Você está na página 1de 4

O Templário

Outubro / 2011 -

Fraternidade Rosa-Cruz do Brasil

B

J

O Templário
ANO VI NO 54

Distribuição Gratuita

Outubro / 2011

Comemorações das Datas Magnas
A Fraternidade Rosa-Cruz do Brasil foi aberta ao público em 27 de outubro de 1930 pelo professor Júlio Guajará Rodrigues Ferreira que, por sua vez, nasceu em 29 de outubro de 1902. Este mês, portanto, é muito importante para todos os membros desta augusta instituição e, no último domingo, como acontece há 81 anos, são realizadas as “Comemorações das Datas Magnas” (um culto especial), na Matriz Nacional, no Templo de São João, na Rua Afonso Pena, nº 75, no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, para se lembrar essas importantes efemérides. Antes de 1930, a Fraternidade Rosa-Cruz do Brasil, que segue o “Rito Templário”, funcionava secretamente sob a direção dos Veneráveis
O Capítulo de São Luiz também é um departamento da Fraternidade Rosa-Cruz do Brasil e está localizado na Rua Angélica Mota, 166, Olaria, RJ.

Grão-Mestres Múcio Teixeira (Barão Ergonte) e Magnus Söndahl (Hierofante Rosa-Cruz). No início os cultos ocorreram em vários endereços, mas acabou por se fixar num prédio alugado na Rua Barão de Itapagipe, nº. 68, no Rio Comprido. A primeira reunião da Congregação num prédio próprio (o atual Templo de São João) foi realizada num domingo, em 10 de junho de 1951, às 10 horas, com uma frequência superior a 200 irmãos, sob a direção do dirigente Panfili Guerino. Em 1932 foi editado o jornal “O Cartel”, primeiro órgão oficial de divulgação. Este periódico foi substituído pelo “Jornal do Templo”, fundado em fevereiro de 1946, sendo publicado até setembro de 2005, quando passou a ser chamado “O Templário”. (Continua na página seguinte.)

Templo de São João – Rua Afonso Pena, 75 (Pça. Afonso Pena), Tijuca, RJ.

2 - O Templário

Outubro / 2011

Um resumo da vida do instituidor um banquinho, em praças públicas do Rio de
Janeiro divulgando a doutrina Rosa-Cruz. Nesse período também realizou várias conferências sobre assuntos espirituais, que foram resumidas e publicadas nos jornais “A Gazeta de Notícias”, “Jornal do Comércio”, “Diário da Noite”, “Jornal do Brasil” e “O Jornal”. Conhecia com profundidade Antroposofia, Alquimia, Psicologia, Física, Astrologia e outras ciências, e falava e traduzia inglês, francês, árabe, sânscrito e aramaico. Trabalhou no Colégio D. Pedro II.

Júlio Guajará Rodrigues Ferreira

O terceiro Venerável Grão-Mestre, professor Júlio Guajará Rodrigues Ferreira, nasceu em Belém do Pará. Foi casado com Maria Rodrigues Ferreira e teve duas filhas Letícia e Doris. Em 1924, com apenas 22 anos, publicou o livro “Os Mistérios da Alma”. Passou toda a adolescência na Europa, principalmente na Inglaterra, França e Portugal. Obteve o título de professor na Universidade Britânica (Inglaterra).

Waldemar José Pacheco

Múcio Teixeira

Em 1927, foi presidente da Ordem Mística do Pensamento, que funcionava na Rua do Mercado, nº. 14, 2º andar, Praça XV, no Centro do Rio de Janeiro. Conduziu, desta instituição, para a Fraternidade Rosa-Cruz do Brasil vários Irmãos, dentre eles Waldemar José Pacheco, que, anos Magnus Söndahl Panfili Guerino mais tarde, foi dirigente e Venerável GrãoMestre. Depois passou a ser instrutor secreto Em 22 de junho de 1931 fez um prognóstico dessa organização e da Sociedade Teosófica sobre fatos que iriam acontecer em vários países Rosa-Cruz, que funcionava na Rua São Carlos, nº. e no mundo, como, por exemplo, a Segunda 127, no bairro do Estácio. Guerra Mundial. O professor Júlio Guajará Rodrigues Ferreira O professor Júlio Guajará Rodrigues Ferreira fazia horóscopos e mapas astrais que eram passou para outros planos em 28 de janeiro de publicados no jornal “A Noite”. Foi redator-chefe 1944. da revista “A Mente”. Discursava em pé, sobre Dyrceu Rangel Borges

O Templário

Outubro / 2011 - 3

A importância da tranquilidade
Se há um estado que seja mais essencial do que os outros para garantir a evolução do espírito, esse é o da serenidade. Não existe nada tão importante para a saúde do corpo, da mente e do espírito como a tranquilidade. Esse estado dá capacidade ao homem de se conhecer internamente, livrando-o de muitas dificuldades e esforços inúteis. O simples trabalho de manter o estado mental sereno liberta o indivíduo do desassossego mental. erros, em perseverar na luta, sem desanimar, para superar o desafio. O indivíduo deve enfrentar suas provas e superar seus obstáculos sem queixumes. O homem não deve se enfraquecer com lamentações inúteis, pois necessita de todas as forças para trabalhar por suas conquistas. Muitas vezes, a razão dos insucessos consiste numa falta de fé. O medo também produz derrotas, mais até
SXC

