Você está na página 1de 49

Módulo IV

Tipos de expedientes: aviso, ofício, memorando,


exposição de motivos, mensagem, telegrama, fax
e correio eletrônico.

TIPOS DE EXPEDIENTES OFICIAIS

O Manual de Redação da
Presidência da República
apresenta os seguintes tipos de
documentos:

1
TIPOS DE DOCUMENTOS

Existem três tipos de expedientes que se


diferenciam antes pela finalidade do que
pela forma: o ofício, o aviso e o memorando.

2
Memorizem a palavra AMO

A viso
M emorando
O fício

•Gênero: AVISO

Tem a finalidade de tratar de assuntos oficiais entre


Ministros de Estado, entre Secretários Estaduais ou
entre Secretários Municipais;

É um documento oficial expedido entre autoridades de


mesma hierarquia. Por isso, o fecho será SEMPRE
“Atenciosamente” ;

Os parágrafos do aviso NÃO são enumerados.

3
•Gênero: Ofício

Tem como finalidade o tratamento de assuntos


oficiais pelos órgãos da Administração Pública
entre si e também com particulares;

Pode-se dizer que o destinatário do ofício se


encontra fora do órgão de origem. Por isso, é
conhecido como comunicação EXTERNA.

4
AVISO

- expedido exclusivamente por Ministros de


Estado, para autoridades de mesma hierarquia;
- trata de assuntos oficiais pelos órgãos da
Administração Pública entre si.

OFÍCIO

- expedido para e pelas demais autoridades;


- trata de assuntos oficiais pelos órgãos da
Administração Pública entre si e, também, com
particulares. Por isso, é uma comunicação externa.

5
•AVISO E OFÍCIO: ASPECTOS FORMAIS

Seguem o modelo do padrão ofício;

São acrescidos do vocativo, que invoca o destina-


tário, seguido de vírgula.

Exemplos:
Excelentíssimo Senhor Presidente da República,
Senhora Ministra,
Senhor Chefe de Gabinete,

Importante!

No cabeçalho ou no rodapé do ofício, o


destinatário deve ser indicado por meio de
endereçamento.

Exemplo:

6
76. (FCC-2006/TRT-20ª Região-Adaptada)
O Diretor de uma escola precisa de alimentos
para oferecer merenda aos alunos. Diante de tal
situação, julgue a afirmativa a seguir.

I. Como os pronomes de tratamento


obrigatórios nesse tipo de correspondência são
os de 2ª pessoa, os verbos também deverão
estar na 2ª pessoa do plural, como manifestação
de respeito.

76. (FCC-2006/TRT-20ª Região-Adaptada)


O Diretor de uma escola precisa de alimentos
para oferecer merenda aos alunos. Diante de tal
situação, julgue a afirmativa a seguir.

I. Como os pronomes de tratamento


obrigatórios nesse tipo de correspondência são
os de 2ª pessoa, os verbos também deverão
estar na 2ª pessoa do plural, como manifestação
de respeito.

Gabarito: Errada.

7
77. (FGV-2010/CODEBA-Adaptada) Segundo o que
orienta o Manual de Redação da Presidência da
República, analise a afirmativa a seguir.

I. Aviso e ofício são modalidades de comunicação


oficial praticamente idênticas. A única diferença
entre eles é que o aviso é expedido
exclusivamente por Ministros de Estado, para
autoridades de mesma hierarquia, ao passo que o
ofício é expedido para e pelas demais autoridades.

77. (FGV-2010/CODEBA-Adaptada) Segundo o que


orienta o Manual de Redação da Presidência da
República, analise a afirmativa a seguir.

I. Aviso e ofício são modalidades de comunicação


oficial praticamente idênticas. A única diferença
entre eles é que o aviso é expedido
exclusivamente por Ministros de Estado, para
autoridades de mesma hierarquia, ao passo que o
ofício é expedido para e pelas demais autoridades.

Gabarito: Correta.

8
78. (FGV-2010/CODEBA-Adaptada) Segundo o que
orienta o Manual de Redação da Presidência da
República, analise a afirmativa a seguir.

Aviso e ofício têm como finalidade o tratamento


de assuntos oficiais pelos órgãos da Administração
Pública entre si e, no caso do ofício, também com
particulares.

78. (FGV-2010/CODEBA-Adaptada) Segundo o que


orienta o Manual de Redação da Presidência da
República, analise a afirmativa a seguir.

Aviso e ofício têm como finalidade o tratamento


de assuntos oficiais pelos órgãos da Administração
Pública entre si e, no caso do ofício, também com
particulares.

Gabarito: Correta.

9
79. (FGV-2010/CODESP) Com base no Manual de
Redação da Presidência da República, devem
constar do cabeçalho ou do rodapé do ofício as
seguintes informações:

I. nome do órgão ou setor;

II. endereço postal;

III. telefone e endereço de correio eletrônico.

Analise os itens acima e assinale:

(A) se apenas os itens I e II estiverem


corretos.
(B) se apenas os itens I e III estiverem
corretos.
(C) se apenas o item I estiver correto.
(D) se nenhuma item estiver correto.
(E) se todos os itens estiverem corretos.

10
Analise os itens acima e assinale:

(A) se apenas os itens I e II estiverem


corretos.
(B) se apenas os itens I e III estiverem
corretos.
(C) se apenas o item I estiver correto.
(D) se nenhuma item estiver correto.
(E) se todos os itens estiverem corretos.

Gabarito: E.

80. (FGV-2010/CODEBA) Segundo o que


orienta o Manual de Redação da Presidência
da República, analise as afirmativas a seguir:
I. Aviso e ofício são modalidades de
comunicação oficial praticamente idênticas.
A única diferença entre eles é que o aviso é
expedido exclusivamente por Ministros de
Estado, para autoridades de mesma
hierarquia, ao passo que o ofício é expedido
para e pelas demais autoridades. Ambos têm
como finalidade o tratamento de assuntos
oficiais pelos órgãos da Administração
Pública entre si e, no caso do ofício, também
com particulares.

11
II. Quanto à sua forma, aviso e ofício
seguem o modelo do padrão ofício, com
acréscimo do vocativo, que invoca o
destinatário, seguido de vírgula.

III. Para evitar equívocos, o Manual


recomenda não deixar a assinatura em
página isolada do expediente; deve-se
transferir para essa página ao menos a
última frase anterior ao fecho.

Assinale:
(A) se apenas as afirmativas II e III estiverem
corretas.
(B) se todas as afirmativas estiverem
corretas.
(C) se nenhuma afirmativa estiver correta.
(D) se apenas as afirmativas I e III estiverem
corretas.
(E) se apenas as afirmativas I e II estiverem
corretas.

12
Assinale:
(A) se apenas as afirmativas II e III estiverem
corretas.
(B) se todas as afirmativas estiverem
corretas.
(C) se nenhuma afirmativa estiver correta.
(D) se apenas as afirmativas I e III estiverem
corretas.
(E) se apenas as afirmativas I e II estiverem
corretas.

Gabarito: B.

•Gênero: Memorando

Tem como finalidade o tratamento de assuntos oficiais


pelos departamentos ou setores de um mesmo órgão,
que podem estar hierarquicamente em mesmo nível
ou em níveis diferentes ;

Pode ter caráter meramente administrativo ou pode


ser empregado para a exposição de projetos, ideias,
diretrizes etc. a serem adotados por determinado
setor do serviço público ;

O destinatário do memorando se encontra dentro do


órgão de origem. Por isso, é conhecido como
comunicação eminentemente INTERNA.

13
Característica principal: AGILIDADE (rapidez e
simplicidade).

A tramitação do memorando em qualquer órgão


deve pautar-se pela rapidez e pela simplicidade
de procedimentos burocráticos.

Em ofícios e memorandos, independentemente


da urgência dos assuntos tratados, mantêm-se as
exigências de concisão e clareza da linguagem e
de revisão cuidadosa do texto do expediente.

MEMORANDO: ASPECTOS FORMAIS

Segue o modelo do padrão ofício;

Cuidado: O destinatário deve ser


mencionado pelo cargo que ocupa.

