Você está na página 1de 20

SIMULADO RECEITA FEDERAL

LÍNGUA PORTUGUESA
Melhor Qualidade de Vida

O exemplo de Los Angeles, onde grupos sociais se organizaram para buscar soluções para
seus problemas, deve ser observado com atenção. Formando, inclusive, patrulhas civis para
inibir a violência urbana, demonstraram o quanto a participação de todos é vital. Sem uma
mudança radical de mentalidade jamais construiremos uma convivência tranqüila e segura. Cada
um por si é o caminho do suicídio. Contar apenas com o governo, com a polícia, para nossa
proteção, é confiar demais na sorte. Temos que assumir nossas responsabilidades. Vizinhos,
amigos, qualquer um que cruze por nossa calçada não pode ser encarado como um estranho.
Devem ser como parte de nossas famílias.
(Jornal da semana, 18 de novembro de 1995)

01. Segundo o texto, a melhor qualidade de vida depende:


a) da ação da polícia
b) da ação organizada do governo
c) da ação integrada de toda comunidade
d) da formulação de patrulhas civis
e) da ação individual.
02. autor cita o exemplo de Los Angeles para:
a) demonstrar que nos Estados Unidos tudo funciona melhor.
b) Poder abordar problemas semelhantes no Brasil.
c) Indicar caminhos equivocados na solução do problema da violência.
d) Provar que só a democracia pode consertar os erros sociais.
e) Mostrar que os americanos já resolveram os problemas que nos incomodam.
03. “...para buscar soluções...” (l 2); neste trecho, a preposição para indica:
a) causa
b) direção
c) comparação
d) concessão
e) finalidade
04. “...para seus problemas...” (l 2); o possessivo destacado tem como antecedente:
a) Los Angeles
b) grupos sociais
c) patrulhas civis
d) soluções
e) famílias
05. Aponte a alternativa pontuada corretamente:
a) Para mim ser é admirar-me de estar sendo.
b) Para mim, ser é admirar-me de estar sendo.
c) Para mim ser, é admirar-me de estar sendo.
d) Para mim ser é admirar-me de, estar sendo.
e) Para mim ser, é admirar-me de estar, sendo.
1
06. Quanto à colocação pronominal, assinale a alternativa incorreta:

a) Nunca se ouviu falar dele.


b) Apelidar-te-ei de ‘formoso”.
c) Me impuseram severo castigo.
d) Largaste-me só e desamparado.
e) Apressa-te porque já é dia.

07. Marque a opção com erro de acentuação:

a) Pároco
b) Rúbrica
c) Ciúme
d) Ordinário
e) Demência

08. Ainda....pouco, eu.....vi atravessando aquela rua, ali...direita.


A opção que completa corretamente o trecho acima é:

a) há – a – à
b) há – a – a
c) a – a- a
d) a – à – à
e) à – a – a

Houve um tempo em que a minha janela se abria para um chalé. Na ponta do chalé
brilhava um grande ovo de louça azul. Nesse ovo costumava pousar um pombo branco. Ora, nos
dias límpidos, quando o céu ficava da mesma cor do ovo de louça, o pombo parecia pousado no
ar. Eu era criança, achava essa ilusão maravilhosa, e sentia-me completamente feliz.
Houve um tempo em que minha janela dava para um canal. No canal oscilava um barco.
Um barco carregado de flores. Para onde iam aquelas flores? quem as comprava? em que jarra,
em que sala, diante de quem brilhariam, na sua breve existência? e que mãos as tinham criado?
e que pessoas iam sorrir de alegria ao recebê-las? Eu não era mais criança, porém minha alma
ficava completamente feliz. [...]
Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela,
uns dizem que essas coisas não existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é
preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.(Cecília Meireles, A arte de ser feliz. Em
"Escolha seu sonho", p. 24.)

09. Assinale a alternativa em que o trecho - "Eu não era mais criança, porém minha alma ficava
completamente feliz." - está parafraseado por meio de uma subordinação.

a) Eu não era mais criança, mas minha alma ficava completamente feliz.
b) Eu não era mais criança, todavia minha alma ficava completamente feliz.
c) Embora eu não fosse mais criança, minha alma ficava completamente feliz.
d) Eu não era mais criança; minha alma ficava, entretanto, completamente feliz.
e) Eu não era mais criança; minha alma, contudo, ficava completamente feliz.

O CÉREBRO E A MEMÓRIA

Como se formam lembranças no cérebro de um bebê? Por que uma melodia romântica
pode disparar sensações tão agradáveis? Por que não conseguimos nos lembrar do que
aconteceu conosco antes dos três anos de idade?
Lembrar não implica apenas arquivamento de informações. É difícil perceber, mas
precisamos de memória para atribuir sentido ................ experiências vivenciadas e conectá-las
com outras. ¨Não notamos, mas precisamos da memória também, por exemplo, para associar
............. bicicleta caída ............. um tombo que levamos ou para acertar o trajeto da cozinha
2
................ sala.
Na infância, quando aprendemos a andar, há uma explosão de conexões entre as células
cerebrais. Cada experiência, por mais trivial que seja, imprime uma marca no cérebro, formando
um circuito entre neurônios. Já as memórias que perdem o interesse vão sendo descartadas.
Essa constante transformação do cérebro impede que haja duas pessoas iguais no mundo.
Uma curiosidade da memória é a seleção. Convenhamos: armazenar tudo seria tão inútil
quanto não guardar nada. ¤Então, para não se sobrecarregar, o cérebro é sábio. Divide as
tarefas e usa tipos diferentes de memória. Para entender e escrever o que se ouve ou se lê,
usa-se uma memória descartável. Essa é a memória de trabalho. O cérebro sabe que não
precisa guardar informações corriqueiras por muito tempo. Por isso, reserva espaço para a
memória de longa duração; Dessa forma, o cérebro escolhe o que vai formar nossa bagagem de
experiências.
Algumas lembranças, entretanto, parecem emergir do nada: uma música pode reacender
as sensações de um jantar romântico. Nesse caso, o cérebro associou a melodia ao rosto, ao
cheiro, ao nome de uma pessoa. Naquele momento, neurônios formaram conexões para
reconhecer todos os detalhes. A imagem foi montada pelo córtex visual: o perfume foi
reconhecido no córtex olfativo; a música e as emoções do momento foram registradas em
outras áreas do cérebro.
Mesmo finda a seqüência, a cena ainda não estará completamente arquivada. As
informações, frescas, precisam passar pelo hipocampo, que, como uma cola, reforçará cada elo
do circuito de neurônios. Uma interrupção pode, inclusive, causar a desgravação ou a não
gravação. Por isso, depois de um acidente de carro, por exemplo, a vítima esquece momentos
imediatamente anteriores à batida. Um trauma interrompeu uma fase de gravação.
Uma vez fixado, um circuito de neurônios pode ficar no cérebro por décadas. Por isso,
tempos depois, num bar, distraído, você ouve aquela música e pronto! Uma coisa puxa a outra e
será suficiente para reativar todo o circuito. Aliás, a lembrança pode ser até mais agradável do
que foi o acontecimento real.
Adaptado de: VARELLA, Dráuzio. "O cérebro e a mente" (Série 'Cérebro, a máquina'). Disponível em:
<http://www.drauziovarella.com.br>

10. Considere as propostas de reformulação do fragmento "Não notamos, mas precisamos da


memória também, por exemplo, para associar".

