UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CENTRO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E JURIDICAS - CeCAJ DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO

MARIA CELENE BEZERRA VISGUEIRA

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DO MARKETING INSTITUCIONAL PARA O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL-SENAI/RR

BOA VISTA / RR 2010

MARIA CELENE BEZERRA VISGUEIRA

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DO MARKETING INSTITUCIONAL PARA SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL-SENAI/RR

Relatório de estágio apresentado ao Departamento de Administração do Centro de Ciências Administrativas e Jurídicas – CECAJ, da Universidade Federal de Roraima – UFRR, como pré-requisito para a aprovação na disciplina Estágio Supervisionado II. Orientadora: Profª. Esp. Vanísia de Sousa Santos Capaverde.

BOA VISTA / RR 2010

Dados Internacionais de Catalogação-na-publicação (CIP)

V828i

Visgueira, Maria Celene Bezerra. A importância da utilização do marketing institucional para o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI/RR / Maria Celene Bezerra Visgueira. – Boa Vista, 2010. 56 f.

Orientadora: Profª. Esp. Vanísia de Sousa Santos Capaverde. Relatório (Estágio) – Bacharel em Administração. Universidade Federal de Roraima.

MARIA CELENE BEZERRA VISGUEIRA 1 – Administração. 2 – Marketing Institucional. 3 –
SENAI. 4 – Roraima. I Título. II – Capaverde, Vanísia de Sousa Santos.

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DO MARKETING INSTITUCIONAL PARA SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL-SENAI/RR Relatório de estágio apresentado ao Departamento de Administração do Centro de Ciências Administrativas e Jurídicas – CECAJ, da Universidade Federal de Roraima – UFRR, como pré-requisito para aprovação na disciplina Estágio Supervisionado Administração. PARECER DO ORIENTADOR TÉCNICO: ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________ PARECER DO ORIENTADOR DIDÁTICO: ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________ BANCA EXAMINADORA DA APRESENTAÇÃO ___________________________________________________________NOTA: _____ PRESIDENTE ___________________________________________________________NOTA: _____ MEMBRO ___________________________________________________________NOTA: _____ MEMBRO MÉDIA FINAL : ________________ (_________________________________)

Boa Vista RR, ______ de __________________ de 2010.

Dedico com muito amor e gratidão esta conquista ao meu amor, amigo e companheiro Evandro Celestino Gomes, que em nenhum momento mediu esforço para me apoiar e incentivar durante toda a minha caminhada acadêmica, fazendo com que eu conseguisse chegar firme até aqui.

Carlos Vicente. apoio e compreensão. Cristiane da Conceição. Drª. Dalila Lemos. Cícero Robson Bandeira Feitosa. Jucinelma Carvalho. pois de uma maneira maravilhosa passou por minha vida acadêmica. Vanísia Santos pela orientação na elaboração deste trabalho. Antonio José e Sartunino Moraes por terem contribuído no processo de minha formação. mostrandome o melhor caminho a seguir.AGRADECIMENTOS Em primeiro lugar a Deus por ter me proporcionado todas as oportunidades para o alcance dessa conquista. como a Profª Régia Cristina Macêdo. Esp. sem a qual eu nada seria. Allynny Farias e Humberto Damasceno. Aos meus pais Miguel e Antonia. Gerente de Relações com o Mercado do SENAI/RR. no caso Tâmara Eduardo Ribeiro. transmitido conhecimento e contribuindo no processo de minha formação. Teniles Silva que ajudaram na ampliação dos meus conhecimentos. pelo companheirismo e compreensão durante a minha passagem na instituição. Verçulina Santos. A todos o meu muito obrigada! . pois me mostraram que a honestidade e o respeito são essenciais à vida. Jussara Sonis. E também. E aos vários professores que passaram por minha vida. obrigada pelo conhecimento transmitido. que me guiaram pelos caminhos corretos através de uma criação com muito amor e dedicação. Luciana Leal. Agradeço também a minha cunhada Marlete e minha tia Francisca. Aos meus irmãos Cinésio. e por fim a uma amiga que mesmo à distância permaneceu através de pensamentos positivos para esta conquista. A Profª. Derraira Liane. pelo exemplo de mulher e profissional a seguir e pela orientação e correção no pouco tempo que lhe coube. Aos meus companheiros de classe Igor Weber. A Profª. A minha sobrinha Anna Luisa. Felomena Rocha. Meire Joicy. Natália Maia. Luciani Andrade. pois é Nele onde sempre encontrei refúgio e força. Cláudio e Cézar por fazerem parte deste momento através de incentivos. pelo apoio e os ensinamentos adquiridos com a nossa convivência. a Assessora de Comunicação e ao Design Gráfico. A eles devo a pessoa que me tornei. ao Diego Martins pela assessoria que muito contribuiu para este trabalho. E de uma maneira especial a Jornalista Andrêzza Castro. E a quem direta ou indiretamente contribuiu para a elaboração deste trabalho. que direta ou indiretamente contribuíram nessa caminhada. Ao meu orientador técnico. essa pérola que por muitas vezes foi minha inspiração na dedicação nos estudos para lhe garantir uma parte de seu futuro.

precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso e pessoas fracassadas. O que existem são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles.Apesar dos nossos defeitos. Augusto Cury. .

O Marketing Institucional surgiu recentemente na década de 1980 como um elemento inovador para organizações que visam conquistar clientes através da sua imagem. O Marketing. Roraima. propondo sugestões para que o Marketing Institucional torne-se uma vantagem competitiva para a Instituição. O estudo teve como base pesquisa bibliográfica. alcançou seu auge a partir da necessidade dos industriais em administrar a nova realidade oriunda da Revolução Industrial. . tornando possível a interação entre a empresa e o mercado. Palavras-chave: Administração. SENAI. com a aplicação de questionários para levantamento e análise da percepção do público com a imagem do SENAI/RR. sendo uma referência em seu mercado de segmento. constatou-se que o SENAI/RR tem uma consolidada e consistente imagem. mais precisamente no nascimento do comércio.RESUMO Esta pesquisa tem como objetivo verificar a importância da utilização do Marketing Institucional para o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI/RR. e de campo. documental. Marketing Institucional. hoje tem um papel fundamental dentro das organizações. apesar de ter sua origem ao longo da história da humanidade. Após a verificação dos resultados.

se constató que o SENAI/RR tiene una consolidada y consistente imagen. . siendo una referencia en su mercado de segmento. Después la verificación de los resultados. Marketing Institucional. con la aplicación de cuestionarios para levantamiento y análisis de la percepción del público con la imagen del SENAI/RR. Palabras-clave: Administración. alcanzó su auge a partir de la necesidad de los industriales en administrar la nueva realidad oriunda de la Revolución Industrial. El Marketing. proponiendo sugerencias para que el Marketing Institucional se torne una ventaja competitiva para la Institución.RESUMEN Esta investigación tiene como objetivo averiguar la importancia de la utilización del Marketing Institucional para el Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI/RR. se tornando posible la interacción entre la empresa y el mercado. más precisamente en el nacimiento del comercio. El estudio tuvo como base pesquisa bibliográfica. El Marketing Institucional surgió recientemente en la década de 1980 como un elemento innovador para organizaciones que visan conquistar clientes a través da su imagen. hoy tiene un papel fundamental dentro de las organizaciones. Roraima. SENAI. documental y de campo. a pesar de posee su origen a lo largo de la historia de la humanidad.

......... FIGURA 3 – Você tem conhecimento das atividades desenvolvidas pelo SENAI/RR.Você conhece o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial.............................Através de que meios obteve conhecimento sobre o SENAI/RR........... qual seu conceito de desempenho de SENAI/RR........................................ 44 ....................... 41 41 42 FIGURA 4 – Você já utilizou algum produto ou serviço do SENAI/RR................................................ SENAI/RR? FIGURA 2 .................LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 ......... 43 FIGURA 7 – Como você avalia a imagem do SENA/RR......... 42 FIGURA 5 – Se utilizou........ 43 FIGURA 6 – Como você definiria as ações desenvolvidas pelo SENAI/RR na formação profissional no Estado de Roraima...............................

Centro de Formação Profissional CNI .Departamento Nacional FIER .Confederação Nacional da Indústria DN .Gerência de Relações com o Mercado SENAI/DN .Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial/ Departamento Nacional SENAI/RR .Federação das Indústrias do Estado de Roraima RELCOM .Assessoria de Comunicação CFP .LISTA DE ABREVIATURAS ASCOM .Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Estado de Roraima .