Exemplos:

Ao Sr. Chefe do Departamento de


Administração

Ao Sr. Subchefe para Assuntos Jurídicos

14
Ofício Memorando

Comunicação Comunicação
Externa Interna

15
81.(CESPE/UnB-2006/DATAPREV) Julgue
o item seguinte, referentes à redação
de correspondências oficiais.

O memorando é a comunicação feita


apenas entre unidades administrativas
de mesmo órgão que estejam
hierarquicamente no mesmo nível.

81.(CESPE/UnB-2006/DATAPREV) Julgue
o item seguinte, referentes à redação
de correspondências oficiais.

O memorando é a comunicação feita


apenas entre unidades administrativas
de mesmo órgão que estejam
hierarquicamente no mesmo nível.

Gabarito: Errado.

16
(CESPE/UnB-2011/TJ-ES) Tendo o texto a seguir
como referência inicial, julgue o item seguinte,
referente à linguagem empregada na
correspondência oficial.
A língua escrita, como a falada, compreende
diferentes níveis, de acordo com o uso que dela
se faça. Por exemplo, em uma carta a um
amigo, podemos nos valer de determinado
padrão de linguagem que incorpore expressões
extremamente pessoais ou coloquiais; em um
parecer jurídico, não se há de estranhar a
presença do vocabulário técnico
correspondente. Nos dois casos, há um padrão
de linguagem que atende ao uso que fazemos
da língua, a finalidade com que a empregamos.

82. Em ofícios e memorandos,


independentemente da urgência dos
assuntos tratados, mantêm-se as exigências
de concisão e clareza da linguagem e de
revisão cuidadosa do texto do expediente.

17
82. Em ofícios e memorandos,
independentemente da urgência dos
assuntos tratados, mantêm-se as exigências
de concisão e clareza da linguagem e de
revisão cuidadosa do texto do expediente.

Gabarito: Certo.

(CESPE/UnB-2011/PC-ES) Tendo o fragmento


de texto abaixo como referência inicial,
julgue o item seguinte, acerca das normas
que regem a redação de correspondências
oficiais.

18
83. O aviso, o ofício e o memorando
apresentam a mesma função; o que
os distingue é fundamentalmente a
diagramação adotada em sua forma.

83. O aviso, o ofício e o memorando


apresentam a mesma função; o que
os distingue é fundamentalmente a
diagramação adotada em sua forma.

Gabarito: Errado.

19
(CESPE/UnB-2011/TRE-ES) Com referência à
formatação de correspondências oficiais,
julgue o próximo item.

84. O aviso, o memorando e o ofício são


expedientes que podem apresentar uma
diagramação comum, denominada padrão
ofício.

(CESPE/UnB-2011/TRE-ES) Com referência à


formatação de correspondências oficiais,
julgue o próximo item.

84. O aviso, o memorando e o ofício são


expedientes que podem apresentar uma
diagramação comum, denominada padrão
ofício.

Gabarito: Certo.

20
(CESPE/UnB-2010/TRT-21ª Região) Julgue o item
a seguir, que se refere às normas de redação
oficial e da língua escrita padrão.

85. Memorando, ofício e aviso, expedientes da


comunicação oficial que servem ao mesmo
propósito funcional, são usados, geralmente,
no padrão formal denominado “padrão ofício”,
em virtude de poderem adotar a mesma
diagramação na distribuição das partes.

(CESPE/UnB-2010/TRT-21ª Região) Julgue o item


a seguir, que se refere às normas de redação
oficial e da língua escrita padrão.

85. Memorando, ofício e aviso, expedientes da


comunicação oficial que servem ao mesmo
propósito funcional, são usados, geralmente,
no padrão formal denominado “padrão ofício”,
em virtude de poderem adotar a mesma
diagramação na distribuição das partes.

Gabarito: Errado.

21
86. (CESPE/UnB-2010/DPU) Acerca de memorando,
assinale a opção correta.

a) A forma padrão do memorando é similar à do


telegrama.
b) O destinatário de memorando deve ser
mencionado pelo cargo que ocupa.
c) Trata-se de comunicação eminentemente
externa.
d) O memorando destina-se, exclusivamente, a
comunicações entre unidades administrativas de
níveis diferentes.
e) A tramitação de memorandos caracteriza-se por
grande complexidade de procedimentos

86. (CESPE/UnB-2010/DPU) Acerca de memorando,


assinale a opção correta.

a) A forma padrão do memorando é similar à do


telegrama.
b) O destinatário de memorando deve ser
mencionado pelo cargo que ocupa.
c) Trata-se de comunicação eminentemente
externa.
d) O memorando destina-se, exclusivamente, a
comunicações entre unidades administrativas de
níveis diferentes.
e) A tramitação de memorandos caracteriza-se por
grande complexidade de procedimentos

Gabarito: B.

22
(CESPE/UnB-2010/TCU) Considerando que a
redação de documentos oficiais deve
caracterizar-se, segundo o Manual de
Redação da Presidência da República, pela
impessoalidade, uso do padrão culto da
linguagem, clareza, concisão, formalidade e
uniformidade, julgue o seguinte item, a
respeito da elaboração de documentos.

87. Um documento como ofício ou


memorando, enviado de um auditor para
seu chefe, deve receber o fecho a seguir.

23
Gabarito: Errado.

88. (FGV-2010/CAERN) Em relação ao


memorando (ou comunicação interna),
analise as afirmativas a seguir:

I. Sua principal característica é a agilidade.

II. Quanto à forma, o memorando segue o


modelo do padrão ofício, com a diferença de
que o seu destinatário deve ser mencionado
pelo cargo que ocupa.

III. Tem caráter estritamente administrativo.

24
Assinale:

(A) se somente as afirmativas I e II estiverem


corretas.
(B) se somente as afirmativas II e III estiverem
corretas.
(C) se nenhuma afirmativa estiver correta.
(D) se somente as afirmativas I e III estiverem
corretas.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.

Assinale:

(A) se somente as afirmativas I e II estiverem


corretas.
(B) se somente as afirmativas II e III estiverem
corretas.
(C) se nenhuma afirmativa estiver correta.
(D) se somente as afirmativas I e III estiverem
corretas.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.

Gabarito: A.

25
89. (Cesgranrio-2006/PETROBRAS-Adaptada) Com
relação às características estabelecidas para
correspondências oficiais, julgue o item a seguir.

I. O memorando é a modalidade de comunicação


entre unidades administrativas de um mesmo
órgão, que podem estar hierarquicamente em
mesmo nível ou em níveis diferentes.

89. (Cesgranrio-2006/PETROBRAS-Adaptada) Com


relação às características estabelecidas para
correspondências oficiais, julgue o item a seguir.

I. O memorando é a modalidade de comunicação


entre unidades administrativas de um mesmo
órgão, que podem estar hierarquicamente em
mesmo nível ou em níveis diferentes.

Gabarito: Correto.

26
90. (Cesgranrio-2006/EPE) Em relação à redação
de correspondências oficiais, considere as
afirmações abaixo.
I - As comunicações oficiais, incluindo as
assinadas pelo Presidente da República, devem
trazer o nome e o cargo da autoridade que as
expede, abaixo do local da assinatura.
II - No ofício, além do nome e do cargo da
pessoa a quem é dirigida a comunicação, deve-se
incluir também o endereço.
III - No memorando, o destinatário deve ser
mencionado pelo cargo que ocupa.

Está(ão) correta(s) a(s) afirmação(ões):

(A) I, apenas.
(B) III, apenas.
(C) I e II, apenas.
(D) I e III, apenas.
(E) II e III, apenas.

27
Está(ão) correta(s) a(s) afirmação(ões):

(A) I, apenas.
(B) III, apenas.
(C) I e II, apenas.
(D) I e III, apenas.
(E) II e III, apenas.

Gabarito: E.

•Gênero: Exposição de Motivos (EM)

Definição e finalidade

Geralmente expedida por um Ministro de Estado, a


EM é um documento oficial dirigido ao Presidente
da República (ou Vice) para:

a) informá-lo de determinado assunto;


b) propor alguma medida;
c) submeter a sua consideração projeto de ato
normativo.

