simples (representado nos parâmetros pela letra ' s '), exponencial (representado pela letra ' e '), adaptável
(representado pela letra ' v ') e ponderado (representado pela letra ' w ').

Exemplos de uso:

Mov. (close, 12, e);

Mov.(o, 100, s);

Mov.(c, 35, w);

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_mov.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Função rsi

A função rsi constrói o indicador Relative Strength Index, na qualidade de parâmetro do qual você deverá indicar por quais
significados calcula-se o indicador e também seu período de média. Tais parâmetros RSI como “Período de mediação do RSI”
e método de mediação na função construída rsi são dados pelo padrão e não mudam. O período de mediação do RSI sempre é
igual a 1 e o método de mediação RSI – simples.

  rsi (c, 15); 

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_rsi.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Função ref

Com ajuda da função ref pode-se acessar dados mudando alguns períodos em relação ao significado corrente. Na qualidade de
dados podem estar tanto parâmetros de vela, como também acepções de qualquer função ou variável. A mudança pode ser
tanto para frente (então o número de períodos é positivo) como para trás (o número de períodos é negativo).

prevC = ref (c, -1); // significado anterior close

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_ref.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Funções hhv e llv

As funções HHV e LLV devolvem respectivamente o significado maior e menor do intervalo indicado nos parâmetros da
função. A função tem dois parâmetros a indicação do array de dados para comparação e quantidade de elementos comparáveis,
incluindo o corrente

Por exemplo, a função hhv (Close, 16) devolve o maior preço do fechamento nas últimas 16 velas, inclusive a corrente. Na
qualidade de array de dados pode-se indicar não apenas os parâmetros das velas, mas também as funções ou variáveis

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_hhv.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Função cross

A função cross é usada para verificação do cruzamento das linhas construídas em dois arrays de dados. Se existe o cruzamento
a função devolve 1 se não 0. Na qualidade de arrays podem-se usar os parâmetros de velas, funções e variáveis.

Atente para a diferença no cálculo dói cruzamento das linhas com a ajuda da função cross e com ajuda da inscrição com sinal
de igualdade – a expressão mov (c, três, s) = mov. (c, 20, s) será verdadeira somente se coincidirem os significados de ambas
as médias no ponto close, ao mesmo tempo em que cross (mov. (c, três, s), mov (c, 20, s)) pode ser também verdadeira
simplesmente com o cruzamento de linhas de ambas as médias, não obrigatoriamente no ponto com significado close.

Exemplo :

cross(mov.(c, 3, s), mov.(c, 20, s));

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_cross.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Função sum

A função sum calcula a soma dos significados do array de dados. Na qualidade de parâmetros indica-se o arreay de dados
(parâmetros de velas, função e variável) e a quantidade de elementos somados, inclusive o corrente.

Exemplo de uso:

Sum (c, 7);

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_sum.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Função cum

A função cum calcula a soma cumulativa. Na qualidade de parâmetro indicam-se as velas, variável, ou constante numérica. A
soma é calculada começando com o primeiro elemento do gráfico corrente. Isto é, a expressão cum (c) calcula a soma de todos
os significados close começando com a primeira vela do gráfico.

Exemplo de uso :

AD = cum (v * ((c - l)-(h - c)) / (h - l));

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_cum.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Função momentum

A função construída momentum constrói indicador com parâmetros dados: array de dados pelo qual se calcula o indicador e
seu período indicador.

Por exemplo:

momentum (c, 10);

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_moment.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Funções bollinger_1 e bollinger_2

A função bollinger _1 calcula o limite superior do canal obtido com ajuda do indicador Bollinger Bands. Respectivamente a
função bollinger _2 desenha o limite inferior do canal . Os parâmetros destas funções são os seguintes: o array dos dados,
pelos quais se calcula a função (parâmetros das velas, função ou variável) período de média e método de cálculo (s, e, w ou v -
é o mesmo que da função mov) .