... 4....................8 Questão 7...........9...........................3..................1 Plano de Marketing.......................................................................................... 3 MARKETING........................ 3............................................................................................5 Questão 4...1 O produto do produto............. 4.....................................................................................................................2 Questão1................................................... Anexo B – Modelo Organizacional do SENAI/RR.......5 Composto de Marketing..................4 Segmentação de Mercado...........................................................................1................................ 3......... 4.......................................................................................1............................................................... 4.................. 3....... 4................8 Marketing Institucional em reforço ao Marketing Empresarial..................................... 4............................1..................................7 Marketing Institucional com a contribuição do Marketing Empresarial..........................3....................................................................... 2.......1.......................................2 O significado da Marca................................................................. Apêndice A – Questionário para a avaliação da imagem do SENAI/RR...1 Distinção entre Marca e Produto...............................................................2 Marketing Institucional........................................................................ 3................... 6................. 3....................................11 Questão 10...............................................................................Modelo Organizacional do SENAI/DN.................... 6......... 5 METODOLOGIA....................................................... 4.........1....................................................5......................................................................6 O Planejamento de Marketing...........................1 Conceito.......... 6...................... 4................................................................6 Questão 5........................................................................................... 6 APLICABILIDADE.................................................................................................................... 2.....................................................1.......................................3 Questão 2.....4............................ 6..............................................................................................3 Visão ampliada de Marketing...........................................................................................2 Conceito de Marketing.....................................................................1........................................................................................................9 Questão 8................. REFERÊNCIAS.........................1.....................................................1................................................... 4............................................... 3. 3.................................................5 O mercado de ideias e imagem.1 Breve Histórico do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial..............................................................................................................9..................................................1............................................ 4 MARKETING INSTITUCIONAL................................................ 2....................................................................................................................................................................................4........................................1 Definição de Mercado...................................................................................................4 Questão 3..........................................10 Questão 9....................................3 Referenciais Estratégicos do SENAI/RR...............................................................................3 Marketing Empresarial e Marketing Institucional: Conceitos e Aplicações.......................................................................................................................................................6............9 Marcas............................................................................................................................. 7 CONSIDERAÇÕES FINAIS.................................................. 13 16 16 17 18 19 19 23 24 25 25 26 26 27 28 29 29 30 30 30 31 31 31 32 33 33 34 34 35 35 37 39 40 40 41 42 42 43 43 44 44 45 45 47 49 51 52 53 54 55 56 .......................................... 6.......... Anexo A ................ 3......................................................................................................................................... 4....................................... 3.............................................. 6................. ANEXOS..................... 6....................................................................2 Etapas para segmentação de mercado.......................SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO .............................. 4...... 6................................... 4............................. APÊNDICE........................................ 6...............................1 Origem e Evolução...............7 Questão 6........... 6... 2 CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA OBJETO DE ESTUDO................................................................6 Imagem............................................. 4............ OBRAS CONSULTADAS.....................................2 O SENAI no Estado de Roraima..............................................................................4 Marketing de Ideias.......................................................................................................................................................1.........................................................................................................................................................................................................2 Tipos de organizações......................................................................................................... 6..................................................... 4.................................................................................... Apresentação e Análise dos dados..........................................1 Marketing Empresarial...................................

E. Diante disso..] O marketing é muito mais do que uma função isolada. E. serviços e programas adequados a esses mercados. destaca-se o Marketing Institucional cujo foco principal está no que compreende a imagem da organização diante da opinião pública. A seguir o pensamento de Gracioso que corrobora sobre a imagem . entre tantos elementos essenciais que o Marketing proporciona para as organizações. abertas e interdependentes no mundo produtivo atual. As organizações vivenciam um mercado muito mais competitivo e altamente mutável. afirma a importância do Marketing para as organizações: O Marketing é a função dentro de uma empresa que identifica as necessidades e os desejos do consumidor. institucional: A imagem institucional é fruto da qualidade dos produtos e serviços e do respeito que a organização demonstra ter por seus clientes. Os consumidores passaram a ter acesso a um enorme leque de opções de produtos e serviços. das coisas que seus dirigentes acreditam e de sua coerência diante do mercado. 7). Dentro desse conjunto de possibilidades o Marketing torna-se um importante aliado para o alcance de seus objetivos organizacionais. O Marketing está praticamente em todas as áreas de atuação humana. isso devido as suas ferrametas que são compostas por elementos que fazem a diferença no momento de obter destaque em qualquer situação. Na definição de Kotler e Armstrong que segue. a força do seu nome e a marca.. é uma filosofia que orienta toda a organização. escolhendo ofertas que melhor atendem suas necessidades e expectativas individuais. [. decorrentes da globalização e do desenvolvimento tecnológico. sistemas e metodologia de desenvolvimento e melhoria da gestão vêm sendo aplicadas com diferentes enfoques e objetivos. (1999. (1995 p. maneiras de comercialização e recursos que uma organização possui para enfrentar esse desafio muitas ferramentas. e da filosofia de negócios da empresa. o grande desafio das organizações nesse cenário de mudanças e incertezas é de garantir a gestão eficaz de seus recursos no ambiente de redes dinâmicas. determina quais os mercados-alvo que a organização pode servir melhor e planeja produtos. 39). p.1 INTRODUÇÃO O atual cenário empresarial encontra-se em contínuas transformações. de seus valores. entre as várias áreas de atuação.

O problema em questão é a verificação da importância da utilização do Marketing Institucional pelo SENAI/RR na busca por uma imagem positiva junto ao seu público e assim uma posição favorável diante de seus concorrentes. comportamentos e sentimentos favoráveis aos diversos segmentos do público com relação à empresa que o aplica. portanto. e ainda. Com isso. pois. Estas organizações podem atuar em vários setores da economia. a necessidade por elementos inovadores para o destaque junto ao seu público-alvo. parte de seu crescimento e permanência no mercado. pois visa criar atitudes. Atualmente são várias às organizações que utilizam o Marketing Institucional. justificando-se assim a realização desta pesquisa no SENAI-RR. (2) para o Marketing Institucional a imagem de uma empresa junto ao consumidor é uma questão importante no sucesso para a conquista de mercado. comércio. E nesse sentido. podem ser instituições com ou sem fins lucrativos. Estas instituições possuem raízes e características organizacionais similares o que torna comum às pessoas confundirem os objetivos das instituições ligadas a esse sistema. O SENAI\RR é uma instituição pertencente ao chamado sistema S. Uma das características do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI\RR é ser uma instituição sem fins lucrativos. objetivo geral está em analisar a importância da utilização do Marketing Institucional para o SENAI/RR. torna-se evidente para o SENAI/RR e as demais instituições. dependem da imagem que seu público-alvo recebe através de seus produtos e serviços. estas utilizam o Marketing para melhorar sua imagem pública e competir por cliente e recursos.O Marketing Institucional não tem como objetivo imediato à venda. visando conquistar uma excelente imagem diante . Considerando o tema em estudo. formado por organizações criadas pelos setores produtivos (indústria. a tendência atual e relevante do papel do Marketing na execução das atividades desenvolvidas dentro de uma organização e levando em conta às premissas que: (1) o Marketing tornou-se uma importante ferramenta para o alcance de vantagem competitiva para uma organização. e outros).

. Os objetivos específicos para o alcance do objetivo geral são: identificar a importância da utilização do Marketing Institucional para o SENAI/RR e conhecer através dos fatores internos e externos as iniciativas que contribuem para fixar uma imagem positiva desta instituição junto ao seu público.de seu público-alvo.

1 Breve Histórico do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial . Departamento NacionalDN. derivado de uma preocupação dos empresários com um produtivo uso do trabalhador no seu local de trabalho através de adequada qualificação e por meio de políticas de bem estar “extra-fábrica”. . pertencendo ao Sistema Indústria e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI. o SENAI expandiu-se como a indústria brasileira. parte integrante da Confederação Nacional da Indústria.SENAI O SENAI é uma instituição de direito privado brasileira e de interesse público. atuando na geração e difusão de conhecimento aplicado ao desenvolvimento industrial. pesquisa aplicada e informação tecnológica. sendo uma das mais importantes instituições de educação profissional do país. O SENAI/DN apoia 28 áreas industriais por meio da formação de recursos humanos e da prestação de serviços como assistência ao setor produtivo industrial.2 CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA OBJETO DE ESTUDO 2. Atualmente em seu regimento interno o SENAI apresenta como um dos seus objetivos: realizar em escolas instaladas e mantidas pela instituição ou sob forma de cooperação. projetos e atividades a todo o território nacional. serviços de laboratório. a aprendizagem industrial a que estão obrigadas as empresas de categoria econômica sob sua jurisdição e cooperar no desenvolvimento de pesquisas tecnológicas de interesse para a indústria e atividades assemelhadas E. oferecendo atendimento adequado às diferentes necessidades locais e contribuindo para o fortalecimento da indústria e o desenvolvimento pleno e sustentável do País. sob a inspiração da “Carta da Paz Social” (Gomes. O SENAI está organizado e administrado pela Confederação Nacional da Indústria CNI. 27 Departamentos Regionais levam seus programas. O SENAI é hoje um dos mais importantes pólos nacionais de geração e difusão de conhecimento aplicado ao desenvolvimento industrial. sem fins lucrativos. Diretamente ligados ao Departamento Nacional. nos termo do Decreto-lei nº 4. 2005). ao longo de suas seis décadas de existência. foi fundado no dia 22 de janeiro em 1942 com o intuito de atender a necessidade de formação de mão-de-obra.048.

No ano de 1991. através do Centro de Formação Profissional visa atender sua clientela. porém sendo este alguns anos mais tarde modificado para Prof. à Federação das Indústrias do Estado de Roraima – FIER. através de um Convênio de Cooperação Técnica entre o Governo do ex . 399. A implantação do SENAI em Roraima ocorreu no ano de l987. fato que ocorre desde julho de 1991. O SENAI/RR. Qualificação Profissional e Educação Profissional Técnica de Nível Médio na modalidade: Habilitação Profissional. denominado de Prof. proporcionando nessa época a implantação em Roraima do Centro de Formação Profissional . Aprendizagem Industrial.2 O SENAI no Estado de Roraima Em âmbito nacional. Alexandre Figueira Rodrigues. visando alcançar seus objetivos organizacionais através da prestação de serviço com qualidade. no mesmo ano.CFP. foi criada a Federação das Indústrias do Estado de Roraima .Território Federal de Roraima com o Departamento Regional do SENAI do Amazonas. Serviços Técnicos e Tecnológicos. de Boa Vista. Em 1996 teve início à construção da sede própria da Unidade Operacional do SENAI/RR localizada à Avenida dos Imigrantes. onde também ficaria instalada a Direção Regional. Iniciação Profissional. bem como. onde estavam instaladas as oficinas de Educação Profissional e toda a área administrativa. oferecendo cursos de Educação Profissional nos programas: Formação Inicial e Continuada de Trabalhadores nas modalidades: Aperfeiçoamento Profissional. Bairro Asa Branca. .2. Arnaldo Mendes de Souza Cruz. assessorado por uma equipe de colaboradores empenhados no desenvolvimento de suas atividades.FIER. O SENAI/RR desenvolvia as suas atividades em prédio cedido em comodato pelo Governo do Estado. Atualmente. responde pelo SENAI/RR como Diretor Regional o Engenheiro Civil. Especialização Profissional. No caso do SENAI/RR. às Federações das Indústrias dos Estados. Sr. o SENAI é vinculado à CNI e em âmbito estadual. E com este advento. localizado no bairro Calungá. tiveram início às atividades do Departamento Regional do SENAI de Roraima e o CFP. Arivaldo Silveira Fontes.

Confecção do Vestuário. visando à satisfação dos clientes. Automotiva. Objetivo da Qualidade: • • • Atingir a satisfação dos Clientes. . Madeira/Mobiliário.3 Referenciais Estratégicos do SENAI/RR Missão do SENAI/RR Promover a educação profissional. a inovação e a transferência de tecnologias industriais. o SENAI/RR será reconhecido pelo Estado como líder em educação profissional e como indutor de inovação e transferência de tecnologias industriais. Visão de Futuro do SENAI/ RR Em 2010. Informática. atuando com padrão internacional de excelência. garantir a melhoria contínua de seus produtos e processos. Metal/Mecânica. 2. Garantir a melhoria contínua de seus produtos e processos. e a valorização do seu potencial humano. Além disso. legais e regulamentares. Gestão. Promover a valorização do potencial humano. conta ainda com Núcleo de Informação Tecnológica – NIT (Biblioteca). Segurança no Trabalho e Telecomunicações.As ações estão distribuídas entre as seguintes Áreas de atuação: Alimentos. Eletroeletrônica. a inovação e a transferência de tecnologias industriais comprometendo-se em atender os requisitos do cliente. contribuindo para o desenvolvimento da Indústria e do Estado de Roraima. Refrigeração. Construção Civil. Política da Qualidade O SENAI/RR adota como política da qualidade a promoção da educação profissional.

uma escala de valores a serem atingidos e superados. As necessidades de deficiência são as fisiológicas. como podemos observar nos dias atuais.3 MARKETING 3. estimulando o indivíduo a reagir. Para Maslow (2002). conhecido com a Teoria das Necessidades Humanas de Abram Maslow e é conhecida como uma das mais importantes teorias da motivação. os comerciantes iniciaram uma busca por conhecimento através da teoria sobre como atrair e lidar com seus consumidores. No decorrer da Segunda Guerra Mundial. e sim. surge outra em seu lugar. Surgiu então a cultura de vender a qualquer preço. conquista e sucesso. onde apareceram às primeiras indústrias organizadas. distribuição e novos processos. predominava a orientação para a produção. Tais necessidades são baseadas em dois grupos: de deficiência e crescimento. Esse estudo auxilia a compreender os fatores que motivam o comportamento humano. Essa característica surgiu entre os vários acontecimentos e mudanças orindos da Revolução Industrial ocorrido no século XIX. no momento que o indivíduo supre uma necessidade. acontecia porque ainda não existia a preocupação com os clientes. Com isso.1 Origem e Evolução O Marketing até 1950 tinha como objetivo estudar formas de vendas. de afeto e de estimas. tal cenário de mercado permaneceu inalterado. as necessidades dos seres humanos obedecem a uma hierarquia. Isso significa que. de acordo com Cunha (2006). reagindo ao crescimento da concorrência. foi divulgado um estudo sobre o consumidor e seu comportamento. Isso. . de segurança. No ano de 1943. que resultou na transformação de um mercado de vendedores para um mercado de compradores. foi então que. na concepção de Vasconcelos e Assis (2004) o estudo de mercado surgiu da necessidade dos industriais em administrar esta nova realidade. ou seja. de acordo com Vasconcelos e Assis (2004). Vasconcelos e Assis (2004). enquanto que as necessidades de crescimento são aquelas relacionadas ao autodesenvolvimento. exigindo sempre que o mesmo busque meios para satisfazê-la. promoções.

Em 1956. Segundo Cunha (2006). em 1954. várias empresas multinacionais iniciaram suas instalações no Brasil. contata-se que os primeiros passos para a difusão do Marketing foram dados por Peter Drucker. Segundo Vasconcelos e Assis (2004). no Marketing a teoria da motivação é bastante utilizada para reconhecer o comportamento do consumidor. que veio por Theodore Levitt. professor da Harvard Business School. Outro ponto importante na década de 1950 é que o Marketing passa a ser ensinado oficialmente nas universidades brasileiras.Sendo assim. já que possuíam uma estrutura de Marketing formada. as empresas brasileiras tiveram que reavaliar suas formas de produzirem. ele será sempre movido por uma finalidade. com o lançamento do livro "A Prática da Administração". pois as empresas americanas aqui instaladas sabiam aproveitar essa vantagem. Embora algumas empresas brasileiras praticassem o Marketing. Nesse período no Brasil. Em 1960. mas foi o primeiro registro escrito que cita esta ferramenta como uma força poderosa a ser considerada por administradores focados no mercado. outros fatores implicavam em uma mudança de comportamento institucional. Seu . Na concepção de Loureiro (2006). um desejo. surge a primeira grande mudança neste cenário. portanto. Esses fatores psicológicos interferem no processo de compra de um produto. Com isso. ainda que implicitamente. em todo comportamento existe sempre um impulso. Para Vasconcelos e Assis (2004) em reação a essa nova realidade. mais tarde intitulado o pai do Marketing. uma necessidade. para adicionar qualidade e satisfação pós-venda. ou seja. Não se tratava propriamente de um estudo detalhado sobre Marketing. além de ter uma orientação é voltada fundamentalmente para as vendas. o enfoque nas vendas ainda resistia. pode-se entender que o comportamento humano é orientado por objetivos. através de programas de desenvolvimento do Governo ocorreu à promoção do programa de substituição de importações. pois fatores psicológicos e inconscientes interferem no modo como cada indivíduo irá se portar perante o mercado. devem ser bem compreendidos e interpretados pelos profissionais de Marketing para que a oferta seja adequada às necessidades do público-alvo. a economia brasileira começa em ritmo acelerada em termos de industrialização.

mas de uma necessidade de sobrevivência. testar e consolidar as bases daquilo que até hoje formam o cânone do Marketing. principalmente o de vendas. agora. de acordo com Vasconcelos e Assis (2004) a insegurança e o temor da perda de poder para essa nova área da empresa começam a fazer parte dos ambientes organizacionais. lança a primeira edição de seu livro "Administração de Marketing". consequentemente. onde pôs-se a reunir. Segundo Luoureiro (2006) o Marketing começou a ganhar cada vez mais espaço. Nesse momento. mostrou a importância da satisfação dos clientes e transformou para sempre o mundo dos negócios. com ênfase para o planejamento de produtos. O vender a qualquer custo deu lugar à satisfação garantida. As estruturas comerciais apresentam grandes mudanças. O Marketing então ganha também em termos de profissionais. destaca-se o surgimento de departamentos e diretorias de Marketing em todas as grandes empresas. Em 1967. acaba favorecendo o progresso econômico. revelou uma série de erros de percepções. Com isso. o Marketing passa por um momento de crescimento e começa a ser praticado de forma integrada. Na década de 1970. o surgimento do Marketing de exportação. pois uma leva de jovens com formação no . para Vasconcelos e Assis (2004). Não se tratava mais de uma boa ideia. o próprio Marketing. hipermercados e os shopping centers. professor da Kellogg School of Management. Um novo conceito de mercado e formado. A concorrência ainda é pequena e o destaque vai para as grandes empresas. em consonância com a participação do Brasil em outros mercados. revisar. Este. artigos científicos foram escritos. Loureiro (2006). de acordo com Loureiro (2006). No cenário político em 1964. busca centralizar suas tarefas que se encontravam em outros departamentos. No Brasil. Philip Kotler. Finalmente se sobrepõem a barreira cultural de compras nas lojas específicas de varejo. É nessa época também que surgem maiores supermercados. ele atinge um grau elevado de sistematização. O marco dessa geração é a inclusão do Marketing nos organogramas empresariais. alguns acontecimentos como a renúncia do presidente Jânio Quadros e com a ascensão de João Goulart.artigo na revista Harvard Business Review intitulado "Miopia de Marketing". pesquisas feitas e dados estatisticamente relevantes traçados. Destaca-se ainda.

endividamento externo e interno formam um ambiente retraído.CRM é uma estratégia de gestão de negócios através do relacionamento com o cliente. Além de ser utilizada para pesquisas. assim como fez em muitos outros setores. de acordo com Loureiro (2006). em 1982 foi lançado o livro "Em Busca da Excelência". a partir de 1995. Para Vasconcelos e Assis (2004) com a implantação do Plano Real. E para isso. esta passa a formar um mercado virtual. marketing. cujo foco estava completamente voltado para atenção no cliente. E no dias atuais. a ação no mercado tenderá a ser cada vez mais competitivo nas próximas décadas. serviços e condições e efetuar a compra e o pagamento. Em 1994. a concorrência ficou mais acirrada e a ênfase no uso do Marketing pelas organizações torna-se cada vez mais necessária. estarem perto deles. de Tom Peters e Bob Waterman.exterior passa a gerenciar a área de Marketing em algumas empresas. Para Loureiro (2006) há uma constante transformação nos meios de comunicação com os consumidores. O direito . O Customer Relationship Management . altos juros. Vasconcelos e Assis (2004). ocorre um marco histórico nesse cenário de mercado. Vasconcelos e Assis (2004). Enfim. estudos e atualizações. essa ferramenta representa uma chave para o Marketing. surge a era da competitividade. Em 1995. destacando para isto a participação da tecnologia como forma de automatizar os diversos processos de negócio. distribuição e formas de pagamento. Sendo um privilégio de poucos. devem conhecer o cliente. No anos 90. o cenário econômico toma novo rumo. Nele as pessoas podem “entrar”. as organizações começam a perceber que para se manter no mercado com sucesso. Hiperinflação. visitar e analisar todos os produtos. como vendas. Em relação ao ensino e a pesquisa. de acordo com Liggyeri (2007) isso ocorre para a realização de maior lucratividade e ganhos de vantagem competitiva. serviços ao consumidor e suporte a campo. que foi a ascensão da Internet. caso queira inserir-se na nova postura imposta pela globalização. Dessa forma. o avanço tecnológico teve um forte impacto no mundo do Marketing. O comércio eletrônico foi uma revolução na logística. quando a abertura econômica força os fabricantes nacionais a uma preocupação contínua com a qualidade e a redução nos custos de seus produtos. a economia brasileira estava em uma situação difícil e complexa.

Para compreender o Marketing gerencial é importante que o papel do Marketing não seja apenas vender produtos. visando alcançar determinados objetivos de empresas ou indivíduos através de relacionamentos estáveis e considerando sempre o ambiente de atuação e o impacto que essas relações causam no bem-estar da sociedade. antes de analisar o assunto detalhadamente. Em 1954 no Brasil. como a tradução sugere. quando surgiram os primeiros movimentos implantação de um curso específico em estabelecimento de ensino superior. a promoção e a distribuição de ideias.do cliente de ter informações sobre o que compra e respeitado. com uma conotação dinâmica e não simplesmente de estudo de mercado. a esta altura. oferta e a livre negociação de produtos e serviços. É importante ressaltar que. Entretanto. 15). (2009. Na concepção de Las Casas a definição de Marketing segue assim. bens e serviços para criar negociação que satisfaçam metas individuais e organizacionais. 3. p. Na visão de Kotler (2000). mas criar clientes. é interessante perguntar: o que é marketing? Sob a visão de Las Casas (2009). e desde então tem sido adotada essa expressão. diriam que significa apenas vendas ou somente propaganda. existem definições sociais e gerenciais para o Marketing. . é o processo social por meio do qual pessoas ou grupo de pessoas obtém aquilo que necessitam e desejam com a criação. O significado de social é demonstrado através do papel que o Marketing desempenha na sociedade. O marketing é a área do conhecimento que engloba todas as atividades. inclusive alguns gerentes. Marketing foi traduzido por mercadologia. a definição de social que serve a nosso propósito. entre outras interpretações errôneas. concernente às relações de trocas orientadas para a criação de valor dos consumidores. convém fazer um esclarecimento a respeito do termo em inglês.2 Conceito de Marketing A princípio devemos reconhecer que se a maioria das pessoas fosse forçada a definir Marketing. Portanto. Kotler (2000) conceitua o Marketing gerencial como processo de planejar e executar a concepção. a determinação do preço. Suas opiniões mudam os negócios e as empresas se aperfeiçoam cada vez mais para satisfazê-lo. o termo em inglês significa ação no mercado.

por exemplo. a Igreja Católica em determinada época passou a usar música adaptadas de rock moderno para atrair jovens que estavam distanciados da igreja. entre outros. De fato. convidam pessoas para encontros. De uma maneira cuidadosa os partidos planejam suas estratégias. pois a contribuição que este proporcina é tão notória no meio empresarial que passou a ser adotada em outros setores da atividade humana. para Kotler (2006) inclui os seguintes aspectos para aplicação: a) Bens. Para a promoção. promovem reunião de grupo de interessados. no religioso. Ainda. outdoors. O produto.3. b) Serviços. A visão ampliada de Marketing. é visível às inúmeras campanhas mercadológicas de políticos em períodos eleitoral. de acordo com Las Casas (2009). tomando o lugar do preço). quase todas as religiões preparam palestras. que é o candidato. Fora do setor político. não somente as organizações que visam o lucro aplicam as técnicas de Marketing. e) Pessoas. c) Eventos. esta é geralmente feita através da televisão. Recentemente no Brasil. Las Casas (2009). encontrando em livros de Marketing político e em empresa de consultoria especializada auxílio para os candidatos e partidos no alcance de seus objetivos. d) Experiências. tudo isso consiste em perfeitas estratégias mercadológicas.3 Visão ampliada de Marketing É visível que o Marketing está inserido praticamente em todas as áreas de atuação humana. rádio. . Os votos dos candidatos podem ser recompensados com retorno de uma boa administracão (no caso. procura projetar uma imagem de tranquilidade e competências.

desde que a condição de comercialização não seja a autossuficiência. a tendência é elas atuarem direcionando seus esfoços para apenas uma parte desse mercado.4. dessa maneira realizar uma segmentação de mercado. a segmentação de mercado é a ação de identificar e classificar grupos . Tal processo de segmentação de mercado possibilita formular ações estratégicas.1 Definição de Mercado É importante compreender o comportamento de compra do consumidor para poder identificar e agrupar compradores com perfis semelhantes e. necessidades e desejos de consumo de cada segmento de mercado. 3. j) Ideias. o mercado é constituído de um grupo de potenciais de um produto ou serviço. Para cada mercado-alvo escolhido a empresa desenvolve uma oferta. As preferências dos consumidores que formam determinado mercado são individualizadas e importantes a identificação do padrão de compra de cada segmento de mercado. é possivel elaborar uma lista muito mais longa que essa.f) Lugares. Portanto. Na realidade. g) Propriedades. Em resumo. A oferta é posicionada na mente dos compradores-alvo como possuidora de algum tipo de benefício fundamental. visando atender de forma ampla e dirigida às expectativas. Como as organizações empresariais raramente conseguem vender para todos mercados. h) Organizações. a aplicação pode ocorre em qualquer situação em que haja necessidade de troca. Segundo Kotler (2000). i) Informações.4 Segmentação de Mercado 3.

visando criar diferencial competitivo na mente do consumidor.distintos de compradores que apresentem comportamentos de compra relativamente homogêneos. ou seja. analisar as vontades humanas visando criar desejos através de elementos fortes e influenciadores. gerar em torno daquilo que foi desenvolvido. É importante medir a atratividade de cada segmento para selecionar um ou mais segmento. que possivelmente servirão de apoio no momento de decisão por parte do . mas também os benefícios implícitos.4. a segmentação de mercado pode ser realizada de três passos: 1º A segmentação por mercado-alvo. os profissionais de Marketing precisam a todo o momento. de acordo com Cunha (2006). racionalizar custos e facilitar o acompanhamento dos resultados obtidos entre outros benefícios. 3º posicionamento do produto. nos quais a empresa deverá concentrar seu esforço de marketing. Levando a questão para o mercado.5 Composto de Marketing O desejo é o reflexo da carência pela satisfação de uma necessidade específica.2 Etapas para segmentação de mercado De acordo com Cobra (2003). as organizações devem estar atentas aos desejos dos seus públicos-alvo. Assim. os benefícios das técnicas de segmentação de mercado permitem alocar recursos estratégicos de Marketing para cada segmento e. 3. para em consequência deste trabalho. Para Cobra (2003). 3. os desejos geram as demandas por produtos e serviços determinados. É o estabelecimento da posição competitiva para o produto. não venderão apenas o bem físico. surge o produto ou serviço. pois assim. Por isso. Desta forma. dessa maneira. algo desenvolvido para satisfazer uma necessidade ou desejo. Consiste na divisão do mercado em agrupamentos distintos de compradores. tendo como foco os consumidores-alvos do produto ou serviço. uma demanda. 2º A seleção do mercado-alvo.

a promoção que para Cobra (2003). pois estão ligados ao processo de satisfação quando ocorre o consumo. envolve a distribuição. desenvolver e manter trocas com os públicos-alvo. 3. Para Cunha (2006) essa estratégia é um dos componentes do Composto de Marketing e utilizado para garantir a adesão dos públicos aos projetos das organizações. está diretamente envolvido com a área financeira. para melhor divulgação do produto ou serviços. Para Cobra (2003). Ou seja. o canal de distribuição que envolve a atividade e visa conduzir fisicamente o produto até o consumidor. Sintetizando. promoção de vendas. Deste modo. A criação do produto adequado é o primeiro item ao qual se deve estar atento para implementar uma estratégia de Marketing. Antes da sua aplicação o cliente deve atingir os objetivos atentamente para que suas reais necessidades sejam entendidas e transformadas em ofertas. merchandising. assessoria de imprensa e força de vendas. A decisão dos consumidores é dada no momento em que estes se deparam com os produtos e serviços de sua necessidade. que verifica se determinado produto irá satisfazer a um conjunto de necessidades. conhecido como Praça.6 O Planejamento de Marketing O Planejamento pode ser considerado de acordo com Santos (2010). é o esforço de comunicação entre aqueles que vendem e aqueles que compram. o composto de Marketing é uma estratégia que tem o objetivo de criar. O valor decorre da avaliação. uma forma de garantir que todos os fatores que influenciam os elementos do composto de Marketing se combinem da melhor maneira possível para atingir determinados objetivos. Por fim. Cunha (2006). .consumidor. Os profissionais de Marketing desenvolvem estratégias de distribuição visando assegurar que seus produtos estejam disponíveis nas quantidades apropriadas nos lugares e momentos certos. propaganda. O segundo item que faz parte do Composto de Marketing é o preço. elemento como valor e preço tornam-se essenciais para qualquer prática. o preço é configurado a partir do custo de produção e/ ou de vendas. Esse é mais um item do composto de Marketing. por sua vez. O custo.

lista de problemas e oportunidades. Um elemento importante a ser considerado no plano é sua flexibilidade. . desenvolvimento da estratégia. portanto a parte escrita do planejamento. No que diz respeito à elaboração de um plano de Marketing. É um processo contínuo. determinação do orçamento e projeção de vendas e lucros. determinação de objetivos. daí a necessidade de adaptação para fazer frente a estas novas situações. Las Casas (2009) apresenta alguns passos necessários. pois é comum o meio ambiente sofre frequentes alterações.6. devido às modificações do ambiente. 325). 3. Las Casas diz o seguinte: O planejamento de Marketing inclui a previsão do futuro e o desenvolvimento de objetivos e estratégias que determinam quais atividades de Marketing. considerando seu passado e sua situação atual em relação ao mercado. seus pontos fortes e fracos em relação à concorrência e ao ambiente de negócio em que atua. quando. aos clientes e à concorrência.Corroborando com a definição. Permite conhecer seu mercado e definir estratégias de Marketing para seus produtos e serviços. identifica ainda. como e onde devem ser desenvolvidas.1 Plano de Marketing Um plano de Marketing vem a ser. (2009. Na concepção de Cobra (2003) é um documento que contêm todos os detalhes para a ação a ser desenvolvida pelos administradores responsáveis. p. O planejamento de Marketing é visto como uma ferramenta de gestão que auxilia a planejar e decidir a respeito do futuro das ações e atividades da empresa. tais como: levantamento de informações. Na percepção de Santos (2010) o planejamento possibilita a identificação dos riscos e propõe ações para enfrentá-los.

foco no mercado. 1995). que no início eram aplicadas experimentalmente por algumas empresas. como por exemplo. cada empresa desenvolve uma série de atividades. e outros. de modo a alcançar os objetivos desejados. qualidade. Para tanto. . foram gradativamente incorporadas ao esforço de Marketing ganhando destacada importância no complexo das atividades mercadológicas das organizações modernas (1995. de acordo com Pinheiro (2009).4 MARKETING INSTITUCIONAL 4. Tais valores e conceitos são definidos por Graciosos (1995). Esforço de Marketing é o nome que se dá a esse empenho técnico e estratégico. as instituições se vêem constantemente ameaçadas por forças adversas. a importância da imagem institucional é ressaltada como um pré-requisito estratégico do sucesso em longo prazo. integração com a comunidade. devidamente articulado e coordenado para atingir os resultados mercadológicos perseguidos.1 Conceito O termo Marketing Institucional é apreciado da seguinte maneira por Vaz: O termo Institucional é usado para indicar iniciativas através do qual uma empresa procura fixar junto ao público uma imagem positiva da organização. busca associar seu nome a determinados valores e conceitos consagrados pela opnião pública (1995. ética. Essas instituições devem reconhecer e aproveitar as oportunidades que surgem no mercado. Para conquistar. melhorar ou garantir sua posição no mercado. O Marketing Institucional é visto como um conjunto para polimento de imagens de associações. respeito ao cliente. Ainda de acordo com Gracioso (1995). (Vaz. revelaram-se eficazes para solucionar problemas de imagem e reputação. com o objetivo de sustentar uma posição de respeito e prestígio para as instituições no mercado. p 7).75). Hoje em dia. Para minimizar o efeito dessas forças e empresa precisa contê-las ou conviver estrategicamente com as dificuldades a serem enfrentadas. que constituem obstáculos à concretização dos seus objetivos de desempenho. tanto quanto os recursos tecnológicos ou financeiros da empresa. p. Com isso. As ações institucionais. Conforme Vaz. isoladamente ou em conjunto com outras organizações.

Marketing Institucional aplica-se ao conjunto de trocas características do mercado de ideias.2 Tipos de organizações Para Vaz (1995). A empresa é o modelo típico de organizações com fins lucrativos. Cada um dos dois mercados (ideias e bens) desenvolve um tipo de Marketing apropriado. pode-se perceber que o Marketing Institucional trabalha a imagem. a marca da empresa. Baseado na concepção de Vaz (1995) podemos denominar Marketing Empresarial as ações de Marketing praticadas no mercado material. com a percepção de Pinheiro (2009). De acordo com este. De acordo com Melo Neto (1995). a divisão por tipo de mercado sobrepõe dois grupos de mercadoria. através das trocas de bens por moeda. a instituição que viabiliza o processo econômico. esse processo foi desenvolvido pelas organizações com fins lucrativos. torna-se necessário a compreensão dos tipos de organizações e suas finalidades. estão o Governo e igrejas. no qual a atividade econômica predomina. centros de estudo e outras. As mercadorias “ideias” englobam as mercadorias “bens”. porque estes são na realidade materializações de ideias. 4.1 Marketing Empresarial Segundo Vaz (1995).Desse modo. A empresa visa o lucro enquanto as demais buscam apenas atender determinado objetivo da sociedade ou de segmento dela. para que a mesma possa fixar uma imagem positiva na mente do consumidor e continue nesse vasto mercado competitivo.3 Marketing Empresarial e Marketing Institucional: Conceitos e Aplicações Na compreensão de Melo Neto (1995). existe uma diferenciação entre as instituições econômicas que denominamos empresas e as demais instituições sociais. Entre as organizações sem fins lucrativos. 4. 4. É a situação primordial do Marketing e corresponde a fase zero do . são dois tipos de organização: as organizações com fins lucrativos e organizações sem fins lucrativos. pressuposto com o qual a instituição se torna entidade juridicamente constituída. com um dos grupos contendo o outro.3.

4.5 O mercado de ideias e imagem Para uma melhor compreensão da interação entre o mercado de bens e o de ideias e como se interpretam o Marketing Empresarial e o Marketing Institucional. Para Melo Neto (1995). 4. A princípio o conceito de empresa dizia respeito a uma pequena unidade produtiva resultante de um empreendimento individual. no que refere a atender as necessidades do público. Nessa fase. as empresas expandiam suas ações mercadológicas para o mercado de ideia. voltadas para a fixação de uma boa imagem da organização junto ao diversos públicos do mercado. Tais organizações compreenderam que o mercado simbólico em que atuam. as organizações com fins lucrativos foram aos poucos observando valores alheios aos seus objetivos imediatos de negócio. divulgada junto a uma pessoa ou comunidade. é preciso . passando a desenvolver ações institucionais. desperta nesta um determinado interesse sobre a ideologia proposta. Na raiz dessa iniciativa está o questionamento crítico que a sociedade vem estabelecendo com relação aos objetivos da empresa comercial. em que predominam transações de mercado material que são característica da empresa e dos negócios econômicos. opera uma troca simbólica que é consumada quando uma ideia. Vaz (1995). venda e lucro.4 Marketing de Ideias Aos poucos as organizações sem fins lucrativos foram percebendo que o próprio motivo de sua existência.3. 4. fabricava e comercializava bens tendo como contra partida a obtenção de lucro.desenvolvimento do Marketing Institucional. O produto ideia. pois todo o esforço mercadológico está concentrado na troca de bens econômicos. podia ser tratado mercadologicamente com um produto. é uma atividade dominante.2 Marketing Institucional Segundo Melo Neto (1995). criando o Marketing de Imagem. a pregação ideológica. o Marketing Institucional ainda não se manifesta.

mercado de ideias é o ponto de encontro entre as necessidades e desejos dos consumidores.1 O produto do produto O conceito mercadológico de produto não se esgota no objeto de consumo. é conveniente retomar o Marketing a partir de sua básica: troca. o consumidor e o produto. o Marketing Institucional somente foi conscientizado depois de um longo período histórico de trocas ideológicas e ainda assim em consequência de uma evolução conceitual da consciência mercadológica operada no campo das instituições econômicos. . Assim como o mercado de bens. não é o conjunto dos integrantes químicos que amaciam a pele. Para colocar em evidência essa características. isto é Marketing Empresarial. existe uma substancialidade que nem sempre pode ser avaliada ou medida em termos básicos. o produto do produto do cosmético é o beneficio central que ele oferece. quanto as suas expectativas e os benefícios implícitos nas ideias propostas pelos produtores de ideia. o mercado reúne dois agentes econômicos. Assim. Paralelamente a isso. o que vai diferenciar o produto típico do Marketing Institucional do Marketing Empresarial é justamente o modo de usufruir o beneficio. Vaz (1995). Numa concepção estrita. Da mesma forma que o Marketing só surgiu como um campo teórico muito tempo após as primeiras manifestações de troca. O fator mercadológico ocorre quando se estabelece um fluxo econômico entre esses elementos. e duas mercadorias (os bens e a moeda). Vaz (1995) chama o produto do produto ao beneficio principal que o produto traz para o consumidor. que procuram satisfazer ou expressar o sentimento da coletividade. Por trás da natureza material do bem. 4.5. E para isso de acordo com Vaz (1995). Sendo assim. enquanto produto.identificar os marcos que delimitam a fronteira entre esses dois campos. desenrola-se um fluxo de informações através do qual o produtor procura identificar as necessidades e desejos do consumidor e convencê-los de que o produto oferecido o proporciona benefício que satisfaz aquela necessidade. o que caracteriza os cosméticos. Vaz (1995). por exemplo.

