Você está na página 1de 4

Exerccios resolvidos

2 R = 3900 Kgf / cm 2 * Clculo do coeficiente m: 0,9. 1 1 0,9.3900 m = . log Lim R = . log = 0,163 3 Fad 3 1140 * Clculo do coeficiente b: (0,9. R ) 2 (0,9.3900) 2 b = log = log = 4,034 Lim Fad 1140 * Clculo da tenso fadiga para uma vida finita:
FAD =
10 b 10 4,034 = = 1758kgf / cm 2 nm (70.10 3 ) 0,163

3 R = 4800 Kgf / cm 2 Clculo da tenso limite Lim Fad = 0,5. R = 0,5.4800 = 2400 Kgf / cm 2 * Clculo do coeficiente m: 0,9. 1 1 0,9.4800 m = . log Lim R = . log = 0,085 3 Fad 3 2400 * Clculo do coeficiente b: (0,9. R ) 2 (0,9.4800) 2 b = log = log = 3,891 Lim Fad 2400 * Clculo da tenso fadiga para uma vida finita:
FAD =
10b 103,891 = = 2700kgf / cm 2 m 4 0 , 085 n (25.10 )

* Clculo da vida para FAD = 3200kgf / cm 2

n=

10

m 1 m

FAD

10

3,891

0 , 085 0 , 085

3200

= 34017 = 34.103 ciclos

4* Clculo da tenso limite Lim Fad = 0,5. R = 0,5.6300 = 3150 Kgf / cm 2

* Clculo do Fator de superfcie: R = 6300 Kgf / cm 2 .0,0000981 = 0,62GPa

Pela figura, na curva de superfcie usinada tem-se: ka=0,75 * Clculo do Fator de tamanho:

Kb 7,6mm< D <50mm.........................................0,85 Ento: Kb=0,85


* Clculo do Fator de confiabilidade:

Para 99%, tem-se Kc=0,814 Clculo do Fator de Temperatura:

tem-se Kd=1 * Clculo do Fator de concentrao de tenso: D=35cm R=5mm d=35-2.R= 35-2.5=35-10=25cm Dessas duas relaes, eu consigo obter Kt= 1,58 R/d= 5/25=0,2

D/d= 35/25= 1,4

Clculo da sensibilidade ao entalhe: R= 5mm (se R for maior que 4mm, usar R=4mm) R = 6300 Kgf / cm 2 .0,0000981 = 0,62GPa

Tem-se q=0,82 Clculo do fator Modificador de concentrao de tenses:


K f = 1 + q ( Kt +1) = 1 + 0,82(1,58 1) K f = 1,47

Ke =

1 1 = = 0,68 Kf 1,47

Clculo do fator de efeitos diversos: Como nada foi especificado: Clculo da tenso limite fadiga da pea:

Kf = =1

Lim Fad = Ka.Kb.Kc.Kd .Ke.Kf . ' Lim Fad Lim Fad = 0,75.0,85.0,814.1.0,68.1.3150 Lim Fad = 1111,54kgf / cm 2

5 o fenmeno de ruptura progressiva de materiais sujeitos a ciclos repetidos de tenso ou deformao. Reduzindo gradual da capacidade de carga do componente, pela ruptura lenta do material, consequncia do avano quase infinitesimal das fissuras que se formam no interior. O estudo do fenmeno de importncia para o projeto de mquinas e estruturas, uma vez que a grande maioria das falhas em servio so causadas pelo processo de fadiga, cerca de 95%. 6- A aplicao dos dados obtidos com o corpo de prova no podem ser diretamente relacionados com a pea devido a diferena como: acabamento superficial, tamanho, confiabilidade, temperatura, etc. a- Influencia do tamanho: A tenso limite de fadiga diminui com o aumento do dimetro. b- Influencia da temperatura: Quando o material trabalha a temperaturas distintas da ambiente, as propriedades mecnicas alteram-se e portanto a resistncia a fadiga influenciada. c- Influncia da concentrao de tenso: a forma de um entalhe em um componente altera a vida fadiga. Quanto maior for a concentrao de tenso menor ser a resistncia a fadiga; d- Influencia do acabamento superficial: na maioria das peas o dano ocorre na superfcie, por isso a importncia da mesma. 6 e 7- Iguais ao exerccio da lista!