Exemplo de uso:

bollinger _1(close, 20, s);

Ver também:

Funções construídas

Função mov

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_boll.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas » 

Funções MACD_fast e MACD_slow

A função MACD _ fast calcula o indicador MACD, parâmetros do qual são os períodos curto e longo. 

A função MACD _ slow calcula a linha de sinal do indicador MACD. Na qualidade de parâmetros indicam-se também os 
parâmetros MACD – o período curte e longo e o período médio da própria linha de sinal. É impossível escolher o método de
calculo para a função construída. Como padrão a linha de sinal é calculada como exponencial. 

Exemplo de uso: 

macd _ fast (5,7);

macd _ slow (5, 7, 3);

Ver também: 

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_macd.htm
Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Funções stochastic_fast e stochastic_slow

As funções stochastic _ fast e stochastic _ slow calculam duas variantes do oscilador estocástico .

Na função stochastic _ fast usa-se apenas 2 parâmetros – período % K e período de desaceleração. Para a função stochastic _
slow é necessário mais um terceiro parâmetro - período % D. É impossível escolher o método de cálculo para as funções
construídas, como padrão usa-se o método simples.

Exemplo de uso:

stochastic_fast (3, 5);

Stochastic_slow (3, 5, 7);

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_stoch.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Função CCI

A função cci calcula Commodity Channel Index. Na qualidade de parâmetro indica-se o número de períodos para cálculo do
indicador.

Exemplo de uso:

cci (5);

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_cci.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Funções construídas »

Funções de data /tempo

Na linguagem RuLang são realizadas funções que trabalham com o significado de data e tempo.

DayOfMonth () - devolve o número do dia corrente do mês (1-31)


DayOfWeek () - devolve o dia da semana (segunda-feira -1 domingo – 7
Hour () - Devolve a hora corrente (0-23)
Minute () - devolve o minuto corrente (0-59)
Month () - devolve o mês corrente (1-12)
Year () - devolve o ano corrente

Observem que, apesar de os dados da função não exigirem parâmetros em seu uso é obrigatório indicar parênteses vazios
depois do nome da função

Ver também:

Funções construídas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_datetime.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » 

Comandos da linguagem RuLang

Na linguagem RuLang existe um conjunto de comandos para escrever suas próprias funções e indicadores . A descrição de 
cada comando é dada na seção respectiva. Exemplos de uso desses comandos podem ser vistos no texto colocado junto com o 
programa dos indicadores.   

Ver também: 

Parâmetros do indicador, Inparam

Parâmetros de funções próprias Inputs

Operadores parênteses Begin... End

Condições If – Then – Else 

Ciclo While 

Interrupção da execução do ciclo, Break и Continue 

Interrupção do cálculo do indicador, Exit и Return 

Acrescimo de comunicados próprios, Alert

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_comm.htm
Rumus » Linguagem construída RuLang » Comandos da linguagem RuLang »

Parâmetros do indicador, Inparam

Como para os indicadores construídos para indicadores próprios podem-se indicar os parâmetros. Isto é, o próprio texto do
indicador é criado anteriormente por você e depois pode usar este indicador escolhendo os melhores parâmetros.

Para acrescentar ao indicador próprio o parâmetro usa-se a palavra reservada inparam, depois do que, entre parênteses
indicam-se, entre vírgulas o nome do parâmetro (linha entre aspas) o significado mínimo do parâmetro, o significado máximo
do parâmetro e o significado padrão. Para usar este parâmetro no texto do indicador, seu significado deve apropriar-se de
alguma variável que já usa nas funções.

a = inparam (““ ““ Parâmetro da média “, 1, 100, 4);

Mov(C, a ,S);

Não pode haver mais de 9 desses parâmetros em cada indicador. Para alteração do parâmetro introduza novo significado na
janela de propriedades do indicador. Qualquer número pode ser o significado do parâmetro.

O botão Refresh na janela com o texto do indicador possibilita aplicar na redação a mudança de quantidade de parâmetros. Ao
clicar no marcador “Parâmetros” em propriedades dos parâmetros irão surgir ou desaparecer os campos correspondentes com
os parâmetros

Ver também:

Comandos da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_inparam.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Comandos da linguagem RuLang »

Parâmetros de funções próprias, Inputs

Você pode criar não apenas indicadores representados no gráfico. A linguagem RuLang possibilita acrescentar também
funções próprias, que podem depois serem usadas ao escrever indicadores ou outras funções

Para que se possam transmitir quaisquer parâmetros para as funções próprias existe a palavra reservada Inputs, que deve estar
no início do texto da função. Depois de inputs escrevem-se dois pontos enumera-se as variáveis, às quase serão transmitidos os
parâmetros da função. As variáveis são separadas por vírgulas. No fim da enumeração das variáveis deverá estar o sinal ‘; '.
Depois da variável entre parênteses pode-se indicar seu significado padrão – ele será usado se, ao chamar a função, esta
variável for omitida. Se o significado padrão não está indicado e a variável foi omitida – em lugar do significado da variável
será colocado um zero.

A função criação deste modo poderá ser chamada de outras funções e indicadores pelo nome, indicando entre parênteses o
significado dos parâmetros entre vírgulas.

Se a função ou indicador desenha uma linha representada no gráfico, ao ser chamada de outra função esta linha não será
representada.

Exemplo de uso:

Função Sum 2

Inputs: a b;

res = a + b;

return res;

Chamada desta função:

Sum 2(4, 18);

Ver também:

Comandos da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_inputs.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Comandos da linguagem RuLang » 

Operadores parênteses Begin... End

Você pode usar os operadores parênteses para unir grupos de comandos da linguagem RuLang. Servem para tanto duas
palavras reservadas Begin e End para marcar respectivamente o início e o fim do bloco de operadores   

Ver também: 

Comandos da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_begin.htm
Rumus » Linguagem construída RuLang » Comandos da linguagem RuLang »

Condições If – Then – Else

As palavras reservadas If , Then, Else , servem para introduzir no texto do indicador a ramificação condicional. As condições
são dadas da seguinte maneira:

If close > open then alert (" Close > Open ", 0);

Pode-se também indicar as ações para o caso de as condições não serem cumpridas:

If close>open then alert ("Close > Open", 0); else alert("Close <= Open", 0);

Em parte das ações pode ser apenas um comando da linguagem RuLang ou grupo de comandos unidos pelos operadores
parênteses begin… end .

Pode-se também criar condições nested

Por exemplo:

If cross (mov (c, quatro,e), mov(c,15,e)) then

If close>open then alert ("Close > Open", 0); else alert("Close <= Open", 0);

Observe que o operador, depois de then termina obrigatoriamente com o sinal “;”, independentemente da presença da parte
else .

Ver também:

Comandos da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_if.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Comandos da linguagem RuLang »

Ciclo While

Com a ajuda do operador while pode-se organizar um ciclo para a execução de algumas ações várias vezes, na dependência da
condição do ciclo. No corpo do ciclo pode haver ou um comando da linguagem, ou um grupo de comandos, unidos pelos
operadores parênteses Begin… end.

a=0;

res = 0;

while (a<10) begin

res = res + c;

a = a+1;

end;

res ;

Observe que se a condição do ciclo não é cumprida desde o início, as ações indicadas no corpo do ciclo também não serão
cumpridas.

Para sair do ciclo, além do critério indicado na condição (por exemplo, contador) podem-se usar os comandos Break e
Continue.

Ver também:

Interrupção da execução do ciclo Break e Continue

Comandos da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_while.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Comandos da linguagem RuLang »

Interrupção da execução do ciclo Break e Continue

O operador break e continue podem ser usados apenas dentro do corpo do ciclo .

O operador break interrompe a execução do ciclo . Se ele é usado dentro do ciclo colocado, interrompe-se apenas um nível, o
ciclo externo permanece.

O operador continue interrompe apenas a interação corrente do ciclo, isto é são omitidas todas as instruções indicadas depois
de continue, e começa o seguinte passo do ciclo. O próprio ciclo não se interrompe.

Ver também:

Comandos da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_break.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Comandos da linguagem RuLang »

Interrupção do cálculo do indicador, Exit e Return

O operador exit termina com a execução de todo o indicador ou função, isto é, todas as instruções escritas depois exit, nunca
serão executadas. Se exit é chamada da função colocada, interrompe-se a execução do nível mais alto da colocação .

O operador return, diferentemente de exit, interrompe somente o nível corrente de colocação, isto é, sendo chamado da função
colocada ele não interrompe a execução da função externa. O operador return pode devolver ao nível externo qualquer
significado. Neste caso o que é necessário devolver é indicado depois da palavra return através de uma lacuna .

Ver também:

Comandos da linguagem RuLang

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_exit.htm


Rumus » Linguagem construída RuLang » Comandos da linguagem RuLang »

Acréscimo de comunicados próprios, Alert

Você pode verificar o surgimento de alguns acontecimentos, por exemplo, o cruzamento das linhas dos indicadores ou o preço
alcançou determina marca. Para tanto na RuLang existe um grupo inteiro de comandos, que criam comunicados. Os
comunicados dos indicadores são representados no painel de informação no marcador "Alertas".

A função Alert tem dois parâmetros – o texto do comunicado, indicado entre aspas duplas e o número do alerta. Os números
devem ser únicos nos limites de um indicador.

if mov(c,3,s) = mov(c, 7, s) then

Alert("coincidência de médias", 1);

A função AlertSound além do texto e número do alerta exige indicar que som o programa irá tocar ao funcionar o alerta. O
nome e o caminho completo para o arquivo sonoro é indicado entre aspas duplas. Nas propriedades dos alertas pode-se
configurar intervalo entre o toque do som, pelo padrão ele é igual a 10 segundos.

if mov(c,3,s) = mov(c, 7, s) then

AlertSound ("coincidência de médias", 3, "c:\sound.wav");

A função AlertExec possibilita ligar o arquivo que funciona ao tocar o alerta. Para tanto depois do texto do comunicado e do
número do alerta indica-se o caminho total e o nome do arquivo executado. Se for necessário ligar o arquivo com o parâmetro
da linha de comando,, este parâmetro é indicado depois de vírgula após o arquivo executado entre aspas duplas.

Nas propriedades dos alertas pode-se configurar um intervalo de lançamento do arquivo executado, pelo padrão foi
estabelecido o significado de 10 minutos.

if mov(c,3,s) = mov(c, 7, s) then

AlertExec("c:\Program Files\Winamp\winamp.exe,c:\Program Files\Winamp\demo.mp3");

Existe ainda a função AlertInit , que possibilita transferir o alerta para estado de partida (não funcionando). Isto é necessário
para que o alerta sonoro executável possa funcionar novamente ao término do prazo indicado nas propriedades dos alertas. A
função AlertInit tem um único parâmetro – o número do alerta, que deve ser renovado.

AlertInit(2);

Ver também:

Comandos da linguagem RuLang

Painel de informação

Uso dos alertas

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_rl_alert.htm


Rumus » Transporte FxClub »

Descrição do módulo de transporte

O módulo de transporte é responsável pelas cotações em tempo real e dados históricos no programa. Ele registra os dados no
servidor do FxClub (ver “Ferramentas”).

Na linha de status é exibido o transporte para a ligação ao servidor das cotações (veja o status da conexão ), e também a lista
dos carregamentos de dados históricos e o próprio processo de carregamento.

Sobre o módulo de transporte para o trabalho através de um servidor Proxy, consulte a secção Particularidades do trabalho com
links para servidores específicos .

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_transport.htm


Rumus » Transporte FxClub »

Status da conexão

Na linha de status é exibida a ligação do programa com servidor das cotações. Há dois status de conexões: um círculo verde na
barra de status indica uma ligação, o círculo vermelho significa que não há conexão. Se existem conexões a mensagem de
ajuda que aparece sobre o círculo indica o endereço do servidor.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_connect.htm


Rumus » Transporte FxClub »

Particularidades do trabalho com links para servidores específicos 

O módulo de transporte no Rumus não requer nenhuma configuração especial para determinados servidores. Mas quando essas
configurações são necessárias, você precisará corrigir o arquivo de configuração de transporte transport.cfg, que pode ser
encontrado no próprio programa. A existência deste arquivo não é obrigatória, porém as configurações especificadas são
prioritárias em comparação com as configurações disponíveis no módulo de transporte.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_proxy.htm


Rumus » Transporte FxClub » 

Trabalho através de um servidor Proxy

Se você deseja configurar o Rumus nas redes com uso do servidor Proxy, selecione “Propriedades” clique “Proxy”. Na barra de tarefas se abre o 
suplemente “Propriedades” com as configurações do servidor Proxy:

Selecione “Permitir Proxy” se você não pode se conectar aos servidores trabalhando em sua rede. Insira o endereço e porta do seu servidor 
Proxy nos campos apropriados. Se você precisa de autorização, indique ainda o login (nome de usuário) e senha. 

  

A secção “Instalações teste” permite que você verifique a disponibilidade dos servidores requisitados 
para o trabalho dos módulos carregados Rumus através deste Proxy. O parâmetro “Tempo para uma 
tentativa” indica o tempo em segundos, durante o qual serão feitas tentativas da conexão com cada um
dos servidores necessários. 

Clique em “Teste” e o programa tenta conectar com os servidores. Os resultados serão exibidos em uma 
janela separada. 

Para a entrada em vigor das configurações selecionadas de Proxy, clique em “Aplicar”. 

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_proxy2.htm
Rumus » Transporte FxClub »

Regime off-line

Para poupar o uso da sua Internet você pode desativar a atualização em tempo real. No modo off-line não são recebidas as
cotações e notícias, o contato está indisponível. Você pode atualizar os dados históricos sobre a procura. Ligar / desligar o
modo off-line é feita através do menu principal “Propriedades” item “off-line”.

Ver também:

Atualização de dados

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_offline.htm


Rumus » Transporte FxClub »

Atualização de dados

Caso tiver necessidade de atualizar os dados em seu computador você pode usar as duas funções: “Atualizar todos os dados no
componente” e “Atualizar todos os dados na lista”. No primeiro caso, será proposta a lista apenas das ferramentas que estão
incluídas nesta componente, e no segundo - todas as ferramentas utilizadas na folha de trabalho atual. O acesso às funções de

atualização é incluído no painel especial de ferramentas “Histórico de atualizações”.

Depois de clicar abre a janela com os parâmetros atualizados. Por padrão serão atualizadas todas as ferramentas. Para
selecionar ferramentas separadas, desmarque a caixa com a opção “Selecionar tudo”. Especifique datas e horários do início e
fim e, em seguida, clique em “Atualizar dados”.

Se o intervalo do histórico que você especificou existe no servidor, ele será recebido. Após a atualização dos dados locais,
todos os gráficos, com dados atualizados serão reconstruídos, e os indicadores construídos de acordo com eles são convertidos.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_data_reload.htm


Rumus » Configurações do Rumus »

Designação das configurações

A configuração é um conjunto de módulos do Rumus que serão carregados quando iniciar o programa. O uso das
configurações faz possível reunir facilmente a versão do Rumus que é conveniente usuário concreto. Assim, você pode
economizar os recursos do seu computador sem precisar fazer carregamentos de modelos desnecessários. Alguns módulos são
obrigatórios. O programa adiciona-os automaticamente a cada nova configuração. Todos os outros módulos os usuários podem
incluir a seu critério. E podem ser tanto módulos preparados pelos programadores do Rumus, como também os módulos
desenvolvidos por terceiros.

Ver também:

Criar, editar, apagar configurações

O trabalho com algumas configurações do Rumus

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_conf_r2.htm


Rumus » Configurações do Rumus »

Criar, editar, apagar configurações

Para gerenciar os arquivos de configuração Rumus existe uma caixa de diálogo especial que pode ser acessada clicando no
menu principal “Propriedades” item “Configuração ...”.

Suplemento “Configurações” é a caixa de diálogo que contém uma lista de todas as configurações disponíveis. Cada
configuração tem uma versão que pode ser solicitada ao criar e editar o arquivo. A configuração ativa é destacada na lista com
caracteres em vermelho. Os desenhos à esquerda do nome indicam se o arquivo é fornecido com o programa (não é possível
excluir ou re-nomear) ou é uma configuração criada pelo usuário.

Para criar uma nova configuração clique em “Acrescentar” . Você será solicitado para especificar o nome e a versão para seu
arquivo configurado . Indique estes dados e, em seguida, clique “OK”. Caso você mude de idéia criar , clique em “Cancelar”
ou pressione Esc.

Você pode sempre mudar o nome e versão da configuração de usuário. Para isso selecione a linha com o arquivo necessário e
clique “Alterar”. Para apagar as definições de Imprensa “Excluir”. Selecione o arquivo e clique sobre esse botão. Tenha
cuidado, restauração de configuração remota impossível, ele vai criar novamente. Disponível com a configuração não pode ser
apagada.

O item - “módulos” serve para gerir um conjunto de módulos nas configurações. Selecione na lista que segue o nome da
configuração desejada. Logo abaixo aparece a lista de todos os módulos que fazem parte dessa configuração. Alguns módulos
são obrigatórios e ao criar novas configurações eles são adicionados automaticamente. Estes módulos não podem ser
removidos. Também não é possível remover módulos das configurações que são oferecidas com o programa. Voc ê s ó poder á
adicionar a estes novos elementos .

Para adicionar um módulo à configuração selecionada, clique em “Acrescentar”. Você verá uma janela para selecionar
arquivos. Indique o arquivo e clique em “OK”. Na lista dos módulos surgirá o nome completo e a versão do módulo
acrescentado. Para excluir o módulo acrescentado pelo usuário especifique a linha necessária na lista de módulos e clique em
“Excluir”.

Para guardar todas as alterações feitas nos arquivos de configuração, clique em “OK” na caixa de diálogo. Quando você clica
em “Cancelar”, caso feche a janela as alterações não serão salvas.

Ver também:

Importância da configuração

O trabalho com algumas configurações do Rumus

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_conf_new.htm


Rumus » Configurações do Rumus »

Trabalho com diversas configurações do Rumus

O Rumus permite que você crie quantas configurações quiser. O nome da configuração atual é especificado na janela de saída,
assim como no título da janela principal.

Para alterar a configuração ativa é preciso no menu principal “Propriedades” selecionar “configurações ....”. Será exibida a
janela para gerenciamento de configuração Rumus. No início de “Configuração” se encontra a lista de todas as configurações
disponíveis. A configuração ativa é destacada em vermelho. Você pode especificar qualquer outra configuração, e clique em
“Ativo”, então na próxima vez que o programa for carregado irá utilizar o arquivo da configuração do sistema que foi indicado
por você. Porque os módulos são carregados quando você iniciar o programa, todas as alterações entrarão em vigor somente no
próximo carregamento do Rumus.

A composição dos módulos de qualquer arquivo você pode ver em “Módulos”, selecionando na lista que aparece o nome da
configuração do seu interesse.

Todos os arquivos de configuração são armazenados na pasta Config do diretório principal do programa.

Ver também:

Designação das configurações

Criar, redigir, excluir configurações

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_conf_work.htm


Rumus » Atualizar módulos do Rumus »

Atualizações automáticas

As atualizações automáticas no Rumus permitem que os usuários recebam as mais recentes versões de seus arquivos de
configuração. O programa depois de carregado compara a configuração atual de módulos no computador do utilizador e o
servidor de atualizações. Na hipótese de o servidor ter uma versão mais recente do módulo, ele será baixado e instalado
automaticamente. Depois de instalada a atualização será necessário reiniciar o programa para substituir a antiga versão do
módulo pela nova.

A configuração da atualização automática está disponível em uma janela especial de atualizações acionada através do menu
principal chamado “Propriedades”, sendo que em “Atualização” selecione o item “Opções” e conseqüentemente “Parâmetros”.

Se não quiser receber automaticamente as atualizações e prefere você mesmo controlar a instalação das novas versões dos
módulos, desative esse recurso na janela configurações. Você pode ainda desligar por completo as atualizações automáticas
(opção “Carregamento automático”), ou deixar que faça a busca automática para as novas versões, mas carregar e instalar estas
versões somente após a confirmação pelo usuário (opção “Exibir o pedido para baixar atualizações”).

Ver também:

Atualização manual

Criar, redigir, excluir configurações

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_update1.htm


Rumus » Atualizar módulos do Rumus »

Atualização manual

Caso tenha desabilitado a atualização automática, você pode usar sempre a oportunidade de atualizar os módulos
manualmente. É para isso que serve o item “Tarefa” na janela de atualizações acionada através do menu principal chamado
“Propriedades”, no item “Atualização”.

O programa, como acontece com a atualização automática compara as versões dos módulos disponíveis em seu computador e
os módulos no servidor de atualizações. Todos os novos módulos encontrados serão listados na janela atualizações. Confira os
módulos necessários na lista e clique em “Atualizar”. Os arquivos escolhidos são baixados e instalados. Após instalar as
atualizações você precisa reiniciar o programa.

Ver também:

Atualização automátic

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_update2.htm


Rumus » Conversão de dados »

Por que foi alterado o formato dos dados

O programa Rumus trabalha com dados, guardados no próprio formato. A elaboração d e formato próprio dos arquivos está
relacionada, em primeiro lugar, com o fato de o programa permitir preservar a informação dos dados, que não se insere no
formato dos arquivos de programas, destinados à análise técnica. Para a comodidade dos usuários que desejam trabalhar no
Rumus, com dados obtidos por meio de outros programas, no sistema foi incluída a possibilidade de ligar diferentes
conversores de dados. No provimento padrão no programa foi incluído um conversor de dados do formato Rumus1 e
Metastok. Planeja-se a inclusão também de outros conversores.

Ver também: Importação de dados do Rumus1

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_data.htm


Rumus » Conversão de dados » 

Importação de dados do Rumus1

Para importar dados do formato Rumus1 e Metastok para o novo formato Rumus, é necessário no menu principal do programa (“Dados”) escolher o ponto 
“Importa r ”. Abre-se a janela da importação. 

Nesta janela deve-se escolher a pasta que contem os arquivos para importação. Depois, se a pasta escolhida 
contém arquivos do formato necessário, na lista serão enumerados todos os arquivos, com a indicação do 
instrumento, intervalo, data inicial e final dos dados existentes . À direita de cada instrumento propõem-se 
escolher o tipo de cotação (Bid ou Ask para pares de moedas ou Last ou Proc para os índices) porque estes dados 
não estão contidos nos arquivos do formato Rumus1/Metastok. No padrão de importação estão assinalados todos 
os arquivos que existem na pasta escolhida. Você pode importar apenas os arquivos de que precisa- para tanto 
deve retirar ou colocar o sinal à esquerda do nome do instrumento em cada linha. Você também pode usar os 
botões “assinalar todos”, “desmarcar todos” e “Inverter” para comandar todos os arquivos simultaneamente. 

Depois de selecionar os arquivos necessários aperte o botão “importa r ”. Em baixo da janela surge a linha de 
progresso, na qual se reflete a velocidade do processo de importação dos dados. Ao término da importação a 
janela pode ser fechada.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_import.htm
Rumus » Conversão de dados »

Tempo real de renovação

Atualmente no Rumus não foi incluída a possibilidade de renovação dos dados de outros formatos em tempo real.

file://\\76.12.86.138\Drawloop Data\Site Data\Output\wolverineresponde@gmail.com_realtime.htm