resistem às novas invenções. não define as atitudes que essa pessoa terá frente às situações específicas que envolvam a instituição. insere-se ainda a opinião pública. portanto. em termos mercadológicos a imagem é um quadro de referência a que o consumidor recorre para avaliar se merece ou não seu interesse. A imagem que uma pessoa faz de uma instituição. Em tais situações. quanto mais implica modificações nas convenções.4. reforçando o Marketing . Nesse conjunto. Por isso. Quanto mais fixa a imagem que numa pessoa faz de determinado objeto. é necessário investimento e um trabalho persistente de formação de imagem. mais difícil se torna convencê-la de que não corresponde a realidade. O mesmo raciocínio é válido para a própria imagem. contudo. ou seja. Para vencer essa resistência a mudança. Para Vaz (1995). pois as pessoas preferem seus hábitos costumeiros de viver.6 Imagem A imagem é um conjunto de ideias que uma pessoa tem ou assimila a respeito de um objeto. instituições e crenças. por consequência. a dificuldade para se obter aceitação pública de uma ideia é proporcional ao nível de mudança social que a ideia implica ou propõe explicitamente. uma pessoa ou uma instituição. isto é. 4. torna-se necessário.7 Marketing Institucional com a contribuição do Marketing Empresarial Na visão de Gracioso (1995). as suas atitudes e ações. tanto maior será a resistência. Para mudar uma imagem. se a ideia propuser algo que envolva mudança de comportamento. a cuidadosa elaboração de proposições que mudem as ideias nas quais e consumidor se apoia para avaliar a imagem que se pretende modificar. o sucesso em uma ação de Marketing Institucional muitas vezes pode estar condicionado a apelos característicos do Marketing Tradicional. a probabilidade diminui. as organizações fazem uso do Marketing Empresarial. cujos poderes psicossociais não orientam o comportamento de cada indivíduo e. seja ele um fato. Segundo Vaz (1995).

o Marketing Empresarial também se serve do Marketing Institucional como ferramenta complementar para melhor atingir seus objetivos. geralmente é o Marketing Empresarial que predomina. Nesses casos. Mecanismos reguladores de oferta e demanda que influenciam o maior ou menor uso de produtos devem ser acionados para incentivar ou desestimular determinado comportamento. Muitas vezes. E ainda. a marca é algo muito diferente de produto – A marca é muito mais que um simples nome.Institucional.9 Marcas Na concepção de Tavares (1998). o interesse provocado por uma ideia só é efetuada quando estabelece uma relação de uso com bem ou serviço. 4. o que é o Marketing Institucional de formação. reforço e mudança de imagem. A interação do Marketing Empresarial com Marketing Institucional atua para Vaz (1995). 4. enumera as seguintes características da marca: . Nesse caso é necessária uma ação paralela do Marketing tradicional para viabilizar o interesse.8 Marketing Institucional em reforço ao Marketing Empresarial Para Melo Neto (1995) assim como o Marketing Institucional usa as técnicas do Marketing Empresarial como reforço em determinada situação. mais conhecido como Marketing de Imagem. As diferenças entre marcas e produtos estão segundo Tavares (1998). Ao final dessa progressão o Marketing Institucional retorna a uma situação bastante do Marketing de ideia. como na indução ao consumo. ou utilizando a ação institucional como media alternativa. em reforço a ações de fundo econômico. nas características de ambos. Para Aaker (1998). uma marca é um nome diferenciado e/ou símbolo destinado a identificar os bens ou serviços de um vendedor e a diferenciar esses bens e serviços daqueles dois correntes.

e a marca. 4.a) É um dos ingredientes que as empresas utilizam para diferenciar suas ofertas. ou uma combinação destes. que pretenda identificar os produtos ou serviços de um vendedor e diferenciá-los dos produtos e serviços da concorrência. uma identidade e uma personalidade. c) Tem um significado que resulta dos esforços de pesquisa. existência de um significado e elo de relacionamento com pessoas e produtos. criação e manutenção de valor. termo. sinal. marca é qualquer rótulo que envolva significado e associações. ao atribuir-lhe um conceito. conceitos. juntos. é fácil perceber que estamos num plano diferente do mundo factual. que. Produto atua na dimensão tangível. valores). . benefícios simbólicos. na dimensão intangível (significados.9. inovação e comunicação.9. O produto é o que a empresa fabrica. b) É vinculada a algumas peculiaridades relacionadas à criação e manutenção do valor percebido pelo consumidor. Segundo Souza & Nemer (1993) a marca é um nome. o mundo das percepções. 4.1 Distinção entre Marca e Produto A distinção entre marca e produto. símbolo ou desenho. Portanto quem dá o verdadeiro significado para a Marca é o consumidor. a marca tem quatro elementos distintos básico: fator de diferenciação da oferta. O conceito da marca está inteiramente ligado ao conceito de imagem da Marca. e a marca. Admitindo-se que o significado é algo que é transmitido ao consumidor por fatores alheios ao produto. constituem a base de sua identidade.2 O significado da Marca Para Souza (1993). d) Estabelece um relacionamento e uma troca de intangíveis entre pessoas e produtos. baseia-se em: • • • Produto em benefícios funcionais. Segundo Kotler (2003). e a marca é o que o consumidor compra. segundo Tavares (1998). Para Tavares (1998).

etc. existem quatro níveis sobre os elementos formadores da imagem da Marca e das dimensões de formação da imagem da Marca: a) No primeiro nível. vendedores. de maneira ampla. Ainda na concepção de Tavares (1998). concorrentes. preço. etc.. a imagem é formada a partir da maneira como a empresa delineia a sua estratégia e estabelece suas políticas relacionadas a produtos. aparência de escritório. estão às impressões deixadas por seus empregados. O significado da Marca extrapola a sua dimensão física. Tavares (1998). estão as consequências das relações com os vários públicos com os quais lida.. b) No segundo nível. d) No quarto nível está. a imagem que se forma a partir das ações desenvolvidas em seu setor de negócios e mesmo decorrentes das atividades de uma região ou um país em que a empresa opera e está inserida. . c) No terceiro nível. direta ou indiretamente. líderes de opinião. distribuição e promoção. tais como imprensa. comunidade.A imagem da marca estava vinculada à constatação de que os consumidores compram os produtos não somente por ser atributos e funções físicas. Refere-se às ideias e percepções que se têm em relação à Marca.

tem-se como fonte documentos no sentido amplo.5 METODOLOGIA As informações que serviram de base para a construção deste trabalho. mas. foram obtidas através de pesquisa bibliográfica. Segundo Gil (2007) a pesquisa descritiva tem como objetivo primordial a descrição das características de determinada população ou fenômeno. é aquela análise que busca levantar informações sobre determinado objeto. filmes. gravações. tais como jornais. A pesquisa bibliográfica. a questão principal deste estudo realizou-se através de pesquisa exploratória e descritiva. artigos científicos. . No que se refere à pesquisa exploratória. não só de documentos impressos. na pesquisa de campo. Esse tipo de pesquisa torna possível ao pesquisador a cobertura de uma gama de fenômenos mais ampla que aquela que poderia investigar diretamente. entrevista ou observação sistemática. na visão de Gil (2007). fotos. Foram utilizadas as fontes disponíveis sobre o assunto em livros e meios eletrônicos. os conteúdos dos textos ainda não tiveram nenhum tratamento analítico. sites e periódicos. Severino (2007). o objeto/fonte é abordado em seu meio ambiente próprio. localização e reunião sistemática dos materiais ou dos fatos. mapeando as condições de manifestação desse objeto. sobretudo de outros tipos de documentos. ou seja. Abrange desde os levantamentos. sendo assim diretamente observados. Sendo uma das características mais significativas desse tipo de pesquisa a utilização de técnicas padronizadas. tais como livros. de acordo com Severino (2007). documental e pesquisa de campo. E ainda. No caso da pesquisa documental. é ainda matéria-prima. delimitando assim um campo de trabalho. A coleta de dados é feita nas condições naturais em que os fenômenos ocorrem. que são mais descritivos. que se realizou em três fases: identificação. Quantos aos objetivos. tais como: questionário. de acordo com Severino (2007). até os estudos mais analíticos. a partir da qual o pesquisador vai desenvolver sua investigação e análise. documentos legais. fundamenta-se em materiais que já foram elaborados. Neste caso.

.Após a obtenção dos dados necessários para a pesquisa feita através de entrevistas. De acordo com Gil (2007). isso através do uso das ferramentas da tecnologia da informação. foram tabulados. a análise tem como objetivo organizar e sumariar os dados de tal forma que possibilitem o fornecimento de respostas ao problema proposto para investigação. como elaboração de planilha e gráficos. visto que a partir dos resultados dela obtidos é que são propostas maneiras de resolver as causas do problema. a análise dos dados é uma das partes mais importantes do projeto. Sendo assim. analisados e interpretados.

as decisões desta área são tomadas de maneira indireta pelo gerente da RELCOM juntamente com Diretor Regional do SENAI/RR. logo no início. foram realizados dois tipos de entrevistas. Allynny Farias e o Design Gráfico. onde buscaram-se as teorias necessárias para embasar este estudo. Atualmente. e a ASCOM. O setor designado para realizar está análise foi a Gerência de Relações com o Mercado – RELCOM. Dentro das atribuições e responsabilidades da Gerência estão: estabelecer estratégias para atendimento às empresas. Através desta pesquisa. ao funcionamento do SENAI/RR e demais dados relevantes para a elaboração deste estudo. a RELCOM tem como administrador Cícero Robson Bandeira Feitosa. Para obter melhor conhecimento do gerenciamento dos elementos de Marketing e poder analisá-los da forma mais adequada. Na pesquisa documental levantaram-se dados inerentes as políticas e diretrizes adotadas. Os principais documentos da Instituição analisados foram: propostas de planos de marketing.6 APLICABILIDADE Após a realização da pesquisa bibliográfica. divulgação. a assessora de comunicação.ASCOM. que funciona juntamente com a Assessoria de Comunicação. regulamento interno. prospecção de mercado. entre outros. coordenar e acompanhar o desempenho dos Termos de Cooperação Técnica. constatou-se que a instituição não possui uma gestão de Marketing claramente definida. o SENAI/RR atualmente não executa as ações de um plano de Marketing. acompanhar os resultados das ações de divulgação e vendas dos produtos e serviços. vendas dos produtos e serviços em todo o Estado de Roraima. O primeiro tipo: caracterizado como uma entrevista informal foi realizada com o gerente da . Humberto Damasceno. com a finalidade de analisar a importância do Marketing Institucional para o SENAI/RR. realizou-se a pesquisa de campo. pesquisas de identificação das demandas por capacitação profissional e serviços técnicos e tecnológicos no Estado de Roraima. E mesmo com proposta de planos de Marketing. esta foi desenvolvida no período de setembro a novembro de 2010. e.