28
•Gênero: Exposição de Motivos (EM)

Tem como finalidade o tratamento de assuntos


oficiais de um Ministro de Estado para com o
Presidente ou Vice-Presidente da República, de um
Secretário Estadual para com o Governador (ou
Vice) ou de um Secretário Municipal para com o
Prefeito (ou Vice);

Geralmente, vem indicada pela sigla “EM”, devido


à extensão de seu nome.

•Gênero: Exposição de Motivos (EM)

Na exposição de motivos, não se preenche o


campo “destinatário”, pois este é único. Por
exemplo, se a EM for expedida por Ministro, o
destinatário será o Presidente da República; se
for expedida por Secretário Estadual, o
destinatário será apenas o Governador.

Por se dirigir a autoridades superiores, a EM


sempre apresentará o fecho “Respeitosamente”.

29
Ao elaborar uma exposição de motivos, a
atenção aos requisitos básicos da redação
oficial (clareza, concisão, impessoalidade,
formalidade, padronização e uso do padrão
culto de linguagem) deve ser redobrada.

EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS: ASPECTOS FORMAIS

Formalmente, a exposição de motivos de


caráter meramente informativo segue a
estrutura do padrão ofício.

30
(CESPE/UnB-2011/TJ-ES) Tendo o texto a seguir
como referência inicial, julgue o item seguinte,
referente à linguagem empregada na
correspondência oficial.
A língua escrita, como a falada, compreende
diferentes níveis, de acordo com o uso que dela
se faça. Por exemplo, em uma carta a um
amigo, podemos nos valer de determinado
padrão de linguagem que incorpore expressões
extremamente pessoais ou coloquiais; em um
parecer jurídico, não se há de estranhar a
presença do vocabulário técnico
correspondente. Nos dois casos, há um padrão
de linguagem que atende ao uso que fazemos
da língua, a finalidade com que a empregamos.

91. Os assuntos que constam da redação oficial


devem ser tratados de forma impessoal, com
exceção das propostas de projetos normativos
apresentadas nas exposições de motivos.

31
91. Os assuntos que constam da redação oficial
devem ser tratados de forma impessoal, com
exceção das propostas de projetos normativos
apresentadas nas exposições de motivos.

Gabarito: Errado.

•Gênero: Mensagem (NÃO é e-mail)

Definição e finalidade

Instrumento de comunicação oficial entre os


Chefes dos Poderes Públicos (Executivo,
Legislativo e Judiciário) ;

Tem como finalidade o tratamento de


assuntos oficiais (encaminhamento de
projetos ou consultas) entre os Chefes dos
Poderes Públicos.

32
Expedida pelos Chefes dos Poderes Públicos, a
mensagem é enviada para:

- informar sobre fato da Administração Pública;

- expor o plano do governo por ocasião da


abertura de sessão legislativa;

- submeter ao Congresso Nacional matérias que


dependem de deliberação de suas Casas;
apresentar veto;

- fazer e agradecer comunicações de tudo quanto


seja de interesse dos poderes públicos e da Nação.

MENSAGEM: ASPECTOS FORMAIS

Formalmente, as mensagens seguem o padrão


ofício.

Importante!

Assim como os demais expedientes oficiais


expedidos pelo Presidente da República, a mensa-
gem não traz a identificação de seu signatário por
meio do nome e do cargo. Lembre-se de que apenas
a assinatura é suficiente.

33
(CESPE/UnB-2009/ANAC) Com relação à
correspondência oficial, julgue o item a
seguir de acordo com o Manual de Redação
da Presidência da República.

92. Mensagem é o instrumento de


comunicação oficial utilizado entre os chefes
dos Poderes Executivo, Legislativo e
Judiciário.

(CESPE/UnB-2009/ANAC) Com relação à


correspondência oficial, julgue o item a
seguir de acordo com o Manual de Redação
da Presidência da República.

92. Mensagem é o instrumento de


comunicação oficial utilizado entre os chefes
dos Poderes Executivo, Legislativo e
Judiciário.

Gabarito: Certo.

34
(FGV-2008/Senado Federal) É o instrumento
de comunicação oficial entre os Chefes dos
Poderes Públicos, notadamente as
comunicações enviadas pelo Chefe do Poder
Executivo ao Poder Legislativo para
informar sobre fato da Administração
Pública; expor o plano de governo por
ocasião da abertura de sessão legislativa;
submeter ao Congresso Nacional matérias
que dependem de deliberação de suas Casas;
apresentar veto; enfim, fazer e agradecer
comunicações de tudo quanto seja de
interesse dos poderes públicos e da Nação.

93. Segundo o Manual de Redação da


Presidência da República, a definição acima
se refere a:

(A) aviso.
(B) ofício.
(C) mensagem.
(D) memorando.
(E) exposição de motivos.

35
93. Segundo o Manual de Redação da
Presidência da República, a definição acima
se refere a:

(A) aviso.
(B) ofício.
(C) mensagem.
(D) memorando.
(E) exposição de motivos.

Gabarito: C.

•Gênero: Telegrama

Definição e finalidade

É toda comunicação oficial expedida por meio de


telegrafia, telex etc. ;

Tem a finalidade de uniformizar a terminologia e


simplificar os procedimentos burocráticos.

36
Importante!

O uso do telegrama deve restringir-se


apenas àquelas situações em que NÃO seja
possível o uso de correio eletrônico (e-mail)
ou fax e que a urgência justifique sua
utilização e, também, em razão de seu custo
elevado, esta forma de comunicação deve
pautar-se pela concisão.

TELEGRAMA: ASPECTOS FORMAIS

Não há padrão rígido, devendo-se seguir a


forma e a estrutura dos formulários
disponíveis nas agências dos Correios e em
seu site na Internet.

37
Gênero: FAX

Definição e finalidade

O fax (forma abreviada já consagrada de fac-símile)


é uma forma de comunicação que cada vez mais
em desuso devido à propagação dos serviços de
internet.

É utilizado para a transmissão de mensagens


urgentes e para o envio antecipado de documen-
tos, de cujo conhecimento há urgência, quando
não há condições de envio do documento por
meio eletrônico.

38
Quando for necessário o original, o fax
segue posteriormente pela via e na forma de
praxe. Se for necessário o arquivamento,
deve-se fazê-lo com cópia Xerox do fax e não
com o próprio fax, cujo papel, em certos
modelos, se deteriora rapidamente.

FAX: ASPECTOS FORMAIS

Os documentos enviados por fax mantêm a


forma e a estrutura que lhes são inerentes. É
conveniente o envio, juntamente com o
documento principal, de folha de rosto, isto
é, de pequeno formulário com os dados de
identificação da mensagem a ser enviada.

39
Formulário de Identificação do Fax
(Folha de Rosto)

(FGV-2008/Senado-Adaptada) A respeito
do Padrão Ofício, conforme ensina o
Manual de Redação da Presidência da
República, analise a afirmativa a seguir.

94. Se necessário o arquivamento de fax,


pode-se fazê-lo com o próprio papel de
fax, não sendo necessário fazer cópia
dele.

40
(FGV-2008/Senado-Adaptada) A respeito
do Padrão Ofício, conforme ensina o
Manual de Redação da Presidência da
República, analise a afirmativa a seguir.

94. Se necessário o arquivamento de fax,


pode-se fazê-lo com o próprio papel de
fax, não sendo necessário fazer cópia
dele.

Gabarito: Errada.

Gênero: Correio Eletrônico

Definição e finalidade

O correio eletrônico (e-mail), por seu


baixo custo e celeridade, transformou-se
na principal forma de comunicação para
transmissão de documentos.

41
CORREIO ELETRÔNICO: ASPECTOS FORMAIS

Um dos atrativos da comunicação por correio


eletrônico é a sua flexibilidade. Assim, não é
interessante definir forma rígida para sua
estrutura. Entretanto, deve-se evitar o uso de
linguagem incompatível com uma comunicação
oficial (o “internetês”, por exemplo).

O campo assunto do formulário de correio


eletrônico deve ser preenchido de modo a facilitar
a organização documental tanto do destinatário
quanto do remetente.

Para os arquivos anexados à mensagem


deve ser utilizado, preferencialmente, o
formato Ritch Text. A mensagem que
encaminha algum arquivo deve trazer
informações mínimas sobre seu
conteúdo.

Sempre que disponível, deve-se utilizar


recurso de confirmação de leitura. Caso
não esteja disponível, deve constar da
mensagem pedido de confirmação de
recebimento.

42
Muito importante!

Valor Documental

Nos termos da legislação em vigor, para que a


mensagem de correio eletrônico tenha valor docu-
mental, isto é, para que possa ser aceita como
documento original, é necessário existir certifica-
ção digital que ateste a identidade do remetente,
na forma estabelecida em lei.

95. (CESPE/UnB-2010/DPU) Suponha que o


Ministro da Justiça pretenda enviar ao
Ministro do Planejamento uma solicitação
formal de recursos para a DPU. Nessa
situação, o procedimento mais adequado
de envio é:

a) telegrama;
b) memorando;
c) ofício;
d) correio eletrônico (e-mail);
e) aviso.

43
95. (CESPE/UnB-2010/DPU) Suponha que o
Ministro da Justiça pretenda enviar ao
Ministro do Planejamento uma solicitação
formal de recursos para a DPU. Nessa
situação, o procedimento mais adequado
de envio é:

a) telegrama;
b) memorando;
c) ofício;
d) correio eletrônico (e-mail);
e) aviso.

Gabarito: E.

(CESPE/UnB-2009/MDS) Com relação à


correspondência oficial, julgue o item a
seguir de acordo com o Manual de
Redação da Presidência da República.

96. Mensagens de e-mail são


geralmente usadas em caráter de
urgência e nunca têm valor legal.

44
(CESPE/UnB-2009/MDS) Com relação à
correspondência oficial, julgue o item a
seguir de acordo com o Manual de
Redação da Presidência da República.

96. Mensagens de e-mail são


geralmente usadas em caráter de
urgência e nunca têm valor legal.

Gabarito: Errado.

(CESPE/UnB-2009/DETRAN-DF) A respeito da
redação de expediente, julgue os próximos
itens.

97. O envio de documentos, quando


urgente, pode ser antecipado por fax ou por
correio eletrônico, sendo recomendados o
preenchimento de formulário apropriado
(folha de rosto), no caso do fax, e a
certificação digital, no caso do e-mail.

45
(CESPE/UnB-2009/DETRAN-DF) A respeito da
redação de expediente, julgue os próximos
itens.

97. O envio de documentos, quando


urgente, pode ser antecipado por fax ou por
correio eletrônico, sendo recomendados o
preenchimento de formulário apropriado
(folha de rosto), no caso do fax, e a
certificação digital, no caso do e-mail.

Gabarito: Certo.

98. Não há necessidade de se seguir


uma estruturação rígida em
mensagens enviadas por meio de
correio eletrônico, diferentemente
das outras formas de comunicação
oficial.

46
98. Não há necessidade de se seguir
uma estruturação rígida em
mensagens enviadas por meio de
correio eletrônico, diferentemente
das outras formas de comunicação
oficial.

Gabarito: Certo.

(CESPE/UnB-2012/Polícia Federal) Com relação ao


formato e à linguagem das comunicações oficiais,
julgue os itens que se seguem com base no
Manual de Redação da Presidência da República.

99. A estrutura do telegrama e da mensagem por


correio eletrônico de caráter oficial é flexível.

47
(CESPE/UnB-2012/Polícia Federal) Com relação ao
formato e à linguagem das comunicações oficiais,
julgue os itens que se seguem com base no
Manual de Redação da Presidência da República.

99. A estrutura do telegrama e da mensagem por


correio eletrônico de caráter oficial é flexível.

Gabarito: CERTO.

100. (Cesgranrio-2005/ANP) A modalidade de


comunicação adequada entre unidades
administrativas do mesmo órgão,
caracterizada por ser uma forma de
comunicação interna, é:
(A) fax.
(B) bilhete.
(C) memorando.
(D) correio eletrônico.
(E) exposição de motivos.

48
100. (Cesgranrio-2005/ANP) A modalidade de
comunicação adequada entre unidades
administrativas do mesmo órgão,
caracterizada por ser uma forma de
comunicação interna, é:
(A) fax.
(B) bilhete.
(C) memorando.
(D) correio eletrônico.
(E) exposição de motivos.

Gabarito: C.

49