d o _c o _m o _m o _

ISC/R members update 2010

for office use only

International working party for documentation and conservation of buildings, sites and neighbourhoods of the modern movement

Ficha Mínima – Centro de Líunguas Cultura Inglesa
0. Imagem do edifício/situação

Legenda: Detalhe, Escultura Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Detalhe, Fachada Sul Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Fachada Oeste Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Fachada Leste Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Detalhe, Intervenção Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

Legenda: Vista a Partir da Rua Alberto Leal Fonte: Acervo do Grupo, 2009.

d o _c o _m o _m o _
ISC/R members update 2010

for office use only

International working party for documentation and conservation of buildings, sites and neighbourhoods of the modern movement

piscina e vestiários). 2.4 Outros associados ao projeto: embora não haja informação sobre colaborações no projeto da residência. também desconhecido.5 Alterações significativas com datas: não há registro de data das alterações realizadas na edificação. observa-se então que a intenção inicial valorizava o convívio social e a área de lazer. sites and neighbourhoods of the modern movement 1. 2. formado na Escola de Belas-Artes de Pernambuco em 1958. na qual havia a existência de ambientes como a sala de visitas e ampla área de pátio externo (com bar. reflexo direto da posição social da família proprietária.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings.10 Estado de proteção e data: não é protegida. 2. Presidente Epitácio Pessoa.5 Estado: Paraíba 1.9 Classificação/tipologia: residencial 1. a identificação da utilização de azulejos artesanais implica na colaboração de outro artista.3 Endereço: Av. sites and neighbourhoods of the modern movement .2 Datas: Projeto elaborado na década de 1960.2 Variante ou nome anterior: Residência 1.1 Nome do edifício: Centro de Línguas Cultura Inglesa 1. vale salientar que há a integração de obra-de-arte observada numa escultura de autoria desconhecida. mas durante o período de pesquisa.1 Proposta original: O objeto de estudo trata-se originalmente de uma residência. ocorria d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings.8 National grid reference: 7°07'10" Sul e 34°50'38" Oeste 1.3 Autor do projeto e colaboradores: arquiteto Carlos Alberto Carneiro da Cunha.4 Cidade: João Pessoa 1. 2953 1.6 Cep: 58030-002 1. 2. Identidade do edifício/grupo de edifícios/conjuntos urbanos/paisagem/jardim 1. 2.7 País: Brasil 1. em 2009. História do edifício 2.

seis quartos. O extenso programa é resolvido em três níveis distintos. com intervalos modulados. área de serviço e dependência de empregada. somente a biblioteca avança sobre um dos recuos laterais. de forma irregular.1 Descrição geral: Implantação: o lote da edificação em questão está inserido em uma terreno de esquina. no pavimento superior. dividindo grandes ambientes em pequenas salas de aula.6 Uso atual: Centro de Línguas Cultura Inglesa. Descrição 3. rompida sutilmente pelo primeiro pavimento e marcante pela presença da caixa d'água. o arquiteto aparenta optar por não exaltar os resultados do concreto armado. Embora a técnica estrutural utilizada seja simples. sala de jantar. em todo o resto. Programa: conta com sala de estar. uma reforma de grande impacto na configuração espacial original. eles são visíveis. e o setor íntimo. são escondidos na alvenaria. biblioteca. que se adapta aos espaços residuais entres os volumes. 2. sites and neighbourhoods of the modern movement . O setor social fica no nível de acesso. 3.7 Estado de conservação: As reformas mais recentes alteram a configuração espacial interna. 2. cozinha. externamente. 3. em parte da edificação. pátio social com Piscina. Os corpos principais são volumes básicos acrescidos de volumes piramidais dos telhados inclinados a duas águas. conformes com a declividade do terreno. sites and neighbourhoods of the modern movement simultaneamente. escritório. mesmo que se d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. copa. Edifício: A edificação mantém a horizontalidade predominante. foram construídos anexos e novas cobertas em áreas livres que dificultam a visão do objeto arquitetônico original. não é possível realizar um mapeamento dos pilares. o setor de serviço. sala de visitas.2 Construção: A solução estrutural adotada nesta residência é em viga x pilar de concreto armado. onde a implantação da residência se dá de forma livre. estes são conectados por uma laje plana de concreto. bar.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. no nível abaixo.

estas atitudes projetuais mostram a afinidade do arquiteto com as preocupações vigentes na produção regional. no objeto de estudo isto é evidenciado em elementos como a azulejaria. muito embora haja relatos que evidenciam a não consumação do anseio social do projeto. as venezianas de madeira.3 Cultural e estética: o movimento moderno no Brasil adquiriu peculiaridades que remetam a tradição local da arquitetura colonial. absorvendo materiais e soluções tradicionais. nos principais volumes. de seu amplo programa de necessidades voltado em grande parte a atividades sociais. expõe a prevalência econômica e cultural de uma classe social através da exploração de nobres materiais de construção.2 Social: a residência documenta uma experiência moderna de vida. 4. A solução de coberta. sites and neighbourhoods of the modern movement . em decisões estruturais. por exemplo. dispondo as telhas canal sobre laje inclinada de concreto. sites and neighbourhoods of the modern movement utilize desta tecnologia para alcançar alguns efeitos como o balanço que se projeta sobre o terraço oeste. assim como a insistência da utilização de setores de laje plana no projeto. em volumes secundários é utilizada a laje plana. 4.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. é de telha canal sobre laje de concreto inclinada com leve inclinação e longos beirais. como também na coberta. além de facilitar a mão de obra. escoar a água pluvial. a incorporação de uma identidade nacional ao ‘estilo internacional’. por uma releitura do tradicional telhado em duas águas com beirais salientes. A técnica utilizada. que parecem exaltá-la em certos momentos e maquiá-la em outros. é resultante de tecnologia moderna. é posta em dúvida a relevância que se dá a questão da tectônica. método que Delfim Amorim introduz por ser eficiente para manter a laje resfriada. a adequação de preceitos à realidade climática local. Avaliação 4.1 Técnica: Certas contradições são observadas no projeto. o que parece ter justificativa meramente formal. d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. 4. entretanto. que abandona os preceitos modernistas internacionais de tetojardim.

de.Análise da Revista Acrópole e sua Publicação de Residências Unifamiliares Modernas entre os Anos de 1952 a 1971. adaptando elementos da tradição colonial para técnicas modernas. COSTA. com quem Carneiro da Cunha tem contato direto em sua formação na Escola de Belas-Artes de Pernambuco.br/seminario%206%20pdfs/Carolina%20C osta. Análise arquitetônica de uma residência moderna na cidade de João Pessoa/PB.org. como as projetadas por Acácio Gil Borsoi. que repete os cânones dessa arquitetura em projetos mais modestos.pdf>. 66-69.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. 472 p. 4. Luiz. 5. d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. 94. Acesso em Julho de 2009. Carolina. Mário di Lascio. 2001. evidencia o favoritismo da elite local pelo modelo moderno de habitar. 2005.%20Raoni%20Lima. juntamente com outras residências de João Pessoa. Pini. Artigo publicado no VI DOCOMOMO Brasil. Orientadora: Nelci Tinem.docomomo.Universidade de São Paulo. São Carlos.4 Histórica: embora não seja de grande importância histórica. 2008. AMORIM. Niterói. São Paulo. LIMA. Referências ALMEIDA./mar. o exemplar arquitetônico. p. entre outros. esta imagem assemelha-se em todos os aspectos ao modelo residencial desenvolvido no Recife por Delfim Amorim. Raoni. História: Recife. fev. DisponívelKem:K<http://www. Uma escola regional? AU Arquitetura e Urbanismo. Dissertação (Mestrado – Programa de PósGraduação em Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo) Escola de Engenharia de São Carlos . Tendência que se alastra pela sociedade atingindo a classe média. sites and neighbourhoods of the modern movement 4. n.5 Avaliação Geral: a imagem de maior pregnância do projeto está na sua composição com a coberta inclinada e suas grandes esquadrias de madeira e vidro. sites and neighbourhoods of the modern movement . Maísa F. Revista Acrópole Publica Residências Modernas .

In Cadernos PPGA-AU/FAUFBA.docomomo. Fúlvio Teixeira de B. d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. Residência Moderna Nordestina.org. sites and neighbourhoods of the modern movement . 2009.Universidade de São Paulo.. sites and neighbourhoods of the modern movement MELO. São Carlos. Lia T. Desafio da preservação da arquitetura moderna: o caso da Paraíba.br/seminario%206%20pdfs/Nelci%20Tinem. Dissertação (Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo) Escola de Engenharia de São Carlos Universidade de São Paulo. Disponível <http://www. Manufatura. Ano VII. Difusão da arquitetura moderna na cidade de João Pessoa (1956-1974). Niterói. Trabalho apresentado como requisito para aprovação da Disciplina Habitação. Metrópoles e Modos de Vida. 2005.A memória moderna e local de um movimento Internacional. 269 p. (Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo) Escola de Engenharia de São Carlos . Salvador: PPG-AU/ FAUUFBA. MONTEIRO. em Julho de 2009. Fúlvio Teixeira de B. TINEM. número especial. 2008. O alvo do olhar estrangeiro: o Brasil na historiografia da arquitetura moderna. T. em: Acesso PEREIRA.d o _c o _m o _m o _ ISC/R members update 2010 for office use only International working party for documentation and conservation of buildings. TINEM. São Carlos. Nelci. Nelci. Nelci. Artigo publicado no VI DOCOMOMO Brasil.. 2006. PEREIRA. Arquitetura Moderna em João Pessoa .pdf>. Marieta D. João Pessoa. TINEM. 2002.