É fato conhecido no ocultismo que cada qual tem exatamente aquilo que merece, e isto é tão real no que concerne aos assuntos materiais como as qualidades morais e espirituais. Portanto, se o homem está passando por uma prova dolorosa e se sente enfraquecido, não há nenhum mérito se inquietando. Pode, inclusive, agravar a situação. O mérito consiste em aceitar, sem murmurar, as consequências das faltas ou

do que todos os fatores reunidos que levaram a uma determinada situação. Para afastar qualquer temor, basta pensar exclusivamente na prosperidade do espírito. Em todas as situações dá para se tirar uma lição. Esse posicionamento também gera uma tranquilidade. Sejam quais forem as circunstâncias, só há uma saída: pensamentos confiantes e positivos.
Kediva Santos

4 - O Templário

Outubro / 2011

Astrologia
A Astrologia não é apenas uma ciência de predição. Não é apenas os textos que são publicados informando sobre as influências para determinados signos, ou que determinados dias serão benéficos ou maléficos, ou que tenhamos apenas doze tipos de indivíduos no mundo, ignorando as diversas nuances de um mapa natal, reduzindo o ser humano a tão pequeno papel. A Astrologia é muito mais do que isso. Seu valor é muito maior do que esse senso comum coletivo de ignorância, onde finanças, interesses mesquinhos e medrosos predominam. Muitas dessas pessoas que acompanham na mídia tais prognósticos agem por puro medo, medo de viver, e acabam auxiliando na deturpação dessa extraordinária e exata ciência. A Astrologia é um conhecimento que aproxima o homem de DEUS e sua obra mostra o passado, o presente e o futuro, ou seja, por onde andamos em nosso passado, por onde estamos e para onde caminhamos. É bom lembrar que o sincronismo do Cosmos é exato. Através do estudo da Astrologia pode ser revelado o que está ao redor do homem, com a percepção necessária dos vícios e defeitos ou das qualidades latentes, que aguardam apenas um desejo para fluir. Para um indivíduo que está numa escola iniciática como a Fraternidade RosaCruz do Brasil, a Astrologia pode ser uma ferramenta de grande importância, revelando todas essas tendências, dando ao neófito informações para fazer em si o trabalho necessário de transformação, permitindo que evolua atuando sobre seus aspectos negativos, despertando suas qualidades. O conhecimento astrológico também ajuda o estudante a suplantar paixões terrenas que escravizam, oferecendo ao estudante a oportunidade de ser livre das mazelas da carne. O homem veio a este mundo para evoluir, e existe um simbolismo muito claro sobre isso no mito de Hércules, o filho de Zeus (um imortal). Ele recebeu a semente Divina, mas como nasceu do ventre de uma mortal, fica sempre a dúvida se é um ser imortal ou não. São dadas a Hércules 12 missões ou 12 trabalhos, numa comparação clara com os 12 signos. Sendo assim, fica fácil uma analogia. É a tarefa de cada homem despertar as qualidades de cada signo astrológico, trabalhando e vencendo os aspectos negativos destes, trazendo à tona toda “Verdade Divina”. Obviamente, tudo isso é muito simbólico, mas, na verdade, o mito de Hércules representa a saga de todo ser humano ao transpor os 12 signos. Ele termina seu trabalho neste mundo conhecendo seu lado espiritual e as verdadeiras “Raízes Divinas”.
Leonardo Gomes Pereira

A Fraternidade Rosa-Cruz do Brasil é uma instituição doutrinária de culto e cultura, fraternal e universal, que se compõe de ilimitado número de filiados, de ambos os sexos, sem preconceitos de crença, nacionalidade, cor ou posição social. Os seus objetivos são administrados sob as regras disciplinares do Rito Templário. Diretor - Redator Responsável David Soares Telles Revisão Horácio R. de Freitas e Deyzi T. Cavanellas Site: www.rosacruzdobrasil.org.br E-mail: frcb@rosacruzdobrasil.org.br
Editoração, Criação, Arte e Impressão Letras e Magia Editora - www.letrasemagia.com.br

Endereços e horários dos cultos públicos da Fraternidade Rosa-Cruz do Brasil: Templo de São João – Rua Afonso Pena, 75 Capítulo de São Luiz – Rua Angélica (Pça. Afonso Pena), Tijuca, RJ. Tel.: 2569-7625. Mota, 166, Olaria, RJ. Tel.: 2564-7121. Cultos públicos nas terças-feiras, às 19h45min Cultos públicos nas quartas-feiras, às 19h45min (Chegar com antecedência). (Chegar com antecedência).