I. Conquanto não notemos, evocamos, por exemplo, a memória também para associar.
II. Ainda que não percebamos, a memória se faz necessária também, por exemplo, para
associar.
III. Embora sem se dar conta, recuperamos a memória também, por exemplo, para associar.

Quais são reformulações corretas, e compatíveis em termos de significado, do fragmento dado?

a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) Apenas II e III.

FOTÓGRAFO DESCOBRIA DELICADEZA DE GESTOS

"Tirar fotos é prender a respiração quando todas as faculdades convergem para a


realidade fugaz. É organizar rigorosamente as formas visuais percebidas para expressar o seu
significado. É pôr numa mesma linha cabeça, olho e coração. Essa imbatível definição do ato
fotográfico, feita pelo próprio Henri Cartier-Bresson, serve de ponto de partida para entender a
magnitude e a ............ de sua obra em todo o mundo.
Cartier-Bresson fotografava com o instinto de um caçador que persegue obstinadamente
sua presa. Ele até se enveredou pelo universo dos retratos e os fez bem, mas seu grande
diferencial era um faro particular para capturar ............... . Sua busca incansável era por aquilo
que ele conceituou como o instante decisivo, o momento em que o universo em harmonia
3
conspirava a favor do artista.
Mais do que uma técnica apurada, o instante decisivo de Cartier-Bresson preconizava a
paixão pelo prosaico e pela fugacidade da vida. Sua investigação não buscava a obtenção de
fotografias grandiosas, mas, sim, a descoberta da beleza e da delicadeza dos pequenos gestos.
Ao aposentar-se, Bresson se abrigou no desenho e na pintura. "Não tenho saudades. O
desenho é uma meditação, enquanto a foto é um tiro." A preferência pela meditação e pela
............... era também uma forma de fugir ao assédio.
Bresson morre no momento em que a fotografia passa por uma profunda transformação
no mundo todo. Com a disseminação das câmaras digitais portáteis, dos celulares e "palm tops"
que fotografam e com a facilidade de circulação das imagens via internet, uma nova linguagem
está sendo elaborada sem que saibamos onde tudo isso vai dar.
A visão do mundo de Bresson e de seus pares, alicerçada na sensibilidade, na argúcia e
no rigor estético, parece não ser mais suficiente para traduzir esses novos tempos. A era da
velocidade e da informação carrega a convicção de que o instante decisivo ocorre o tempo todo
e está "on-line". Mera ilusão. Cartier-Bresson será sempre o fio da meada para reencontrar uma
sensibilidade em extinção.
Adaptado de: FOLHA DE SÃO PAULO, 5 agosto 2004. Caderno "Mundo", p. 20.

11. A relação estabelecida entre a expressão "Mera ilusão" (ref. 30) e a frase que a precede é
de

a) causa.
b) conclusão.
c) condição.
d) oposição.
e) conseqüência.

TODOS MALUFARAM

No século passado, os adversários de Paulo Maluf cunharam a seguinte expressão: "A


gente odeia o Maluf há tanto tempo que nem lembra mais os motivos".
De fato, Maluf foi erigido uma espécie de campeão mundial da corrupção, desde que
tratou o dinheiro público como dele, ao doar Volkswagens para os campeões do mundo de 1970
(já ganhamos duas Copas e perdemos seis desde então).
Era tamanho o ruído em torno de Maluf que até se criou o verbo "malufar" para designar
comportamentos não exatamente santos.
Seria lógico que, quando, finalmente, a Justiça decretasse a prisão preventiva desse
personagem folclórico-histórico, ganhasse as manchetes, certo? Errado. Perdeu-as para o
"mensalinho", acredite quem quiser. Severino Cavalcanti, aliás do mesmo partido de Maluf,
derrotou-o no torneio de informações sobre corrupção em que o país afunda todo santo dia.
É eloqüente do estado de um país quando o suposto (ou real) campeão mundial da
corrupção perde esse tipo de torneio para um deputado menor, embora presidente da Câmara,
acusado de um desvio igualmente menor, do seu tamanho, aliás.
É igualmente eloqüente que ninguém mais, salvo um ou outro partido nanico, odeie Maluf.
Ele já andou em outdoors (1998) abraçado a Fernando Henrique Cardoso, o patriarca-mor do
tucanato.
Já se aliou ao PT, na campanha municipal de 2002, além de seu partido fazer parte da
base de sustentação do governo Lula. Se bobear, Maluf ganha um cheque em branco do próprio
Lula, como o PP ganhou um ministério, aliás por indicação do mesmo Severino que desbancou
Maluf da manchete.
Do PFL, Maluf sempre foi companheiro de viagem em São Paulo, até que o PFL se
tornasse linha auxiliar do tucanato.
Passou tanto tempo desde os "fusquinhas" de 1970 que todos malufaram. Ou quase
todos. É o Brasil, evoluindo sempre.
(Clóvis Rossi, extraído do jornal "Folha de S. Paulo", de 11/09/2005)

4
12. O trecho que apresenta uma relação de causa e conseqüência é:
a) ...desde que tratou o dinheiro público como dele,...
b) ...como o PP ganhou um ministério...
c) Era tamanho o ruído em torno de Maluf que até se criou o verbo "malufar"...
d) ...para designar comportamentos não exatamente santos.
e) ...até que o PFL se tornasse linha auxiliar do tucanato.
[...] Acordei aos gritos do coronel, e levantei-me estremunhado. Ele, que parecia delirar,
continuou nos mesmos gritos, e acabou por lançar mão da moringa e arremessá-la contra mim.
Não tive tempo de desviar-me; a moringa bateu-me na face esquerda, e tal foi a dor que não vi
mais nada; atirei-me ao doente, pus-lhe as mãos ao pescoço, lutamos, e esganei-o.
Quando percebi que o doente expirava, recuei aterrado, e dei um grito; mas ninguém me
ouviu. Voltei à cama, agitei-o para chamá-lo à vida, era tarde; arrebentara o aneurisma, e o
coronel morreu. Passei à sala contígua, e durante duas horas não ousei voltar ao quarto.
[...]
Antes do alvorecer curei a contusão da face. Só então ousei voltar ao quarto. Recuei duas
vezes, mas era preciso e entrei; ainda assim, não cheguei logo à cama. Tremiam-me as pernas,
o coração batia-me; cheguei a pensar na fuga; mas era confessar o crime, e, ao contrário, urgia
fazer desaparecer os vestígios dele. Fui até a cama; vi o cadáver, com os olhos arregalados e a
boca aberta, como deixando passar a eterna palavra dos séculos: "Caim, que fizeste de teu
irmão?" Vi no pescoço o sinal das minhas unhas; abotoei alto a camisa e cheguei ao queixo a
ponta do lençol. Em seguida, chamei um escravo, disse-lhe que o coronel amanhecera morto;
mandei recado ao vigário e ao médico.
A primeira idéia foi retirar-me logo cedo, a pretexto de ter meu irmão doente, e, na
verdade, recebera carta dele, alguns dias antes, dizendo-me que se sentia mal. Mas adverti que
a retirada imediata poderia fazer despertar suspeitas, e fiquei. Eu mesmo amortalhei o cadáver,
com o auxílio de um preto velho e míope.
(Machado de Assis, "O enfermeiro".)
13. Em - "a moringa bateu-me na face esquerda" - o pronome oblíquo ME está sendo utilizado
com a mesma função sintática que ocorre em
a) ... e levantei-ME estremunhado.
b) Não tive tempo de desviar-ME.
c) ... atirei-ME ao doente.
d) ... mas ninguém ME ouviu.
e) Tremiam-ME as pernas.
JOÃO sem terra
Viajar para a lua?
Complexo de quem gostaria de não ter nascido na Terra.
Não dele, para quem a lua é rural.
Tem a forma de uma foice ou de um fruto.
Não dele, João sem terra mas sujo de terra.
Procurar outra terra?
Mas em outra terra a mesma lua, a mesma foice o mesmo coice, a mesma condição de João
sem terra e - paradoxalmente -
João sujo de terra, sub-João.
Enterro e desterro palavras que só se escrevem na Terra com terra.
Poderia ter nascido em outro planeta, por exemplo: onde não houvesse terra.
Onde não vivesse tão sujo de terra.
Mas não; nasceu na Terra.
No fundo do latifúndio os cães latindo.
João sem terra mas sujo de terra.

5
Corroído pelo pó da terra.
Vestido de chuva e de sol.
Girassol que erra de terra em terra.
O seu suor em flor mas para o senhor feudal da terra.
Sem terra mas na Terra.
Sem terra mas sujo de terra.
Não o João Sem Terra¢ da loura Inglaterra.
RICARDO, Cassiano. "Jeremias sem-chorar". 2 ヘ ed. Rio de Janeiro: J. Olympio. 1968.141 p.

João Sem Terra: Rei da Inglaterra (1199-1216) que assinou a Carta Magna em junho de 1215.
14. Na estrutura sintático-semântica da última estrofe do poema João sem terra:
a) não ocorre oração subordinada.
b) prevalece o processo sintático de subordinação.
c) predomina o processo sintático de coordenação.
d) ocorrem orações intercaladas.
e) não ocorre oração coordenada sindética, cujo verbo está elíptico.
Para responder às questões de números 15 e 16, leia o texto.
O casamento infeliz da corrupção com cumplicidade e a resultante crise de autoridade na vida
pública (com reflexos em toda sociedade, inclusive na família) trazem à tona a questão da
moralidade. (Não estou usando, de propósito, a palavra ética: a pobre anda humilhada demais.)
Não se confunda moralidade com moralismo, que é filho da hipocrisia. Moralidade faz parte da
decência humana fundamental. Dispensa teorias, mas é a base de qualquer convívio e ordem
social. Embora não necessariamente escrita, está contida também nas leis tão mal cumpridas do
país. Todos a conhecem em seus traços mais largos, alguns a praticam. Moralidade é
compostura. É exercer autoridade externa fundamentada em autoridade moral. É fiscalizar
rigorosamente o cumprimento das leis sem ser policialesco. É respeitar as regras sem ser uma
alma subalterna. Moralidade pode ser difícil num país onde o desregramento impera. Exige
grande coragem dizer não quando a tentação (de roubar, de enganar, ou de compactuar com
tudo isso) nos assedia de todos os lados, também de cima. Num governo, é o oposto de
assistencialismo, que dá alguns trocados aos despossuídos, em lugar de emprego e educação,
que lhes devolveriam a dignidade. É lutar pelo bem comum, perseguindo e escancarando a
verdade mesmo que contrarie grandes e vários interesses.
(Lya Luft, Veja, 20.09.2006)

15. Em — Todos a conhecem em seus traços mais largos, alguns a praticam. — os pronomes
em destaque referem-se
a) ambos ao termo moralidade.
b) aos termos ética e moralidade, respectivamente.
c) ambos à expressão decência humana fundamental.
d) aos termos corrupção e ética, respectivamente.
e) ambos ao termo ética.
16. Exige grande coragem dizer não quando a tentação (de roubar, de enganar, ou de
compactuar com tudo isso) nos assedia de todos os lados...
Na frase, a referência do discurso é a 1.ª pessoa do plural, o que se confirma pelo emprego do
pronome nos. Alterando-se essa referência para a 3.ª pessoa do plural, em norma culta, obtém-
se:
Exige grande coragem dizer não quando a tentação
a) assedia eles de todos os lados.
b) lhes assedia de todos os lados.
c) vos assedia de todos os lados.
d) assedia você de todos os lados.
e) os assedia de todos os lados.

6
A questão 17 têm como base o trecho — Num governo, é o oposto de assistencialismo, que dá
alguns trocados aos despossuídos, em lugar de emprego e educação, que lhes devolveriam a
dignidade. É lutar pelo bem comum, perseguindo e escancarando a verdade mesmo que
contrarie grandes e vários interesses.

17. Assinale a alternativa em que, na primeira coluna, está indicada, corretamente, a palavra a
que se refere o pronome lhes e, na segunda, um emprego sintático semelhante do pronome.

a) governo ---------- A leitura dos contos era-lhe uma atividade bem prazerosa.
b) assistencialismo ------ O cabeleireiro cortou-lhe os cabelos com navalha.
c) trocados ---------- Foi-lhe bastante útil o exercício sobre regência.
d) despossuídos --------- Informaram-lhe com atraso os dias de matrícula.
e) emprego e educação ----- A namorada rasgou-lhe as cartas por ciúmes.

18. “Um livro deve valer por tudo o que nele não deve caber.”
(Guimarães Rosa)

As palavras destacadas no período acima são, respectivamente,

a) artigo definido – pronome indefinido – pronome demonstrativo – pronome relativo


b) artigo indefinido – pronome indefinido – pronome demonstrativo – pronome relativo
c) pronome indefinido – pronome indefinido - pronome relativo – pronome relativo
d) numeral – substantivo – artigo definido – pronome relativo
e) artigo indefinido – substantivo – artigo definido – pronome relativo

19. Observe os períodos abaixo,

I- Nunca soubemos quem roubava-nos nas medidas.


II- Pouco se sabe a respeito de novas fontes energéticas.
III- Nada chegava a impressioná-lo na juventude.
IV- Falaria-me tudo, se eu fizesse pressão.
V- Dar-lhe-emos novas oportunidades.
VI- Eles apressaram-se a convidar-nos para a festa.

A alternativa em que os períodos estão corretos, quanto à colocação dos pronomes oblíquos
átonos é:

a) I, IV, V, VI
b) I, II, IV, VI
c) I,II,III
d) II, III, V, VI
e) III, IV, V

20. “A partir de então, eu mesmo saio ao cair da noite, compro o indispensável para as minhas
refeições leves e frugais, lavo a minha roupa, passo a ferro a que posso e, às vezes, tiro o
excesso de pó dos móveis e objetos que mais uso”.
Os termos destacados são, respectivamente, classificados como:

a) artigo, artigo, preposição, pronome oblíquo.


b) artigo, preposição, preposição, pronome demonstrativo.
c) artigo, artigo, artigo, pronome oblíquo.
d) artigo, artigo, preposição, pronome demonstrativo.
e) artigo, artigo, preposição, pronome oblíquo.

7
RACIOCÍNIO LÓGICO
21. Proposições são sentenças que podem ser julgadas somente como verdadeiras ou falsas. A
esse respeito, considere que p represente a proposição simples “É dever do servidor promover o
atendimento cordial a clientes internos e externos”, que q represente a proposição simples “O
servidor deverá instruir procedimentos administrativos de suporte gerencial” e que r represente
a proposição simples “É tarefa do servidor propor alternativas e promover ações para o alcance
dos objetivos da organização”. Acerca dessas proposições p, q e r e das regras inerentes ao
raciocínio lógico, assinale a opção correta.
a) ~ ( p∨∨ q ∨ r ) é equivalente a ~p ∧ ~q ∧ ~ r.
b) p → q é equivalente a ~p → ~q.
c) p ∨ ( q ∧ r ) é equivalente a p ∨ q ∧ r.
d) A tabela-verdade completa das proposições simples p, q e r tem 24 linhas.UESTÃO 12

22. A negação da afirmativa “todos os homens são felizes e não há guerra no mundo” é:
a) Todos os homens são tristes e há guerra no mundo.
b) Algum homem não é feliz ou há guerra no mundo.
c) Os homens não serão felizes enquanto haver guerras no mundo.
d) Existe um homem que não é feliz e há guerra no mundo.
23. Numa corrida de cavalos entre os 3 primeiros lugares estavam Maverick, Pégasus e Alado.
Sabe-se que ou Maverick chegou em 3º lugar, ou Pégasus ganhou a corrida. Sabe-se, também,
que ou Pégasus chegou em 3º lugar, ou Alado chegou em 3º lugar. Então, o 3º lugar e o
vencedor da corrida são, respectivamente:
a) Pégasus e Alado
b) Alado e Maverick
c) Maverick e Pégasus
d) Alado e Pégasus.
24. Sejam p, q, r proposições simples. A negação da proposição p ˄ q ˄ r é:

a) ~p∨~q∨~r
b) ~p ∧~q∧~r
c) ~(p∧q) ∨~r
d) ~(p∨q) ∧~r

25. Na proposição que se segue, a partícula conectiva ou é a disjunção não exclusiva. Para ser
diretor de uma multinacional, é necessário ser muito capacitado ou ter experiência internacional.
Ora, Pedro é diretor de uma multinacional e é muito capacitado. Qual das seguintes conclusões
é verdadeira?
a. Pedro tem experiência internacional.
b. Pedro não tem experiência internacional.
c. Não se pode afirmar a ou b.
d. NDA.
26. A ciência provou que, se os pais têm olhos azuis, seus filhos também terão olhos azuis. João
tem olhos azuis. Daí se concluí que.
a. Os pais de João têm olhos azuis.
b. Os pais de João não tem olhos azuis.
c. Um dos pais de João tem olhos azuis.
d. NDA.
27. Qual das seguintes proposições é uma tautologia?
a. P∨Q→P∧Q c. ¬(P∨Q)→(P↔Q)
b. P→(P→Q∧¬Q) d. P∧¬Q
8
28. A negação de todos os gatos são pardos é:
a) Nenhum gato é parto.
b) Existe gato pardo
c) Existe gato não pardo
d) Nenhum gato não é parto
29. A negação de x≥-2 é:

a) x≥-2
b) x≤-2
c) x<-2
d) x<2
30. Certo dia, um jornal publicou a seguinte manchete: “50% DOS DEPUTADOS SÃO
DESONESTOS”. Após uma interpelação judicial, o referido jornal foi obrigado a retratar-se,
devendo publicar a NEGAÇÃO que afirma, com o mesmo destaque. Foi então publicada a
segunda manchete: “50% DOS DEPUTADOS SÃO HONESTOS”.
Podemos assim afirmar que:
a) A Segunda manchete é a negação da primeira.
b) A negação da primeira manchete é: Existem deputados honestos.
c) A negação da primeira manchete é: Todos os deputados são honestos.
d) NDA
DIREITO CONSTITUCIONAL
31. Em relação aos Princípios Fundamentais insertos na Constituição Federal, assinale a
alternativa correta:
a) A República Federativa do Brasil é formada pela união dissolúvel de Estados, Municípios e do
Distrito Federal.
b) A República Federativa do Brasil constitui-se em Estado Democrático de Direito
c) O pluralismo político não é fundamento da República federativa do Brasil.
d) Todo o poder emana do povo, que o exerce exclusivamente através dos seus representantes
eleitos.
e) São poderes da União, dependentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o
Judiciário.
32. Constitui-se fundamento da República Federativa do Brasil:
a) A garantia do desenvolvimento nacional.
b) A integração econômica da América Latina
c) O repúdio ao terrorismo e ao racismo.
d) Os valores do trabalho e da livre iniciativa
e) A erradicação das desigualdades sociais e regionais.
33. Em relação ao Princípio da Soberania, marque a alternativa correta:
a) Sendo o Brasil um país em desenvolvimento, sua Soberania é limitada pelos tratados e
acordos internacionais firmados no campo do comércio internacional.
b) Confunde-se com a hegemonia político-econômica, no plano internacional.
c) Pode ser conceituada como a qualidade do poder do Estado que, no plano interno, confere-lhe
a garantia de que não haverá poder superior.
d) Materializa-se na Constituição com o enunciado de que “todo o poder emana do povo”.
e) Não é princípio fundamental inserido no art. 1º da CF.
34. É objetivo da República Federativa do Brasil:
a) A soberania. c) A defesa da paz.
b) A solução pacífica dos conflitos. d) A promoção do bem de todos.
9
e) A dignidade da pessoa humana.
35. Nas suas relações internacionais, o Brasil rege-se pelos seguintes princípios, exceto:
a) Construção de uma sociedade livre, justa e igualitária.
b) Cooperação entre os povos para o progresso da humanidade.
c) Não-intervenção
d) Prevalência dos direitos humanos
e) Independência nacional.
36. Não é direito fundamental inserido expressamente no caput do art. 5º da CF:
a) Liberdade
b) Igualdade
c) Segurança
d) Propriedade
e) Cidadania
37. São brasileiros natos:
a) Os nascidos na República Federativa do Brasil, mesmo que, nascidos de pai ou mãe
estrangeira, estes estejam a serviço do seu país de origem.
b) Todos os nascidos no estrangeiro de pai ou mão brasileira, mesmo que qualquer um deles
esteja a serviço do Brasil.
c) Os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que
estes não estejam a serviço de seu país.
d) Os nascidos no estrangeiro de pai ou mão brasileira, desde que venham a residir no Brasil e
optem a qualquer tempo pela nacionalidade brasileira.
e) Os que, originados de países de língua portuguesa, comprovem residência permanente por
um ano no Brasil e idoneidade moral.
38. Assinale a alternativa que não se refere a cargo privativo de Brasileiro nato
a) Presidência da República
b) Ministro do Superior Tribunal de Justiça
c) Ministro do Supremo Tribunal Federal
d) Presidente do senado Federal
e) Presidente da Câmara de Deputados.
39. Acerca da perda da nacionalidade, assinale a opção correta:
a) Tanto os brasileiros natos quanto os naturalizados podem vir a perder a nacionalidade se a
tiver cancelada por sentença judicial, em virtude de atividade nociva ao interesse nacional.
b) Mesmo que haja reconhecimento de nacionalidade originário, o brasileiro que adquire outra
nacionalidade terá declarada a perda da nacionalidade brasileira.
c) Em nenhuma hipótese o brasileiro nato terá a sua nacionalidade originária declarada perdida.
d) Não será declarada a perda da nacionalidade do brasileiro que adquirir outra nacionalidade
por imposição de naturalização, pela norma estrangeira, para o fim exercícios de direitos civis.
e) Por se tratar de ato discricionário e de soberania do Estado brasileiro, o naturaliza pode, a
qualquer momento e independentemente de sentença judicial, ter a sua naturalização declara
perdida.