destinou-se à comunidade em geral. que corresponde ao conhecimento do SENAI/RR. e identificar o grau de conhecimento (do gerente) a respeito do Marketing Empresarial e Marketing Institucional.2 Questão 1 De acordo com a figura 1. no Estado de Roraima. compostos por 10 questões abertas e fechadas.1. O segundo tipo de entrevista: foi à aplicação de questionário para avaliação da imagem do SENAI/RR. contendo perguntas abertas e fechadas. ou seja. cada um desenvolve seu processo de Marketing de acordo com a realidade local. 6. Este questionário. como se apresenta a imagem do SENAI/RR em relação às atividades desenvolvidas pela instituição. mas em relação à importância do Marketing Institucional ainda é incipiente. através de questionários. Apresentação e análise de dados Este capítulo apresenta os resultados obtidos na pesquisa realizada junto à comunidade de Boa Vista. Os questionários foram aplicados com a finalidade de obter o maior número de informações possíveis para que seja verificado.1. com o intuito de obter conhecimento das iniciativas do SENAI (nacional e local) para o desenvolvimento de Marketing. de maneira mais detalhada. na faixa etária de 15 a 35 anos. verificou-se que o atual gerente da RELCOM tem um ótimo grau de conhecimento a respeito das ferramentas de Marketing. E sobre as ações para o desenvolvimento do Marketing. Foram entrevistadas 50 pessoas de ambos os sexos. Ao analisar as informações levantadas na pesquisa documental e as informações coletadas através das entrevistas. 64% dos entrevistados possuem pouco ou razoável conhecimento da instituição. onde obtivemos os seguintes resultados: 6. Os dados foram coletados durante o mês de outubro de 2010. 30% confirmou conhecer bem e 6% não conhecem a instituição. ocorre de uma maneira independente entre os Departamentos Regionais.RELCOM. . residentes nos bairros adjacentes ao SENAI/RR.

em qual meio de comunicação os entrevistados obtiveram conhecimento sobre o SENAI/RR. visitas na instituição e etc. SENAI/RR? Fonte: Elaborado pela autora (2010) 6. como exemplo resposta: indicação de pessoas que realizaram cursos ou receberam serviço do SENAI/RR. onde demonstram que 43% conheceram através da opção outros.Figura 1 .3 Questão 2 Na figura 2.Você conhece o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Para a opção do jornal impresso corresponde a 38%. através da internet foram 9%.1. Figura 2 – Através de que meios obteve conhecimento do SENAI/RR? Fonte: Elaborado pela autora (2010) . rádio 6% e televisão 4%. a questão refere-se.

66% responderam conhecer pouco ou razoavelmente.4 Questão 3 Analisando a figura 3. e 20% conhecem bem e 14% não conhecem nenhuma ação desenvolvida pelo SENAI/RR.5 Questão 4 De acordo com a figura 4.6. sobre a utilização dos produtos e serviços do SENAI/RR. 34% utilizaram pouco e 20% utilizaram bastante. a respeito do conhecimento das atividades desenvolvidas pelo SENAI/RR. 46% dos entrevistados responderam que nunca utilizaram.1. Figura 4 – Você já utilizou algum produto ou serviço do SENAI/RR? Fonte:Elaborado pela autora (2010) .1. Figura 3 – Você tem conhecimento das atividades desenvolvidas pelo SENAI/RR? Fonte: Elaborado pela autora (2010) 6.

6.6 Questão 5 Sobre a avaliação do desempenho do SENAI/RR. Figura 5 – Se utilizou qual seu conceito para o desempenho do SENAI/RR? Fonte: Elaborado pela autora (2010) 6. 14% regular e 3% ruim. em referência a questão 4. 23% que são ótima. onde 54% afirmam ter utilizado os serviços da instituição.1. onde 68% afirmam que são boas essas ações.7 Questão 6 A figura 6. e 9% regular. a figura 5 apresenta que 55% desses clientes conceituaram ótimo. 31% bom. Figura 6 – Como você definiria as ações desenvolvidas pelo SENAI/RR na formação profissional no Estado de Roraima? Fonte: Elaborado pela autora (2010) . avalia as ações do SENAI/RR na formação profissional do Estado de Roraima.1.

baseados na opinião de pessoas que realizaram cursos ou receberam serviços do SENAI/RR.Como você avalia a imagem do SENAI/RR? Fonte: Elaborado pela autora (2010) 5. a instituição tem uma boa imagem. desenvolvimento de atividades com qualidade. verificamos que para 56% dos entrevistados. instrutores qualificados. . Figura 7 .6. de acordo com a resposta da questão 7. por proporcionar a comunidade a obtenção de novos conhecimentos e por ser uma referência em educação profissional. estrutura física.8 Questão 7 Avaliando a imagem do SENAI/RR. onde questiona-se baseado em que os entrevistados definiram a imagem do SENAI/RR. credibilidade que o SENAI/RR passa aos clientes. Para a opção definida como Boa.9 Questão 8 Ao analisar as respostas da questão 8. responderam que a instituição deveria usar mais a imagem para aparecer e por falta de conhecimento das ações que o SENAI/RR desenvolve. destacamos que: para aqueles que optaram pela a opção Ótimo. e 8% definem como regular. foram através da qualidade de ensino. já para 36% sua imagem é considerada ótima. observamos que está na satisfação pelo produto de qualidade recebidos.1. por auxiliar jovens no processo de aprendizagem e na preocupação em que a instituição possui para desenvolvimento da sociedade.1. formação profissional e eventos de conscientização. equipamentos modernos. Para aqueles que responderam a opção Regular.

10 Questão 9 A questão 9.6. formar mãode-obra para trabalhar nesta. oferecer cursos. intercâmbio de conhecimento na busca de excelência a comunidade. está no que compreende o entendimento dos avaliados a respeito do papel do SENAI/RR para a sociedade. • Realizar estudo de mercado e verificar de fato o que o mercado de trabalho exige e necessita para melhorar o andamento da economia local. que agrega valor ao currículo e amplia oportunidades . • Manter a qualidade e buscar sempre adaptar a tendência do mercado. • Ter mais vagas nos cursos profissionalizantes e para a aprendizagem. O resultado da pesquisa evidenciou que de acordo com a maioria dos entrevistados. a promoção de cursos profissionalizantes e a qualidade de tais produtos e serviços são significativamente vinculadas a imagem do SENAI/RR. disponibilizar serviços a trabalhadores que buscam qualificação e torna-se um espaço de educação e cultura a comunidade e tivemos ainda pessoas que responderam que não conhecem o papel do SENAI/RR.11 Questão 10 Ao final do questionário. Verificou-se ainda que. • Melhorar o atendimento aos alunos e comunidade. • Maior divulgação.1. É forte a lembrança da marca e desejo de sua presença e acessibilidade. apoiar e capacitar à indústria local. • Acesso melhor para pessoas de outros bairros. assim como. 6. foi solicitada dos entrevistados a apresentação de sugestões de melhoria ou críticas para o SENAI/RR e as quais destacaram-se: • Desenvolver trabalhos sociais em parecerias com comunidades carentes. E destacamos as seguintes respostas: introduzir as pessoas no mercado de trabalho. a maioria dos participantes da pesquisa delineou uma imagem notadamente positiva do SENAI/RR. pelo fato deste ser considerada uma instituição de ensino profissionalizante de qualidade. especialização. fomentar o aprendizado.1. capacitação.

embora a instituição e as ações que esta desenvolve sejam poucas conhecidas. . A imagem do SENAI/RR está associada. pois através de sua marca e imagem possibilita a conquista de novos mercados. equipamento e serviços de qualidade e por fim ser uma referência em educação profissional no Estado. de modo geral. Esses atributos da instituição tornam-se mais do que um ponto positivo para seus objetivos organizacionais.no mercado de trabalho. ao ensino. estrutura.

. Possui muito atributos positivos. buscar conquistar novos mercados. para que assim sejam tratadas de maneira direta as ações correspondentes ao mercado. através de cursos e serviços prestados com qualidade. É uma referência em seu mercado de segmento. E. oferecer ensino de qualidade e atender os trabalhadores da indústria e a comunidade em geral. Como já mencionado a qualidade dos produtos e serviços que a instituição possui é sua marca. que torna um diferencial para o SENAI/RR. Por ser um documento operacional. em seguida a elaboração de um plano de Marketing. ele é simples. documental e a pesquisa de campo. cumpre sua função de educar. Com isso. pois trata-se de um documento que norteia a gestão e contém todos os detalhes para ações a serem desenvolvidas pelos gestores responsáveis. onde exista um gestor de Marketing que deve executar as tarefas de planejamento. objeto de estudo. Com base nos resultados obtidos nas investigações bibliográfica. embora possua propostas de planos de Marketing. objetivou-se propor ao SENAI/RR. Durante o levantamento de informações foi detectado que a instituição analisada não executa ações de um Plano de Marketing. bem como não possui um Departamento de Marketing estruturado.7 CONSIDERAÇÕES FINAIS Após realização da pesquisa verificou-se que a instituição. O resultado do estudo demonstra que o SENAI/RR. tem uma consolidada e consistente imagem. ainda é incipiente na utilização de ferramentas de Marketing. implementação e controle das atividades de Marketing na instituição. estruturar um Departamento de Marketing. organização. em primeiro passo. sugere-se ainda a utilização de maneira favorável da boa imagem que o SENAI/RR possui diante de seu público-alvo e assim. prático e flexível. E os fatores internos e externos que contribuem para fixar uma imagem positiva desta instituição junto ao seu público estão desde a estrutura física e equipamentos ao atendimento de suas necessidades. voltados ao seu padrão de excelência em formação profissional.

e assim intensificar de maneira positiva a marca do SENAI/RR para toda a população roraimense. desenvolva um planejamento de Marketing Institucional. Em seguida levar o entendimento para a população de maneira que a mesma se sinta atraída pela instituição para que assim. pois estas empresas alcançaram. o SENAI/RR irá se consolidar na sua área de atuação. fortaleça o processo de desenvolvimento econômico no Estado através da indústria. mesmo assim tiveram que mudar suas estratégias devido à mudança dos consumidores que estão levando em consideração o custo benefício.Para intensificar essa marca o SENAI/RR deve primeiro refletir com seus colaboradores acerca do papel e da importância deste para a sociedade. pois esta desenvolve de maneira indireta as ações de Marketing na instituição. Através do Marketing Institucional. através da RELCOM. mas também responsabilidade seja ela ambiental ou social que a empresa aplica no seu dia a dia. Além dessa “porta” de aproximação com a sociedade é interessante que o SENAI/RR. Atualmente. podemos observar que as empresas que alcançam a longevidade não são aquelas cujo foco principal é o lucro. pois esse apresenta estratégias a serem utilizadas na realização de uma troca associativa entre a imagem de um produto ou serviço já consolidado no mercado e a imagem que se deseja para uma empresa ou instituição. princípios fortes e crenças. grande sucesso e o mercado porque têm valores. através dos anos. . Porém.

Marketing de A a Z: conceitos que todo profissional precisa saber. São Paulo: Negocio Editora. São Paulo: Atlas. ________________. Marketing pessoal a serviço da ascensão profissional e do poder. Acesso em 14/9/2010. Princípios de marketing. Disponível em: <www. . F. Marketing: conceitos. Rio de Janeiro:LTC – Livros Técnicos e Científicos S. São Paulo: Prentice Hall. GRACIOSO. ARMSTRONG. Acesso em 20/08/2010. Disponível em www. KOTLER. Administração de marketing. Alexandre Luzzi. ed. reimpr. Philip. _______________. CUNHA. LAS CASAS. 8 ed.rhportal. 2007.A. Rio de Janeiro: Editora Campus. KELLER. Eduardo R.10. Acesso em: 8 de jun de 2010. Kevin Lane. Gary. Tradução: Mônica Rosenberg. Disponível em: <http://www. Brasil Ramos Fernandes. Administração de marketing: a edição do novo milênio.com. gerenciando o valor da marca. . 2000. São Paulo: Atlas.senai.br>. planejamento e aplicações à realidade brasileira. David A.crbasso.br/artigos/>. Propaganda institucional: nova arma estratégica da empresa. Administração de marketing: conceitos. Marcos.. GIL. 12. Conheça mais sobre CRM – customer relationship management. Sônia. 8 ed. 2009.ed. São Paulo: Cobra Editora e Marketing. exercícios e casos. Como elaborar projetos de pesquisa. 7. Juliana Lucena de Sá. Sistemas e os desafios do Brasil em reformas – o caso SENAI nos anos 90. 1999. Antonio Carlos. 2006. São Paulo: Atlas. Philip. KOTLER. São Paulo: Atlas. LIGGYERI. Marcas: brandy e equity. 10 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall. Administração de marketing no Brasil.com. COBRA. 1998.br. ed. GOMES. 4. 2003. 2003.REFERÊNCIAS AAKER. 2009. Cláudia Freire. KOTLER. Philip. 1995.

VASCONCELOS. Disponível em www. 2002. Gil Nuno.pdf. Marca & Distribuição. O plano estratégico de marketing. rev. Artur. SOUZA. Rio de Janeiro: Record. Metodologia do trabalho científico.abtd. Disponível em: <www. 1993. Maslow no gerenciamento. São Paulo: Harbra. Francisco Paulo de. Marcos Gouvêa de. Acesso em 20/10/2010. MASLOW.br/Conteudo/Artigo> Acesso em 28/9/10. Disponível em: <http://portal. 23 ed.usp. Orlando Isidoro. 1995. A importância do marketing institucional para as empresas.com. Luana de. PINHEIRO.douglaszela.pdf. A força da marca. Glenda costa. Antônio Joaquim. TAVARES. A evolução do marketing no Brasil. Um estudo sobre as influências das correntes teóricas no ensino do marketing no Brasil. MELO NETO. Acesso em 21/09/2010. Anderson. São Paulo: Cortez.br/semead/11semead/resultado/788. Disponível em: www.br/artigos/>. Marketing institucional: o mercado de ideias e imagens. 2007. . Rio de Janeiro: Qualitmark. 1998. São Paulo: Makron Books. M. SANTOS. VAZ. Acesso em 21/09/2010.com. Calixta. São Paulo: Pioneira. 1995.com.br/marketingvendas/artigos/artigo20. Leonardo Hoff dos. NEMER.rhportal. SEVERINO.ead. Marketing esportivo.LOUREIRO. Abraham H. ASSIS.fea.

. Acesso em: 7/06/2010.senai. SENAI INSTITUCIONAL disponível em: <http://www. Introdução à administração. Pesquisa de marketing. RICHERS. ROESCH.rr. 2009. Hobbis P. rev. SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL . 2008. Marketing: uma visão brasileira. 1999.OBRAS CONSULTADAS MATTAR. São Paulo: Atlas.SENAI. 1999. São Paulo. Sylvia Maria Azevedo. Fauze Nejib. SILVA. SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL . Brasília: Departamento Nacional . Makron Books. ed. São Paulo: Atlas. STEPHEN. Marketing pleno. Departamento Nacional DN. Francisco Alberto Madia de. 1999. 2000. 2. Antonio C. Regimento do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI): Brasília. 2001 SOUZA. Negócio Editora. Amaru. Projetos de estágio e de pesquisa em administração.Teorias da administração. Administração: mudanças e perspectivas.SENAI. Pioneira. São Paulo. e ampl. São Paulo: Saraiva. 2000. 5 ed. Reinaldo O. da. Raimar. São Paulo: Atlas. 2000. São Paulo. Pesquisa qualitativa sobre a imagem do SENAI. MAXIMIANO.DN.br>.

APÊNDICE .

.APÊNDICE A . SENAI/RR? ( )Não conheço ( ) Conheço um pouco/razoavelmente ( ) Conheço bem 2) Através de que meios obteve conhecimento sobre o SENAI/RR? ( ) Jornal Impresso ( ) TV – Programa Meio dia ao Ponto ( ) Rádio ( ) internet ( ) outros.Questionário para avaliação da imagem do SENAI/RR UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CENTRO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E JURIDICAS – CeCAJ DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO Questionário para avaliação da imagem do SENAI/RR 1) Você conhece o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ Obrigada. qual seu conceito para o desempenho do SENAI/RR? ( ) Ótimo ( ) Bom ( ) Regular ( ) Ruim 6) Como você definiria as ações desenvolvidas pelo SENAI/RR na formação profissional no Estado de Roraima? ( ) Ótima ( ) Boa ( ) Regular ( ) Ruim 7) Como você avalia a imagem do SENAI/RR? ( ) Ótima ( ) Boa ( ) Regular ( ) Ruim 8) Na sua concepção. baseado em que você definiu essa imagem do SENAI/RR? _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ 9) No seu entendimento qual o papel do SENAI/RR para a sociedade? _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ 10) Faça sugestões e/ou críticas para o SENAI/RR. quais?_____________________________________ 3) Você tem conhecimento das atividades desenvolvidas pelo SENAI/RR? ( )Não conheço ( ) Conheço um pouco/razoavelmente ( ) Conheço bem 4) Você já utilizou algum produto ou serviço do SENAI/RR? ( )Nunca utilizou ( ) Já utilizou pouco ( ) Já utilizou muito 5) Se utilizou.

ANEXOS .

ANEXO A – Modelo Oganizacional do SENAI.DN .

Mecânica e Automotiva Eletroeletrônica. Gerais NIT Serviços Técnicos Tecnológicos . Gestão e Segurança Metal .ANEXO-B MODELO ORGANIZACIONAL DO SENAI/RR MODELO ORGANIZACIONAL DO SENAI/RR GESTÃO CONSULTIVA DELIBERATIVA CONSELHO REGIONAL GESTÃO EXECUTIVA GESTÃO ESTRATÉGICA Gabinete Regional CPL Assessoria Jurídica DIREÇÃO REGIONAL Desenvolvimento Organizacional Relações com o Mercado Planejamento e Orçamento Escritório da Qualidade GESTÃO CORPORATIVA GAD Suprimento Contabilidade Logística Adm.SAM Secretaria Escolar Coordenação de Áreas Coordenação Pedagógica Serv. Téc Web Master GTI GSTT GESTÃO OPERACIONAL Informática Alimentos.STT .P. Pessoal Tesouraria Arrecadação GFIN GEP Administrador Rede Analista Sup.F. Construção Civil e Mad/Mobiliário DIREÇÃO DO C. Serviços de Ações Móveis . Telecom e Refrigeração Confecção do Vestuário.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful