Você está na página 1de 87
Economia Criativa, Sustentabilidade e Oportunidades de Futuro Curso / Enthusiasmo Módulo 2 São Paulo ,
Economia Criativa, Sustentabilidade e
Oportunidades de Futuro
Curso / Enthusiasmo Módulo 2
São Paulo , 17 de março de 2013
Lala Deheinzelin
Enthusiasmo Cultural
www.laladeheinzelin.com
www.criefuturos.com
TUDO É UMA QUESTÃO DE PONTO DE VISTA
TUDO É UMA QUESTÃO DE PONTO
DE VISTA
Os CRM, são moldados e mantidos : • pela educação – o “certo” e o
Os CRM, são moldados e mantidos :
• pela educação – o “certo” e o “errado”
• pela mídia - molda e “sequestra” o desejo
Os CRM, podem ser mudados como ? Alterando estado de consciência • pela arte •
Os CRM, podem ser mudados como ?
Alterando estado de consciência
• pela arte
• pelo jogo
• pelo corpo
•pela meditação
Alterando o padrão organizacional
• Distribuído
E SE • Não há separação entre Natureza ? Tangível e Cultura/Intangível . São duas
E SE
• Não há separação entre Natureza ? Tangível e
Cultura/Intangível . São duas faces da mesma coisa/
• O intangível /cultural molda o tangível /material, que
por sua vez altera o intangível etc.
• A cultura se molda através do processo de atribuição
de valor ….
• Que por sua vez norteia o desejo e a vontade.
• Que por sua vez norteiam onde investimos nosso
tempo e crença ( crédito!) , e portanto nossa riqueza.
Então, o que é mesmo a Economia Criativa?
E A REDE ?? • A REDE pontos. é o FLUXO, as INTERAÇÕES, não apenas
E A REDE ??
• A REDE
pontos.
é o FLUXO, as INTERAÇÕES, não apenas os
• Por isso a questão é CRIAR FLUXOS,
• FLUXO existe quando há DIVERSIDADE
• Das diferenças vem a evolução
• E quando há CONTATO e VÍNCULO para que o fluxo
tenha onde fluir
• que dependem de CONFIANÇA E AFETO
AFETO : Só o que é sentido faz sentido
ERA INDUSTRIAL – Recursos naturais, infraestrutura Tangível = Finito CONSUMIDOS COM O USO LINEAR, 1
ERA INDUSTRIAL – Recursos naturais, infraestrutura
Tangível = Finito
CONSUMIDOS COM O USO
LINEAR, 1 x 30 passos= 30 metros
Economia da Escassez
COMPETIÇÃO
Mudança
de Era
Economia Criativa, Novas Tecnologias + Colaboração
Intangível = Infinito
MULTIPLICADOS COM O USO
EXPONENCIAL, 1 30 passos = 26 voltas no planeta
Economia da Abundância
COLABORAÇÃO
Lala Deheinzelin , 2012
sócio-político COLABORATIVO, REDES Do Ter ao Usar Novos modelos de negócios e organização humana monetário
sócio-político
COLABORATIVO, REDES
Do Ter ao Usar
Novos modelos de negócios
e organização humana
monetário - solidário
chave: ampliar
conceito e
indicadores de
riqueza
RIQUEZA
MULTIDIMENSIONAL 4D
Patrimônios Sociais,
Culturais, Econômicos,
Ambientais 4D
intangíveis + novas
tecnologias resultam em
tecno - natural
4 PILARES DE
UMA
ECONOMIA
DA
ABUNDÂNCIA
sócio cultural
NOVAS TECNOLOGIAS
Mundos virtuais
Excedente Cognitivo
Descentralização
tornam-se visíveis e
operacionais graças a
PATRIMÔNIOS
INTANGÍVEIS
Diversidade Cultural
Experiência
Ativos Intangíveis
Lala Deheinzelin , 2012
4 PILARES DE UMA ECONOMIA DA ABUNDÂNCIA PATRIMÔNIOS INTANGÍVEIS Diversidade Cultural Experiência Ativos
4 PILARES DE
UMA
ECONOMIA
DA
ABUNDÂNCIA
PATRIMÔNIOS
INTANGÍVEIS
Diversidade Cultural
Experiência
Ativos Intangíveis
Lala Deheinzelin , 2012
Para localizar-se são necessárias DUAS coordenadas Tangível e Intangível ÓCULOS 2D: hardware/estrutura +
Para localizar-se são necessárias DUAS coordenadas
Tangível e Intangível
ÓCULOS 2D:
hardware/estrutura + software/processo
Lala Deheinzelin , 2012
Duas coordenadas equivalentes Intangível “Software” Diversidade Cultural PROCESSUAL Tangível “Hardware”
Duas coordenadas
equivalentes
Intangível
“Software”
Diversidade Cultural
PROCESSUAL
Tangível
“Hardware”
Biodiversidade
ESTRUTURAL
Lala Deheinzelin , 2012
Energia “Estar” Sócio- Cultural Intangível Pessoas Matéria “Ser” Físico - Natural Tangível
Energia
“Estar”
Sócio- Cultural
Intangível
Pessoas
Matéria
“Ser”
Físico - Natural
Tangível
“Coisas”
Diversidade Cultural
Qualidade
Software
Processos
Função
TEMPO
Usar
Biodiversidade
Quantidade
Hardware
Produtos
Forma
ESPAÇO
Ter
Lala Deheinzelin , 2012
Pilar 1 – INTANGÍVEIS Reconhecer o valor do que é local e próprio para garantir
Pilar 1 – INTANGÍVEIS
Reconhecer o valor do que é local e próprio para
garantir diversidade
• Onde/como sou diverso, único?