40. Assinale a opção incorreta:

a) A legislação infraconstitucional pode estabelecer distinções entre brasileiros natos e


naturalizados
b) A bandeira nacional é símbolo da República Federativa do Brasil.
c) Os Municípios poderão ter símbolos próprios
d) É privativo de brasileiro nato o cargo de Oficial das Forças Armadas.
e) A concessão de asilo político é princípio que rege as relações internacionais do Brasil.

10
DIREITO ADMINISTRATIVO
41. Os princípios informativos do Direito Administrativo
a) ficam restritos àqueles expressamente previstos na Constituição Federal.
b) consistem no conjunto de proposições que embasa um sistema e lhe garante a validade.
c) ficam restritos àqueles expressamente previstos na Constituição Federal e nas Constituições
Estaduais.
d) são normas previstas em regulamentos da Presidência da República sobre ética na
Administração Pública.
42. São modalidades de licitação, exceto:
a) concurso para ingresso nos quadros da Administração Pública.
b) concorrência para compra de bens com valor mais elevado ou que demandem maior
complexidade.
c) leilão para venda de bens móveis inservíveis para a Administração.
d) convite para licitantes previamente cadastrados.
43. Em matéria de direitos do servidor público federal, analise:
I. O servidor em débito com o erário que tiver sua disponiblidade cassada terá um prazo legal
para quitar esse débito.
II. O servidor ficará obrigado a restituir a ajuda e custo quando, injustificadamente, não se
apresentar na nova sede dentro de um prazo legal.
Nesses casos, os prazos acima referidos, serão, respectivamente, de
a) 60 (sessenta) e 30 (trinta) dias.
b) 90 (noventa) e 60 (sessenta) dias.
c) 30 (trinta) e 15 (quinze) dias.
d) 120 (cento e vinte ) e 45 (quarenta e cinco) dias
44. De acordo com a Lei no 9.784/99, com relação à competência nos processos
administrativos, é correto afirmar:
a) É vedada a delegação de competência a órgãos que não sejam hierarquicamente
subordinados ao titular da competência.
b) A edição de atos de caráter normativo pode ser objeto de delegação de competência, por
expressa permissão legal.
c) Inexistindo competência legal específica, o processo administrativo deverá ser iniciado
perante a autoridade de menor grau hierárquico para decidir.
d) O ato de delegação de competência não pode ser revogado pela autoridade delegante
tratando-se de ato formalmente perfeito.
e) A competência pode ser renunciada pelos órgãos administrativos a que foi atribuída como
própria.
45. Analise as situações seguintes:
I. Exoneração.
II. Nomeação.
III. Aproveitamento.
IV. Posse em outro cargo inacumulável.
V. Reintegração.
VI. Afastamento preventivo.
As hipóteses são casos, respectivamente, de provimento e vacância de cargo público:
a) II, III e V / I e IV
b) III, V e VI / II e IV
c) III, IV e V / I e VI

11
d) IV, V e VI / II e III.
46. Considerando os servidores públicos federais, analise:
I. Reinvestidura do servidor estável no cargo anteriormente ocupado, ou no cargo resultante de
sua transformação, quando invalidada a sua decisão por decisão administrativa ou judicial, com
ressarcimento de todas as vantagens.
II. Deslocamento do servidor, a pedido ou de ofício, no âmbito do mesmo quadro, com ou sem
mudança de sede.
III. Retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado, podendo recorrer da
reintegração do anterior ocupante.
Nos termos da Lei no 8.112/90, tais assertivas correspondem, respectivamente, à
a) recondução, à disponibilidade e à remoção.
b) substituição, à recondução e ao reaproveitamento.
c) redistribuição, à vacância e à reintegração.
d) reintegração, à remoção e à recondução.
47. Dentre outros, é dever do servidor público do Ministério da Fazenda,
a) cumprir as ordens de qualquer natureza emanadas dos superiores e das autoridades.
b) atender com presteza as requisições para a defesa da Fazenda Pública.
c) atender ao público com eficiência, prestando quaisquer informações.
d) comunicar às autoridades todos os atos, regulares ou não, dos demais servidores.
48. No que se refere às penalidades previstas para os servidores públicos federais, nos termos
da Lei no 8.112/90, é correto afirmar que a
a) exoneração será aplicada em caso de reincidência das faltas punidas com suspensão e de
violação das demais proibições que tipifiquem infração sujeita à penalidade de demissão.
b) destituição de cargo em comissão exercido por não ocupante de cargo efetivo será aplicada
nos casos de infração sujeita às penalidades de suspensão e de demissão.
c) suspensão será aplicada nos casos de inobservância de dever funcional previsto em lei,
regulamentação ou norma interna, que não justifique imposição de penalidade mais grave, não
podendo exceder de 30 (trinta) dias.
d) penalidade de destituição de função comissionada terá seu registro cancelado, após o decurso
de 2 (dois) anos de efetivo exercício, se o servidor não houver, nesse período, praticado nova
infração disciplinar.
49. Em regra, a investidura em cargo público depende de aprovação prévia em concurso
público.
Essa exigência constitucional possui principal relação direta com o Princípio da Administração
Pública denominado de
a) Impessoalidade.
b) Publicidade.
c) Legalidade.
d) Moralidade.
e) Eficiência
50. Quanto às normas constitucionais sobre a administração pública e seus servidores, julgue os
itens a seguir.
I - É possível a percepção simultânea de proventos de aposentadoria com a remuneração de
cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração.
II - A prática de atos de improbidade administrativa implica a perda dos direitos políticos, a
indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário.
III - O teto remuneratório, como limite máximo de remuneração no serviço público, alcança
também os detentores de mandato eletivo nas esferas federal, estadual e municipal.
IV - O servidor público investido em mandato eletivo federal, estadual, distrital ou municipal
será afastado do cargo, emprego ou função, sendo-lhe facultado optar pela sua remuneração de
12
servidor.
V - Com a extinção do cargo público ou a declaração de sua desnecessidade, o servidor estável
ocupante deste será aposentado, com remuneração proporcional ao tempo de serviço.
Estão certos apenas os itens
a) I e II.
b) I e III.
c) II e IV.
d) III e V.
e) IV e V.
DIREITO PREVIDENCIÁRIO
51. São segurados obrigatórios da Previdência Social:
I - aquele que presta serviços de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter não eventual,
sob sua subordinação e mediante remuneração, inclusive como diretor empregado;
II - aquele que, contratado por empresa de trabalho temporário, definida em legislação
específica, presta serviço para atender necessidade transitória de substituição de pessoal regular
e permanente;
III - a pessoa física, proprietária ou não, que explora atividade agropecuária ou pesqueira, em
caráter permanente ou temporário, diretamente ou por intermédio de prepostos e com auxílio
de empregados, utilizados a qualquer título, ainda que de forma não contínua;
IV - o brasileiro civil que trabalha no exterior para organismo oficial internacional do qual o
Brasil é membro efetivo, ainda que lá domiciliado e contratado, salvo quando coberto por regime
próprio de previdência social.
De acordo com as assertivas acima, pode-se afirmar que:
a) todas estão certas;
b) todas estão erradas;
c) a I está certa e a III está errada;
d) a II está certa e a IV está errada.
e) apenas a I está correta.
52. A respeito da seguridade social, assinale a alternativa INCORRETA:
a) destina-se a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e à assistência social;
b) um de seus objetivos é o caráter democrático e descentralizado da administração, mediante
gestão tripartite, com participação dos trabalhadores, dos empregadores e do governo nos
órgãos colegiados;
c) estão incluídas como fontes de recursos para a seguridade social as contribuições sociais da
receita de concurso de prognósticos e do importador de bens ou serviços do exterior, ou de
quem a lei a ele equiparar;
d) a seguridade é um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da
sociedade;
e) todas estão incorretas.
53. São contribuições que têm porcentuais destinados ao custeio da Seguridade Social:
a) CSLL, concurso de prognóstico específico sobre o resultado de sorteio de números ou
símbolos;
b) SENAR, receita de concursos de prognósticos;
c) COFINS, salário-educação;
d) sobre o lucro, SESCOOP;
e) todas as anteriores estão corretas.

13
54. Dentre outros, é segurado da Previdência Social na categoria de contribuinte individual:
a) o brasileiro ou estrangeiro domiciliado e contratado no Brasil para trabalhar como empregado
em sucursal ou agência de empresa nacional no exterior.
b) aquele que presta serviço de natureza urbana à empresa, em caráter não eventual, sob sua
subordinação e mediante remuneração.
c) aquele que, contratado por empresa de trabalho temporário, definida em legislação
específica, presta serviço para atender a necessidade transitória de substituição de pessoal
regular e permanente.
d) o ministro de confissão religiosa e o membro de instituto de vida consagrada, de congregação
ou de ordem religiosa.
e) o servidor da União, Estado, Distrito Federal ou Município, incluindo suas autarquias e
fundações, ocupantes de cargo ou função pública.
55. A receita da seguridade social não está adstrita a trabalhadores, empregadores e Poder
Público. Essa assertiva relacionada a receita da seguridade social está baseada, especificamente,
ao princípio da:
a) natureza democrática e descentralizada da administração.
b) diversidade da base de financiamento.
c) universalidade da cobertura e do atendimento.
d) equidade na forma de participação no custeio.
e) seletividade e distributividade na prestação dos benefícios.
56. Contribuem para a seguridade social, da mesma forma, aqueles que estão em iguais
condições contributivas. As empresas NÃO contribuem da mesma forma que os trabalhadores,
em conformidade, especificamente, com o princípio da:
a) universalidade.
b) seletividade na prestação de benefícios e serviços.
c) eqüidade na forma de participação no custeio.
d) irredutibilidade do valor dos benefícios.
e) natureza democrática e descentralizada da administração.
57. A contribuição social sobre a receita de concursos de prognósticos é um exemplo específico
do princípio constitucional da
a) diversidade da base de financiamento.
b) caráter democrático e descentralizado da administração.
c) seletividade e distributividade na prestação dos benefícios e serviços.
d) universalidade da cobertura.
e) eqüidade na forma de participação no custeio.
58. Com relação às contribuições sociais, no âmbito da seguridade social, é correto afirmar:
a) As contribuições sociais, de que trata o art. 195 da CF/88, só poderão ser exigidas após
decorridos noventa dias da data da publicação da lei que as houver instituído ou modificado, não
se lhes aplicando o disposto no art. 150, III, b (Princípio da Anterioridade), da Carta Magna.
b) As contribuições sociais de que trata o art. 195, da CF/88, só poderão ser exigidas após
decorridos cento e oitenta dias da data da publicação da lei que as houver instituído ou
modificado, não se lhes aplicando o disposto no art. 150, III, b, da Carta Magna.
c) São isentas de contribuição para a seguridade social todas as entidades de assistência social
que atendam às exigências estabelecidas em lei complementar.
d) As contribuições sociais de que trata o art. 195, da CF/88, só poderão ser exigidas após
decorridos noventa dias da assinatura da lei que as houver instituído ou modificado, não se lhes
aplicando o disposto no art. 150, III, b, da Carta Magna.
e) As contribuições sociais de que trata o art. 195, da CF/88, só poderão ser criadas e exigidas
após decorridos noventa dias da publicação da lei que as houver instituído ou modificado, não se
lhes aplicando o disposto no art. 150, III, b, da Carta Magna.

14
59. De acordo com a Constituição Federal brasileira, as contribuições sociais do empregador, da
empresa e da entidade a ela equiparada na forma da lei, incidirão, dentre outras, sobre:
a) os rendimentos do trabalho pagos ou creditados somente a título salarial, à pessoa física que
lhe preste serviço exclusivamente com vínculo empregatício.
b) a folha de salários pagos à pessoa física que lhe preste serviço exclusivamente com vínculo
empregatício.
c) todo e qualquer rendimento do trabalho com natureza salarial pagos à pessoa física que lhe
preste serviço exclusivamente com vínculo empregatício.
d) todo e qualquer rendimento do trabalho pagos ou creditados a título exclusivamente salarial,
à pessoa física ou jurídica que lhe preste serviço, mesmo sem vínculo empregatício.
e) a folha de salários e demais rendimentos do trabalho pagos ou creditados, a qualquer título, à
pessoa física que lhe preste serviço, mesmo sem vínculo empregatício.
60. Quanto ao financiamento da seguridade social, de acordo com o estabelecido na CF/88 e na
legislação do respectivo custeio, assinale a opção correta.
a) A lei não pode instituir outras fontes de custeio além daquelas previstas na Constituição
Federal.
b) São isentas de contribuição para a seguridade social as entidades beneficentes de assistência
social que atendam às exigências estabelecidas em lei.
c) As contribuições sociais criadas podem ser exigidas no ano seguinte à publicação da
respectiva lei.
d) Há possibilidade de criar benefício previdenciário sem prévio custeio.
e) Mesmo em débito com o sistema da seguridade social, pode a pessoa jurídica contratar com o
poder público.

DIREITO TRIBUTÁRIO
61. O exercício do poder de polícia, pelo Estado, havendo lei instituidora, autoriza a cobrança
de:

a) taxa; d)contribuição especial;


b) imposto; e) empréstimo compulsório.
c)contribuição de melhoria;
62. É elemento essencial da definição de tributo, como estabelecido no Código Tributário
Nacional:
a) ser sanção de ato ilícito;
b) constituir a sua atividade administrativa plenamente discricionária;
c) estar submetido à reserva legal;
d) ser pago com a prestação de serviços;
e) constituir prestação pecuniária alternativa.
63. O tributo, cuja alíquota pode ser alterada pelo Poder Executivo (via decreto), atendidas as
condições e os limites estabelecidos em lei, é o imposto sobre:
a) venda a varejo de combustíveis líquidos e gasosos;
b) propriedade Territorial Rural;
c) operações de crédito, câmbio e seguro relativas a títulos ou valores mobiliários;
d) grandes fortunas;
e) renda e proventos de qualquer natureza.
64. O Município de Governador Valadares não pode cobrar o imposto sobre a propriedade
predial e territorial urbana relativo ao prédio de propriedade da União, onde está instalada a
Delegacia da Receita Federal, em face da Constituição estabelecer a:
a) personalização do imposto; c) isenção tributária;
b) capacidade contributiva; d) imunidade tributária;

15
e) não incidência legal.
65. O nascimento da obrigação tributária se dá com a ocorrência do(a):
a) lançamento;
b) base de cálculo;
c) hipótese de incidência;
d) previsão abstrata em lei;
e) fato gerador.
66. A vedação absoluta ao poder de tributar de certas pessoas ou de certos bens, estabelecida
na Constituição Federal, caracteriza a:
a) não-incidência legal;
b) isenção;
c) eqüidade;
d) imunidade;
e) remissão.
67. É juridicamente legitima a instituição e cobrança, por parte:
a) de Município, de imposto sobre a propriedade de imóvel onde funciona Igreja Metodista;
b) da União, do imposto sobre renda auferida por Municípios;
c) da União, de imposto sobre renda auferida por instituição educacional que aplique parcela de
sua receita em pais estrangeiro;
d) do Estado, de imposto sobre a venda de revista de circulação quinzenal;
e) de Município, de imposto sobre serviços públicos prestados pelo Estado onde se situa.
68. Não faz parte da definição legal de tributo:
a) é toda prestação pecuniária compulsória;
b) sua cobrança é feita por atividade administrativa plenamente vinculada;
c) não pode ser cobrado imediatamente;
d) deve ser instituído por lei;
e) não é sanção de ato ilícito.
69. O imposto é um tributo que
a) admite, sendo geral, sua vinculação a órgão, programa, fundo ou despesa;
b) se apresenta vinculando seu fato gerador a uma atuação estatal em favor do contribuinte;
c) tem por função arrecadar recursos para custear as despesas gerais da Administração em
favor da coletividade ou de grupos sociais específicos;
d) tem por fato gerador uma situação independente de qualquer atividade estatal específica,
relativa ao contribuinte;
e) todas estão incorretas.
70. Já pode ser cobrado imediatamente após a publicação da lei que os houver instituído, sem
respeitar o princípio da anterioridade, exceto:
a) Empréstimo Compulsório, em caso de calamidade pública;
b) Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social;
c) Imposto instituído com base na competência extraordinária;
d) Imposto sobre a Exportação de produtos nacionalizados;
e) Imposto sobre Operações de crédito, câmbio e seguro ou relativas a títulos ou valores
mobiliários.

16
INFORMÁTICA

71. A memória virtual é um recurso de armazenamento temporário usado por um computador


para executar programas que precisam de mais memória do que ele dispõe. Em relação ao uso
e gerenciamento da memória virtual de um computador com o sistema operacional Windows é
correto afirmar que:

a) para cada 2 Kbytes reservado em disco para uso como memória virtual, o sistema irá utilizar
apenas 1 Kbyte para armazenamento devido às diferenças entre palavras de 16 bits e 32 bits
existentes entre a memória RAM e HD.
b) o espaço reservado em disco para uso como memória virtual deverá estar localizado somente
na raiz da unidade de disco na qual está instalado o sistema operacional.
c) quando o computador está com pouca memória RAM e precisa de mais, imediatamente, para
completar a tarefa atual, o Windows usará espaço em disco rígido para simular RAM do sistema.
d) o despejo da memória do sistema quando ocorre em memória virtual permite que o sistema
se recupere do erro sem ser reiniciado.
e) ao se reduzir as configurações de tamanho máximo ou mínimo do arquivo de paginação, não
será necessário reiniciar o computador para que as alterações sejam efetivadas.

72. O Kernel de um Sistema Operacional

a) é o programa mais elementar existente no computador para ser executado antes do POST.
Com a configuração do Kernel, pode-se gerenciar todas as configurações de hardware da
máquina, como tamanho e tipo de disco rígido, tipo e quantidade de memória RAM, interrupções
e acesso à memória (IRQs e DMA), hora e data do relógio interno e o estado de todos os
periféricos conectados.
b) é o método gráfico de controlar como o usuário interage com o computador. Ao invés de
executar ações através de linha, o usuário desenvolve as tarefas desejadas usando um mouse
para escolher entre um conjunto de opções apresentadas na tela.
c) é uma tecnologia utilizada para fazer a “ponte” entre o browser e as aplicações de servidor.
Os programas de servidor, denominados Kernel, são utilizados para desempenhar inúmeras
tarefas, como por exemplo, processar os dados inseridos em formulários, mostrar banners
publicitários e permitir o envio de notícias para amigos.
d) representa a camada mais baixa de interface com o hardware, sendo responsável por
gerenciar os recursos do sistema como um todo. Ele defi ne as funções para operação com
periféricos e gerenciamento de memória.
e) é uma interface para programadores que criam scripts ou aplicativos que são executados em
segundo plano em um servidor da Web. Esses scripts podem gerar textos ou outros tipos de
dados sem afetar outras operações.

73. Analise as seguintes afirmações relacionadas a conceitos básicos de Internet e Intranet.

I. O POP (Post Offi ce Protocol) é um protocolo que trabalha no ciclo das mensagens eletrônicas.
Serve para que os usuários possam enviar facilmente suas mensagens de e-mail para um
servidor.
II. O Dial Up é um sistema utilizado pelos browsers para que, quando for solicitado um acesso a
um endereço do tipo www.prova.com.br, o computador possa transformar este nome em um
endereço IP válido e realizar a conexão.
III. Um proxy é um servidor que atua como “ponte”. Uma conexão feita através de proxy passa
primeiro pelo Proxy antes de chegar no seu destino, por exemplo, a Internet. Desse modo, se
todos os dados trafegam pelo Proxy antes de chegar à Internet, eles podem ser usados em
redes empresariais para que os computadores tenham conexão à Internet limitada e controlada.
IV. Protocolos são um conjunto de instruções de como duas ou mais ferramentas se comunicam.
O navegador web e o servidor web precisam entender um ao outro, por isso os dois se utilizam
do HTTP para interpretar as informações que recebem e formular as mensagens que irão
mandar.
17
Indique a opção que contenha todas as afirmações verdadeiras.
a) I e II
b) II e III
c) III e IV
d) I e III
e) II e IV
74. Julgue as seguintes afirmações sobre o sistema operacional Windows XP.
I. Para criar uma pasta utilizando o Windows Explorer, pode ser adotada a seguinte seqüência de
passos: acessar o menu Arquivo; selecionar a opção Criar; selecionar a opção Pastas; e, por
fim, digitar o nome da pasta a ser criada.
II. O Painel de Controle oferece opções para gerenciar diversos recursos do sistema operacional,
tais como adicionar e remover programas, configurar dispositivos, adicionar novo hardware,
dentre outras.
III. A opção Acessórios do Windows inclui diversos aplicativos que acompanham o Windows XP.
Dentre
estes aplicativos, estão a Calculadora, o Bloco de notas, o Paint, o Excel e outros.
Escolha a alternativa que indica a (s) afirmação (ões) CORRETA (S).
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III
d) I, II e III.
75. Dentre os recursos contidos originalmente no Windows XP, encontram-se alguns produtos
para edição de texto e tratamento de imagens. São eles, respectivamente:
a) WordPad e Paint.
b) Word e Power Point.
c) Bloco de Notas e PowerPoint.
d) WordPad e CorelDraw.
76. Julgue as seguintes informações sobre o editor de textos Word.
I. O recurso do Word conhecido como referência cruzada , serve para manter um link entre
um texto selecionado e um elemento do arquivo como uma figura ou uma página. Com este
recursos, basta clicar no texto selecionado para acessar o elemento referenciado.
II. O comando do Word conhecido como Autoformatação é utilizado para ajustar,
automaticamente, o tamanho das células de uma tabela ao tamanho do texto contido na tabela.
III. O comando Layout de Impressão do menu Exibir permite configurar a página a ser
impressa, estabelecendo, por exemplo, o tamanho do papel, as margens, a orientação da
página, dentre outras características.
Escolha a alternativa que indica a(s) afirmação (ões) CORRETA (S).
a) Apenas I.
b) Apenas I e II.
c) I, II e III.
d) Apenas II e III
77. Uma tabela é composta por linhas e colunas de células que podem ser preenchidas com
textos e elementos gráficos.
Considere uma tabela no Word com N linhas e M colunas, onde N e M são maiores que 2, e
analise as seguintes afirmações relacionadas à navegação nesta tabela.
I. Ao se teclar <Enter> com o cursor posicionado no início da primeira célula de uma tabela, o
Word irá permitir a inserção de um texto antes da tabela, caso esta esteja no início do
documento.
18
II. Ao se teclar <Tab> com o cursor posicionado no fim da última linha de uma tabela, o Word
irá adicionar uma nova linha na parte inferior da tabela. III. Ao se teclar <Alt> + <End> em
uma tabela, o Word irá mover o cursor para a última célula da coluna em que se
encontra o cursor.
IV. Ao se teclar <Shift> + <Tab> em uma tabela, o Word irá mover o cursor para a última célula
na tabela.
Indique a opção que contenha todas as afirmações verdadeiras.
a) I e II
b) II e III
c) III e IV
d) I e III
e) II e IV

78. Considerando o processador de textos Microsoft Word, em suas versões mais recentes do
mercado, ao se copiar um texto de um documento para outro, a formatação resultante do texto
copiado no documento de destino dependerá da forma como ele é selecionado no documento de
origem.Nesse contexto é correto afirmar que, se o texto de origem.

a) possuir um estilo de parágrafo específico e for copiado junto com sua formatação para um
documento que contém um estilo com o mesmo nome, o texto copiado passa a ter a formatação
do estilo do documento de destino.
b) incluir uma quebra de seção, apenas a formatação relacionada à seção será desprezada
durante a cópia para o documento de destino.
c) incluir uma quebra de seção, apenas a formatação relacionada à seção será copiada para o
documento de destino.
d) incluir uma marca de parágrafo, o estilo de parágrafo e os formatos de parágrafo adicionais
aplicados ao parágrafo serão copiados, exceto o estilo de caractere e dos formatos de caractere
adicionais aplicados à seleção.
e) não incluir uma marca de parágrafo, apenas o texto será copiado, sem nenhuma formatação.

79. Analise as seguintes afirmações relacionadas ao uso Microsoft Excel, em suas versões mais
recentes. Para isso, considere uma planilha formada pelas células A1:F9, na formatação original
e preenchida com números reais.

I. Na planilha em questão, considerando-se que as células D1, D2 e D3 estão preenchidas com


os valores inteiros 5, 6 e 7, respectivamente, ao se selecionar a célula D10, digitar =D1&D2&D3
e, finalmente, teclar <Enter>, o resultado apresentado na célula D10 será 18.
II. Partindo-se da célula A10, ao se selecionar o intervalo de A10 até F10, em seguida, digitar a
fórmula =SOMA(A1: A9) e, finalmente, teclar <Ctrl> + <Enter>, a célula F10 irá apresentar o
resultado da soma das células de F1 até F9.
III. Ao selecionar a célula F10, digitar a fórmula =MULT(A1: F10) e, finalmente, teclar <Enter>,
a célula F10 irá apresentar o produto de todos os números contidos nas células da planilha.
IV. Ao selecionar a célula A10, digitar a fórmula =(5+3)*2+10% e, finalmente, teclar <Enter>,
o resultado apresentado pela célula A10 será 1610,00%.

Indique a opção que contenha todas as afirmações verdadeiras.

a) I e II
b) II e III
c) III e IV
d) I e III
e) II e IV

19
80. Analise as seguintes afirmações relacionadas a vírus e antivírus.
I. Um cookie é um vírus do tipo malware que pode ser armazenado pelo browser se um website
requisitar. A informação não tem um tamanho muito grande e, quando acionados, alteram a
configuração de segurança do browser.
II. Qualquer malware que possua um backdoor permite que o computador infectado seja
controlado totalmente ou parcialmente através de um canal de IRC ou via conexão com uma
porta.
III. O Cavalo de Tróia é um programa que, explorando deficiências de segurança de
computadores, propaga-se de forma autônoma, contaminando diversos computadores
geralmente conectados em rede. O Cavalo de Tróia mais conhecido atacou quantidades imensas
de computadores na Internet durante os anos 90.
IV. A Engenharia Reversa é a arte de reverter códigos já compilados para uma forma que seja
legível pelo ser humano. Técnicas de engenharia reversa são aplicadas na análise de vírus e
também em atividades ilegais, como a quebra de proteção anticópia. A engenharia reversa é
ilegal em diversos países, a não ser que seja por uma justa causa como a análise de um
malware.
Indique a opção que contenha todas as afirmações verdadeiras.
a) I e II
b) II e III
c) III e IV
d) I e III
e) II e IV

/var/www/apps/scribd/scribd/tmp/scratch7/16264078.doc

20

Você também pode gostar