Você está na página 1de 21
Promoção da Qualidade dos produtos Moçambicanos Período: Ano 2009 a 2012 Maputo, Junho/2012 1

Promoção da Qualidade dos produtos Moçambicanos Período: Ano 2009 a 2012

Maputo, Junho/2012

Promoção da Qualidade dos produtos Moçambicanos Período: Ano 2009 a 2012 Maputo, Junho/2012 1
Promoção da Qualidade dos produtos Moçambicanos Período: Ano 2009 a 2012 Maputo, Junho/2012 1
Promoção da Qualidade dos produtos Moçambicanos Período: Ano 2009 a 2012 Maputo, Junho/2012 1

Estrutura de apresentação

1. Apresentação do IPEME

Estrutura de apresentação 1. Apresentação do IPEME 2. Breve Apresentação sobre os Programas:  Centros de

2. Breve Apresentação sobre os Programas:

 Centros de Orienta ção ao Empresário (COrE’s);
 Centros de Orienta ção ao Empresário (COrE’s);

Incubadoras de Empresas (IE)

 Cozinha Made in Mozambique (PCMM);  Cada Distrito Um Produto (CaDUP);
 Cozinha Made in Mozambique (PCMM);
 Cada Distrito Um Produto (CaDUP);
in Mozambique (PCMM);  Cada Distrito Um Produto (CaDUP);  Centros de Transfer ê ncia de

Centros de Transferê ncia de Conhecimento (CTC’s)

 Industrializa ção Rural (IR);
 Industrializa ção Rural (IR);
Apresentação do IPEME Pelo Decreto nº.47/2008 de 3 de Dezembro foi criado o Instituto para

Apresentação do IPEME

Pelo Decreto nº.47/2008 de 3 de Dezembro foi criado o Instituto para a Promoção das Pequenas e Medias Empresas abreviadamente designado por IPEME. O IPEME é tutelado pelo Ministro da Indústria e Comércio.

e Medias Empresas abreviadamente designado por IPEME. O IPEME é tutelado pelo Ministro da Indústria e
e Medias Empresas abreviadamente designado por IPEME. O IPEME é tutelado pelo Ministro da Indústria e
e Medias Empresas abreviadamente designado por IPEME. O IPEME é tutelado pelo Ministro da Indústria e
Atribuições:  Fomentar a criação, desenvolvimento e modernização das Pequenas e Médias Empresas; 
Atribuições:  Fomentar a criação, desenvolvimento e modernização das Pequenas e Médias Empresas; 

Atribuições:

Fomentar a criação, desenvolvimento e modernização das Pequenas e Médias

Empresas; Estimular a implementação de Micro, Pequenas e Médias unidades industriais de

processamento de produtos nacionais;

Enquadrar a actividade de promoção de equipamento de processamento apropriado para a zona rural dentro das estratégias sectoriais orientadas para o desenvolvimento rural;

Criar a capacidade de gestão empresarial das Pequenas e Médias Empresas; Promover e criar incubadoras empresariais; Facilitar a assistência técnica e coordenação de acções de formação para os intervenientes.

Programas em curso 1. COrE’s ? Espaço físico de atendimento individual ou colectivo aos Empresários/Empreendedores

Programas em curso

1. COrE’s ? Espaço físico de atendimento individual ou colectivo aos Empresários/Empreendedores de forma presencial
1. COrE’s ?
Espaço físico de atendimento individual ou colectivo aos Empresários/Empreendedores de
forma presencial ou a distância, que oferece produtos e serviços que atendam as
necessidades das MPME’s tais como:
capacitações, palestras , elaboração de plano de negocio,
Informação geral relativo as aempresas
Bolsa de contactos
Biblioteca
Internet café & distribuição de material
geral relativo as aempresas Bolsa de contactos Biblioteca Internet café & distribuição de material 5
geral relativo as aempresas Bolsa de contactos Biblioteca Internet café & distribuição de material 5
Localiza çã o:
Localiza çã o:
Localiza çã o: 1 º COrE – Implantado na Cidade de Maputo em Abril de 2010;

1º COrE Implantado na Cidade de Maputo em Abril de 2010; Av. 25 de Setembro, nr. 1509, 1º andar Esquerdo 2º COrE Implantado na Cidade de Chimoio em Abril 2011; Rua Dr. Araujo de Lacerda nr. 148 3º COrE Na Cidade de Tete a ser inaugurado no mês de Julho Avenida Eduardo Mondlane

Perspectivas

Expansão p/ Provincias:

Maputo, Nampula, Cabo Delgado e Zambézia 2012.

Eduardo Mondlane Perspectivas  Expansão p/ Provincias: Maputo, Nampula, Cabo Delgado e Zambézia – 2012. 6
2. Incubadoras de Empresas (IE) Incubadoras Mecanismo que visa estimular a criacao e desenvolvimento das
2. Incubadoras de Empresas (IE)
2. Incubadoras de Empresas (IE)

Incubadoras Mecanismo que visa estimular a criacao e desenvolvimento das MPMEs atraves de formacoes complementares dos empreendedores nos aspectos tecnicos como em aspectos de gestao.

Elaboração da estratégia nacional das incubadora de PMEs; 2012 2014: Nampula, Maputo, Tete.

Alojadas 23 empresas – madeira, mecânica auto
Alojadas 23 empresas – madeira, mecânica auto

Alojadas 23 empresas madeira, mecânica auto

Alojadas 23 empresas – madeira, mecânica auto
Programas 3. Cozinha Made in Mozambique
Programas 3. Cozinha Made in Mozambique
Programas
3. Cozinha Made in Mozambique
Programas 3. Cozinha Made in Mozambique Objectivo: promover acções de capacitação em educação alimentar e

Programas

3. Cozinha Made in Mozambique

Objectivo: promover acções de capacitação em educação alimentar e agro-processamento com vista a melhorar a
Objectivo: promover acções de capacitação em educação
alimentar e agro-processamento com vista a melhorar a
qualidade de vida da população, evitar as perdas pós-
colheita e reaproveitamento
receitas.
dos alimentos e gerando
Cobertura nacional – comunidades locais
pós- colheita e reaproveitamento receitas. dos alimentos e gerando Cobertura nacional – comunidades locais 10
pós- colheita e reaproveitamento receitas. dos alimentos e gerando Cobertura nacional – comunidades locais 10
pós- colheita e reaproveitamento receitas. dos alimentos e gerando Cobertura nacional – comunidades locais 10
pós- colheita e reaproveitamento receitas. dos alimentos e gerando Cobertura nacional – comunidades locais 10
Programas 3. Cozinha Made in Mozambique Recitas - Aproveitamento integral de produtos locais
Programas 3. Cozinha Made in Mozambique Recitas - Aproveitamento integral de produtos locais
Programas
3. Cozinha Made in Mozambique
Recitas - Aproveitamento integral de produtos locais
Programas 4. Cada Distrito Um Produto (CaDUP) Objectivo: Estimular a exploracao de recursos locais de

Programas

4. Cada Distrito Um Produto (CaDUP)

Programas 4. Cada Distrito Um Produto (CaDUP) Objectivo: Estimular a exploracao de recursos locais de forma
Objectivo: Estimular a exploracao de recursos locais de forma integral e sustentavel – promover a
Objectivo:
Estimular a exploracao de recursos locais de forma integral e sustentavel
– promover a especializacao.
Distritos piloto: Namaacha (Prov. Maputo); Xai-Xai e Chokwe (Prov. Gaza)
e Maxixe, Morrumbene e Inharrime(Prov. Inhambane)
Programas 5. Cada Distrito Um Produto Seleccionados 6 produtos: Intervencao: Capacitacao em materia de gestao

Programas 5. Cada Distrito Um Produto

Programas 5. Cada Distrito Um Produto Seleccionados 6 produtos: Intervencao: Capacitacao em materia de gestao de
Seleccionados 6 produtos: Intervencao: Capacitacao em materia de gestao de negocio, boas praticas de processamento,
Seleccionados 6 produtos:
Intervencao: Capacitacao em materia de gestao de negocio,
boas praticas de processamento, entrega de equipamento, desenho de rotulagem;
Expandir p/ restantes Distritos
boas praticas de processamento, entrega de equipamento, desenho de rotulagem; Expandir p/ restantes Distritos 13
boas praticas de processamento, entrega de equipamento, desenho de rotulagem; Expandir p/ restantes Distritos 13
boas praticas de processamento, entrega de equipamento, desenho de rotulagem; Expandir p/ restantes Distritos 13
boas praticas de processamento, entrega de equipamento, desenho de rotulagem; Expandir p/ restantes Distritos 13
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:

Programas

3. Cada Distrito Um Produto

Desafio:
Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 3. Cada Distrito Um Produto Desafio:
Programas 4. Industrializacao Rural Objectivo: Promover o uso/implantacao do equipamento de agro- processamento de
Programas 4. Industrializacao Rural Objectivo: Promover o uso/implantacao do equipamento de agro- processamento de
Programas
4. Industrializacao Rural
Objectivo:
Promover o uso/implantacao do equipamento de agro- processamento
de fabrico local (pequena escala);
 Dinamizar a economia rural, agregar valor aos produtos locais.
 Implantadas 3.074 unidades Processamento
Projectos Centros de Transferencia de conhecimento (CTC’s) Objectivo :  Capacitar as comunidades em boas

Projectos Centros de Transferencia de conhecimento (CTC’s)

Objectivo:

Capacitar as comunidades em boas processamento;

· Promover o aproveitamento das potencialidades

práticas de

agrícolas existentes na região;

· Dinamizar a economia rural;

· Reduzir as perdas pós-colheita;

· Agregar valor ao produto final.

· Dinamizar a economia rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao
· Dinamizar a economia rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao
· Dinamizar a economia rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao
· Dinamizar a economia rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao

Projectos Centros de Transferência de conhecimento (CTC’s)

Centros de Transferência de conhecimento (CTC’s) 1. Chokwe: Horticolas, cereais e frutas 2. Boane : Cereais

1. Chokwe: Horticolas, cereais e frutas 2. Boane : Cereais e Mandioca

3. Mocuba: Mandioca

Objectivo:

Capacitar as comunidades em boas

· Promover o aproveitamento das potencialidades agrícolas existentes na região;

· Dinamizar a economia rural;

· Reduzir as perdas pós-colheita;

· Agregar valor ao produto final.

práticas de processamento;

rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao produto final. práticas de
rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao produto final. práticas de
rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao produto final. práticas de
rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao produto final. práticas de
rural;  · Reduzir as perdas pós-colheita;  · Agregar valor ao produto final. práticas de

CCDSM Xilembene Unidade de Procesamento

CCDSM – Xilembene Unidade de Procesamento 18
CCDSM – Xilembene Unidade de Procesamento 18
CCDSM – Xilembene Unidade de Procesamento 18
CCDSM – Xilembene Unidade de Procesamento 18
CCDSM – Xilembene Unidade de Procesamento 18
CCDSM – Xilembene Unidade de Procesamento 18
CCDSM – Xilembene Unidade de Procesamento 18
Projectos 1.Centros de Transferencia de Conhecimento (CTC) Boane: Cereais e mandioca Alocado o Equipamento; Necessidade

Projectos 1.Centros de Transferencia de Conhecimento (CTC)

Boane: Cereais e mandioca Alocado o Equipamento; Necessidade de construcao da unidade de processamento

(CTC) Boane: Cereais e mandioca Alocado o Equipamento; Necessidade de construcao da unidade de processamento 19
– Feira Internacional de Embalagens e Impresao Objectivo: Promover o sector de embalagem, atrair o
– Feira Internacional de Embalagens e Impresao Objectivo: Promover o sector de embalagem, atrair o
– Feira Internacional de Embalagens e
Impresao
Objectivo: Promover o sector de embalagem, atrair o investimento
nacional e estrangeiro.
3ª. Edicao : FIEI
Data: 7 a 9 de Julho de 2012,
Local: Centro de Conferencias Joaquim chissano
Muito Obrigado pela Atenção
Muito Obrigado pela Atenção

Muito Obrigado pela Atenção

Muito Obrigado pela Atenção
Muito Obrigado pela Atenção
Muito Obrigado pela Atenção
Muito Obrigado pela Atenção