Você está na página 1de 1

3 Abril 2009 29

DESPORTO
Vitória sobre a África do Sul (2-0) Selecção B ganha Hungria e Dinamarca distanciam-se
Em jogo contra a Roménia,
Portugal venceu, na terça-feira, a fraca selecção da África do Sul, disputado em Campo Maior, os Nos jogos de quarta-feira, referentes ao grupo de Portugal, a
anfitrião do próximo Mundia de Futebol. Num jogo pobre, que Bês de Portugal venceram a Hungria venceu Malta por 3-0 e a Dinamarca derrotou a Albânia
não fez esquecer o resultado frente à Suécia, Queiroz congénere romena por 2-0, num por resultado idêntico. Deste modo, ambas as equipas se
utilizou alguns “reservas” e promoveu quatro estreias. Entrando encontro que Queiroz, ainda de distanciaram de Portugal e somam agora 13 pontos cada. É
de rompante, Portugal marcou logo aos 4 minutos, por barba rala, assistiu da bancada. certo que a Hungria tem um jogo a mais do que a nossa
intermédio de Bruno Alves, mas foi preciso um autogolo dos Os golos portugueses foram selecção que ainda não defrontou os magiares. De qualquer
africanos para confirmar uma vitória que vai permitir que o obtidos por Eliseu, aos 24 modo, as contas portuguesas começam a complicar-se, pois a
seleccionador corte a barba, afinal a única consequência que minutos e por Djaló, já na fase este duo teremos ainda de juntar a selecção sueca, que tem os
resulta deste jogo a feijões para emigrante ver... final do encontro (88 min.). mesmos pontos... com um jogo a menos. A ver vamos...

A cem por cento


MAIS UM NULO FRENTE À SUÉCIA Segundo Queiroz,
Deco estaria a cem

Essa do Queiroz...
por cento mas
jogou menos de
meia hora...

Portugal jogou toda a segunda parte com quatro centrais.


Num encontro que era obrigatoriamente para ganhar,
custa a entender essa esta opção de Queiroz, que tinha
no banco Deco, Nani e Hugo Almeida. Pelo menos.

Mais um nulo, mais um passo atrás na caminhada para o objectivos, até porque o seleccionador português entendeu dar va na área adversária. Com Nani, Deco e Hugo Almeida no
Mundial 2010, cada vez mais longe dos horizontes portugueses. uma mãozinha, jogando toda a segunda parte com quatro cen- banco, não se percebe a exagerada cautela de Queiroz em se
Mais uma vez a selecção portuguesa não encontrou o caminho trais (Pepe, Bruno Alves, Ricardo Carvalho e Rolando). A lesão balancear mais no ataque. Até porque Deco, segundo o profe


para o golo. Tirando aquele penaltizinho no par- de Bosingwa, no havia declarado ironicamente, estava (só) a cem por cento -
ticular frente à Finlândia, Portugal está a zeros Se todos fizessem final do primeiro medida insuficiente para satisfazer o ego perfeccionista de
desde o confronto com a Dinamarca, não o que eu fiz, tempo, não terá Queiroz, que apenas utilizou o médio durante 28 minutos,
marca um golo há três jogos oficiais. É claro provavelmente sido devidamente tempo suficiente, porém, para se perceber que os cem por cento
que também os não tem sofrido, mas os três
consecutivos empates... só empatam a ida à
éramos campeões aQueiroz nalisada por
que, em
de Deco rendiam bem mais do que os cento e dez por cento de
muito boa gente que por ali andava. No final do jogo, tal como
África do Sul. do Mundo” vez de tirar Pepe já havia acontecido frente à modesta Albânia, referiu-se o brio
Sabia-se que os rapazes altos, loiros e Alguns terão feito tanto ou até mais, (um trinco sem dos jogadores, invocou-se a falta de sorte, condenou-se a
pelo menos na selecção. E a modéstia
espadaúdos que compõem a selecção sueca vin- não fica mal nem ao melhor do mundo! adversário para teimosia da bola que não quis entrar na baliza sueca, promete-
ham jogar assim, sobre a defesa e tentanto trincar) e dar mais ram-se vitórias fora quando não se consegue ganhar em casa.
explorar o contra ataque. E, como já não são os toscos de que acutilância ao ataque, entendeu fazer entrar Rolando, numa Enfim, um coro de palavras que o vento se encarregará de levar,
se falava há vinte anos atrás, conseguiram plenamente os seus altura em que Portugal tinha a bola, dominava... mas não entra- mas que talvez já não cheguem à longínqua África do Sul. D.S.
PUB.