• Qual meu propósito ? Cuido de quê?
• Que tipo de experiência diversa
propicio?
• Quais meus atributos (ativos
intangíveis) ?
• Qual meu nicho, o que caracteriza
meu local ?
Lala Deheinzelin , 2012
DINÂMICA – Banco de Estímulos e Projetos • Qual é o PROPÓSITO de seu projeto?
DINÂMICA – Banco de Estímulos e Projetos
Qual é o PROPÓSITO de seu projeto?
( função, serve para quê?)
• ONDE ele acontece
• PARA QUEM ele acontece
• COMO
ele acontece?
• O QUE É?
Lala Deheinzelin , 2012
NOVAS TECNOLOGIAS Mundos virtuais Excedente Cognitivo Descentralização 4 PILARES DE UMA ECONOMIA DA ABUNDÂNCIA
NOVAS TECNOLOGIAS
Mundos virtuais
Excedente Cognitivo
Descentralização
4 PILARES DE
UMA
ECONOMIA
DA
ABUNDÂNCIA
tornam-se visíveis e
operacionais graças a
PATRIMÔNIOS
INTANGÍVEIS
Diversidade Cultural
Experiência
Ativos Intangíveis
Lala Deheinzelin , 2012
EXCEDENTE COGNITIVO, Clay Shirky, A cultura da Participação WIKIPEDIA = 100 milhões de horas !!!
EXCEDENTE COGNITIVO, Clay Shirky, A cultura da Participação
WIKIPEDIA = 100 milhões de horas !!!
Mundo: 1 trilhão de horas /ano na TV !!!
Imagine tudo o que podemos fazer com essas horas de “excedente
cognitivo” ?
Democracia real – movimentos descentralizados
Em rede- Distribuído Centralizado- Concentrado De poucos para muitos, ESCASSEZ De muitos para muitos, ABUNDÂNCIA
Em rede- Distribuído
Centralizado- Concentrado
De poucos para muitos, ESCASSEZ
De muitos para muitos, ABUNDÂNCIA
Decisão centralizada
• Decisão compartilhada
Infraestrutura concentrada,
Instalações centrais e custosas
• Infraestrutura distribuída,
aproveita o pré existente
Setorial
• Territorial
Economia de Escala
• Economia de Nicho
o
Especialização
o
Diversificação
o
Recursos saem do território
o
Recursos ficam no território
Mídia e Consumo de Massa
• Mídia e consumo autoral
• Uniformização
• Customizado
• Induz necessidade
• Atende necessidades
• Grandes Quantidades
• Pequenas quantidades
Em rede- Distribuído Centralizado- Concentrado De poucos para muitos, ESCASSEZ De muitos para muitos,ABUNDÂNCIA •
Em rede- Distribuído
Centralizado- Concentrado
De poucos para muitos, ESCASSEZ
De muitos para muitos,ABUNDÂNCIA
• Público passivo cede sua
atenção (consumidor)
• Público co-criador, exerce sua
intenção
• Comum, sem risco
• Inovador
• Público vem até nós
• Vamos até o público
• Instalações custosas
• Sustentável, aproveita
estruturas pré existentes
• Concentrado em centros
• Distribuído, + acessível
• Ter
• Desfrutar, compartilhar
• Moeda Única
• Multi moedas
• Competição
• Colaboração
Pilar 2 – TICs , CULTURA DIGITAL • Estou na WEB, posso ser achado? •
Pilar 2 – TICs , CULTURA DIGITAL
• Estou na WEB, posso ser achado?
• Como estou aproveitando as
oportunidades do remoto?
• Oportunidades de uso das TICs para
que novos processos ( softwares)
possam gerar melhor aproveitamento
das estruturas (hardwares existentes).
• Possibilidade de criar junto, reconhecer
e usar o conhecimento e criatividade de
todos– excedente cognitivo
• Estou na lógica “Centralizado” ou na
Lógica “Em Rede” ?
Lala Deheinzelin , 2012
COLABORATIVO, REDES Do Ter ao Usar Novos modelos de negócios e organização humana intangíveis +
COLABORATIVO, REDES
Do Ter ao Usar
Novos modelos de negócios
e organização humana
intangíveis + novas
tecnologias resultam em
NOVAS TECNOLOGIAS
Mundos virtuais
Excedente Cognitivo
Descentralização
4 PILARES DE
UMA
ECONOMIA
DA
ABUNDÂNCIA
tornam-se visíveis e
operacionais graças a
PATRIMÔNIOS
INTANGÍVEIS
Diversidade Cultural
Experiência
Ativos Intangíveis
Lala Deheinzelin , 2012
Carro ultra veloz e seguro, que faz 100 milhas por litro, criado em 3 meses
Carro ultra veloz e seguro, que faz 100 milhas por litro,
criado em 3 meses por 8 pessoas de quatro países
diferentes
Pode ser feito com impressoras 3D
custo ao redor de U$ 20.000
Pilar 3 – COLABORATIVO, REDES • O que posso compartilhar? • O que pode ser
Pilar 3 – COLABORATIVO, REDES
• O que posso compartilhar?
• O que pode ser “usado” em vez de
“possuído”?
• Estou atento à função ou preso à
forma?
• A que redes estou integrado?
• Que estrutura/ sistema poderia
receber meus “softwares”?
• O que eu tenho, o que me falta e com
quem me associar?
Lala Deheinzelin , 2012
COLABORATIVO, REDES Do Ter ao Usar Novos modelos de negócios e organização humana chave: ampliar
COLABORATIVO, REDES
Do Ter ao Usar
Novos modelos de negócios
e organização humana
chave: ampliar
conceito e
indicadores de
riqueza
RIQUEZA
MULTIDIMENSIONAL 4D
Patrimônios Sociais,
Culturais, Econômicos,
Ambientais 4D
intangíveis + novas
tecnologias resultam em
NOVAS TECNOLOGIAS
Mundos virtuais
Excedente Cognitivo
Descentralização
4 PILARES DE
UMA
ECONOMIA
DA
ABUNDÂNCIA
tornam-se visíveis e
operacionais graças a
PATRIMÔNIOS
INTANGÍVEIS
Diversidade Cultural
Experiência
Ativos Intangíveis
Lala Deheinzelin , 2012
Rede e Movimento Fora Do Eixo http://www.foradoeixo.org.br/ Time: 19-28 anos 27 estados do Brasil 120
Rede e Movimento Fora Do Eixo
http://www.foradoeixo.org.br/
Time: 19-28 anos
27 estados do Brasil
120
coletivos
200
festivais independentes
5.000 eventos realizados em 2010
Simulacros re-significando
Universidade Fora do Eixo
Banco – Moedas + Banco de Horas
Partido – Pcult
Mídias - Comunicação
Música, Literatura, Teatro, Cinema,
Poéticas Visuais, Ambiente,
Software Livre; Distribuição;
Grupos ( música, teatro e dança) se apresentam e em troca recebem produtos para difusão
Grupos ( música, teatro e dança) se
apresentam e em troca recebem
produtos para difusão de seu
trabalho feito em oficinas:
Sitios web
Folhetos
Discos
Anúncios
Os discos são gravados durante o
show, os alunos fazem o impresso e a
rede de distribuidores informais
distribui em bicicletas pela cidade
onde está sendo feita a oficina
Produtora Colaborativa, Pedro Jatobá, Instituto Intercidadania
Produtora Colaborativa, Pedro Jatobá, Instituto Intercidadania
http://www.iteia.org.br/videos/pedro-jatoba-explica-a-produtora-cultural-na-expoidea
DUAS coordenadas definem 4 pontos = nossa bússola ÓCULOS 4D: Lala Deheinzelin , 2012
DUAS coordenadas definem 4 pontos =
nossa bússola
ÓCULOS 4D:
Lala Deheinzelin , 2012
SOCIAL FINANCEIRO ECONÔMICO AMBIENTAL ECON Ô MICO Mas, hardwares não funcionam sem “software” Cadê a
SOCIAL
FINANCEIRO
ECONÔMICO
AMBIENTAL
ECON Ô MICO
Mas, hardwares não funcionam
sem “software”
Cadê a inteligência e criatividade?
SIMBÓLICOCULTURAL
Lala Deheinzelin , 2012
SÓCIO - POLÍTICA Direitos + Governabilidade ECONOMIA 4D 4 Ambiental dimensões TECHNO - NATURAL Financeiro
SÓCIO - POLÍTICA
Direitos + Governabilidade
ECONOMIA 4D
4
Ambiental
dimensões
TECHNO - NATURAL
Financeiro
MONETÁRIA + SOLIDÁRIA
da = vida
Intangível
ECONOMIA
SUSTENTABILIDADE
4D
Tangível
SIMBÓLICO - CULTURAL
Conhecimento + Cultura
Lala Deheinzelin , 2012
AMBIENTAL ( estrutura/hardware) SÓCIO – POLÍTICA Atividades coletivas Representatitividade /lideranças
AMBIENTAL
( estrutura/hardware)
SÓCIO – POLÍTICA
Atividades coletivas
Representatitividade /lideranças
Políticas/ Arcabouço Jurídico – tributário
Espaços e instrumentos de ação concertada
Instituições /Consórcios/
Reputação / Visibilidade/ Mídia
Conexões /Lobby/ Alianças/Contatos
Redes/Clubes/ Grupos/Coletivos
Espaços disponíveis , total ou parcialmente
Equipamentos
Locais especiais/monumentos/
Biodiversidade natureza
,
RECURSOS
FINANCEIRA
Financiamento/Editais/Fundos
Investimento
Mercados/Distribuição
Horas de trabalho/ Voluntariado
Permutas e escambo
Moedas complementares
Matérias primas e resíduos reutilizáveis
4D
Corpo e saúde
Desperdício/ Otimização recursos por
compartilhamento
SIMBÓLICO – CULTURAL
Linguagens artísticas
Saberes e Fazeres Tradicionais
Conhecimento formal/Pesquisa
História/mitos/curiosidades/tradições
Valores/Atributos/Diferenciais
Tecnologias “soft”, sócio culturais
Eventos/festejos/calendários
Experiências únicas/lazer/ hobbies/
Excedentes cognitivos
De onde surge a Matriz 4D? • Não foi “inventada”. Resulta da observação e sistematização
De onde surge a Matriz 4D?
• Não foi “inventada”. Resulta da observação e
sistematização de melhores práticas no setor público,
privado e ONGs= possuem atuação multidimensional
• Das 4 dimensões da sustentabilidade ( organizadas a
partir de coordenadas equivalentes tangível/intangível.
• Semiótica: busca de formas sintéticas
• Biomimetismo: observação dos princípios naturais –
natureza é eficiente há 4 bilhões de anos
O que é a Matriz 4D? • Considera que observar ou atuar com cada dimensão
O que é a Matriz 4D?
• Considera que observar ou atuar com cada dimensão
separadamente não atende a abordagem sistêmica
necessária para a sustentabilidade.
• É uma ferramenta de síntese, que permite
compreender e atuar sistemicamente considerando
simultaneamente as 4 dimensões da sustentabilidade.
• A Matriz 4D é uma “lente” através das quais podemos
compreender, monitorar, avaliar e criar fluxos de
trocas entre estas 4 dimensões.
• Destina-se a compreender interações e
comportamentos entre as 4D, revelando o Potencial
de Ativação de cada uma delas .
Social Exemplo de Gráfico para visualizar Matriz 4D Coletivo Cada processo ou produto deve ser
Social
Exemplo de Gráfico
para visualizar
Matriz 4D
Coletivo
Cada processo ou
produto deve ser
avaliado na
“bússola”: as quatro
dimensões da
Sustentabilidade
Financeiro
Ambiental
Cada dimensão tem
seu “valor”
Autentico
Matéria Prima
Comercial
Processado
TANGÍVEL
Individual
Cultural
INTANGÍVEL
Social TANGIBLE La densidad (numero de líneas) enseña cuantos activos o “potenciales” en cada dimensión
Social
TANGIBLE
La densidad
(numero de líneas)
enseña cuantos
activos o
“potenciales” en
cada dimensión
La forma enseña que
dimensión tiene
mas actividades y
importancia
Ambiental
Financiero
INTANGIBLE
Cultural
SÓCIO – POLÍTICA 1000 pessoas 120 coletivos 5000 congressistas TECHNO-NATURAL 450 Campi Universidade 150
SÓCIO – POLÍTICA
1000 pessoas
120 coletivos
5000 congressistas
TECHNO-NATURAL
450
Campi
Universidade
150
Casas e Pontos FDE
FDE
Mídias
MONETÁRIO SOLIDÁRIO
apoio Petrobrás
Banco + moedas
Circuito – 200 festivais
Recursos
4D
SIMBÓLICO – CULTURAL
200 docentes
“techs”- metodologias próprias
200 observatórios
SÓCIO – POLÍTICA • Acesso a jornalistas •Contato com festivais internacionais •acesso a editais •
SÓCIO – POLÍTICA
• Acesso a jornalistas
•Contato com festivais internacionais
•acesso a editais
• carta de recomendação
•mailing list
AMBIENTAL
• 2 computadores/2 dias
• 8 horas de carreto
•40 metros de pano
Exemplo
Necessidades
• 1 dia de estúdio de som
4D
FINANCEIRA
• $1000 para tirar licenças
•CNPJ para emitir recibos
•Circuito de distribuição
•horas dos artistas
• 1 mês de sala de ensaio
• camêra de vídeo
SIMBÓLICO – CULTURAL
•3 dias de costureira
•designer para impressos
• web designer
•afinador de piano
•opetrador de luz
Para que serve esta ferramenta? • Compreender que há muitos Recursos 4D disponíveis que podem
Para que serve esta ferramenta?
• Compreender que há muitos Recursos 4D disponíveis
que podem ser chave da Sustentabilidade .
• Caminho para sustentabilidade ao atribuir valor REAL
a produtos, processos e projetos verificando seus
Recursos e Resultados 4D,que podem ser positivos ou
negativos.
• Atribuição de Valor incorpora singularidade, contexto
A
e
variáveis locais
• Ter mais elementos para avaliar, trocar, demonstrar e
monitorar objetivos, recursos e resultados.
• Simplificar, sintetizar, criar parâmetros/matrizes
lógicas/léxicos comuns que permitam comparar e
utilizar os modelos de métricas e indicadores atuais.
SÓCIO - POLÍTICA DIREITOS + GOVERNABILIDADE REPUTAÇÃO – 6 AMBIENTAL TECHNO - NATURAL RESULTADOS FINANCEIRA
SÓCIO - POLÍTICA
DIREITOS + GOVERNABILIDADE
REPUTAÇÃO
– 6
AMBIENTAL
TECHNO - NATURAL
RESULTADOS
FINANCEIRA
MONETÁRIA + SOLIDÁRIA
4D
APROVEITAMENTO
ESPAÇOS OCIOSOS
- 5
8-4-5+2=
VENDAS
-1
+ 8
SIMBÓLICO - CULTURAL
CONHECIMENTO + CULTURA
GESTÃO DE CONHECIMENTO
+ 2
Resultados . Quais? Como? • Cada Dimensão possui uma Natureza. • Recursos são Potenciais. Estes
Resultados . Quais? Como?
• Cada Dimensão possui uma Natureza.
• Recursos são Potenciais. Estes potenciais devem ser
ativados para gerar resultados.
• O valor é gerado na medida em que recursos geram
resultados, ao circular por estas quatro dimensões
• Neste processo acontece a Ativação do valor que
deixa de ser potencial e passa a aser atual
• O objetivo da avaliação de resultados é comprender
esta dinámica, o fluxo entre as 4 dimensões que ao
acontecer vai ativando cada uma delas.
• .
DINÂMICA – Resultados 4D • ESCOLHA UM EMPREENDIMENTO OU PROJETO E TENTE ATRIBUIR A ELE
DINÂMICA – Resultados 4D
• ESCOLHA UM EMPREENDIMENTO OU PROJETO
E TENTE ATRIBUIR A ELE RESULTADOS 4D
• Lembre que a chave é o fluxo.
• Ele gerou e fez circular conhecimento , criação,
valores ?
• Otimizou recursos tecno ambientais?
• Juntou pessoas, empoderou, integrou?
• Fez fluir riqueza de várias naturezas?
Lala Deheinzelin , 2012
SÓCIO - POLÍTICA Instituições + todos os setores + Políticas + mídia + Tecnologia +
SÓCIO - POLÍTICA
Instituições + todos os setores +
Políticas + mídia +
Tecnologia + verde + agro
+ comunicação +
êxito
d
epen e
d
d
e
investidor + financiadores +
l
empres r os + vo un
á i
tá i
r os
TECHNO - NATURAL
diversidade
de atores
MONETÁRIA + SOLIDÁRIA
SIMBÓLICO - COGNITIVO
Criativos + artistas + cultura
tradicional + academia ++++
Lala Deheinzelin , 2012
Ciclos na Natureza Intercambio entre diferentes “estados” É possível compreender o ciclo da água estudando
Ciclos na Natureza
Intercambio entre diferentes “estados”
É possível compreender o ciclo da água estudando só
“líquidos”?
Lala Deheinzelin , 2010
SUSTENTABILIDADE 4D+ ( 4 dimensões da vida) Economia 4D+ (4 tipos de riquezas) SÓCIO -
SUSTENTABILIDADE 4D+
( 4 dimensões da vida)
Economia 4D+
(4 tipos de riquezas)
SÓCIO - POLÍTICA
Direitos + Governabilidade
Ambiental
TECHNO - NATURAL
Valor
“muda de
estado ”
em cada
dimensão
Financeiro
MONETÁRIA + SOLIDÁRIA
Intangível
Tangível
SIMBÓLICO - CULTURAL
Conhecimento + Cultura
Lala Deheinzelin , 2012
TECNOBREGA, estado do Pará ( Amazônia) • Produz mais discos que o resto do Brasil
TECNOBREGA, estado do Pará ( Amazônia)
• Produz mais discos que o resto do Brasil
• Camelôs são a rede de distribuição, artistas ganham
em reputação e visibilidade = shows
53
SOLUÇÃO E SAÚDE Garantir e regular FLUXOS Capital Humano Capital Financeiro Capital Tecnologico Capital Social
SOLUÇÃO E SAÚDE
Garantir e regular
FLUXOS
Capital Humano
Capital
Financeiro
Capital Tecnologico
Capital
Social
Capital
Capital
Natural
Cultural
RIQUEZA MULTIDIMENSIONAL • Tangibilizar o intangível • Mudar maneiras de “medir”, com “réguas” adequadas
RIQUEZA MULTIDIMENSIONAL
• Tangibilizar o intangível
• Mudar maneiras de “medir”, com
“réguas” adequadas ( métricas para o
tangível não servem ao intangível )
• Criar novas métricas e indicadores para
valor e resultados, nas quatro dimensões
da sustentabilidade
• Mudar maneira de medir a riqueza das
nações e empresas
DINÂMICA – Recursos 4D AQUILO QUE ESTÁ DISPONÍVEL PODE SER FEITO: • pessoal • institucional
DINÂMICA – Recursos 4D
AQUILO QUE ESTÁ DISPONÍVEL
PODE SER FEITO:
• pessoal
• institucional
• territorial
Lala Deheinzelin , 2012
Dimensão AMBIENTAL: Tecno-natural = Estrutura/ Hardware 1.1. Conhece espaços livres ou parcialmente ociosos que
Dimensão AMBIENTAL:
Tecno-natural = Estrutura/ Hardware
1.1. Conhece espaços livres ou parcialmente ociosos que poderiam
ser utilizados? Quais?
EX: Salas para ensaio/reuniões/apresentações; centros
culturais/locais de encontro; oficinas; escritórios, depósitos;
espaços para comercialização/exibição; terrenos, áreas
cultiváveis; espaços abandonados
1.2. Quais equipamentos/Ferramentas/Instrumentos você ou sua
organização tem e poderiam compartilhar?
O que é, onde ?
Ex: equipamentos de informática; equipamentos de audiovisual e
comunicação; ferramentas ; instrumentos musicais; mobiliário;
eletro-eletrônicos;
1.3. Existem veículos de transporte disponíveis/acessíveis ? Quais?
Ex: Horas de caminhonete; bicicletas; carrinhos de mão; horas de
Dimensão AMBIENTAL: Tecno- natural . Estrutura/hardware 1.3. Existem veículos de transporte disponíveis/acessíveis ?
Dimensão AMBIENTAL: Tecno- natural . Estrutura/hardware
1.3. Existem veículos de transporte disponíveis/acessíveis ? Quais?
Ex: Horas de caminhonete; bicicletas; carrinhos de mão; horas de
carro de passeio; milhas de avião; caronas
1.4. Quais materiais e insumos você e sua instituição tem ou poderiam
acessar/disponibilizar?
Ex: Resíduos reutilizáveis ou recicláveis; materiais cde enografia e
costura; alimentos; matérias primas naturais e industrializadas;
materiais de construção ; papelaria
1.5. Quais os instrumentos ou veículos de mídia e comunicação você
e/ou sua organização tem?
Ex: site, mídia social, blogs, jornal, revista, folhetos, rádios,
programas de tv, etc
Dimensão AMBIENTAL: Tecno- natural . Estrutura/hardware 2.4. Quem são as pessoas ou organizações que tem
Dimensão AMBIENTAL: Tecno- natural . Estrutura/hardware
2.4. Quem são as pessoas ou organizações que tem maior poder de
mobilização em seu território ou área de atuação, aqueles que no
dia a dia tem capacidade de convocar e realizar ações, cada um
em sua especialidade?
Ex: o jovem que é ótimo em tecnologia; a senhora que organiza
as festas do bairro;
2.5. Tem contatos com lideranças como representantes de governo,
líderes empresariais, veículos de comunicação, celebridades,
intelectuais ? Quem?
Ex: sou amiga do Secretario xxx, conheço o jornalista do jornal X
2.6. Chamamos de “modens” aquelas pessoas com muitas conexões
e capazes de fazer conexões entre diferentes setores. Você
conhece pessoas com esse perfil, que faça pontes e interfaces
com governos, empresas, organismos internacionais,
organizações? Quem?
Dimensão SÓCIO-POLÍTICA: Sócio-política: Governança, conexões Estruturas sociais disponíveis: 2.1. Participa de
Dimensão SÓCIO-POLÍTICA: Sócio-política: Governança, conexões
Estruturas sociais disponíveis:
2.1. Participa de alguma instância que reúna pessoas por interesse
compartilhado como ongs, redes, coletivos criativos,empresa,
time, instituições de ensino, grupo espiritual, tradicional ?
Quais ?
Ex: faço parte da rede sulamericana de dança e da empresa XXXX
2.2. Existem programas, políticas e legislações que possam ativar
ou facilitar seu trabalho, da organização ou do território?
Ex: Unidades de Conservação Ambiental; PETI ( Programa de Erradicação de
Trabalho Infantil )
2.3. Faz parte de algum instrumento de governança como
associações de bairro, sindicatos, fóruns, conselhos,federações,
partidos, movimentos ?
Dimensão SÓCIO-POLÍTICA: Sócio-política: Governança, conexões 2.4.Quem são as pessoas ou organizações que tem
Dimensão SÓCIO-POLÍTICA: Sócio-política: Governança, conexões
2.4.Quem são as pessoas ou organizações que tem maior poder de
mobilização em seu território ou área de atuação, aqueles que no
dia a dia tem capacidade de convocar e realizar ações, cada um
em sua especialidade?
Ex: o jovem que é ótimo em tecnologia; a senhora que organiza as fetas do
bairro;
2.5. Tem contatos com lideranças como representantes de governo,
líderes empresariais, veículos de comunicação, celebridades,
intelectuais ? Quem?
Ex: sou amiga do Secretario xxx, conheço o jornalista do jornal XXX
2.6. Chamamos de “modens” aquelas pessoas com muitas conexões
e capazes de fazer conexões entre diferentes setores. Você
conhece pessoas com esse perfil, que faça pontes e interfaces
com governos, empresas, organismos internacionais,
organizações? Quem?
D.CULTURAL: SIMBÓLICO-COGNITIVA, “Softwares”, competências A cultura, os saberes, habilidades, competências
D.CULTURAL: SIMBÓLICO-COGNITIVA, “Softwares”, competências
A cultura, os saberes, habilidades, competências individuais e
coletivos são recursos e riquezas que ativam as demais. Afinal,
“hardwares”não funcionam sem “softwares”
3.1. Quais conhecimentos, saberes criativos e artísticos, ofícios,
talentos e habilidades você ou seu coletivo podem
compartilhar?
Ex: Aulas de música, artesanato, etc.
3.2. Os processos colaborativos são ativados graças à atributos
como ética, honestidade, transparência, confiança,
credibilidade, atratividade, capacidade de inspirar e mobilizar.
Que atributos são atrativos ou características de sua
organização/coletivo?
D.CULTURAL: SIMBÓLICO-COGNITIVA, “Softwares”, competências 3.3. Quais competências profissionais e/ou
D.CULTURAL: SIMBÓLICO-COGNITIVA, “Softwares”, competências
3.3. Quais competências profissionais e/ou conhecimentos
técnicos especializados você ou seu coletivo possuem ou podem
compartilhar?
Ex: Trabalho com metodologias participativas, pesquisa e
sistematização de informações, etc.
DIMENSÃO FINANCIERA - Monetária/Solidária - Crédito , Tempo 4.1. Sua organização conta com trabalho voluntário?
DIMENSÃO FINANCIERA - Monetária/Solidária - Crédito , Tempo
4.1. Sua organização conta com trabalho voluntário? Quantos?
4.2. Tem acesso/ recibe a patrocínios, subsídios, fundos de apoio
Ex: Patrocínio da Petrobrás, Funarte, etc
?
4.3. Tem constituição jurídica-fiscal:
Ex: CNPJ, conta no banco
4.4. Um capital precioso são pessoas com tempo e conhecimento
para apoiar diversas causas. Você conhece estudantes,
aposentados, donas de casa ou outros que possam oferecer
horas de trabalho?
Ex: Meu avô adora plantar árvores, as amigas da minha filha são
ótimas de vender brigadeiro, etc
DIMENSÃO FINANCIERA - Monetária/Solidária - Crédito , Tempo 4.5 Tem algum produto ou serviço comercializável?
DIMENSÃO FINANCIERA - Monetária/Solidária - Crédito , Tempo
4.5 Tem algum produto ou serviço comercializável? Como
publicações, peças de manufatura, peças artesanais ,
espetáculos, todo tipo de obra ou criação, oficinas e
aulas,serviços diversos ?
Cinco Pontos dando uma mãozinha para o futuro Como podemos trabalhar com isso tudo?
Cinco Pontos dando uma mãozinha para o futuro
Como podemos trabalhar com isso tudo?
Dando uma mãozinha para o futuro UM novo “sistema” operacional: mudança cultural = mentalidades e
Dando uma mãozinha para o futuro
UM novo “sistema” operacional: mudança cultural =
mentalidades e hábitos
Lala Deheinzelin , 2012
Dando uma mãozinha para o futuro UM novo modelo operacional: mudança cultural = mentalidades e
Dando uma mãozinha para o futuro
UM novo modelo operacional: mudança cultural =
mentalidades e hábitos sustentáveis
DUAS coordenadas equivalentes : tangível/estrutural e
intangível/processual
Lala Deheinzelin , 2012
Dando uma mãozinha para o futuro UM novo modelo operacional: mudança cultural = mentalidades e
Dando uma mãozinha para o futuro
UM novo modelo operacional: mudança cultural =
mentalidades e hábitos sustentáveis
DUAS coordenadas equivalentes : tangível/estrutural e
intangível/processual
TRÊS fases do tempo: passado, presente e futuro
Lala Deheinzelin , 2012
ECONOMIA TRADICIONAL Não considera a variável TEMPO José Eli da Veiga PASSADO PRESENTE Curto Prazo
ECONOMIA TRADICIONAL
Não considera a variável TEMPO
José Eli da Veiga
PASSADO
PRESENTE
Curto Prazo
Imediatista
Insustentável
FUTURO
Recursos
( Tangíveis e
Intangíveis )
Legado
( Tangíveis e
Intangíveis )
Matriz 4 D deixo para o FUTURO Valor: Patrimônios 4D + ou - Impactos 4D
Matriz
4 D
deixo para
o FUTURO
Valor:
Patrimônios 4D
+ ou -
Impactos 4D
OBJETIVOS 4D
PROCESSOS 4D
recebo do
PASSADO
gero no
PRESENTE
Recursos 4D
Soma é =
Patrimônios 4D
Resultados 4 D
Soma é =
Impactos 4D
Dando uma mãozinha para o futuro UM novo modelo operacional: mudança cultural = mentalidades e
Dando uma mãozinha para o futuro
UM novo modelo operacional: mudança cultural =
mentalidades e hábitos sustentáveis
DUAS coordenadas equivalentes : tangível/estrutural e
intangível/processual
TRÊS fases do tempo: passado, presente e futuro
QUATRO dimensões da sustentabilidade nos processos,
valores e resultado: ambiental, econômico, social, cultural
Lala Deheinzelin , 2012
Dando uma mãzinha ao futuro CINCO “COMOS” 1. CUIDAR é o propósito 2. DIVERSIDADE de
Dando uma mãzinha ao futuro
CINCO “COMOS”
1. CUIDAR é o propósito
2. DIVERSIDADE de atores articulados é a base
3. Trabalhar sobre as POTÊNCIAS já existentes é o
recurso
4. FLUXO JUSTO NO TEMPO é o objetivo
5. Processos COLABORATIVOS e em rede são o
mecanismo
DINÂMICA– COLABORANDO • Em seu grupo, combine os hardwares ( recursos dimensão tecno – natural
DINÂMICA– COLABORANDO
• Em seu grupo, combine os hardwares (
recursos dimensão tecno – natural )
com os softwares ( recursos dimensão
simbólico – cultural)
• Há algo que poderia ser rápida e
facilmente implantado?
• Escreva as ideias nos POSTIT GRANDES
Lala Deheinzelin , 2013
COMO PENSAR PROCESSOS SISTÊMICOS E DE FORMA SIMPLES? As cadeias produtivas da Economia Criativa parecem
COMO PENSAR PROCESSOS SISTÊMICOS E DE FORMA SIMPLES?
As cadeias produtivas da Economia Criativa parecem o mapa do metrô de Tókyo !!
7 FASES DA CADEIA PRODUTIVA DA ECONOMIA CRIATIVA Até ter o produto 1.PONTO DE PARTIDA:
7 FASES DA CADEIA PRODUTIVA DA ECONOMIA CRIATIVA
Até ter o produto
1.PONTO DE PARTIDA: O POTENCIAL QUE ORIGINA
O EMPREENDIMENTO
Patrimônios intangíveis, idéia, demanda, plano
diretor, visão de futuro, santos de casa
sementes de frutas
2. A CRIAÇÃO DE AMBIENTE FAVORÁVEL .
Políticas, parcerias e mecanismos adequados para
nutrir o processo.
preparar terreno
3. PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO
Fomento, Insumos, Colaboração, Governança
cuidar do pomar
.
4. DIVERSIFICAÇÃO E NICHOS DE ATUAÇÃO
Diversificar, qualificar, subprodutos, re-aproveitar
fruta, fruta seca, geléia, torta, diet
7 FASES DA CADEIA PRODUTIVA DA ECONOMIA CRIATIVA 5. DISTRIBUIÇÃO, CIRCULAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS:
7 FASES DA CADEIA PRODUTIVA DA ECONOMIA CRIATIVA
5. DISTRIBUIÇÃO, CIRCULAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS:
CRIANDO FLUXOS
Mercados, circuitos, intermediários e espaços.
quem quer fruta, como e onde
6. INTERAÇÃO E CONSUMO: QUALIDADE DA
EXPERIÊNCIA E ACESSIBILIDADE/ COMUNICAÇÃO
Exibir, experiência, divulgar , sustentabilidade
Ai que delícia!
7. SISTEMATIZAÇÃO E INDICADORES : aprender com a
experiência
Gestão de conhecimento, pesquisa , indicadores,
mapeamentos
aprendendo e registrando para facilitar e recomeçar
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE 1.PONTO DE PARTIDA: O POTENCIAL QUE
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE
1.PONTO DE PARTIDA: O POTENCIAL QUE
ORIGINA O EMPREENDIMENTO
Que recursos/potências eu tenho?
Capital social, capital cultural , capital
ambiental/ estrutural, capital monetário e não
monetário
sementes de frutas
GANHA VALOR ATRAVÉS DE
VISIBILIDADE : “Story telling’
comunicação, promoção
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE 2. A CRIAÇÃO DE AMBIENTE FAVORÁVEL
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE
2. A CRIAÇÃO DE AMBIENTE FAVORÁVEL .
Políticas, parcerias e mecanismos
adequados para nutrir o processo.
preparar terreno
GANHA VALOR ATRAVÉS DE
GOVERNANÇA : ação integrada,
convergência, concertação
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE 3. PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO Fomento, Insumos,
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE
3. PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO
Fomento, Insumos, Colaboração,
Recursos
cuidar do pomar
GANHA VALOR ATRAVÉS DE
PRODUÇÃO COLABORATIVA :
fortalecer capital social ; otimizar
tempo e recursos
compartilhar o tangível e se
diferenciar pelo intangível
.
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE 4. DIVERSIFICAÇÃO E NICHOS DE ATUAÇÃO
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE
4. DIVERSIFICAÇÃO E NICHOS DE ATUAÇÃO
Diversificar, qualificar, subprodutos,
re-aproveitar
fruta, fruta seca, geléia, torta, diet
ATRATIVIDADE - propósito,
diversidade, nicho, qualidade
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE 5. DISTRIBUIÇÃO E CIRCULAÇÃO DE BENS
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE
5. DISTRIBUIÇÃO E CIRCULAÇÃO DE BENS E
SERVIÇOS: CRIANDO FLUXOS
Mercados, circuitos, intermediários e espaços.
quem quer fruta, como e onde
CIRCULAÇÃO - para bens e produtos
criativos
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE 6. INTERAÇÃO E CONSUMO: QUALIDADE DA
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE
6. INTERAÇÃO E CONSUMO: QUALIDADE DA
EXPERIÊNCIA E ACESSIBILIDADE
Exibir, divulgar , qualificar e diversificar a
experiência, propósito, sustentabilidade
Ai que delícia!
EXPERIÊNCIA: propósito, função,
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE 7. SISTEMATIZAÇÃO ( mémoria) E INDICADORES
7 FASES DO CICLO PRODUTIVO+ GANHA VALOR ATRAVÉS DE
7. SISTEMATIZAÇÃO ( mémoria) E INDICADORES
(métricas)
: aprender com a experiência
Memória, gestão de conhecimento, pesquisa ,
indicadores, mapeamentos, dados
aprendendo e registrando para facilitar e
recomeçar
VALORES MULTIDIMENSIONAIS: reconhecer e
mensurar patrimônios nas dimensões social,
ambiental, cultural
e
econômica
CONFIANÇA CAPITAL SOCIAL COLABORAR Lala Deheinzelin , 2012
CONFIANÇA
CAPITAL SOCIAL
COLABORAR
Lala Deheinzelin , 2012
MUNDO no século XXI: um outro mundo é possível: Temos recursos, conhecimento e pessoas !!
MUNDO no século XXI: um outro mundo é possível:
Temos recursos, conhecimento e pessoas !!
Lala Deheinzelin , 2012
OBRIGADA ! Meu “alimento”: seu depoimento! www.laladeheinzelin.com.br vídeo artigos publicacões Lala
OBRIGADA !
Meu “alimento”: seu depoimento!
www.laladeheinzelin.com.br
vídeo
artigos
publicacões
Lala Deheinzelin
lala@enthusiasmo.com.br