d o _c o _m o _m o _

ISC/R members update 2010

for office use only

International working party for documentation and conservation of buildings, sites and neighbourhoods of the modern movement

Ficha Mínima – Centro de Líunguas Cultura Inglesa
0. Imagem do edifício/situação

Legenda: Detalhe, Escultura Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Detalhe, Fachada Sul Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Fachada Oeste Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Fachada Leste Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Detalhe, Intervenção Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Vista a Partir da Rua Alberto Leal Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

d o _c o _m o _m o _
ISC/R members update 2010

for office use only

International working party for documentation and conservation of buildings, sites and neighbourhoods of the modern movement

2 Datas: Projeto elaborado na década de 1960.3 Endereço: Av. a identificação da utilização de azulejos artesanais implica na colaboração de outro artista.1 Proposta original: O objeto de estudo trata-se originalmente de uma residência.10 Estado de proteção e data: não é protegida. sites and neighbourhoods of the modern movement 1. mas durante o período de pesquisa. 2. sites and neighbourhoods of the modern movement .5 Alterações significativas com datas: não há registro de data das alterações realizadas na edificação. Presidente Epitácio Pessoa. reflexo direto da posição social da família proprietária.2 Variante ou nome anterior: Residência 1.9 Classificação/tipologia: residencial 1. formado na Escola de Belas-Artes de Pernambuco em 1958. também desconhecido.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. 2953 1.3 Autor do projeto e colaboradores: arquiteto Carlos Alberto Carneiro da Cunha.1 Nome do edifício: Centro de Línguas Cultura Inglesa 1. História do edifício 2. na qual havia a existência de ambientes como a sala de visitas e ampla área de pátio externo (com bar. ocorria d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings.4 Outros associados ao projeto: embora não haja informação sobre colaborações no projeto da residência. em 2009.4 Cidade: João Pessoa 1.8 National grid reference: 7°07'10" Sul e 34°50'38" Oeste 1. vale salientar que há a integração de obra-de-arte observada numa escultura de autoria desconhecida. 2. 2. Identidade do edifício/grupo de edifícios/conjuntos urbanos/paisagem/jardim 1. 2. observa-se então que a intenção inicial valorizava o convívio social e a área de lazer. 2.7 País: Brasil 1.6 Cep: 58030-002 1.5 Estado: Paraíba 1. piscina e vestiários).

no pavimento superior. Edifício: A edificação mantém a horizontalidade predominante. escritório.6 Uso atual: Centro de Línguas Cultura Inglesa. bar. sites and neighbourhoods of the modern movement .2 Construção: A solução estrutural adotada nesta residência é em viga x pilar de concreto armado. de forma irregular. Embora a técnica estrutural utilizada seja simples. Programa: conta com sala de estar. área de serviço e dependência de empregada. Descrição 3. 2. seis quartos. com intervalos modulados. em parte da edificação. o setor de serviço. sala de jantar. são escondidos na alvenaria. em todo o resto. estes são conectados por uma laje plana de concreto. sites and neighbourhoods of the modern movement simultaneamente. mesmo que se d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. biblioteca. copa. externamente. foram construídos anexos e novas cobertas em áreas livres que dificultam a visão do objeto arquitetônico original. 2. que se adapta aos espaços residuais entres os volumes. 3. onde a implantação da residência se dá de forma livre. conformes com a declividade do terreno. cozinha. eles são visíveis. e o setor íntimo. não é possível realizar um mapeamento dos pilares.1 Descrição geral: Implantação: o lote da edificação em questão está inserido em uma terreno de esquina. o arquiteto aparenta optar por não exaltar os resultados do concreto armado. O setor social fica no nível de acesso. rompida sutilmente pelo primeiro pavimento e marcante pela presença da caixa d'água. somente a biblioteca avança sobre um dos recuos laterais. pátio social com Piscina. sala de visitas. no nível abaixo. O extenso programa é resolvido em três níveis distintos. dividindo grandes ambientes em pequenas salas de aula.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. uma reforma de grande impacto na configuração espacial original.7 Estado de conservação: As reformas mais recentes alteram a configuração espacial interna. Os corpos principais são volumes básicos acrescidos de volumes piramidais dos telhados inclinados a duas águas. 3.

as venezianas de madeira. d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. escoar a água pluvial. assim como a insistência da utilização de setores de laje plana no projeto.2 Social: a residência documenta uma experiência moderna de vida. em decisões estruturais. como também na coberta. é de telha canal sobre laje de concreto inclinada com leve inclinação e longos beirais.1 Técnica: Certas contradições são observadas no projeto. de seu amplo programa de necessidades voltado em grande parte a atividades sociais. a adequação de preceitos à realidade climática local. em volumes secundários é utilizada a laje plana. expõe a prevalência econômica e cultural de uma classe social através da exploração de nobres materiais de construção. sites and neighbourhoods of the modern movement . que abandona os preceitos modernistas internacionais de tetojardim. além de facilitar a mão de obra. que parecem exaltá-la em certos momentos e maquiá-la em outros. sites and neighbourhoods of the modern movement utilize desta tecnologia para alcançar alguns efeitos como o balanço que se projeta sobre o terraço oeste. 4. Avaliação 4.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. o que parece ter justificativa meramente formal. no objeto de estudo isto é evidenciado em elementos como a azulejaria. é resultante de tecnologia moderna. dispondo as telhas canal sobre laje inclinada de concreto. 4. A técnica utilizada. estas atitudes projetuais mostram a afinidade do arquiteto com as preocupações vigentes na produção regional. método que Delfim Amorim introduz por ser eficiente para manter a laje resfriada. entretanto. 4. é posta em dúvida a relevância que se dá a questão da tectônica. a incorporação de uma identidade nacional ao ‘estilo internacional’. A solução de coberta.3 Cultural e estética: o movimento moderno no Brasil adquiriu peculiaridades que remetam a tradição local da arquitetura colonial. por exemplo. nos principais volumes. absorvendo materiais e soluções tradicionais. muito embora haja relatos que evidenciam a não consumação do anseio social do projeto. por uma releitura do tradicional telhado em duas águas com beirais salientes.

evidencia o favoritismo da elite local pelo modelo moderno de habitar. Artigo publicado no VI DOCOMOMO Brasil.pdf>. 2008. Acesso em Julho de 2009. o exemplar arquitetônico.org. 2001. 5. Revista Acrópole Publica Residências Modernas . História: Recife. Niterói. Orientadora: Nelci Tinem. sites and neighbourhoods of the modern movement 4. DisponívelKem:K<http://www. p.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings.Universidade de São Paulo.%20Raoni%20Lima.5 Avaliação Geral: a imagem de maior pregnância do projeto está na sua composição com a coberta inclinada e suas grandes esquadrias de madeira e vidro. adaptando elementos da tradição colonial para técnicas modernas. que repete os cânones dessa arquitetura em projetos mais modestos. n. Tendência que se alastra pela sociedade atingindo a classe média. Raoni.docomomo. 94. LIMA.br/seminario%206%20pdfs/Carolina%20C osta. Pini. Referências ALMEIDA.Análise da Revista Acrópole e sua Publicação de Residências Unifamiliares Modernas entre os Anos de 1952 a 1971. 472 p. Uma escola regional? AU Arquitetura e Urbanismo. como as projetadas por Acácio Gil Borsoi. Luiz. Análise arquitetônica de uma residência moderna na cidade de João Pessoa/PB. entre outros. Carolina. Mário di Lascio. São Carlos.4 Histórica: embora não seja de grande importância histórica. esta imagem assemelha-se em todos os aspectos ao modelo residencial desenvolvido no Recife por Delfim Amorim. fev. d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. 4. sites and neighbourhoods of the modern movement . São Paulo./mar. 2005. Maísa F. juntamente com outras residências de João Pessoa. COSTA. de. 66-69. AMORIM. com quem Carneiro da Cunha tem contato direto em sua formação na Escola de Belas-Artes de Pernambuco. Dissertação (Mestrado – Programa de PósGraduação em Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo) Escola de Engenharia de São Carlos .

TINEM. In Cadernos PPGA-AU/FAUFBA.. 269 p. 2002. d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. Manufatura. Nelci.br/seminario%206%20pdfs/Nelci%20Tinem. São Carlos. João Pessoa.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. Lia T. Arquitetura Moderna em João Pessoa . Fúlvio Teixeira de B.A memória moderna e local de um movimento Internacional. O alvo do olhar estrangeiro: o Brasil na historiografia da arquitetura moderna.. Residência Moderna Nordestina. Nelci. Artigo publicado no VI DOCOMOMO Brasil. sites and neighbourhoods of the modern movement MELO. TINEM. Disponível <http://www. Ano VII. 2009. em Julho de 2009. número especial. 2006. TINEM. em: Acesso PEREIRA. Marieta D. T. Fúlvio Teixeira de B. MONTEIRO.org. Trabalho apresentado como requisito para aprovação da Disciplina Habitação. Desafio da preservação da arquitetura moderna: o caso da Paraíba. (Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo) Escola de Engenharia de São Carlos . Niterói.Universidade de São Paulo. Difusão da arquitetura moderna na cidade de João Pessoa (1956-1974). PEREIRA. sites and neighbourhoods of the modern movement . 2008.pdf>. Metrópoles e Modos de Vida. Salvador: PPG-AU/ FAUUFBA. São Carlos. 2005.docomomo. Dissertação (Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo) Escola de Engenharia de São Carlos Universidade de São Paulo. Nelci.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful